Página 1 dos resultados de 2664 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Mediação química da hiperagesia induzida pelos venenos de serpentes Bothrops jararaca e Bothrops asper e por uma miotoxina com atividade de fosfolipase A2 isolada do veneno de Bothrops asper ; Chemical mediation of hyperalgesia induced by Bothrops jararaca and Bothrops asper snake venoms and by a phospholipase A2 miotoxin isolated from Bothrops asper venom.

Chacur, Marucia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
68.30386%
Os venenos do gênero Bothrops induzem efeitos locais caracterizados por hemorragia, necrose, edema e dor intensa. Apesar da importância clínica do fenômeno de dor, os estudos sobre os mecanismos envolvidos na gênese deste fenômeno são ainda escassos. Além disso, não existem dados sobre a capacidade do antiveneno em neutralizar este fenômeno. Neste trabalho foi investigada, a capacidade dos venenos de Bothrops jararaca, Bothrops asper e da miotoxina III (Fosfolipase A2, variante Asp 49), uma toxina isolada do veneno de Bothrops asper, em induzir hiperalgesia em ratos, a mediação química deste fenômeno e a capacidade dos antivenenos em neutralizar esta ação dos venenos. A possível correlação entre a hiperalgesia e a resposta edematogênica causada pelos venenos ou miotoxina foi também avaliada. O limiar de dor foi determinado antes e em diferentes tempos após a administração dos venenos ou toxina, empregando o teste de pressão de pata de rato. Para o estudo da resposta edematogênica, o aumento do volume das patas posteriores foi determinado por pletismografia. Os venenos e a toxina, administrados por via intraplantar, nas doses de 5µg (VBj), 15µg (VBa) ou 10µg (MIII), induziram hiperalgesia e edema, com respostas máxima na 1a (VBj...

Efeito nociceptivo induzido por fosfolipases A2 (FLA2 variantes Lys49 e Asp49) isoladas do veneno de serpentes Bothrops asper: caracterização dos mecanismos centrais e determinantes moleculares; Nociceptive effect induced by phospholipase A2 (PLA2-Lys49 and PLA2-Asp49) isolated from Bothrops asper venom: characterization of central mechanisms and molecular determinants.

Chacur, Marucia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2004 PT
Relevância na Pesquisa
68.30386%
Fosfolipases A2 miotóxicas (Lys49, enzimaticamente inativa, e Asp49, com atividade) isoladas do veneno de Bothrops asper, induzem hipernocicepção. Assim, avaliamos os mecanismos estruturais, moleculares e mediadores centrais envolvidos neste efeito. A injeção intraplantar das FLA2s acarretou hiperalgesia, enquanto que apenas a FLA2-Asp49 induziu alodinia. A região C-terminal é a responsável pelo efeito da FLA2-Lys49, enquanto que a atividade catalítica da FLA2-Asp49 parece ser responsável pela indução de hipernocicepção. Canais de Ca2+ e Na+ participam deste efeito. Na medula espinhal, receptores NK1 e para CGRP, receptores ionotrópicos para glutamato, NO, IL-1, prostanóides e adenosina participam da hiperalgesia induzida pelas FLA2s. Adicionalmente, receptores metabotrópicos para glutamato e o TNF?, estão envolvidos na hiperalgesia induzida pela FLA2-Asp49. Receptores NK1 e NK2 e para CGRP, receptores para glutamato, TNF? e prostanóides medeiam a alodinia. A ativação de astrócitos e microglia, na medula espinhal, contribui para a gênese do efeito hipernociceptivo.; Phospholipase A2 (Lys49, catalytically-inactive and Asp49, catalytically active), isolated from Bothrops asper snake venom, induce pain. The present studies examined the molecular...

Efeito bactericida de Fosfolipases A2-Lys49: o papel da região C-terminal na atividade de Bothropstoxina-I em membranas biológicas e artificiais.; Bactericidal Effect Of Ly49-Phospholipase A2 (Lys49-PLA2): The Role Of The C-Terminal Region In The activity of Bothropstoxin-I in Biological And Artificial Membranes

Aragão, Elisângela Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
68.38005%
As fosfolipases A2 (EC 3.1.1.4) catalisam a hidrólise das ligações ácido-éster na posição sn-2 de glicerofosfolipídios liberando, como produto da catálise, ácidos graxos e lisofosfolipídios. Membros da sub-família de fosfolipases A2-Lisina49 (PLA2-Lys49), isolados de venenos de serpentes Viperidae mostram uma substituição do resíduo de aspartato na posição 49 por uma lisina, com a eliminação concomitante da atividade hidrolítica contra fosfolipídeos. Apesar da ausência de atividade catalítica, as PLA2-Lys49 apresentam propriedades farmacológicas variadas incluindo miotoxicidade, e danifica membranas artificiais por um mecanismo Ca2+-independente, que não envolve hidrólise de fosfolipídeos. As PLA2-Lys49 formam homodímeros em solução, e estudos cristalográficos e espectroscópicos de Bothropstoxina-I, uma PLA2-Lys49 do veneno de Bothrops jararacussu, revelaram que a transição na estrutura quaternária do dímero provoca a mudança de posição da região C-terminal, apoiando a sugestão do envolvimento desta região no modelo proposto de danificação da membrana Ca2+-independente. Um papel para a região Cterminal das PLA2-Lys49 também foi sugerido na atividade bactericida observada para esta proteína...

Estudos cristalográficos em macromoléculas biológicas: Aplicações em calgranulina C de granulócitos porcinos, tripanotiona redutase deTrypanosoma cruzi e fosfolipase A2 extraída do veneno da serpente Bothrops moojeni.; Crystallographic studies on biological macromolecules: applications on calgranulin C from porcine granulocytes, trypanotione reductase from Trypanosoma cruzi and Phospholipase A2 extracted from the venom of Bothrops moojeni snake.

Costa, Maria Cristina Nonato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/1997 PT
Relevância na Pesquisa
68.499404%
A cristalografia de raios-X e um método de singular importância para a determinação da estrutura de macromoléculas. A importância em resolver estruturas de proteínas continua a crescer em campos variando desde a bioquímica e biofísica básicas ate o desenvolvimento farmacêutico e biotecnologia. o presente trabalho esta relacionado com os estudos cristalográficos de três diferentes moléculas biológicas. Calgranulina C de granulócitos porcinos, uma proteína que liga cálcio, supostamente envolvida em processos celulares regulados, foi cristalizada com parâmetros de rede a=b=54.35 e c=141.32Å, grupo espacial P3121 ou seu enantiomorfo P3221. Várias tentativas foram feitas no sentido de se determinar a estrutura por substituição molecular, mas a alta flexibilidade entre os motivos "EF-hands" quando da ligação ao íon cálcio podem ser responsáveis pelo insucesso dos resultados. Tripanotiona redutase de T. cruzi e um excelente alvo para modelagem de inibidores e potenciais drogas contra a doença de Chagas. O complexo mutante TR + GSPD foi cristalizado com parâmetros de rede a=b=92.7 e c=156.2Å, grupo espacial P43. Um conjunto preliminar de fases foi obtido por refinamento de corpo rígido contra as coordenadas da TR nativa. O modelo foi refinado a 2.4Å de resolução...

Efeitos do veneno de Crotalus durissus terrificus, da crotoxina e de suas subunidades fosfolipase A2 e crotapotina em monocamadas de células endoteliais em cultura.; Effects of the venom of Crotalus durissus terrificus from crotoxina and its subunits and crotapotina phospholipase A2 in monolayers of endothelial cells in culture.

Matsubara, Marcio Hideki
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
68.46595%
O veneno da serpente Crotalus durissus terrificus e seus componentes desencadeiam importantes efeitos biológicos que envolvem direta e/ou indiretamente, componentes do sistema circulatório. Contudo, não há estudos específicos na literatura sobre os efeitos do veneno crotálico ou de suas toxinas, em células endoteliais. As células endoteliais constituem a camada de revestimento interna dos vasos sanguíneos, denominada endotélio. Este tecido é metabolicamente ativo, com função protetora do sistema cardiovascular e desempenha papel central na regulação da função circulatória, através do controle da coagulação, permeabilidade e do tônus vascular. Neste contexto, este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do veneno de Crotalus durissus terrificus (VCdt), do seu componente majoritário, a crotoxina (CTX) e de suas subunidades, fosfolipase A2 (CB) e crotapotina (CA), sobre células endoteliais, em cultura, quanto à: i) viabilidade e proliferação celular; ii) integridade das monocamadas; iii) produção de óxido nítrico, de prostaciclina e mecanismos envolvidos neste efeito. Os resultados obtidos demonstram que o veneno de Crotalus durissus terrificus afetou a viabilidade e a integridade de células endoteliais em cultura...

Purificação da fosfolipase A2 e análise bioquímica do plasma seminal de ovinos e caprinos; Purification of phospholipase A2 and biochemical analyis of seminal plasma from bucks rams

Franco, Hélio José Antunes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
68.30386%
A quantificação dos componentes bioquímicos como frutose, ácido cítrico e proteína total existentes no plasma seminal de caprinos e ovinos localizados na região Centro-Oeste do Brasil é uma forma de avaliar a atividade fisiológica e bioquímica espermáticas. Estes dados servem como indicadores de prováveis problemas com os testículos e glândulas acessórias desses animais e de sua respectiva fertilidade. A frutose e o ácido cítrico são importantes para o sêmen como fonte de energia metabólica e como componente de sistema tampão, respectivamente. A frutose é um marcador da função secretora das vesículas seminais, e é um componente importante para a sobrevivência dos espermatozóides em condições anaeróbicas e está estreitamente relacionada com a motilidade inicial das células espermáticas. Sendo assim, os objetivos do presente projeto foram analisar quantitativamente esses componentes do plasma seminal de bodes e carneiros sob latitude 20°31'S em quatro épocas do ano e purificar, através de técnicas cromatográficas, a enzima fosfolipase A2, importante proteína presente no plasma seminal. As análises bioquímicas foram feitas usando-se um espectrofotômetro UV/Vis para obtenção da curva padrão e para a determinação das concentraçõoes mensais e da concentração anual média dos constituintes analisados. A purificação da PLA2 foi feita por cromatografia líquida preparativa usando-se como fase estacionária a coluna Superdex 75-16/60 (GE HealthCare) de exclusão por tamanho e membranas semipermeáveis de 10 e 30 kDa. Como resultado das análises bioquímicas...

Estrutura cristalográfica da bothropstoxina-I, uma miotoxina k49 tipo fosfolipase A2; Crystal Structure of Bothropstoxin-I, a K49 type myotoxic phospholipase A2

Silva, Maria Teresa da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/09/1996 PT
Relevância na Pesquisa
68.30386%
A bothropstoxina I (BthTX-I) é uma miotoxina isolada do veneno da serpente brasileira Bothrops jararacussu, a qual é um membro da família das fosfolipases A2, mas não apresentam atividade catalítica devido á substituição D49K. A proteína for fornecida pelo Prof. Dr. J. R. Giglio e Profa. Dra. A. C. O. Cintra do Departamento de Bioquímica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e usada em experimentos de cristalização, os quais foram realizados usando a técnica de difusão de vapor "hanging drop" a 18°C. A BthTX-I cristalizou em tampão HEPES 0.1 M, pH variando entre 7.0 e 7.6. O agente precipitante foi o (NH4)SO4 em concentrações que variaram de 57% a 62% de saturação. A coleta de dados foi inicialmente feita utilizando o difratômetro automático R-AXIS IIC da Rigaku Co. do Laboratório de Cristalografia de proteínas do IFSC-USP. Subseqüentemente foi realizado uma segunda coleta de dados no SERC Daresbury Laboratory na Inglaterra, usando radiação síncrotron. A BthTX-I cristalizou no grupo espacial P3121 com os seguintes parâmetros de rede: a=b=57.58 ANGSTROM, c= 131.27 ANGSTROM, ALPHA=BETA=90° e GAMA=120°. O processamento de dados foi realizado com o programa MOSFLM, conduzindo a um Rmerge=6.3% e completeza de 99.6% a uma resolução de 2.1 ANGSTROM. A estrutura foi resolvida por Substituição Molecular...

Isolamento e caracterização funcional de uma fosfolipase A2 de Bothrops jararaca: avaliação do potencial antitumoral e inflamatório; Isolation and functional characterization of a phospholipase A2 from Bothrops jararaca snake venom: evaluation of its antitumor and inflammatory potential

Araújo, Rafhaella Carolina Cedro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
68.54838%
As fosfolipases A2 (PLA2s) catalisam a hidrólise de ácidos graxos na posição sn-2 das membranas fosfolipídicas e liberam, como subprodutos, ácidos graxos livres. As PLA2s do grupo IIA são encontradas em peçonhas de serpentes da família Viperidae e desempenham diversas atividades apresentando potencial miotóxico, neurotóxico, hemolítico, edematogênico, citotóxico, hipotensivo, anticoagulante, inibição/ativação da agregação plaquetária, bactericida e pró-inflamatório. Esse trabalho teve como objetivo o isolamento e a caracterização funcional de uma PLA2 isolada da peçonha de Bothrops jararaca. Para a purificação dessa proteína, denominada BJ-PLA2-I, foram necessários três passos cromatográficos consecutivos: cromatografia de exclusão molecular em Sephacryl S-200, cromatografia de troca iônica em Source TM 15Q/50mL e cromatografia de troca iônica em MonoQ TM 5/50 GL. A BJ-PLA2-I apresentou elevado grau de pureza por SDS-PAGE e por cromatografia de fase reversa C18, em HPLC. Apresentou ainda, características ácidas, com pI em torno de 4,4 e teve a sua massa molecular determinada por dois métodos, obtendo-se valores bem próximos de 14,8 kDa (SDS-PAGE) e 14,2 kDa (MALDI-TOF). Esse fato é comum considerando que a espectrometria de massas é um método mais preciso e determina de maneira mais exata a massa molecular. O sequenciamento N-terminal da BJ-PLA2-I resultou em 60 resíduos de aminoácidos. O alinhamento múltiplo com outras fosfolipases A2 de serpentes do mesmo gênero mostrou similaridade entre elas...

Estudo dos fatores envolvidos na formação de corpúsculos lipídicos, induzido por uma fosfolipase A2, isolada do veneno de serpente: síntese e metabolismo de lipídeos.; Study of factors involved in lipid droplets formation induced by a phospholipase A2, isoleted from snake venom: synthesis and lipid metabolismo.

Leiguez Junior, Elbio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
68.30386%
Os venenos de serpentes contêm concentrações elevadas de fosfolipases A2 secretadas (sFLA2), que apresentam homologia com as FLA2s de mamíferos, cujos níveis estão aumentados em doenças inflamatórias. Neste estudo, investigou-se a ativação e a expressão de fatores envolvidos na formação de corpúsculos lipídicos (CLs) em células fagociticas e o papel desses fatores na resposta imune inata, induzida pela MT-III, uma sFLA2s de veneno. A MT-III induziu aumento dos níveis de triacilglicerol, colesterol e lisofosfolipideos e a ativação e expressão dos fatores PPAR-g, PPAR-d/b, SREBP2 e do CD36. Sob estimulo da MT-III, o receptor PPAR-b/d, as enzimas DGAT, ACAT e FAS foram relevantes para a formação de CLs e para a expressão da PLIN2. O CD36 participa da expressão da COX-2, sem modificar a liberação de PGE2. O TLR2 e a MyD88 foram essenciais para a formação de CLs e síntese da IL-1b e IL-10. Ainda, o TLR2 foi relevante para a liberação de PGE2, PGD2 e LTB4, enquanto MyD88 foi fundamental somente para a liberação de PGE2 e expressão da PLIN2, induzidas pela MT-III.; Snake venoms contain high concentrations of secreted phospholipase A2 (sPLA2) with homology to mammalian PLA2s, whose levels are elevated in inflammatory diseases. In this study...

Effect of umbelliferone (7-hydroxycoumarin, 7-HOC) on the enzymatic, edematogenic and necrotic activities of secretory phospholipase A2 (sPLA2) isolated from Crotalus durissus collilineatus venom

Toyama, D. O.; Marangoni, S.; Diz-Filho, E. B. S.; Oliveira, S. C. B.; Toyama, M. H.
Fonte: Pergamon-Elsevier B.V. Ltd Publicador: Pergamon-Elsevier B.V. Ltd
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 417-426
ENG
Relevância na Pesquisa
68.053535%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 06/55778-2; Processo FAPESP: 07/54714-3; Flavonoids, coumarins and other polyphenolic compounds are powerful antioxiants both in hydrophilic and lipophylic environments with diverse pharmacological properties including anti-inflammatory activity. Despite being widely used as powerful therapeutic agents for blood coagulation disorders, more specifically to control some serine protease enzymes, the mechanism of anti-inflammatory activity of coumarins is unknown, unlike that of flavonoids. Although their controlling effect on serine proteases is well acknowledged, their action on secretory phospholipase A2 (sPLA2) remains obscure. The present study describes the interaction between umbelliferone (7-HOC) and the sPLA2 from Crotalus durissus collilineatus venom. In vitro inhibition of sPLA2 enzymatic activity by 7-HOC was estimated using 4N3OBA as substrate, resulting in an irreversible decrease in such activity proportional to 7-HOC concentration. The biophysical interaction between 7-HOC and sPLA2 was examined by fluorescent spectral analysis and circular dichroism studies. Results from both techniques clearly showed that 7-HOC strongly modified the secondary structure of this enzyme and CD spectra revealed that it strongly decreased sPLA2 alphahelical conformation. In addition...

Crystallographic portrayal of different conformational states of a Lys49 phospholipase A2 homologue: Insights into structural determinants for myotoxicity and dimeric configuration

Ullah, A.; Souza, T. A C B; Betzel, C.; Murakami, M. T.; Arni, R. K.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 209-214
ENG
Relevância na Pesquisa
68.36669%
Catalytically inactive phospholipase A2 (PLA2) homologues play key roles in the pathogenesis induced by snake envenomation, causing extensive tissue damage via a mechanism still unknown. Although, the amino acid residues directly involved in catalysis are conserved, the substitution of Asp49 by Arg/Lys/Gln or Ser prevents the binding of the essential calcium ion and hence these proteins are incapable of hydrolyzing phospholipids. In this work, the crystal structure of a Lys49-PLA2 homologue from Bothrops brazili (MTX-II) was solved in two conformational states: (a) native, with Lys49 singly coordinated by the backbone oxygen atom of Val31 and (b) complexed with tetraethylene glycol (TTEG). Interestingly, the TTEG molecule was observed in two different coordination cages depending on the orientation of the nominal calcium-binding loop and of the residue Lys49. These structural observations indicate a direct role for the residue Lys49 in the functioning of a catalytically inactive PLA2 homologue suggesting a contribution of the active site-like region in the expression of pharmacological effects such as myotoxicity and edema formation. Despite the several crystal structures of Lys49-PLA2 homologues already determined, their biological assembly remains controversial with two possible conformations. The extended dimer with the hydrophobic channel exposed to the solvent and the compact dimer in which the active site-like region is occluded by the dimeric interface. In the MTX-II crystal packing analysis was found only the extended dimer as a possible stable quaternary arrangement. © 2012 Elsevier B.V.

Evaluation of snake venom phospholipase A2: hydrolysis of non-natural esters

Pirolla,Renan A. S; Baldasso,Paulo A; Marangoni,Sérgio; Moran,Paulo J. S; Rodrigues,José Augusto R
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 EN
Relevância na Pesquisa
68.172886%
Phospholipase A2 from the rattlesnake Crotalus durissus terrificus was employed for the first time to test its enantioseletivity on the hydrolysis of different non-natural esters. It was observed that the structure of this small enzyme is restrictive in the choice of its lipase action with non-natural substrates. Two forms of the enzyme were used; free and as its cross-linked enzyme aggregate (CLEA). With all substrates, the free enzyme showed activity similar to the CLEA preparation. The advantage of the CLEA phospholipase is the possibility to reuse it in several consecutive reactions without a decrease of activity and selectivity with good but higher yields and ee than with the free enzyme.

An alternative method to isolate protease and phospholipase A2 toxins from snake venoms based on partitioning of aqueous two-phase systems

Gómez,GN; Nerli,BB; Acosta,OC; Picó,GA; Leiva,LCA
Fonte: Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos - CEVAP, Universidade Estadual Paulista - UNESP Publicador: Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos - CEVAP, Universidade Estadual Paulista - UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 EN
Relevância na Pesquisa
68.288423%
Snake venoms are rich sources of active proteins that have been employed in the diagnosis and treatment of health disorders and antivenom therapy. Developing countries demand fast economical downstream processes for the purification of this biomolecule type without requiring sophisticated equipment. We developed an alternative, simple and easy to scale-up method, able to purify simultaneously protease and phospholipase A2 toxins from Bothrops alternatus venom. It comprises a multiple-step partition procedure with polyethylene-glycol/phosphate aqueous two-phase systems followed by a gel filtration chromatographic step. Two single bands in SDS-polyacrylamide gel electrophoresis and increased proteolytic and phospholipase A2 specific activities evidence the homogeneity of the isolated proteins.

Fatty acid and phospholipase A2 plasma levels in children with autism

Tostes,Márcia Helena Fávero de Souza; Polonini,Hudson Caetano; Mendes,Rosemeri; Brandão,Marcos Antônio Fernandes; Gattaz,Wagner Farid; Raposo,Nádia Rezende Barbosa
Fonte: Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Publicador: Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 EN
Relevância na Pesquisa
68.44754%
OBJECTIVE: To evaluate fatty acid plasma levels, phospholipase A2 activity, and the developmental profiles of children with autism vs. control subjects. METHODS: Twenty four children with autism underwent laboratory analysis for fatty acid quantification using gas chromatography and PLA2 activity determination by fluorometric assay. RESULTS: No correlation was observed between the developmental quotient and fatty acid plasma levels. Phospholipase A2 activity was significantly higher among autistic children compared with controls. CONCLUSION: The study did not show a correlation between fatty acid and phospholipase A2 plasma levels and the developmental profile of children with autism.

Efeitos da MT-I, uma fosfolipase A2, isolada do veneno de Bothrops asper em mastócitos: ativação e sinalização intracelular envolvida na desgranulação.; Effects of MT-I, a phospholipase A2 isolated from Bothrops asper venom, on mast cells: activation and intracellular signaling involved in degranulation.

Sampaio, Marlos Cortez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
68.30386%
Os efeitos da MT-I, uma fosfolipase A2 isolada do veneno de Bothrops asper (VBa), foram avaliados em mastócitos (MC) em cultura, quanto à: i) desgranulação e liberação de prostaglandina E2 (PGE2); ii) papel da atividade catalítica na desgranulação; iii) papel da PLD, PLC, cPLA2, iPLA2, PI3K, MAPK, PKC, PTK, ERK1/2, Junk, Gαi, Gαq e do cálcio na desgranulação; iv) expressão gênica de citocinas Th1 e Th2, e v) alterações ultraestruturais em MC. Os resultados mostraram que a MT-I, em concentrações não citotóxicas, causou a desgranulação de MC. Este efeito foi parcialmente dependente da atividade catalítica e dependente da cPLA2, PLC, PLD e PI3K, mas não da iPLA2, ERK1/2, p38MAPK, PKC, MEK, Junk, Gαi e Gαq. O cálcio intra e extracelular (CRAC e LTCC) estão envolvidos neste efeito da MT-I. Ainda, a MT-I induziu a síntese e liberação da PGE2, expressão de genes de citocinas Th1 e Th2, aumento do número de vesículas citoplasmáticas e de endocitose dependente de clatrina. O VBa também causou a desgranulação de MC sugerindo que a MT-I é relevante para este efeito.; The effects of Myotoxin-I (MT-I), a phospholipase A2 (PLA2) from Bothrops asper venom (BaV) in cultured mast cells (MC) were evaluated focusing: i) degranulation and prostaglandin E2 (PGE2) release; ii) role of PLA2 catalytic activity in degranulation; iii) role of PLD and PLC...

Mecanismos moleculares envolvidos na produção de prostaciclina induzida pela fosfolipase A2 do veneno de Crotalus durissus terrificus em células endoteliais:repercussão na atividade anti-inflamatória.; Molecular mechanisms involved in the prostacyclin release induced by Crotalus durissus terrificus phospholipase A2 in endothelial cells: role in anti-inflammatory activity.

Matsubara, Márcio Hideki
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
68.24734%
Neste estudo foram avaliados os efeitos da subunidade CB (FLA2 isolada do veneno da serpente C. d. terrificus) em células endoteliais quanto: 1) síntese de PGI2 e mecanismos e 2) mecanismos inibitórios sobre moléculas de adesão. Os resultados mostraram que a liberação de PGI2 induzida pela CB depende de COX-1, PGIS, cFLA2, ERK1/2, mas não de COX-2, NF-kB, p38, JNK, iFLA2, receptor IP, AC ou PKA. Em adição, a CB aumentou os níveis de PGIS, mas não de COX-1 ou COX-2. Ainda, a CB inibiu a expressão de ICAM-1 e VCAM-1, mas não de PECAM-1, induzidas pelo LPS. Em relação aos mecanismos da ação inibitória da CB, foi demonstrado que o PPAR-α e -β/δ, IP, AC, PKA e a PGI2 são relevantes para inibição de ICAM-1, mas não de VCAM-1, induzida pelo LPS. Além disso, a CB inibiu a expressão gênica de ICAM-1, VCAM-1, TNF-α e IL-6, induzida pelo LPS. Este estudo evidenciou importantes vias na ação inibitória da FLA2 crotálica, em um evento fundamental da resposta inflamatória e trouxe a melhor compreensão das atividades biológicas desencadeadas por esta FLA2 em células endoteliais.; In this study the effect of CB, a phospholipase A2 (PLA2) isolated from Crotalus durissus terrificus snake venom...

Identification and characterization of phospholipase A2 from Trypanosoma brucei; Identifizierung und Charakterisierung von Phospholipase A2 aus Trypanosoma brucei

Muhammad, Khalid
Fonte: Universität Tübingen Publicador: Universität Tübingen
Tipo: Dissertation; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
EN
Relevância na Pesquisa
68.81692%
Trypanosoma brucei is an eukaryotic organism whose metabolism is the subject of extensive searches for possible targets in the drug development against sleeping sickness. One of these targets is phospholipid metabolism and enzymes involved in it. This study was conducted to identify and characterize a T. brucei phospholipase A2 which metabolizes phospholipid substrates from the sn-2 position resulting in liberation of arachidonic acid and formation of eicosanoids. These products play vital roles in the parasite's intracellular metabolism, like regulation of its cell membrane composition, cell density regulation, and disturbance of the sleep-wake rhythm in affected patients. This work concentrated on cloning, heterologous over-expression of phospholipase A2 and characterization of this enzyme in T. brucei. Phospholipase A2 activity assay revealed that the enzyme was expressed in membrane fractions of logarithmic and stationary phase bloodstream forms as well as in the procyclic insect form.; Der Metabolismus des eukaryotischen Organismus Trypanosoma brucei ist Gegenstand umfangreicher Forschungen nach möglichen Angriffspunkten bei der Entwicklung von Arzneimitteln gegen die Schlafkrankheit. Einer dieser Punkte ist der Phospholipidmetabolismus und die daran beteiligten Enzyme. Die hier vorliegende Arbeit wurde durchgeführt...

Antimicrobial activity of apitoxin, melittin and phospholipase A2 of honey bee (Apis mellifera) venom against oral pathogens

Leandro,Luís F.; Mendes,Carlos A.; Casemiro,Luciana A.; Vinholis,Adriana H.C.; Cunha,Wilson R.; Almeida,Rosana de; Martins,Carlos H.G.
Fonte: Academia Brasileira de Ciências Publicador: Academia Brasileira de Ciências
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 EN
Relevância na Pesquisa
68.44754%
In this work, we used the Minimum Inhibitory Concentration (MIC) technique to evaluate the antibacterial potential of the apitoxin produced by Apis mellifera bees against the causative agents of tooth decay. Apitoxin was assayed in natura and in the commercially available form. The antibacterial actions of the main components of this apitoxin, phospholipase A2, and melittin were also assessed, alone and in combination. The following bacteria were tested: Streptococcus salivarius, S. sobrinus, S. mutans, S. mitis, S. sanguinis, Lactobacillus casei, and Enterococcus faecalis. The MIC results obtained for the commercially available apitoxin and for the apitoxin in natura were close and lay between 20 and 40µg / mL, which indicated good antibacterial activity. Melittin was the most active component in apitoxin; it displayed very promising MIC values, from 4 to 40µg / mL. Phospholipase A2 presented MIC values higher than 400µg / mL. Association of mellitin with phospholipase A2 yielded MIC values ranging between 6 and 80µg / mL. Considering that tooth decay affects people's health, apitoxin and its component melittin have potential application against oral pathogens.

Enriquecimento ambiental como estratégia para promover a neurogênese na doença de Alzheimer: possível participação da fosfolipase A2; Environmental enrichment as strategy to promote neurogenesis in Alzheimer disease: possible participation of phospholipase A2

Schaeffer, Evelin L.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
68.499404%
CONTEXTO: Com a descoberta de que a neurogênese constitutiva persiste no cérebro adulto, surgiu a hipótese na literatura de que a doença de Alzheimer (DA) poderia ser superada, ou pelo menos melhorada, visto que a geração de novos neurônios poderia ajudar a compensar a perda de neurônios na doença. OBJETIVOS: Neste trabalho, foi revisada a literatura sobre a neurogênese endógena no cérebro de sujeitos com DA e modelos animais de DA, os efeitos de atividade cognitiva sobre a neurogênese, e a relação entre a enzima fosfolipase A2 (PLA2) e a neurogênese. MÉTODOS: A base de dados MedLine foi pesquisada utilizando as palavras-chave doença de Alzheimer, atividade cognitiva, fosfolipase A2, neurogênese e neuritogênese. RESULTADOS: A revisão da literatura evidenciou neuroproliferação aumentada no cérebro com DA, no entanto, os novos neurônios falham em se diferenciar em neurônios maduros. Uma estratégia não farmacológica, ambiente enriquecido, aumenta a neurogênese (incluindo amadurecimento neuronal) em animais experimentais. Relação entre PLA2 e neurogênese tem sido demonstrada em modelos experimentais in vitro e in vivo. CONCLUSÃO: Os dados indicam que o enriquecimento ambiental (com estimulações cognitiva e física) poderia ser uma estratégia apropriada para promover a neurogênese endógena na DA e sugerem a participação da PLA2 na neurogênese promovida por estimulação cognitiva.; BACKGROUND: With the discovery that constitutive neurogenesis persists in the adult brain...

Isolation and biological characterization of a basic phospholipase A2 from Bothrops jararacussu snake venom

Maruñak,S.L.; Leiva,L; Garcia Denegri,M.E.; Teibler,P; Acosta De Pérez,O
Fonte: Biocell Publicador: Biocell
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 EN
Relevância na Pesquisa
68.550083%
A phospholipase A2 has been isolated from Bothrops jararacussu venom from snakes that inhabit the northeast region of Argentina. The present study describes in vivo and in vitro biological activities of phospholipase A2 from B. jararacussu as well as isolation details of its. Venom was obtained by milking of adult snakes which were housing in wood reptile cages of varying dimensions in heated (20-30ºC) rooms. Snakes received a weekly diet of mice and water was available ad libitum for drinking and soaking. The enzyme was purified by gel filtration on a Sephadex G-75 column followed by ion exchange chromatography on a SP-Sephadex C25 column. The major peak belonging to proteins was retained in the cation exchanger and then eluted using a concentration gradient of KCl that exhibited phospholipase activity. This basic PLA2 consists of a single polypeptide chain with a molecular mass of 15.6 kDa. It had a high indirect hemolytic activity and produced a significant paw edema reaction in mice. The enzyme showed a low lethality (LD50 148.6 mg) when was administered i.p. but exhibited elevated myotoxic effects in vivo by increasing plasma CK activity of injected mice, corroborated results by the histological observations of samples of gastrocnemius muscle. Myonecrosis is the result of intense destruction of muscular fibers that involves local infiltration of inflammatory cells and leads to the highest peak of CK level just after 1 hour mice injection. Moreover...