Página 1 dos resultados de 23 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Vias de acesso cirúrgico aos núcleos cocleares : estudo anatómico

Miguéis, António Carlos Eva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
38.825369%
O objectivo do estudo anatómico das vias de acesso cirúrgico aos núcleos cocleares foi o de tentar escolher a via ideal para se fazer a implantação de eléctrodos nos referidos núcleos. Recentemente, o implante coclear tornou possível (embora, com algumas limitações) a reabilitação auditiva de certos surdos totais. No entanto, os pacientes com cofose bilateral só podem beneficiar do implante coclear quando há integridade do VIII par craniano, no percurso compreendido entre a cóclea e o tronco cerebral. De outro modo, um estímulo periférico (coclear) verá o seu trajecto interrompido antes de chegar aos núcleos cocleares. É o que acontece, por exemplo, em indivíduos com neurinoma do acústico bilateral ou com secção bilateral do nervo cócleo-vestibular, como consequência de uma fractura do osso temporal. Nestas circunstâncias, para que haja percepção auditiva, será indispensável a estimulação eléctrica directa dos núcleos cocleares. Dividimos o nosso trabalho em quatro capítulos. No I Capítulo, descrevemos a anatomia da região, com especial ênfase para a anatomia cirúrgica, aquela que, durante as intervenções, o cirurgião deverá ter presente em todas as circunstâncias, não esquecendo a regra de ouro da variabilidade anatómica. No II Capítulo...

Telefones celulares: influência nos sistemas auditivo e vestibular

Balbani, Aracy Pereira Silveira; Montovani, Jair Cortez
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 125-131
POR
Relevância na Pesquisa
38.335527%
Os sistemas de telecomunicações emitem radiofreqüência, uma radiação eletromagnética invisível. Telefones celulares transmitem microondas (450900 MHz no sistema analógico e 1,82,2 GHz no sistema digital), muito próximo à orelha do usuário. Esta energia é absorvida pela pele, orelha interna, nervo vestibulococlear e superfície do lobo temporal. OBJETIVO: Revisar a literatura sobre influência dos telefones celulares na audição e equilíbrio. FORMA DE ESTUDO: Revisão sistemática. METODOLOGIA: Foram pesquisados artigos nas bases Lilacs e Medline sobre a influência dos telefones celulares nos sistemas auditivo e vestibular, publicados de 2000 a 2005, e também materiais veiculados na Internet. RESULTADOS: Os estudos sobre radiação do telefone celular e risco de neurinoma do acústico apresentam resultados contraditórios. Alguns autores não encontram maior probabilidade de aparecimento do tumor nos usuários de celulares, enquanto outros relatam que a utilização de telefones analógicos por 10 anos ou mais aumenta o risco para o tumor. A exposição aguda às microondas emitidas pelo celular não influencia a atividade das células ciliadas externas da cóclea, in vivo e in vitro, a condução elétrica no nervo coclear...

Schwannoma do nervo vestibular (neurinoma do acustico) : diagnostico e tratamento com variação da abordagem cirurgica; Vestibular schwannoma (Acoustic neuroma) : diganosis and treatment with variation of the surgical approach

Arquimedes Cavalcante Cardoso
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
58.80416%
O autor apresenta um estudo descritivo-retrospectivo, envolvendo 240 pacientes portadores de Schwannoma do Vestibular (SV) que foram operados em decúbito dorsal (posição de mastóide), monitorizados com doppler transtorácico, utilizando-se o acesso retrossigmóide transmeatal. A função do VII e VIII nervos cranianos foi monitorizada durante a cirurgia e a reconstrução da abertura do conduto auditivo interno (CAI) foi realizada com retalho vascularizado de duramáter, músculo e cola de fibrina. A exérese foi completa em 99% dos casos, com mortalidade de 1,6%. Houve preservação da função do nervo facial em 85% dos casos e da audição em 40% dos pacientes, com audição prévia e tumores menores de 1,5 cm. A incidência de fístula liquórica foi de 5,8% e meningite de 2,9%. Embolia gasosa foi registrada em 3% dos casos, não associada à mortalidade. O tratamento cirúrgico dos SV utilizando-se a posição de mastóide e o acesso retrossigmóide transmeatal tem várias vantagens, com baixa morbidade e mortalidade, permitindo elevadas taxas de remoção radical, com a cura do paciente. O estudo é comparado com outras séries cirúrgicas publicadas de grupos com grande experiência na cirurgia de SV, bem como em relação aos resultados de pacientes de outros grupos que foram submetidos a tratamento radioterápico; To evaluate the result of the surgical treatment of Vestibular Schwannoma (VS) operated in dorsal decubitus (mastoid position). Material and methods: 240 patients with VS underwent a retrosigmoid craniotomy for tumor resection in dorsal decubitus (mastoid position). The function of 7 and 8 cranial nerves was monitored during surgery and the opened internal auditory canal (ICA) was reconstructed using a vascularized dura flap...

Abordagem do Doente com Neurinoma do Acústico

Leal, A; Vieira, AP; Lopes, I
Fonte: Associação Científica dos Enfermeiros Publicador: Associação Científica dos Enfermeiros
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
48.820767%

Formas Atípicas de Hipoacúsia em Doentes com o Diagnóstico de Neurinoma do Acústico

Sousa, H; Ferreira, R; Cardoso, I; Baptista, S; Ribeiro, C; Sousa, V; Marques, P
Fonte: Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
80.38159%
A hipoacúsia neurosensorial unilateral e progressiva é uma das principais manisfestações audiológicas dos doentes com diagnóstico de neurinoma do acústico, estando no entanto descritas outras formas de apresentação. Dos 43 doentes com diagnóstico de neurinoma do acústico, tratados pela equipa de otoneurocirurgia entre 1997 e 2003, identificamos 88,5% com hipoacústica neurosensorial unilateral, 4,6% como hipoacústica neurosensorial súbita, 4,6% com audição simétrica e 2,3% com audição "normal". Estes dados revelam a existência de três formas incomuns de apresentação dos neurinomas, facto que deve levar os otorrinolaringologistas a manterem um elevado grau de alerta perante doentes com queixas que possam sugerir, de algum modo, a presença de neurinoma do acústico.

Abordagem do Doente com Neurinoma do Acústico

Leal, A; Vieira, AP; Lopes, I
Fonte: Associação Científica dos Enfermeiros Publicador: Associação Científica dos Enfermeiros
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
48.820767%

Formas Atípicas de Hipoacúsia em Doentes com o Diagnóstico de Neurinoma do Acústico

Sousa, H; Ferreira, R; Cardoso, I; Baptista, S; Ribeiro, C; Sousa, V; Marques, P
Fonte: Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
80.38159%
A hipoacúsia neurosensorial unilateral e progressiva é uma das principais manisfestações audiológicas dos doentes com diagnóstico de neurinoma do acústico, estando no entanto descritas outras formas de apresentação. Dos 43 doentes com diagnóstico de neurinoma do acústico, tratados pela equipa de otoneurocirurgia entre 1997 e 2003, identificamos 88,5% com hipoacústica neurosensorial unilateral, 4,6% como hipoacústica neurosensorial súbita, 4,6% com audição simétrica e 2,3% com audição "normal". Estes dados revelam a existência de três formas incomuns de apresentação dos neurinomas, facto que deve levar os otorrinolaringologistas a manterem um elevado grau de alerta perante doentes com queixas que possam sugerir, de algum modo, a presença de neurinoma do acústico.

Implante de peso de ouro: complicações precoces e tardias

Nunes,Tânia Pereira; Sardinha,Mariluze; Pereira,Ivana Cardoso; Lunardelli,Patrícia; Matayoshi,Suzana
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
38.365522%
OBJETIVOS:Avaliar as indicações, os resultados e as complicações observadas nos pacientes submetidos ao implante de peso de ouro para correção do lagoftalmo paralítico. MÉTODOS: Vinte prontuários de pacientes com lagoftalmo secundário à paralisia facial de diversas etiologias, que foram submetidos à colocação do implante de ouro na pálpebra superior do lado afetado, foram examinados retrospectivamente. RESULTADOS: A causa mais freqüente de lagoftalmo paralítico foi pós-cirurgia de neurinoma do acústico (40%). Complicações precoces e tardias ocorreram em 40% dos implantes colocados. Quatro pacientes (20%) apresentaram reação inflamatória local nos primeiros meses de pós-operatório. Dois pacientes (10%) apresentaram afinamento da pele e do músculo orbicular sobre o peso de ouro, após 4 e 7 anos do implante, respectivamente. Um paciente (5%) apresentou deslocamento do peso de ouro após 3 anos de sua colocação e outro paciente (5%), extrusão do peso de ouro tardiamente, após 10 anos do implante. CONCLUSÕES: Nesta série, foi alto o índice de complicações com o implante de ouro (40%). As complicações foram divididas em precoces, possivelmente relacionadas à impureza do material, e complicações tardias...

A eletrencefalografia nos tumores intracranianos. Considerações sobre nove casos cirurgicamente verificados

Pupo,Paulo Pinto; Pazzanese,Olavo; Pimenta,A. Mattos
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1948 PT
Relevância na Pesquisa
38.356738%
Os autores, trabalhando com um eletrencefalógrafo Grass, de 6 inscritores, trazem os seus primeiros resultados em casos de tumores intracranianos cirurgicamente verificados (além de 2 já publicados anteriormente). São eles em número de 9. No primeiro, um abscesso profundamente situado no lobo frontal era traduzido por ondas delta e figuras de reverso, no eletrencefalograma do lobo frontal correspondente, ao lado de alterações difusas no restante do hemisfério cerebral, melhoradas em EEG feito ulteriormente, em perfeita concordância com o edema cerebral e o quadro clínico de hipertensão intracraniana inicial. No segundo, ondas extremamente lentas» difusas por todo um hemisfério, com figuras de reverso pré-fronto-parietais e ondas teta, indicavam um glioma difuso e grandemente lesivo para o parênquima nervoso. No terceiro, disritmias paroxísticas frontais predominantes se correlacionavam com antiga epilepsia devida a grande meningioma da foice naquela localização. O caso 4 mostrava ondas lentas difusas por todo um hemisfério cerebral, de predominância pré-frontal, com figuras de reverso bem assisaladas, coincidindo com carcinoma metastático de grande volume, de localização subfrontal. O caso 5 mostrava alterações eletrencefalográficas localizadas...

O líqüido cefalorraqueano iso diagnóstico dos tumores intracranianos

Pimenta,Aloysio Mattos; Lemmi,Octavio; Reis,João Baptista dos
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1954 PT
Relevância na Pesquisa
39.439092%
Foi feito um estudo do líqüido cefalorraqueano num material de 180 casos de tumores intracranianos, histològicamente verificados, apreciando-se a possibilidade de sugestões diagnósticas, em relação à sede, natureza e aspectos cirúrgico e clínico. Foi utilizada a via cisternal para a obtenção do líquor, sendo que a punção negativa da cisterna constituiu um elemento de suspeita diagnostica nos tumores da fossa posterior e de indicação de cautela ao médico que a pratica. As vantagens da via cisternal para colheita do liquor foram assinaladas. A pressão inicial foi normal em 35% dos casos, diminuída em 7% e aumentada em 58%. A hipotensão apareceu em 5 hematomas, num total de 14 casos considerados. Não houve grande diferença de freqüência de hipertensão entre tumores infra e supratentoriais. Em relação à natureza do tumor, o glioblastoma e o abscesso - processos de crescimento rápido - tiveram maior tendência a apresentar hipertensão, em relativa oposição àqueles de crescimento lento (astrocitoma e meningeoma). Houve concordância absoluta entre os sinais clínicos de hipertensão - tríade hipertensiva completa - e a hipertensão do líquor. Entretanto, nos casos com tríade incompleta, foram verificadas...

Neurocisticercose: formas clínicas pouco frequentes. II - formas do ângulo pontocerebelar

Canelas,Horácio M.; Cruz,Oswaldo Ricciardi; Tenuto,Rolando A.
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1962 PT
Relevância na Pesquisa
49.8511%
A localização de cisticercos no recesso lateral da cisterna pontina poderá levar à constituição de uma síndrome do ângulo pontocerebelar, simulando eventualmente um neurinoma do acústico. São revistos os casos dessa forma clínica de neurocisticercose descritos na literatura. O problema do diagnóstico diferencial com os tumores (neurinomas) do acústico é discutido sob os pontos de vista clínico e radiológico. Os autores apresentam 7 casos de cisticercose do ângulo pontocerebelar. O diagnóstico etiológico foi estabelecido pela positividade da reação de fixação do complemento para cisticercose no liqüido cefalorraqueano em 5 casos e, em 2, pela cirurgia e/ou necropsia. Em todos os pacientes havia sintomas de lesão coclear, bilaterais em 2; lesão vestibular foi comprovada em 4 casos. Em 6 pacientes ocorreram sinais indicativos de lesão unilateral do nervo trigêmeo. Comprometimento do nervo facial foi observado em 4 casos. Existia faringoplegia em 3 casos e estrabismo interno em 2. Em 3 casos não foram observados sinais cerebelares, o que faria com que o diagnóstico propendesse para o de tumor do acústico, não fôssem outras características clínicas e subsidiárias. A síndrome de hipertensão intracraniana era nítida em 5 pacientes. Convulsões ocorreram em 2 casos. A propósito do resultado dos exames radiológicos...

Neurinoma do acústico em crianças sem associação com neurofibromatose: relato de dois casos

MARTINS,ROBERTO SERGIO; SUZUKI,SERGIO HIDEKI; SANEMATSU JR,PAULO; PLESE,JOSÉ PÍNDARO PEREIRA
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1999 PT
Relevância na Pesquisa
99.95204%
O neurinoma do acústico é o tumor da região ângulo ponto-cerebelar mais comum em indivíduos adultos, sendo raro em crianças sem neurofibromatose. A literatura consultada mostra 18 casos bem documentados de crianças portadoras de neurinomas do VII nervo craniano com idade inferior a 16 anos. Relatamos dois casos de crianças com idade de 9 e 15 anos, portadoras desta patologia e submetidas a tratamento cirúrgico. Nestes casos, assim como nos relatados na literatura, o quadro clínico é semelhante ao do adulto, em que o primeiro sintoma é a surdez progressiva, mais tardiamente seguindo-se sinais e sintomas relacionados à lesão expansiva na fossa posterior.

Angioma cavernoso do meato acústico interno envolvendo o complexo VII e VIII nervos cranianos: relato de caso

Silveira,Roberto Leal; Andrade,Gustavo Cardoso de; Pinheiro Júnior,Nilson; Pittella,José Eymard Homem; Barbosa,Vinícius Cotta
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
59.125273%
Relata-se o caso de homem de 21 anos, leucoderma, portador de angioma cavernoso do meato acústico interno direito envolvendo o complexo VII e VIII nervos cranianos tratado cirurgicamente. Apenas 18 casos de angiomas cavernosos dessa localização foram relatados na literatura. São comentados os aspectos clínicos, o diagnóstico diferencial e o tratamento.

Associação entre tamanho e potencial proliferativo em neurinomas do acústico

Tella,Oswaldo Inácio de; Stavale,João Norberto; Herculano,Marco Antonio; Paiva Neto,Manoel Antonio de; Onishi,Franz Jooji; Guimarães Filho,Francisco de Assis Vaz; Silva,Luciano Ricardo França e
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
79.155005%
Schwanomas do acústico são os tumores mais freqüentes localizados no ângulo pontocerebelar. Os mecanismos moleculares que levam a sua geração e crescimento ainda não são bem conhecidos. Várias características clínicas, radiológicas e imuno-histoquímicas já foram estudadas e correlacionadas ao crescimento tumoral. Estudamos e correlacionamos aspectos clínicos e imuno-histoquímicos (MIB-1) de 11 schwanomas do acústico operados no Hospital São Paulo/UNIFESP. O tamanho dos tumores correlacionou-se com o índice proliferativo (Ki-67), não havendo correlação com significância estatística entre a idade dos pacientes, duração dos sintomas e índice proliferativo.

Surdez súbita unilateral como manifestação de schwannoma vestibular: relato de caso

Nascentes,Sérgio Marquez; Paulo,Eduardo Augusto de Oliveira Henrique; Andrade,Eduardo Carvalho de; Silva,Ana Lúcia da; Vassoler,Trissia Maria Farah; Scanavini,Adriana Bernardini Antunes
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
59.038633%
O schwannoma vestibular, também conhecido como neuroma ou neurinoma do acústico, é o tumor mais freqüente do ângulo pontocerebelar correspondendo a aproximadamente a 9% de todos os tumores intracranianos. APRESENTAÇÃO DO CASO: Os autores apresentam um relato de caso de surdez súbita e zumbido unilateral com melhora dos sintomas através de tratamento clínico com Prednisona e Pentoxifilina e posterior diagnóstico por exame de imagem de schwannoma vestibular. DISCUSSÃO: A surdez súbita pode ser descrita como uma perda neurossensorial abrupta e intensa. Costuma ser acima de 30 dB, em três ou mais freqüências contíguas e se desenvolve em menos de três dias. CONCLUSÃO: É de grande importância a pesquisa da etiologia nos casos de surdez súbita para a boa condução do caso e orientação terapêutica.

Schwannoma vestibular: involução tumoral espontânea

Penido,Norma de Oliveira; Tangerina,Rodrigo P.; Kosugi,Eduardo Macoto; Abreu,Carlos Eduardo Cesário de; Vasco,Matheus Brandão
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
48.335527%
A história natural dos schwannomas vestibulares ainda não está totalmente elucidada, mas sua maioria tende a apresentar crescimento lento, muitos permanecendo sem sintomas durante toda a vida do paciente. Cerca de 69% deste tipo de tumor diagnosticados não apresentam crescimento e, destes, 16% chegam a apresentar regressão tumoral. Considerando os tumores que apresentam crescimento, cerca de 70% crescem menos de 2 mm ao ano. O avanço nos métodos de diagnóstico por imagem, particularmente à ressonância magnética com contraste de gadolínio, permite o diagnóstico cada vez mais de lesões com sintomas mínimos e tamanhos menores. O tratamento de escolha para estes tumores ainda é a ressecção completa do tumor. As técnicas cirúrgicas apresentaram grande avanço nas últimas décadas, o que possibilitou diminuição da mortalidade. Assim, a cirurgia, que antes tinha como objetivo apenas a ressecção completa do tumor, agora visa também à preservação da audição e da função do nervo facial. Considerações finais: Considerando-se sua história natural, abre-se a possibilidade de uma conduta conservadora já que o ritmo de crescimento no primeiro ano após o diagnóstico prediz o comportamento do tumor nos próximos anos. A conduta conservadora não implica em repúdio à cirurgia...

Telefones celulares: influência nos sistemas auditivo e vestibular

Balbani,Aracy Pereira Silveira; Montovani,Jair Cortez
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
38.32453%
Os sistemas de telecomunicações emitem radiofreqüência, uma radiação eletromagnética invisível. Telefones celulares transmitem microondas (450900 MHz no sistema analógico e 1,82,2 GHz no sistema digital), muito próximo à orelha do usuário. Esta energia é absorvida pela pele, orelha interna, nervo vestibulococlear e superfície do lobo temporal. OBJETIVO: Revisar a literatura sobre influência dos telefones celulares na audição e equilíbrio. FORMA DE ESTUDO: Revisão sistemática. METODOLOGIA: Foram pesquisados artigos nas bases Lilacs e Medline sobre a influência dos telefones celulares nos sistemas auditivo e vestibular, publicados de 2000 a 2005, e também materiais veiculados na Internet. RESULTADOS: Os estudos sobre radiação do telefone celular e risco de neurinoma do acústico apresentam resultados contraditórios. Alguns autores não encontram maior probabilidade de aparecimento do tumor nos usuários de celulares, enquanto outros relatam que a utilização de telefones analógicos por 10 anos ou mais aumenta o risco para o tumor. A exposição aguda às microondas emitidas pelo celular não influencia a atividade das células ciliadas externas da cóclea, in vivo e in vitro, a condução elétrica no nervo coclear...

Optimizing Procedures in Stereotactic Radiosurgery

Santos, Tânia Filipa Sobrinho dos
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
48.374634%
A atual fase de tratamentos de radiocirurgia estereotáxica começou no IPOCFG em 2008, depois da modernização do serviço de radioterapia. Até ao momento, já foram tratadas mais de 400 lesões cerebrais, sendo a maioria metástases. A radiocirurgia estereotáxica é uma modalidade terapêutica em que altas doses de radiação ionizante são administradas numa única fração, a lesões intracranianas de pequenas dimensões e com limites bem definidos. Desta forma consegue-se atingir o volume a tratar, poupando os tecidos cerebrais sãos envolventes. No IPOCFG, a radiocirurgia é realizada usando um micro-colimador multifolhas da Brainlab (m3 mMLC), com completa integração num acelerador linear, em modo de fotões de 6 MV. A técnica de irradiação baseia-se na distribuição de dose por 6 a 7 arcos não coplanares convergentes no centro de massa da lesão (isocentro). Este tratamento é feito num único dia, integrando um conjunto de passos, levados a cabo por uma equipa multidisciplinar. O meu projeto de mestrado centrou-se na fase de planeamento do tratamento. Os objetivos foram: 1) configurar os parâmetros de tratamento de acordo com o tipo de tumor e a sua localização, no sentido de constituir planos-modelo para agilizar e optimizar o processo de planeamento; e 2) face à casuística de lesões tratadas no IPOCFG avaliar se a aquisição de um MLC de 160 folhas com 5 mm de largura (MLC-160) permitiria dispensar o uso do m3 mMLC sem comprometer significativamente a qualidade dos planos clínicos. Durante a fase de planeamento do tratamento...

A importância dos potenciais evocados auditivos no neurinoma do acústico

Dell'Aringa,Ana Helena Bannwart; Sena,Luiz Fernando Pires; Teixeira,Rodrigo; Dell'Aringa,Alfredo Rafael; Nardi,José Carlos
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
69.2894%

Schwannoma vestibular (neurinoma do acústico) imitando desordens temporomandibulares: um relato de caso; Vestibular schwannoma (acoustic neuroma) mimicking temporomandibular disorders: a case report

Bisi, Maurício A.; Selaimen, Caio M. P.; Chaves, Karen D.; Bisi, Melissa C.; Grossi, Márcio L.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2006 ENG
Relevância na Pesquisa
99.9319%
Aproximadamente 6 a 16% dos pacientes com sintomas de neuralgia trigeminal apresentam tumores intracranianos, sendo mais comum o schwannoma vestibular (neurinoma do acústico). Alguns sintomas relatados pelos pacientes são perda da audição, zumbido, dores de cabeça, vertigens e distúrbios trigeminais. Uma resposta muscular aumentada na musculatura associada da cabeça e do pescoço também pode ser observada, o que pode mimetizar sinais e sintomas de desordens temporomandibulares. Nestes casos é de grande valia o uso de imagem de ressonância magnética (IRM) para detecção de tumores. É importante, também, a diferenciação de dores miofasciais e neurálgicas, pois ambas podem apresentar características semelhantes, mas com origens e tratamentos diferentes. O objetivo desse trabalho foi demonstrar através de relato de caso clínico a associação entre sintomas de neuralgia trigeminal, tumores intracranianos e disfunção temporomandibular.; Approximately 6 to 16% of patients with trigeminal neuralgia symptoms present intracranial tumors, the most common being the vestibular schwannoma (acoustic neuroma). Some symptoms reported by patients include hearing loss, tinnitus, headaches, vertigo and trigeminal disturbances. An increased muscle response in the surrounding head and neck musculature may also be observed...