Página 1 dos resultados de 20 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Nanocompósitos de blendas poliméricas condutoras e óxidos de metais de transição; Nanocomposities of polimer blend and transition metal oxide

Ponzio, Eduardo Ariel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
29.020947%
No presente trabalho, é apresentado o desenvolvimento de novos nanocompósito híbridos orgânico-inorgânico, especificamente MnO2/Blendas poliméricas condutoras (BPC) e nanofibras de V2O5 e V2O5/Pani, com propriedades diferenciadas. Estes óxidos nanoestruturados com morfologia definida, bem como a sua combinação com matrizes de polímeros condutores, apresentaram as características necessárias para um bom desempenho como material para catodos de baterias secundárias de lítio e/ou supercapacitores. Através dos resultados obtidos, foi possível demonstrar, de maneira inequívoca, que é possível alcançar um nanocompósito de óxido de metal de transição/polímero condutor, eletroativo e com morfologia definida mediante a síntese por micela reversa. A caracterização das BPC (Pani/PMMA e Ppy/PMMA) mostrou suas vantagens como matrizes para suportar e dispersar nanopartículas de MnO2, evitando o uso de carbono para aumentar a condutividade eletrônica do óxido. Particularmente, a utilização de nanocompósitos MnO2/(Ppy/PMMA), como material para supercapacitores, demonstrou que a distribuição homogênea das nanopartículas de MnO2 na BPC favorece a rápida difusão dos íons, o que indica que as nanopartículas...

Blendas condutoras a base de água para proteção à corrosão; Water-based conducting blends for corrosion protection

Melo, Luciana de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
59.802695%
A obtenção de blendas condutoras a base de água, ainda é pouco explorada e apresenta uma interessante alternativa ao uso de compostos poluentes como os cromatos na proteção à corrosão metálica. Os polímeros condutores apresentam propriedades anti-corrosivas e podem ser processados em meio aquoso, eliminando o uso de solventes orgânicos altamente tóxicos e agressivos para o meio ambiente. O presente trabalho consiste no estudo da proteção da corrosão metálica por revestimento de filmes de blendas contendo Poli(anilina) (PANI). As blendas foram obtidas à partir da mistura de uma suspensão aquosa de PANI com uma dispersão aquosa de Poli(metil metacrilato). O uso de técnicas como potencial zeta, espalhamento de luz dinâmico, análise térmica e microscopia eletrônica de varredura permitiram a caracterização da mistura homogênea obtida. Medidas através do método da sonda de quatro pontas mostraram que as blendas apresentam condutividade mesmo com baixas quantidades de PANI e a técnica de espectroscopia Raman mostrou a presença da forma condutora deste polímero nos filmes das blendas. Técnicas como microscopia óptica, potencial a circuito aberto, voltametria linear e espectroscopia de impedância eletroquímica permitiram avaliar a proteção à corrosão de eletrodos metálicos de ferro...

Blendas condutoras de colágeno e poli-(o-etoxianilina): preparação e caracterização; Conducting collagen and poly (o-ethoxyaniline) - POEA blends: preparation and characterization

Piza, Marcos Antônio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
69.95699%
Este trabalho apresenta a preparação e caracterização de blendas condutoras de colágeno e poli (o-etoxianilina) - POEA. Blendas, dopadas foram preparadas em pH 3,5, variando-se a concentração de POEA de 0 a 50%, e caracterizadas por técnicas de microscopia (ótica, eletrônica de varredura e de força atômica), condutividade elétrica (quatro pontas, duas pontas e AC), espectroscopia (UV-Vis, FTIR, Raman e dicroísmo circular), eletroquímica (microbalança de quartzo) e estabilidade térmica (TGA e DSC). Foram obtidos filmes auto-sustentáveis com boas propriedades mecânicas em condições otimizadas de preparação. As blendas desdopadas apresentaram morfologia globular, sendo que o tamanho dos glóbulos foi proporcional à quantidade de POEA adicionada. Após a dopagem, foram observados glóbulos menores sobre os anteriores, porém estes não apresentaram variação de tamanho com a quantidade de POEA adicionada. Estas blendas apresentaram propriedades semicondutoras, e observou-se que a condutividade aumenta com o aumento do conteúdo POEA adicionada. O mecanismo de condução foi caracterizado por saltos "hopping", sendo que os ajustes observados foram consistentes com o modelo de RFEB (Random Free Energy Barrier). As medidas de dicroísmo circular mostraram que colágeno induziu atividade ótica na POEA. Por meio da técnica de espectroscopia de Raman foram observadas interações específicas entre os componentes sendo proposto um modelo de interação entre eles. A blenda também apresentou atividade eletroquímica...

Blendas condutoras elétricas obtidas a partir do látex de seringueira Hevea Brasiliensis com polianilina; Electrical conductive blends obtained using the rubber tree Hevea brasiliensis latex with polyaniline

Teruya, Marcia Yumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
38.503164%
É grande o interesse em combinar as propriedades mecânicas e elétricas de diferentes materiais poliméricos. Neste trabalho, filmes de Borracha Natural com camadas superficiais condutoras de polianilina (PANI) são preparados e caracterizados por diferentes técnicas. A PANI dopada foi depositada em ambos os lados do filme de borracha por polimerização química "in situ" da anilina a temperatura ambiente. O processo da polimerização da PANI "in situ" foi otimizado variando a concentração dos reagentes químicos com o objetivo de se obter uma camada de PANI com espessura desejada, boa adesão na borracha e que produzisse também aumento da condutividade elétrica na superfície. As amostras obtidas são caracterizadas usando-se Microscopia Eletrônica de Varredura, Microscopia Óptica, Difratometria de raios-X, análise por Calorimetria Diferencial de Varredura, análise Termo-Dinâmico-Mecânica, análise Termogravimétrica, Espectroscopia no FT-IR, Ensaio Mecânico e condutividade elétrica na superfície e no volume dos filmes preparados. Os resultados mostram que os filmes produzidos são do tipo multicamadas, pois não há uma interpenetração da PANI na borracha. A melhor condutividade e uniformidade é obtida com filmes preparados com três deposições...

Preparação, caracterização e estudo do mecanismo de transporte de cargas em blendas do copolímero P(VDF-TrFE) com poli(o-metoxianilina); Not available

Malmonge, José Antonio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/1997 PT
Relevância na Pesquisa
49.572134%
Neste trabalho foram obtidas blendas flexíveis condutoras do copolímero randômico P(VDF-TrFE) na composição molar (60-40) com POMA, dopadas com TSA. Os filmes foram estudados por medidas de condutividade elétrica, análise termogravimétrica, calorimetria diferencial de varredura, microscopia eletrônica de varredura e difração de raios-X. A condutividade elétrica alcançada foi de 10-3 S/cm para o conteúdo de aproximadamente 25% de POMA dopada com TSA. As blendas apresentaram um comportamento termicamente estável ate a temperatura de 230°C e uma morfologia fibrilar que aumenta em quantidade com o aumento do conteúdo de POMA-TSA. A estrutura cristalina e a transição de fase (de ferroelétrica para paraelétrica), do copolímero foi observada nas blendas mesmo para alto conteúdo de POMA (20%). Estudos de condutividade dc realizados em baixa temperatura, mostraram que para a blenda 90/10 dopada, o processo de condução elétrica e explicado pelo modelo de "Variable Range Hopping"(VHR) em três dimensões. Para o regime ac verificou-se que a condutividade obedece a relação σac≈ωS), onde o expoente s depende da temperatura, tendendo ao valor 1 a medida que à temperatura tende para 0 K. Também foram estudados filmes de PANI e POMA sintetizadas quimicamente...

Formação de blendas condutoras de copolímero poliestireno-polibutadieno (SBR) e polibutadieno (BR) com polímero condutor PAni/POMA

Kersting, Daniel de Freitas; Fornari Junior, Celso Carlino Maria; Ferreira, Carlos Arthur
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.924326%

Efeito das condições de preparação na condutividade elétrica de blendas de poli(fluoreto de vinilideno) e poli(o-metoxianilina)

Malmonge, Luiz Francisco; Mattoso, Luiz Henrique C.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 72-78
POR
Relevância na Pesquisa
48.88023%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Neste trabalho estudou-se o efeito das condições de preparação na condutividade elétrica de blendas condutoras de poli(fluoreto de vinilideno) (PVDF) com poli(o-metoxianilina) (POMA). A condutividade elétrica e a qualidade dos filmes produzidos dependem significativamente do solvente, dopante e das condições de preparação das blendas. Filmes flexíveis e auto-sustentáveis da blenda PVDF/POMA dopada com o ácido p-tolueno sulfônico (TSA) foram obtidos em condições otimizadas. Estes apresentam condutividade elétrica em uma larga faixa (10-12 - 10-2 S/cm), onde para baixos teores de POMA-TSA (<2,0% em massa) já se atinge alto valor de condutividade (10-7 S/cm), não sendo definida uma composição mínima para percolação.; In this work, the effect of preparation conditions on the properties of conductive blends of poly (vinylidene fluoride) (PVDF) and poly(o-methoxyaniline) (POMA) was studied. The quality and conductivity of the films produced depend significantly on the solvent, dopant and preparation conditions of the blends. Flexible...

Preparação e caracterização de blendas de poliuretano derivado do óleo de mamona e poli (o-metoxianilina) e sua avaliação como sensor

Alves, William Ferreira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 122 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
49.07495%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciência dos Materiais - FEIS; A mistura de um ou mais polímeros é muitas vezes uma alternativa de se obter um novo material que apresente propriedades desejáveis não encontradas nos componentes individuais. No caso da mistura de polímeros condutores com polímeros isolantes convencionais, tem-se como resultado, em geral, uma blenda como um terceiro material que apresenta boa propriedade mecânica e condutividade elétrica alta que potencializam aplicações como dissipadores de cargas eletrostática, blindagem eletromagnética entre outras. A polianilina (Pani) e sua derivada poli(ometoxianilina) (POMA) destaca-se entre os polímeros condutores devido à sua ampla faixa de propriedades elétricas, eletroquímicas e ópticas associadas à estabilidade química em condições ambientais e facilidade de síntese. Embora a POMA apresente menor condutividade elétrica em relação a Pani, ela tem a vantagem de ser solúvel em uma variedade maior de solventes. Neste trabalho, filmes de blendas de Poliuretano (PUR) derivada do óleo de mamona e POMA foram obtidos pelo método casting (filmes auto sustentáveis) e também sobre eletrodos digitalizados pelo método de spin coating. Foi essencial a utilização do clorofórmio como solvente durante a preparação das blendas. Os filmes foram caracterizados usando as técnicas de UV-vis-NIR...

Dispositivo de armazenamento de energia utilizando polianilina e eletrolito polimerico

Silvia Cilene R. Catharino
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2000 PT
Relevância na Pesquisa
27.924326%
Recentemente, os capacitores eletroquímicos têm merecido muita atenção na área de armazenamento de energia, devido a sua possível aplicação em veículos elétricos e aparelhos eletrônicos. O desenvolvimento nessa área requer um armazenamento de energia com alta densidade e tempos curtos de carga e descarga. Polímeros condutores tem a vantagem sobre óxidos, como eletrodos para capacitores, porque são fáceis de processar e tem baixo custo de produção. Neste trabalho são mostrados resultados referentes ao capacitor simétrico usando polianilina (PAni) sintetizada quimicamente dopada com ácido dodecilbenzeno sulfônico. São apresentadas as performances de dois diferentes capacitores utilizando P Ani como material ativo: primeiro, usando filmes laminados e, segundo usando uma blenda condutiva elastomérica. O eletrólito polimérico utilizado foi 4:1 poli(óxido de etileno) e poli(epicloridrina-co-óxido de etileno) e 15 % (m/m) perclorato de lítio. A condutividade iônica do eletrólito polimérico foi de 10 Scm ( 25 °C), e 10 Scm ( 90°C ). O eletrodo polimérico foi caracterizado na presença de umidade e solvente. Estes podem atuar como dopantes no filme de polianilina. Resultados mostraram que filmes finos de polianilina sintetizada quimicamente e laminados apresentam o melhor armazenamento de carga devido a baixa difusão em filmes espessos. Para o capacitor utilizando uma blenda como material ativo...

Blendas de EPDM e polianilina preparadas por mistura mecanica

Roselena Faez
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
29.136694%
Neste trabalho decreve-se um método para a obtenção de blendas de EPDM/PAni através de mistura mecânica. A PAni foi sintetizada quimicamente em escala pré-piloto foi dopada com os ácidos p-tolueno sulfônico (PAni- TSA) ou dodecilbenzeno sulfônico (PAni-DBSA) utilizando três métodos que são designados por via úmida, maceração em almofariz e processamento reativo. Os dois últimos métodos foram realizados apenas para PAni-DBSA. Estudou-se o efeito das condições de processamento nas propriedades mecânicas e condutoras para ambas blendas. Verificou-se que tanto a PAni- TSA quanto a PAni-DBSA agem como carga de reforço e condutora para o EPDM. Utilizou-se agente de reticulação (peróxido de dicumila) para EPDM/PAni-TSA, entretanto não foi possível utilizar este mesmo sistema de reticulação para blendas com PAni-DBSA. Sendo assim, preparou-se blendas sem peróxido e verificou-se através dos testes de intumescimento que o EPDM não se solubilizou totalmente, indicando uma parcial interação entre os componentes. Foram realizados também testes com outros dois sistemas de reticulação, resina fenólica e irradiação eletrônica. Ambos sistemas mostraram viabilidade de uso, porém materiais reticulados por irradiação eletrônica apresentaram maiores valores de condutividade. Inverteu-se as concentrações relativas dos componentes da misturas preparando-se blendas de PAni-DBSA contendo 10...

Preparação e caracterização da poli(o-metoxianilina) dopada com acidos funcionalizados e sua utilização em aplicaçõesde interesse tecnologico

Wilson Antonio Gazotti Jr
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1998 PT
Relevância na Pesquisa
27.924326%
Polímeros condutores representam uma classe de materiais que apresentam algumas características interessantes, dentre as quais: processos eletroquímicos reversíveis, eletrocromismo e condutividade elétrica, que os qualificam para diversas possíveis aplicações. Dentre estes materiais, a polianilina e seus derivados são muito estudados devido à sua estabilidade ambiental e baixo custo de preparação. Porém, a insolubilidade, em solventes orgânicos de sua forma condutora dopada com ácidos inorgânicos (os dopantes usuais) é ainda um fator que impede a sua utilização em larga escala. Neste trabalho, estudou-se a síntese e a cinética de preparação da poli(o-metoxianilina) dopada com ácidos orgânicos funcionalizados (ácidos p-tolueno sulfônico, dodecilbenzeno sulfônico e dodecilsulfúrico), obtendo-se materiais com rendimento e condutividade elétrica comparáveis ao polímero dopado com HCI. Além disso, o polímero dopado com ácidos orgânicos apresentou eletroatividade, eletrocromismo, e mostrou-se termicamente mais estável e mais solúvel em solventes orgânicos que a poli(o-metoxianilina) dopada com HCI. Estes resultados permitiram a utilização deste material em aplicações de interesse tecnológico, como blendas condutoras com elastômeros e termoplásticos...

Blendas de polianilina e poliestireno obtidas por processamento reativo : preparação e caracterização

Cristiane Reis Martins
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2002 PT
Relevância na Pesquisa
29.715532%
Atualmente um dos principais objetivos nas pesquisas de polímeros intrinsecamente condutores (PIC) é a produção de blendas poliméricas combinando as propriedades de processamento dos polímeros convencionais (termoplásticos) com suas características condutoras. Apesar da dificuldade em processar os PIC em indústrias de processamento de plásticos, devido à sua infusibilidade, hoje já existem métodos capazes de solucionar esse problema, que é o uso de ácidos funcionalizados como agentes dopantes. Neste trabalho, a dopagem da polianilina foi conduzida durante o processamento, eliminando várias etapas, sendo este processo denominado de "processamento reativo". O complexo PAni-ADBS (polianilina dopada com ácido dodecilbenzeno sulfônico) foi utilizado para estudar a influência da adição do ácido polimérico sulfonado, ácido poliestireno sulfonado (PSS), durante o processamento em um misturador interno. Este ácido além de melhorar a dispersão no complexo PAni-ADBS também atuou como compatibilizante no processamento de blendas envolvendo o termoplástico poliestireno. Blendas termoplásticas condutoras de PS e PAni-ADBS-PSS foram preparadas em um misturador interno de dois rotores contra-rotatórios acoplados a um reômetro de torque Haake Rheocord. Utilizou-se o copolímero SBS (estireno-butadieno-estireno) como compatibilizante e diferentes formulações foram analisadas empregando um planejamento fatorial 2. As blendas foram caracterizadas por ensaios térmicos (TGA...

Preparação e caracterização de blendas de polianilina/poliuretano termoplástico condutoras de eletrecidade

Vicentini, Denice Schulz
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vi, 53 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
38.88023%
Dissertação (mestrado) - Universidade Fderal de Santa Catarina, Centro Tecnologico. Programa de Pós-Graduação em Ciências e Engenharia de Materiais; Várias metodologias têm sido desenvolvidas para melhorar as propriedades mecânicas e processabilidade da polianilina (Pani). Uma estratégia bastante utilizada para este fim é o desenvolvimento de sistemas constituídos por partículas de polímeros condutores dispersas em matrizes de polímeros termoplásticos. Estas misturas possibilitam a combinação das propriedades mecânicas dos polímeros isolantes com as propriedades óticas e magnéticas dos polímeros condutores. Neste trabalho foram preparadas blendas de poliuretano termoplástico (TPU) com a Pani a partir de duas metodologias distintas: mistura dos componentes em solvente comum e polimerização da anilina na presença do TPU polimerização "in situ". A primeira metodologia consistiu na preparação inicial da Pani protonada com ácido dodecilbenzenossulfônico (DBSA) sob três condições diferentes, utilizando tolueno, água ou THF como solvente reacional. Em seguida, a Pani obtida em cada uma destas condições foi solubilizada em THF e misturada a uma solução de TPU no mesmo solvente, obtendo-se filmes flexíveis com condutividade elétrica de até 0...

Blendas de elastômero termoplástico SEBS e polianilina

Martins, Richard Rachadel
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 121 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
49.136694%
Dissertação (mestrado) - Universidade Fderal de Santa Catarina, Centro Tecnologico. Programa de Pós-Graduação em Ciências e Engenharia de Materiais; O aumento da demanda de materiais semicondutores com boas propriedades mecânicas tem despertado interesse em diversos grupos de pesquisas para o desenvolvimento de sistemas constituídos por partículas de polímeros semicondutores dispersas em matrizes de polímeros isolantes. A incorporação de polianilina em matrizes de elastômeros termoplásticos é uma alternativa bastante interessante para produção de blendas condutoras de eletricidade com excelente propriedade mecânica semelhante a uma borracha vulcanizada sem a necessidade do uso de agentes de vulcanização e facilmente processável. Neste trabalho, foram preparadas blendas poliméricas de elastômero termoplástico de poliestireno-bloco-poli-(etileno-ran-butileno)-bloco-poliestireno (SEBS) e polianilina protonada com ácido dodecil benzeno sulfônico (PAni.ADBS) a partir de duas técnicas i) mistura dos componentes em solvente comum e ii) polimerização da anilina na presença de uma solução de SEBS, denominada neste trabalho de polimerização #in situ#. A análise de espectrosocopia fotoeletrônica de Raios-X (XPS) mostrou que a polianilina sintetizada a partir da polimerização da anilina na presença de ADBS está completamente protonada...

Estudo das propriedades micro e macroscópicas de nanocompósitos de PVAL/nanopartículas eletrocondutoras

Ouros, Aline Cristiane dos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
18.442107%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-graduação em Química, Florianópolis, 2011; A obtenção e estudo das propriedades de nanocompósitos poliméricos têm atraído grande interesse de recentes pesquisas. Os nanotubos de carbono e negro de carbono têm mostrado ser um reforço efetivo para modificar as propriedades elétricas, mecânicas e físicas dos materiais. Para a obtenção de nanocompósitos poliméricos, uma dispersão homogênea das nanopartículas na matriz polimérica é um fator preponderante para que as propriedades micro e macroscópicas sejam adequadas a aplicações específicas. Neste trabalho, a dispersão de nanotubos de carbono funcionalizado (NTCF) comparada com nanotubos de carbono não funcionalizado (NTCA) foi investigada em diferentes solventes, com e sem a presença do surfactante (CTAB). Dos sistemas avaliados para a preparação de nanocompósitos em matriz de PVAL, a dispersão das cargas condutoras em água e em presença de CTAB mostrou-se mais adequada. A análise térmica mostrou que a presença de metais nas nanopartículas influi no mecanismo de decomposição dos filmes de nanocompósitos. As características morfológicas dos filmes de nanocompósitos foram densas e sem poros. Os estudos reológicos mostraram que com a diminuição da temperatura e com o aumento da quantidade de NTCF...

Blendas poliméricas condutoras de poli(o-metoxianilina) com poli(metacrilato de metila) : preparação e caracterização

Pereira, Nizamara Simenremis
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
29.45907%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, Programa de Pós-Graduação em Química, 2012.; Os polímeros condutores (PCs) têm recebido a atenção de muitos pesquisadores, devido às suas propriedades. É possível que, no futuro, os PCs substituam os metais inorgânicos em diversas aplicações como radares, sensores, dispositivos fotovoltaicos, diodos emissores de luz e células eletroquímicas. Dentre os PCs, a polianilina (PANI) é a mais estudada, pois possui boas propriedades elétricas e estabilidade química, após a dopagem. A desvantagem da PANI é sua baixa solubilidade em solventes orgânicos. Uma alternativa para minimizar essa questão é introduzir grupos substituintes (alquila, alcoxila) na sua cadeia, produzindo derivados da PANI. O processo de síntese da poli(o-metoxianilina) (POMA) é similar ao da PANI, via polimerização oxidativa do monômero. O avanço das pesquisas tem permitido o surgimento de várias linhas de pesquisas, entre elas, as blendas poliméricas condutoras e a fabricação de dispositivos eletrônicos. O desenvolvimento de pesquisas, utilizando misturas de dois ou mais polímeros, permite criar estratégias para produzir materiais com características diferenciadas dos polímeros que constituem as blendas. Nesse trabalho...

Efeito das condições de preparação na condutividade elétrica de blendas de poli(fluoreto de vinilideno) e poli(o-metoxianilina)

Malmonge,Luiz Francisco; Mattoso,Luiz Henrique C.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1998 PT
Relevância na Pesquisa
48.88023%
Neste trabalho estudou-se o efeito das condições de preparação na condutividade elétrica de blendas condutoras de poli(fluoreto de vinilideno) (PVDF) com poli(o-metoxianilina) (POMA). A condutividade elétrica e a qualidade dos filmes produzidos dependem significativamente do solvente, dopante e das condições de preparação das blendas. Filmes flexíveis e auto-sustentáveis da blenda PVDF/POMA dopada com o ácido p-tolueno sulfônico (TSA) foram obtidos em condições otimizadas. Estes apresentam condutividade elétrica em uma larga faixa (10-12 - 10-2 S/cm), onde para baixos teores de POMA-TSA (<2,0% em massa) já se atinge alto valor de condutividade (10-7 S/cm), não sendo definida uma composição mínima para percolação.

Estudo Reológico de Tintas de Poliuretano Contendo PAni-DBSA Aplicadas como Materiais Absorvedores de Microondas (8-12 GHz)

Biscaro,Rogério S.; Botelho,Edson C.; Takahashi,Marta F. K.; Faez,Roselena; Rezende,Mirabel C.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2002 PT
Relevância na Pesquisa
28.503164%
Neste trabalho preparou-se tintas condutoras baseadas em blendas de poliuretano contendo polianilina em diferentes proporções. Estudou-se as influências do método de dopagem da polianilina (PAni) e do tempo de processamento da mistura no comportamento reológico da tinta. Verificou-se que a dopagem, com o ácido dodecilbenzeno sulfônico (DBSA), por processamento reativo (PAni-DBSA-pr) afetou, de maneira mais acentuada, a viscosidade da tinta devido, principalmente, ao excesso de ácido dopante presente nessa amostra. Esse efeito foi observado pelas análises reológicas devido às alterações nos valores de viscosidade complexa, controlando-se o tempo de repouso das misturas. Medidas espectrofotométricas na região do infravermelho foram realizadas para verificar a ocorrência de interações entre os componentes da mistura (o poliuretano e a polianilina), constatando-se que, possivelmente, não ocorreram ligações químicas, mas somente interações físicas. Observou-se também que, amostras contendo 15% (m/m) de PAni-DBSA-pr absorveram aproximadamente 48% da radiação eletromagnética incidente (8-12 GHz), indicando a viabilidade do uso desta tinta como material absorvedor de radiação.

Imobilização de proteínas do veneno do escorpião Tytius Serrulatus em blenda condutora de Polianilina-Poli(Metacrilato de Hidroxietila)

Bruno,Lívio; Barra,Guilherme; Mansur,Herman; Oréfice,Rodrigo L.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2004 PT
Relevância na Pesquisa
49.29217%
Biossensores têm a função de detectar e analisar tanto quantitativa como qualitativamente a presença de uma certa molécula em um determinado meio, isto com resposta em tempo real e sem etapas intermediárias de processo. Para isso, o biossensor possui sempre em seu conjunto um sistema de reconhecimento biológico que o diferencia de qualquer outro tipo de sensor. O objetivo deste trabalho foi desenvolver hidrogéis condutores a partir da combinação de polianilina com hidrogel poli(metacrilato de hidroxietila) e avaliar alguns aspectos associados à possível utilização deste como base de um biossensor capaz de detectar a presença de frações tóxicas do antígeno do veneno do escorpião Tytius Serrulatus. Hidrogéis condutores foram sintetizados a partir da mistura, em diferentes proporções, de polianilina e poli(metacrilato de hidroxietila) em um solvente comum. A condutividade elétrica (método de quatro pontas), capacidade de inchamento e morfologia (microscopia eletrônica de varredura) foram avaliadas para blendas com diferentes composições. Antígenos relativos ao veneno do escorpião Tytius Serrulatus foram incorporados às blendas condutoras a partir do inchamento dos hidrogéis por soluções aquosas contendo as moléculas de interesse. A imobilização e bioatividade das biomacromoléculas nos hidrogéis foram constatadas através de ensaio imunoabsorvente ELISA cujos resultados foram avaliados por espectroscopia na região do ultravioleta-vísivel. Os resultados mostraram que a incorporação de baixos conteúdos de Pani (20% em massa) em hidrogéis de poli(metacrilato de hidroxietila) foi suficiente para a produção de materiais com elevada condutividade elétrica e grande capacidade de inchamento. Moléculas associadas ao veneno do escorpião Tytius Serrulatus foram imobilizadas com sucesso nos hidrogéis condutores e mantiveram suas capacidades funcionais.

Síntese do polipirrol com surfactantes aniônicos visando aplicações como absorvedores de micro-ondas

Campos,Regiane Aparecida Medeiros; Faez,Roselena; Rezende,Mirabel Cerqueira
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
17.924325%
Neste trabalho diferentes amostras de polipirrol (PPi) foram sintetizadas variando a combinação dos oxidantes FeCl3 e Fe2(SO4)3 e dos surfactantes docecilbenzenosulfonato de sódio (DBSNa) e ácido dodecilbenzenosulfônico (DBSA). Análises por espectroscopia na região do infravermelho não apresentam diferenças significativas na estrutura química das amostras de PPi sintetizadas. No entanto, análises termogravimétricas, de condutividade elétrica e de difração de raios X mostram que os surfactantes aniônicos favorecem a obtenção de amostras mais estáveis termicamente, condutoras e ordenadas cristalograficamente. Medidas de refletividade de blendas de PPi com resina epóxi, na faixa de 8 a 12 GHz, mostram valores de atenuação de micro-ondas de até 95% da radiação incidente.