Página 1 dos resultados de 102 itens digitais encontrados em 0.027 segundos

Teoria crítica de Paulo Freire, formação docente e o ensino de ciências nos anos iniciais de escolaridade

Souza, Ana Lúcia Santos; Chapani, Daisi Teresinha
Fonte: Edições Universitárias Lusófona Publicador: Edições Universitárias Lusófona
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.08%
As demandas impostas pela sociedade da tecnologia e do conhecimento impõem novas exigências sobre a formação dos professores de Ciências Naturais. Postula-se que a educação científica ocorra desde os anos iniciais de escolaridade, para tanto, é necessário que a formação docente contemple, além dos aspectos tradicionalmente relacionados ao ensino para crianças, também aqueles relativos aos produtos e processos das ciências. Este trabalho teve por objetivo discutir as contribuições da teoria crítica de Paulo Freire para a formação de professores de Ciências Naturais, enfocando os conceitos e pressupostos dessa teoria que possam oferecer instrumentos tanto para a crítica aos atuais modelos de formação docente, quanto para as necessárias mudanças que se impõem no ensino de Ciências Naturais nos anos iniciais. Ponderamos que a formação docente para os anos iniciais fundamentada na práxis possibilita o reconhecimento do caráter histórico e mutável dos produtos da ciência e, além disso, fornece bases para a efetivação de uma prática pedagógica crítica, reflexiva e investigativa no ensino de Ciências Naturais. Concluímos apontando algumas possibilidades para a formação dos professores para os anos iniciais de escolaridade capazes de contribuir para uma formação emancipadora.; The demands imposed by the society of technology and knowledge impose new requirements on the natural sciences teachers training...

A revisão textual nos anos iniciais da escolaridade: percursos e procedimentos; Text revision in early years of schooling: pathways and procedures

Dutra, Érica de Faria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
85.66%
Escrever um texto com sentido, garantindo a compreensão para um destinatário e atendendo a um dado propósito não é tarefa simples, principalmente quando quem escreve são crianças recém-alfabéticas. Revisar o texto, nesta perspectiva, contribui significativamente para uma produção mais ajustada à interlocução posta pela escrita. Por isso, a revisão é uma prática que torna possível a reflexão sobre muitos aspectos da língua escrita, podendo ser vista como um conteúdo essencial para apropriação das habilidades textuais. Os pressupostos que embasam este trabalho estão apoiados na concepção de ensino e aprendizagem sócio-histórica que ressalta a importância da interação e a complexidade do processo redacional. De fato, além da constituição da situação interlocutiva, a escrita pressupõe a familiaridade com o gênero e as possibilidades de planejar, textualizar, revisar e até editar, quando for o caso. Partimos da concepção bakhtiniana de linguagem, que considera a escrita como processo dialógico, e do ensino da escrita centrado nas práticas interlocutivas entre sujeitos ativos e responsivos. A partir deste referencial, pretendemos estudar a prática de revisão como fonte inesgotável de reflexões e aprendizagens. Nosso objetivo é investigar as principais tendências de revisão em crianças do primeiro e segundo ano do Ensino Fundamental...

Rodas de leitura na escola: do envolvimento dos alunos aos processos de reflexão; Reading circles in school: from student involvment to the reflection processes.

Bolognesi, Priscila Maria Sbizera
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
65.75%
Partindo dos pressupostos de que os alunos, desde as séries iniciais da escolaridade, têm papel ativo no próprio aprendizado, sendo capazes de elaborar concepções, lidar com hipóteses e adotar uma postura investigativa frente aos objetos de estudo, e de que a escola é a instituição responsável por inseri-los amplamente no mundo letrado, formando usuários competentes da língua escrita nas diversas situações comunicativas, o objetivo da presente pesquisa é investigar o potencial pedagógico de uma atividade de leitura literária: a roda de leitura. Com base no referencial socioconstrutivista, em especial nos estudos de Jean Piaget, Emilia Ferreiro, Lev Vygostky e Mikhail Bakhtin e, ainda, nos de Wanderley Geraldi, Délia Lerner, Regina Zilberman e Teresa Colomer sobre didática do ensino da língua ou da leitura literária na escola, o trabalho visa contribuir para revisão das práticas de ensino da leitura e da literatura no início da escolaridade. Concebendo a leitura literária como uma prática de fruição estética e um meio plural de acesso à cultura, a investigação apoia-se em três eixos de abordagem: a análise do vínculo de 28 alunos entre 7 e 8 anos de idade com as rodas diárias de leitura e com as histórias nelas apresentadas e o mapeamento das reflexões temáticas e linguísticas que eles foram capazes de tecer a partir de diferentes textos literários. Para tanto...

O ensino da argumentação : o enfoque dos livros didáticos de língua portuguesa no ensino fundamental; The teaching of argumentation : the focus of texbooks on portuguese language in elementary school

Regina Pinheiro de Oliveira e Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
65.82%
O propósito deste estudo foi realizar uma investigação a respeito do tratamento dado aos textos argumentativos no livro didático de Língua Portuguesa (LDP), enquanto objetos de ensino. Exames realizados em diferentes coleções revelam que pouca ênfase vem sendo dada ao ensino, na modalidade escrita dessa forma de discurso, em especial nos anos iniciais de escolaridade. Dentre outras razões que podem ser apontadas para justificar o interesse pelo exame de tais objetos de ensino, especificamente nos livros didáticos, está a importância indiscutivelmente reconhecida da argumentação enquanto prática discursiva que contribui para o processo de desenvolvimento do raciocínio crítico do indivíduo. Outra é o papel destacado que os livros didáticos desempenham nas salas de aula brasileiras. Admitindo, pois, a necessidade da revisão sistemática dos diferentes conteúdos de ensino que fazem parte do programa curricular brasileiro e da carência de investimento e pesquisa sobre argumentação, na modalidade escrita, presume-se que esse estudo possa contribuir para a construção de conhecimentos específicos para essa área. Para realizar a investigação, o foco da análise se concentrou nas atividades e propostas dirigidas ao ensino da produção de textos argumentativos destinados ao segmento compreendido entre o 3º e o 5º ano do Ensino Fundamental. Entre as coleções examinadas...

TIC e desenvolvimento de competências de resolução de problemas : um estudo de caso em educação em ciências no 1º ciclo do ensino básico

Lima, Ana Paula dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
75.89%
A evolução das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) verificada ao longo dos últimos anos implica medidas e acções no sentido de enfrentar os novos desafios que se colocam à Educação. Hoje em dia é necessário preparar os cidadãos para o desenvolvimento de competências na Sociedade da Informação e combater o fenómeno da info-exclusão. As orientações curriculares definem o currículo como um conjunto de competências a desenvolver. A alfabetização científica e tecnológica dos indivíduos revela-se fundamental, desde os anos iniciais de escolaridade, para o exercício de uma cidadania activa, consciente e responsável, principalmente numa época em que estudos internacionais divulgam um baixo nível de literacia científica dos alunos. Neste contexto, a presente dissertação de Mestrado resulta de um estudo desenvolvido entre Fevereiro e Junho do ano lectivo de 2005/ 2006, o qual envolveu treze alunos do 3º e 4º anos de escolaridade do 1º Ciclo do Ensino Básico, de uma turma em que a professora era a própria investigadora. Estes alunos foram inseridos num grupo que englobou três outros investigadores e turmas dos mesmos anos de escolaridade de Escolas portuguesas. Utilizando as TIC, estes desenvolveram um projecto num contexto de Educação em Ciência e baseado na perspectiva de ensino por pesquisa...

Discursos que produzem sentidos sobre o ensino de ciências nos anos iniciais de escolaridade

Pereira,Talita Vidal
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96%
Neste artigo, analiso o discurso hegemônico articulado pela comunidade disciplinar que pesquisa o ensino das ciências, com o objetivo de identificar que sentidos estão sendo produzidos sobre esse ensino nos anos iniciais do ensino fundamental. Tomo como referência as produções dos dois primeiros e dos dois últimos Encontros Nacionais de Pesquisa em Educação em ciências (ENPEC), que apresentaram reflexões voltadas para esse nível de escolaridade, em um esforço para compreender o processo de constituição de um discurso que pretende hegemonicamente estabelecer o que é e o que deveria ser o ensino de ciências nos níveis elementares de escolaridade, e também estabelecer quais são as necessidades formativas para que a docência possa ser exercida nessa direção. Lanço mão da teoria do discurso de Laclau e Mouffe (2004), que me possibilita perceber esse discurso como um híbrido que circula nos diferentes contextos de produção curricular.

Para variar: Compreensões de estudantes dos anos iniciais diante de aspectos da variabilidade

Michelle Silva Cavalcanti, Érica; Lisbôa Guimarãres, Gilda (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.89%
A necessidade de conhecer e tomar decisões a partir de informações tratadas estatisticamente faz da variabilidade um conceito fundamental, uma vez que a Estatística existe porque os dados variam. Contudo, poucos estudos se preocuparam em pesquisar de modo sistemático compreensões de estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental quanto à variabilidade, apesar de no Brasil o ensino da Estatística ser recomendado no currículo escolar para esses anos. Assim, o objetivo principal do presente estudo foi investigar as compreensões apresentadas por estudantes do 2º e 5º ano a respeito do conceito de variabilidade estatística. Para isso, utilizou-se cinco atividades abordando aspectos diferentes da variabilidade, que foram propostos a 48 (quarenta e oito) sujeitos do 2º e 5º ano, com os quais realizou-se entrevistas clínico-piagetianas, uma vez que as justificativas dadas pelos estudantes às questões propostas foi o interesse maior na pesquisa. Os aspectos da variabilidade explorados foram: explanação da variabilidade; identificação de ponto máximo / moda; predição a partir da moda, do ponto máximo e da tendência; quantificação de variação entre dois pontos; conservação de quantidade total; representação da variabilidade...

Formação docente e o ensino de problemas combinatórios : diversos olhares, diferentes conhecimentos

de Arimatéa Rocha, Cristiane; Elizabete de Souza Rosa Borba, Rute (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.84%
Experiências de prática docente têm evidenciado que problemas de Combinatória despertam nos alunos curiosidades e grande participação em sala de aula. No entanto, mesmo com essas características, o número de erros cometidos na resolução de situações de Combinatória ainda é muito grande, o que indica dificuldades no ensino e/ou na aprendizagem desse conteúdo. Nesse sentido, a presente pesquisa busca analisar os conhecimentos que professores do Ensino Fundamental e Médio têm sobre a Combinatória e seu ensino. O quadro teórico foi constituído pelos trabalhos de Shulman e seus colaboradores na compreensão dos conhecimentos do conteúdo e dos conhecimentos didáticos do conteúdo dos professores em exercício, bem como pelos trabalhos de Ball e seus colaboradores, os quais propõem um modelo de caracterização dos conhecimentos associado aos professores que ensinam Matemática. Para entender as escolhas docentes na construção do raciocínio combinatório em alunos, utilizamos a ideia da construção dos conceitos definida pela Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud, além da classificação dos tipos de problemas combinatórios (produto cartesiano, permutação, arranjo e combinação) fundamentada nas pesquisas desenvolvidas no Grupo de Estudos em Raciocínio Combinatório do Centro de Educação (Geração- UFPE) sob a orientação de Borba. Utilizamos como procedimento metodológico a entrevista semi-estruturada...

Fazendo média: compreensões de alunos e professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental

Cristina Marques Melo, Mabel; Lisbôa Guimarãres, Gilda (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.87%
O presente estudo investigou como o conceito de média aritmética é compreendido por alunos e professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental, considerando diferentes invariantes, significados e representações. Participaram desse estudo 210 sujeitos de seis escolas públicas do Município de Moreno Pernambuco, sendo 75 alunos do 3º ano, 104 alunos do 5º ano do Ensino Fundamental e 31 professores desse mesmo nível de ensino. Foi solicitado que cada sujeito respondesse individualmente a um teste envolvendo sete questões. Foram criados dois testes, os quais apresentavam equivalência entre os invariantes (a média está localizada entre os valores extremos; é influenciada por cada um e por todos os valores; não necessariamente coincide com um dos valores que a compõem; pode ser um número que não tem um correspondente na realidade física; seu cálculo leva em consideração todos os valores inclusive os nulos e os negativos; é um valor representativo dos valores a partir dos quais foi calculada) e significados (estimativa de uma quantidade desconhecida em presença de erros de medida; obtenção de uma quantidade equitativa a repartir para conseguir uma distribuição uniforme; serve de elemento representativo de um conjunto de valores dados; necessidade de conhecer o valor que se irá obter com maior probabilidade ao contar com um dado faltando em uma distribuição) apresentados em cada questão...

Quem dança com quem: o desenvolvimento do raciocínio combinatório do 2º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio

Azevêdo dos Santos Pessoa, Cristiane; Elizabete de Souza Rosa Borba, Rute (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.85%
No presente estudo analisou-se o desempenho e as estratégias de alunos do 2º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio (11 anos de escolaridade) em relação à resolução de problemas que envolvem raciocínio combinatório, focando as dimensões apontadas por Vergnaud (1990): significados, invariantes e representações simbólicas. Para tal, participaram da pesquisa 568 alunos de quatro escolas de Pernambuco, duas públicas e duas particulares. Os alunos resolveram oito problemas com os quatro significados da Combinatória (arranjo, combinação, permutação e produto cartesiano), dois de cada tipo. Na análise de resultados foram verificados o desempenho dos alunos por gênero, tipo de escola, nível de ensino, ano de escolarização, significado dos problemas e ordem de grandeza dos números nas respostas. Além disso, foram verificados os tipos de respostas e as estratégias desenvolvidas pelos alunos para resolver os problemas. A análise evidencia que o gênero não influencia o desempenho dos alunos, porém, o tipo de escola que frequentam, o período de escolarização, o tipo de problema combinatório que estão resolvendo (e implicitamente as propriedades e relações envolvidas em cada tipo de problema)...

Tecendo a alfabetização no chão da escola seriada e ciclada: a fabricação das práticas de alfabetização e a aprendizagem da escrita e da leitura pelas crianças

Cruz, Magna do Carmo Silva
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
65.85%
O presente trabalho investiga a fabricação das práticas de alfabetização pelas professoras e a apropriação da escrita e da leitura pelas crianças dos três anos iniciais nas escolas organizadas em séries e ciclos, levando em conta o cotidiano escolar e as orientações da política educacional dos municípios investigados. Para tanto, algumas atividades foram realizadas: (i) identificação das estratégias oficiais propostas nos municípios para o desenvolvimento das práticas de alfabetização; (ii) avaliação da apropriação da escrita e da leitura pelas crianças; (iii) análise da fabricação das práticas de alfabetização por parte das professoras, visando à aprendizagem da escrita e da leitura pelas crianças; e, finalmente, (iv) discussão dos elementos que poderiam caracterizar estas metodologias de alfabetização. O elemento motivador para a presente investigação é a constatação de que, apesar da ampliação do processo de alfabetização para três anos, tanto nas escolas em ciclos como em séries, os índices oficiais referentes à qualidade da alfabetização das crianças nestas instituições ainda se apresentam de forma precária. Durante a elaboração deste trabalho, foram desenvolvidas três discussões teóricas: (1) reflexão sobre a relação entre a organização escolar e a alfabetização; (2) a reflexão sobre a progressão e a elaboração de expectativas de aprendizagens na alfabetização; e (3) a reflexão sobre a fabricação das práticas de alfabetização e a construção do cotidiano. A pesquisa foi desenvolvida nos três anos iniciais do Ensino Fundamental...

Longe da escola, na escola: os significados do PROCAP na construção dos saberes e na prática dos professores

Guimarães, Lidônia Maria
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.71%
Neste trabalho foi analisado o significado do PROCAP (Programa de Capacitação de Professores) para o processo de formação contínua e para a prática de ensino de Matemática de professoras dos anos iniciais de escolaridade da cidade de Uberlândia-MG. O PROCAP teve como meta atuar na formação contínua de professores das redes estadual e municipais de Minas Gerais e faz parte de um programa maior, o PROQUALIDADE (Projeto de Melhoria da Qualidade do Ensino Fundamental – 1a a 4a séries), firmado por meio de um acordo entre o Governo do Estado de Minas Gerais e o Banco Mundial no ano de 1995. A implementação do PROCAP ocorreu em duas fases distintas. A primeira envolveu as áreas de Reflexão sobre a Prática Pedagógica, Matemática e Língua Portuguesa, sendo implementada nos anos de 1997 e 1998. A segunda fase do PROCAP, intitulada de “PROCAP – Fase Escola Sagarana”, foi implementada em 2001, envolvendo as áreas de Fundamentos da Prática Pedagógica, Geografia, História e Ciências. O programa, em sua primeira fase de implementação, capacitou 81572 docentes, no interior das próprias escolas, por meio de uma estratégia de formação em serviço, utilizando-se da modalidade de ensino a distância e incorporando o uso dos materiais impressos e televisivos produzidos especialmente para o Programa. Para a obtenção de dados...

Relação entre os conhecimentos iniciais da linguagem escrita e a aprendizagem da leitura no final do 1º ano de escolaridade

Vicente, Daniela Rodrigues
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.95%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; O objectivo do presente estudo foi o de compreender a relação entre os conhecimentos iniciais sobre a linguagem escrita aquando da entrada para o primeiro ano de escolaridade e a aprendizagem da leitura no final do ano lectivo. Neste estudo, participaram 15 crianças com uma média de idades de 6 anos e quatro meses que frequentavam pela primeira vez, o 1º ano de escolaridade. No início do ano foram medidas as variáveis conhecimento do nome das letras, escrita inventada e consciência fonológica (classificação da sílaba e do fonema inicial) e no final do ano foram medidas novamente as variáveis conhecimento do nome das letra e consciência fonológica (classificação da sílaba e do fonema inicial) para além da prova de leitura oral de palavras. Foram realizadas correlações entre as várias variáveis e a leitura, tendo os resultados obtidos demonstrado que os conhecimentos iniciais sobre a linguagem escrita são bons preditores da aprendizagem da leitura. Verificou-se ainda, que não existem correlações entre a leitura e as variáveis conhecimento do nome das letras e consciência fonológica, quando medidas no final do ano.; ABSTRACT: The aim of this project was to understand the relationship between initial knowledge about written language when entering the first scholar year and the reading learned at the end of the year. In this study fifteen children participated with average age of six years and four months who were attending the first grade for the first time. At the beginning...

Resolu??o de problemas nos anos iniciais de escolaridade: por que ? t?o dif?cil?

ALVES, Gleiciane de Sousa
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Relevância na Pesquisa
85.66%
Descreve uma pr?tica de sala de aula envolvendo crian?as de 3 e 4 s?rie do ensino fundamental de uma escola particular e analisa o desempenho dessas crian?as no processo de resolu??o de problemas de Matem?tica. Inicio descrevendo minha experi?ncia profissional ensinando matem?tica e tomo como refer?ncia as quest?es e inquieta??es resultantes dessa pr?tica. Para compreender tipos de problema e processos de resolu??o tomo como referencial te?rico Polya, Pozo, Saviani e Dante. No sentido de compreender a matem?tica presente no ensino fundamental e sua rela??o com a realidade, busco refer?ncias em Kamii, Machado e D'ambr?sio. Para an?lise dos processos desenvolvidos pelas crian?as me apoio principalmente em Vergnaud e Bachelard e, para compreender a minha pr?tica os referenciais te?ricos foram buscados predominantemente em Freire. Considerei, para an?lise, situa??es problemas extra?das da realidade. Analisando os processos desenvolvidos pelas crian?as percebi obst?culos ? aprendizagem ocasionados, principalmente, pela forma a partir da qual os problemas s?o apresentados, identifiquei conceitos n?o completamente formados, a utiliza??o de processos criados pelas pr?prias crian?as, dificuldades de matematiza??o das situa??es, assim como dificuldades de identifica??o e tratamento de dados...

Estudo clínico e epidemiológico das apresentações iniciais de pacientes com transtorno afetivo bipolar–tipo I e II; Clinical and epidemiological study of the early presentations of patients with bipolar disoder - types I and II

Chaves, Moysés de Paula Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.01%
There are several studies on the differential diagnosis of Bipolar Disorder (BD), however, further investigation with an emphasis on clinical phenotypes that inaugurate the disease is needed. The aims of this study are to identify the psychiatric disorders most frequently diagnosed before the definitive diagnosis of BD, the time until the correct diagnosis and compare BD I and II for the variables studied. We studied 259 patients with current diagnosis of BD according to the DSM- IV-TR, evaluated by the same psychiatrist. Early psychiatric signs and symptoms were identified through an interview with the patient and family members and were considered suggestive of an initial diagnosis that was coded according to the same diagnostic criteria. The authors analyzed data on patients' age at prodromes suggestive of initial psychiatric diagnosis and time delay to the actual diagnosis of BD. Comparisons were made between sex, schooling and type of BD. The mean age of patients was 41.6 years, with a predominance of adults (19-60 years), women (67.6%), as well as type II BD (68.3%). Patients were on average 24.6 years of age at initial diagnosis, 41.6 years in the diagnosis of BD and the mean time delay between these was 16.9 years. The most common initial diagnoses were depressive disorders (41.3%)...

Formação do professor polivalente e saberes docentes: um estudo a partir de escolas públicas.; Training of the multiask teacher ande teacher´s kbowledge: a study from public schools.

Lima, Vanda Moreira Machado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66%
A história educacional brasileira constitui-se de muita discussão e de uma ampla legislação educacional, que em sua maioria tem se tornando letra morta nas escolas. Assim a construção de uma escola pública democrática, inclusiva, crítica, reflexiva e de qualidade para todos, é ainda hoje, um enorme desafio. Desafio no qual o professor polivalente dos anos iniciais do ensino fundamental representa um elemento imprescindível, mas não o único. É ele o profissional que trabalha diária e diretamente na formação da base da escolaridade das crianças da escola pública. Tendo o professor polivalente como objeto deste estudo, desenvolvemos uma pesquisa qualitativa, cujo objetivo é ressignificar a importância do papel do professor polivalente dos anos iniciais do ensino fundamental da escola pública na atual conjuntura da sociedade brasileira, destacando seus saberes e os problemas na sua formação. Para alcançar esse objetivo, a pesquisa envolveu estudo bibliográfico, análise documental e entrevista reflexiva com vinte professores polivalentes dos anos iniciais das escolas públicas municipais de Dracena, Junqueirópolis e Tupi Paulista, interior do Estado de São Paulo. Os referenciais teóricos principais foram: Saviani...

Possíveis indícios de discalculia em Anos Iniciais: uma análise por meio de um Teste piloto de matemática

Pimentel, Letícia da Silva
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
65.8%
Este estudo está inserido no projeto Avaliação de Crianças em Risco de Transtornos de Aprendizagem – ACERTA, que teve inicio em 2013 no Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul – INSCER, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS. A pesquisa tem por objetivo analisar possíveis indícios de discalculia em Anos Iniciais por meio de um Teste piloto de Matemática. Ao definir discalculia, Kocs (1974) apresentou seis categorias diferentes para o transtorno: verbal; practognóstica; léxica; gráfica; ideognóstica; operacional. A partir dessa categorização elaborou-se um teste piloto constituído por diferentes atividades que abordam as habilidades matemáticas envolvidas em cada categoria. Participaram como sujeitos de pesquisa professores e estudantes de seis turmas de primeiro ano do Ensino Fundamental, das escolas envolvidas no projeto, totalizando seis professoras e 100 estudantes, os quais foram escolhidos aleatoriamente. Para verificar as percepções das professoras a respeito dos conceitos matemáticos, do ensino, das dificuldades de aprendizagem e da discalculia, aplicou-se um questionário. A verificação das habilidades matemáticas apresentadas pelos estudantes foi feita por meio de dois instrumentos aplicados em diferentes momentos de sua escolaridade. Em 2013...

Mathematical Modelling in Elementary School: research, practices and formation of teachers; Modelagem Matemática nos Anos Iniciais: pesquisas, práticas e formação de professores

Souza, Elizabeth Gomes; Luna, Ana Virgínia de Almeida
Fonte: MTM/PPGECT/CFM/UFSC Publicador: MTM/PPGECT/CFM/UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
75.94%
http://dx.doi.org/10.5007/1981-1322.2014v9nespp57This article aims to propose some formation actions in mathematical modelling for teachers of early years of education system as well as outline topics of research raised from the review of studies that analyze mathematical modeling in elementary school. To do so, we present modelling practices that have been legitimized in literature. We have also discussed researches that circulate in the field of Mathematics Teacher Education in the early years and outlined some formation actions in mathematical modelling. Finally, we pointout some research topics that have raised from those analyzes that can contribute to the consolidation of research on formation of teachers of early years in mathematical modeling and to understand the peculiarity of themodelling practice in that education level.; http://dx.doi.org/10.5007/1981-1322.2014v9nespp57Este artigo tem como objetivo propor algumas ações de formação em modelagem, específicas para professores dos anos iniciais da educação básica, e delinear temáticas de pesquisas emergentes, a partir de um panorama de pesquisas que tematizam a modelagem matemática nessa fase da escolaridade. Para isso, apresentamos práticas de modelagem legitimadas na literatura e discutimos estudos que circulam no campo da formação matemática dos professores dos anos iniciais. Por fim...

A música na formação dos professores dos anos iniciais do ensino Fundamental; Music in the educational programs of primary school teachers

Virginia Coelho de Souza, Cássia
Fonte: Linhas Críticas; Critical Lines Publicador: Linhas Críticas; Critical Lines
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
65.87%
Duas situações apontam para a necessidade de aproximação entre a educação musical e a comunidade educacional. A constatação de que há dificuldade do professor dos anos iniciais do ensino fundamental em fazer a mediação entre seus alunos e o conhecimento musical, bem como a existência de contradição entre as propostas de formação das crianças e de formação dos professores para aquele nível de escolaridade, no que se refere ao conhecimento musical. Tentando contribuir para a necessária aproximação, neste artigo faz-se uma visita às principais reflexões de especialistas da educação musical em nosso país sobre a formação musical dos professores dos anos iniciais do ensino fundamental.   ; Two situations indicate the need of bringing closer music education and the educational community. Elementary school teachers struggle to mediate a relation between their students and knowledge about music. In addition, a contradiction between Brazilian elementary schools and educational programs for primary school teacher exists, in relation to knowledge about music. In an attempt to bridge this gap, the present article aims to review the main ideas on educational programs for primary school teacher from the leading specialists on music education in Brazil.   

Teoria crítica de Paulo Freire, formação docente e o ensino de ciências nos anos iniciais de escolaridade

Souza,Ana Lúcia Santos; Chapani,Daisi Teresinha
Fonte: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Publicador: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
136.13%
As demandas impostas pela sociedade da tecnologia e do conhecimento impõem novas exigências sobre a formação dos professores de Ciências Naturais. Postula-se que a educação científica ocorra desde os anos iniciais de escolaridade, para tanto, é necessário que a formação docente contemple, além dos aspectos tradicionalmente relacionados ao ensino para crianças, também aqueles relativos aos produtos e processos das ciências. Este trabalho teve por objetivo discutir as contribuições da teoria crítica de Paulo Freire para a formação de professores de Ciências Naturais, enfocando os conceitos e pressupostos dessa teoria que possam oferecer instrumentos tanto para a crítica aos atuais modelos de formação docente, quanto para as necessárias mudanças que se impõem no ensino de Ciências Naturais nos anos iniciais. Ponderamos que a formação docente para os anos iniciais fundamentada na práxis possibilita o reconhecimento do caráter histórico e mutável dos produtos da ciência e, além disso, fornece bases para a efetivação de uma prática pedagógica crítica, reflexiva e investigativa no ensino de Ciências Naturais. Concluímos apontando algumas possibilidades para a formação dos professores para os anos iniciais de escolaridade capazes de contribuir para uma formação emancipadora.