Página 1 dos resultados de 179 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Estudo da supercondutividade em carbetos lamelares da família M2AX; Superconductivity in the lamellar carbide of the M2AX family

Bortolozo, Ausdinir Danilo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.877063%
Neste trabalho será apresentado um estudo sobre a investigação de supercondutividade em carbetos, que cristalizam numa estrutura hexagonal, pertencente ao grupo espacial P63/mmc, que são isomorfos com o composto Cr2AlC, também chamadas de fases Nowotny. A representação estequiométrica mais comum destas fases é M2AX, onde M são metais de transição, A são elementos do grupo IIIA e IVA da tabela periódica e X pode ser C ou N. Serão mostrados estudos referentes aos sistemas: Ti-In-C, Ti-In-N, Nb-Sn-C, Nb-In-C, Ti-Ge-C e Nb-Ge-C. Os resultados referentes a todos os sistemas analisados neste trabalho revelam que as fases do sistema M2AX são supercondutoras, cuja temperatura crítica depende basicamente do elemento não metálico. Os resultados que serão apresentados neste trabalho, sugerem que a supercondutividade neste sistema ocorre na camada onde estão quimicamente ligados os átomos MX. Este fato também sugere que o sistema seja anisotrópico e quase bidimensional, tal como sugerido por cálculos de estrutura de bandas. Outro fato surpreendente é a existência de supercondutividade de uma nova fase de estequiometria Nb2GeC, que cristaliza na mesma estrutura protótipo Cr2AlC. A análise cuidadosa do sistema Nb-Ge-C...

Síntese e caracterização de compostos supercondutores Ln2-xMxCuO4-y (Ln = Pr, Nd, Sm, Eu; M= Ce, Th; 0 x 0,20) preparados pa partir de percursores sol-gel; Synthesis Characterization Ln2-xMxCuO4-y (Ln = Pr, Nd, Sm, Eu; M = Ce, Th; 0 x 0.20) Superconducting Compounds Sol-gel Precursors

Suzuki, Paulo Atsushi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/1999 PT
Relevância na Pesquisa
27.59252%
Os compostos 'LN IND.2''CU''O IND. 4-Y' ('LN'= 'PR', 'ND', 'SM', 'EU') apresentam supercondutividade quando o lantanídeo ('LN') é parcialmente substituído por 'CE' ou 'TH' e em seguida são submetidos a um tratamento térmico de redução para a remoção de uma pequena quantidade de oxigênio da estrutura. Desta forma, compostos policristalinos 'LN IND. 2-x''M IND.X''CU''O IND.4-Y' ('LN'= 'PR', 'ND', 'SM', 'EU'; 'M' = 'CE', 'TH'; 0 '< OU =' X '< OU =' 0,20) foram preparados a partir de precursores sol-gel. A vantagem desta técnica de preparação é que os tratamentos térmicos são feitos em temperaturas abaixo da tempertura eutética, evitando a presença de uma fase líquida durante a sinterização dos materiais em estudo. A investigação da cinética de formação destes compostos foi feita através de medidas de difração de raios X e análise térmica diferencial e mostrou que os materiais preparados por processo sol-gel apresentam uma distribuição homogênea dos cátions. As propriedades supercondutoras foram investigadas através de medidas de magnetização e resistência elétrica em diversas amostras e uma ênfase foi dada às séries de 'EU IND. 2-X''CE IND. X''CU''O IND. 4-Y' (0 '< OU =' X '< OU =' 0,18) e o desaparecimento da supercondutividade em '('SM IND. 1-X''EU IND. X') IND. 1...

Estudo da supercondutividade em diboretos de metais de transição (MeB2), com protótipo ALB2 e suas variações; Study of the Superconductivity in Metals Transitions Diborides (MeB2), with AlB2 Prototype and Variations

Renosto, Sergio Tuan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.59252%
O grupo de diboretos isoestruturais ao MgB2 com estrutura representada pelo protótipo AlB2 é considerado candidato à supercondutividade. Contudo, a existência do estado supercondutor é um fenômeno raro nesse grupo de materiais, de fato a grande maioria dos diboretos de metais de transição é caracterizada por um Tc menor que 0,7 K. Nesse grupo, os compostos normais HfB2, VB2, YB2 e ZrB2 exibem assinatura do comportamento paramagnético de Pauli em baixas temperaturas. Nesse trabalho é mostrado que a substituição parcial do metal (Hf e Zr) por V nas amostras M1-xVxB2, gera distorções da rede cristalina, com o surgimento de um estado supercondutor volumétrico. As medidas magnéticas, elétricas e térmicas revelam um Tc máximo atingindo 8,7 e 9,3 K para as respectivas amostras de composição Zr0,96V0,04B2 e Hf0,97V0,03B2, com valores elevados de ? 0Hc2(0) (~16 e ~21 T, respectivamente). Nessas amostras, os resultados a cerca do comportamento do ? 0Hc1 (T), do Cp(T) e da VHall (T), e medidas de ETS (electronic tunneling spectroscopy) em um monocristal, revelam a claras assinaturas da supercondutividade multibanda, tal como é reportado para o MgB2. Ainda, resultados mostram a que a existência do estado supercondutor no ZrB2 parece não ser uma exclusividade da substituição por V...

Modelo de Hubbard estendido aplicado ao estudo da supercondutividade em compostos de cobalto

Thomas, Christopher
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.59252%
Neste trabalho estudamos algumas propriedades supercondutoras de compostos hidratados de cobalto do tipo NaxCoO2 · yH2O. Estes compostos são formados por planos de CoO2, intercalados por planos de íons de Na e moléculas de H2O, formando uma rede triangular bidimensional pelos átomos de Co. Utilizando como modelo um hamiltoniano de Hubbard estendido, foram construídas as funções de Green normal e anômala no limite U → ¥ e na aproximação de campo médio. Nos restringimos ao caso paramagnético, e estudamos a supercondutividade do sistema considerando a possibilidade de diferentes simetrias para o parâmetro de ordem da fase supercondutora. Os resultados indicam a ocorrência de supercondutividade para determinadas regiões do número de partículas, em concordância qualitativa com os dados experimentais.; In this work we study some properties of hydrated cobalt oxide, NaxCoO2 · yH2O in the superconducting phase. This compound consists of CoO2 layers interlayered by Na ions and H2O molecules, resulting in a Co triangular lattice. Our theoretical model is the extended Hubbard Model and we obtain the normal and anomalous Green’s functions in the infinite U limit by using the mean field approximation. We consider the paramagnetic case and we analyse coupling between electrons with different symmetries...

O tema da supercondutividade no nível médio : desenvolvimento de material hipermídia fundamentado em epistemologias contemporâneas

Spohr, Carla Beatriz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.40734%
Neste trabalho descrevemos a concepção e o desenvolvimento de uma página na Internet sobre o tema da supercondutividade, bem como o uso e avaliação da página como instrumento de ensino em uma turma de terceiro ano do Ensino Médio do Colégio Frederico Jorge Logemann em Horizontina/RS. Para esse desenvolvimento, foram necessários alguns recursos de hipermídia e a página representa o produto educacional da dissertação. A implementação do tema deu-se à luz de epistemologias contemporâneas que problematizam visões ingênuas sobre a natureza da ciência. Para tanto, destacam-se as epistemologias de Popper (1993), Kuhn (1978), Lakatos (1989) e Laudan (1977) devido à sua relevância no ensino de física, com ênfase na principal convergência existente entre essas visões de ciência: a oposição ao empirismo-indutivismo. Como referencial teórico psicológico, utilizamos a psicologia sócio-histórica de Vygotsky para uma maior compreensão do processo ensino-aprendizagem envolvido no presente projeto. Avaliamos a implementação do projeto a partir de instrumentos que tornaram evidentes a aprendizagem significativa dos alunos sobre o tema. A metodologia utilizada durante as aulas, em que o assunto foi abordado, foi basicamente pautada na utilização da página desenvolvida para essa finalidade...

Estudo da interação entre supercondutividade e magnetismo nos compostos RuSr2GdCu2O8, FeSe0.5Te0.5 e Ba0.4K0.16Fe2As2

Pimentel Junior, Jorge Luiz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.40734%
Este trabalho apresenta uma investigação experimental sobre as propriedades magnéticas e de magneto-transporte de sistemas caracterizados por correlações entre supercondutividade e magnetismo. Tais sistemas são amostras policristalinas do rutenocuprato RuSr2GdCu2O8, amostras texturizadas do ferro-calcogeneto FeSe0.5Te0.5 e um monocristal do sistema Ba0.84K0.16Fe2As2. No caso do sistema FeSe0.5Te0.5 medidas de transporte térmico foram também realizadas. Três amostras de RuSr2GdCu2O8, distintas quando ao tratamento térmico utilizado na sua preparação, foram estudadas. Foi possível isolar a contribuição da sub-rede de rutênio à magnetização, possibilitando uma estimativa para o momento magnético efetivo para este subsistema no regime paramagnético. Estuda-se as propriedades de magneto-transporte, através de experiências de magnetorresistência e efeito Hall, nas fases normal e supercondutora. Observa-se que a condução na fase normal tem uma forte contribuição dos planos de atômicos de Ru-O, e é consideravelmente afetada pelo magnetismo destas camadas. Efeitos de supressão de desordem de spin são observados. Discute-se também o processo de condução por duas correntes e a possível estabilização de polarons ferromagnéticos originados pela flutuação de valência do Ru. Um estudo de magneto-transporte e magnetização foi realizado nas amostras dos supercondutores FeSe0.5Te0.5 e Ba1-xKxFe2As2. Os resultados de magneto-transporte do sistema FeSe0.5Te0.5 mostram que o comportamento geral da resistividade se assemelha à fenomenologia do tipo rede de Kondo. Em altas temperaturas o transporte neste sistema é incoerente e feito dominantemente pelo mecanismo de saltos (hopping). Propomos que ressonâncias eletrônicas ocorram nos sítios do Fe por efeito de hibridização entre as bandas de elétrons e de lacunas. Tais ressonâncias correspondem a fortes variações na densidade eletrônica em torno dos sítios do Fe...

Supercondutividade e antiferromagnetismo em um modelo de Hubbard estendido

Gustavo Adolfo Lara Chaparrro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/1992 PT
Relevância na Pesquisa
37.40734%
É estudado, para uma rede quadrada. um modelo de Hubbard de uma. banda estendido, incluindo a repulsão de Coulomb e o hopping correlacionado entre primeiros vizinhos. Utiliza-se a aproximação de Hatree-Fock generalizada para obter soluções supercondutoras com e sem antiferromagnetismo de tipo Néel. Obtém-se uma condição para. os parâmetros da teoria necessária para a existência. de soluções supercondutoras estáveis. A competição entre as repulsões intrasítio e intersítio, modulada. pelo hopping correlacionado, produz uma configuração de emparelhamento "covalente" com emparelhamento intrasítio e intersítio parcial. Nesta aproximação existe uma fase supercondutora não magnética no caso de uma baixa concentração de portadores e uma fase de coexistência. de supercondutividade com antiferromagnetísmo para concentração de portadores mais próxima do caso de banda semi-cheia.. As soluções apresentam uma assimetria entre elétrons e buracos. Também aplica-se uma aproximação para o caso de repulsão Coulombiana intrasítio muito grande, consistente em considerar só os termos lineares nos parâmetros da teoria. Neste caso, não existe solução supercondutora; We study an extended Hubbard model, for the one band...

Supercondutividade nodal em metais de transição dicalcogenados

Bruno Uchoa Barboza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.717964%
Investigamos os efeitos macroscópicos de ondas das densidade de carga ( CDW) e da supercondutividade em sistemas organizados em planos que exibem quebra da simetria de inversão da rede (o que permitiria o aparecimento de piezoeletricidade), como nos metais de transição dicalcogenados (TMDs). Partindo da teoria de Ginzburg-Landau com dependência temporal a baixas temperaturas, estudamos como as distorções da rede e os modos coletivos de baixa energia da CDW se acoplam ao parâmetro de ordem supercondutor na presença de campos eletromagnéticos. Demonstramos que a supercondutividade e a piezoeletricidade podem coexistir nesses metais singulares. Além disso, este estudo indica a natureza do ponto crítico quântico entre a fase CDW comensurá.vel e a fase de faixas de carga, observado em função da pressão aplicada. Estes resultados são utilizados para fundamentar um modelo microscópico que unifica a supercondutividade às fases de CDW nos TMDs. Baseados na natureza do acoplamento elétron-fônon e na topologia peculiar da superfície de Fermi, propomos que o gap de CDW tem simetria f e quebra a simetria de inversão da rede na fase disorcida. As quase- partículas da teoria são férmions de Dirac definidos pelas exitações elementares da CDW na vizinhaça dos nós da superfície de Fermi...

Supercondutividade em materiais a base de carbono; Superconductivity in the carbon-based materials

Rafael Borges Merlo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.930674%
Evidências experimentais e teóricas recentes de que a supercondutividade nas várias formas alotrópicas do carbono pode ocorrer em temperaturas próximas ou até acima da temperatura ambiente, desencadearam um grande interesse científico. Resultados do presente trabalho demonstraram a ocorrência de supercondutividade em compósitos de carbono vítreo-enxofre (CV-S) a T = 3 K. Nossas medidas revelaram que a supercondutividade ocorre em uma pequena fração da amostra, e que a grafitização do carbono amorfo parece ser uma condição necessária para disparar a supercondutividade. Apresentamos também evidências de supercondutividade à temperatura ambiente em sanduíches de grafite/Si, e demonstramos que a supercondutividade está associada à interface grafite/silício. O comportamento encontrado é semelhante ao conhecido para estruturas supercondutoras de baixadimensionalidade. Em particular, observamos oscilações do tipo Josephson em curvas características de corrente-tensão (I-V), bem como sua supressão pela aplicação de campo magnético. Além disso, o campo magnético perpendicular transforma as curvas características I-V do tipo supercondutor para tipo isolante, assemelhando-se à transição supercondutor-isolante induzida por campo magnético em redes de junções Josephson. Todos estes resultados indicam que a interface grafite/silício pode ser um material promissor para o desenvolvimento de dispositivos microeletrônicos sem dissipação à temperatura ambiente; Recent both experimental and theoretical evidence that superconductivity in various allotropic forms of carbon can occur at temperatures near or even above room temperature...

Supercondutividade em semimetais e isolantes topológicos; Superconductivity in semimetals and topological insulators

Luís Augusto Gomes Báring
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.973772%
No presente trabalho estudamos os semimetais bismuto Bi, antimônio Sb e Bi1-xSbx, materiais com propriedades topologicamente não triviais. Observamos a ocorrência de supercondutividade intrínseca em bismuto com TC »= 8:5K. Construímos, a partir dos dados de magnetização e resistência, o diagrama de fase do campo crítico H versus a temperatura T. Esse diagrama de fase, pode ser ajustado segundo modelos da literatura válidos para supercondutividade granular. Detectamos, no bismuto, o aumento da corrente Josephson e acoplamento intergranular no limite quântico devidos à quantização de Landau. Isso se manifesta como uma supercondutividade reentrante. Foi também encontrada transição tipo metal-isolante induzida por campo magnético em todos os materiais estudados. O diagrama de fase H versus T mostra uma extraordinária semelhança entre os três materiais. A amostra Bi1-xSbx, com x = 0:052, revelou a ocorrência de transição semimetal-isolante topológico já em campo magnético zero. Fizemos uma comparação com resultados anteriores da literatura, analisando a dependência da temperatura em que ocorre essa transição em relação à concentração de antimônio x e ao campo magnético B e demonstramos a similaridade entre eles. Observamos...

Estudo de propriedades magnéticas e de transporte em novos materiais; Study of magnetic and transport properties of new materials

Thales Macedo Garitezi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.59252%
Nesta tese, são abordadas duas principais classes de materiais: os supercondutores à base de ferro e arsênico (FeAs) e os isolantes topológicos tridimensionais. Os supercondutores à base de FeAs foram descobertos em 2008 e desde então despertaram grande interesse na comunidade científica como candidatos à supercondutividade não-convencional de alta temperatura. Dentre as várias estruturas à base de FeAs descobertas, em particular, a família BaFe2As2 (122) é uma das mais estudadas até o momento por ser um composto intermetálico possível de ser crescido com relativa facilidade e alta qualidade comparada às outras famílias. Este composto puro possui uma transição estrutural de tetragonal para ortorrômbica à uma temperatura Ts ? 139 K, e, diminuindo a temperatura, há uma transição magnética de paramagnético (PM) para uma ordem anti-ferromagnética tipo onda de densidade de spin (SDW, no inglês) em TSDW ? 134 K. Estas transições em Ts e TSDW são gradualmente suprimidas tanto por substituição química quanto por pressão aplicada, e, antes que sejam completamente suprimidas, supercondutividade é induzida. Nesta região onde a supercondutividade (SC) ainda está emergindo, há coexistência e/ou competição de SC e SDW...

Supercondutividade em um semicondutor induzida por laser

Hauser, Paulo Roberto
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.59252%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias Fisicas e Matematicas; Nós investigamos teoricamente a supercondutividade em semicondutores tipo n com estrutura de banda indireta, como por exemplo o Ge, Si etc, induzida por laser usando um mecanismo não-fonon. Dado um semicondutor tipo n com 1018 - 1019 elétrons/cm3 na banda de condução indireta, os fotons do laser podem polarizar os elétrons da banda de valência. Os elétrons da banda de condução podem interagir com esta polarização, em um processo de segunda ordem de teoria de perturbação, resultando numa interação atrativa entre os elétrons de condução que formam pares de Cooper. Este processo origina a supercondutividade em semicondutores do tipo n. Estabelecemos uma analogia entre o mecanismo induzido elétron-quanta de polarização e o mecanismo elétron-fonon (teoria BCS) e obtivemos temperaturas críticas perto de 0°K.

Supercondutividade: um século de desafios e superação

Costa,Marconi B.S.; Pavão,Antonio C.
Fonte: Sociedade Brasileira de Física Publicador: Sociedade Brasileira de Física
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.808562%
Um século após a descoberta deste fascinante fenômeno, a supercondutividade continua sendo um campo de pesquisa atual e vem contribuindo de modo significativo para o desenvolvimento científico e tecnológico. Apesar de muitos desafios terem sido superados ao longo destes anos, dois permanecem notavelmente destacados: a) o desenvolvimento de uma teoria microscópica ab initio (de primeiros princípios) que seja capaz de explicar a supercondutividade em qualquer intervalo de temperatura e b) a obtenção de um material que seja supercondutor a temperatura ambiente ou em temperatura maior que a ambiente. Depois de 5 prêmios Nobel em Física terem sido concedidos a pesquisadores desta área, é possível conjeturar que mais serão entregues aos que superarem os desafios destacados acima. Apresentamos uma sucinta discussão concernente aos principais acontecimentos relacionados à supercondutividade: sua descoberta, os materiais, as teorias propostas, os protagonistas e os avanços tecnológicos. Em um universo ocupado quase que exclusivamente por físicos teóricos e experimentais, destacamos a pouco conhecida contribuição do físico-químico americano Linus Pauling, que propôs um modelo simples e eficiente para a descrição da supercondutividade baseado em sua teoria da ressonância não-sincronizada das ligações covalentes (RVB). Estes importantes aspectos são apresentados e discutidos.

100 anos de supercondutividade e a teoria de Ginzburg-Landau

Pereira,S.H.; Félix,Marcelo G.
Fonte: Sociedade Brasileira de Física Publicador: Sociedade Brasileira de Física
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.717964%
Este artigo é uma proposta de ensino de supercondutividade para estudantes de nível de graduação na área de ciências exatas. Utilizando a formulação fenomenológica de Ginzburg-Landau do fenômeno, pretendemos dar uma contribuição para o aprendizado deste importante tema da física contemporânea que raramente é tratado com a devida profundidade teórica na maioria dos livros de física usualmente adotados nos cursos de engenharia, física e química. A teoria de Ginzburg-Landau é apresentada de forma didática e com um nível de complexidade bastante reduzido, de forma que os complicados conceitos de física quântica e matemática avançada necessários para o estudo completo do fenômeno são deixados de lado, mas sem perder a profundidade do tema. Três das principais características dos materiais supercondutores são obtidas de maneira relativamente simples, sendo elas: 1 - O efeito Meissner-Ochsenfeld, ao qual está associado o comprimento de penetração; 2 - A densidade de elétrons supercondutores dentro do material, ao qual está associado o comprimento de coerência e 3 - A existência de um campo magnético crítico capaz de destruir a supercondutividade. Este texto é uma alternativa para se ensinar a supercondutividade com um certo rigor matemático mas de fácil compreensão a estudantes dos primeiros anos de graduação.

Propriedades estruturais, microestruturais e supercondutoras de Ca0,5LaBa1,5[(CuO)1-x(MS)x]3O4-£ com M=Zn e Ni

Silva, Petrúcio Barrozo da
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.59252%
Os supercondutores de alta temperatura crítica (High Temperature Superconductors - HTSC) a base de óxido de cobre têm sido amplamente estudados através do efeito de substituição e/ou dopagem. Estes estudos têm mostrado ser de grande importância para a compreensão do fenômeno da supercondutividade nesses compostos. A supercondutividade nesses compostos é localizada nas camadas bidimensionais de CuO2. A dopagem com óxidos de metais da série 3-d revela que é possível obter um aumento da corrente crítica mesmo quando se tem um decréscimo na temperatura de crítica (Tc). Neste trabalho, estudamos o efeito da substituição do CuO por MS (M = Zn e Ni) no composto Ca0,5LaBa1,5Cu3O7−δ (CLBCO). As amostras foram preparadas por reação do estado sólido usando-se óxidos e sulfetos metálicos com alto grau de pureza. As amostras foram caracterizadas estruturalmente por difração de raiosx (DRX) com análise de Rietveld, microestruturalmente por microscopia eletrônica de varredura (MEV) e por estudo de dispersão de energia de raios-x (EDX). Foram estudadas também as propriedades supercondutoras por medidas de susceptibilidade ac, magnetização dc e de resistividade elétrica. A análise de DRX indica que todas as amostras apresentam estrutura tetragonal...

Efeito da dopagem de sulfetos de metais 3d nas propriedades supercondutoras de Bi-2212

Lima, Cléssio Leão Silva
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.59252%
Desde a descoberta dos supercondutores de alta temperatura crítica Tc (HTSC), o estudo substitucional em um sítio tem provado ser útil no entendimento dos aspectos básicos destes sistemas. Aproximadamente todos os HTSC descobertos até agora são cupratos. Assim, o átomo de cobre é de suma importância quando a supercondutividade é suposta residir primeiramente nos planos CuO2. Para substituições no sítio do Cu em cupratos supercondutores de alta Tc, os metais 3d têm sua própria importância devido ao tamanho similar da estrutura orbital externa e ao raio iônico semelhante ao do Cu. Neste contexto é que entra o sistema BiSrCaCuO. Por apresentar apenas um tipo de sítio de Cu este sistema é um dos melhores candidatos capazes de elucidar o mecanismo da supercondutividade. Este trabalho tem como objetivo estudar o efeito da dopagem de NiS e CuS em sistemas do tipo Bi-2212, com composição nominal dada por Bi2.1Sr2.1Ca0.8[(CuO)1-x(MS)x]2O8+δ, onde M = Ni ou Cu. As amostras foram sintetizadas por reação sólida, e caracterizadas estrutural e magneticamente por difração de raios-x, microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia de raios-x por dispersão de energia (EDX), e por medidas de magnetização. As medidas de difração de raios-x mostraram que tanto para as amostras dopadas com CuS quanto para NiS há estabilização da fase Bi-2212 sem a presença de nenhuma fase secundária. As medidas de magnetização ac e dc comprovaram que as amostras dopadas com CuS e NiS exibem comportamento supercondutor abaixo de Tc. Porém as dopagens tiveram efeitos diferentes nesses sistemas. Todas as amostras dopadas com CuS apresentaram Tc maior que as amostras de Bi- 2212 não dopadas. As análises por EDX mostraram que há uma substituição parcial de oxigênio por enxofre na rede Bi-2212 e as imagens obtidas por MEV revelam que a microestrutura das amostras é constituída de por CuS não reagido e pela fase Bi-2212 dopada. Há um aumento da fase Bi-2212 com o acréscimo da dopagem de CuS. Isto nos leva a concluir que o aumento de Tc nessas amostras deve ser causado por modificações na estequiometria de oxigênio com uma conseqüente melhora na concentração de buracos. Contrario ao que foi observado no sistema dopado com CuS...

Estudo da influência de inomogeneidades nas propriedades de materiais supercondutores; Studies of inhomogeneity effects on properties of superconducting materials

Luis Augusto Gomes Baring
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.808562%
No presente trabalho, estudamos as propriedades físicas de amostras de bismuto, material que, quando na forma romboédrica, não é supercondutor, mas que pode apresentar supercondutividade quando na forma de filmes ou quando se apresenta em outra estrutura (cúbica, por exemplo), obtida sob pressão, ou, ainda, em sua forma amorfa. Observamos supercondutividade em um pó virgem de bismuto e em amostras preparadas a partir desse pó, mediante tratamento térmico. Dada a pequena fração volumétrica a que corresponde a fase supercondutora acreditamos que a supercondutividade ocorra em uma fração das amostras possivelmente relacionada à sua superfície. Mais interessante é que a supercondutividade é fortemente dependente das condições de tratamento térmico (as amostras preparadas a partir do pó de bismuto virgem podem apresentar supercondutividade ou não). Também realizamos medidas de magnetotransporte em uma amostra monocristalina de bismuto, confirmando certas observações já a feitas anteriormente, como a ocorrência de uma transição metal-isolante induzida por campo magnético; In this work we study the physical properties of bismuth samples. Crystalline bulk bismuth, in the rhombohedral phase, is not superconducting...

Magnetismo e supercondutividade em novos compostos intermetálicos à base de FeAs; Magnetism and superconductivity in new FeAs based intermetallic compounds

Thales Macedo Garitezi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.717964%
Os supercondutores à base de ferro e arsênico foram descobertos em 2008, primeiramente na forma de um óxido LaFeAsO1-xFx com uma temperatura crítica de 26 K, e poucos meses depois na forma do intermetálico livre de oxigênio Ba1-xKxFe2As2 com Tc = 41 K. Desde então, esses materiais despertaram grande interesse da comunidade cientíca em busca do entendimento da natureza microscópica e da origem da supercondutividade nesses compostos, e sua possível relação com a supercondutividade dos cupratos e dos férmions pesados, onde acreditase que mecanismo de pareamento seja através de flutuações magnéticas. Muitos acreditam que essa nova família de materiais se constituirá na segunda classe de supercondutores de alta temperatura crítica descoberta desde dos cupratos há 30 anos atrás. Por supostamente compartilharem o mesmo mecanismo de supercondutividade dos cupratos, há grande perspectiva de descoberta de compostos a base de Fe-As com altas Tc (apresentam no momento Tcs tão altas quanto 55 K). Além do mais, muitos compostos desta família estudados até então podem apresentar altas correntes críticas comparáveis com supercondutores convencionais utilizados em magnetos comerciais, o que revela o potencial desses materiais para aplicação em fios de transmissão supercondutores e magnetos de alto campo...

Supercondutividade não adiabática em fuleretos alcalinos e correções de vértices

Schuh, Saulo Saraiva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.59252%
Recentemente, tem sido questionada a validade do teorema de Migdal nos fuieretos dopados supercondutores. Motivados por esse problema, realizamos nesta dissertação uma revisão das propriedades físicas destes novos e notáveis materiais: os fulerenos e outros representantes desta família de compostos orgânicos que possuem estrutura geométrica de gaiola fechada. Em primeiro lugar abordamos, ainda que de maneira sucinta, alguns fundamentos da teoria microscópica BCS (Bardeen, Cooper e Schrieffer, 1961) da supercondutividade, tais como o problema da instabilidade do líquido de Fermi, a formação de pares de Cooper, o método da transformação canônica para demonstrar o aparecimento da interação efetiva atrativa entre os elétrons do par, as equações de Gor'kov demonstrando o surgimento do gap supercondutor, e a expressão BCS da temperatura crítica no limite de acoplamento fraco. Após, revisamos o trabalho realizado por Grimaldi, Cappelluti e Pietronero (1995), sobre a supercondutividade não adiabática nos fuieretos dopados, no qual são feitas correções de vértice para a interação elétron-fônon, usando o método perturbativo. Naquele trabalho eles utilizam um modelo de fônons de Einstein com uma única freqüência para caracterizar a função espectral de Eliashberg...

Laboratório de supercondutividade e magnetismo: um enfoque epistemológico

Massoni, Neusa Teresinha; Instituto de Física – UFRGS
Fonte: Imprensa Universitária - UFSC Publicador: Imprensa Universitária - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.40734%
The  objective of  this  paper  is  to  tell  a  personal  experience  lived in a Superconductivity  and  Magnetism  Research  Laboratory,  in  a  Public Federal University. Relevant aspects of everyday activities in a modern Physics   research   laboratory   are   described,   personal   views  of   the  researchers  regarding  their  work  are  identified,  and  some  thoughts attempting  to  relate  these  findings  and  contemporary  epistemological  views   are   presented.   This   description    together   with    a    brief   epistemological analysis might contribute to current discussions on the nature of Science and its implications for Physics teaching.; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2009v26n2p237Este trabalho tem o objetivo de relatar uma experiência pessoal vivida num Laboratório de Supercondutividade e Magnetismo, em uma universidade pública federal. Fazemos uma descrição de aspectos relevantes do cotidiano de um moderno laboratório de Física...