Página 1 dos resultados de 328 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Caracterização de mecanismos de resistência as quinolonas e sulfametoxazol/trimetoprima de isolados clínicos de Stenotrophomonas maltophilia; Characterization of mechanisms of resistance to quinolones and sulfamethoxazole/trimethoprim in clinical isolates of Stenotrophomonas maltophilia

Páez, Jorge Isaac García
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
377.8607%
Stenotrophomonas maltophilia é um bacilo Gram-negativo, não fermentador, considerado um microorganismo pouco virulento, relacionado principalmente a infecções associadas à assistência a saúde. A S. maltophilia apresenta um padrão de resistência intrínseca à maioria das classes de antibióticos. A droga de escolha para o tratamento das infecções por S. maltophilia é a sulfametoxazol/ trimetoprima (SMX/TMP). Entretanto, estudos atuais relatam o aumento da resistência a esse antibiótico, o que limita assim as opções para terapia efetiva. Outras opções de tratamento são o levofloxacino e a tigeciclina, porém, faltam estudos clínicos e in vitro dessas drogas. A proposta deste estudo foi avaliar os possíveis mecanismos de resistência a SMX/TMP e as quinolonas em isolados clínicos de pacientes internados no Instituto Central do Hospital das Clínicas e do Hospital A.C. Camargo. Foram avaliadas 106 amostras de S. maltophilia isoladas de pacientes adultos com infecção relacionada à assistência a saúde, internados no Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP e no Hospital de Câncer A.C Camargo durante o período de dezembro de 2008 a dezembro de 2010. A sensibilidade à SMX/TMP foi de 78,3%, para levofloxacino de 82% e 14...

Estudo da degradação do antibiótico sulfametoxazol em solução aquosa por fotólise.; Study of the degradation of antibiotic sulfamethoxazole in aqueous solution by photolysis.

Bastos, Renata Viviane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
263.26182%
A presença de produtos farmacêuticos no meio ambiente é uma questão emergente, devido à crescente resistência bacteriana. As tecnologias utilizadas em instalações de tratamento de água não são eficientes para remover todos os resíduos farmacêuticos e os efeitos dessas substâncias não são bem conhecidos. No presente trabalho, estudou-se a degradação do antibiótico sulfametoxazol (SMX) por fotólise. O SMX é uma sulfonamida, um dos grupos de antibióticos mais utilizados. A fotodegradação de SMX em solução aquosa foi realizada por radiação UVC, sendo o composto transformado por meio de absorção de fótons de comprimento de onda igual a 254 nm. Os experimentos foram conduzidos em um reator fotoquímico anular tubular feito de vidro Pirex (volume irradiado de 3,9 L). A irradiação foi feita por uma lâmpada de mercúrio de baixa pressão de 36 W posicionada ao longo do eixo do reator. Utilizaram-se 5,5 L de solução aquosa do antibiótico (10-50 mg/L). Os efeitos das concentrações iniciais de SMX e do pH (5, 7 ou 9) foram estudados a partir de um projeto experimental Doehlert. Os resultados indicaram remoções de SMX superiores a 99% em até 30 minutos de exposição à radiação UVC. A análise estatística dos resultados em termos do tempo necessário para redução de 50% da concentração inicial de SMX e da taxa inicial de degradação confirmou que para maior quantidade inicial do antibiótico é possível observar que o pH interfere na resposta...

Estudo da degradação do trimetoprim e do sulfametoxazol utilizando peróxido de hidrogênio (H2O2) eletrogerado por eletrodos de difusão gasosa (EDG); Study of degradation of trimethoprim and sulfamethoxazole using hydrogen peroxide (H2O2) eletrogenerated by gas diffusion electrodes

Silva, Fernando Lindo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
381.62816%
Atualmente a classe dos antibióticos se destaca pelo grande consumo e também pelo risco à saúde quando administrado de forma equivocada, esse aumento deve-se ao destaque cada vez maior da indústria de produtos farmacêuticos. Outra questão a ser levantada é a contaminação do meio ambiente por essa classe substâncias, pois após o uso pelo ser humano ocorre a eliminação natural de parte da concentração administrada, assim sendo liberadas nos esgotos e, posteriormente, contaminando os corpos d'água, a fauna e flora local. Assim, foi proposto um métodos diferente para a degradação desses compostos, utilizando a eletrodos de difusão gasosa (EDG) capazes de gerar peróxido de hidrogênio in situ e em meio ácido, precursores dos radicais hidroxila, responsáveis pela degradação. Foram estudados EDG's não catalisados e catalisados, com diferentes porcentagens de ftalocianina de ferro II, com relação à quantidade de peróxido produzido, melhor potencial de produção e cinética do processo. Os resultados revelaram que a incorporação de 0,5% de Ft-Fe no eletrodo apresentou os melhores resultados. Esse eletrodo foi escolhido então para realizar as degradações dos antibióticos sulfametoxazol e trimetoprim. Na célula eletroquímica utilizou-se o processo Fenton...

Comparação entre diferentes processos de degradação do antibiótico sulfametoxazol; Comparison between different processes for degradation of antibiotic sulfamethoxazole

Hussain, Sajjad
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
372.2992%
A ocorrência de produtos farmacêuticos e de cuidados pessoais no meio ambiente tem levado a preocupações sobre seu impacto ambiental e à saúde pública. O sulfametoxazol (SMX) é um fármaco que tem sido encontrado amplamente no ambiente. Neste estudo foi verificada a eficácia de vários processos, a saber eletroquímico, eletroquímico foto assistido, fotoquímico, Fenton e foto-Fenton, para a degradação de SMX em solução aquosa. A degradação eletroquímica e eletroquímica foto assistida foram realizadas em uma célula de fluxo do tipo filtro-prensa, usando um ânodo dimensionalmente estável comercial com composição nominal Ti/Ru0,3Ti0,7O2. Durante ambos os processos, efeitos de diferentes parâmetros foram analisados, como a natureza do eletrólito, a concentração de eletrólito suporte (NaCl) e a densidade de corrente aplicada. Os experimentos fotoquímicos, Fenton e foto-Fenton foram realizados em um reator de vidro cilíndrico de compartimento único. O efeito das concentrações inicias de Fe2+ e de H2O2 foram estudados para os processos Fenton e foto-Fenton. Similarmente, o efeito do pH inicial, a concentração inicial do SMX e a temperatura foram investigados para todos os processos. A variação da concentração de SMX foi determinada por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e a quantidade de matéria orgânica foi monitorada por análise de carbono orgânico total (COT). Os resultados obtidos indicaram que o SMX foi completamente degradado...

Utilização de células dendríticas pulsadas com peptídeo 10 (P10) de Paracoccidioides brasiliensis no controle da paracoccidiodomicose experimental. Reversão do estado anérgico, associação com antifúngicos e controle de infecção aguda; Use of dendritic cells pulsed with peptide 10 (P10) Paracoccidioidesbrasiliensis to control experimental paracoccidioidomycosis. Reversal of the anergic state, association with antifungal and control acute infection

Silva, Leandro Buffoni Roque da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
272.29924%
A paracoccidioidomicose (PCM) é uma micose sistêmica e endêmica na América Latina com maior prevalência no Brasil, Colômbia e Venezuela. A doença é causada pelos fungos P. brasiliensis e P. lutzii. As células dendríticas são eficientes apresentadoras de antígenos e quando utilizadas como adjuvante podem ser de 100 a 1000 vezes mais efetiva nesta função. O peptídeo P10 corresponde a um trecho específico de 15 aminoácidos derivado da gp43, principal antígeno diagnóstico, e é reconhecido pelos linfócitos T CD4+ capaz de induzir resposta preferencialmentedo tipo Th1 e conferindo proteção no modelo experimental. Células indiferenciadas foram obtidas a partir de medula óssea de camundongos machos BALB/c B10.A, cultivadas na presença de GM-CSF e IL-4 por 9 dias, para a diferenciação de células dendríticas (DC). As células foram incubadas na presença do P10 por 2 horas, em estufa com 5% de CO2 a 37°C, e foram utilizadas nas imunizações. A maturação das células foi observada por citometria de fluxo com os marcadores CD11c, MHC-II, CD80 e CD86. Camundongos da linhagem BALB/c e B10.A foram submetidos à imunossupressão com dexametasona, por 20 dias, seguido pela infecção intratraqueal com o isolado Pb18. Após 30 dias...

Biodegradação de sulfametoxazol e ciprofloxacino em reator anaeróbio horizontal de leito fixo; Sulfamethoxazole and ciprofloxacin biodegradation in a horizontal anaerobic immobilized sludge reactor

Chatila, Sami
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
384.3491%
O presente trabalho aborda a biodegradação de sulfametoxazol e ciprofloxacino em 2 reatores anaeróbios horizontais de leito fixo (RAHLF). Os reatores foram operados e mantidos em regime permanente com um tempo de detenção hidráulica de 16 a 17 horas com uma água residuária sintética que simula o esgoto sanitário na temperatura de 25°C. Foi avaliado o estado dos reatores como ponto de referência para os próximos passos. A contaminação com sulfametoxazol e ciprofloxacino iniciou-se, então, e o comportamento dos reatores foi avaliado. As concentrações dos antimicrobianos foram analisadas por extração em fase sólida acoplada com espectrometria de massa. Ambos antimicrobianos foram degradados pelos reatores até níveis abaixo do limite de quantificação dos métodos de análise. Utilizando os dados de DQO e as análises dos antimicrobianos, junto com dados cinéticos obtidos, foi determinado que o RAHLF tem resistência a estes compostos e concentrações até uma ordem de magnitude acima das encontradas em condições reais. A degradação do sulfametoxazol foi muito eficiente e é previsto que um RAHLF típico em operação consegue degradar mais que 99% do sulfametoxazol. A degradação do ciprofloxacino foi menos eficiente...

Desenvolvimento de métodos de análise por CLAE-UV para os antimicrobianos tetraciclina sulfametoxazol e trimetoprima utilizando materiais à base de sílica e poliméricos como sistemas de pré-concentração

Pedroso, Rosana Cristina Ribeiro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
272.29924%
Este trabalho apresenta um estudo sobre o desenvolvimento de métodos de análise de alguns antimicrobianos em meio aquoso, utilizando novos materiais à base de sílica e poliméricos como sistemas de pré-concentração/extração em nível de traços. A determinação quantitativa da eficiência de extração e concentração destes materiais, frente aos compostos em estudo, foi realizada através de cromatografia líquida com detector espectrofotométrico na região do ultravioleta (CLAE-UV). Os métodos cromatográficos utilizados são farmacopêicos e por estarem fora do seu escopo de análise de compostos majoritários e de matriz, eles foram re-validados. A capacidade de retenção das fases sólidas foi avaliada frente aos antimicrobianos Tetraciclina (TC), Sulfametoxazol (SMX) e Trimetoprima (TM) empregando a extração em fase sólida (EFS) off line e a quantificação foi conduzida através de dois métodos cromatográficos, um para TC e outro para SMX e TM. Os resultados, expressos em recuperação, ficaram restritos aos sólidos à base de sílica, pois não foi possível concluir este estudo nos polímeros devido às dificuldades de síntese dos mesmos. O melhor percentual de recuperação para TC (70%) foi quando utilizou como eluente o solvente de diluição (Tabela VIII) na sílica 200ºC e metanol:água (50:50) para SMX (40%) e TM (90%) na sílica comercial (C18 da Waters). Alguns parâmetros de desempenho dos melhores resultados foram avaliados nas amostras padrão e nas amostras reais. Os dados foram tratados estatisticamente obtendo-se curvas analíticas com baixa dispersão no conjunto de pontos experimentais e menor incerteza dos coeficientes de regressão...

Desenvolvimento de métodos de análise por clae-uv para os antimicrobianos tetraciclina, sulfametoxazol e trimetoprima utilizando materiais à base de sílica como sistemas de pré-concentração; Development of analytical methods for hplc-uv to the antimicrobians tetracycline, sulfamethoxazole and trimethoprim using zirconocene-based silica as pre-concentration/ extraction systems

Pedroso, Rosana Cristina Ribeiro; Peralba, Maria do Carmo Ruaro; Santos, Joao Henrique Zimnoch dos; Pizzolato, Tania Mara; Froehlich, Pedro Eduardo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
263.26182%
This paper evaluates the adsorption capacity of zirconocene-based silica materials in the preconcentration of antimicrobians (tetracycline, sulfamethoxazole and trimethoprim) in aqueous medium. These materials were prepared by grafting the zirconocene onto silicas pre-treated at different temperatures. The retention capacity of these materials was evaluated by off line SPE and HPLC-UV and the proposed methodology was validated in ultrapure, tap and river water. The recovery for tetracycline was 72% (in the solid phase A) and, for sulfamethoxazole and trimethoprim was 68 and 95% in the commercial C18, respectively. The target antimicrobians were not detected in the Arroio Diluvio (Porto Alegre . RS).

Avaliação da remoção de sulfametoxazol, diclofenaco e 17β-estradiol em água por meio de processo oxidativo com cloro

Souza, Brígida Prieto de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 95 f. :
POR
Relevância na Pesquisa
272.29924%
Pós-graduação em Engenharia Civil - FEIS; This study aimed to evaluate removing of sulphamethoxazole, diclofenac and 17β-estradiol on distilled and natural waters by oxidation with chlorine. The results indicated that the initial concentrations of microcontaminants as the inicial time, had a significant differences in both waters of study. For the tests in distilled water, high values of removing were found. The natural water was treated by clarification followed by post-chlorination and the results revealed that the best removal efficiency occurred for diclofenac then 17β-estradiol and sulphamethoxazole. In accordance with the Decree 2914/11, which establishes values of pH, temperature and contact time basis on the residual chlorine, the corresponding time would be up to 10 minutes for post-chlorination, so the best values were on the order of 61% for the DCF, 36% to E2 and 33% for SMX in distilled water, in addition, for natural waters, these values were 34% for the DCF to 24% to E2 and 11% for SMX. The doses of chlorine were compared and in distilled water only the DCF had a significant differences in the removal efficiency with the increase of the applied dose (3.0 mg l -1 ), but in the SMX and E2 no significant differences were observed. It was observed the formation of the sub products of chlorination described by other researchers with these microcontaminants in natural water for SMX and E2 in concentrations from 20 to 90 μg.L-1. However was not found the formation of sub products to DCF...

Avaliação da remoção de sulfametoxazol, diclofenaco e 17β-estradiol em águas por adsorção em carvão ativado granular

Lima, Lisandra
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 78 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
272.29924%
Pós-graduação em Engenharia Civil - FEIS; This study aimed to evaluate removing of sulphamethoxazole, diclofenac and 17β- estradiol on distilled and natural waters by adsorption on two kinds of granular activated carbon (GAC) in a bench scale. Method used was Rapid Small Scale Column Test (RSSCT), which has chosen in order to reduce costs and time spent for adsorption tests. Therefore, we have tested the ability of bituminous coal (mineral) and another one made by skin of coconut palm (vegetal). Adsorption capacity was tested individually in distilled water for each microcontaminant and in natural water (low and high turbidity) previously fortified with a solution of microcontaminants associated. Natural waters were previously treated by clarification treatment and afterwards, it was applied a post treatment in GAC columns. Results obtained from distilled water tests has shown that better removal efficiency occurred firstly to diclofenac, secondly to sulphametoxazhole and thirdly to 17β-estradiol. Clarification treatment has been effective to removal of turbidity, as well as microcontaminants and GAC columns have had a better performance to removal of microcontaminants in low turbidity natural water. The best performance has observed to mineral CAG...

Avaliação da farmacocinética da combinação sulfametoxazol + trimetoprima em ratos como ferramenta preditiva de estudos de bioequivalência /biodisponibilidade relativa em seres humanos

Hoffmann, Fabiane Ines
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 80 p.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
372.2992%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Farmacologia, Florianópolis, 2011; Diferenças relacionadas às características fisico-químicas do fármaco, componentes da formulação e processos de fabricação podem gerar problemas na biodisponibilidade de medicamentos. Partindo deste princípio, e da necessidade de realização de testes mais específicos prévios a execução de estudos de biodisponibilidade relativa / bioequivalência farmacêutica em humanos foi desenvolvida uma ferramenta em modelo animal para predizer o comportamento farmacocinético de formulações desenvolvidas previamente a realização dos testes em humanos. Foram avaliados os perfis farmacocinéticos de formulações da associação sulfametoxazol + trimetoprima suspensão e comprimido administrados a ratos Wistar. Os resultados foram comparados com dados previamente obtidos em estudos de biodisponibilidade relativa/bioequivalência com indivíduos sadios. Observou-se que, no caso da suspensão, os resultados se apresentaram mais consistentes e foi possível correlacionar o perfil dos fármacos em ratos e humanos. Nos comprimidos também houve relação entre os valores...

Determinação coulométrica de sulfametoxazol em medicamentos

FARIAS, Márcia Michele Fialho
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 51 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
384.3491%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Curso de Química.; O sulfametoxazol contido em medicamentos foi eletroanaliticamente quantificado utilizando duas técnicas coulométricas: as titulações coulométricas com corrente constante – utilização de indicadores químicos e detector amperométrico para determinação do ponto final – e a coulometria com potencial controlado. Para determinação do sulfametoxazol foi utilizado eletrodo de platina como eletrodo de trabalho em KBr 0,5 M; KNO3 1,0 M e HOAc 1,0 M e 3 gotas de fluoresceína ou alaranjado de metila, sendo estes, utilizados como indicadores colorimétricos na determinação do ponto final da titulação coulométrica com corrente constante. Na coulometria com potencial controlado foi utilizado eletrodo de grafite como eletrodo de trabalho e solução tampão fosfato 0,05 mol.L-1/ etanol numa proporção 50/50 v/v em pH 6,0. Os resultados obtidos em ambas as técnicas foram satisfatórios em relação à exatidão – com exceção da utilização do indicador alaranjado de metila que apresentou um erro de até 10,5%. A coulometria com potencial controlado demonstrou ser também uma técnica com boa precisão...

Síntese, caracterização e atividade catalítica de nanopartículas de óxidos de ferro para a ozonização de sulfametoxazol

Nogueira, Maria Rita Chaves
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 135 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
384.3491%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Florianópolis, 2014.; Nanopartículas de ferro têm demonstrado bom desempenho como catalisadores e são amplamente utilizadas em diferentes reações químicas, inclusive para degradação de fármacos. É reportado na literatura que oozônio é uma alternativa eficaz para o tratamento de poluentes emergentes, devido ao seu poder oxidante. No entanto, reduzidas taxas de mineralização constituem um verdadeiro empecilho para a popularização deste sistema, sendo a utilização de processos catalíticos capaz de promover um aumento na eficiência do processo de ozonização quanto à remoção de carga orgânica. O objetivo deste trabalho é a síntese, caracterização e aplicação de catalisadores de óxidos de ferro (goetita a-FeOOH e hematita Fe2O3) na ozonização catalítica de sulfametoxazol. Foram preparados catalisadores de óxido de ferro (H300, H400, H600 e H800) que se diferenciam a partir da temperatura aplicada no tratamento térmico da goetita, proveniente da drenagem ácida de mina (DAM) da Carbonífera Criciúma/SC. Testes de atividade catalítica a 25ºC e pH 5.5, mostraram que o catalisador H600 resultou na maior mineralização do sulfametoxazol (71%)...

Desenvolvimento e validação interlaboratorial de metodologia por eletroforese capilar para análise da associação de sulfametoxazol e trimetoprima

Bergamo, Ana Cláudia
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
263.26182%
O Sulfametoxazol (SMX) é um antibiótico de amplo espectro, pertencente à classe das sulfonamidas. Ele inibe competitivamente a enzima bacteriana diidropteroato-sintetase, enquanto a trimetoprima (TMP) é uma inibidora da diidrofolato-redutase. Ambas as drogas bloqueiam o metabolismo do ácido fólico produzindo uma atividade sinérgica antibacteriana. A associação é utilizada no tratamento de infecções bacterianas urinárias, das vias aéreas e de infecções oportunistas em portadores do vírus da imunodeficiência humana causadas por Pneumocystis jiroveci. O objetivo deste trabalho foi desenvolver e validar uma metodologia analítica para a avaliação da associação de SMX e TMP em comprimidos por eletroforese capilar de zona (CZE). Desenvolveu-se e validou-se o método utilizando capilar de sílica de 56 cm de comprimento efetivo e diâmetro de 75 µm, mantido à temperatura de 25 ºC com detecção por arranjo de diodos no comprimento de onda de 221 nm. Utilizou-se como eletrólito de corrida uma solução contendo tampão fosfato 15 mM, pH 6,2 e a diferença de potencial aplicada foi de 25 kV. O tempo de introdução da amostra foi de 15 segundos utilizando-se pressão de 45 mbar. O tempo de corrida foi de 10 minutos...

Glaucoma bilateral por fechamento angular induzido por sulfametoxazol-trimetoprima: relato de caso

Spadoni,Viviane Souto; Pizzol,Melissa Manfroi Dal; Muniz,Carlos Henrique Gervini; Melamed,Jacobo; Fortes Filho,João Borges
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
372.2992%
Sulfametoxazol e trimetoprima (cotrimoxazol) é uma combinação de drogas amplamente usada no tratamento e profilaxia de inúmeras infecções sistêmicas. Esta droga e outras derivadas da sulfa podem causar uma síndrome ocular rara caracterizada por efusão coroidal supracililar com miopização transitória e glaucoma por fechamento angular. A maioria dos autores atribui o glaucoma ao edema do corpo ciliar que leva ao deslocamento anterior do diafragma irido-cristaliniano causando fechamento do ângulo camerular. Este trabalho descreve um caso raro no qual a síndrome ocorreu após o uso desta combinação de drogas e evoluiu para um desfecho desfavorável. Paciente de 49 anos, sexo masculino, branco com diagnóstico de síndrome da imunodeficiência adquirida iniciou tratamento profilático para Pneumocystis carinii com cotrimoxazol. Quatro dias após, apresentou quadro de dor ocular, hiperemia e quemose conjuntival, glaucoma agudo por fechamento angular com pressões intra-oculares maiores que 50 mmHg e efusão coroidal 360º, com os achados presentes nos dois olhos. Nesse mesmo dia, a medicação foi suspensa com diminuição da pressão intra-ocular após quatro dias. O paciente evoluiu com catarata total e phthisis bulbi bilateral nos dois meses subseqüentes. Os casos já descritos mencionam a melhora clínica completa do quadro ocular após a suspensão da medicação. Este seria o primeiro caso na literatura no qual a evolução foi desfavorável apesar do diagnóstico e da suspensão precoce da medicação causadora.

Tratamento da febre tifóide pela as sociação de sulfametoxazol e trimetroprim

Levi,Guido Carlos; Amato Neto,Vicente
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1970 PT
Relevância na Pesquisa
263.26182%
Usando associação de sulfametoxazol e trimetoprim, trataram os autores sete pacientes com febre tifóide. Os resultados obtidos foram considerados muito satisfatórios e comparáveis com os proporcionados pelo emprego do cloranfenicol. Julgaram os autores conveniente e oportuno realizar novas investigações sôbre o assunto, especialmente com a finalidade de estabelecer as posologias mais apropriadas.

Emprego da associação sulfametoxazol + trimetoprim no tratamento da paracoccidioidose (blastomicose Sul-Americana)

Pedrosa,P. N.; Wanke,B.; Coura,J. R.
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1974 PT
Relevância na Pesquisa
263.26182%
Acentuando a necessidade da continuação das pesquisas terapêuticas em pacientes com paracoccidioidose (blastomicose sul-americana), os autores apresentam 23 pacientes submetidos a diferentes esquemas terapêuticos, sendo 14 virgens de tratamento e 9 com uso prévio de uma ou mais drogas. A associação sulfametoxazol + trimetoprim ( SMZ + TMP) foi empregada em 5 pacientes virgens de tratamento e 9 sulfa-resistentes. Outros sete foram submetidos ao esquema clássico com sulfadoxina. Os pacientes que não responderam aos dois esquemas anteriores, com exceção de dois casos inicialmente graves, receberam anfotericina B. A avaliação clínica, radiológica, micológica e sorológica a longo prazo não demonstrou vantagens no emprego de SMZ + TMP em substituição aos sulfamídicos, nos pacientes virgens de tratamento. Entretanto, a associação SMZ + TMP parece ser uma opção válida nos casos sulfa-resistentes, onde teria primazia, considerando-se a toxicidade e necessidade de controle em regime hospitalar da anfotericina B. Ressaltam ainda a boa tolerância clínica e laboratorial da associação SMZ + TMP em cursos terapêuticos prolongados de até 2 anos, quando empregadas em baixas doses de manutenção.

Resistencia antimicrobiana en la infección urinaria por Escherichia coli adquirida en la comunidad: ¿Cuál antibiótico voy a usar?

Guajardo-Lara,Claudia Elena; González-Martínez,Pedro Mario; Ayala-Gaytán,Juan Jacobo
Fonte: Instituto Nacional de Salud Pública Publicador: Instituto Nacional de Salud Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 ES
Relevância na Pesquisa
272.29924%
OBJETIVO: Determinar la resistencia del uropatógeno comunitario más frecuente, Escherichia coli, a diversos antimicrobianos y deducir opciones de manejo empírico. MATERIAL Y MÉTODOS: Del 14 de julio de 2005 al 13 julio de 2006 se estudiaron cepas de Escherichia coli aisladas de urocultivos de pacientes que asistieron a la consulta externa de la Clínica Nova y del Hospital San José, en Monterrey, Nuevo León, México. Se identificó la bacteria y se determinó susceptibilidad a antibióticos mediante método automatizado. Se compararon los resultados entre las dos instituciones y la frecuencia de resistencia a antimicrobianos entre mujeres de entre 15 a 50 años de edad y > 50. RESULTADOS: Se analizaron 652 urocultivos: 303 (46.5%) de Clínica Nova y 349 (53.5%) del Hospital San José. Las cepas aisladas fueron resistentes a ampicilina, en 67.2%; a trimetoprim-sulfametoxazol, en 59.2%; a cefazolina, en 35.6%, y a ciprofloxacino, en 24.7%. CONCLUSIONES: La resistencia a trimetoprim-sulfametoxazol y ciprofloxacino, considerados de elección en el manejo empírico de las infecciones de vías urinarias adquiridas en la comunidad, es alta. Las opciones de manejo son pocas.

Síndrome de hipersensibilidad por uso de Trimetoprim/sulfametoxazol: Reporte de un caso

TICSE AGUIRRE,Ray; HUAYANAY FALCONI,Leandro; MALAGA RODRIGUEZ,Germán; FERRUFINO LLACH,Juan Carlos; RAMOS AGUILAR,Cesar
Fonte: Revista Medica Herediana Publicador: Revista Medica Herediana
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 ES
Relevância na Pesquisa
272.29924%
Paciente varón de 27 años que fue admitido por el servicio de emergencia del Hospital Nacional Cayetano Heredia con un tiempo de enfermedad de tres semanas, que inició con rash dérmico pruriginoso en tronco, luego en extremidades. Luego de una semana presentó disnea y tos no productiva. Una semana antes del ingreso presentó descamación de piel, disnea al reposo, y edema en miembros inferiores. Como antecedente dos meses antes se le diagnosticó Linfoma no Hodgkin Células B y neumonitis por Pneumocystis jiroveci por lo que recibió trimetoprim/sulfametoxazol. Los examenes de laboratorio mostraron leucocitosis con eosinofilia, compromiso hepático con patrón colestásico e hipoxemia. La radiografía de tórax mostró neumonitis intersticial. La biopsia de piel mostró reacción alérgica a medicamentos. La erupción cutánea, el compromiso hematológico y sistémico definieron el diagnóstico de síndrome de hipersensiblidad a trimetoprim/sulfametoxazol. Se suspendió éste fármaco e inició tratamiento con corticoides. Se discute el caso y se revisa la literatura. (Rev Med Hered 2006;17:109-114).

Resistencia antimicrobiana en la infección urinaria por Escherichia coli adquirida en la comunidad: ¿Cuál antibiótico voy a usar?

Guajardo-Lara,Claudia Elena; González-Martínez,Pedro Mario; Ayala-Gaytán,Juan Jacobo
Fonte: Instituto Nacional de Salud Pública Publicador: Instituto Nacional de Salud Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 ES
Relevância na Pesquisa
272.29924%
OBJETIVO: Determinar la resistencia del uropatógeno comunitario más frecuente, Escherichia coli, a diversos antimicrobianos y deducir opciones de manejo empírico. MATERIAL Y MÉTODOS: Del 14 de julio de 2005 al 13 julio de 2006 se estudiaron cepas de Escherichia coli aisladas de urocultivos de pacientes que asistieron a la consulta externa de la Clínica Nova y del Hospital San José, en Monterrey, Nuevo León, México. Se identificó la bacteria y se determinó susceptibilidad a antibióticos mediante método automatizado. Se compararon los resultados entre las dos instituciones y la frecuencia de resistencia a antimicrobianos entre mujeres de entre 15 a 50 años de edad y > 50. RESULTADOS: Se analizaron 652 urocultivos: 303 (46.5%) de Clínica Nova y 349 (53.5%) del Hospital San José. Las cepas aisladas fueron resistentes a ampicilina, en 67.2%; a trimetoprim-sulfametoxazol, en 59.2%; a cefazolina, en 35.6%, y a ciprofloxacino, en 24.7%. CONCLUSIONES: La resistencia a trimetoprim-sulfametoxazol y ciprofloxacino, considerados de elección en el manejo empírico de las infecciones de vías urinarias adquiridas en la comunidad, es alta. Las opciones de manejo son pocas.