Página 1 dos resultados de 6 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Preparação e caracterização de mulita coloidal (3Al2O32SiO2) obtida pelo processo sol-gel; Not available

Lima, Mauricio Simões de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/10/1994 PT
Relevância na Pesquisa
328.88812%
Neste trabalho, géis com composição de mulita estequiométrica (3Al2O3.2SiO2) contendo em peso 74% de Al2O3 e 26% de SiO2 foram preparados pelo processo sol- gel, a partir de uma dispersão coloidal de boemita (AlOOH) e uma solução de tetraetoxissilano [Si(OC2H5)4], variando as condições de pH e submetendo os produtos a vários tratamentos térmicos. O tamanho das partículas das dispersões coloidais de boemita foi determinado por espectroscopia de correlação de fótons e este e ∼ 70 nm. As fases cristalográficcas dos géis foram identificadas por difratometria de raio-X do pó, mostrando basicamente a presença de boemita e sílica amorfa a 60°C; sílica amorfa e alumina spinel a 500°C; sílica amorfa, uma fase spinel e as fases δ ,θ - alumina a 980°C; somente a fase mulita em 1250 e 1400°C para os géis preparados em pH 2.5 e as fases mulita e α - alumina nas mesmas temperaturas nos outros pH. A presença de mulita como fase única nos géis preparados em pH 2.5 leva a interpretação de maior homogeneidade neste valor de pH no processo de mistura dos precursore. Os resultados de análise de energia dispersiva de raio-X (EDX) e as analises térmicas diferencial (ATD) corroboram esta interpretação. A textura dos géis foi determinada por porosimetria gasosa de nitrogênio e mercúrio. Os materiais preparados em pH:s 1.5 e tratados a 60°C apresentam isotermas do tipo I e histereses do tipo H4 típicas de microporos (diâmetro < 2...

Zeólitas sintetizadas com fontes alternativas de silício e alumínio: aplicação em fotocatálise

Petkowicz, Diego Ivan
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
224.3001%
No presente estudo, casca de arroz submetida à calcinação e lixívia ácida, crisotila na forma natural e após lixívia ácida, uma sílica oriunda de rejeito e papel alumínio foram utilizados com fontes de silício e alumínio na síntese da zeólita A. Para fins comparativos, sílica pirogênica comercial também foi empregada como fonte de silício. As matérias-primas, bem como os produtos obtidos, foram caracterizados por um conjunto de técnicas espectroscópicas, térmicas, eletroquímicas, volumétricas e microscópicas, a saber: Difratometria de raios-X (XRD), espectroscopia fotoeletrônica de Raios-X (XPS), espectroscopia molecular de absorção no infravermelho com Transformada de Fourier (FTIR), espectroscopia de reflectância difusa no infravermelho com Transformada de Fourier (DRIFTS), adsorção de nitrogênio, análise termogravimétrica (TGA), espectroscopia de reflectância difusa no ultravioleta-visível (DRS), microscopia de força atômica (AFM), microscopia eletrônica de varredura (SEM), microscopia eletrônica de varredura com espectroscopia de emissão de Raios-X por dispersão de energia (SEM-EDX) e voltametria cíclica diferencial (DPV). Os parâmetros de síntese avaliados foram: (i) natureza da fonte de silício e alumínio; (ii) tempo de cristalização; (iii) razões molares Si/Al no gel de síntese e (iv) influência da agitação na cristalização. Excetuando a crisotila natural...

Estudo do processo SOL-GEL para a obtenção de xerogéis e aerogéis monolíticos

Donatti, Dario Antonio
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Outros Formato: ix, 107 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
306.10477%
O presente trabalho descreve uma pequena parte da história do Processo Sol-Gel e sua implantação em nosso Departamento. É dedicado ao estudo do processo para a preparação de Xerogéis e Aerogéis monolíticos de Sílica, puros e dopados. O processo compreende a hidrólise ácida do Tetraethoxisilano estimulada por ultra-som e subseqüente policondensação, envelhecimento e secagem em condições normais (Xerogéis) e via extração hipercrítica do CO2, (Aerogéis). Também descreve de maneira sucinta, a química do processo Sol-Gel dos alcooxisilanos e os possíveis produtos, sua nomenclatura, algumas vantagens e desvantagens. Apresenta um método original que permite identificar os parâmetros que influenciam as reações de hidrólise dos alcooxisilanos e determinar as melhores condições experimentais para a obtenção de amostras monolíticas. Descreve também a técnica de preparação de aerogéis via extração hipercrítica do CO2 e caracterizações óticas e térmicas de várias amostras obtidas em nosso laboratório. O processo Sol-Gel, não é um método adequado para a produção de grandes quantidades de produtos de uso comum. Também não substitui os processos industriais convencionais, mas torna-se particularmente interessante para a preparação de materiais vítreos impossíveis de serem preparados por técnicas convencionais de fusão...

Simulação computacional de um sistema de refrigeração de adsorção acionado por gases quentes de exaustão; Computational simulation of an adsorption refrigeration system driven by hot exhaust gases

Vicente Moreira Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
320.84027%
Foi elaborado um modelo com simulação computacional de um sistema de refrigeração por adsorção, acionado por rejeito de calor oriundo de processos industriais, no caso, especificamente, proveniente de um protótipo pré-comercial existente de um equipamento gerador de eletricidade por célula combustível a hidrogênio produzido via reforma de etanol. Inicialmente foi feita uma revisão bibliográfica sobre os mecanismos da adsorção, os modelos com suas variantes e aplicações, em seguida foi apresentada uma discussão sobre ciclos de refrigeração por adsorção e o balanço energético com base na primeira lei da termodinâmica. Com base nas referências bibliográficas, primeiro foi idealizado um equipamento um composto por dois reatores operando fora de fase, evaporador, condensador e válvulas para operação do sistema. Em seguida a este equipamento, foram agregados um recuperador de calor e acessórios na corrente de gases quentes e um reservatório de água gelada. Para todo o conjunto, foi elaborado um modelo matemático para simular numericamente a operação do equipamento, a qual é realizada por meio de rotinas computacionais elaboradas em Matlab®. O modelo em um primeiro momento foi validado com dados experimentais e numéricos obtidos na literatura para condições de operação que se aproximam da proposta do presente trabalho. Em seguida com o sistema completo...

Adaptação e otimização de protocolos para a extração de DNA e para marcadores moleculares em Araucaria angustifolia

Stefenon, Valdir Marcos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vii, 82 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
289.93436%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia.; O presente trabalho apresenta os resultados referentes à otimização de um protocolo para a extração de DNA a partir de acículas de plantas adultas de Araucaria angustifolia e critérios para o armazenamento e conservação do material vegetal, além da otimização e adaptação de protocolos para as técnicas RAPD e AFLP, bem como o teste de transferibilidade de iniciadores para marcadores microssatélites de Pinus sp para A. angustifolia. A capacidade informativa destes marcadores para análise da diversidade genética de A. angustifolia foi testada em uma população natural do Parque Ecológico Municipal de Lages/SC, a qual já havia sido estudada com marcadores isoenzimáticos e RFLP-PCR. Observou-se que o acondicionamento e armazenamento das acículas é um fator crucial para a qualidade do DNA extraído. A quantidade de DNA obtido nas extrações variou entre 66 a 400 mg por grama de tecido, com um valor médio de 147,3 mg para os materiais acondicionados em sílica gel. Materiais acondicionados em caixas térmicas com gelo resultaram em DNA com qualidade inferior, com uma média de 137,3 mg. Materiais armazenados por até três meses a -20°C resultaram em menor quantidade de DNA...

Armazenamento de sementes de ipê-branco: teor de água e temperatura do ambiente

Martins,Leila; Lago,Antonio Augusto do; Andrade,Antônio Carlos Silva de
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
289.93436%
O ipê-branco (Tabebuia roseo-alba) é espécie amplamente utilizada em reflorestamentos mistos destinados à recomposição de áreas degradadas e de preservação permanente, no paisagismo em geral e na construção civil. Suas sementes passam por forte variação na qualidade durante o armazenamento, possuindo período de viabilidade curto, o que representa dificuldades no estabelecimento de técnicas de cultivo e dispersão natural. O objetivo desta pesquisa foi estudar o comportamento fisiológico das sementes de ipê-branco durante o armazenamento. Frutos colhidos manualmente de plantas-matrizes foram colocados em ambiente sombreado para posterior extração das sementes. Após esse processo, foi determinado o teor de água das sementes, removendo-se então, uma amostra representativa do maior teor a ser estudado (10,1%). Em seguida, as sementes remanescentes foram submetidas à secagem, em dessecador com sílica gel, na temperatura de 25 °C para a obtenção de 8,3% de teor de água. As amostras, após divididas em cinco repetições, foram armazenadas em câmaras a 10, 20 e -20 °C. No início (sementes recém-coletadas) e aos 60, 120, 180, 240, 300 e 360 dias de armazenamento, as sementes foram submetidas às seguintes avaliações fisiológicas: germinação...