Página 1 dos resultados de 250 itens digitais encontrados em 0.001 segundos
Resultados filtrados por Publicador: Universidade Federal de Pernambuco

Investigação eletroquímica e espestroscópica da Polianilina em solução aquosa de Nitrato de cobre

Cristina Silva de Freitas, Katia; Borges Diniz, Flamarion (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.94414%
O objetivo desse trabalho foi caracterizar a interação dos íons Cu+ e/ou Cu2+ com a polianilina que ocorre durante a voltametria cíclica de um filme de polianilina em uma solução de nitrato de cobre. A técnica de voltametria cíclica foi utilizada para fazer uma análise inicial dos processos redox atribuídos à interação dos íons Cu+ e/ou Cu2+ com a polianilina. Nesses experimentos observou-se a influência da espessura do filme de polianilina sintetizado com cargas entre 180 e 1800 μC, do pH das soluções (entre 2 e 5) e da concentração de nitrato de cobre (de 10-4 até 5 x 10-3 mol/L) no comportamento eletroquímico da polianilina. Nos experimentos em função do pH e da concentração de nitrato de cobre observou-se um processo de troca catiônica entre os íons H+ e os íons Cu+ e/ou Cu2+. Nesses experimentos observou-se também uma competição entre esses íons pelos sítios de coordenação da polianilina. Esses experimentos também foram realizados in situ com as técnicas de impedância eletroquímica e de espectroscopia na região do UV-Visível. Nos experimentos realizados com o eletrodo rotatório de disco e anel foi possível diferenciar os processos que envolvem os íons Cu+ dos demais processos. Nesses experimentos foram feitas atribuições aos pares redox da polianilina que ocorrem na solução de nitrato de cobre. Os resultados das técnicas de impedância eletroquímica e de espectroscopia na região do UV-Visível evidenciaram que a polianilina atinge a forma Esmeraldina e que isso ocorre na mesma região de potencial da formação dos íons Cu+ e Cu2+ resultantes da oxidação do cobre metálico. Uma vez que esses experimentos foram realizados na solução de nitrato de cobre com pH = 5...

Síntese não-convencional para polianilina: radiação x, radiação , radiação ultravioleta e ultrassom

Américo de Barros, Robson; Mendes de Azevedo, Walter (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.721099%
Polianilina (PANI), na forma de sal de esmeraldina, e compósitos de polianilina e prata (PANI/Ag) foram sintetizados por via não convencional, utilizando-se radiação ionizantes (raios X e γ), ultravioleta e ultrassom, em lugar de oxidantes químicos ou eletroquímicos normalmente empregados na síntese da PANI. Nos dois primeiros processos, fótons de média e alta energia interagem com solução aquosa ácida de anilina, íons Ag+ e NO3 -, e desencadeiam o processo de polimerização, enquanto que no último processo, as altas temperaturas e altas pressões geradas pela implosão de cavidades produzidas pela interação de ondas ultra sônicas com a solução, induz a formação de radicais, que são responsáveis pela polimerização do monômero. O mecanismo de polimerização da anilina em todos os casos foi investigado utilizando substâncias seqüestradoras de radicais (tais como, DMSO e álcool isopropílico). Estes resultados indicam fortemente que radicais hidroxila (∙OH) gerados in situ durante a exposição seriam os principais agentes responsáveis pela polimerização do monômero, enquanto que ∙H, dímeros, tetrâmeros e oligômeros de anilina agiriam como redutores dos íons de Ag+. Os produtos sintetizados foram caracterizados por espectroscopia na região do UV-Vis e infravermelho...

Purificação de proteínas plasmáticas empregando compósito de Sephadex-polianilina-heparina

Moura, Rosemery Batista de; Carvalho Júnior, Luiz Bezerra de (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.787466%
Hemoderivados são medicamentos produzidos pelo fracionamento industrial do plasma humano. O principal método para purificação de proteínas plasmáticas humanas é baseado no método de precipitação com etanol desenvolvido por Cohn-Oncley. O uso de metodologias simples, de baixo custo e eficientes constitui um avanço tecnológico para obtenção desses hemoderivados. O objetivo deste trabalho foi imobilizar heparina comercial em Sephadex G-25 revestido com polianilina e posteriormente utilizar o derivado imobilizado como matriz de afinidade para purificação de proteínas do plasma humano. Para síntese do derivado imobilizado, Sephadex G-25 foi revestido com polianilina e tratado com glutaraldeído, em seguida, incubado com solução de heparina ativada com 1-etil-3-(dimetilaminopropil) carbodiimida e N-hidroxisuccinimida. A fim de determinar a influencia de variáveis na imobilização de heparina em Sephadex-polianilina, foi realizado planejamento experimental fatorial fracionário (24-1) no qual se avaliou quatro variáveis independentes: concentração e tempo de reação do glutaraldeído e concentração e tempo de reação da heparina. Nas condições otimizadas desses níveis, a heparina imobilizada em Sephadex-polianilina foi utilizada para purificação de proteínas do plasma humano. As variáveis concentração de glutaraldeído e concentração de heparina foram estatisticamente significativas na imobilização de heparina ao Sephadex-PANI e foi obtido melhor rendimento de heparina imobilizada (6...