Página 1 dos resultados de 12 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Can Wistar rats be used as the normotensive controls for nerve morphometry investigations in spontaneously hypertensive rats (SHR)?; Ratos Wistar podem ser utilizados como os controles normotensos dos ratos espontaneamente hipertensos (SHR) em investigações morfométricas de nervos periféricos?

SANADA, Luciana Sayuri; TAVARES, Marcelo Rodrigo; NEUBERN, Milena Cardoso Maia; SALGADO, Helio Cesar; FAZAN, Valéria Paula Sassoli
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
59.85208%
PURPOSE: We compared the sural nerve morphology among Wistar (WR), Wistar-Kyoto (WKY) and Spontaneously hypertensive (SHR) rats, including the nerve fascicles and myelinated fibers morphometry. METHODS: Age matched (20 weeks) female WR (N=6), WKY (N=6) and SHR (N=7) had their right and left sural nerves removed, embedded in epoxy resin, and observed by light microscopy. Morphometric analysis was performed with the aid of computer software. RESULTS: Despite presenting the same age, WR were heavier than WKY and SHR, as were SHR compared to WKY. Systolic arterial pressure was higher in SHR compared to WR, but no differences between SHR and WKY or WR and WKY were observed. The sural nerves were morphometrically symmetric between proximal and distal segments on the same side and between sides in all strains with no differences in the myelinated fiber number. Schwann cell number and density were smaller in SHR and G ratio was larger in SHR, indicating that SHR have thinner myelinated fibers. CONCLUSION: Sural nerve morphology is similar between WKY and WR, allowing the use of WR as the SHR controls in morphological investigations involving peripheral neuropathies.; OBJETIVO: Comparar a morfologia do nervo sural em ratos Wistar (WR), Wistar Kyoto (WKY) e espontanemanete hipertensos (SHR)...

Estudo experimental dos efeitos do ultra-som pulsado de baixa intensidade sobre a regeneração do nervo ciático de ratos após neurotomia, mediante avaliações morfológicas e morfométricas.

Crisci, Ana Rosa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
69.49581%
As qualidades biofísicas do U.S.P. levaram-nos a estimar o efeito do mesmo sobre a regeneração de um nervo periférico. Este estudo foi levado a efeito sobre a axotomia experimental do nervo ciático de ratos. Para tal finalidade estimulamos por 12 dias consecutivos, durante 20 minutos o coto proximal dos nervos axotomizados. A morfologia foi avaliada comparativamente entre cortes semifinos corados pelo azul de toluidina e cortes ultra finos à microscopia eletrônica, dos cotos proximais de nervos estimulados e não estimulados. A avaliação morfométrica das estruturas, baseou-se na contagem diferencial das fibras; da espessura da bainha de mielina e da área dos axônios das fibras tipo A, mediante o emprego de um software especializado ( Image Tool). Os achados morfológicos e a análise estatística dos dados morfométricos são altamente sugestivos de que o U.S.P. estimula a regeneração de nervos periféricos. ; The biophysical qualities of pulsed ultrasound led us to appraise it¢s effect on the regeneration of a peripheral nerve. In this study our intention was to evaluate the effects of pulsed ultrasound on the axotomy of the ciatic nerve in rats. The proximal stump of the nerve was stimulated on 12 consecutive days with pulsed ultrasound and the effects of the sonication were evaluated through morphologic and morphometric techniques. Our findings suggest that sonication leads to a rapid regeneration of the nerve after axotomization. These affirmations are based on the counting of different types of fibre components in mixed nerves and the morphologic recovery of the same in comparasion with nerves of animals submitted to sham operation.

AFNP - Análise funcional dos nervos periféricos: desenvolvimento de um software flexível no estudo de regeneração nervosa periférica; AFNP - Functional analysis of the peripheral nerves: development of a flexible software in the study of the recovery of nervous lesions peripherals

Yamasita, Alexandre Calura
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
70.496426%
O estudo da recuperação de lesões nervosas periféricas do isquiático, fibular e tibial, com base nos métodos (De Medinaceli; Freed; Wyatt, 1982), (De Medinaceli; Derenzo; Hunter, 1984), (Carlton; Goldberg, 1986) e (Bain; Mackinnon; Hunter, 1989), obtidos por meio da análise motora, é considerado um bom critério de avaliação para a quantificação do grau de avaliação nervosa. Elas podem ser estudadas através de uma ampla variedade de técnicas que incluem a eletrofisiologia muscular e a morfologia. Porém nem mesmo em condições experimentais controladas, uma correlação da regeneração dos nervos periféricos é completa, porque não provêem informações precisas do estado funcional do nervo. A avaliação da função sensorial é imprecisa e usualmente indireta devido a causas de enervações sobrepostas. Sendo assim, há explicação para os diferentes métodos de avaliação funcional propostos com os avanços tecnológicos, e o aprimoramento dos métodos de captação, armazenamento e processamento dos dados obtidos. O sistema de análise funcional dos nervos periféricos - AFNP, nome dado ao software devido a sua funcionalidade que é de análise funcional de nervos periféricos, apresenta uma interface de fácil interação...

Expressão e localização de fatores regulatórios miogênicos (MyoD e Miogenina) em músculos somíticos de ratos reinervados pela técnica de tubulização; Expression and localization of myogenic regulatory factors (MyoD and Myogenin) in somatic rat muscle after reinervation with vein graft tubulization

Ramos Junior, Erivan Schnaider
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
58.775767%
As lesões dos nervos periféricos, que inervam os músculos esqueléticos, evoluem para perdas da propriocepção e alterações na morfologia e função das fibras musculares, causando um impacto negativo na qualidade de vidas dos indivíduos. Tais lesões implicam em alteração na expressão de genes específicos do músculo, como por exemplo, na MyoD e Miogenina, atuantes na ativação de células satélites e reguladores da massa muscular A técnica cirúrgica de tubulização é um recurso empregado na prática clínica para tratamento de músculos que sofreram desnervação. O objetivo do presente estudo foi analisar se a técnica de tubulização com o preenchimento de gordura altera a expressão de Myod e Miogenina, a morfometria do músculo sóleo de ratos e localização da Myod e Miogenina. Para isso, 57 ratos Wistar foram separados em grupos: controle inicial (GCI); final 45 (GCF45), final 150 (GCF150), desnervado 45 dias (GD45), desnervado 150 dias (GCD150) e grupos experimentais com veia vazia 45 dias (GESP45) e 150 dias (GESP150) e com veia preenchida de gordura 45 dias (GEG45) e 150 dias (GEG150). Para os procedimentos cirúrgicos de desnervação e reinervação e coleta do músculo os animais foram profundamente anestesiados. Após os devidos tempos experimentais...

Reparo do nervo facial com sutura epineural térmico-terminal e coaptação com adesivo de fibrina em ratos associado ou não a laserterapia; Repair of facial nerve with epineural end-to-end suture and coaptation with fibrin adhesive in rats associated or not laser therapy

Buchaim, Daniela Vieira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
70.19826%
As lesões que envolvem nervos periféricos, especialmente os traumatismos facias, são muito comuns e decorrentes principalmente de acidentes com veículos motorizados, lesões acidentais e quedas, que levam a fraturas do osso temporal ou lacerações da face e consequentemente lesões do nervo facial. A principal meta no estudo da regeneração nervosa é descobrir uma técnica adequada de reparo em lesões de nervos periféricos que traga como resultado a recuperação funcional das estruturas por eles inervadas. A sutura epineural é um método muito utilizado para recuperação de lesões nervosas, assim como o uso do adesivo de fibrina, que requer menor destreza do cirurgião. O adesivo derivado do veneno de serpente (CEVAP/UNESP, Botucatu-SP) é um selante biológico e biodegradável, pois não produz reações adversas, não contém sangue humano, apresenta uma boa capacidade adesiva, não transmite doenças infecciosas, e pode ser utilizado como coadjuvante em procedimentos de sutura convencional. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi comparar duas técnicas de recuperação de nervos periféricos lesionados: a sutura epineural término-terminal e o adesivo de fibrina derivado do veneno de serpente, e observar se o uso da laserterapia de baixa potência influencia esse processo de regeneração. Para isso...

Reparo de nervo periférico utilizando a veia jugular como tubo assoaciado à cultura de células-tronco extraídas de tecido adiposo. Estudo no rato

Rosa Junior, Geraldo Marco
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 154 f.
POR
Relevância na Pesquisa
70.941035%
Pós-graduação em Bases Gerais da Cirurgia - FMB; As lesões de nervos periféricos representam um grande desafio para a medicina. Inúmeras técnicas visam solucionar a regeneração do nervo periférico. Os protocolos de recuperação funcional destes nervos são diversos e os resultados nem sempre apresentam soluções que promovam a regeneração da via motora e sesitiva. Com o advento da engenharia tecidual, a partir da diferenciação de células-tronco, surgiu uma nova alternativa terapêutica para a regeneração de nervos. O objetivo deste trabalho é estudar a regeneração de nervo mediante tubulização por enxerto de veia autóloga e verificar se o uso da combinação de células-tronco mesenquimais de tecido adiposo (CTM-TA) e plasma rico em plaquetas (PRP) na tubulização do nervo fibular comum altera a morfologia e fisiologia deste nervo e de músculos inervados por ele. Os animais foram divididos em seis grupos, sendo três controles e três experimentais. O G1 (n=10) representou o controle inicial. Os grupos G2, G3 e G4 (n=20) representaram os Grupos Experimentais e receberam, após ressecção do segmento nervoso, enxerto de veia jugular externa de 20 mm tubulizando os dois cotos do nervo, sendo que G2 não recebeu preenchimento...

Aspectos histoquimicos e ultra-estruturais de enxertos autologos de nervos estocados em diferentes soluções conservadoras

Jose Eduardo Scabora
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
90.35826%
Os efeitos de soluções conservadoras de órgãos (SC) sobre a estrutura e a viabilidade de enxertos de nervos periféricos são pouco conhecidos. Neste estudo investigamos a organização histológica e ultra-estrutural de enxertos após sua manutenção em dois tipos de SC e após transplante autólogo. Ratos Wistar machos foram agrupados para obtenção de nervos ciáticos normais (NN), transplantados a fresco (NF), conservados em solução de Wisconsin/Belzer ou solução de Collins, por 24 ou 72 horas a 4°C (W1,W3;C1,C3), e conservados e transplantados (W1-T,W3-T;C1-T,C3-T). Após os períodos de conservação ou transplante, os espécimes foram processados para análise ao microscópio óptico e eletrônico. A morfologia dos segmentos de nervos conservados apresentou alterações na sua estrutura comparativamente aos segmentos de nervos frescos. Foi observada redução da basofilia tecidual em todos os segmentos conservados quando comparados ao nervo normal. Esta redução foi mais acentuada no grupo C3. Os grupos W1 e W3 apresentaram aspectos semelhantes entre si. Em todos os grupos não foram observadas alterações quanto à distribuição e organização das fibras colágenas. Após 50 dias de transplante a basofilia tecidual e a celularidade foram semelhantes entre os grupos W1-T...

Emprego do colageno com organização supramolecular na regeneração nervosa periferica in vitro e in vivo; Influence of a naturally supraorganized collagen on the peripheral nerve regeneration in vitro and in vivo

Luiz Gabriel Maturana
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
49.520527%
A axotomia periférica é uma lesão que resulta na perda de continuidade do nervo lesado. No sentido de repará-la, foram desenvolvidas diversas técnicas, entre elas o autoenxerto e a tubulização com próteses de polietileno e biorreabsorvíveis. Esta última tem a vantagem de ser confeccionada com a dimensão e forma desejada, sustentar o processo regenerativo, orientando o brotamento axonal e sofrer degradação de acordo com tempo de implantação. Apesar da grande capacidade regenerativa do sistema nervoso periférico, há a dependência da expressão correta de fatores de crescimento e rearranjo dos componentes da matriz extracelular pelas células de Schwann. Um dos componentes presentes na matriz extracelular, o colágeno, pode ser produzido com organização supramolecular e ser utilizado no preenchimento de próteses biorreabsorvíveis. Devido às características positivas das próteses reabsorvíveis, a importância das células de Schwann e do colágeno, o objetivo do presente estudo foi investigar in vitro e in vivo a influência do colágeno com organização supramolecular em relação à regeneração nervosa periférica fazendo uso das técnicas de cultura purificada de células de Schwann e tubulização do nervo isquiático. No estudo in vitro foram cultivadas células de Schwann sobre o colágeno com organização supramolecular...

Anatomia do plexo braquial de macaco-barrigudo (Lagothrix lagothricha)

Cruz,Gessica Ariane M; Adami,Marta
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
49.23964%
O macaco-barrigudo (Lagothrix lagothricha) é um antropóide pertencente à Família Atelidae que possui os maiores primatas neotropicais. Um cadáver fêmea de macaco-barrigudo foi fixado com solução de formaldeído a 10%, posteriormente dissecado com o auxílio de lupa estereoscópica e fotodocumentado. O plexo braquial originou-se dos nervos espinhais C5 a C8 e T1, formando os troncos cranial, médio e caudal, dos quais derivaram os nervos periféricos que se assemelharam na origem e no território de inervação com os plexos de outros primatas, com exceção do nervo musculocutâneo que atravessou o músculo coracobraquial. Pesquisas sobre o plexo braquial de primatas fornecem dados que disponibilizam o acesso a informações valiosas sobre a morfologia destes animais e auxiliam no estabelecimento de parâmetros anatômicos entre as espécies, contribuindo também no tratamento de injúrias e procedimentos anestésicos.

Ultraestrutura de nervos no diabete experimental em ratos: comparação entre um nervo espinal (nervo isquiático) e um nervo craniano (nervo vestíbulo-coclear)

Augusto Carvalho de Vasconcelos, Carlos; Moraes Valença, Marcelo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
99.9072%
O nervo isquiático (nervo espinal) é constituído por fibras mielínicas aferentes somáticas e eferentes somáticas e autonômicas. Distribui-se extensamente aos membros inferiores e é comumente afetado pelas neuropatias, principalmente a diabética. O nervo vestíbulo-coclear (VIII nervo craniano) é um nervo aferente puramente sensitivo, constituído por prolongamentos de neurônios bipolares localizados no gânglio espiral (de Corti). Muito tem sido descrito na literatura a respeito das alterações morfológicas e morfométricas nos nervos espinais, tanto em pacientes diabéticos quanto em modelos experimentais da doença. Entretanto, uma comparação entre essas alterações e as eventuais lesões observadas em nervos cranianos ainda não foi realizada. Mais ainda, é amplamente descrito na literatura que pacientes diabéticos apresentam distúrbios da audição. Apesar das alterações histológicas das estruturas da orelha interna de pacientes e em modelos experimentais, uma avaliação histológica do nervo vestíbulo-coclear ainda não foi descrita. No presente estudo, foram descritas alterações ultraestruturais na comparação entre um nervo espinal e um craniano, em ratos com diabete crônico induzido experimentalmente. Foram utilizados ratos machos da linhagem Wistar (n=12)...

Síntese de nanofibras de polipirrol para potencial aplicação em conduto biodegradável para regeneração nervosa

Valente, Cristhiane Alvim
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
70.19759%
Lesões dos nervos periféricos por acidentes de trabalho ou doméstico são comuns e suportes de polímeros biodegradáveis com função estrutural temporária para auxiliarem na regeneração de tecidos vivos lesados vêm sendo explorados. Polímeros condutores, como o polipirrol (PPy), também têm sido investigados devido facilidade de síntese e biocompatibilidade. Condutos Artificiais de Orientação Neural multifuncional com fatores de crescimento (FC) vêm sendo estudados para aperfeiçoar a regeneração de feridas em nervos periféricos. O objetivo principal deste trabalho é preparar compósitos poliméricos de poli (ácido láctico-co-ácido glicólico) - (PLGA) com nanofibras de PPy capazes de atuarem como conduto guia na regeneração de nervos periféricos. Nanofibras de PPy foram sintetizadas via polimerização química oxidativa com diferentes agentes dopantes. Filmes de PLGA/nanofibras PPy/Tacromilus (FK506) foram preparados pelo método do sanduíche por evaporação do solvente.As nanofibras de PPy foram caracterizadas por FTIR, MEV, espectroscopia de impedância elétrica e TGA. Também foi avaliada a degradação in vitro dos filmes compósitos de PLGA/PPy. As nanofibras de PPy com condutividade elétrica de 8. 10-4 S/cm foram obtidas com dopante ácido p-toluenosulfônico (APTS) na razão [dop]:[Py] = 4 e na temperatura de 0°C. Filmes de PLGA/PPy-nanofibras apresentam morfologia superficial irregular fibrosa com poros aleatórios que podem servir de arcabouços para o crescimento celular. A degradação dos filmes PLGA/PPy não alteraram o pH do meio...

Preparação de filmes de quitosana e PLGA com polipirrol para aplicação na regeneração nervosa

Pilar, Fabiana Dias
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
68.775767%
A finalidade desta pesquisa foi preparar filmes biocompatíveis e reabsorvíeis de compósitos poliméricos de quitosana (QT) e poli (ácido láticoco- ácido glicólico) (PLGA) com nanofibras de polipirrol (PPy) para aplicação na regeneração de nervos periféricos. Os filmes de QT e PLGA foram preparados pelo método de evaporação do solvente e a polimerização do PPy foi realizada via polimerização química oxidativa usando APTS como agente dopante. Com o intuito de verificar o tempo de degradação dos filmes, foram realizados ensaios de degradação in vitro. As nanofibras de PPy e os filmes produzidos foram caracterizados por Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), Espectroscopia no Infravermelho por Transformada de Fourier (ATR/FT-IR), Análise termogravimétrica (TGA), Microscopia de Força Atômica (AFM), Microtomografia Computadorizada de Raios X (Micro CT), Espectroscopia de Impedância Elétrica (EIE) e Eletrômetro. As nanofibras de PPy sintetizadas apresentaram uma condutividade 8x10-4 S/cm e o filme de PLGA-PPy apresentou uma condutividade de 1x10-7 S/cm. A adição das nanofibras de PPy acelerou a degradação dos filmes compósitos em relação a matriz e modificou significativamente a morfologia dos filmes de PLGA e QT formando arcabouços que podem vir a favorecer a regeneração nervosa.; The purpose of this research was to prepare biocompatible and absorbable polymeric composites films of chitosan and PLGA with PPy nanofibers for application in peripheral nerve regeneration. The QT and PLGA films were prepared by solvent evaporation technique and PPy was synthesized by chemical oxidative polymerization using PTSA as dopant agent. In order to check the degradation time of the films...