Página 1 dos resultados de 16 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Exposição ocupacional à sílica no Brasil no ano de 2001; Occupational exposure to silica in Brazil in 2001

RIBEIRO, Fátima Sueli Neto; CAMARGO, Esther Archer de; ALGRANTI, Eduardo; Filho, Victor Wunsch
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
1458.5816%
OBJETIVO: Estimar o número de trabalhadores brasileiros expostos à sílica no ano de 2001. MÉTODO: Informações sobre ocupações e setores econômicos foram reunidas em uma matriz de exposição ocupacional (MEO) com 347 categorias ocupacionais por 25 subsetores econômicos. Informações sobre o número de trabalhadores por ocupação foram extraídas da base de dados Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego. A exposição à sílica foi avaliada e classificada por dois peritos em quatro categorias, de acordo com a freqüência semanal de exposição no ambiente de trabalho. RESULTADOS: Foram considerados não expostos 31.451.594 trabalhadores (85,7%), possivelmente expostos 976.939 (2,65%), provavelmente expostos 2.404.955 (6,52%) e definitivamente expostos à sílica 2.065.929 (5,6%). Os setores com a maior prevalência de exposição foram: construção civil 65%, extração de pedras 59%, indústria de mineral não metálico 55% e indústria metalúrgica 24%. No setor de serviços de terceiros, a prevalência foi de 2%. CONCLUSÃO: A prevalência de trabalhadores brasileiros definitivamente expostos à sílica é mais alta do que aquela observada em países europeus, onde estudos semelhantes foram conduzidos.; OBJECTIVE: To estimate the number of Brazilian workers exposed to silica in 2001. METHODS: Information on occupation and industry for the year 2001 was linked through a job exposure matrix (JEM) of 347 job categories in 25 industries. Data on the number of workers were extracted from the National Workforce Database of the Ministry of Labor and Employment. Two experts classified silica exposure according to frequency in four categories...

O monitoramento do trabalhador de saúde após exposição a fluidos biológicos; Health worker monitoring after exposuring to biological fluids

Sarquis, Leila Maria Mansano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
624.54723%
Este estudo teve como objetivos subsidiar a proposição de um programa de intervenção para os trabalhadores de saúde expostos aos fluidos biológicos; caracterizar esses trabalhadores; captar seus sentimentos e percepções; identificar as dificuldades vivenciadas no ambiente e analisar estratégias para a minimização dessa exposição. Caracteriza-se como exploratório, de caráter descritivo e de abordagem qualitativa. A amostra foi intencional e compreendeu 15 trabalhadores de saúde expostos a fluidos biológicos na UST em Curitiba, no período de março a agosto de 2005. A técnica de grupo focal foi eleita para a coleta de dados e os discursos dos sujeitos foram tratados e submetidos à análise temática, da qual emergiram quatro categorias empíricas. A análise compreendeu duas etapas: a primeira referiu-se aos dados quantitativos e a segunda aos dados qualitativos.das categorias empíricas. A análise quantitativa mostrou que o sexo predominante foi o feminino (93,00%), entre trabalhadoras de Enfermagem (60,00%); o hospital foi o local de trabalho onde mais ocorreu a exposição (86,60%); o tipo mais comum de acidente foi com instrumentos perfurocortantes; o uso inadequado dos EPIs foi encontrado em 40,00% dos acidentes; 14...

Determinação de cromo hexavalente no ambiente de trabalho de galvonoplastias e em fluído biológico de trabalhadores; Determination of hexavalente chorium in electroplating workplace and in workers´ body-fluid

Silva, Carlos Sergio da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/1991 PT
Relevância na Pesquisa
611.60023%
Avaliação ambiental, biológica e médica foram realizadas em 17 cromadores de 9 galvânicas do Estado de São Paulo, sendo cinco de cromo decorativo e quatro de cromo duro. O ar do ambiente de trabalho foi coletado individual e estacionariamente durante a semana de trabalho. Amostras de urina dos cromadores, foram coletadas no início e final do período de trabalho, encontrando-se uma correlação entre cromo urinário final e cromo no ar de 0,5. Usou-se a Absorção Atômica com Forno de Grafite GFAAS para determinar-se a concentração de cromo no ar ( Cr-ar) e cromo urinário ( Cr-U). O cromo hexavalente Cr (VI) foi extraído dos filtros de membrana de PVC com porosidade 5 µm com o tampão ácido acético/acetato de sódio, com a complexação do Cr (VI) feita por APDC. O complexo foi extraído com MIK. O limite de detecção foi de 1,1 µg/L. O Cr-U foi analisado diretamente por GFAAS com o limite de detecção 0,50 µg/L utilizando-se como modificador de matriz, nitrato de magnésio hexahidratado. Sem o modificador de matriz o limite de detecção foi de 0,14 µg/L. As concentrações de Cr (VI) no ar nas galvânicas de cromo decorativo variaram de 0,3 a 64,6 µg/m3 e nas de cromo duro variaram de 4,1 a 72...

Determinação do ácido trans, trans-mucônico urinário por chromatografia líquida de alta eficiência visando a biomonitorização de trabalhadores expostos ao benzeno; Determination of trans, trans-muconic acid by liquid chromatografia high efficiency aiming biomonitoring of workers exposed to benzene

Martins, Isarita
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
832.6098%
O benzeno é um solvente comprovadamente cancerígeno e, para substâncias com tal característica, não há limites de exposição considerados seguros. Em vista disso, as discussões internacionais e nacionais visam a diminuir, cada vez mais, os níveis de exposição ocupacional permitidos. O ácido trans, trans-mucônico (ttAM) , um produto de biotransformação do benzeno, tem sido preconizado como um bioindicador sensível da exposição ao solvente. Este trabalho foi desenvolvido com o propósito de validar método capaz de detectar o ttAM em urina de indivíduos expostos ao benzeno, bem com estabelecer o melhor período de coleta das amostras. A técnica escolhida foi a cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) com coluna de fase-reversa, Lichrosorb RP 18, e detector de ultra-violeta. O método mostrou-se linear entre 0,2 a 5,0 mg/L (r2 = 0,9943). Os limites de detecção e de quantificação obtidos foram, respectivamente, 0,1 e 0,2 mg/L. A porcentagem de recuperação absoluta média foi de 77,1% e de inexatidão de 27,9%. Os coeficientes de variação médios foram, para a precisão intra-ensaio 7,7 % e, para a interensaio 10,6%. O analito permaneceu estável na matriz por um período de 6 semanas para a concentração de 0...

Exposição a metais pesados no ambiente de trabalho: estabelecimento de bioindicadores de exposição a poluentes

Sousa, Joana Manuela Dias de, 1986-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
856.0081%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010; A exposição ambiental a poluentes, e em particular a exposição ocupacional, reveste-se de enorme importância dada a forte associação entre a exposição e os efeitos adversos na saúde humana sendo por isso um problema relevante em Saúde Pública. Apesar da diversidade de matrizes biológicas possíveis de serem utilizadas na biomonitorização de agentes tóxicos, não existe até hoje uma matriz em que se possa estudar directamente a exposição por inalação. Assim, o EBC surge como uma matriz promissora e não invasiva na avaliação da exposição a poluentes. Pretendeu-se avaliar a qualidade do EBC como bioindicador de exposição a metais no ambiente de trabalho. Com este objectivo foi estudado um grupo de trabalhadores de uma fábrica de produção de baterias exposto a Pb e outros metais e um grupo de trabalhadores de escritório, que constituiu o grupo controlo. Foi utilizada a técnica de ICP-MS para determinação das concentrações elementares no EBC e as técnicas nucleares de INAA e PIXE para quantificação das concentrações elementares em particulado em suspensão no ar. A caracterização das partículas foi efectuada para duas granulometrias de particulado (PM2.5 e PM2.5-10). Foi ainda inspeccionada a presença de partículas atmosféricas no EBC por microscopia nuclear. Para o grupo dos trabalhadores obtiveram-se concentrações elevadas de alguns elementos como o K...

Avaliação de riscos em contexto escolar e industrial.

Falcão, Catarina Neves Ribeiro Freire
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Relatório
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
622.60477%
Mestrado em Ergonomia; Uma das ações essenciais na prevenção de acidentes e doenças profissionais é a avaliação dos riscos a que os trabalhadores estão expostos. Realizou-se uma avaliação para estimar a exposição ocupacional a agentes químicos em contexto industrial, com recurso a aparelho de leitura direta e bombas de amostragem. Paralelamente realizou-se uma avaliação de riscos ocupacionais em trabalhadores do contexto escolar, utilizando uma matriz de risco, e complementada com a avaliação da iluminação. Os resultados revelam, no contexto industrial, exposição dos trabalhadores a agentes químicos, por excedência dos valores limite de exposição de substâncias, cálculo dos efeitos aditivos no sistema respiratório, nervoso e ocular e por exposição simultânea aos compostos na mistura. Devem ser implementadas medidas ao nível da aspiração localizada, rotatividade dos trabalhadores, modificação dos equipamentos, substituição de substâncias e utilização de equipamentos de proteção individual. Em contexto escolar foram encontrados índices de risco maioritariamente baixos, com exceção das análises ao trabalho do jardineiro, auxiliares de limpeza, técnicos de manutenção e cozinheiras. Os resultados da avaliação da iluminação apresentaram níveis de iluminância abaixo dos valores recomendados. As medidas a implementar devem incidir na formação...

Avaliação de riscos ocupacionais numa empresa do sector da panificação e pastelaria

Almeida, Luís Filipe Rodrigues de
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
611.53195%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia e Gestão Industrial; A situação da segurança e saúde no trabalho na UE tem vindo a sofrer alterações ao longo dos tempos, contribuindo para tal a existência de um novo contexto de trabalho. Parte deste contexto surgiu através dos enormes progressos tecnológicos que se verificaram no Mundo inteiro. Os riscos decorrentes de métodos antiquados de trabalho deram origem a novos riscos associados ao uso de novas tecnologias. Verificou-se também um envelhecimento da população activa (através do aumento da esperança média de vida e da redução da taxa de natalidade) e um maior equilíbrio entre homens e mulheres no mercado de trabalho. As pressões associadas às fortes exigências da vida activa moderna deram origem a altos níveis de depressão e stresse. Como tal é necessário que o processo de avaliação e gestão de riscos seja revisto e actualizado sempre que se verifique a introdução de novos processos, equipamentos, materiais e sobretudo a introdução de novas realidades. Nesta dissertação é realizada a aplicação de um processo de avaliação e gestão de riscos a um contexto real de trabalho. A empresa onde foi aplicado o estudo enquadra-se no sector da Indústria transformadora...

Delineamento e validação de matriz de exposição ocupacional à sílica

Ribeiro,Fátima Sueli Neto; Camargo,Esther Archer de; Wünsch Filho,Victor
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
1585.8312%
OBJETIVO: Desenvolver matriz de exposição ocupacional de base populacional para a sílica cristalina no Brasil e estimar sua validade. MÉTODOS: A matriz de exposição ocupacional foi desenvolvida por um epidemiologista e um higienista ocupacional em quatro etapas: a) codificação da variável ocupação; b) codificação da variável setor econômico; c) classificação da exposição por consenso entre os pesquisadores e; d) estimativa do número de trabalhadores registrados, em 1995, para cada nível de exposição. As 8.675 células da matriz, formadas pela intersecção das variáveis setor econômico (25 colunas) e ocupação (347 linhas), foram classificadas de acordo com a freqüência da exposição à sílica em quatro níveis: não expostos, possivelmente expostos, provavelmente expostos e definitivamente expostos. Para a validação da matriz de exposição ocupacional, cinco setores econômicos (extração mineral, construção civil, metalurgia, administração de serviços de pessoal técnico e indústria têxtil) foram re-codificados quanto à exposição por peritos convidados. Avaliou-se a confiabilidade pela proporção de acordos e o grau de concordância pelo Kappa. RESULTADOS: A matriz de exposição ocupacional apresentou alta concordância geral...

Intoxicações por agrotóxicos entre trabalhadores rurais de fruticultura, Bento Gonçalves, RS

Faria,Neice Müller Xavier; Rosa,José Antônio Rodrigues da; Facchini,Luiz Augusto
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
735.4086%
OBJETIVO: Descrever a exposição ocupacional e a incidência de intoxicações agudas por agrotóxicos, especialmente os organofosforados. MÉTODOS: Estudo descritivo com 290 agricultores da fruticultura do município Bento Gonçalves, RS, conduzido em duas etapas, no ano 2006. Ambas etapas foram completadas por 241 trabalhadores: no período de baixo uso e de intenso uso dos agrotóxicos. Foram coletados dados sobre a propriedade, exposição ocupacional aos agrotóxicos, dados sociodemográficos e freqüência de problemas de saúde utilizando-se questionário padronizado. As intoxicações foram caracterizadas por relato de episódios, sintomas relacionados aos agrotóxicos e exames de colinesterase plasmática. Os casos foram classificados segundo a matriz proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS). RESULTADOS: Em média foram usados 12 tipos de agrotóxicos em cada propriedade, principalmente glifosato e organofosforados. A maioria usava trator durante a aplicação de pesticidas (87%), entregava as embalagens para a coleta seletiva (86%) e usava equipamentos de proteção durante as atividades com agrotóxicos (>94%). Dentre os trabalhadores, 4% relataram intoxicações por agrotóxicos nos 12 meses anteriores à pesquisa e 19% em algum momento da vida. Segundo o critério proposto pela OMS...

Exposição ocupacional à sílica no Brasil no ano de 2001

Ribeiro,Fátima Sueli Neto; Camargo,Esther Archer de; Algranti,Eduardo; Wünsch Filho,Victor
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
1358.5502%
OBJETIVO: Estimar o número de trabalhadores brasileiros expostos à sílica no ano de 2001. MÉTODO: Informações sobre ocupações e setores econômicos foram reunidas em uma matriz de exposição ocupacional (MEO) com 347 categorias ocupacionais por 25 subsetores econômicos. Informações sobre o número de trabalhadores por ocupação foram extraídas da base de dados Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego. A exposição à sílica foi avaliada e classificada por dois peritos em quatro categorias, de acordo com a freqüência semanal de exposição no ambiente de trabalho. RESULTADOS: Foram considerados não expostos 31.451.594 trabalhadores (85,7%), possivelmente expostos 976.939 (2,65%), provavelmente expostos 2.404.955 (6,52%) e definitivamente expostos à sílica 2.065.929 (5,6%). Os setores com a maior prevalência de exposição foram: construção civil 65%, extração de pedras 59%, indústria de mineral não metálico 55% e indústria metalúrgica 24%. No setor de serviços de terceiros, a prevalência foi de 2%. CONCLUSÃO: A prevalência de trabalhadores brasileiros definitivamente expostos à sílica é mais alta do que aquela observada em países europeus, onde estudos semelhantes foram conduzidos.

Efeito da exposição ocupacional a chumbo nos níveis de óxido nítrico e citocinas medidas no condensado do ar exalado

Batista, Bruna Rafaela Ferreira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
753.6282%
Tese de mestrado, Biologia (Biologia Humana e Ambiente), 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências; A exposição crónica ao chumbo é um problema actual de saúde pública, tendo sido associada a diversas patologias do ser humano, principalmente ao nível industrial, em que o chumbo faz parte dos processos fabris. A monitorização regular deste metal em ambiente ocupacional utiliza tradicionalmente métodos invasivos, como a análise de bioindicadores em sangue e urina. Neste trabalho estudou-se um método não-invasivo, que consiste numa matriz biológica alvo de investigação actual: o condensado de ar exalado (EBC). A análise deste condensado permite obter informação sobre a reactividade e os processos inflamatórios das vias aéreas respiratórias. Pretendeu-se avaliar a resposta das vias respiratórias à exposição ocupacional e, principalmente, se a análise da composição do EBC poderá constituir um procedimento de avaliação individual na exposição ao chumbo. Analisaram-se dois grupos de trabalhadores expostos a chumbo e um grupo controlo. Para todos os indivíduos obtiveram-se os níveis de óxido nítrico (NO) exalado e recolheram-se amostras de EBC, a partir das quais foram determinados os níveis de citocinas...

Intoxicações por agrotóxicos entre trabalhadores rurais de fruticultura, Bento Gonçalves, RS; Intoxicaciones por agrotóxicos entre trabajadores rurales de fruticultura, Bento Gonçalves, Sur de Brasil; Poisoning by pesticides among family fruit farmers, Bento Gonçalves, Southern Brazil

Faria, Neice Müller Xavier; Rosa, José Antônio Rodrigues da; Facchini, Luiz Augusto
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
752.9416%
OBJETIVO: Descrever a exposição ocupacional e a incidência de intoxicações agudas por agrotóxicos, especialmente os organofosforados. MÉTODOS: Estudo descritivo com 290 agricultores da fruticultura do município Bento Gonçalves, RS, conduzido em duas etapas, no ano 2006. Ambas etapas foram completadas por 241 trabalhadores: no período de baixo uso e de intenso uso dos agrotóxicos. Foram coletados dados sobre a propriedade, exposição ocupacional aos agrotóxicos, dados sociodemográficos e freqüência de problemas de saúde utilizando-se questionário padronizado. As intoxicações foram caracterizadas por relato de episódios, sintomas relacionados aos agrotóxicos e exames de colinesterase plasmática. Os casos foram classificados segundo a matriz proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS). RESULTADOS: Em média foram usados 12 tipos de agrotóxicos em cada propriedade, principalmente glifosato e organofosforados. A maioria usava trator durante a aplicação de pesticidas (87%), entregava as embalagens para a coleta seletiva (86%) e usava equipamentos de proteção durante as atividades com agrotóxicos (>;94%). Dentre os trabalhadores, 4% relataram intoxicações por agrotóxicos nos 12 meses anteriores à pesquisa e 19% em algum momento da vida. Segundo o critério proposto pela OMS...

Delineamento e validação de matriz de exposição ocupacional à sílica; Design and validation of a job-exposure matrix to silica

Ribeiro, Fátima Sueli Neto; Camargo, Esther Archer de; Wünsch Filho, Victor
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2005 POR
Relevância na Pesquisa
1585.8312%
OBJETIVO: Desenvolver matriz de exposição ocupacional de base populacional para a sílica cristalina no Brasil e estimar sua validade. MÉTODOS: A matriz de exposição ocupacional foi desenvolvida por um epidemiologista e um higienista ocupacional em quatro etapas: a) codificação da variável ocupação; b) codificação da variável setor econômico; c) classificação da exposição por consenso entre os pesquisadores e; d) estimativa do número de trabalhadores registrados, em 1995, para cada nível de exposição. As 8.675 células da matriz, formadas pela intersecção das variáveis setor econômico (25 colunas) e ocupação (347 linhas), foram classificadas de acordo com a freqüência da exposição à sílica em quatro níveis: não expostos, possivelmente expostos, provavelmente expostos e definitivamente expostos. Para a validação da matriz de exposição ocupacional, cinco setores econômicos (extração mineral, construção civil, metalurgia, administração de serviços de pessoal técnico e indústria têxtil) foram re-codificados quanto à exposição por peritos convidados. Avaliou-se a confiabilidade pela proporção de acordos e o grau de concordância pelo Kappa. RESULTADOS: A matriz de exposição ocupacional apresentou alta concordância geral...

Exposição ocupacional à sílica no Brasil no ano de 2001

Ribeiro,Fátima Sueli Neto; Camargo,Esther Archer de; Algranti,Eduardo; Wünsch Filho,Victor
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
1358.5502%
OBJETIVO: Estimar o número de trabalhadores brasileiros expostos à sílica no ano de 2001. MÉTODO: Informações sobre ocupações e setores econômicos foram reunidas em uma matriz de exposição ocupacional (MEO) com 347 categorias ocupacionais por 25 subsetores econômicos. Informações sobre o número de trabalhadores por ocupação foram extraídas da base de dados Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego. A exposição à sílica foi avaliada e classificada por dois peritos em quatro categorias, de acordo com a freqüência semanal de exposição no ambiente de trabalho. RESULTADOS: Foram considerados não expostos 31.451.594 trabalhadores (85,7%), possivelmente expostos 976.939 (2,65%), provavelmente expostos 2.404.955 (6,52%) e definitivamente expostos à sílica 2.065.929 (5,6%). Os setores com a maior prevalência de exposição foram: construção civil 65%, extração de pedras 59%, indústria de mineral não metálico 55% e indústria metalúrgica 24%. No setor de serviços de terceiros, a prevalência foi de 2%. CONCLUSÃO: A prevalência de trabalhadores brasileiros definitivamente expostos à sílica é mais alta do que aquela observada em países europeus, onde estudos semelhantes foram conduzidos.

Delineamento e validação de matriz de exposição ocupacional à sílica

Ribeiro,Fátima Sueli Neto; Camargo,Esther Archer de; Wünsch Filho,Victor
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
1585.8312%
OBJETIVO: Desenvolver matriz de exposição ocupacional de base populacional para a sílica cristalina no Brasil e estimar sua validade. MÉTODOS: A matriz de exposição ocupacional foi desenvolvida por um epidemiologista e um higienista ocupacional em quatro etapas: a) codificação da variável ocupação; b) codificação da variável setor econômico; c) classificação da exposição por consenso entre os pesquisadores e; d) estimativa do número de trabalhadores registrados, em 1995, para cada nível de exposição. As 8.675 células da matriz, formadas pela intersecção das variáveis setor econômico (25 colunas) e ocupação (347 linhas), foram classificadas de acordo com a freqüência da exposição à sílica em quatro níveis: não expostos, possivelmente expostos, provavelmente expostos e definitivamente expostos. Para a validação da matriz de exposição ocupacional, cinco setores econômicos (extração mineral, construção civil, metalurgia, administração de serviços de pessoal técnico e indústria têxtil) foram re-codificados quanto à exposição por peritos convidados. Avaliou-se a confiabilidade pela proporção de acordos e o grau de concordância pelo Kappa. RESULTADOS: A matriz de exposição ocupacional apresentou alta concordância geral...

Intoxicações por agrotóxicos entre trabalhadores rurais de fruticultura, Bento Gonçalves, RS

Faria,Neice Müller Xavier; Rosa,José Antônio Rodrigues da; Facchini,Luiz Augusto
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
735.4086%
OBJETIVO: Descrever a exposição ocupacional e a incidência de intoxicações agudas por agrotóxicos, especialmente os organofosforados. MÉTODOS: Estudo descritivo com 290 agricultores da fruticultura do município Bento Gonçalves, RS, conduzido em duas etapas, no ano 2006. Ambas etapas foram completadas por 241 trabalhadores: no período de baixo uso e de intenso uso dos agrotóxicos. Foram coletados dados sobre a propriedade, exposição ocupacional aos agrotóxicos, dados sociodemográficos e freqüência de problemas de saúde utilizando-se questionário padronizado. As intoxicações foram caracterizadas por relato de episódios, sintomas relacionados aos agrotóxicos e exames de colinesterase plasmática. Os casos foram classificados segundo a matriz proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS). RESULTADOS: Em média foram usados 12 tipos de agrotóxicos em cada propriedade, principalmente glifosato e organofosforados. A maioria usava trator durante a aplicação de pesticidas (87%), entregava as embalagens para a coleta seletiva (86%) e usava equipamentos de proteção durante as atividades com agrotóxicos (>94%). Dentre os trabalhadores, 4% relataram intoxicações por agrotóxicos nos 12 meses anteriores à pesquisa e 19% em algum momento da vida. Segundo o critério proposto pela OMS...