Página 1 dos resultados de 401 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Interaction of polysaccharide-protein complex from Agaricus blazei with Langmuir and Langmuir-Blodgett films of phospholipids

SCHMIDT, Thais F.; PAVINATTO, Felippe José; CASELI, Luciano; GONZAGA, Maria L. C.; SOARES, Sandra A.; RICARDO, Nagila M. P. S.; OLIVEIRA JUNIOR, Osvaldo Novais de
Fonte: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE Publicador: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
69.28342%
The use of natural substances in health applications may be hampered by the difficulties in establishing the mechanisms of action, especially at molecular-level. The protein-polysaccharide complex extracted from the mushroom Agaricus blazei Murill, referred to as CAb, has been considered for treating various diseases with probable interaction with cell membranes. In this study, we investigate the interaction between CAb and a cell membrane model represented by a Langmuir monolayer of dimyristoyl phosphatidic acid (DMPA). CAb affects the structural properties of DMPA monolayers causing expansion and increasing compressibility. In addition, interaction with DMPA polar heads led to neutralization of the electrical double layer, yielding a zero surface potential at large areas per molecule. CAb remained at the interface even at high surface pressures, which allowed transfer of Langmuir-Blodgett (LB) films onto solid supports with the CAb-DMPA mixture. The mass transferred, according to quartz crystal microbalance (QCM) measurements, increased linearly with the number of deposited layers. With UV-vis absorption, fluorescence and FTIR spectroscopies, we confirmed that the LB films contain polysaccharides, proteins and DMPA. Therefore, the CAb biological action must be attributed not only to polysaccharides but also to proteins in the complex. (C) 2008 Elsevier Inc. All rights reserved.; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); FAPESR IMMP; FINED; FINED; CNPq; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Rede Biomat (Brazil); Rede Biomat (Brazil)

Langmuir and Langmuir-Blodgett (LB) films of tetrapyridyl metalloporphyrins

PAVINATTO, Felippe José; GAMEIRO JR., A. F.; HIDALGO, A. A.; DINELLI, L. R.; ROMUALDO, L. L.; BATISTA, A. A.; BARBOSA NETO, N. M.; FERREIRA, M.; OLIVEIRA JUNIOR, Osvaldo Novais de
Fonte: ELSEVIER SCIENCE BV Publicador: ELSEVIER SCIENCE BV
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
69.334575%
We report on the formation of Langmuir films of 5,10,15,20-tetra(4-pyridyl) 21H,23H-porphine,hereafter named tetrapyridyl porphyrins with distinct central ions (2H(+), Zn(2+), Cu(2+), Ni(2+)). The films were characterized with surface pressure and surface potential isotherms and in situ UV-vis absorbance. The measurements indicated strong aggregation of porphyrin monomers at the air-water interface, with a red shift of the Soret band in comparison with the spectrum obtained from CHCl(3) solutions. The shift was larger for the non-substituted H(2)TPyP, and depended on the metal ion. Significantly, aggregation occurred right after spreading of the Langmuir film, with on further shifts in the UV-vis spectra upon compression of the film, or even after transferring them onto solid substrates in the form of Langmuir-Blodgett (LB) films. The buildup of LB films from H(2)TPyP and ZnTPyP was monitored with UV-vis spectroscopy, indicating an equal amount of material deposited in each deposition step. Using FTIR in the transmission and reflection modes, we inferred that the H(2)TPyP molecules exhibit no preferential orientation in the LB films, while for ZnTPyP there is preferential orientation, with the porphyrin molecules anchored to the substrate by the lateral pyridyl groups. (C) 2008 Elsevier B.V. All rights reserved.

Amphiphilic porphyrin-cardanol derivatives in Langmuir and Langmuir-Blodgett films applied for sensing

Sandrino, Bianca; Clemente, Claudenilson da Silva; Oliveira, Thiago Mielle Brito Ferreira; Ribeiro, Francisco Wirley Paulino; Pavinatto, Felippe José; Mazzetto, Selma Elaine; Lima Neto, Pedro de; Correia, Adriana Nunes; Pessoa, Christiana Andrade; Wohnra
Fonte: Elsevier BV; Amsterdam Publicador: Elsevier BV; Amsterdam
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
69.406797%
This study presents the preparation of a nanostructured films with an amphiphilic meso-porphyrin whose side chains are derived from cardanol, a byproduct of the cashew industry. The Langmuir films were prepared on acidified water to reducing the self-aggregation of the complex and the mean molecular area for the meso-porphyrin measured by surface pressure isotherms was 177 Å2 and confirmed by compressibility modulus. The 700 nm band observed in the Langmuir films supports the coexistence of monomers and dimers similar to the spectra of the solution (CHCl3/CH3COOH). The formation of bright block domains with different sizes and shapes for the monolayer disappears after surface pressure starts to increase (π ≥ 2 mN m-1), as observed by Brewster angle microscopy measurements. Results of UV-vis spectra of the Langmuir films and FTIR reflection of the Langmuir-Blodgett (LB) films of meso-porphyrin indicated that the molecules exhibit preferential orientation with the planes perpendicular to the water (Langmuir) and parallel to the substrate (LB) surface. The LB films were tested as a promethazine sensor, which detected a concentration of 2 µM, a value greater than those obtained by other nanostructured systems.; CAPES (424/2008); Rede CAPES de NanoBiotecnologia - nBioNet Films and Sensors; Fundação Araucária; FUNCAP; National Institute of Science and Technology on Organic Electronics (INEO)-CNPq

Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) de azopolímeros com controle do tamanho da cadeia e posição dos cromóforos; Langmuir and Langmuir-Blodgett (LB) films of azopolymers with controlled chain-length and chromophores position

Pavinatto, Felippe José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
69.86853%
Azopolímeros apresentam propriedades de fotoisomerização, úteis para confecção de memórias ópticas, que dependem da arquitetura molecular do azopolímero e do filme formado a partir dele. Neste trabalho foram sintetizados polímeros com arquitetura molecular controlada, usando os azomonômeros [4-(N-etil-N-2-(metacriloxietil)) amino-2'-cloro-4'-nitroazobenzeno] (DR13MA) e [4-(N-etil-N-2-(metacriloxietil)) aminoazobenzeno] (MAEAMA). Para a síntese de homopolímeros e copolímeros em bloco foram utilizados dois métodos: NMRP - polimerização radicalar mediada por nitróxidos e ATRP - polimerização radicalar por transferência de átomo. Foram produzidos copolímeros dibloco, com um dos blocos contendo azocorantes, pela reação do monômero DR13MA com macroiniciadores poliestireno (PS) no método NMRP, e poli(metacrilato de metila) (PMMA) via ATRP. Homopolímeros de ambos os azomonômeros foram sintetizados por ATRP, e assim como os copolímeros em bloco mostraram cadeias com baixa polidispersividade. Complementando o trabalho de síntese, foram estudadas as propriedades dos materiais na interface ar-água, utilizando filmes de Langmuir, e procedeu-se a transferência dos mesmos para substratos sólidos formando filmes Langmuir-Blodgett (LB). Nos filmes de Langmuir foi observada a conformação e as interações (agregação) das moléculas dos materiais...

Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett de ligninas; Logmuir and Longmuir-Blodgett films of lignins

Constantino, Carlos José Leopoldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/1995 PT
Relevância na Pesquisa
69.949307%
Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) foram fabricados a partir de ligninas de bagaço de cana-de-açúcar e da Pinus caribaea hondurensis, extraídas via processo organossolve. Obteve-se nove tipos de lignina de pinus, sendo que cada uma foi extraída com um sol vente diferente, e seis tipos de lignina de cana, as quais passaram por um fracionamento, diminuindo sua polidispersividade. Os filmes de Langmuir foram fabricados sobre subfases de água ultrapura e caracterizados por medidas de pressão e potencial de superfície. Em todos os casos constatou-se a formação de agregados não monomoleculares quando o filme é comprimido além do ponto de colapso, o que é notado pela grande histerese na isoterma pressãoárea. Para ligninas de baixa massa molecular, estruturas estáveis não monomoleculares são formadas antes do colapso. No caso das ligninas menos polidispersas (cana), a massa molecular aumenta linearmente com a área molecular média da lignina. Monocamadas das ligninas de pinus e cana puderam ser transferidas para substratos de vidro, constituindo-se nos primeiros filmes de Langmuir-Blodgett destes materiais. Através do monitoramento da velocidade de imersão e retirada do substrato da subfase pode-se fabricar diferentes tipos de filmes LB...

Potencial de superfície de filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett.; Surface potential of Langmuir and Langmuir-Blodgett films.

Cruz, Cláudia Bonardi Kniphoff da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/10/1995 PT
Relevância na Pesquisa
69.891636%
Resultados antigos de potencial de superfície de filmes de Langmuir não eram reprodutíveis, devido B presença de impurezas na subfase aquosa sobre a qual os filmes se formavam. Dados recentes para o ácido esteárico, no entanto, mostram um comportamento reprodutível Neste trabalho, foi promovida com sucesso uma recaracterização através de medidas de pressão de superfície (II) e potencial de superfície (ΔV) de compostos alifáticos simples (álcoois, ésteres, ácido e amina), obtidos sobre subfases devidamente purificadas. Os resultados obtidos são inéditos e mostram que o potencial de superfície desses filmes é nulo para grandes valores de área molecular média (A), aumentando a partir de um valor de área crítico, Acr, até atingir um valor máximo, ΔVmax. Modelos para o potencial de superfície de filmes de Langmuir mostram boa concordância com os resultados obtidos. As curvas de pressão e potencial de superfície para os álcoois e ésteres praticamente não se modificam pela alteração do pH da subfase na faixa de 1 a 13. Porém para a amina e ácido há grandes alterações, principalmente nas curvas de potencial de superfície, em virtude da contribuição da dupla camada elétrica. Foram produzidos...

Estudo de filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett de aminas anfifílicas utilizando a espectroscopia SFG; The interaction of water with Langmuir films of amphiphilic amines as a function of pH probed by Pi-A isotherms and SFG spectroscopy

Uehara, Thiers Massami
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
69.78626%
O estudo da interação de moléculas orgânicas com a água é de grande importância para diversas áreas das ciências, como por exemplo, na compreensão de sistemas biológicos. Uma elevada diversidade de estudos nesta área já foram realizados, no entanto, alguns aspectos do estudo de filmes finos de aminas anfifílicas não foram satisfatoriamente esclarecidos. Este trabalho aborda filmes de Langmuir de octadecilamina em função do pH e da força iônica de subfases aquosas, investigando a estrutura da monocamada orgânica e sua interação com a água, em diversos graus de ionização. Foi utilizada a Espectroscopia Vibracional por Geração de Soma de Frequências (Sum Frequency Generation - SFG), uma técnica que utiliza o princípio da óptica não-linear para estudar superfícies e interfaces, com o objetivo de investigar a conformação molecular dos filmes de Langmuir de aminas anfifílicas de cadeias longas, seu grau de ionização e a estrutura da água interagindo com a monocamada orgânica. Pôde-se acompanhar a ionização da monocamada em função do pH da subfase pela intensidade do modo de estiramento do grupo NH3+, e verificou-se que ela depende do pH local da interface, que por sua vez é alterado pela ionização da monocamada e é sensível à força iônica da subfase. A água interage com a monocamada via ligações de H com os grupos NH2/NH3+ e forma uma camada com alto grau de orientação perpendicular à superfície...

Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett de Polianilinas; Langmuir and Langmuir-Blodgett films of polyaniline.

Riul Júnior, Antonio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/1998 PT
Relevância na Pesquisa
69.715293%
Explorou-se a caracterização de monocamadas e filmes LB de polianilina (PANi), e um oligômero de polianilina, chamado aqui de 16-mero, com estearato de cádmio (CdSt). A análise dos filmes de Langmuir indicou que possivelmente não há mistura em nível molecular da PANi e do 16-mero com CdSt, ainda que a quantidade adicionada em solução de polímero ou oligômero influencie a estabilidade das monocamadas. Utilizou-se UV-vis, FTIR, difração de raios-X, condutividade elétrica, elipsometria, microscopia óptica e potencial de superficie para caracterização dos filmes LB. Os resultados de UV-vis indicaram uma transferência uniforme e ainda que os filmes recém depositados encontram-se desdopados. A análise de FTIR confirma a presença de CdSt nos filmes LB, e o efeito de desdopagem em subfases neutras, corroborando os resultados de UV-vis. A difração de raios-X indica a presença de domínios separados de PANi (e 16-mero) com CdSt nos filmes LB. Resultados elipsométricos indicaram uma espessura por camada em tomo de 25 Å. A excelente uniformidade obtida nos filmes LB mistos foi comprovada pelos resultados de microscopia óptica e potencial de superficie. Esses filmes mistos apresentaram valores de condutividade elétrica em tomo de 10-4 a 10-5 S.cm-1 (van der Pauw)...

Interação entre quitosana e modelos de membrana celular: filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB); Interaction between chitosan and cell membrane models: Langmuir and Langmuir-Blodgett (LB) films.

Pavinatto, Felippe José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
69.891636%
Quitosana é um polissacarídeo usado em diversas aplicações biológicas, por exemplo, em liberação controlada de drogas, transfecção, aceleração da cicatrização de feridas e como agente bactericida, entre outras. Em todas essas aplicações, o polímero interage com tecidos e células. Entretanto, embora sua ação seja comprovada, os mecanismos de ação e a interação do polímero com células e biomembranas no nível molecular ainda não são conhecidos. Nesta tese de doutorado, filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) de lipídios foram usados como modelos de membrana celular para estudar em nanoescala a interação e os efeitos causados pela quitosana. Primeiramente, observou-se que a quitosana, um polieletrólito solúvel em pH ácidos, possui atividade superficial induzida na presença de um filme interfacial de lipídio, demonstrando que o polímero possui interação favorável com membranas. Após adsorver sobre as monocamadas, a quitosana expande as mesmas, o que ocorre apenas até uma determinada concentração de polímero, denominada concentração de saturação. A magnitude dessa expansão é menor para filmes compactos, o que sugere que a quitosana é parcialmente expulsa da interface, localizando-se na subsuperfície. Isso foi comprovado com o uso de filmes LB...

Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett de polianilina processada com ácidos funcionalizados; Langmuir and Langmuir-Blodgett films of polyaniline processed with functionalized acids

Riul Júnior, Antonio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/1995 PT
Relevância na Pesquisa
69.963486%
Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) foram produzidos a partir da polianilina não substituída, que se tornou processável e solúvel em clorofórmio apos ser dopada com ácidos funcionalizados. Para atingir condições otimizadas de formação e deposição dos filmes, foi realizado um estudo criterioso empregando vários ácidos funcionalizados: canfor sulfônico (CSA), dodecilbenzeno sulfônico (DBSA) e tolueno sulfônico (TSA); e também os solventes e plastificantes N-metilpirrolidinona (NMP) e m-cresol. Soluções de polianilina de alta massa molar processada com estes ácidos foram depositadas sobre subfases aquosas ácidas (pH = 2), formando os chamados filmes monomoleculares de Langmuir. Através de um estudo dos parâmetros que influenciam a formação dos filmes de Langmuir conseguimos obter monocamadas estáveis. Desta forma os filmes puderam ser transferidos para substratos sólidos (vidro bk7), usando a técnica de Langmuir-Blodgett. Os filmes LB produzidos são do tipo Z, ou seja, a deposição só é bem sucedida na retirada do substrato, o que significa que mesmo no filme de Langmuir alguns grupos hidrofílicos se encontravam na interface filme/ar. Os filmes LB foram caracterizados por espectroscopia de UV-vis....

Síntese, caracterização e estudo de propriedades de ftalocianinas metálicas na forma de filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett; Synthesis, characterization and properties of metallic phthalocyanines in Langmuir and Langmuir-Blodgett films

Gaffo, Luciana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2002 PT
Relevância na Pesquisa
69.854536%
Este trabalho apresenta um estudo sobre síntese, caracterização e propriedades de ftalocianinas metálicas na forma de filmes ultrafinos. Foi obtida mais de uma fração para cada ftalocianina. Para as ftalocianinas de paládio (PdPc) e de ródio (RhPc), apenas uma fração pôde ser totalmente purificada para trabalhos com a técnica Langmuir-Blodgett (LB). As frações de ftalocianina de rutênio (RuPc) não atingiram pureza suficiente para fabricação de filmes de Langmuir e LB. As propriedades das ftalocianinas de ródio e bisftalocianina de itérbio (YbPc2), sintetizada em trabalho anterior, foram estudadas na formação de filmes LB. Observou-se forte influência das condições exterimentais nos resultados. Para a YbPc2, a posição do sensor de medida de pressão altera a pressão de colapso dos filmes, algo que só é observado em filmes de compostos semi-anfifilicos. O potencial de superficie dos filmes de Langmuir depende da velocidade de compressão, mas tais diferenças não aparecem nos filmes LB depositados. Foi observada uma forte interação química entre a RhPc e o ácido esteárico, o que é atípico para ftalocianinas. Esta interação parece ser bem menos intensa nos filmes LB. As áreas ocupadas por molécula para as bisftalocianinas de itérbio e samário e a ftalocianina de ródio foram 69...

Filmes Langmuir-Blodgett de poliuretanos funcionalizados com azobenzenos e suas propriedades de armazenamento óptico; Langmuir-Blodgett films of functionalized polyurethanes and their optical storage properties

Santos Junior, David Sotero dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/11/2000 PT
Relevância na Pesquisa
69.771123%
Neste trabalho foram feitas as sínteses de dois poliuretanos utilizando-se o corante DR19 (4-(bis-N-2-hidroxietil)amino-4'-nitroazobenzeno), o DR19MDI-PU derivado do 4,4' difenilmetano-diisocianato e o DR19IPDI-PU derivado diisocianato de isofurona. O corante foi sintetizado e caracterizado por espectroscopia na região do infravermelho (FTIR), espectroscopia na região do ultravioleta visível (UV-Vis) e ressonância magnética nuclear de próton (HRMN). Os polímeros foram caracterizados por FTIR, UV-Vis, termogravimetria e calorimetria diferencial de varredura. As massas molares, Mn e Mw, e a polidispersividade foram determinadas por cromatografia de exclusão por tamanho. Um estudo sistemático foi realizado sobre as propriedades dos filmes de Langmuir destes polímeros. Monocamadas do DR19IPDI-PU puro apresentaram uma área maior por monômero, ao contrário do esperado porque sua unidade repetitiva é menor do que a do DR19MDI-PU. Entretanto, nos filmes mistos com estearato de cádmio (CdSt), na razão de 50:50% em massa, a área foi essencialmente a mesma para os dois polímeros, o que foi atribuído à influência do CdSt na agregação das macromoléculas. Isto foi confirmado pela forte interação entre CdSt e DR19MDI-PU que fez com que o potencial de superfície do filme misto fosse maior do que o dos filmes dos componentes puros. Apesar de os filmes de Langmuir dos polímeros puros serem estáveis...

Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) de ligninas; Langmuir and Langmuir-Blodgett films of lignins

Constantino, Carlos José Leopoldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/1999 PT
Relevância na Pesquisa
69.86853%
Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) de ligninas extraídas do bagaço de cana-de-açúcar, via processo organossolve, foram fabricados. As isotermas de pressão revelaram uma área para a seção média da lignina em torno de 100 Å para a monocamada condensada, enquanto a modelagem a partir dos espectros elipsométricos indicou uma espessura por camada de cerca 60 Å para os filmes LB. Porém a deposição não se mostrou homogênea sobre toda a superfície do substrato como observado pelas medidas de microscopia de força atômica (AFM), de forma que filmes mais homogêneos foram obtidos a partir de uma solução mista de Iignina com estearato de cádmio. A área por molécula, calculada com base no número de moléculas de ácido esteárico sobre a subfase, aumenta com a quantidade de lignina na solução mista, indicando a presença de ambos os componentes também na monocamada. Os espectros de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) mostraram que tanto a lignina quanto o estearato de cádmio são transferidos e os espectros de ultravioleta visível (UV-vis) indicaram que esta deposição é homogênea até a 20ª camada. Os difratogramas de raios-X e as medidas de AFM mostram que a deposição de lignina e estearato de cádmio ocorre em domínios separados. As medidas de AFM revelaram ainda um aumento da rugosidade do filme com o aumento do número de camadas depositadas e com a maior irregularidade do substrato utilizado. Vale destacar que os filmes de lignina pura mostraram-se mais homogêneos que os filmes mistos...

Langmuir and Langmuir-Blodgett films containing a porphyrin-ruthenium complex

Wohnrath, K.; Dinelli, L. R.; Mello, S. V.; Constantino, CJL; Leblanc, R. M.; Batista, A. A.; Oliveira, O. N.
Fonte: Amer Scientific Publishers Publicador: Amer Scientific Publishers
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 909-916
ENG
Relevância na Pesquisa
69.969688%
The fabrication of supramolecular structures from the tetraruthenated porphyrin-containing phosphines, {TPyP[RuCl3(dppb)](4)}, RuTPyP, is demonstrated with Langmuir and Langmuir-Blodgett films. The surface pressure-molecular area isotherms (pi-A) point to an edge-on arrangement for the RuTPyP molecules in the condensed state. Weak aggregation in the Langmuir films was indicated by non-zero surface potentials at large areas per molecule and a slight red shift in the ultraviolet-visible absorption spectrum in comparison to the spectrum in solution. Further aggregation occurs in the Z-type Lang muir-Blodgett films, which was confirmed with ultraviolet-visible spectroscopy of the deposited films. Fourier transform infrared and Raman spectroscopic data for powder and Langmuir-Blodgett films indicate that the RuTPyP molecules are chemically stable in Langmuir-Blodgett films regardless of the contact with water during film fabrication. The nanostructured nature of the Langmuir-Blodgett films was manifested in cyclic voltammetry due to the high sensitivity of the metallic centers in RuTPyR Electrodes modified with Langmuir-Blodgett films exhibit an anodic peak at 100 mV and a cathodic peak at 7 mV, which is assigned to RuIII/RuII redox processes. Furthermore...

Langmuir and Langmuir-Blodgett (LB) films of tetrapyridyl metalloporphyrins

Pavinatto, F. J.; Gameiro, A. F.; Hidalgo, A. A.; Dinelli, L. R.; Romualdo, L. L.; Batista, A. A.; Barbosa Neto, N. M.; Ferreira, M.; Oliveira, O. N.
Fonte: Elsevier B.V. Publicador: Elsevier B.V.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 5946-5952
ENG
Relevância na Pesquisa
69.334575%
We report on the formation of Langmuir films of 5,10,15,20-tetra(4-pyridyl) 21H,23H-porphine,hereafter named tetrapyridyl porphyrins with distinct central ions (2H(+), Zn(2+), Cu(2+), Ni(2+)). The films were characterized with surface pressure and surface potential isotherms and in situ UV-vis absorbance. The measurements indicated strong aggregation of porphyrin monomers at the air-water interface, with a red shift of the Soret band in comparison with the spectrum obtained from CHCl(3) solutions. The shift was larger for the non-substituted H(2)TPyP, and depended on the metal ion. Significantly, aggregation occurred right after spreading of the Langmuir film, with on further shifts in the UV-vis spectra upon compression of the film, or even after transferring them onto solid substrates in the form of Langmuir-Blodgett (LB) films. The buildup of LB films from H(2)TPyP and ZnTPyP was monitored with UV-vis spectroscopy, indicating an equal amount of material deposited in each deposition step. Using FTIR in the transmission and reflection modes, we inferred that the H(2)TPyP molecules exhibit no preferential orientation in the LB films, while for ZnTPyP there is preferential orientation, with the porphyrin molecules anchored to the substrate by the lateral pyridyl groups. (C) 2008 Elsevier B.V. All rights reserved.

Técnicas de caracterização para investigar interações no nível molecular em filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB)

Ferreira, Marystela; Caetano, Wilker; Itri, Rosangela; Tabak, Marcel; Oliveira Jr., Osvaldo N.
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 502-510
POR
Relevância na Pesquisa
69.334575%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); This paper discusses fundamental concepts for the characterization of Langmuir monolayers and Langmuir-Blodgett (LB) films, with emphasis on investigations of material properties at the molecular level. By way of illustration, results for phospholipid monolayers interacting with the drug dipyridamole are highlighted. These results were obtained with several techniques, including in situ grazing incidence X-ray diffraction, Fourier transform infrared (FTIR) spectroscopy, fluorescence microscopy, in addition to surface pressure and surface potential isotherms. Also mentioned are the difficulties in producing Langmuir and LB films from macromolecules, and how molecular-level interactions in mixed polymer LB films can be exploited in sensors.

Optically anisotropic and photoconducting Langmuir-Blodgett films of neat poly(3-hexylthiophene)

Olivati, C. A.; Goncalves, V. C.; Balogh, D. T.
Fonte: Elsevier B.V. Sa Publicador: Elsevier B.V. Sa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2208-2210
ENG
Relevância na Pesquisa
69.38391%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Among the several types of conjugated polymers used in recent investigations, polythiophene and its derivatives have attracted considerable attention over the past 20 years due to their high mobility and other remarkable solid-state properties. They have potential applications in many fields, such as microelectronic devices, catalysts, organic field-effect transistors, chemical sensors and biosensors. There are two critical parameters that determine the polymer-based device performance: chemical structure and nanostructure of the conjugated polymer in solid state. Langmuir-Blodgett (LB) films may be an interesting alternative for producing the films used in the devices since they can be obtained with high degree of thickness control, low number of defects, and some degree of organization at the molecular scale. However, most of the polythiophene derivatives have poor film forming properties by LB method and need the use of film form aiding materials. In this work, we report on the fabrication and characterization of Langmuir and Langmuir-Blodgett films of neat poly(3-hexylthiophene). Although the LB technique is not suitable to obtain LB films with a great number of layers...

Técnicas de caracterização para investigar interações no nível molecular em filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB)

Ferreira,Marystela; Caetano,Wilker; Itri,Rosangela; Tabak,Marcel; Oliveira Jr.,Osvaldo N.
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
69.334575%
This paper discusses fundamental concepts for the characterization of Langmuir monolayers and Langmuir-Blodgett (LB) films, with emphasis on investigations of material properties at the molecular level. By way of illustration, results for phospholipid monolayers interacting with the drug dipyridamole are highlighted. These results were obtained with several techniques, including in situ grazing incidence X-ray diffraction, Fourier transform infrared (FTIR) spectroscopy, fluorescence microscopy, in addition to surface pressure and surface potential isotherms. Also mentioned are the difficulties in producing Langmuir and LB films from macromolecules, and how molecular-level interactions in mixed polymer LB films can be exploited in sensors.

Poly(3-octylthiophene)/stearic Acid Langmuir and Langmuir-Blodgett films: Preparation and characterization

Silva,Edilene Assunção da; Oliveira,Vinícius Jessé Rodrigues de; Braunger,Maria Luisa; Constantino,Carlos José Leopoldo; Olivati,Clarissa de Almeida
Fonte: ABM, ABC, ABPol Publicador: ABM, ABC, ABPol
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 EN
Relevância na Pesquisa
69.28342%
A study is reported on Langmuir and Langmuir-Blodgett (LB) films obtained by adding different percentages of stearic acid (SA) to poly(3-octylhiophene) (P3OT). Surface pressure - mean molecular area (π - A) isotherms, ultraviolet-visible (UV-Vis) absorption spectrum, atomic force microscope (AFM) and dc electrical measurements have been used for characterization. From π - A isotherms, the area per monomer for condensed films (of SA) increased according to P3OT amount. Good transfer ratios were obtained for LB deposition from P3OT/SA films with higher percentage of SA. LB films revealed linear growth as monitored by UV-Vis absorption spectra. Electrical characterization showed higher conductivity for LB film with 54 wt.% of SA. AFM images of the same film revealed high roughness and presence of large size agglomerates. Finally, interdigitated electrodes (IDE) coated with P3OT/SA LB films showed to be sensitive to the presence of volatile organic compounds.

Nanopatterning and functionalization of phospholipid-based Langmuir-Blodgett and Langmuir-Schaefer films

Tang, Nathalie Y.-W.
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
EN
Relevância na Pesquisa
69.772266%
Durant les dernières décennies, la technique Langmuir-Blodgett (LB) s’est beaucoup développée dans l’approche « bottom-up » pour la création de couches ultra minces nanostructurées. Des patrons constitués de stries parallèles d’environ 100 à 200 nm de largeur ont été générés avec la technique de déposition LB de monocouches mixtes de 1,2-dilauroyl-sn-glycéro-3-phosphatidylcholine (DLPC) et de 1,2-dipalmitoyl-sn-glycéro-3-phosphatidylcholine (DPPC) sur des substrats de silicium et de mica. Afin d’amplifier la fonctionnalité de ces patrons, la 1-palmitoyl-2-(16-(S-methyldithio)hexadécanoyl)-sn-glycéro-3-phosphatidylcholine (DSDPPC) et la 1-lauroyl-2-(12-(S-methyldithio)dodédecanoyl)-sn-glycéro-3-phosphatidylcholine (DSDLPC) ont été employées pour la préparation de monocouches chimiquement hétérogènes. Ces analogues de phospholipide possèdent un groupement fonctionnel méthyldisulfide qui est attaché à la fin de l’une des chaînes alkyles. Une étude exhaustive sur la structure de la phase des monocouches Langmuir, Langmuir-Schaefer (LS) et LB de la DSDPPC et de la DSDLPC et leurs différents mélanges avec la DPPC ou la DLPC est présentée dans cette thèse. Tout d’abord, un contrôle limité de la périodicité et de la taille des motifs des stries parallèles de DPPC/DLPC a été obtenu en variant la composition lipidique...