Página 1 dos resultados de 421 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Langmuir and Langmuir-Blodgett (LB) films of tetrapyridyl metalloporphyrins

PAVINATTO, Felippe José; GAMEIRO JR., A. F.; HIDALGO, A. A.; DINELLI, L. R.; ROMUALDO, L. L.; BATISTA, A. A.; BARBOSA NETO, N. M.; FERREIRA, M.; OLIVEIRA JUNIOR, Osvaldo Novais de
Fonte: ELSEVIER SCIENCE BV Publicador: ELSEVIER SCIENCE BV
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
58.771855%
We report on the formation of Langmuir films of 5,10,15,20-tetra(4-pyridyl) 21H,23H-porphine,hereafter named tetrapyridyl porphyrins with distinct central ions (2H(+), Zn(2+), Cu(2+), Ni(2+)). The films were characterized with surface pressure and surface potential isotherms and in situ UV-vis absorbance. The measurements indicated strong aggregation of porphyrin monomers at the air-water interface, with a red shift of the Soret band in comparison with the spectrum obtained from CHCl(3) solutions. The shift was larger for the non-substituted H(2)TPyP, and depended on the metal ion. Significantly, aggregation occurred right after spreading of the Langmuir film, with on further shifts in the UV-vis spectra upon compression of the film, or even after transferring them onto solid substrates in the form of Langmuir-Blodgett (LB) films. The buildup of LB films from H(2)TPyP and ZnTPyP was monitored with UV-vis spectroscopy, indicating an equal amount of material deposited in each deposition step. Using FTIR in the transmission and reflection modes, we inferred that the H(2)TPyP molecules exhibit no preferential orientation in the LB films, while for ZnTPyP there is preferential orientation, with the porphyrin molecules anchored to the substrate by the lateral pyridyl groups. (C) 2008 Elsevier B.V. All rights reserved.

Amphiphilic porphyrin-cardanol derivatives in Langmuir and Langmuir-Blodgett films applied for sensing

Sandrino, Bianca; Clemente, Claudenilson da Silva; Oliveira, Thiago Mielle Brito Ferreira; Ribeiro, Francisco Wirley Paulino; Pavinatto, Felippe José; Mazzetto, Selma Elaine; Lima Neto, Pedro de; Correia, Adriana Nunes; Pessoa, Christiana Andrade; Wohnra
Fonte: Elsevier BV; Amsterdam Publicador: Elsevier BV; Amsterdam
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
48.844077%
This study presents the preparation of a nanostructured films with an amphiphilic meso-porphyrin whose side chains are derived from cardanol, a byproduct of the cashew industry. The Langmuir films were prepared on acidified water to reducing the self-aggregation of the complex and the mean molecular area for the meso-porphyrin measured by surface pressure isotherms was 177 Å2 and confirmed by compressibility modulus. The 700 nm band observed in the Langmuir films supports the coexistence of monomers and dimers similar to the spectra of the solution (CHCl3/CH3COOH). The formation of bright block domains with different sizes and shapes for the monolayer disappears after surface pressure starts to increase (π ≥ 2 mN m-1), as observed by Brewster angle microscopy measurements. Results of UV-vis spectra of the Langmuir films and FTIR reflection of the Langmuir-Blodgett (LB) films of meso-porphyrin indicated that the molecules exhibit preferential orientation with the planes perpendicular to the water (Langmuir) and parallel to the substrate (LB) surface. The LB films were tested as a promethazine sensor, which detected a concentration of 2 µM, a value greater than those obtained by other nanostructured systems.; CAPES (424/2008); Rede CAPES de NanoBiotecnologia - nBioNet Films and Sensors; Fundação Araucária; FUNCAP; National Institute of Science and Technology on Organic Electronics (INEO)-CNPq

Filmes de Langmuir e vesículas multilamelares de fosfolipídios e suas interações com um peptídeo oriundo da proteína p24 do HIV-1; Langmuir films and multilamellar vesicles of phospholipids and its interactions with peptide from p24 protein from HIV-1

Moraes, Marli Leite de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2003 PT
Relevância na Pesquisa
58.247246%
A investigação dos mecanismos de interação dos vírus com as células do hospedeiro trazem informações relevantes para a identificação de alvos no desenvolvimento de drogas para impedir a penetração e/ou desenvolvimento dos vírus. Peptídeos desenhados a partir de proteínas virais foram desenvolvidos e testados quanto as suas capacidades de inibir o processo de fusão do vírus com a célula do hospedeiro. Alguns se encontram em fase de avaliação clínica. Anticorpos contra a proteína p24 do HIV-1 foram detectados no soro de pacientes HIV-positivos, e estes reconhecem pequenas seqüências peptídicas desta proteína. Neste trabalho foi analisada a interação entre uma seqüência peptídica correspondente aos aminoácidos 196-224 (AAMQMLKETINEEAAEWDRVHPVHAGPIA) da proteína p24, denominado p24- 1, com sistemas biomiméticos. Os sistemas utilizados foram filmes de Langmuir (monocamadas) de dipalmitoil fosfatidil colina (DPPC) e dipalmitoil fosfatidil glicerol (DPPG) e vesículas multilamelares (MLVs) de DPPC. O p24-1 encontra-se desorganizado em solução aquosa, mas com a interação com as MLVs de DPPC teve induzido uma conformação hélice ?, de acordo com o espectro de dicroísmo circular (CD). Esta característica foi confirmada pela predição de hélice a seguida por uma estrutura não ordenada contendo 11 resíduos do p24-1. As isotermas de pressão e potencial de superfície das monocamadas de DPPC foram afetadas com a presença de 0...

Potencial de superfície de filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett.; Surface potential of Langmuir and Langmuir-Blodgett films.

Cruz, Cláudia Bonardi Kniphoff da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/10/1995 PT
Relevância na Pesquisa
58.874404%
Resultados antigos de potencial de superfície de filmes de Langmuir não eram reprodutíveis, devido B presença de impurezas na subfase aquosa sobre a qual os filmes se formavam. Dados recentes para o ácido esteárico, no entanto, mostram um comportamento reprodutível Neste trabalho, foi promovida com sucesso uma recaracterização através de medidas de pressão de superfície (II) e potencial de superfície (ΔV) de compostos alifáticos simples (álcoois, ésteres, ácido e amina), obtidos sobre subfases devidamente purificadas. Os resultados obtidos são inéditos e mostram que o potencial de superfície desses filmes é nulo para grandes valores de área molecular média (A), aumentando a partir de um valor de área crítico, Acr, até atingir um valor máximo, ΔVmax. Modelos para o potencial de superfície de filmes de Langmuir mostram boa concordância com os resultados obtidos. As curvas de pressão e potencial de superfície para os álcoois e ésteres praticamente não se modificam pela alteração do pH da subfase na faixa de 1 a 13. Porém para a amina e ácido há grandes alterações, principalmente nas curvas de potencial de superfície, em virtude da contribuição da dupla camada elétrica. Foram produzidos...

Estudo da inversão de carga em filmes de Langmuir; Study of the charge inversion in Langmuir films.

Botelho, Moema de Barros e Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
68.72171%
O estudo de interfaces carregadas é de extrema importância para compreensão de fenômenos não só na área de polímeros e colóides, mas também em biologia molecular. Apesar das extensas pesquisas nessa área ainda há muito a ser estudado, visto que detalhes da interação íon-íon ainda não foram satisfatoriamente esclarecidos. Esse trabalho insere-se neste contexto abordando o efeito da inversão de carga em filmes de Langmuir de DMPA (ácido dimiristoilfosfatídico - um fosfolipídio aniônico) formados sobre uma solução aquosa de LaCl3. Já foram observados efeitos similares com DMPA espalhado em soluções de BaCl2 e CsI, entretanto, a inversão de carga para monocamadas de DMPA espalhadas em subfase contendo LaCl3 foi recentemente observada com uma concentração de cloreto de lantânio quatro ordens de grandezas menor que o previsto por teorias de correlação íoníon. Com o objetivo de confirmar a ocorrência do fenômeno de inversão de carga e obter informações estruturais adicionais, foram realizados experimentos de tensão superficial, potencial de superfície, de espectroscopia SFG (sum-frequency generation) e microscopia a ângulo de Brewster, além de cálculos teóricos da ionização da monocamada. Verificou-se que o acréscimo de íons trivalentes na subfase leva a formação de domínios nos filmes...

Efeito de características estruturais da quitosana sobre sua interação com filmes de Langmuir como modelo de biomembrana; Effects from the structural characteristics of chitosan on its interaction in Langmuir films as biomembrane models.

Pavinatto, Adriana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
68.672256%
As quitosanas são polissacarídeos usados em medicina, farmácia, odontologia e na inibição do crescimento de microrganismos, como agente bactericida. Nessas aplicações sua ação deve depender da interação com membranas celulares, o que é difícil de verificar uma vez que não se isola uma membrana facilmente. Uma alternativa é investigar a interação com modelos de membrana, como um filme de Langmuir de fosfolipídios, a partir do qual é possível obter informações no nível molecular. Nesta dissertação, é avaliada a influência do conteúdo médio de unidades N-acetilglucosamina (GlcNAc) de quitosanas e da massa molecular na interação com filmes de Langmuir do ácido fosfatídico de dipalmitoíla (DMPA). Quitosanas com diferentes graus médios de acetilação e de baixa massa molecular foram produzidas com auxílio de ultrassom de alta intensidade. As quitosanas afetam as isotermas de pressão e potencial de superfície em grandes áreas por molécula, em virtude de interações eletrostáticas e hidrofóbicas com o DMPA. Nos filmes condensados, localizam-se na subsuperfície, com pouco efeito nas isotermas. A quitosana com menos grupos GlcNAc induziu alterações maiores nas isotermas de pressão de superfície e na elasticidade dos filmes...

Estudo de filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett de aminas anfifílicas utilizando a espectroscopia SFG; The interaction of water with Langmuir films of amphiphilic amines as a function of pH probed by Pi-A isotherms and SFG spectroscopy

Uehara, Thiers Massami
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
68.851304%
O estudo da interação de moléculas orgânicas com a água é de grande importância para diversas áreas das ciências, como por exemplo, na compreensão de sistemas biológicos. Uma elevada diversidade de estudos nesta área já foram realizados, no entanto, alguns aspectos do estudo de filmes finos de aminas anfifílicas não foram satisfatoriamente esclarecidos. Este trabalho aborda filmes de Langmuir de octadecilamina em função do pH e da força iônica de subfases aquosas, investigando a estrutura da monocamada orgânica e sua interação com a água, em diversos graus de ionização. Foi utilizada a Espectroscopia Vibracional por Geração de Soma de Frequências (Sum Frequency Generation - SFG), uma técnica que utiliza o princípio da óptica não-linear para estudar superfícies e interfaces, com o objetivo de investigar a conformação molecular dos filmes de Langmuir de aminas anfifílicas de cadeias longas, seu grau de ionização e a estrutura da água interagindo com a monocamada orgânica. Pôde-se acompanhar a ionização da monocamada em função do pH da subfase pela intensidade do modo de estiramento do grupo NH3+, e verificou-se que ela depende do pH local da interface, que por sua vez é alterado pela ionização da monocamada e é sensível à força iônica da subfase. A água interage com a monocamada via ligações de H com os grupos NH2/NH3+ e forma uma camada com alto grau de orientação perpendicular à superfície...

Potencial de superfície e condutância em filmes de Langmuir; Surface potential and lateral conductance in Langmuir films

Cavalli, Ailton
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/1993 PT
Relevância na Pesquisa
68.77174%
Filmes de Langmuir de fosfolipídios e ácidos graxos foram caracterizados através de medidas de pressão e potencial de superfície e condutância lateral. O objetivo principal foi o de se fazer um estudo crítico de artigos apresentados na literatura, os quais trazem interpretações errôneas para resultados do potencial de superfície, sugerem a heterogeneidade dos filmes, ou a inexistência do aumento da condutância devido a compressão de um filme de Langmuir. Comprovamos, inicialmente, a homogeneidade macroscópica dos filmes de ácidos graxos e fosfolipídios, medindo-se o potencial com a prova de Kelvin em três posições diferentes. Nenhuma alteração significativa foi registrada. O potencial e a pressão de superfície são nulos para grandes áreas por molécula, sendo que o potencial só se torna não nulo após um aumento abrupto, que ocorre a uma certa área critica. Estes resultados, juntamente com a ausência de histerese nas medidas de pressão e potencial de superfície nos ciclos de compressão-expansão, denotam a inexistência de agregados de dimensões macroscópicas. Eles contradizem, entretanto, a asserção de alguns pesquisadores na ultima conferencia de filmes Langmuir-Blodgett, de que a presença de domínios microscópicos nos filmes de Langmuir deveria afetar os resultados do potencial de superfície. Podemos concluir...

Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett de polianilina processada com ácidos funcionalizados; Langmuir and Langmuir-Blodgett films of polyaniline processed with functionalized acids

Riul Júnior, Antonio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/1995 PT
Relevância na Pesquisa
49.009717%
Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) foram produzidos a partir da polianilina não substituída, que se tornou processável e solúvel em clorofórmio apos ser dopada com ácidos funcionalizados. Para atingir condições otimizadas de formação e deposição dos filmes, foi realizado um estudo criterioso empregando vários ácidos funcionalizados: canfor sulfônico (CSA), dodecilbenzeno sulfônico (DBSA) e tolueno sulfônico (TSA); e também os solventes e plastificantes N-metilpirrolidinona (NMP) e m-cresol. Soluções de polianilina de alta massa molar processada com estes ácidos foram depositadas sobre subfases aquosas ácidas (pH = 2), formando os chamados filmes monomoleculares de Langmuir. Através de um estudo dos parâmetros que influenciam a formação dos filmes de Langmuir conseguimos obter monocamadas estáveis. Desta forma os filmes puderam ser transferidos para substratos sólidos (vidro bk7), usando a técnica de Langmuir-Blodgett. Os filmes LB produzidos são do tipo Z, ou seja, a deposição só é bem sucedida na retirada do substrato, o que significa que mesmo no filme de Langmuir alguns grupos hidrofílicos se encontravam na interface filme/ar. Os filmes LB foram caracterizados por espectroscopia de UV-vis....

Incorporação de nanopartículas metálicas a polímeros conjugados: preparação, caracterização e utilização na fabricação de filmes nanoestruturados; Metal nanoparticles incorporated in conjugated polymers: preparation, characterization and use in the manufacture of nanostructured films

Sanfelice, Rafaela Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
49.01268%
O objetivo principal deste trabalho de doutorado foi a confecção de materiais híbridos formados a partir da união de nanopartículas de ouro com o polímero poli(3-hexiltiofeno) (P3HT). Os materiais híbridos foram obtidos através da produção de filmes de Langmuir e Langmuir-Schaefer (LS). Nanopartículas de ouro foram sintetizadas em fase aquosa (NpAu), utilizando o método de Turkevich e também, encapsuladas com 1-Octadecanotiol (NpAuOctatiol), apresentando solubilidade em clorofórmio. As NpAu foram utilizadas na subfase de uma cuba de Langmuir e o P3HT espalhado na interface ar/água. Ao transferir o filme de Langmuir formado para um substrato sólido, na forma de filme de Langmuir-Schaefer (deposição horizontal) foi possível obter um material híbrido contendo NpAu e P3HT. As NpAuOctatiol foram utilizadas para preparação de filmes LS híbridos através do espalhamento de soluções contendo uma mistura de P3HT com NpAuOctatiol com diferentes proporções. A presença das nanopartículas de ouro foi comprovada, principalmente, pelas imagens de MEV-FEG. Os filmes LS do P3HT apresentaram anisotropia ótica, permitindo inferir o tipo de orientação das moléculas tanto nos filmes de Langmuir como LS. A incorporação das nanopartículas de ouro no filme influencia na orientação do P3HT...

Síntese, caracterização e estudo de propriedades de ftalocianinas metálicas na forma de filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett; Synthesis, characterization and properties of metallic phthalocyanines in Langmuir and Langmuir-Blodgett films

Gaffo, Luciana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2002 PT
Relevância na Pesquisa
48.97668%
Este trabalho apresenta um estudo sobre síntese, caracterização e propriedades de ftalocianinas metálicas na forma de filmes ultrafinos. Foi obtida mais de uma fração para cada ftalocianina. Para as ftalocianinas de paládio (PdPc) e de ródio (RhPc), apenas uma fração pôde ser totalmente purificada para trabalhos com a técnica Langmuir-Blodgett (LB). As frações de ftalocianina de rutênio (RuPc) não atingiram pureza suficiente para fabricação de filmes de Langmuir e LB. As propriedades das ftalocianinas de ródio e bisftalocianina de itérbio (YbPc2), sintetizada em trabalho anterior, foram estudadas na formação de filmes LB. Observou-se forte influência das condições exterimentais nos resultados. Para a YbPc2, a posição do sensor de medida de pressão altera a pressão de colapso dos filmes, algo que só é observado em filmes de compostos semi-anfifilicos. O potencial de superficie dos filmes de Langmuir depende da velocidade de compressão, mas tais diferenças não aparecem nos filmes LB depositados. Foi observada uma forte interação química entre a RhPc e o ácido esteárico, o que é atípico para ftalocianinas. Esta interação parece ser bem menos intensa nos filmes LB. As áreas ocupadas por molécula para as bisftalocianinas de itérbio e samário e a ftalocianina de ródio foram 69...

Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) de ligninas; Langmuir and Langmuir-Blodgett films of lignins

Constantino, Carlos José Leopoldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/1999 PT
Relevância na Pesquisa
48.990674%
Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB) de ligninas extraídas do bagaço de cana-de-açúcar, via processo organossolve, foram fabricados. As isotermas de pressão revelaram uma área para a seção média da lignina em torno de 100 Å para a monocamada condensada, enquanto a modelagem a partir dos espectros elipsométricos indicou uma espessura por camada de cerca 60 Å para os filmes LB. Porém a deposição não se mostrou homogênea sobre toda a superfície do substrato como observado pelas medidas de microscopia de força atômica (AFM), de forma que filmes mais homogêneos foram obtidos a partir de uma solução mista de Iignina com estearato de cádmio. A área por molécula, calculada com base no número de moléculas de ácido esteárico sobre a subfase, aumenta com a quantidade de lignina na solução mista, indicando a presença de ambos os componentes também na monocamada. Os espectros de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) mostraram que tanto a lignina quanto o estearato de cádmio são transferidos e os espectros de ultravioleta visível (UV-vis) indicaram que esta deposição é homogênea até a 20ª camada. Os difratogramas de raios-X e as medidas de AFM mostram que a deposição de lignina e estearato de cádmio ocorre em domínios separados. As medidas de AFM revelaram ainda um aumento da rugosidade do filme com o aumento do número de camadas depositadas e com a maior irregularidade do substrato utilizado. Vale destacar que os filmes de lignina pura mostraram-se mais homogêneos que os filmes mistos...

Condutância lateral em filme de Langmuir e filmes mistos de fármacos com fosfolipídios; Lateral conductance in Langmuir films of phospholipids and mixed with pharmaceutical drugs

Cavalli, Ailton
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/07/1997 PT
Relevância na Pesquisa
68.73088%
Um sistema diferencial foi desenvolvido para resolver as principais dificuldades na medida do aumento da condução protônica na interface filme de Langmuir-água, a saber: a) pequeno aumento da condução devido ao filme comparado com a condução da água; b) diminuição da área imersa dos eletrodos para tensões superficiais diferentes da tensão da água; c) obtenção de uma subfase isenta de impurezas. Com o novo sistema mediu-se a condutância de filmes de Langmuir tradicionais (moléculas anfipáticas com cadeias de hidrocarbonos longas), de filmes mistos de fosfolipídio-fármacos e de um polímero condutor. Realizaram-se, também, medidas de pressão de superfície e potencial de superfície. Os resultados da condutância lateral e do potencial de superfície obtidos com os filmes tradicionais indicam que a área crítica (área em que a condutância do filme aparece e o potencial de superfície aumenta abruptamente) é área em que se forma uma rede de pontes de hidrogênio. Cálculos de área crítica realizados para os ácidos graxos, utilizando um modelo unidimensional para a transferência de prótons, reproduzem os resultados experimentais. Resultados obtidos com o polímero condutor mostram que é possível medir a contribuição eletrônica para a condutância com o novo sistema diferencial. Um estudo de filmes mistos de fosfolípídios-anestésicos locais (tetracaína e dibucaína) foi realizado utilizando a técnica de coespalhamento. Está técnica tem a vantagem...

Filmes automontados e Langmuir-Blodgett de compostos azoaromáticos; Layer-by-layer and Langmuir-Blodgett films of azoaromatic compounds

Santos Junior, David Sotero dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2005 PT
Relevância na Pesquisa
48.91904%
Nesta tese foi explorado o controle de arquitetura molecular pelo uso das técnicas de Langmuir-Blodgett (LB) e automontagem (LBL) para produzir filmes nanoestruturados de azopolímeros e azocorantes de baixa massa molecular. A primeira contribuição foi a síntese química de azopolímeros, nos quais os grupos azo são ligados covalentemente a uma cadeia polimérica. Para produção de filmes LBL, que requer compostos solúveis em água, fez-se a sulfonação do PAZO (poli(p-azofenileno)) resultando no PAZOS (poli(p-azofenileno sulfonado)). Este azopolímero conjugado apresentou luminescência em solução, confirmando cálculos teóricos, mas não em filmes LBL com poli(alilamina) (PAH). Os filmes LBL são condutores elétricos quando dopados com iodo e têm propriedades de birrefringência opticamente induzida. A fotoindução da birrefringência com laser linearmente polarizado foi muito lenta, com tempos consideravelmente maiores que em outros filmes LBL, devido não só às interações eletrostáticas, mas também à rigidez da cadeia conjugada. Outro polímero sintetizado foi o DR19CL-IPDI, que é solúvel em clorofórmio e foi utilizado para fabricação de filmes de Langmuir e LB. Os filmes LB só puderam ser produzidos utilizando a estratégia de co-espalhamento com estearato de cádmio (CdSt). Os experimentos de birrefringência opticamente induzida indicaram que os filmes LB de DR19CL-IPDI/CdSt têm maior birrefringência que os outros azopolímeros derivados de poliuretanos...

Langmuir and Langmuir-Blodgett films containing a porphyrin-ruthenium complex

Wohnrath, K.; Dinelli, L. R.; Mello, S. V.; Constantino, CJL; Leblanc, R. M.; Batista, A. A.; Oliveira, O. N.
Fonte: Amer Scientific Publishers Publicador: Amer Scientific Publishers
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 909-916
ENG
Relevância na Pesquisa
48.94181%
The fabrication of supramolecular structures from the tetraruthenated porphyrin-containing phosphines, {TPyP[RuCl3(dppb)](4)}, RuTPyP, is demonstrated with Langmuir and Langmuir-Blodgett films. The surface pressure-molecular area isotherms (pi-A) point to an edge-on arrangement for the RuTPyP molecules in the condensed state. Weak aggregation in the Langmuir films was indicated by non-zero surface potentials at large areas per molecule and a slight red shift in the ultraviolet-visible absorption spectrum in comparison to the spectrum in solution. Further aggregation occurs in the Z-type Lang muir-Blodgett films, which was confirmed with ultraviolet-visible spectroscopy of the deposited films. Fourier transform infrared and Raman spectroscopic data for powder and Langmuir-Blodgett films indicate that the RuTPyP molecules are chemically stable in Langmuir-Blodgett films regardless of the contact with water during film fabrication. The nanostructured nature of the Langmuir-Blodgett films was manifested in cyclic voltammetry due to the high sensitivity of the metallic centers in RuTPyR Electrodes modified with Langmuir-Blodgett films exhibit an anodic peak at 100 mV and a cathodic peak at 7 mV, which is assigned to RuIII/RuII redox processes. Furthermore...

Langmuir and Langmuir-Blodgett (LB) films of tetrapyridyl metalloporphyrins

Pavinatto, F. J.; Gameiro, A. F.; Hidalgo, A. A.; Dinelli, L. R.; Romualdo, L. L.; Batista, A. A.; Barbosa Neto, N. M.; Ferreira, M.; Oliveira, O. N.
Fonte: Elsevier B.V. Publicador: Elsevier B.V.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 5946-5952
ENG
Relevância na Pesquisa
58.74833%
We report on the formation of Langmuir films of 5,10,15,20-tetra(4-pyridyl) 21H,23H-porphine,hereafter named tetrapyridyl porphyrins with distinct central ions (2H(+), Zn(2+), Cu(2+), Ni(2+)). The films were characterized with surface pressure and surface potential isotherms and in situ UV-vis absorbance. The measurements indicated strong aggregation of porphyrin monomers at the air-water interface, with a red shift of the Soret band in comparison with the spectrum obtained from CHCl(3) solutions. The shift was larger for the non-substituted H(2)TPyP, and depended on the metal ion. Significantly, aggregation occurred right after spreading of the Langmuir film, with on further shifts in the UV-vis spectra upon compression of the film, or even after transferring them onto solid substrates in the form of Langmuir-Blodgett (LB) films. The buildup of LB films from H(2)TPyP and ZnTPyP was monitored with UV-vis spectroscopy, indicating an equal amount of material deposited in each deposition step. Using FTIR in the transmission and reflection modes, we inferred that the H(2)TPyP molecules exhibit no preferential orientation in the LB films, while for ZnTPyP there is preferential orientation, with the porphyrin molecules anchored to the substrate by the lateral pyridyl groups. (C) 2008 Elsevier B.V. All rights reserved.

Study of the interaction between cardiolipin bilayers and methylene blue in polymer-based Layer-by-Layer and Langmuir films applied as membrane mimetic systems

Aoki, Pedro H. B.; Volpati, Diogo; Caetano, Wilker; Constantino, Carlos J. L.
Fonte: Elsevier B.V. Publicador: Elsevier B.V.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 93-102
ENG
Relevância na Pesquisa
58.212954%
An increase of the reports involving mimetic systems has been observed. Briefly, these systems use biological phospholipids to exploit specific interactions between membrane-models and drugs. Here, the Layer-by-Layer (LbL) and Langmuir techniques were used to investigate the interaction between cardiolipin (CLP-negative phospholipid) and a cationic-like drug methylene blue (MB). Supported by a cationic polyelectrolyte (PAH), LbL films containing PAH/(CLP + MB) and PAH/(CLP + MB + AgNP) were grown up to 14 bilayers. The optical microscopy analysis revealed a decrease of the CLP vesicle sizes in the presence of MB as a possible consequence of the MB action onto the mechanical properties of the CLP membrane. From FTIR spectra, changes mainly related to peak position and band intensity and shape were observed in the spectra from PAH/CLP when in the presence of MB. The latter supports that the interactions between the phosphate and amine charged groups from CLP and PAH, respectively, established during the LbL film fabrication, besides the CLP hydrocarbon environment, are influenced by the presence of MB. Using the micro-Raman technique, a chemical mapping was build based on MB spectrum by resonance Raman scattering (RRS) and surface-enhanced resonance Raman scattering (SERRS). The later phenomenon was activated by Ag nanoparticles (AgNPs) trapped within the LbL film allowing collecting spectra for a single bilayer of PAH/(CLP + MB + AgNP). A rough estimation showed a SERRS amplification of 10(3) in comparison to RRS spectra. As a complementary approach...

Langmuir Films of Flexible Polymers Transferred to Aqueous/Liquid Crystal Interfaces Induce Uniform Azimuthal Alignment of the Liquid Crystal

Kinsinger, Michael I.; Buck, Maren E.; Meli, Maria-Victoria; Abbott, Nicholas L.; Lynn, David M.
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
48.905996%
We reported recently that amphiphilic polymers can be assembled at interfaces created between aqueous phases and thermotropic liquid crystals (LCs) in ways that (i) couple the organization of the polymer to the order of the LC and (ii) respond to changes in the properties of aqueous phases that can be characterized as changes in the optical appearance of the LC. This investigation sought to characterize the behavior of aqueous-LC interfaces decorated with uniaxially compressed thin films of polymers transferred by Langmuir-Schaefer (LS) transfer. Here, we report physicochemical characterization of interfaces created between aqueous phases and the thermotropic LC 4-cyano-4’-pentylbiphenyl (5CB) decorated with Langmuir films of a novel amphiphilic polymer (polymer 1), synthesized by the addition of hydrophobic and hydrophilic side chains to poly(2-vinyl-4,4’-dimethylazlactone). Initial characterization of this system resulted in the unexpected observation of uniform azimuthal alignment of 5CB after LS transfer of the polymer films to aqueous-5CB interfaces. This paper describes characterization of Langmuir films of polymer 1 hosted at aqueous-5CB interfaces as well as the results of our investigations into the origins of the uniform ordering of the LC observed upon LS transfer. Our results...

Langmuir Films of Polycyclic Molecules on Mercury

Tamam, L.; Kraack, H.; Slotskin, E.; Ocko, B. M.; Pershan, Peter S.; Deutsch, M.
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN_US
Relevância na Pesquisa
68.111875%
Langmuir films (LFs) of biphenyl and anthracene derivatives on the surface of liquid mercury were studied by surface-specific X-ray and surface tension measurements. Phases of lying-down, side-lying and standing-up molecules were found, some of which exhibit long-range lateral order. The molecular symmetry and the position and nature of the side-, end-, and headgroups are shown to dominate the structural evolution of the LFs with surface coverage.; Engineering and Applied Sciences

The Structure of Organic Langmuir Films on Liquid Metal Surfaces

Kraack, H.; Deutsch, M.; Ocko, B. M.; Pershan, Peter S.
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN_US
Relevância na Pesquisa
68.111875%
Langmuir films (LFs) on water have long been studied for their interest for basic science and their numerous applications in chemistry, physics, materials science and biology. We present here Å-resolution synchrotron X-ray studies of the structure of stearic acid LFs on a liquid mercury surface. At low coverage, (geq) 110 Å(^2)/mol, a 2D gas phase of flat-lying molecules is observed. At high coverage, (leq) 23 Å(^2)/mol, two different hexatic phases of standing-up molecules are observed. At intermediate coverage, 52 (leq) A (leq) 110 Å(^2)/mol, novel single- and double-layered phases of flat-lying molecular dimers are found, exhibiting a 1D in-layer order. Such flat-lying phases were not hitherto observed in any LF. Measurements on LFs of fatty acids of other chain lengths indicate that this structure is generic to chain molecules on mercury, although the existence of some of the flat-lying phases, and the observed phase sequence, depend on the chain length. Organic LFs on Hg, and in particular the new flat-lying phases, should provide a broader nano-structural tunability range for molecular electronic device construction than most solid-supported self-assembled monolayers used at present.; Engineering and Applied Sciences