Página 1 dos resultados de 427 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

A idéia de jogo em obras de John Cage e no ambiente da livre improvisação; The idea of game in works of John Cage and in the environment of free improvisation

COSTA, Rogério Luiz Moraes
Fonte: Belo Horizonte Publicador: Belo Horizonte
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.58%
Este texto examina as principais diferenças de enfoque relacionadas ao papel dos intérpretes na realização de duas diferentes propostas de jogo. Para tanto, são comparadas algumas obras de John Cage e as práticas de grupos que se dedicam à livre improvisação musical, principalmente do grupo Akronon.1 Procura-se demonstrar que as propostas de Cage, que estão situadas num plano conceitual, e as propostas da livre improvisação, que partem de uma prática experimental interativa baseada numa manipulação empírica dos sons, resultam em concepções bastante distintas a respeito do papel do intérprete. A partir desta perspectiva, afirma-se o caráter potente da livre improvisação que pode ser pensada enquanto prática de um jogo ideal conforme conceituação proposta pelo filósofo francês Gilles Deleuze; This text examines the main differences in approaching the role of interpreters in the realization of two different game proposals. Therefore, some works of John Cage and practices of groups active in the free improvisation music are compared, especially the group Akronon (to which the author of this article is a member). It is demonstrated that Cage’s proposals, which are located in a conceptual plan and the proposals of free improvisation...

A idéia de corpo e a configuração do ambiente da improvisação musical

COSTA, Rogério Luiz Moraes
Fonte: Goiânia Publicador: Goiânia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.58%
O objetivo deste texto é evidenciar a importância da ideia de corpo para a reflexão sobre o ambiente da improvisação musical. Este tipo de prática em tempo real que parte de uma relação direta dos músicos com os seus instrumentos sem a mediação de uma partitura tem como ponto de partida inevitável o corpo dos improvisadores envolvidos. O corpo funciona tanto como um fator de reprodução de possíveis – refletindo os limites do próprio corpo (repetição) - quanto como um potencializador de produção de virtualidades – fundamentados numa expansão destes limites (diferença). Trata-se então de examinar, no agenciamento da improvisação, como o corpo pode ser entendido como detentor deste duplo dinamismo e, neste contexto, que tipo de relacionamento pode estabelecer com a matéria sonora. Procuraremos também estabelecer o papel das ideias de desejo e prazer na configuração deste dinamismo e relacionar esta reflexão com as propostas de improvisação livre e idiomática. Para esta discussão serão utilizados alguns conceitos formulados por Gilles Deleuze como território e linha de fuga, as reflexões de Paul Zumthor sobre corpo, oralidade e performance e as discussões epistemológicas de Edgar Morin sobre o conhecimento e a cultura; The aim of this text is to highlight the importance of the idea of body to the debate about the musical improvisation environment. This type of real-time practice...

Horizontalidade e verticalidade: dois modelos de improvisação no choro brasileiro; Horizontalidade e verticalidade: dois modelos de improvisação no choro brasileiro

Valente, Paula Veneziano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
O objetivo deste trabalho, de cunho essencialmente musicológico, é analisar comparativamente dois estilos de improvisação no choro brasileiro. Para este estudo foram escolhidos dois importantes nomes da música popular brasileira: Pixinguinha e K-Ximbinho. Com base nos conceitos propostos por George Russell sobre abordagem horizontal e vertical, caracterizamos os respectivos estilos e investigamos os diferentes caminhos percorridos por eles a fim de determinar as abordagens que cada um deles privilegia. Esta pesquisa apresenta ainda um sentido pedagógico, pois pretende estimular professores e estudantes de improvisação a pensar de maneira criativa as estruturas musicais, ao identificar dois modelos que podem ser utilizados como ferramentas de estudo para o desenvolvimento deste procedimento.; The nature of this paper is essentially musical and its sole purpose is to deal with a comparative study of two different styles of improvisation which can be found in one of the rhythms typical of Brazilian popular music: The "choro". Two main Brazilian musicians have been chosen to illustrate the techniques used. The first one is known as Pixinguinha and the other is K - Ximbinho. By analyzing both artists' work one hopes to be able to establish the differences between the two models. On the other hand...

Palavras sem discurso: estratégias criativas na livre improvisação

Falleiros, Manuel Silveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.64%
O intuito deste trabalho foi o de, através da pesquisa sobre o processo criativo na Livre Improvisação, desenvolver estratégias de criação e explorar a palavra como agente potencializador nos processos de criação. Para compreender o fenômeno da criação na Livre Improvisação, buscamos alternativas metodológicas adaptando modelos de análise que permitissem uma aproximação coerente às artes performativas a partir do esclarecimento sobre os conceitos dos Processos de Criação e do Paradigma Indiciário. Da mesma forma, exploramos o significado da criatividade para a Livre Improvisação, demonstrando a importância de componentes de processo criativo como o imaginário, a criatividade, o risco e a invenção. Dessa forma, apresentamos como se deu o desenvolvimento de uma estratégia criativa a partir da palavra, vinculada às ações que envolvem os conceitos de ressonância emocional e endoconceitos como componentes do processo de criação relativo à Livre Improvisação. Para isso, contamos com um laboratório de experiências práticas, segundo os conceitos de processo criativo, o qual foi denominado ateliê. Apontamos a partir dos conceitos explorados e das experiências práticas, nosso caminho na formulação destas estratégias que apontam para diferentes perspectivas criativas para a Livre Improvisação.; The purpose of this study was to develop strategies to create and explore the word as a potentiating agent in the processes of creation...

Processos mentais subjacentes à improvisação idiomática; -

Paes, José Eduardo Tomé
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
O presente trabalho propõe pesquisar a relação entre processos mentais, improvisação musical e performance. Realiza essa investigação partindo da perspectiva da psicologia cognitiva das décadas de 1980 e 1990 que concebe a improvisação musical enquanto um sistema de expertise. Incorpora à pesquisa as novas abordagens fundamentadas em princípios da neurociência realizadas na primeira década do século XXI, que investigam a improvisação enquanto um comportamento criativo espontâneo e, através de experimentos com neuroimagem funcional, buscam as possíveis bases cerebrais para a criatividade. O objetivo deste estudo é apropriar-se de parte do conhecimento produzido pela psicologia cognitiva e pela neurociência acerca dos mecanismos psicológicos e neurobiológicos que geram a improvisação, a fim de sugerir possíveis interfaces entre esse conhecimento, as rotinas de estudo do músico improvisador e as estratégias pedagógicas do professor de improvisação.; This paper intends to research the relationship between mental processes, musical improvisation and performance. The investigation starts from the cognitive psychology perspective in the 1980s and 1990s, considered a system of expertise, and go forward on new approaches...

A improvisação livre como metodologia de iniciação ao instrumento: uma proposta de iniciação (coletiva) aos instrumentos de cordas dedilhadas; -

Machado, André Campos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.69%
Esta pesquisa investiga as possibilidades de iniciação aos instrumentos de cordas dedilhadas por meio da improvisação livre. Ela divide-se em três partes: fundamentação teórica, oficinas de improvisação livre e elaboração de um caderno de iniciação. A reflexão teórica tem como principais referências, as pesquisas de Rogério L. M. Costa e H. J. Koellreutter a cerca da Improvisação Livre, e as investigações de Flávia M. Cruvinel sobre o Ensino Coletivo de Instrumentos Musicais. Os diversos tipos de gestos musicais são descritos com enfoque no gesto instrumental, termo adotado na pesquisa para representar os elementos da técnica instrumental. Os gestos instrumentais foram selecionados através de seis oficinas de improvisação livre realizadas nos Conservatórios Estaduais de Música do Triângulo Mineiro, onde se procurou uma forma de registro gráfico musical que favorecesse a prática da improvisação livre e colaborasse no desenvolvimento de um caderno de iniciação aos instrumentos de cordas dedilhadas. Esta nova proposta de iniciação instrumental divide-se em seis partes através da sugestão de roteiros para improvisação livre, grafados de forma não tradicional, com o objetivo de estimular a exploração sonora e timbrística em sintonia com a música da contemporaneidade. Através da criação...

Improvisação teatral e descentração

Fuchs, Ana Carolina Müller
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.64%
Esta pesquisa tem por objetivo refletir sobre os processos cognitivos que envolvem a construção da improvisação teatral a partir do trabalho do ator, com base na teoria de Piaget e nos trabalhos de Viola Spolin. Como forma de compreender os processos cognitivos na construção da improvisação teatral, essa foi estudada a partir dos conceitos de egocentrismo e descentração propostos por Piaget. Através desses conceitos é possível traçar uma trajetória da construção da improvisação a partir do trabalho do ator. Esse estudo também se propõe a entender como ocorre a improvisação no que se refere às relações entre os atores e como esses constróem o jogo com os demais colegas. Para esta pesquisa, foi realizada uma oficina teatral como meio de recolher e registrar os dados necessários para as análises. Além da oficina teatral, foram feitas entrevistas semi-estruturadas e coletados dados através de cadernos de notas dos atores, o que possibilitou uma avaliação a partir da perspectiva, não só da pesquisadora, mas dos sujeitos envolvidos. As análises foram feitas a partir do trabalho empírico com base no quadro teórico escolhido. Dessa forma, foi possível identificar o percurso de construção do conhecimento em improvisação teatral...

Improvisação na música contemporânea de concerto : parâmetros para execução da cadenza da peça "The days fly by" de Frederic Rzewski

Haro, Diogo de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.64%
A presente pesquisa apresenta uma proposta de treinamento para a improvisação de uma cadenza na peça “The Days Fly By” de Frederick Rzewski. A improvisação é um aspecto que se manifesta de várias maneiras no trabalho e na trajetória deste compositor, sendo ele próprio pianista reconhecido por seus improvisos de cadenzas em concertos tradicionais. Seu processo de composição está intimamente relacionado ao da improvisação. É comum em suas composições a inclusão de uma seção em aberto para ser improvisada pelo intérprete. Utilizo os conceitos de referente, base de conhecimento de Jeff Pressing e ponto de partida de Bruno Nettl associados a um modelo de aprendizagem da improvisação proposto por Barry J. Kenny & Martin Gellrich. Esta pesquisa apresenta proposta de exercícios de improvisação fundamentados nos elementos detectados em uma análise da peça.; This research presents a training proposal for the improvisation of a cadenza in Frederich Rzewski!s"the Days Fly By". Improvisation is an aspect that, in several forms, appears in the work and trajectory of this composer. Himself a pianist, he is well known for his improvisations of cadenzas in traditional concerts. He has been a jazz musician and his process of composition is intimately related to the improvisation. It is usual to find in his compositions the inclusion of an open section to be improvised by the performer. I utilize Jeff Pressing!s concepts of referent...

Improvisação e aprendizagem em cervejarias artesanais : um estudo no Brasil e na Alemanha

Flach, Leonardo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.69%
Planejamento, controle, coordenação, padronização foram e continuam sendo importantes para a efetividade das práticas no ambiente organizacional. Entretanto, novas lentes de análise são necessárias para contribuir na compreensão da atuação dos indivíduos nas organizações, e uma destas novas propostas, apresentada neste trabalho, consiste na improvisação e sua articulação com a aprendizagem. A complexidade do mundo contemporâneo do trabalho muitas vezes exige a capacidade de o sujeito atuar na resolução de problemas emergenciais. Mesmo organizações com alta tecnologia, planejamento e padronização, em determinadas ocasiões podem precisar improvisar. O presente estudo tem por objetivo descrever e compreender os processos de improvisação e possíveis articulações com a aprendizagem em cervejarias artesanais do Brasil e Alemanha. A abordagem é qualitativa, com base em um estudo multicaso realizado em dez cervejarias artesanais brasileiras e alemãs, nas quais coletou-se dados por meio de entrevistas semiestruturadas, observação direta, análise de documentos. A pesquisa delimitou-se a partir de dois eixos norteadores: improvisação e teoria da aprendizagem situada. Entendese o conceito de improviso como a ação que ocorre de forma extemporânea...

A importância do ensino da improvisação musical no desenvolvimento do intérprete

Albino, César Augusto Coelho
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 207 f. + Inclui anexos + 01 DVD
POR
Relevância na Pesquisa
37.83%
Pós-graduação em Música - IA; Esta pesquisa discute a natureza da improvisação musical e as possibilidades de sua aplicação no ensino de instrumentos e performance musicais. O problema central que motivou a pesquisa se concentra na questão: “É possível elaborar um ensino significativo de improvisação musical nas escolas que trabalham com a performance musical, ou esta seria uma tarefa a se contrapor à natureza do que vem a ser a improvisação?” Essa problemática nos conduziu aos seguintes objetivos: discutir os conceitos de improvisação musical e de aprendizagem significativa; promover cursos e oportunidades de improvisação em escolas que têm a performance como modelo de ensino musical; e oferecer aos estudantes e professores de música alguns paradigmas metodológicos que poderão fazer da improvisação uma das disciplinas dos cursos de prática instrumental ou canto. Para responder a essa indagação, o mestrando parte de sua história de vida, considerando as oportunidades positivas e negativas que proporcionaram seu desenvolvimento musical e seu interesse pela improvisação. No capítulo II são apresentadas as teorias educacionais que deram suporte à proposta pedagógica que se pretendeu aplicar na pesquisa...

Reconectando corpo & alma : sobre o processo de improvisação e criação em dança; Reconnecting body and soul : on the process of improvisation and creation on dance

Paulo José Baeta Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 2010/8/06 PT
Relevância na Pesquisa
37.64%
No decorrer de minha experiência como bailarino, coreógrafo e professor de dança, e como psicólogo clínico e analista junguiano, trabalhei tanto com crianças e adolescentes como com adultos. Sempre me tocou o quanto a linguagem do corpo brota a partir de imagens internas e se nutre delas, e o quanto a percepção e expressão dessas imagens são indispensáveis para o nosso desenvolvimento como indivíduos. Assim, meu objetivo aqui será explorar as características destas duas áreas de expressão e pesquisa - o movimento e a linguagem imagética. Focalizarei nesta tese a criatividade e expressão espontânea da dança através da improvisação. Como embasamento teórico, apresentarei e analisarei por um lado, dois métodos de improvisação de dança criados por Rolf Gelewski, e os conceitos básicos de movimento segundo Rudolf Laban, que deram origem à estruturação do movimento na dança moderna europeia. Por outro lado, exporei minhas experiências com a música e as artes visuais, sobretudo no campo da dança. Movimentar-se a partir de imagens visuais e de imagens internas, desenhar a partir de improvisações de movimento e usar o desenho livre como registro do processo de percepção auditiva e como agente estimulador da improvisação na dança foram as técnicas principais que sempre utilizei em meu trabalho de dança...

Contato improvisação

Krischke, Ana Maria Alonso
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 182 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.69%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação; Contato Improvisação é uma forma criada no contexto do pós-modernismo da dança nos Estados Unidos. A proposta, iniciada por Steve Paxton em 1972, é uma arte do movimento de natureza improvisada, define-se como trabalho de relação e vem sendo amplamente difundida na atualidade. Sem escola ou metodologia fechada, nela, estruturas de circulação do conhecimento permitem que haja diversas abordagens e possibilidades de apreensão. O foco dessa proposta é a relação recíproca de dois corpos (ou mais), que não têm existência independente um do outro. Essas relações são internas como um organismo. O movimento é visto como um conjunto de relações, em que a base não é um corpo ou um grupo de corpos, mas o conjunto de relações que se estabelece entre eles, ou seja, é um sistema de movimento, baseado na comunicação dos corpos que se movem em diálogo. Buscando compreender o Contato Improvisação na atualidade, este estudo volta-se aos aspectos relativos à improvisação e à busca do fazer comum sem hierarquias, visto que são característicos dessa forma, em sua origem. Experiências ligadas a ensino...

Dançando com o peixe vermelho : encontro entre o processo viewpoints e a improvisação estruturada de Anna Halprin na Composição cênico-coreográfica

Porath, Vancleia Pereira de Campos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, 2012.; Este escrito diz respeito a composição cênico-coreográfica oriunda do encontro entre a Improvisação Estruturada, scores de Anna Halprin, e o Processo Viewpoints. A dissertação foi desenvolvida tomando como experiência o projeto Vestidos & Cartas, desenvolvido entre janeiro e fevereiro de 2012, em Lima (Peru) através de uma Residência Artística patrocinada pelo programa Iberescena. Num primeiro momento o Processo Viewpoints e a Improvisação Estruturada são explorados como aquecimento, preparação corporal. Ao falar sobre preparação corporal problematizo as relações entre aquecimento e composição coreográfica na improvisação, abordando questões como o conceito de corpo enquanto experiência e a relação entre os primeiros exercícios dados e a posterior composição. No decorrer da pesquisa investigo a improvisação enquanto performance, indicando suas raízes nos happenings e experimentos dos artistas da vanguarda norte-americana da década de 60. A questão é discutida tanto historicamente quanto culturalmente findando em relatos sobre as intervenções urbanas realizadas nas ruas de Lima. A investigação segue abordando as relações entre improvisação...

Jinen Butô : corpoimagem na improvisação

Cunha, Carla Sabrina
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
37.76%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Artes, 2012.; A presente pesquisa teve como foco principal o estudo da improvisação na dança, à partir do Butô e sua realização cênica, sob investigação da relação entre corpo e imagem com o propósito de criar dança. Neste Trabalho foi desenvolvido o conceito de corpoimagem, como modo diferenciado de se utilizar a improvisação na dança. A referência artística apresentada e utilizada para chegar a tal conceito foi a dança Butô de Atsushi Takenouchi, denominada Jinen Butô. Os processos de improvisação criados, apresentados e utilizados como instrumentos de investigação para esta pesquisa foram: a) A improvisação Azul (2011); b) A improvisação de dança Perpétua Ilusão (2009, 2010); c) A participação no espetáculo No princípio (2010). Também como parte da metodologia de pesquisa foi realizada uma oficina: Laboratório corpoimagem na improvisação (2009), onde foram conduzidas aulas de improvisação e Butô para a comunidade, resultando na criação de propostas de improvisação em dança a serem praticadas. Os dados obtidos permitem acreditar que improvisar partindo de corpoimagem traz resultados diferenciados em termos estéticos e de sensações pessoais...

Aprender improvisando : o papel da improvisação na aprendizagem da clarineta com crianças entre 6 e 11 anos

Tossini, Rosa Barros
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.83%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação Música em Contexto, 2014.; A improvisação ocupa um lugar de destaque em todas as linguagens artísticas. Na música é tema de interesse em praticamente todas as suas áreas, seja na performance, na educação musical, na musicoterapia ou na musicologia, permitindo que dialogue e se entrelace com aspectos da percepção, da análise, da composição, dos recursos tecnológicos. O presente trabalho trata da improvisação na área da música, mais especificamente na educação musical, com um foco preciso na aprendizagem instrumental, utilizando a clarineta como objeto de estudo O objetivo principal deste trabalho é compreender como uma turma de crianças de um projeto de extensão universitária constrói sua própria aprendizagem na clarineta utilizando a improvisação como ponto de partida para o desenvolvimento técnico e de outras habilidades musicais. O referencial teórico que fundamentou a compreensão dos processos vivenciados ao longo da pesquisa propôs, neste trabalho, que a improvisação fosse balizada sob três perspectivas teóricas: (a) recurso da performance musical, (b) processo criativo e (c) processo de aprendizagem. Partiu-se do princípio de que a aprendizagem dos conteúdos técnicos se dá paralelamente à aprendizagem das práticas criativas por meio de performances improvisadas inseridas no cotidiano das aulas. Dessa forma...

Forma e memória na improvisação

Aguiar, António Augusto Martins da Rocha Oliveira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
O presente trabalho propõe-se abordar os problemas mais significativos da improvisação da música contemporânea. Tendo como foco principal a procura do pensamento do improvisador durante a performance, assim como, a exploração dos diferentes constrangimentos que regulam a abertura da improvisação, a tese é composta por duas partes: na primeira apresenta-se os modelos teóricos da improvisação e suas principais características, assim como, uma reflexão sobre o papel da memória no processo de criação no decorrer da performance. Explora-se ainda a temática da organização do discurso musical improvisado em relação aos problemas da Estrutura e do controlo da Forma. A partir dos pressupostos teóricos, apresenta-se na segunda parte, uma vasta compilação de performances improvisadas desenvolvidas sobre os diferentes constrangimentos da criação em tempo real, explorando-se os vários conceitos de abertura. Desenvolve-se ainda um estudo empírico baseado na retrospecção da improvisação de onze instrumentistas sobre um motivo comum, no sentido de recolher uma compilação dos termos e dos processos mais usados na sintaxe da improvisação, representativos do pensamento do improvisador. Os dados obtidos permitem concluir que o comportamento da improvisação assenta maioritariamente num discurso Associativo...

Música contemporânea e improvisação na orquestra de cordas

Matos, Ana Domingas de Oliveira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.64%
O presente estudo foi desenvolvido no contexto da Orquestra de Cordas do ensino especializado da música no âmbito do Projeto Educativo do Mestrado em Música da Universidade de Aveiro. Pretendeu-se contribuir para uma atualização do repertório disponível para esta formação, que considerasse a heterogeneidade dos elementos que a constituem e que explorasse a prática da improvisação individual e coletiva Aborda questões em torno do ensino de música de conjunto e da improvisação, a partir do método investigação-ação. O projeto consistiu na criação de uma obra, em parceria com um compositor, adequada ao nível individual de cada uma das alunas, que prescreve momentos de improvisação, e na sua implementação na Orquestra de Cordas ao longo de seis semanas, culminando com uma apresentação pública. A análise do processo compreendeu a documentação coligida no diário de campo, as entrevistas e conversas informais tidas com as alunas, encarregados de educação e professores da escola e uma auto-etnografia da apresentação pública. O estudo revelou que o facto de a obra interpretada estar ajustada ao desenvolvimento musical de cada uma das alunas e de conter momentos de improvisação, foi um incentivo ao estudo fora do contexto da sala de aula...

Respondendo à incerteza: Uma análise longitudinal da improvisação organizacional

Gonçalves, Vanda Sofia
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2001 POR
Relevância na Pesquisa
37.69%
Dissertação de Mestrado em Comportamento Organizacional; A actividade das áreas que contactam directamente com clientes é marcada por um forte constrangimento temporal provocado por forças de várias ordens que nem sempre são confluentes. As suas tarefas estão normalmente, na dependência do cliente e da capacidade interna da organização, sendo o seu grau de controlo quase nulo. A fronteira é o exterior/interior da organização e, por conseguinte, a competência mais utilizada é a capacidade de interpretação e tradução (Fonseca, 1998a). É necessário estar constantemente atento às necessidades e exigências dos clientes e, simultaneamente, aos conceitos base dos produtos e à capacidade interna das outras áreas para fazer o ajustamento, tanto quanto possível de ambos. Toda esta actividade, de certa forma imprevisível, assume contornos mais pronunciados quando se trata do lançamento c actividade comercial de uma empresa, na medida em que toda a operação está a ser definida em simultâneo e os processos têm que unir e interagir nos pontos cruciais de contacto. Esta situação é tanto mais notória quanto a concorrência vivida no sector das telecomunicações. É um mercado muito forte e em permanente evolução...

Improvisação ao contrabaixo acústico com uso de arco na música popular brasileira instrumental (MPBI): estratégias de estudo e performance; Improvisational acoustic bass with the use of arc in Brazilian popular music instrumental (MPBI): study strategies and performance

ASSIS, Paulo Dantas de Paiva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Música; Linguística, Letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Música; Linguística, Letras e Artes
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
This paper discusses the use of bowing technique in improvisation with the bass in the Brazilian Instrumental Popular Music (MPBI). The main objective is to develop study strategies through a brief literature review on the bowing technique, its application in North American jazz and the characteristics of improvisation in MPBI. Thus, the paper discusses the results and presents them in the form of suggestion implementation. The paper is organized into three parts: 1) Review of literature on the use of the bow on strings instruments, 2) MPBI improvisation and 3) strategies for improvisation study on double bass with the use of bowing technique in MPBI. It can be concluded that the processes involved in improvisation on the double bass with bowing technique in MPBI have some particularities that should be objects of attention and study. Moreover, there are similarities in the use of the bowing technique in Classical Music, particularly the technique preparation. It also follows that the greater the knowledge of the peculiarities of bowing technique in improvisation, preparing technical and stylistic knowledge of the bassist, the performance will be better.; O presente trabalho discute a utilização da técnica de arco na improvisação ao contrabaixo acústico na Música Popular Brasileira Instrumental (MPBI). O objetivo principal é desenvolver estratégias de estudo...

Pratica corporeoenergetica para a improvisação de dança : uma via para a manifestação da criatividade

Raquel Valente de Gouvea
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em /02/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.64%
Na presente pesquisa, apresento a sistematização da prática corpo reoenergética, treinamento técnico e energético destinado ã preparação de dançarinos e atores (artistas corporais) para a Improvisação de Dança. A prática tem caráter holístico e, portanto, considera a integração psicofísica como base para o autoconhecimento e para o fazer criativo da dança. Neste sentido, investiga-se a manifestação da presença cênica do improvisador (dilatação psicofísica) como um estado consciente alterado que pode ser facilitado pelo treinamento. A pesquisa é interdisciplinar e se move no interior de uma perspectiva sistêmica em que diferentes referenciais coordenam a evolução do pensamento. No capítulo primeiro, dialogo com atores-pesquisadores das artes cênicas que muito me influenciaram, trazendo desse universo, indicativos para a prática preparatória do improvisador. Apresento aspectos relevantes a esta pesquisa dos pensamentos e da prática de STANISLAVSKI, GROTOWSK1, Eugénio BARBA, Luís Otávio BURNIER e de Yves LEBRETON. No segundo capítulo, proponho a compreensão do processo criativo da Improvisação de Dança a partir de uma perspectiva que reúne o pensamento idealista do físico e filósofo Dr. Amit GOSWAMl a princípios e proposições da Física Quântica...