Página 1 dos resultados de 45 itens digitais encontrados em 0.017 segundos

Can Wistar rats be used as the normotensive controls for nerve morphometry investigations in spontaneously hypertensive rats (SHR)?; Ratos Wistar podem ser utilizados como os controles normotensos dos ratos espontaneamente hipertensos (SHR) em investigações morfométricas de nervos periféricos?

SANADA, Luciana Sayuri; TAVARES, Marcelo Rodrigo; NEUBERN, Milena Cardoso Maia; SALGADO, Helio Cesar; FAZAN, Valéria Paula Sassoli
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
39.379138%
PURPOSE: We compared the sural nerve morphology among Wistar (WR), Wistar-Kyoto (WKY) and Spontaneously hypertensive (SHR) rats, including the nerve fascicles and myelinated fibers morphometry. METHODS: Age matched (20 weeks) female WR (N=6), WKY (N=6) and SHR (N=7) had their right and left sural nerves removed, embedded in epoxy resin, and observed by light microscopy. Morphometric analysis was performed with the aid of computer software. RESULTS: Despite presenting the same age, WR were heavier than WKY and SHR, as were SHR compared to WKY. Systolic arterial pressure was higher in SHR compared to WR, but no differences between SHR and WKY or WR and WKY were observed. The sural nerves were morphometrically symmetric between proximal and distal segments on the same side and between sides in all strains with no differences in the myelinated fiber number. Schwann cell number and density were smaller in SHR and G ratio was larger in SHR, indicating that SHR have thinner myelinated fibers. CONCLUSION: Sural nerve morphology is similar between WKY and WR, allowing the use of WR as the SHR controls in morphological investigations involving peripheral neuropathies.; OBJETIVO: Comparar a morfologia do nervo sural em ratos Wistar (WR), Wistar Kyoto (WKY) e espontanemanete hipertensos (SHR)...

Aspectos descritivos e quantitativos da anatomia macroscópica e microscópica do nervo vestíbulo-coclear de cobaias; Descriptive and Quantitative Aspects of macroscopic and microscopic anatomy of the vestibulocochlear nerve of guinea pigs

Vasconcelos, Carlos Augusto Carvalho de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
50.070386%
O nervo vestíbulo-coclear da cobaia possui peculiaridades não encontradas em outros nervos periféricos. Não foram encontradas informações detalhadas sobre os aspectos morfométricos do VIII nervo craniano em cobaias adultas na literatura. A avaliação descritiva e quantitativa no presente estudo, evidencia informações que precedem o estudo das alterações que ocorrem em modelos experimentais de neuropatias do VIII nervo craniano e as doenças ou lesões que possam afetar o homem. Foram utilizadas 8 cobaias adultas, perfundidas com glutaraldeído a 2,5% em tampão cacodilato de sódio (0,025 M). Seus nervos direito e esquerdo (n=6, 4 nervos direito e 2 esquerdos) foram dissecados na região mediana do nervo e pós fixado com tetróxido de ósmio (OsO4) a 1% e incluídos em resina epóxi Poly/Bed 812®. Os fragmentos foram cortados em secções transversais semifinas seriadas (6 nervos) com uma espessura de 0,5 μm e corados com azul de toluidina para a microscopia de luz. Foram analisados os aspectos histológicos descritivos e topográficos do nervo vestíbulo-coclear em cobaias adultas, bem como os aspectos histométricos na parte mediana do nervo, no referente a densidade de fibras mielínicas, a distribuição dos diâmetros de tal tipo de fibras mielínicas...

Avaliação morfológica e morfométrica dos efeitos da estimulação tátil neonatal sobre o nervo óptico de ratos Wistar hígidos ou submetidos a uma dieta deficiente em ferro no período pós-natal precoce; Morphological and morphometric evaluation of the effects of neonatal tactile stimulation on the optic nerve or healthy wistar rats subjected to a iron-deficient diet in the early post-natal period.

Barbosa, Everton Horiquini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
29.519976%
Diante da deficiência de ferro que leva a processos degenerativos do sistema nervoso central e da estimulação tátil neonatal como uma estratégia não invasiva e promissora para atenuar os déficits causados pela degeneração, assim, justifica-se comparar em ratos submetidos à dieta deficiente em ferro (A - 4mg/kg) ou dieta adequada em ferro (C - 35mg/kg) os efeitos da estimulação tátil neonatal, em relação aos aspectos morfológicos e morfométricos das células gliais, fibras mielínicas e vasos sanguíneos do nervo óptico, aos 18, 22 e 32 dias de idade. Foram utilizadas 12 ninhadas de ratos Wistar, compostas por 12 ratas-mãe e 72 filhotes machos recém-nascidos, que por sua vez, foram divididos em dois grupos de acordo com a dieta submetida às ratas-mãe (A e C). Metade das ninhadas do grupo A e C foram submetidas à estimulação tátil (E) e a outra metade não recebeu nenhuma forma de estímulo (N). Resultando, portanto, nos seguintes grupos experimentais: grupo controle não estimulado (CN), grupo controle estimulado (CE), grupo anêmico não estimulado (AN), e grupo anêmico estimulado (AE), cada grupo foi composto por 3 ratas-mães e 18 filhotes. Aos 18, 22 e 32 dias de vida, seis animais de cada grupo experimental foram profundamente anestesiados e perfundidos por via transcardíaca. Os nervos ópticos foram cuidadosamente dissecados com o auxílio de um estereomicroscópio (Stemi DRC...

Caracterização de um modelo experimental de neuropatia em ratos diabéticos induzidos pela aloxana

Machado, José Lúcio Martins; Macedo, Arthur Roquete de; Silva, Maria Dorvalina da; Spadella, César Tadeu; Montenegro, Mário Rubens Guimarães
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
29.379138%
Cem ratos norvégicus, machos, com aproximadamente 3 meses de idade foram distribuídos por sorteio em 2 grupos experimentais: Grupo Controle (GC): com 50 ratos sadios, não diabéticos e Grupo Diabético (GD): com 50 ratos diabéticos, induzidos pela aloxana, sem qualquer tratamento. Cada grupo foi dividido em 5 subgrupos com 10 ratos cada e sacrificados com 1, 3, 6, 9 e 12 meses de seguimento, respectivamente. Parâmetros clínicos (peso, ingestão hídrica e alimentar, e diurese) e laboratoriais (glicemia, glicose urinária e insulina) foram documentados em todos os momentos de avaliação. Um segmento do nervo ciático foi obtido de cada animal, em ambos os grupos, para estudo à MO. e ME. Alterações clínicas e laboratoriais significativas (P<0,01), compatíveis com diabetes grave, foram observadas em todos os animais do GD a partir do 4o dia após a indução. Ratos de ambos os grupos apresentaram alterações no número de fibras mielínicas e nos depósitos intraaxonais de glicogênio que não diferiram, estatisticamente, aos 1, 3 e 6 meses de seguimento. Entretanto, aos 9 e 12 meses, ratos do GD apresentaram diminuição significativa no número de fibras mielínicas, com aumento do número de fibras mielínicas de menor calibre...

Aspectos histoquimicos e ultra-estruturais de enxertos autologos de nervos estocados em diferentes soluções conservadoras

Jose Eduardo Scabora
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
29.043%
Os efeitos de soluções conservadoras de órgãos (SC) sobre a estrutura e a viabilidade de enxertos de nervos periféricos são pouco conhecidos. Neste estudo investigamos a organização histológica e ultra-estrutural de enxertos após sua manutenção em dois tipos de SC e após transplante autólogo. Ratos Wistar machos foram agrupados para obtenção de nervos ciáticos normais (NN), transplantados a fresco (NF), conservados em solução de Wisconsin/Belzer ou solução de Collins, por 24 ou 72 horas a 4°C (W1,W3;C1,C3), e conservados e transplantados (W1-T,W3-T;C1-T,C3-T). Após os períodos de conservação ou transplante, os espécimes foram processados para análise ao microscópio óptico e eletrônico. A morfologia dos segmentos de nervos conservados apresentou alterações na sua estrutura comparativamente aos segmentos de nervos frescos. Foi observada redução da basofilia tecidual em todos os segmentos conservados quando comparados ao nervo normal. Esta redução foi mais acentuada no grupo C3. Os grupos W1 e W3 apresentaram aspectos semelhantes entre si. Em todos os grupos não foram observadas alterações quanto à distribuição e organização das fibras colágenas. Após 50 dias de transplante a basofilia tecidual e a celularidade foram semelhantes entre os grupos W1-T...

Contribuição da imunohistoquimica cutanea na avaliação das fibras nervosas no diabete melito tipo 2

Solange Garcia Garibaldi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
38.72263%
Foram avaliados 49 pacientes (20 homens e 29 mulheres), portadores de diabete melito (DM) tipo 2, com idade média de 56.69 ±6.44 anos e duração da doença de 0.17 a 30 anos e 18 indivíduos saudáveis (4 homens e 14 mulheres), com idade média de 54.33 ± 7.48 anos. Os objetivos do estudo foram: 1) Avaliar o valor do processamento imunohistoquímico da inervação cutânea com anticorpo policlonal anti produto do gene protéico 9.5 (PGP 9.5), como método de detecção de comprometimento das fibras finas e conseqüente diagnóstico de neuropatia em pacientes portadores de DM tipo 2,2) Determinar a possibilidade de identificação diagnóstica dos subgrupos de diabéticos, classificados previamente por métodos clínicos e neurofisiológicos, com base nos resultados do número das fibras nervosas intra-epidérmicas (FNI) imunoreativas ao PGP 9.5 (PGP-IR), 3) Verificar o modelo de envolvimento das fibras nervosas no DM tipo 2. Os pacientes foram divididos em 4 subgrupos: classe 1 (n=15), ausência de neuropatia, classe 2 (n=8), neuropatia assintomática, classe 3 (n=8), neuropatia sintomática com estudo da condução nervosa (ECN) normal e classe 4 (n=18), neuropatia sintomática com ECN anormal. No grupo de diabéticos, o ECN, as escalas de sintomas e sinais e o reflexo cutâneo simpático (RCS) estavam alterados em 26 (53.06%) pacientes...

Estudo radioautografico, histoquimico e ultraestrutural dos ganglios simpaticos toraco-lombares de camundongos

Cassio Odnei Garcia Munhoz
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Livre Docência Formato: application/pdf
Publicado em //1983 PT
Relevância na Pesquisa
29.043%
Os gânglios simpáticos tõraco-lombares de camundongos foram descritos ao microscópio Óptico e eletrônico. Ao nível do microscópio óptico fez-se, ainda, um estudo histoquímico de carboidratos e lípides, bem como da biossíntese de macromoléculas sulfatadas através da radioautografia após i n-j e cão de Na235 SO4. A substancia de Nissl apresentou-se composta de cisternas do REr e ribossomos. Algumas cisternas apresentaram-se com extremidades livres de ribossomos e contendo constricções entre as partes lisa e rugosa, o que, sugere a liberação de vesículas e ou túbulo s envolvidos na transferência de material do REr para o Golgi. 0 aparelho de Golgi, formado de vários dictios somos ao redor do núcleo, não apresentou nenhum material eléctron-denso nos seus sáculos. Nas proximidades destes foram encontradas numerosas vesículas, de diferentes aspectos, das quais, aquelas contendo grânulos parecem ser as grandes vesículas de transporte e armazenamento de monoaminas. Corpos densos de tamanho e forma variáveis, pos sivelmente lisossomos secundários, contendo substancia de natureza lipídica complexa no seu interior encontraram-se espalhados pelo pericário. Estas estruturas parecem corresponder aos grânulos basófilos...

Avaliação do efeito do transplante de células-tronco mesenquimais derivadas de medula óssea em modelo murino de neuropatia periférica diabética

Evangelista, Afrânio Ferreira
Fonte: Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz Publicador: Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
28.922285%
O diabetes é uma doença de alta prevalência que, frequentemente, induz o comprometimento do sistema nervoso periférico. Na neuropatia diabética periférica, os sintomas mais encontrados são os sensitivos, no qual a dor neuropática, condição crônica caracterizada por alodinia e hiperalgesia, é a mais debilitante. Esta, prejudica a qualidade de vida do paciente, sendo muitas vezes não responsiva aos métodos farmacológicos convencionais de tratamento. Diante desse panorama, o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas que possuam ação efetiva neste tipo de dor é de grande relevância. O uso da terapia celular no tratamento de lesões do sistema nervoso tem demonstrado resultados promissores e o potencial terapêutico de células-tronco na neuropatia experimental tem sido proposto. Neste estudo, avaliou-se o efeito de células-tronco mesenquimais derivadas da medula óssea (CMsMO) na neuropatia diabética periférica estabelecida em modelo experimental de diabetes induzido por estreptozotocina (ETZ). Quatro semanas após a indução do modelo por ETZ (80 mg/kg; ip; 3 dias consecutivos), os animais receberam uma administração endovenosa de CMsMO (1 x 106) ou veículo. O tratamento com gabapentina (30 mg/kg; v.o. a cada 12 horas durante seis dias consecutivos) foi usado como padrão ouro. Os limiares nociceptivos térmico e mecânico foram avaliados durante todo o período experimental (90 dias)...

Doença de Charcot-Marie-Tooth: estudo da biópsia do nervo sural em 41 pacientes

Freitas,Marcos R.G.; Nascimento,Osvaldo J.M.; Chimelli,Leila; Freitas,Gabriel R. de
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1995 PT
Relevância na Pesquisa
29.124775%
São apresentados os resultados da biópsia do nervo sural à microscopia óptica e eletrônica (ME) em 41 pacientes com doença de Charcot-Marie-Tooth (CMT) Por estudos de neurocondução prévios nove eram do tipo I e 32 do tipo II. No tipo I, todos tinham grande diminuição do número de fibras, sendo os histogramas do tipo unimodal. Encontramos imagens de desmielinização, remielinização, formação de bulbos de cebola e de regeneração. Um paciente apresentava espessamento da bainha de mielina (atrofia axonal). No tipo II, sete pacientes não apresentavam anomalia à microscopia, com histograma normal. Nos restantes havia discreta a intensa perda de fibras mielínicas principalmente as de grande calibre. Em cinco enfermos havia aumento do número de fibras devido a grande regeneração. Alguns pacientes do tipo II apresentavam à ME imagens de pequenos bulbos de cebola e em um havia também atrofia axonal. Comparando com os dados clínicos e de neurocondução motora, no tipo I não encontramos relação entre a intensidade do quadro clínico e a perda de fibras mielínicas porém houve paralelismo da queda da neurocondução motora e a diminuição do número de fibras. No tipo II não houve relação entre o quadro clínico...

Aspectos histomorfométricos do nervo laríngeo superior

Tiago,Romualdo Suzano Louzeiro; Munhoz,Mário Sérgio Lei; Faria,Flávio Paulo de; Guilherme,Arnaldo
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2002 PT
Relevância na Pesquisa
29.866956%
Introdução: A laringe desempenha funções primordiais para a manutenção da vida do indivíduo. A perfeita integração entre as suas vias aferentes e eferentes, proporcionada pelo nervo laríngeo superior (NLS) e pelo nervo laríngeo recorrente, evita a aspiração de corpos estranhos e através de reflexos desencadeados pela movimentação da onda mucosa mantém o tônus da musculatura intrínseca da laringe. Distúrbios nessas vias neurais podem predispor à aspiração e pneumonias, bem como podem ser responsáveis por alterações na voz do indivíduo; condições estas mais freqüentes no idoso. Objetivo: Avaliar as características histomorfométricas do NLS em indivíduos idosos e comparar os achados com indivíduos adultos. Material e Método: Um fragmento desse nervo dos lados direito e esquerdo foi obtido a partir de cadáveres durante o exame de necropsia. Foram montados dois grupos de diferentes faixas etárias. Um grupo denominado Adulto composto por 5 indivíduos com média etária de 39,6 anos e um grupo Idoso composto por 6 indivíduos com média etária de 71,7 anos. A avaliação do material foi realizada em microscópio de luz com objetiva de 40 X ligado a um sistema analisador de imagens computadorizado e foram obtidos os principais parâmetros relacionados ao nervo: freqüência das fibras mielínicas...

Aspectos morfométricos do nervo hipoglosso humano em adultos e idosos

Tiago,Romualdo Suzano Louzeiro; Faria,Flávio Paulo de; Pontes,Paulo Augusto de Lima; Camponês do Brasil,Osíris de Oliveira
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
30.152373%
OBJETIVO: Realizar análise morfométrica das fibras mielínicas do nervo hipoglosso direito, em dois grupos etários, com a finalidade de verificar modificações quantitativas decorrentes do processo de envelhecimento. FORMA DE ESTUDO: anatômico. MATERIAL E MÉTODO: Foi coletado fragmento de 1cm do nervo hipoglosso direito de 12 cadáveres do sexo masculino, sem antecedentes para doenças como diabetes, alcoolismo e neoplasia maligna. A amostra foi dividida em dois grupos: grupo adulto (idade inferior a 60 anos), composto por seis cadáveres; grupo idoso (idade igual ou superior a 60 anos), composto por seis cadáveres. O material foi fixado em solução contendo 2,5% de glutaraldeído e 2% de paraformaldeído; pós-fixado em tetróxido de ósmio 2%; desidratado em concentrações crescentes de etanol e incluído em resina epóxi. Cortes semifinos de 0,3¼m de espessura foram obtidos, corados com azul de toluidina a 1% e avaliados em microscópio de luz acoplado a sistema analisador de imagens. Os seguintes dados morfométricos foram quantificados: área de secção transversal intraperineural, número e o diâmetro das fibras mielínicas. RESULTADOS: A área intraperineural do nervo hipoglosso foi semelhante nos dois grupos etários (p=0...

Análise quantitativa das fibras mielínicas dos nervos laríngeos em humanos de acordo com a idade

Tiago,Romualdo Suzano Louzeiro; Pontes,Paulo Augusto de Lima; Brasil,Osíris de Oliveira Camponês do
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
50.075854%
INTRODUÇÃO E OBJETIVO: Realizar análise morfométrica das fibras mielínicas dos nervos laríngeos com a finalidade de verificar modificações quantitativas decorrentes do processo de envelhecimento. FORMA DE ESTUDO: Clínico e experimental. Material e Método: Foi coletado fragmento de 1cm dos nervos laríngeos superiores e nervos laríngeos recorrentes de 12 cadáveres do sexo masculino. A amostra foi dividida em dois grupos: idade inferior a 60 anos (Adulto) e idade igual ou superior a 60 anos (Idoso). O material foi avaliado em microscópio de luz acoplado a sistema analisador de imagem. RESULTADOS: O número total de fibras mielínicas do nervo laríngeo superior foi semelhante nos dois grupos etários, mas com tendência para o maior número de fibras de 1µm no grupo adulto (p=0,0744). O grupo adulto apresentou maior número total de fibras mielínicas no nervo laríngeo recorrente (p=0,0006), e esta diferença ocorreu nas fibras com diâmetros de 1-3µm (p<0,007). O grupo adulto apresentou maior número total de fibras mielínicas nos nervos laríngeos (soma das fibras dos nervos laríngeos superiores e dos nervos laríngeos recorrentes) que o grupo idoso (p<0,0091). CONCLUSÃO: O número total de fibras mielínicas dos nervos laríngeos é maior no grupo com idade inferior a 60 anos.

Caracterização de um modelo experimental de neuropatia em ratos diabéticos induzidos pela aloxana

Machado,José Lúcio Martins; Macedo,Arthur Roquete de; Silva,Maria Dorvalina da; Spadella,César Tadeu; Montenegro,Mário Rubens Guimarães
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
29.379138%
Cem ratos norvégicus, machos, com aproximadamente 3 meses de idade foram distribuídos por sorteio em 2 grupos experimentais: Grupo Controle (GC): com 50 ratos sadios, não diabéticos e Grupo Diabético (GD): com 50 ratos diabéticos, induzidos pela aloxana, sem qualquer tratamento. Cada grupo foi dividido em 5 subgrupos com 10 ratos cada e sacrificados com 1, 3, 6, 9 e 12 meses de seguimento, respectivamente. Parâmetros clínicos (peso, ingestão hídrica e alimentar, e diurese) e laboratoriais (glicemia, glicose urinária e insulina) foram documentados em todos os momentos de avaliação. Um segmento do nervo ciático foi obtido de cada animal, em ambos os grupos, para estudo à MO. e ME. Alterações clínicas e laboratoriais significativas (P<0,01), compatíveis com diabetes grave, foram observadas em todos os animais do GD a partir do 4o dia após a indução. Ratos de ambos os grupos apresentaram alterações no número de fibras mielínicas e nos depósitos intraaxonais de glicogênio que não diferiram, estatisticamente, aos 1, 3 e 6 meses de seguimento. Entretanto, aos 9 e 12 meses, ratos do GD apresentaram diminuição significativa no número de fibras mielínicas, com aumento do número de fibras mielínicas de menor calibre...

Avaliação morfométrica de fibras nervosas do nervo ulnar após reparação cirúrgica com auto-enxerto e prótese tubular em cães

STOPIGLIA,Ângelo João; LAINETTI,Raquel Dias; PIRES,Raquel Siimoni; Da-SILVA,Ciro Ferreira
Fonte: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1998 PT
Relevância na Pesquisa
39.519976%
O objetivo da investigação foi o de comparar os resultados observados por meio da avaliação morfométrica de fibras nervosas regeneradas, em cães, após 26 semanas da reparação cirúrgica de falhas do nervo ulnar, através de auto-enxertos e próteses tubulares de silicone. Para cada procedimento foram utilizados quatro animais. Dos nervos regenerados e dos enxertos foram retirados segmentos para avaliação em nível de microscopia eletrônica. De cada corte foram amostrados seis campos distintos com 1,750 µm² cada, que foram fotografados com aumentos de 1.880 vezes. Através de sistema computadorizado de morfometria (SigmaScan - Jandel Co., USA), obtiveram-se os seguintes parâmetros: diâmetros das fibras mielínicas; diâmetros dos axônios mielínicos; espessuras das bainhas de mielina e diâmetros dos axônios amielínicos. Os nervos regenerados no interior das próteses tubulares apresentaram diâmetros das fibras mielínicas com média de 5,12 ± 1,67 µm; média dos diâmetros dos axônios mielínicos de 4,08 ± 1,52 µm; média das espessuras das bainhas de mielina de 0,52 ± 0,18 µm; média dos diâmetros dos axônios amielínicos de 0,98 ± 0,37 µm. Os enxertos apresentaram os seguintes valores: média dos diâmetros das fibras mielínicas de 6...

Ultraestrutura de nervos no diabete experimental em ratos: comparação entre um nervo espinal (nervo isquiático) e um nervo craniano (nervo vestíbulo-coclear)

Augusto Carvalho de Vasconcelos, Carlos; Moraes Valença, Marcelo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
29.58599%
O nervo isquiático (nervo espinal) é constituído por fibras mielínicas aferentes somáticas e eferentes somáticas e autonômicas. Distribui-se extensamente aos membros inferiores e é comumente afetado pelas neuropatias, principalmente a diabética. O nervo vestíbulo-coclear (VIII nervo craniano) é um nervo aferente puramente sensitivo, constituído por prolongamentos de neurônios bipolares localizados no gânglio espiral (de Corti). Muito tem sido descrito na literatura a respeito das alterações morfológicas e morfométricas nos nervos espinais, tanto em pacientes diabéticos quanto em modelos experimentais da doença. Entretanto, uma comparação entre essas alterações e as eventuais lesões observadas em nervos cranianos ainda não foi realizada. Mais ainda, é amplamente descrito na literatura que pacientes diabéticos apresentam distúrbios da audição. Apesar das alterações histológicas das estruturas da orelha interna de pacientes e em modelos experimentais, uma avaliação histológica do nervo vestíbulo-coclear ainda não foi descrita. No presente estudo, foram descritas alterações ultraestruturais na comparação entre um nervo espinal e um craniano, em ratos com diabete crônico induzido experimentalmente. Foram utilizados ratos machos da linhagem Wistar (n=12)...

Avaliação do efeito do exercício físico sobre a instalação da neuropatia periférica em ratos com diabetes experimental

Netto Maia, Juliana; Regina Arruda de Moraes, Silvia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
29.183838%
Neste estudo avaliou-se o efeito do exercício físico sobre a instalação da neuropatia periférica em ratos com diabetes experimental. Foram utilizados 40 ratos machos, adultos, da linhagem Wistar. Estes foram divididos em 4 grupos: controle sedentário (GCS), controle exercitado (GCE), diabético sedentário (GDS), diabético exercitado (GDE). A indução do diabetes foi realizada nos animais, com 60 dias de vida, através da administração intraperitoneal de estreptozotocina, dose única de 60 mg/kg. O protocolo de exercício constou de natação durante 6 semanas. Na primeira semana os animais começavam com 10 minutos e a cada dia ocorria um acréscimo de mais 10 minutos, terminando a primeira semana com treino 50 minutos. Nas cinco semanas seguintes o treino era realizado por 60 minutos, 5x/sem. Semanalmente eram registrados a glicemia, o peso, a velocidade de condução nervosa (VCN) e a amplitude do potencial de ação do nervo caudal. Após as 6 semanas os animais foram anestesiados com solução de Cloridato de ketamina (50 mg) e de Xilasina a 2% (20 mg) (0,2 mL/100g), em seguida o nervo ciático, foi dissecado e cortado proximalmente, seguindo para uma pré-fixação realizada com solução Karnowisky por 24h a 4°C, depois pós-fixado com solução de tetróxido de ósmio e processado para obtenção de cortes semi-finos (0...

Avaliação morfométrica da regeneração nervosa periférica em animais desnutridos precocemente

Fragoso de Andrade, Rodrigo; Regina Arruda de Moraes, Silvia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
29.043%
Avaliou-se a regeneração nervosa periférica, em animais adultos que foram submetidos à desnutrição protéica durante o período conhecido por janela crítica de desenvolvimento. Utilizamos 20 ratos machos, adultos, da linhagem Wistar. Durante o período de aleitamento, partes das mães receberam dieta hipoproteica (caseína 8%) formando o grupo de filhotes desnutridos (10 animais), enquanto outra parte recebeu dieta normoproteica (caseína 17%), formando o grupo de filhotes normonutridos (10 animais). Após este período, os animais foram alimentados com dieta padrão de biotério até o término do experimento, sem restrições de água e comida. A evolução ponderal foi registrada diariamente durante 21 dias de vida, e após este período registrada aos 30, 60, 90 e 210 dias. Aos 90 dias de vida, os animais (05 por grupo) foram pré-anestesiados com Atropina e anestesiados com solução de Cloridato de ketamina (50 mg) e de Xilasina a 2% (20 mg) (0,2 mL/100g). O nervo ciático foi seccionado aproximadamente 1 cm anteriormente à bifurcação dos nervos tibial posterior e fibular comum. Após a lesão, os fragmentos nervosos foram suturados, a um tubo de polietileno (10 mm) preenchido com solução salina e matrigel. De acordo com a presença ou não da lesão nervosa...

Efeitos da associação do ultrassom terapêutico e de células mononucleares da medula óssea na regeneração do nervo periférico.

Andrade, Rodrigo Fragoso de; Moraes, Silvia Regina Arruda de (Orientadora); Castro, Célia Maria Machado Barbosa de (Coorientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
29.807896%
O estudo teve como objetivo avaliar a utilização do biopolímero da cana-de-açúcar como guia na reparação de lesão completa do nervo periférico, além de verificar o efeito do Ultrassom Terapêutico (US) e das Células Mononucleares da Medula Óssea (CMMO), associados ou não, neste mesmo processo. Um total de 45 ratos machos, albinos, Wistar, adultos foram utilizados, formando os grupos: (1) Grupo Controle (GC), (2) lesão + tubo de Polietileno (Grupo Polietileno - GP), (3) lesão + tubo de Biopolímero (Grupo Biopolímero - GB); para as demais investigações os seguintes grupos foram utilizados: (4) lesão + CMMO(-)/US(-); (5) lesão + CMMO(-)/US(+); (6) lesão + CMMO(+)/US(-) e (7) lesão + CMMO(+)/US(+). Aos 60 dias de vida, os animais foram submetidos a neurotomia do ciático e reparo com a técnica de tubulização, mantendo uma distância de 4mm entre os cotos neurais. O protocolo do ultrassom terapêutico pulsado consistiu nos seguintes parâmetros: frequência de emissão: 1MHz, frequência de pulsação 100Hz, ciclo de trabalho 20%, 2ms de duração de pulso, intensidade de 0.5w/cm2, com aplicação direta através de gel aquoso, 5 min/dia, durante 12 dias consecutivos. No grupo placebo o ultrassom foi utilizado com o equipamento desligado. Já...

Regeneração nervosa após esmagamento de raízes motoras na interface do SNC e SNP e tratamento com células tronco mesenquimais; Nerve regeneration after crushing of ventral roots at the interface of the CNS and PNS and treatment with mesenchymal stem cells

Aline Barroso Spejo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
28.922285%
Estudos recentes mostram resultados promissores no tratamento de lesões ao sistema nervoso (SN) através do implante de células-tronco, atribuindo essa melhora funcional à produção de fatores tróficos pelas células. Neste trabalho, o efeito neuroprotetor e neurorregenerativo de células-tronco mesenquimais (CTM) de ratos Lewis-EGFP foi investigado após o esmagamento das raízes motoras L4, L5 e L6. Cinco ratas fêmeas Lewis foram utilizadas em cada um dos seguintes grupos: G1 - esmagamento de raízes motoras; G2 - esmagamento de raízes motoras e injeção de DMEM (Meio de Eagle modificado pela Dubelco) na interface da substância branca e cinzenta (funículo lateral); G3 - esmagamento de raízes motoras e injeção de CTM (funículo lateral). Após 4 semanas, a sobrevivência neuronal foi estudada por coloração de Nissl, onde se observou, a partir da contagem neuronal, aumento da sobrevivência no grupo tratado com CTM. A técnica de imunoistoquímica foi utilizada para avaliar a expressão de sinaptofisina, sinapsina, VGLUT1 (Transportador vesicular de glutamato-1) e GAD65 (Glutamato descarboxilase 65KDa). A expressão de sinaptofisina e sinapsina na superfície dos motoneurônios lesionados mostrou uma menor redução de inputs em animais tratados com CTM...

Avaliação morfométrica de fibras nervosas do nervo ulnar após reparação cirúrgica com auto-enxerto e prótese tubular em cães; Morphometric evaluation of nerve fibers after surgical repair by allograft and tubular prothesis of the ulnar nerve in dogs

Stopiglia, Ângelo João; Lainetti, Raquel Dias; Pires, Raquel Siimoni; Da-Silva, Ciro Ferreira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1998 POR
Relevância na Pesquisa
39.519976%
The purpose of this study was to evaluate, by morphometric analysis, the regenerated nerve fibers of dogs, after 26 weeks of observation, in gaps of the ulnar nerves substituted by allografts and tubular prosthesis of silicone. The ulnar nerves of four dogs were processed for electron microscopic evaluation. Six fields, with 1750 µm², for each dog and each procedure, were photographed at 1880x. A morphometric computer based analysis (Sigma Scan - Jandel Co., USA) resulted in the following numbers (average numbers in micrometers). 1. ulnar nerve with tubular prosthesis- a: myelinated fiber diameter-5.12 ± 1.67. b: myelinated axon diameter: 4.08 ± 1.52. c: myelin sheath thickness-0.52 ± 0.18. d: unmyelinated axon diameter: 0.98 ± 0.37. 2. ulnar nerve with allograft- a: myelinated fiber diameter: 6.04 ± 2.27. b: myelinated axon diameter: 4.59 ± 1.95. c: myelin sheath thickness: 0.72 ± 0.23. d: unmyelinated axon diameter: 0.96 ± 0.40. The morphometric analysis after 26 weeks of nerve repair didn’t show a significant difference between the two surgical procedures.; O objetivo da investigação foi o de comparar os resultados observados por meio da avaliação morfométrica de fibras nervosas regeneradas, em cães, após 26 semanas da reparação cirúrgica de falhas do nervo ulnar...