Página 1 dos resultados de 936 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Actividade antioxidante e composição em fenóis totais de dez variedades de feijão do ITACYL

Afonso, Sílvia Marlene Esteves; Oliveira, Ivo; Ramalhosa, Elsa; Asensio-S-Manzanera, M.C.; Asensio, Carmen; Bento, Albino; Pereira, J.A.
Fonte: Instituto Tecnológico Agrario de Castilla y León Publicador: Instituto Tecnológico Agrario de Castilla y León
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
37.298843%
O feijão (Phaseolus ltztlgaris L.) é uma leguminosa largamente consumida no mundo, estando-lhe associadas diferentes propriedades nutricionais. Nas últimas décadas o Instituto Tecnológico Agrário de Castela e Leão (ITACyL) tem-se dedicado ao desenvolvimento de novas variedades de feijão. Neste sentido, com o presente trabalho procedeu-se à avaliação do teor em fenóis totais, e da actividade antioxidante através do efeito bloqueador dos radicais livres de DPPH (2,2-difenil-1-picrilhidrazilo) em dez variedades de feijão desenvolvidas naquele organismo (Almonga, Cárdeno, Cardina, Casasola, Corcal, Curruquilla, Moradillo, Tafioga, Tremaya e Tropical). O teor em fenóis totais foi muito diferente entre variedades oscilando entre 4.19±0.18 (variedade Almonga) e 90.85±2.04 (variedade Tafioga) equivalentes de ácido cafeico/100 g de feijão, enquanto os valores de ECso variaram entre 0.17±0.06 (variedade Tafioga) e 20.58±3.93 (variedade Casasola) mg de extracto aquoso liofilizado de feijão/ ml. De maneira geral as amostras com maior teor em fenóis totais conduziram a menores valores de ECso estando os valores significativamente correlacionados (r2= 0.677; p =0.003).

Actividade antioxidante e composição em fenóis totais de dez novas variedades de feijão do ITACYL

Afonso, Sílvia Marlene Esteves; Oliveira, Ivo; Ramalhosa, Elsa; Asensio-S-Manzanera, M.C.; Asensio, Carmen; Bento, Albino; Pereira, J.A.
Fonte: Instituto Tecnológico Agrario de Castilla y León Publicador: Instituto Tecnológico Agrario de Castilla y León
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
37.298843%
O feijão (Phaseolus ltztlgaris L.) é uma leguminosa largamente consumida no mundo, estando-lhe associadas diferentes propriedades nutricionais. Nas últimas décadas o Instituto Tecnológico Agrário de Castela e Leão (ITACyL) tem-se dedicado ao desenvolvimento de novas variedades de feijão. Neste sentido, com o presente trabalho procedeu-se à avaliação do teor em fenóis totais, e da actividade antioxidante através do efeito bloqueador dos radicais livres de DPPH (2,2-difenil-1-picrilhidrazilo) em dez variedades de feijão desenvolvidas naquele organismo (Almonga, Cárdeno, Cardina, Casasola, Corcal, Curruquilla, Moradillo, Tafioga, Tremaya e Tropical). O teor em fenóis totais foi muito diferente entre variedades oscilando entre 4.19±0.18 (variedade Almonga) e 90.85±2.04 (variedade Tafioga) equivalentes de ácido cafeico/100 g de feijão, enquanto os valores de ECso variaram entre 0.17±0.06 (variedade Tafioga) e 20.58±3.93 (variedade Casasola) mg de extracto aquoso liofilizado de feijão/ ml. De maneira geral as amostras com maior teor em fenóis totais conduziram a menores valores de ECso estando os valores significativamente correlacionados (r2= 0.677; p =0.003).

Total phenol concentrations in coffee tree leaves during fruit development; Concentrações de fenóis totais nas folhas do cafeeiro durante desenvolvimento dos frutos

SALGADO, Paula Rodrigues; FAVARIN, José Laércio; LEANDRO, Roseli Aparecida; LIMA FILHO, Oscar Fontão de
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
27.47875%
Vegetables have a natural defense against external factors synthesizing phenolic compounds, which depends on the maturity stage and on the climate. Total phenol grades were extracted from mature and young coffee leaves and were analyzed in relation to yield, phenology and climate. The climatic conditions were described by air temperature, global radiation and daily insolation. Evaluations were made on height, diameter and length of reproductive branches to determine the respective vegetative growth rates of the plants. The amounts of total phenols in the plants at the production stage was 174.0 mg g-1 and 138.9 mg g-1 for young and mature leaves, respectively, and for plants without fruit formation 186.5 mg g-1 and 127.6 mg g-1 for young and mature leaves, respectively. The total phenol concentrations in young leaves with and without fruit formation were 25% and 46% greater compared to mature leaves. The secondary phenol synthesis in seed (146.8 mg g-1) was 31% lower than during grain maturation (212.4 mg g-1). The total phenol metabolization depends indirectly on the temperature and on the global radiation, presenting an inverse trend in relation to these climatic variables. Crop protection management should take into consideration periods of endanger of this natural defense of the plant.; Os vegetais apresentam defesa natural contra fatores externos...

Determinação de fenóis totais em frutos do café: avaliações em diferentes fases de maturação; Total phenolic determination in coffee beans: avaliation in different grown and developed process

Rossetti, Renato Pierrotti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.036118%
O presente trabalho experimental focaliza o tema "compostos fenólicos no café". Dentre estes compostos se destacam os flavonóides, os ácidos clorogênico, cafêico, cafeilquinico, e seus isômeros. Na pesquisa foram avaliados quantitativamente, por espectrofotometria UV/VIS, as espécies fenólicas presentes após extração e complexação em amostras de cafés (cascas e sementes) com grãos em vários estágios de maturação. Foram obtidos valores na faixa de 10-6 mol.L-1 para fenóis totais nas cascas e nos grãos. O método de extração aqui proposto tornou-se bastante viável, sendo possível sua aplicação com tempo de preparo de amostras secas para análise de cerca de 40 minutos. As evidências experimentais decorrentes dessa pesquisa sugerem que tais espécies fenólicas (anti-oxidantes) podem ser aproveitadas de um material que é descartado (a casca do café), sendo, portanto um grande benefício econômico para a sustentabilidade do cultivo do café.; This experimental work has focused the theme "Phelonic Compound in Coffee Beans". Among these compounds have been shown flavonoids species, chlorogenic acid, caffeic acid, caffeinic acid and their isomer. The phelonic species has presented after extraction and complexation from coffee samples (peels and beans) using coffee beans in different grown and developed process has been evaluated in quantitative research by using UV/VIS Spectrophotometry Values have been got about 10-6 mol.L-1 in peels and beans. The proposed extraction method has been not only viable but its use possible with preparing time of dried samples for analyses in about 40 minutes. The experimental evidence resulting from this research has proposed that such phenolic antioxidant species can be made a good use of discarded material (the peel of coffee beans) therefore a great economical benefit for sustainable coffee cultivation.

Estudo de Brettanomyces/Dekkera e etil-fenóis em vinhos tintos brasileiros; Study of brettanomyces/dekkera and ethylphenols in brazilian red wines

Ávila, Larissa Dias de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.47875%
A levedura Brettanomyces/Dekkera pode causar alterações importantes em vinhos tintos, com a formação de etil-fenóis, compostos de aromas desagradáveis. Este estudo teve como objetivo determinar a presença dessa levedura e de etil-fenóis em vinhos tintos comerciais e durante a vinificação em escala industrial, além de observar sua possível inibição pelo ácido sórbico. Brettanomyces/Dekkera foi quantificada em meio seletivo, e etil-fenóis, por cromatografia gasosa. SO2 livre e total, álcool, extrato seco total, açúcares residuais, acidez total e volátil e pH também foram determinados. O crescimento durante a vinificação foi acompanhado usando diferentes meios seletivos. Dekkera bruxellensis (NRRL Y – 12961) e leveduras isoladas de vinhos brasileiros foram cultivadas em meio sintético e vinho, contendo ácido sórbico entre 0 e 250 mg/L. Das 126 amostras de vinhos comerciais, 26,98% apresentaram Brettanomyces/Dekkera, e 46,03%, etil-fenóis acima do limiar de 426 μg/L, com SO2 e álcool mostrando-se como fatores limitantes. A passagem dos vinhos por barricas e as variedades de uva não influenciaram os níveis de contaminação e de etil-fenóis. Durante a vinificação, Brettanomyces/Dekkera foi detectada a partir do mosto. A baixa população não foi suficiente para formar etil-fenóis durante cinco meses após o esmagamento. Os meios não foram completamente seletivos...

Remoção de fenóis por adsorção de efluente de refinaria de petróleo; Phenols removal by adsorption of effluent of petroleum refinery

Danielle Lacerda Lupetti Ferraz
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.298843%
A crescente demanda de derivados de petróleo proporciona cada vez mais a necessidade desses produtos na sociedade atual. Este fato é reconhecido pelo desenvolvimento do país, com investimentos e desenvolvimentos em produtos energéticos e não energéticos oriundos do processamento do petróleo e, como consequência, são gerados grandes volumes de efluentes, em que os componentes fenólicos são presentes contaminantes comuns. Tratam-se de compostos tóxicos, carcinogênicos e que possuem boa solubilidade em água e baixa capacidade de biodegradação. Levando-se em conta esse aspecto, este estudo propôs mitigar os impactos ambientais utilizando o processo de adsorção em carvão ativado para remoção de fenóis. Para o desenvolvimento dessa pesquisa foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o petróleo, algumas consequências geradas devido ao seu processamento, apresentando também técnicas de tratamento do efluente água fenólica, selecionando a adsorção como método mais eficiente e econômico para o tratamento, além do estudo experimental realizado para analisar a viabilidade técnica do tratamento, em que a caracterização do adsorvente e o conhecimento da dinâmica de adsorção são imprescindíveis para esse estudo. Os métodos de caracterização utilizados foram: análise granulométrica...

Uso de um novo método de agitação para micro-extração em fase sólida - SPME - na determinação de fenóis em água

Nome, Renata Cristiano
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: i, 77 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.036118%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Programa de Pós-Graduação em Químca.; Neste trabalho foi comparada a eficiência de três formas de agitação para a extração via SPME de um grupo de 11 fenóis: agitação com barra magnética, fluxo contínuo e fluxo segmentado com bolhas de ar, o qual foi desenvolvido durante este trabalho. Os resultados obtidos após a análise por Cromatografia gasosa dos analitos extraídos pelas fibras recobertas com poliacrilato e polidimetilsiloxano, com o uso do fluxo segmentado, indicam que este método de agitação resulta num menor tempo de extração quando comparado com métodos convencionais, indicando uma provável redução da camada estática formada ao redor da fibra de SPME.

Desenvolvimento de metodologia analítica baseada em microextração em fase sólida com e sem refrigeração interna para determinação de fenóis e pesticidas em couro

Silveira, Cristine Durante de Souza
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 121 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.433408%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-Graduação em Quimica, Florianópolis, 2012.; Os métodos de microextração em fase sólida (SPME) e de microextração em fase sólida com recobrimento internamente refrigerado (CF-SPME) foram utilizados neste trabalho para o desenvolvimento de metodologias analíticas para a determinação de fenóis e pesticidas na matriz couro. Estratégias de otimização foram utilizadas para estabelecer as condições ótimas de extração e derivatização. A primeira metodologia desenvolvida se refere à utilização da técnica de SPME para determinação de 16 fenóis em couro utilizando uma fibra comercial de poliacrilato (PA) e cromatrografia gasosa acoplada à espectrometria de massas (GC/MS). Para a metodologia desenvolvida, obteve-se um limite de detecção (LOD) na faixa de 0,03 a 0,20 ng g-1 com desvio padrão relativo (RSD) 10,3% (n=6), com recuperação entre de 90,0 e 107,2%. A segunda metodologia utiliza a CF-SPME para determinação de 8 fenóis em couro associada com a derivatização on fiber com bis(trimetilsilil)trifluoracetamida (BSTFA) e detecção por GC/MS. A fase extratora utilizada foi uma membrana oca de PDMS. Neste estudo obteve-se faixa linear entre 8...

Determinação de compostos fenólicos em extratos aquosos de resíduos sólidos por micro-extração em fase sólida e cromatografia a gás acoplada á expectrometria de massas

Medeiros, Camilla Rigoni
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 74 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
27.47875%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Programa de Pós-Graduação em Química, Florianópolis, 2013; O presente trabalho teve como objetivo desenvolver um método analítico para a extração de compostos fenólicos para caracterização e classificação de resíduos sólidos por meio da técnica de micro-extração em fase sólida no modo headspace, seguida da determinação por cromatografia a gás acoplada à espectrometria de massas em matriz aquosa. O método foi adaptado da literatura para a determinação de fenóis em meio aquoso após os ensaios de solubilização e lixiviação, descritos pela ABNT, para posterior determinação de toxidade. Inicialmente foi criado um planejamento de experimentos (DOE) utilizando o algoritmo Latin Square com 5 níveis, gerando 25 experimentos diferentes. Com os resultados obtidos pelo DOE, uma superfície de resposta foi gerada e então os parâmetros do método foram otimizados a partir dos resultados cromatográficos (Améd). Assim foi encontrada a condição ótima de temperatura, tempo de extração, acidificação e saturação com NaCl para a extração de fenóis em meio aquoso com a fibra de poliacrilato. A eficiência do método foi avaliada por meio de uma simulação da solubilização de um resíduo enriquecido com fenóis em 3 concentrações na faixa de 6 a 15 µg L-1 resultando em uma recuperação de 91 a 100%. Como método referência comparativo...

Avaliação de fenóis, óleos e gorduras em águas residuais urbanas

Borja, Eloise Melanie Maia de
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.298843%
A água imprescindível à vida é utilizada em diversas atividades humanas, o que resulta em água poluída designada de água residual. O grupo dos poluentes orgânicos presentes; nestas águas tem sido apontado como um dos maiores problemas no seu tratamento, nomeadamente os fenóis, devido ao seu caracter toxico, e os óleos e gorduras, pelo risco que representam tanto para o ambiente como para os processos de tratamento. Este trabalho teve como objetivo a implementação de dois métodos físico-químicos, um para a determinação de fenóis e outro para a determinação de óleos e gorduras em águas residuais urbanas. Para isso realizaram-se algumas alterações aos métodos sugeridos no “Standard Methods for the Examination of Water and Wasterwater, 22nd Edition”, que foram submetidos a validação interna, de acordo com as normas disponíveis para o efeito. O método para a determinação de fenóis foi validado e espera acreditação, no entanto a implementação do método de óleos e gorduras não foi concluída;

Investigação da glicosilação de fenóis catalisada por montmorillonite K-10

Batista, Daniela Andreia Dias
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.036118%
Tese de mestrado em Química, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2014; Neste trabalho de investigação, a glicosilação de vários fenóis promovida por montmorillonite K-10 foi investigada com vista à elaboração de uma metodologia simples, ecológica e selectiva para a formação de derivados glicosídicos, nomeadamente compostos cuja glícona se encontre desoxigenada na posição 2. Os açúcares livres foram investigados como dadores de glicosilo assim como o açúcar α-D-glucopiranósido de metilo (28) e glicais, nomeadamente o glical 1,5-anidro-3,4,6-tri-O-benzil-2-desoxi-D-arabino-hex-1-enitol (31). Como aceitadores de glicosilo foram escolhidos os compostos fenólicos 2-naftol (35), resorcinol (36) e catecol (37). A catálise heterogénea promovida por montmorillonite K-10 foi explorada com vista à investigação da sua utilizada em reacções de O- e C-glicosilação. Enquanto que os açúcares livres e o composto 28 não foram eficientes como dadores de glicosilo, os glicais mostraram ser reactivos sob as condições experimentais usadas. A química exploratória aqui presente forneceu estruturas únicas resultantes da formação da ligação C-C entre o açúcar e o fenol, na posição anomérica e em posições não anoméricas. A reacção do glical com o nucleófilo 2-naftol deu origem a uma mistura dos anómeros α e β de glicósidos desoxigenados na posição 2 e também ao anómero β de um derivado C-glicosilado...

Fenóis totais, atividade antioxidante e constituintes químicos de extratos de Anacardium occidentale L., Anacardiaceae

Chaves,Mariana H.; Antônia Maria das Graças Lopes,Citó; Lopes,José Arimatéia Dantas; Costa,Danielly Albuquerque da; Oliveira,Carlos Antônio A. de; Costa,Ana Flávia; Brito Júnior,Francisco Eleodoro M.
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.036118%
O presente artigo relata o isolamento e identificação do palmitato, oleato e linoleato de sitosterila, sitosterol, estigmasterol, 3-O-β-D-galactopiranosídeo do sitosterol, 3-O-β-Dgalactopiranosídeo do estigmasterol, 3-O-β-D-glicopiranosídeo do sitosterol e uma mistura de ácidos anacárdicos (monoeno e dieno) do extrato etanólico de cascas do caule de Anacardium occidentale L., Anacardiaceae, bem como do sitosterol, estigmasterol, lupeol, β-amirina, catequina e epicatequina do extrato etanólico do tegumento da castanha de caju in natura. Os extratos EtOH da casca e do tegumento foram avaliados quanto ao conteúdo de fenóis totais e atividade antioxidante. O extrato etanólico das cascas do caule apresentou maior conteúdo de compostos fenólicos e percentual de atividade antioxidante.

Aquecimento de vinho tinto e suco de uva utilizados em preparações culinárias não afeta a capacidade antioxidante e o teor de fenóis totais

Teófilo,Jeanine Schütz Cardoso; Bernardo,Greyce Luci; Silva,Edson Luiz da; Proença,Rossana Pacheco da Costa
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.192742%
OBJETIVO: Avaliar a capacidade antioxidante e a concentração dos compostos fenólicos de vinho tinto e suco de uva utilizados em preparações culinárias, quando submetidos ao processo de fervura. Métodos: A avaliação ocorreu após diferentes períodos de aquecimento (100°C) em dois sistemas: i) panela de alumínio e chama de fogão e ii) balão de vidro e manta térmica. Amostras comerciais de vinho tinto (n=4) e suco de uva integral (n=4) foram submetidas à fervura por 10, 20 e 60 minutos. Antes e após cada período de fervura, a capacidade antioxidante total foi avaliada pela medida do potencial redutor férrico, e o teor de fenóis totais foi quantificado pelo método de Folin-Ciocalteau. As diferenças foram comparadas pela análise de variância para medidas repetidas (p<0,05). Resultados: A fervura durante os diferentes períodos de tempo não provocou variações importantes na capacidade antioxidante total e no teor de fenóis totais das bebidas, independentemente do sistema de aquecimento utilizado. Conclusão: De acordo com os resultados obtidos, as propriedades antioxidantes do vinho tinto e do suco de uva, quando submetidos à fervura por até 60 minutos, mantiveram-se relativamente estáveis.

Teores de fenóis totais e taninos nas cascas de angico-vermelho (Anadenanthera peregrina)

Sartori,Caroline Junqueira; Castro,Ana Hortência Fonsêca; Mori,Fabio Akira
Fonte: Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.47875%
Este trabalho teve como objetivo quantificar fenóis totais e taninos nas cascas de angico-vermelho (Anadenanthera peregrina) em diferentes classes de diâmetro, além de comparar duas metodologias de quantificação de fenóis. Foram coletadas cascas de 35 árvores, distribuídas em sete classes diamétricas. As cascas foram secas ao ar livre, trituradas e peneiradas, sendo utilizado o material retido na peneira de 60 mesh. Para a extração dos fenóis, utilizou-se metanol:água (50%). O doseamento de fenóis totais foi realizado pelos métodos de Folin-Denis e Folin-Ciocalteau modificados, e para taninos, pelo método difusão radial. Não foi encontrada diferença estatística entre as metodologias de quantificação de fenóis. Verificou-se aumento nos teores de fenóis e taninos com o aumento do diâmetro das árvores.

Variabilidade química dos óleos essenciais e do teor de fenóis em folhas e frutos da jabuticabeira (Myrciaria cauliflora); Chemical variability of essential oils and phenol content in leaves and fruits of jabuticabeira (Myrciaria cauliflora)

DUARTE, Alessandra Rodrigues
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Quimica; Ciencias Exatas e da Terra Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Quimica; Ciencias Exatas e da Terra
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.433408%
Foliar contents of total phenols and tannins and the essential oil composition of Myrciaria cauliflora populations cultivated in six sampling sites have shown the presence of four clusters related to soil types and foliar nutrients. Cluster I included samples which originated from sandy soil (S1) with the highest and lowest percentages of γ-eudesmol (11.55%) and germacrene D (20.48%), respectively, as well as high total phenol (136.68 mg/g) and tannin (60.72 mg/g) contents. Cluster II, rich in elemol (4.61%), included all the samples cultivated from clay sand loam soils (S2, S3, and S6), whereas clay soils S4 (cluster III) and S5 (cluster IV) had the highest amounts of germacrene D (III: 27.20%; IV: 26.83%) and the lowest levels of elemol (2.12%; 2.55%), total phenols (79.69 and 111.77 mg/g), and tannins (34.04 and 44.51 mg/g). Canonical redundancy analysis (RDA) revealed the relationship between chemical balances in the soil and leaf nutrients in different clusters. Chemovariations may be environmentally determined. Additionally, essential oil chemical composition and phenolics (total phenols, tannins, anthocyanins), reducing sugar and fruit acidity contents of Myrciaria cauliflora were obtained from same cultivated populations. RDA and discriminant analyses revealed four clusters of samples based on contents of α-copaene...

Fenóis, peroxidase e polifenoloxidase na resistência do cafeeiro a Meloidogyne incognita

Mazzafera,Paulo; Gonçalves,Wallace; Fernandes,José Afonso Righetti
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1989 PT
Relevância na Pesquisa
37.298843%
Plântulas dos cultivares Mundo Novo, de Coffea arabica, suscetível, e Apoatã, de Coffea canephora, resistente, foram inoculadas com ovos de Meloidogyne incognita raça 2, e avaliadas em duas fases do ciclo de desenvolvimento do parasito, isto é, na de penetração de larvas e na de fêmeas com ovos. Não foram observadas diferenças quanto ao desenvolvimento radicular e da parte aérea entre plântulas inoculadas e não inoculadas, nas duas avaliações. Nos dois cultivares, houve aumento no teor de fenóis nas plântulas inoculadas na primeira avaliação, e, na segunda, apesar de os valores terem sido maiores, foram iguais entre plântulas inoculadas e seus respectivos controles. O 'Mundo Novo' apresentou sempre maior conteúdo de fenóis que o 'Apoatã' e somente houve aumento na sua atividade de peroxidase na primeira avaliação. Na segunda, a atividade dessa enzima foi maior do que na primeira, porém igual entre plântulas inoculadas e seus controles. O 'Apoatã' sempre teve maior atividade de peroxidase, e apenas houve aumento da atividade de sua polifenoloxidase na primeira avaliação, sendo que nesse cultivar a atividade dessa enzima sempre foi maior do que no 'Mundo Novo'. Cromatografias em camada delgada de celulose mostraram que em nenhum deles houve variações quantitativas de fenóis entre as plantas inoculadas e não inoculadas. Ambos...

Efeito do Cowpea aphid-borne mosaic virus sobre crescimento e variação quantitativa de fenois totais e flavonoides de Passiflora edulis Sims

Tomomitsu, Armando Toshikatsu; Chaves, Alexandre Levi Rodrigues; Duarte, Ligia Maria Lembo; Eiras, Marcelo; Santos, Déborah Yara Alves Cursino dos
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Biociências Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Biociências
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.192742%
Cowpea aphid-borne mosaic virus induz o endurecimento do pericarpo do fruto, nanismo, mosaico foliar e bolhas em plantas de maracujá. Os teores totais de fenois e flavonoides de folhas sadias e artificialmente infectadas foram quantificados pelo método de Folin-Ciocalteu e reação com cloreto de alumínio. Alturas de todas as plantas foram medidas no início e no final do experimento. As plantas infectadas apresentaram alturas 80% menores do que as plantas sadias. Não houve diferença estatística nos teores de fenois totais e de flavonoides entre tratamentos.

Concentrações de fenóis totais nas folhas do cafeeiro durante desenvolvimento dos frutos; Total phenol concentrations in coffee tree leaves during fruit development

Salgado, Paula Rodrigues; Favarin, José Laércio; Leandro, Roseli Aparecida; Lima Filho, Oscar Fontão de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 ENG
Relevância na Pesquisa
27.47875%
Vegetables have a natural defense against external factors synthesizing phenolic compounds, which depends on the maturity stage and on the climate. Total phenol grades were extracted from mature and young coffee leaves and were analyzed in relation to yield, phenology and climate. The climatic conditions were described by air temperature, global radiation and daily insolation. Evaluations were made on height, diameter and length of reproductive branches to determine the respective vegetative growth rates of the plants. The amounts of total phenols in the plants at the production stage was 174.0 mg g-1 and 138.9 mg g-1 for young and mature leaves, respectively, and for plants without fruit formation 186.5 mg g-1 and 127.6 mg g-1 for young and mature leaves, respectively. The total phenol concentrations in young leaves with and without fruit formation were 25% and 46% greater compared to mature leaves. The secondary phenol synthesis in seed (146.8 mg g-1) was 31% lower than during grain maturation (212.4 mg g-1). The total phenol metabolization depends indirectly on the temperature and on the global radiation, presenting an inverse trend in relation to these climatic variables. Crop protection management should take into consideration periods of endanger of this natural defense of the plant.; Os vegetais apresentam defesa natural contra fatores externos...

Efeito do resfriamento sobre açúcares solúveis, taxa de respiração, fenóis totais, atividade de peroxidase e dormência de bulbos de cebola; Chilling effect on soluble sugars, respiration rate, total phenolics, peroxidase activity and dormancy of onion bulbs

Benkeblia, Noureddine; Shiomi, Norio
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
37.036118%
Besides onions being one of the most cultivated and consumed vegetables, during storage onion bulbs are still affected by many physiological, biochemical and technological factors which can influence their quality. Respiration rate (RR O2), soluble sugars (SS), total phenolics (TP), and peroxidase (POD) activity were measured in inner bud tissues during a dormancy break of onion bulbs treated four weeks at 0ºC and stored in the dark at 20ºC. Control bulbs were stored simultaneously in the same condition. Breakage of dormancy was checked by the appearance of first green internal leaves by cutting longitudinally 30 bulbs. After eight weeks, RR O2 of sprouted onions was 52% higher than that of freshly harvested and dormant bulbs. One week after cooling SS decreased from 15 to 9 mg g-1 fresh weight, and then peaked from 9 to 19 mg g-1 after three weeks. For control bulbs, a similar peak was observed after six weeks. For inner buds of cold-treated onions, a slight increase of TP (from 0.17 to 0.2 mg g-1; fresh weight) was observed during the first two weeks of cooling, and then a decrease to 0.11 mg g-1 was observed after eight weeks. For inner buds of control bulbs, TP also increased slightly from 0.17 to 0.2 mg g-1 after five weeks...

Os florotaninos e fenóis de algas pardas (Phaeophyceae); Phlorotannins and phenols of brown algae (Phaeophyceae)

Pereira, Renato Crespo; Universidade Federal Fluminense; Yoneshigue-Valentin, Yocie; Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (Marinha do Brasil); Teixeira, Valeria Laneuville; Universidade Federal Fluminense; Kelecom, Alphonse; Universidade Fe
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1989 POR
Relevância na Pesquisa
37.298843%
O floroglucinol e seus derivados, assim como outras substâncias fenólicas são abundantes em algas pardas. Apresentando estruturas bastante diversificadas, ampla atividade biológica e grande concentração em diferentes espécies, demonstram relevantes papeis fisio1ógicos e ecológicos no meio marinho, contribuindo para a maior sobrevivência das algas pardas em vias gerais. Atualmente são conhecidos lO5 metabólitos pertencentes a diferentes classes e presentes em 49 espécies de algas pardas, compreendendo o floroglucinol, 4 fucóis, 8 floretóis, 30 fuco-floretóis, 17 fu-halóis, 14 ecóis, 4 alquil-fenóis, 13 acil-fenóis, 2 halo-floroglucinol, 3 halo-floretóis, 2 halo-ecóis, 3 alcoóis benzílicos, 2 prenil-toluóis e 2 derivados sulfatados. Estes metabólitos foram classificados através de vias biossintéticas originadas no precursor floroglucinol. A ampla distribuição desses derivados fenólicos nas algas pardas sugere a sua utilização como prováveis marcadores taxonômicos e filogenéticos da classe Phaeophyceae, podendo fornecer importantes contribuições para a elucidação dos limites de separação das algas deste grupo.; Phlorotannins and their derivatives, as well as other phenolic substances are abundant in brown algae. These substances present highly diversified structures and broad biological activity spectrum. Their high concentration in a number of species demonstrates relevant physiological and ecological roles in marine environments. This fact contributes to the important survival of brown algae in these environments. Presently...