Página 1 dos resultados de 138 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Estudo da produção de enzimas ligninolíticas por Ceriporiopsis subvermispora; Study of the prodution of ligninolytic enzymes by Ceriporiopsis subvermispora

Faria, Robson de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
380.705%
Este trabalho compreendeu estudar e definir as condições de cultivo que maximizam a produção de manganês peroxidases (MnPs) e lacases (Lacs) por C. subvermispora, fungo de degradação branca da madeira envolvido em processos industriais de biopolpação. O estudo envolveu cultivos submersos, em superfície ou com micélio imobilizado em espuma de poliuretano em meios complexo ou definido, e cultivos imobilizados em meio definido nos quais foram avaliados os efeitos: de diferentes concentrações de Mn2+, dos indutores 2,5-xilidina e álcool veratrílico, e do surfactante Tween 80, que levaram a diferentes níveis de expressões de Lacs e MnPs. Para a determinação de como essas condições afetam a produção das enzimas oxidativas (MnPs e Lacs), os cultivos foram avaliados cineticamente quanto à concentração de proteínas, às atividades enzimáticas, ao espectro de absorção de luz na região UV-VIS, ao teor de açúcares redutores, ao crescimento micelial, ao teor de amônio, ao pH, à condutividade elétrica. Também foram realizadas análises eletroforéticas de extratos de cultivos selecionados. Nos cultivos que tiveram como inóculo discos de micélio, a condição imobilizada em meio de composição complexa demonstrou potencial para produção de Lac (147...

Expressão heteróloga de celulases por biblioteca metagenômica do solo da Caatinga; Cellulase heterologus expression from metagenomic library of the soil of Caatinga

Sáber, Mírian Lobo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
290.36207%
Os micro-organismos apresentam uma imensa diversidade genética e desempenham funções únicas e cruciais na manutenção de ecossistemas. Uma dessas funções é a produção de enzimas extracelulares, que ajudam na degradação da matéria orgânica e são cada vez mais procuradas e exploradas pela indústria. Essa propriedade aumenta a busca por enzimas que possam ser utilizadas nos diversos setores industriais com maior aproveitamento e baixo custo. A celulase pertence a essa classe de enzimas e é formada por um complexo multienzimático capaz de hidrolisar celulose por meio da quebra da ligação β,1-4. A partir dessa característica da celulase, foi realizada uma expressão heteróloga relacionada com a hidrólise da celulose em biblioteca metagenômica de solo da Caatinga. Foram realizados testes de produção enzimática por meio dos quais selecionamos os clones 283/A8 e 307/E11 como melhores produtores de endoglicanases. Com o objetivo de analisar a cinética de produção de celulases pelos clones, estes foram inoculados em diferentes fontes de celulose, pH e temperatura. A faixa ideal de pH foi 5,0 e de temperatura, 50º C, verificada para as enzimas Celulase Total, Endoglicanase e β-glicosidase. Quanto à termoestabilidade...

Queratinases de BACILLUS subtilis S14 : produção, expressão e análise de enzimas mutantes

Silva, Lucas André Dedavid e
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
390.36207%
Enzimas industriais movimentam um mercado mundial estimado em sete bilhões de dólares anualmente. Entre essas enzimas, incluem-se as queratinases, enzimas capazes de catalisar a hidrólise de queratina e com aplicação potencial na indústria coureira. A queratinase KerS14, produzida pelo Bacillus subtilis S14 é capaz de depilar o couro sem causar danos ao colágeno. Embora tenha esta capacidade de grande interesse biotecnológico, sua baixa termoestabilidade a 50 °C é uma característica desvantajosa para a aplicação industrial da enzima. Visando aumentar a produção de queratinases pelo B. subtilis S14 e a termoestabilidade da KerS14, duas estratégias foram adotadas: mudanças nas condições de cultura do microrganismo selvagem e obtenção de enzimas mutantes recombinantes. Na primeira estratégia, B. subtilis S14 foi cultivado em meio farinha de pena 1,5% e CaCl2 1%. O sobrenadante da cultura foi caracterizado e 60% da atividade queratinolítica permaneceu depois de armazenada por nove dias a temperatura de 50 °C. Em paralelo, a ORF que codifica a KerS14 foi amplificada e clonada em vetor de expressão. Os resíduos de aminoácidos G61, S98 e P239 da KerS14 foram modificados por mutagênese sítio dirigida , as enzimas mutantes foram expressas in Escherichia coli e purificadas. A enzima recombinante (rKerS14) foi mais termoestável do que a enzima selvagem. Além disso...

Desenvolvimento de novas tecnologias para produção de xarope de glicose a partir do amido

Freitas, Aline Costa de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 100 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
306.78941%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Microbiologia Aplicada) - IBRC; As amilases são enzimas que catalisam a hidrólise do amido, dentre as quais se destaca a α-amilase, a β-amilase e a glicoamilase. Apresentam grande importância biotecnológica devido sua aplicação em vários processos industriais, principalmente alimentício. Podem ser obtidas de plantas, animais e microorganismos, no entanto, enzimas microbianas encontram maior demanda industrial. Além da importância econômica destas enzimas, novas metodologias têm sido desenvolvidas com resíduos como substrato para muitos processos industriais. A utilização de resíduos agro-industriais não só contribui para minimizar o impacto ambiental como atribui um valor econômico a esses substratos. Além disso, a imobilização de enzimas tem sido uma estratégia utilizada para a condução de bioprocessos, uma vez que os biocatalisadores imobilizados podem ser reutilizados em processos contínuos reduzindo custos de produção. Neste trabalho foi comparada a produção de amilases de dois fungos importantes para a indústria de alimentos, Rhizopus oryzae e Rhizopus microsporus var. oligosporus em fermentação submersa avaliando posteriormente os melhores métodos de imobilização da enzima...

Purificação e caracterização da poligalacturonase termoestável produzida pela linhagem fúngica Thermomucor indicae-seudaticae N31 em fermentação em estado sólido e submersa

Martin, Natalia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 104 f. : il., gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
288.95375%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Microbiologia Aplicada) - IBRC; Organismos termofílicos produzem enzimas que, em geral, são mais termoestáveis que aquelas produzidas por mesofílicos. Além disso, essas enzimas geralmente apresentam várias características importantes sob o ponto de vista de aplicação industrial, como estabilidade em ampla faixa de pH e maior tolerância a solventes e outros desnaturantes proteicos. O tipo de processo fermentativo usado também pode influênciar a produção e as propriedades das enzimas obtidas. Foram isoladas várias cepas fúngicas termofílicas e pectinolíticas e entre elas, o fungo termofílico Thermomucor indicae-seudaticae N31 foi o que apresentou maior potencial de produção de poligalacturonase (PG) usando meios a base de resíduos agro-industriais. Em fermentação em estado sólido (FES) usando como meio de cultura uma mistura de farelo de trigo e bagaço de laranja (1:1) a 70% de umidade, o fungo produziu 14 U/mL em 48 horas e em fermentação submersa (FSm) com 1% farelo de trigo e 1% bagaço de laranja como substrato foram obtidas 13 U/mL em 96 horas de fermentação. A PG presente na solução enzimática bruta obtida de FSm foi mais termoestável do que aquela de FSS e mais estável em ampla faixa de pH. As exo-PGs produzidas em FSm e FSS foram purificadas até homegeneidade...

Produção de enzimas ligninolíticas, glioxal oxidase e proteases por fungos marinhos

Brexó, Ramon Peres
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 51 f.
POR
Relevância na Pesquisa
387.09113%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 12/00085-3; Os fungos filamentosos derivados de ambientes marinhos são promissores para exploração biotecnológica, visto que, este habitat cobre mais de 70% da superfície do planeta e por ser a micologia marinha uma ciência recente onde pouco se conhece sobre a biodiversidade e os potenciais recursos genéticos provenientes desses organismos. Atualmente, a análise e aplicação da capacidade catabólica de micro-organismos é promissora na degradação de compostos poluentes ambientais, além de apresentar grande aplicabilidade em processos industriais. Considerando essas tendências, o presente projeto associado ao Temático da Fapesp 2010/50190-2 “Investigação do potencial biotecnológico e metabólico de organismos marinhos para processos de biorremediação e produção de substâncias com atividades antivirais, anti-Leishmania e anti-inflamatória”, tem como finalidade analisar a produção das enzimas ligninolíticas Lignina Peroxidase (LiP) e Manganês Peroxidase (MnP), e da enzima Glioxal Oxidase (GLOX), bem como avaliar a produção de proteases, devido à potencialidade dessas enzimas na aplicação biotecnológica de diversos setores sócioeconômicos como a biorremediação de efluentes de indústria têxtil...

Produção e avaliação da estabilidade de enzimas fúngicas

Silva, Juliane Vicentino Ferreira da
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 60 f.
POR
Relevância na Pesquisa
391.4642%
As enzimas estão presentes em todas as células vivas, onde exercem a função de catalisadores das reações que compõem as vias catabólicas e anabólicas do metabolismo celular. Esses biocatalisadores são moléculas de proteínas e seu poder catalítico está associado à conformação nativa, que depende de condições específicas de pH, temperatura e força iônica do meio. Os micro-organismos são bastante atrativos para a indústria, pois possibilitam a produção de enzimas por processos fermentativos em larga escala com regularidade necessária e simplicidade na requisição nutricional. Assim, embora alguns biocatalisadores sejam extraídos de tecidos animais e vegetais, as enzimas industriais são, em sua maior parte, obtidas a partir de micro-organismos. Este trabalho teve como objetivo a produção das enzimas lipase e β-glucanase a partir dos fungos Aspergillus niger e Trichoderma reesei, respectivamente, em diferentes meios de cultura, para determinar as condições de maior produção da enzima em questão. As enzimas produzidas em agitador orbital foram obtidas a partir da filtração do produto da fermentação, precipitação com sulfato de amônio e liofilização. Após a produção e precipitação a atividade das enzimas e a concentração de proteínas foram quantificadas...

Produção e caracterização de a-L-arabinofuranosidase de Penicillium janczewskii

Temer, Beatriz
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 53 f.
POR
Relevância na Pesquisa
293.07812%
A xilana, o segundo principal componente da parede celular vegetal, pertence ao grupo das hemiceluloses, sendo composta por diferentes carboidratos, principalmente xilose e arabinose. Na natureza, devido a sua heterogeneidade estrutural, este complexo polissacarídeo é completamente hidrolisado pela ação sinergística de diferentes enzimas, incluindo xilanases e β-xilosidases, responsáveis pela degradação da sua cadeia principal e outras enzimas chamadas auxiliares ou desramificantes, importantes para remoção dos grupos laterais. Dentre estas últimas, destacam-se as α-L-arabinofuranosidases, enzimas responsáveis pela remoção de resíduos L-arabinofuranosil do polímero. As arabinofuranosidases podem ser produzidas por micro-organismos, como bactérias e fungos, sendo essencialmente enzimas extracelulares. Fungos, especialmente os de solo e madeira, têm sido utilizados para produção de enzimas xilanolíticas, sendo particularmente interessantes do ponto de vista industrial, pelo fato de secretarem suas enzimas diretamente no meio em que se encontram não necessitando de ruptura celular para a liberação das mesmas. Além disso, apresentam níveis de produção mais elevados que os obtidos em culturas bacterianas ou de leveduras. A crescente preocupação com a escassez dos recursos naturais e com a degradação ambiental tem levado à busca por tecnologias mais eficientes...

Estabilização de enzimas: uma abordagem

Assis, Sandra Aparecida de; Oliveira, Rodrigo Queiroz; Soares, Wagner Rodrigues de Assis; Oliveira, Olga Maria Mascarenhas de Faria
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 195-200
POR
Relevância na Pesquisa
384.5121%
Enzyme stabilization is one critic point in basic and applied enzymology. The increasing interest in applying enzymes in industrial processes has fostered the search for biocatalysts with new properties or extreme stability. Enzyme stabilization can be achieved by different methods: isolating enzyme variants from organisms living in appropriate extreme environments (extremozymes), by protein engineering, chemical modification, use of additives, immobilization. This brief review aims to give a better understanding of those methods employed for enzyme stabilization.; A estabilização de enzimas é um ponto critico em enzimologia básica e aplicada. O crescente interesse na aplicação de enzimas em processos industriais tem levado à pesquisa por catalisadores com novas propriedades ou estabilidade extrema. A estabilização enzimática pode ser obtida por diferentes métodos: engenharia de proteínas, modificação química, uso de aditivos, uso de solventes orgânicos, isolamento a partir de organismos que vivem em ambientes extremos (extremozimas) e imobilização. Esta breve revisão tem por objetivo a abordagem destes métodos de estabilização enzimática.

Produção de inulinase por Kluyveromyces marxianus em processo batelada alimentada a partir de meios industriais pre-tratados.; Use of industrial by-products for inulinase production by Kluyveromyces marxianus in a fed-batch process.

Guilherme Lopes Mendes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
380.54336%
A inulinase é uma enzima importante na produção de frutose através da hidrólise enzimática da inulina e também na produção de frutooligossacarídeos. Os meios industriais para produção desta enzima são bastante complexos e alguns de seus componentes podem propiciar a formação de precipitados ao longo da etapa fermentativa. Numa primeira etapa deste trabalho, o objetivo principal foi estudar as condições de pré-tratamento de melaço de cana-de-açúcar e água de maceração de milho para viabilizar a recuperação e purificação direta do caldo fermentado contendo a enzima inulinase. As condições de pré-tratamento otimizadas foram assim definidas: 4% (p/p) de carvão ativado tipo ANFC, sob agitação de 150 rpm a 60ºC durante 10 minutos, sendo que os substratos foram tratados separadamente numa concentração de 200 g/L. Em seguida, foi estudada a produção de inulinase por Kluyveromyces marxianus NRRL Y-7571 a partir destes meios industriais pré-tratados compostos por melaço de cana-de-açúcar (MEL) e água de maceração de milho (AMM) em reatores operando em batelada alimentada. As fermentações foram iniciadas em batelada alimentada contendo 188 g/L de AMM, 30 g/L de MEL (20 g/L de ART) e 7,5 g/L de extrato de levedura...

Produção, purificação e caracterização da lipase de Geotrichum candidum obtida a partir de meios industriais.; Production, purification and characterization of lipase from Geotricum candidum obtained using industrial mediums.

Rafael Resende Maldonado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
398.54066%
Lipases são enzimas amplamente presentes na natureza, podendo ser obtidas de fontes animais, vegetais ou de microrganismos. O interesse pela produção industrial de lipases aumentou muito nas últimas décadas, devido ao amplo potencial de aplicação destas. Estudos relativos a uma enzima abrangem diversos aspectos que determinam a viabilidade ou não da sua utilização. A tendência atual em bioprocessos é analisar de forma global a produção enzimática, analisando as etapas de pré-fermentação (up stream), obtenção da enzima, ampliação de escla (scale up), recuperação (down stream) e aplicação industrial. Este trabalho analisou as etapas de pré-fermentação (clarificação dos meios de fermentação e padronização das condições de cultivo de inóculo), fermentação (seleção e otimização da composição dos meios de fermentação), ampliação de escala (estudo da produção da enzima em reator de mistura e em reator airlift), purificação da enzima (por cromatografia de interação hidrofóbica) e caracterização parcial das enzimas brutas e purificadas obtidas a partir de Geotrichum candidum NRRL Y-552. De um modo geral, o trabalho mostrou que é viável a produção de lipase a partir resíduos industriais em substituição a componentes convencionais de meio de cultura (como peptona e extrato de levedura). Três meios de fermentação foram otimizados para a produção da lipase quanto a sua composição (meio 1: 3...

Produção e utilização de protease de Bacillus subtilis em tratamento de efluentes liquidos.; Production and use of protease from Bacillus subtilis in treatment of effluent liquids.

Ana Claudia Mendes de Seixas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
304.9268%
Consideráveis pesquisas têm sido conduzidas nos últimos anos para descobrir novas enzimas que possam ser utilizadas no tratamento de resíduos. Devido ao aumento de poluentes no meio ambiente, tornando-se difícil a sua remoção por processos convencionais, o desenvolvimento de pesquisas com enzimas busca um processo alternativo de tratamento, de menor custo, mais rápido, mais simples e mais confiável. As proteases são a classe mais importante das enzimas industriais e compreendem cerca de 25% de todas as enzimas comerciais no mundo. A maior aplicação destas enzimas é nas indústrias de alimentos, farmacêuticas e de detergentes. A finalidade do presente trabalho consistiu num estudo para determinar as melhores condições para produção de protease, bem como sua eficiência na hidrólise enzimática sobre a etapa biológica no tratamento de efluente líquido. Para a produção da protease foi testada uma cepa de Bacillus subtilis. O inóculo foi preparado em frascos Erlenmeyers (250 mL) contendo 50 mL de meio BHI , previamente esterilizado (121ºC, 15 min). Os frascos foram incubados a 30ºC durante 24 h com agitação de 200 rpm. Para a produção de protease foi utilizado um Planejamento Experimental Fatorial Fracionário 24-1...

Biodegradação de efluentes industriais na presença de lacase de Aspergillus sp e peroxidase de raiz forte

Villela, Sabrina Moro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 50 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
410.9138%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Curso de Química.; Os efluentes são constituídos de vários compostos tóxicos. Dentre esses compostos, alguns de elevadas massas molares são biodegradados apenas por alguns organismos como fungos e bactérias, especialmente fungos da classe Basidiomicetos. Diversos estudos demonstram que a biodegradação da madeira por estes fungos, depende principalmente de sua capacidade de produzir enzimas lignoliticas extracelulares. Dentre as enzimas lignoliticas, possuem destaque: as lacases e as peroxidases, pertencentes ao grupo das fenoloxidases. As Peroxidases (1.11.1.7), são encontradas nas plantas e em animais. As massas molares estão na região de 38-43 kDa. Essas enzimas catalisam a oxidação com formação de radicais a partir compostos aromáticos em soluções aquosas. Os radicais formados atuam em reações não enzimáticas. As Lacases (1.10.3.2) são produzidas principalmente por fungos e vegetais. Possuem massas molares na região de 60-100 kDa. As lacases catalisam oxidação por extração de um elétron de um substrato fenólico gerando um radical fenoxila. Os radicais formados também atuam em reações não enzimáticas. Corno já mencionado...

Protein engineering of xynalase XYN10C from Paenibacillus barcinonensis

Campos, André Nunes, 1989-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 ENG
Relevância na Pesquisa
293.68664%
Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011; Paenibacillus barcinonensis Xyn10C is a modular xylanase composed of an N-terminal tandem CBM22 module, a catalytic domain belonging to GH10 and a C-terminal tandem CBM9 module. The enzyme was previously cloned and a preliminary characterization was performed. In our work several truncated enzymes, containing different combinations of the modules of the xylanase have been constructed, purified and characterized. The activity assays here performed show that the complete enzyme (wild type Xyn10C) and a truncated variant containing only the GH10 catalytic domain are highly active on arabinoxylans, commonly found in cereal hemicelluloses, while show lower activity on glucuronoxylans, typical of hardwood species. Additionally, the diminished activity of the isolated GH10 domain on some arabinoxylans indicate that the CBM22 and CBM9 ancillary tandem domains play a role for the degradation these substrates, probably facilitating hydrolysis to the less accessible insoluble fraction of arabixoxylans. This is strongly supported by the fact that P. barcinonensis was isolated from a rice field. The microcrystalline binding capacity of Xyn10C was also investigated. The results here obtained indicate that the enzyme has binding capacity to insoluble cellulose and that this capacity is mediated through CBM9b...

Efeito da aplicação de enzimas pectinolíticas no rendimento da extração de polpa de cupuaçu

BASTOS,MARIA DO SOCORRO ROCHA; GURGEL,TERESA EMANUELLE PINHEIRO; SOUSA FILHO,MEN DE SÁ MOREIRA DE; LIMA,INESSA DE FÁTIMA BENEVIDES; SOUZA,ARTHUR CLAÚDIO RODRIGUES DE; SILVA,JOSIELE BRILHANTE
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2002 PT
Relevância na Pesquisa
380.705%
O Brasil apresenta uma diversidade de frutas regionais, principalmente nas regiões Norte e Nordeste. Dentre estas, destaca-se o cupuaçu, que é uma fruta considerada exótica e de grande potencial comercial nos mercados dos estados do Sudeste do Brasil e dos países europeus. A polpa e a semente são importantes para o desenvolvimento de produtos industriais. A polpa tem sido estudada como matéria-prima para néctar; entretanto, é usada em sorvetes, geléias, purês e polpa enlatada. Atualmente, o processo de extração da polpa ainda é feito de maneira empírica, utilizando-se de acessórios como facas, colheres ou tesouras de uso doméstico, devido à forte aderência da mesma ao caroço, causando baixo rendimento no produto final. Com o objetivo de aumentar o rendimento durante o processo de extração da polpa de cupuaçu, adicionaram-se à polpa bruta dois tipos de preparações enzimáticas de ação pectolítica (Citrozym-L e Rohament PL). As concentrações estabelecidas foram de 100; 300; 500 e 750 ppm. Após todo o processo, obteve-se a polpa, e o rendimento foi comparado com a polpa-controle. O experimento foi realizado nos laboratórios de Tecnologia de Alimentos da Embrapa Agroindústria Tropical. Pelos resultados obtidos...

Identificação do potencial amilolítico de linhagens mutantes do fungo filamentoso Aspergillus nidulans

Soares,Izabel Aparecida; Flores,Andressa Caroline; Zanettin,Luana; Pin,Heloana Karoline; Mendonça,Marcos Marques; Barcelos,Rodrigo Patera; Trevisol,Luciane Regina; Carvalho,Rosimere Domingos; Schauren,Dionéia; Rocha,Carmem Lucia de Mello Sartori Cardoso
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
296.21676%
As amilases estão entre as mais importantes enzimas industriais, apresentando grande importância biotecnológica, principalmente na indústria alimentícia. Com o avanço no conhecimento das enzimas, a utilização dos fungos como fonte de enzimas vem adquirindo um status de destaque nas mais variadas áreas industriais e comerciais. Diante disso, o presente estudo procurou identificar a presença de atividade amilolítica em quatro linhagens do fungo filamentoso Aspergillus nidulans, selvagem, PAT, biA1methG1 e CLB3, utilizando dois meios distintos de cultura, BDA e Meio Completo a 2% amido, variando os tratamentos com adição ou não de glicose. Foram determinados o diâmetro médio da colônia, o diâmetro médio do halo e o Índice Enzimático. Como resultados, todas as linhagens testadas foram capazes de degradar o amido quando na ausência de glicose, porém o tratamento que obteve estatisticamente melhor crescimento e maior degradação do amido foi o MC sem glicose a 2% amido e a linhagem que se demonstrou potencialmente degradadora de amido foi o mutante CLB3. Conclui-se, portanto, que Aspergillus nidulans pode ser considerado como um produtor de amilases.

Seleção de fungos de sedimento do rio Capibaribe contaminado com efluentes têxteis quanto à capacidade de produzir enzimas do complexo fenoloxidase e de descolorir corantes

Silva, Dianny Carolyne Vasconcelos da; Motta, Cristina Maria de Souza (Orientador); Moreira, Keila Aparecida (Co-orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
292.40965%
Os efluentes têxteis contêm grandes quantidades de corantes, que quando lançados no ambiente representam riscos ecológico e de saúde pública, pois são tóxicos à vida aquática e são agentes mutagênicos, carcinogênicos e/ou teratogênicos. Os objetivos deste trabalho foram isolar e identificar fungos filamentosos de sedimento do Rio Capibaribe contaminado com efluentes de lavanderias industriais têxteis e selecionar fungos eficientes na produção de enzimas lignolíticas (manganês peroxidase, lignina peroxidase e lacase) e na descoloração de corantes sintéticos. As coletas do sedimento contaminado com efluentes das indústrias têxteis foram realizadas no município de Toritama-PE. Os fungos filamentosos foram isolados, identificados e selecionados em meio sólido quanto à produção de fenoloxidase. Os fungos selecionados foram analisados quanto à descoloração dos corantes têxteis Índigo Carmine, Azul Brilhante de Remazol e Vermelho Congo e a produção de manganês peroxidase, lignina peroxidase e lacase. Foram isoladas 31 espécies de fungos filamentosos. Os gêneros predominantes foram respectivamente: Aspergillus, Trichoderma e Penicillium. Quanto à seleção dos fungos filamentosos produtores de fenoloxidases...

Otimização da produção de enzimas por aspergillus niger em fermentação em estado sólido

Rocha, Christiane Pereira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
390.36207%
O Brasil é um dos principais produtores mundial de arroz e maracujá. A produção destes alimentos gera uma grande quantidade de resíduos que representa um sério problema de disposição final e perda econômica associada ao não aproveitamento deste material. A perda do valor econômico desta biomassa pode ser reduzida pelo uso das mesmas em fermentações em estado sólido (FES) destinadas à geração de enzimas. Esta prática de redução de desperdício condiz com processos modernos que buscam utilizar os conceitos de minimização, recuperação, aproveitamento de subprodutos e bioconversão de resíduos que são cada vez mais necessários para melhor sustentabilidade da cadeia produtiva na agro-indústria. Pensando nesta situação foi proposto o presente trabalho que tem como objetivo avaliar o uso destes resíduos na produção das enzimas invertase, amilase, celulase, pectinase e protease em fermentação no estado sólido com Aspergillus niger empregando como substrato resíduos das indústrias de processamento de arroz e de maracujá. Foram feitos testes preliminares visando selecionar a melhor linhagem de Aspergillus niger entre as cepas de Aspergillus niger ATCC 16404, 1057 e 9029 e determinar as condições otimizadas de produção destas enzimas. Os resultados obtidos mostraram que o Aspergillus niger ATCC 16404 proporcionou maior atividade para as enzimas estudadas e o tempo de fermentação selecionado para a produção das mesmas foi de quatro dias. Avaliou-se a otimização da produção das enzimas citadas por meio da realização de um delineamento composto central (DCC) com três variáveis: relação de massa de resíduo de arroz/massa total (A/T)...

Estudos bioquímicos e estruturais das enzimas celobiohidrolase e endoxilanase do fungo Humicola grisea var. thermoidea; Biochemical ans structural studies of cellobiohydrolase and endoxylanase enzymes of the fungus Humicola grisea var. thermoidea

Malaspina, Lorraine Andrade
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Fisica (IF); Instituto de Física - IF (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Fisica (IF); Instituto de Física - IF (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
290.36207%
Obtaining 3-dimensional structure of an enzyme can be used as an initial step in projects of genetic engineering and enzymatic engineering when aiming for optimization of catalytic activity and/or production of target enzymes on an industrial scale. Currently, crystallography is the most widely used method for the determination of three-dimensional structures of macromolecules. The plant biomass in the form of cellulose, hemicellulose and lignin, have great potential for biotechnological applications. With the growing demand for renewable energy sources, its been proposed it's use to obtain energy, called biofuels. For such purpose, the main approach is the search of the degradation of biomass via enzymatic hydrolysis. In this context, the study of microorganisms capable of carrying out the degradation of biomass and the study of the enzymes involved in this process play a key role. Particularly, the thermophilic fungus Humicola grisea var. thermoidea presents signi cant production of active lignocellulolytic enzymes at high temperature and has been considered a strong candidate for industrial applications. However, the scienti c literature still lacks of structural information on fungal enzymes involved in the hydrolysis of lignocellulose. In previous work...

Degradação dos corantes industriais azul drimaren X-3LR, azul drimaren X-BLN, rubinol X-LR e azul drimaren CL-R

Silva, Michelle Reis da; Ferreira-Leitão, Viridiana Santana
Fonte: Instituto Nacional de Tecnologia Publicador: Instituto Nacional de Tecnologia
Tipo: apresentação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
384.3163%
VII Seminário Brasileiro de Tecnologia Enzimática; As peroxidases sao enzimas muito versateis e com um enorme potencial de aplicação em síntese organica e biocatalise ambiental, isso porque as condições de reação oferecidas determinam sua forma de atuação. Sendo assim, as peroxidases podem ser extremamente seletivas e específicas, ou ainda, podem catalisar reações de degradação de forma extensiva. 0 objetivo do presente trabalho foi estudar a oxidação de alguns corantes industriais reativos pela horseradish peroxidase (HRP). Inicialmente foram testados 18 corantes industriais, tendo se observado reação para os seguintes: Azul Drimarem X-3LR, Azul Drimaren X-BLN, Rubinol X-3LR e Azul Drimaren CL-R. Estes corantes foram selecionados para os estudos subseqlientes. As reações de degradação dos corantes foram otimizadas quanta ao tempo, temperatura, concentração do corante e a forma de adição de H202. Adições multiplas e unicas de H202 foram comparadas. A reação enzimática foi acompanhada no comprimento de onda respectivo a cada corante e o decaimento do valor da absorvancia indicou a degradação dos corantes. Observou-se eliminação total da cor, imediatamente após a adição de H202, para os seguintes corantes: Azul Drimaren X-3LR e Azul Drimaren CL-R. Ja os corantes Azul Drimaren X-BLN e Rubinol X-3LR precisam de um tempo maior de reação e neste caso a eliminação da cor ocorre de forma parcial em um tempo determinado de 24 horas. Os resultados mostraram uma porcentagem de descoramento de 98...