Página 1 dos resultados de 1483 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Determinação de cromo hexavalente no ambiente de trabalho de galvonoplastias e em fluído biológico de trabalhadores; Determination of hexavalente chorium in electroplating workplace and in workers´ body-fluid

Silva, Carlos Sergio da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/1991 PT
Relevância na Pesquisa
378.8522%
Avaliação ambiental, biológica e médica foram realizadas em 17 cromadores de 9 galvânicas do Estado de São Paulo, sendo cinco de cromo decorativo e quatro de cromo duro. O ar do ambiente de trabalho foi coletado individual e estacionariamente durante a semana de trabalho. Amostras de urina dos cromadores, foram coletadas no início e final do período de trabalho, encontrando-se uma correlação entre cromo urinário final e cromo no ar de 0,5. Usou-se a Absorção Atômica com Forno de Grafite GFAAS para determinar-se a concentração de cromo no ar ( Cr-ar) e cromo urinário ( Cr-U). O cromo hexavalente Cr (VI) foi extraído dos filtros de membrana de PVC com porosidade 5 µm com o tampão ácido acético/acetato de sódio, com a complexação do Cr (VI) feita por APDC. O complexo foi extraído com MIK. O limite de detecção foi de 1,1 µg/L. O Cr-U foi analisado diretamente por GFAAS com o limite de detecção 0,50 µg/L utilizando-se como modificador de matriz, nitrato de magnésio hexahidratado. Sem o modificador de matriz o limite de detecção foi de 0,14 µg/L. As concentrações de Cr (VI) no ar nas galvânicas de cromo decorativo variaram de 0,3 a 64,6 µg/m3 e nas de cromo duro variaram de 4,1 a 72...

Investigação hidrogeoquímica do cromo no aquífero Adamantina no município de Urânia - SP; Hydrogeochemical investigation of chromium in the Adamantina aquifer, in the municipality of Urânia - SP, Brazil

Marcolan, Leonardo Nobuo Oshima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
380.74766%
Teores anômalos de cromo hexavalente vêm sendo detectados na água subterrânea de vários municípios da região noroeste do Estado de São Paulo, sendo que em Urânia foram observadas as maiores concentrações do elemento, afetando as condições do consumo e uso humano. Estudos prévios realizados indicaram que a origem do cromo na água subterrânea é natural e proveniente de minerais com cromo no aqüífero profundo. Este projeto teve como principais objetivos: (1) a caracterização química e mineralógica da fase sólida do aqüífero profundo, realizada em testemunhos de duas sondagens profundas; (2) a caracterização da estratificação das concentrações de cromo na água subterrânea, com base na coleta e análise de amostras de água provenientes de poços de monitoramento instalados em diferentes profundidades do aqüífero; (3) a identificação dos processos hidrogeoquímicos que justificam a passagem do cromo da fase sólida para a água. Para tanto, foram realizadas análises químicas e mineralógicas por WDS, microssonda eletrônica e CTC, diversos métodos de análise química da água subterrânea, utilizados programas como o AquaChem e PHREEQc para trabalhamento do banco de dados e modelagens, além de uma grande variedade de experimentos de laboratório. As análises químicas por WDS e microssonda eletrônica indicaram concentrações de cromo de até 12.600 ppm em cristais de diopsídio...

Uso de um lodo de cromo proveniente da indústria de curtume na fabricação de vidros sodo-cálcicos.; Use of tannery sludge containing chromium compounds in soda-lime glass fabrication.

Peralta, Marvin Marco Chambi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
379.331%
A indústria de produção de couro gera uma grande quantidade de resíduos com características poluentes e de elevada periculosidade, entre os quais se destacam os resíduos curtidos (aparas, serragem e pó de couro curtido) e os lodos provenientes das estações de tratamento de efluentes (lodos de cromo, lodos primários e lodos secundários). Estes resíduos possuem uma considerável quantidade de compostos de Cr(III) na sua composição, os quais, sob condições oxidantes, podem transformar-se em Cr(VI), que é altamente tóxico para animais, plantas e seres humanos. No entanto, estes resíduos constituem uma potencial fonte alternativa de cromo (tradicional pigmento industrial) que poderia ser aproveitada pela indústria de vidros e de esmaltes. No presente trabalho foi realizado o estudo das propriedades físicas e químicas de um lodo de cromo proveniente do distrito industrial do município de Franca/SP, com o intuito de avaliar a viabilidade da utilização das cinzas da incineração deste resíduo como uma potencial fonte alternativa de cromo na fabricação de vidros sodo-cálcicos coloridos para embalagens. Fluorescência de Raios X (FRX), Difração de Raios X (DRX), análises termodiferencial (DTA) e termogravimétrica (TG/DTG)...

Imobilização do íon cromo oriundo de cinzas da incineração de serragem de couro em corpos cerâmicos vitrificados

Basegio, Tania Maria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
378.3008%
Este trabalho teve como objetivo principal investigar o processo de imobilização do íon cromo, oriundo da cinza de incineração da serragem de couro curtido ao cromo (CSC), em corpos cerâmicos vitrificados. Para tanto, foram desenvolvidas formulações com adição de vidro sodocálcico a CSC, que foram submetidas a diferentes temperaturas de queima. Para o aprofundamento da investigação dos fenômenos atuantes no processo de imobilização do íon cromo, foram formuladas massas cerâmicas com a adição de óxidos puros de Na2O, TiO2, MgO e CaO, à composição CSC e vidro sodo-cálcido. As massas cerâmicas foram conformadas por prensagem uni-axial de duplo efeito e queimadas em forno elétrico tipo mufla, nas temperaturas de 750, 800, 950 e 1000ºC. Posteriormente, foram caracterizadas quanto às propriedades físicas e composição mineralógica, bem como, avaliadas quanto à imobilização do cromo através de ensaios de lixiviação, segundo a Norma NBR 10.005. O controle de fases formadas resultante do processamento cerâmico foi investigado com o auxílio de difração de raios X e mapeamento por microssonda EDS. Os resultados obtidos indicam que é possível obter a imobilização do íon cromo da CSC, de acordo com o limite máximo estabelecido pela NBR 10.004 (5mg/L)...

Influência do teor de cromo e do tipo de óleo na formação de cromo hexavalente no couro

Fuck, Wagner Fernando
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
380.74766%
A crescente importância dos conceitos ambientais e da consciência dos consumidores perante aos produtos utilizados está exigindo uma nova postura das indústrias. Assim, o setor coureiro e calçadista sofre contínuas mudanças a fim de adaptar-se às necessidades e exigências do mercado. Em artigos de vestuário e calçado deve-se considerar a possibilidade de existência de efeito tóxico ocasionado pelo contato direto de substâncias químicas com a pele humana, ocasionando fortes e crescentes exigências de modo que alguns países não mais importam artigos que contenham tais substâncias. Várias legislações européias e países, principalmente a Alemanha, restringem as substâncias químicas perigosas no calçado contendo níquel, cádmio, aminas aromáticas (corantes azóicos), cromo hexavalente (Cr+6), pentaclorofenol (PCP), formaldeído e polifenilas bromadas. Neste contexto, estão as discussões sobre a utilização de cromo como constituinte básico no couro, pois existe a possibilidade deste ser oxidado para seu estado hexavalente, com potencial carcinogênico. Atualmente, o sistema de curtimento com sais básicos de cromo está amplamente desenvolvido, conferindo qualidades e características inigualáveis ao produto final. Com isto...

Recuperação do cromo das cinzas do tratamento térmico de resíduos da indústria calçadista visando o curtimento de peles

Dettmer, Aline
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
380.1217%
A indústria curtidora gera uma grande quantidade de resíduos. Estima-se que da matéria prima inicial (peles brutas), apenas 25% sejam transformados em couro, e resíduos são gerados em diversas formas. Os resíduos curtidos possuem a presença de cromo e são classificados como perigosos, sendo necessário tratamento ou destinação adequada. O restante dos resíduos gerados são sub-produtos (empregados na produção de oleína e gelatina, entre outros), resíduos não curtidos e materiais concentrados em lodos de tratamento de efluentes. Além disso, uma quantidade considerável de resíduos de couro também é gerada nas fábricas de calçados e artefatos. Nesta etapa, o resíduo é constituído principalmente, por retalhos e aparas curtidas que não puderam ser aproveitados. Várias alternativas para o tratamento destes resíduos estão sendo estudadas, entre elas, o tratamento térmico das aparas e retalhos gerados durante o processo produtivo. Neste tipo de tratamento, obtém-se uma cinza rica em óxido de cromo, entre 50 e 60% em massa. Este material pode ser utilizado como matéria prima na obtenção de cromato de sódio, o qual é o precursor do sulfato básico de cromo, sal largamente utilizado no curtimento de peles. Atualmente...

Redução carbotérmica do cromo contido nas cinzas do tratamento térmico de resíduos de couro visando a obtenção de liga ferrocromo e sulfato de cromo

Wenzel, Bruno München
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
380.45188%
A indústria do couro produz cerca de 62% de todo o resíduo Classe I (perigoso) do Estado do Rio Grande do Sul. A periculosidade destes resíduos está associada à presença de cromo trivalente, utilizado como curtente na produção de couros wet-blue. A opção mais utilizada pelas empresas do setor é dispor seus resíduos em aterros, o que apresenta vários inconvenientes. Como alternativa, o tratamento térmico destes resíduos vem sendo pesquisado. O projeto desenvolvido pelo Laboratório de Processamento de Resíduos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul conduziu a implantação de uma planta piloto de incineração, com capacidade nominal de processar 100 Kg/h deste resíduo. As cinzas geradas apresentam teores de 50 a 62% de Cr2O3, maiores que o próprio minério de cromo, a cromita. Este trabalho tem o objetivo de estudar a recuperação do cromo contido nas cinzas de resíduos de couro para a produção de ligas ferrocromo de alto teor de carbono (Fe-Cr-AC) através da redução carbotérmica do óxido de cromo. Também foi estudado um processo de lixiviação da liga Fe-Cr-AC com solução de ácido sulfúrico para formação de sulfato de cromo III, que pode ser utilizado como agente curtente. A cinza foi caracterizada através de análise química do cromo...

Remoção de cromo de banhos residuais de curtimento através de precipitação química e eletrocoagulação

Mella, Bianca
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
378.8522%
O cromo, utilizado sob a forma de sulfato básico de cromo no processamento de peles em couros, tem seus efeitos nocivos bem conhecidos quando disposto inadequadamente no meio ambiente, pois se trata de um metal com elevado grau de toxicidade, alta persistência no meio e não biodegradável. Os curtumes empregam grandes quantidades de água para processamento das peles, logo a recuperação do cromo presente nos banhos de curtimento acarretará em uma alternativa ambientalmente correta e economicamente viável, pois evitará que uma maior quantidade de lodo com cromo seja disposta em aterros de resíduos industriais perigosos (ARIP). O atendimento às legislações ambientais também tem sido um desafio para a indústria do couro, pois os parâmetros de lançamento de águas tratadas em corpos receptores estão cada vez mais restritivos, o que incentiva a prática de técnicas para recuperação e reuso dos insumos empregados no processo. Este trabalho visa à remoção do cromo presente em banho de curtimento através de precipitação química e por eletrocoagulação, onde em ambos os métodos, o metal é separado sob a forma de um precipitado insolúvel, seja por meio da adição de alguns agentes alcalinos ou por processos de oxidação e redução de ânodos metálicos. Nos ensaios realizados para precipitação química...

Recozimento de K2SO4 dopado com cromo-51

Jose Felix Manfredi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1993 PT
Relevância na Pesquisa
378.3008%
apresentado aqui, inicialmente, o desenvolvimento de um método analítico adequado à conveneniente separação das espécies geradas durante a dopagem e o recozimento do sistema K2SO4/Cr(III). Os métodos tradicionalmente empregados limitam-se à separação das formas lII e VI do cromo, em colunas de alumina, não se mostrando satisfatórios. O método desenvolvido permite a separação das espécies: cromo-VI, cromo-lII monômero, dímero e polímero, como complexos catiônicos e aniônicos de cromo-lII com sulfato, e cromo-III não complexado com sulfato, como aquocomolexos. Este método baseia-se na separação das espécies por Cromatografia de Troca Iônica, em colunas de baixa pressão, após dissolução das amostras em solventes ácidos ou básicos. Uma vez desenvolvido o método analítico, a ênfase do trabalho voltou-se ao tratamento sistemático de dois procedimentos tradicionalmente empregados para dopagem: co-cristalização e co-precipitação. Os testes realizados permitiram fixar as condições ideais de dopagem, visando ao máximo rendimento em atividade incorporada ao sólido, assim como uma distribuição favorável das espécies originadas durante a dopagem, a partir do cromo dopante, com vistas à maior participação possível da forma cromo-lII monomérico...

Remoção de cromo de solução aquosa utilizando rocha sedimentar contendo zeolita; Chromium removal from aqueous soolution using zeolite bearing sedimentary rock

Sandra Maria Dal Bosco
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
378.3008%
Além do enriquecimento de metais pesados em águas subterrâneas devido aos processos biogeoquímicos que ocorrem na natureza, as atividades industriais, agrícolas e outras têm contribuído para um aumento significativo nas concentrações de íons metálicos em águas, representando importantes fontes de contaminação dos corpos aquáticos e provocando preocupações principalmente quando se considera que tais íons podem ser disseminados via cadeia alimentar. O cromo, objeto deste estudo, é um dos metais potencialmente tóxicos encontrados em água subterrânea. Em águas naturais, o cromo pode ocorrer nas formas químicas Cr(III) e Cr(VI), estáveis em meio aeróbio. A ingestão de águas contaminadas com Cr(VI) pode causar vários danos à saúde como dermatite alérgica, ulcerações na pele, perfurações do septo nasal e câncer. Embora o Cr(III) seja reconhecido como menos móvel e menos tóxico que o Cr(VI), vários processos podem induzir o intercâmbio entre as espécies Cr(VI) e Cr(III) revelando a importância de prevenir concentrações excessivas de cromo em água. Neste trabalho, foi avaliado o comportamento de um arenito contendo zeólita, proveniente da Formação Corda, Bacia do Parnaíba, como trocador catiônico...

Bioadsorção de cromo na alga Sargassum filipendula e em seus derivados; Synthesis and characterization of organoclays for the removal of petroleum derived

Caroline Bertagnolli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
378.3008%
O cromo é um dos metais pesados que causa mais danos à saúde e ao meio ambiente. É utilizado em uma grande variedade de processos industriais podendo provocar contaminação dos recursos hídricos devido ao descarte de resíduos industriais. Neste trabalho a bioadsorção de cromo total e trivalente pela alga marinha Sargassum filipendula, pelo alginato extraído dessa alga e pelo resíduo da extração, assim como a bioadsorção das espécies de cromo por uma amostra de alginato comercial, foram estudados por meio de ensaios em sistema de batelada e em coluna. Os experimentos envolveram preparo e caracterização dos bioadsorventes, o estudo cinético e de equilíbrio, além de testes em sistema contínuo. Os bioadsorventes foram caracterizados antes e após a bioadsorção por microscopia eletrônica de varredura e o cromo presente no bioadsorvente foi mapeado. As técnicas de espectroscopia na região do infravermelho e espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios-X foram utilizadas para compreensão dos mecanismos de ligação cromo+adsorvente e para avaliar o estado de oxidação do cromo adsorvido. O processo de extração do alginato a partir da alga brasileira foi estudado e os produtos da extração caracterizados. Os resultados mostraram capacidades máximas de adsorção obtidas pelo ajuste de Langmuir entre 0...

O cromo na indústria de curtumes de Mato Grosso do Sul, Brasil : aspectos ecológicos

Freitas, Tânia Christina Marchesi de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
PT_BR
Relevância na Pesquisa
381.4751%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2006.; Todas as formas de cromo podem ser tóxicas, mas o cromo VI na forma de cromatos é mais perigoso do que o cromo III. Conseqüentemente, todos os tipos de cromo e seus compostos são de grande importância nos estudos ambientais, uma vez que, em concentrações excessivas, o elemento é prejudicial à saúde, podendo estar relacionado com a patogenia de uma série de doenças. No estado de Mato Grosso do Sul, a poluição por cromo decorre do processo de curtimento do couro. Nesse tipo de indústria, a maior concentração de cromo é encontrada no lodo, embora ainda estejam pouco documentados as formas e tipos de componentes do cromo que vêm sendo incorporados aos efluentes líquidos de curtumes. Neste estudo, as concentrações de cromo III e cromo VI foram avaliadas nos efluentes de três curtumes localizados no estado de Mato Grosso do Sul, designados por A, B e C. Os compostos de cromo foram detalhadamente caracterizados nos efluentes dos curtumes estudados, bem como nas águas naturais e sedimentos dos rios que recebem esses efluentes. Foram também realizados testes microbiológicos de toxidade aguda por cromo III. Os procedimentos analíticos incluíram técnicas de absorção atômica e colorimetria. Verificou-se que o único tipo de cromo presente nos efluentes dos curtumes avaliados é o cromo III...

Otimização do processo de recuperação do cromo de efluentes de curtumes por microemulsões no extrator Morris; Optimisation of chromium recovery process from tanning effluent through micro emulsions in a Morris extractor

Moura, Maria Carlenise Paiva de Alencar
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química; Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Regionais Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química; Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Regionais
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
378.3008%
The tanning industries are those which transform animal hide or skin into leather. Due to the complexity of the transformation process, greater quantities of chemicals are being used which results in the generation of effluents with residual solids. The chromium in the residual waters generated by tanning tend to be a serious problem to the environment, therefore the recovery of this metal could result in the reduction of manufacturing costs. This metal is usually found in a trivalent form which can be converted into a hexavalent compound under acidic conditions and in the presence of organic matter. The present study was carried out with the objective to recover chromium through an extraction/re-extraction process using micro emulsions. Micro emulsions are transparent and thermodynamically stable system composed of two immiscible liquids, one forming the continuous phase and the other dispersed into micro bubbles, established by an interfacial membrane formed by surface active and co-surface active molecules. The process of recovering the chromium was carried out in two stages. The first, an extraction process, where the chromium was extracted in the micro emulsion phase and the aqueous phase in excess was separated. In the second stage...

Redução de cromo hexavalente em filtro biológico de fluxo contínuo

Dalcin, Maurielem Guterres
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
380.1217%
O cromo hexavalente (Cr (VI)) é um metal pesado, altamente tóxico e carcinogênico para seres vivos. É amplamente utilizado em indústrias de diferentes segmentos tais como: siderúrgicas, metalúrgicas, indústrias têxteis, curtumes, usinas nucleares, de galvanoplastia e tintas. Devido à sua ampla aplicação, o cromo hexavalente é encontrado em altas concentrações nos efluentes industriais e apresenta um sério risco à saúde de animais e plantas. Desta maneira, este trabalho teve por finalidade propor uma alternativa economicamente viável para o tratamento de efluente contaminado por cromo hexavalente, já que os tratamentos mais empregados (físicos e químicos) apresentam altos custos e geram subprodutos em elevada quantidade. O objetivo foi realizar a redução do cromo hexavalente para a sua forma trivalente utilizando microrganismos capazes de reduzir este composto. Os microrganismos empregados no presente estudo foram provenientes de uma cultura mista (C1), que foi inicialmente adaptada ao meio contendo levedura residual cervejeira como principal fonte de carbono (M1), em concentrações iniciais de 31,25; 58,82; 83,33 e 105,26 mg/L de cromo hexavalente. A concentração de 58,82 mg/L apresentou os maiores valores de remoção de cromo...

Uso de Biofiltros para remoção de cromo (VI)

Leles, Daniela Martins Araujo
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
381.6758%
Este trabalho estudou a redução biológica de Cr (VI) e remoção de cromo total em filtro anaeróbio seguido por um biofiltro submerso com aeração intermitente, utilizando cultura mista de micro-organismos. Para o trabalho foram obtidas duas culturas mistas, uma do lodo da AMCOA (Associação dos Manufatores de Couros e Afins do Distrito Industrial de Franca/SP) e outra do DMAE (Departamento Municipal de Água e Esgoto da cidade de Uberlândia/MG). Nos testes preliminares da adaptação das culturas mistas ao cromo hexavalente, ambas se mostraram promissoras. Posteriormente, foi realizado um delineamento composto central (DCC) com três variáveis e utilizando as seguintes concentrações: acetato de sódio (0,6 a 11,412 g/L), cloreto de amônio (0,06 a 1,141 g/L) e cromo (VI) (2,34 a 137,35 mg/L). O DCC avaliou a biorredução de Cr (VI) e a remoção de COT (Carbono Orgânico Total). Para a resposta, biorredução de cromo (VI), obteve-se (85,23% de redução para concentração inicial de cromo VI de 137,35 mg/L) e verificou-se que menores concentrações de acetato de sódio (0 a 6 g/L) e maiores de cloreto de amônio (0,5 a 1 g/L) favorecem a redução de Cromo (VI), sendo a concentração inicial de Cr (VI), a variável de maior efeito na resposta. Para a resposta remoção de COT...

Remoção de cromo (vi) e carbono orgânico total em biorreatores híbridos sequenciais

Brandão, Camilo Aurélio
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
380.45188%
O presente trabalho avaliou o desempenho do sistema de biorreatores híbridos sequenciais, sem aeração e com aeração intermitente, na remoção de Cromo (VI), Cromo Total, Carbono Orgânico Total (COT) de um meio sintético (afluente) contendo Cr (VI). A Demanda Química de Oxigênio (DQO) e a concentração de biomassa também foram monitoradas. Como inóculo nos biorreatores, foram utilizadas culturas mistas de micro-organismos originária de lodo industrial, previamente adaptadas, e como fonte de Cr (VI), o dicromato de potássio (K2Cr2O7). Incialmente foi realizado um teste em branco, antes da adição de cromo ao sistema, com o propósito de se verificar a influência da presença do metal na remoção de COT. Foram realizados três ensaios cinéticos, nas concentrações iniciais de cromo hexavalente de 80, 120 e 150 mg/L. Após cada cinética, avaliou-se a remoção durante a regeneração dos biorreatores, com o mesmo efluente, porém sem cromo. A concentração de Cr (VI) foi determinada pelo método colorimétrico utilizando difenilcarbazida 3500-Cr D, conforme APHA (2005). A concentração de Cromo Total foi medida em Espectrofotômetro de absorção atômica AA-7000 Shimadzu. A caracterização em relação ao COT foi realizada pela técnica de combustão catalítica a alta temperatura...

Influência de campo eletromagnético aplicado no biotratamento de efluente de cromo hexavalente

Moura, Alex Anderson de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
380.74766%
Neste trabalho foi realizado o estudo da influência do campo magnético sobre a redução de cromo hexavalente, remoção de cromo total e DQO, além do crescimento celular em modo descontínuo (reator batelada), utilizando-se de uma cultura mista proveniente do curtume AMCOA localizado na cidade de Franca-SP. Foi avaliada a influência de campo eletromagnético estático gerado por um equipamento que produz uma corrente elétrica, passando por um condutor, produzindo um campo magnético ao redor do condutor, como se fosse um ímã. Este equipamento produz um campo magnético pulsante com onda quadrática de intensidade e frequência constantes. Na primeira etapa de adaptação das culturas mistas ao cromo VI obteve-se uma resposta promissora. Posteriormente, foi realizado um teste preliminar para analisar o comportamento da influência do campo magnético na redução de cromo VI e diâmetro de reator, obtendo 71% de redução de cromo VI com um maior diâmetro, sem a presença de campo magnético obteve uma redução de 53%, com uma concentração inicial de 100 mg/L de cromo e com um tempo de 4 horas de processo. Nas outras etapas do projeto, realizando os testes com diferentes frequências de campo magnético (1, 2, 5 e 10 Hz) e fazendo uma análise relacionada à morte celular dos micro-organismos...

Sources et dynamique du chrome dans les sols ultramafiques de Niquelândia, Brésil; Fontes e dinâmica do cromo nos solos ultramáficos de Niquelândia, Brasil

Garnier, Jérémie
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
FRA
Relevância na Pesquisa
379.7508%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília/Université Paris-Sud, Faculte des Sciences D'Orsay, 2008.; RÉSUMÉ; La disponibilité et la mobilité du chrome ont été étudiées sur quatre sols développés sur le complexe ultramafique de Niquelândia (état du Goiàs, Brésil), à l’aide d’expérimentations en laboratoire et in situ. La teneur totale en chrome de ces sols est particulièrement élevée, et sa compartimentation évolue avec la position dans la toposéquence et la profondeur du sol. La majorité du chrome est associée aux oxydes de fer bien cristallisés qui constituent la matrice solide des sols. Il est également présent au sein des chromites, et de phases mineurs silicatées. La quantité de chrome extractible est importante et majoritairement sous sa forme toxique (CrVI). Cette fraction atteint 1000 mg kg-1 soit plus de 10% du chrome total; ces teneurs sont dix fois supérieures à celles observées en Nouvelle-Calédonie. Des cinétiques d’échange isotopique du chromate ont confirmé la labilité de cette fraction. Elles ont également mis en évidence une vitesse d’échange rapide entre les phases porteuses et la solution, ainsi qu’une capacité élevée de ces sols à maintenir une importante concentration de chromate en solution. L’ensemble des résultats indique que le Cr(VI) labile est désorbé depuis la fraction fine composée d’oxydes de fer qui contrôle ainsi sa disponibilité et sa mobilité. Les résultats suggèrent que le chromate labile est faiblement adsorbé aux phases porteuses. La disponibilité du chrome est très hétérogène à des échelles décimétrique et décamétrique. L’étude des eaux du sol et de surface à l’échelle du bassin versant a mis en évidence une mobilité importante du Cr(VI) et des concentrations en chromate supérieures aux teneurs considérées comme toxiques...

Origen del yodo y cromo en los nitratos del desierto de Atacama, Chile

Pérez Fodich, Alida Eugenia
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
380.45188%
Magíster en Ciencias, Mención Geológia; Geólogo; Los depósitos de nitratos del Desierto hiperárido de Atacama corresponden a una serie de asociaciones minerales complejas (nitratos, cloruros, sulfatos, percloratos, yodatos y cromatos). Estos depósitos son únicos en su tipo, ya que a pesar de que el componente principal de éstos es el nitrógeno, son otros los componentes que permiten caracterizarlos, como lo son el yodo y el cromo, los cuales son excepcionalmente anómalos. El yodo en los depósitos de nitratos se encuentra en altas concentraciones, superando en 3 a 4 órdenes de magnitud el promedio de la corteza continental, constituyéndose así como el reservorio de yodo más importante de ésta. Por su parte, el cromo es un elemento que suele estar en las rocas ígneas en su estado de oxidación reducido como Cr(III), sin embargo, en los depósitos de nitratos éste se encuentra como Cr(VI), formando cromatos, compuestos que son raramente estables bajo condiciones naturales y superficiales. A pesar de las características anómalas y únicas de estos componentes, éstos han sido ignorados y poco estudiados por la mayoría de los trabajos sobre el origen de los nitratos de Atacama. Se ha propuesto que el origen de los depósitos nitratos es principalmente atmosférico...

Contenido de cromo en alimentos y estimación de su ingestión dietaria en el noroeste de México

Grijalva Haro,María Isabel; Ballesteros Vázquez,Martha Nydia; Cabrera Pacheco,Rosa María
Fonte: Sociedad Latinoamericana de Nutrición Publicador: Sociedad Latinoamericana de Nutrición
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 ES
Relevância na Pesquisa
379.331%
El cromo es un nutriente indispensable en el metabolismo de carbohidratos y lípidos. En este estudio se determinó el contenido de cromo de los veinte principales alimentos de la dieta en el noroeste de México y se estimó la ingestión promedio diaria basándose en la canasta de consumo de alimentos de esta población. Se analizó el contenido de cromo mediante espectrofotometría de absorción atómica por técnica de horno de grafito, utilizando para la digestión de los alimentos el método de horno de microondas. La ingestión promedio de cromo se estimó considerando el consumo promedio diario por persona y el contenido de cromo de los alimentos analizados en este estudio. El contenido de cromo en los veinte principales alimentos se encontró en el rango de 0.0004 a 0.1641 µg/g en base seca. El queso fresco fue el alimento que presentó mayor contenido, seguido de sopa de pasta, tortilla de trigo, pan y carne. Los principales alimentos aportadores de cromo en la dieta fueron: la tortilla de harina de trigo (20%) seguido de queso fresco (11%), tortilla de maíz (11%), la sopa de pasta (10%), leche (10%) carne (9%) y pan blanco (8%). La ingestión de cromo diaria fue de 30.43 ± 1.6 µg/d Los valores de cromo obtenidos para los alimentos analizados son considerados bajos. Así mismo la ingestión de cromo proveniente de la dieta no alcanza a cubrir la cantidad considerada como segura y adecuada...