Página 1 dos resultados de 1033 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Estudo espectrofotométrico do sistema cobalto(II)/tiocianato e seu aproveitamento analítico ; Spectrophotometric study of cobalt(II)/thiocyanate system and its analytical use

Sader, Ana Paula de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.487869%
Estudos sobre a formação dos complexos de metais, seus equilíbrios e, também, o aproveitamento analítico desses diferentes sistemas constituem uma tradicional linha de pesquisa em Química. Mais especificamente, as espécies formadas entre os vários pseudo-haletos e outros ligantes, com muitos cátions dos metais de transição, vêm sendo sistematicamente investigadas em nossos laboratórios de Química Analítica. Nesta linha, o emprego do íon tiocianato como ligante tem se destacado dentre os métodos analíticos para a determinação de cobalto, cuja procura tem sido crescente à medida que o homem, ao longo de sua evolução, descobre e produz novos materiais contendo esse metal. Desta forma, tendo em vista algumas características típicas do sistema Co(II)/SCN-, tal como sua intensa coloração, objetivou-se, nesta oportunidade, explorá-lo espectrofotometricamente com maior profundidade. Conseqüentemente, diversos parâmetros envolvidos na complexação dos íons cobalto (II) pelo tiocianato, tais como: a acidez do meio, a concentração disponível de ligante e a presença de solventes orgânicos no sistema, tiveram seus efeitos avaliados individualmente. Com os resultados destes estudos, estabeleceram-se as condições experimentais otimizadas para a montagem do método analítico...

Estudo da deposição química de cobalto em superfícies de silício pré-ativadas por paládio.; Study of chemical deposition of cobalt on a surface of silicon pre-activated by palladium.

Hashimoto, Alexandre Ichiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.542249%
Neste trabalho investigamos a deposição química de filmes finos de cobalto sobre superfícies de lâminas de silício, tipo P (100), previamente ativadas com paládio e estudamos alguns mecanismos químicos envolvidos no processo de deposição química de filmes finos de cobalto. Os filmes de cobalto foram caracterizados quanto sua morfologia utilizando técnicas de Microscopia de Força Atômica (AFM) e Espectrometria de Retroespalhamento de Rutherford (RBS).Estudamos dois tipos de banho para deposição química: Receita 1 (2,0M NH4Cl, 0,005M CoCl2.6H2O, 0,15M NaH2PO2 H2O) e Receita 2 (0,14M Na3C6H5O7, 0,65M (NH4)2SO4, 0,19M CoSO4.7 H2O, 0,28M NaH2PO2 H2O) onde o pH dos banhos foi variado na faixa de 3,7 a 10 através da adição de hidróxido de amônio e a temperatura, na faixa de 65°C a 90°C. Nesta investigação sobre a deposição de cobalto sobre silício tipo P inicialmente foi observado que os sítios de paládio ficam esparsamente distribuídos sobre toda a superfície da lâmina de silício. A receita 1 não permitiu realizar deposição química sobre silício (100) tipo P em amplas faixas de pH e temperatura, com ou sem ativação das superfícies por paládio. Tal fato foi atribuído ao NH4Cl que teve o duplo papel de agente complexante e agente tamponante ...

Estudo da redução do cobalto(II) em meio aquoso de azoteto de sódio por polarografia de pulso; Study of reduction of cobalt(II) in sodium azide aqueous medium by pulse polarography

Motta, Claudia Giovedi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/1994 PT
Relevância na Pesquisa
37.56326%
A solução de cobalto(lI) em meio de perclorato de sódio apresenta uma onda polarográfica de redução próxima a -1,4 V em relação ao ECS a 25°C. A adição do ligante azoteto, N3-, causa a antecipação desta onda catódica para a região mais positiva de potencial. A máxima antecipação - de 320 mV - é atingida pela adição de 0,600 M do ligante. A antecipação da onda por ocasião da adição de azoteto, é explicada pela capacidade deste Iigante se adsorver sobre a superfície do mercúrio, formando uma ponte entre o eletrodo e o cátion metálico, facilitando a transferência de elétrons. A diminuição de sobretensão verificada com a adição do ligante reflete a queda da energia de ativação necessária para que ocorra a transferência de elétrons e como o azoteto é o responsável por este fenômeno, ele pode ser chamado de ligante catalítico. Critérios de caracterização para processos de eletrodo mostraram que a adição do ligante diminui o grau de irreversibilidade do processo de redução do cobalto(lI) - na técnica de pulso - em relação ao meio de perclorato. Em concentrações de azoteto inferiores a 0,600 M ocorre a antecipação gradativa da onda de redução do cobalto(lI) com um desdobramento em duas ondas com potenciais de meia-onda próximos a -1...

A existência de onda catalítica no sistema cobalto (II) azeteto/ácido azotídrico; Polarographic cataltytic process in azide/hydrazoic buffer in the presence of cobalt (II)

Tokoro, Roberto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/1974 PT
Relevância na Pesquisa
37.451812%
Os primeiros estudos sobre a utilização do azoteto de sódio, NaN3, como eletrólito de suporte em polarografia, revelaram a existência de onda catalítica quando o meio era acidulado, contendo HN3, na presença de íons de cobalto(II). O presente trabalho procurou esclarecer a natureza da onda catalítica com os íons de cobalto(II). Para isto foram estudados diversos fatores como ânions indiferentes, a presença de íons de hidrogênio, a influência do oxigênio, composição da solução em relação à concentração de azoteto, de cobalto(II) e papel da substância tensoativa. Os resultados experimentais levaram à conclusão de que se tratava de onda catalítica com evolução de hidrogênio, cujo mecanismo se assemelha muito ao observado no sistema CO(II)/CN-. Há evidências de participação de fenômenos de adsorção de complexos de cobalto(II) com azoteto, passando intermediariamente ao estado de oxidação (I) e reoxidação a hidreto complexo de cobalto(III). Este por ação catalítica de espécie neutra Co(N3)2 se decompõe liberando hidrogênio molecular e regenerando o complexo de cobalto(II). Verificou-se também corrente catalítica no sistema HN3N-3 na presença de níquel(II).; Previous studies about sodium azide as suporting electrolyte in polarography showed existence of a catalytic wave in acidic media...

Contribuição ao estudo da estrutura de complexos de fosfinóxidos com cobalto (II); Crystal structure of cobalt (II) bis-tribenzylphosphinoxide chloride

Santos, Regina Helena de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/05/1979 PT
Relevância na Pesquisa
37.517485%
Foram determinadas as estruturas cristalinas e moleculares, por método de difração de raios-X de monocristais, da série de quatro complexos de cloreto de Cobalto (II) com tri-benzilfosfinóxido, dibenzilfenilfosfinóxido, benzildifenilfosfinóxido e trifenilfosfinóxido. Os dados cristalinos sao: Dicloro bis(tribenzilfosfinóxido) Cobalto(II), CoCl2.2tbpo, COCl2‌(C7H7)3PO‌ 2; sistema cristalino: ortorrômbico; grupo espacial: P212121; a = 15,133(1), b = 15,905(1), c = 16,493(1)Å, V = 3954 ޵ dc = 1,289(2) g.cm-3; do = 1,29(1) g.cm-3. Dicloro bis(dibenzilfosfinóxido) Cobalto(II), CoCl2.2dbfpo, CoCl2 ‌(C7H7)2(C6H5)PO‌ 2; sistema cristalino: monoclínico; grupo espacial: c2/c; a = 18,187(9), b = 10,998(7), c = 18,954(3) Å, β = 96,12#176(4), V = 3769޵ dc = 1,314 (3) g.cm-3, do = 1,33(1) g.cm-3. Dicloro bis(benzilfosfinóxido) Cobalto(II), CoCl2.2dbfpo, CoCl2 ‌(C7H7)2(C6H5)PO‌ 2; sistema cristalino: monoclínico; grupo espacial: p21/c; a = 10,217(2), b = 16,776(2), c = 21,920(3)Å, = 112,15°(3), V = 3494 ޵ dc = 1,364(3) g.cm-3; do = 1,37(1) g.cm-3. Dicloro bis(trifenilfosfinóxido) Cobalto(II), CoCl2.2tbpo, CoCl2‌(C6H5)3PO‌ 2; sistema cristalino: ortorrômbico; grupo espacial: Fdd2; a = 20...

Estágios iniciais da eletrodeposição de cobalto e níquel acompanhados por EC-STM e EC-AGFM

Gomes, Carmem Rosane Isse
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.406963%
Neste trabalho foram eletrodepositados filmes ultrafinos de cobalto e níquel sobre substrato de Au/mica. Os estágios iniciais da deposição foram acompanhados in-situ pelo uso das técnicas de EC-STM (microscopia de varredura por tunelamento – modo eletroquímico) e EC-AGFM (magnetome tria de força de gradiente de campo alternado – modo eletroquímico), que se constitui em uma nova técnica para avaliação de propriedades magnéticas de filmes ultrafinos eletrodepositados. Como resultado, foi obtido o comportamento eletroquímico do eletrodo de Au/mica em meios contendo cobalto ou níquel, acrescidos ou não, dos aditivos: sacarina e tiouréia e a caracterização magnética dos filmes formados. Os dados obtidos por EC-STM revelaram a estrutura dos filmes de cobalto e níquel em baixa espessura (algumas monocamadas). A deposição de cobalto inicia com uma bicamada e o crescimento continua quase camada por camada. Para o caso do níquel o modo de crescimento está associado ao potencial aplicado: filmes crescidos em –1,1VMSE apresentaram nucleação instantânea, enquanto para –1,2VMSE foi observada nucleação progressiva. Pela análise dos dados obtidos por EC-AGFM, foi possível relacionar a estrutura dos filmes as suas propriedades magnéticas. Foi encontrada anisotropia magnética perpendicular somente para os filmes de cobalto em torno de 1...

Beneficiamento de cobalto a partir de baterias esgotadas de íon-lítio

Matos Mandujano, José Fidel
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.542249%
A tecnologia aplicada em aparelhos celulares fez que fossem produzidos equipamento mais leves, com maior rapidez em seu sistema operacional e uma quantidade enorme de aplicações. Tudo isso atrai muito os consumidores, que trocam com mais frequência seus aparelhos celulares por novos e modernos, gerando um descarte significativo de todos os seus componentes e dentre eles as baterias de íon-lítio. O cobalto está presente em quantidades significativas nessas baterias e por ser um metal de alto valor agregado é assunto de estudo no presente trabalho. Este trabalho tem como objetivo propor um método alternativo aos já existentes para a recuperação de cobalto das baterias esgotadas de íon-lítio, mediante o processamento mecânico e separação a úmido de materiais. Realizaram-se três testes para estudar a influência do tipo e marca das baterias e a taxa de alimentação na moagem no moinho de martelos. Os resultados obtidos mostram que não há influência da marca e tipo de baterias na recuperação de cobalto no concentrado obtido, mas o fluxo de alimentação influi diretamente nas recuperações e no teor de cobalto no concentrado. Com um maior fluxo de alimentação se terá uma maior recuperação de cobalto com um maior teor. O cobalto encontra-se principalmente no material fino menor de 1 mm...

Revestimentos de níquel e cobalto aplicados por aspersão térmica por chama hipersônica (HVOF) em aço API 5CT P110

Brandolt, Cristiane de Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.406963%
A aplicação de revestimentos obtidos por aspersão térmica por chama hipersônica HVOF vem se tornando uma excelente solução para os desafios encontrados no setor de petróleo e gás natural. Este processo é versátil, podendo ser aplicado em componentes de diversas formas e geometrias, tanto em campo quanto em fábrica, possibilitando o reparo de peças desgastadas, evitando assim a troca completa de componentes. Dentre as opções de materiais a serem aplicados, o níquel e o cobalto se destacam pela boa resistência a corrosão e pelas baixas temperaturas de fusão em relação às temperaturas de operação do processo HVOF, o que propicia a uma completa fusão das partículas, garantindo uma boa qualidade dos revestimentos obtidos. Nesse contexto, o presente trabalho teve por objetivo a obtenção e caracterização de revestimentos de níquel e cobalto aplicados pelo processo de aspersão térmica hipersônica (HVOF) sobre o aço API 5CT P110. A morfologia e a microestrutura dos revestimentos foram analisadas por microscopia eletrônica de varredura (MEV), espectroscopia de energia dispersiva (EDS), difração de raios-X (DRX) e perfilometria. Foi avaliada a dureza dos revestimentos pelo ensaio de microdureza Vickers, e a aderência por ensaio de dobramento. A resistência à corrosão dos revestimentos foi avaliada por monitoramento do potencial de circuito aberto...

Deposição e caracterização de filmes de óxido de cobalto por sputtering reativo

Azevedo Neto, Nilton Francelosi
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 73 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.406963%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Materiais - FC; Filmes de óxido de cobalto apresentam interesses para aplicações em catálise, sensores de gás e para estudos do efeito de exchange bias em multicamadas de CoO/Co/CoO. Neste trabalho, filmes de óxido de cobalto foram depositados usando a técnica de DC sputtering, nas potências 80,120 e 240W. A superfície dos filmes preparados a potências menores não apresentaram trincas. Medidas de difração de raios X indicaram a presença da fase Co3O4 nas deposições de 80 e 120 W. Para deposição com 240 W, observa-se apenas a presença da fase CoO. Os espectros de espalhamento Raman dos filmes apresentaram bandas referentes aos modos do Co3O4 para todas as amostras crescidas, já a análise de transmitância no infravermelho apresentou bandas de absorção relacionadas à fase CO3O4 nos filmes depositados com baixa potência, e uma mistura de bandas do CoO e Co3O4 na deposição a 240 W. O espectro de transmitância no UV/VIS/NIR apresentou absorções relacionadas a transições eletrônicas do óxido de cobalto em em 0,8,0,9,1,7 e 3eV na amostra crescida em 80 W. Com o objetivo de criar camadas nanométricas de cobalto puro...

Preparação e caracterização de filmes finos de cobalto em silício tipo p

Zandonay, Ricardo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 95 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.406963%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Ciência e Engenharia de Materiais; Neste trabalho serão discutidos os processos experimentais empregados para a sistematização da preparação e caracterização de diodos de barreira Schottky. O diodo Schottky possui ampla aplicação em dispositivos e aparelhos eletrônicos, sendo peça fundamental na indústria da microeletrônica. O diodo a ser descrito é constituído de uma camada de cobalto sobre silício tipo p. Para a obtenção das camadas foi empregada a técnica de eletrodeposição potenciostática foto-excitada. O arranjo experimental utilizado é constituído de uma célula eletroquímica de três eletrodos, o eletrólito, a fonte luminosa e o potenciostato. A solução eletrolítica é composta de 104mM de sulfato de cobalto, 0,5M de sulfato de sódio e 0,5M de ácido bórico. Para realizar a foto-excitação foi empregada uma lâmpada de filamento de tungstênio com potência de 100W. Com o objetivo de estudar a influência da espessura do cobalto nas propriedades elétricas do diodo Schottky, foram depositadas seis amostras com espessuras diferentes. O comportamento das reações de oxidação e redução da solução no silício tipo p mediante foto-excitação foi observado a partir da técnica de voltametria cíclica. As propriedades elétricas do sistema Co/Si-p foram determinadas através das medidas das curvas características I/V e C/V. A morfologia da superfície do cobalto...

Determinação de cádmio, chumbo e cobalto em matrizes aquosas usando micro extração líquido-líquido-sólido com detecção por SS-GF AAS

Carletto, Jeferson Schneider
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xxiv, 110 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.487869%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-Graduação em Química, Florianópolis, 2013.; Neste trabalho foram desenvolvidas diversas metodologias de microextração utilizando membranas de polipropileno para determinação de chumbo, cádmio e cobalto. Ligantes como O,O-dietil ditiofosfato de amônio (DDTP), 1-(2-pyridylazo)-2-naphthol (PAN), pirrolidinaditiocarbamato de amônio (APDC) e difeniltiocarbazona (Ditizona) foram usados para extração desses metais a partir de matrizes aquosas. Variáveis como concentração do ligante, pH da amostra, volume e tipo de solvente extrator, tempo de extração e quantidade de membranas foram também avaliadas quando necessário. Com as condições otimizadas os parâmetros analíticos de mérito foram determinados e obteve-se um limite de quantificação (LOQ) de 0,024 µg L-1, com desvio padrão relativo (RSD) de 6% e fator de pré-concentração (EF) variando de 22 a 66 vezes usando DDTP como ligante. A segunda parte do trabalho consistiu em utilizar o APDC como ligante para extração simultânea de chumbo, cádmio e cobalto. Os parâmetros analíticos de mérito, determinados após a otimização das variáveis que afetam a extração...

Estudo do cobalto em diamantes sintéticos

Neto, Miguel Angelo da Costa
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.542249%
Neste trabalho, é apresentado um estudo experimental e teórico sobre a presença e incorporação do cobalto em diamantes sintéticos. O estudo experimental foca essencialmente o crescimento de filmes de diamante CVD em substratos de cobalto de elevada pureza, num reactor MPCVD. As inúmeras tentativas de crescimento permitiram conhecer as condições ideais que possibilitam o crescimento de filmes espessos neste tipo de substratos. As amostras obtidas foram caracterizadas do ponto de vista da sua morfologia e qualidade cristalográfica, utilizando as técnicas MEV, DRX e a espectroscopia Raman. A detecção de impurezas incorporadas nos filmes foi realizada através da absorção óptica no infravermelho, por fotoluminescência e por EDS. A influência da adição de O2 e N2, durante o processo de deposição CVD, permitiu construir modelos para a incorporação do cobalto nestes filmes. Segundo um desses modelos, o cobalto é preferencialmente incorporado nas fronteiras de grão das suas cristalites e em planos cristalográficos (111). Os resultados dos estudos do infravermelho e da fotoluminescência sugerem a possibilidade de o cobalto estar igualmente incorporado na rede cristalina do filme, sob a forma de defeitos pontuais. A presença de impurezas mais leves...

O Yap1 no stress causado pelo excesso de cobalto em S. cerevisiae

Caetano, Soraia Cristina Marques
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.56326%
A capacidade dos organismos em alterar os seus padrões de expressão de genes em resposta a perturbações do meio ambiente é essencial para a sua viabilidade. Neste trabalho, utilizando Saccharomyces cerevisiae como organismo eucariota modelo, foi estudada a relevância do factor de transcrição da família Yap, o Yap1, na desintoxicação do excesso de cobalto. Os resultados obtidos neste trabalho demonstram que, após a incubação das células com cobalto, o factor de transcrição Yap1 é acumulado no núcleo, através de um mecanismo independente de Orp1/Gpx3. Verificámos que o cobalto tem a capacidade de ligar-se directamente ao Yap1, sugerindo que, à semelhança do que acontece com outros metais, seja este o mecanismo de retenção nuclear após o stress. Confirmámos que uma vez no núcleo, o Yap1 medeia a indução de genes envolvidos na regulação do stress oxidativo em levedura (tais como GPX2, SOD1, TRR1 e TRX2) e constatámos que a presença de cobalto aumenta os níveis de carbonilação das proteínas, sendo esse aumento mais acentuado na ausência de Yap1. Verificámos ainda que os níveis de cobalto estão levemente diminuídos no mutante yap1 ao contrário do ferro que está em concentrações mais elevadas neste mutante relativamente à estirpe selvagem...

Exposição ocupacional ao cobalto: aspectos toxicológicos

Alves,Atecla Nunciata Lopes; Della Rosa,Henrique Vicente
Fonte: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo Publicador: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.406963%
O cobalto é um elemento químico, além de ser essencial, presente na vitamina B12, tem sua utilização principal na indústria metalúrgica para produção de aços com características especiais de dureza e resistência. Na forma de óxidos é utilizado como catalisador na indústria química e de óleos. Na forma de sais, uma das utilizações é na indústria de cerâmica, como pigmento. Este trabalho tem por objetivo a revisão das características toxicocinéticas e toxicodinâmicas do cobalto na forma metálica, sais e óxidos. Os efeitos tóxicos observados nas exposições a diferentes compostos de cobalto são mais pronunciados nos pulmôes, na forma de asma brônquica e fibrose. A relação dose-efeito e dose-resposta, bem como os valores de referência para a população sadia e não ocupacionalmente exposta, levou a ACGIH (American Conference of Governmental and Industrial Hygienists) dos Estados Unidos a propor desde 1995 a utilização de um BEI(Biological Exposure Indice) para este tipo de exposição. Apesar de o Brasil ainda não ter incluído o cobalto no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da Norma Regulamentadora-7, os estudos toxicológicos podem levar à utilização de um indicador biológico para exposições ao cobalto e seus compostos.

Estudos sobre sistemas de liberação controlada da vacina antiaftosa e do cobalto II para uso veterinário

Rocha Freitas, Lindeberg
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.622869%
Na primeira etapa do nosso trabalho, a suspensão de vírus O1 campos (subtipo de vírus causador de febre aftosa) preparada pela VALLÉE S/A foi proposta como ligante para ser acoplada ao amido através de ligações covalentes ou utilizando carbodiimida para produzir ligações cruzadas. O amido é oxidado pelo metaperiodato de sódio 0,4 N em pH 4,5, que converte grupos hidroxílicos vicinais em aldeídicos, permitindo que a suspensão de vírus O1 campos seja imobilizada nesse suporte. O diciclohexilcarbodiimida em pH levemente alcalino, promove ligações cruzadas entre as proteínas dessa suspensão de vírus. As vacinas antiaftosa livre e imobilizada foram submetidas aos ensaios cromatográficos e espectrofotométricos. Nestes ensaios foram aplicados 7,5 mg de proteínas em coluna empacotada com sephadex G-100 possibilitando verificar a imobilização das proteínas dos vírus O1 campos através do aumento dos picos de absorção a 280 nm e diminuição do volume de eluição. A vacina adsorvida em hidróxido de alumínio (controle) e a imobilizada foram aplicadas em doses de 5 ml por via intramuscular em bovinos, com o objetivo de realizar os testes de índice de soro proteção (ISP) para verificar a liberação do vírus O1 campos no organismo animal. Os resultados dos ISP mostraram que o sistema amido + suspensão de vírus á adequado para liberação controlada do antígeno...

Síntese e caracterização de ferritas de níquel dopadas com cobalto e efeito da substituição nas suas propriedades magnéticas

Rodrigues, ádila Priscilla Gomes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Química; Físico-Química; Química Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Química; Físico-Química; Química
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.487869%
The ferrite composition Ni1 - xCoxFe2O4 (0 ≤ x ≤ 0.75) were obtained by the method of microwave assisted synthesis and had their structural and magnetic properties evaluated due to the effect of the substitution of Ni by Co. The compounds were prepared: according to the concept of chemical propellants and heated in the microwave oven with power 7000kw. The synthesized material was characterized by absorption spectroscopy in the infrared (FTIR), Xray diffraction (XRD) using the Rietveld refinement, specific surface area (BET) , scanning electron microscopy (SEM) with aid of energy dispersive analysis (EDS) and magnetic measurements (MAV). The results obtained from these techniques confirmed the feasibility of the method of synthesis employed to obtain the desired spinel structure, the ferrite, nickel ferrite as for nickel doped with cobalt. The results from XRD refinement ally showed the formation of secondary phases concerning stages α - Fe2O3, FeO, (FeCo)O e Ni0. On the other hand, there is an increase in crystallite size with the increase of cobalt in systems, resulting in an increased crystallinity. The results showed that the BET systems showed a reduction in specific surface area with the increase of cobalt and from the SEM...

Síntese e caracterização de compósitos mesoporosos de sílica-óxido de cobalto e avaliação catalítica na reação de redução de no com CO; Synthesis and characterization of mesoporous silica composite cobalt oxide and catalytic evaluation in the reduction reaction with CO

SANTOS, Gustavo Amorim
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Química; Educação em Química Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Química; Educação em Química
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.652085%
In this work, a methodology for the synthesis of silica-cobalt oxide-based composites was developed by modifying the well known Stöber sol-gel method. The main novelty of the procedure was the use of colloidal suspensions of cobalt oxide or cobalt hydroxide nanoparticles (Co3O4,Co(OH)2), which were previously prepared from the precipitation of Co2+ ions in alkaline medium. The silica-cobalt composites having cobalt contents (w/w) around 8.4 to 11% were characterized by X-ray diffraction (XRD), infrared spectroscopy (FTIR), thermogravimetric and differential thermal analysis (TG/DTA), temperature programmed reduction (TPR) and adsorption /desorption of nitrogen. The characteristics of the composites which were prepared by employing the colloidal suspensions were compared to those exhibited by other composites which were obtained from cobalt nitrate solution. The influence of cerium nitrate and citric acid was also evaluated. The methodology employed in the synthesis of nanoparticles and composites were reproducible and the prepared materials showed surface areas (300 to 567 cm3/g) and pore diameters (3.8 to 8.1 nm) values which were considered appropriate to use them as catalysts. The calcined composites which were prepared using colloidal suspensions of Co3O4 nanoparticles showed TPR curves with maximum picks at relatively low temperatures...

Estudio de la interacción del cobalto y el molibdeno con el cadmio en la microalga "Chlamydomonas moewusii"

Codesal García, Sergio
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
SPA
Relevância na Pesquisa
37.406963%
Traballo fin de grao (UDC. CIE). Bioloxía. Curso 2014/2015; [Resumen] Las microalgas son un grupo de organismos fotosintéticos muy usados en estudios toxicológicos. Por eso en este ensayo se utiliza una microalga verde dulceacuícola llamada Chlamydomonas moewusii con el fin de observar el efecto de la interacción entre dos metales esenciales (cobalto y molibdeno) y uno no esencial (cadmio) estudiando dos parámetros, el crecimiento celular y la concentración de pigmentos fotosintéticos (clorofila a, clorofila b y carotenoides totales). En cuanto a la interacción cobalto-cadmio resultó estadísticamente significativo y con una gran robustez para los dos parámetros. En el segundo caso, molibdeno-cadmio, también para los dos parámetros, el resultado fue estadísticamente significativo aunque el efecto de la interacción fue mucho menor. Esto es debido a la diferente estructura que presentan el cobalto (Co2+) y el molibdeno (MoO42-), ya que el cobalto es un ion más parecido al cadmio (Cd2+) que el molibdeno, lo cual permite que ambos puedan competir más fácilmente por los sitios de unión en las dianas celulares.; [Abstracts] Algae are a group of photosynthetic organisms very used in toxicological studies. Why in this trial used a green microalgae freshwater called Chlamydomonas moewusii in order to observe the effect of the interaction between two essential metals (cobalt and molybdenum) and one not essential (cadmium) studying two parameters...

Cobalto, història d'una iniciativa editorial (1947-1953)

Vidal Oliveras, Jaume
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //1997 CAT
Relevância na Pesquisa
37.596985%
En complir-se el cinquantenari del naixement de l'editorial Cobalto, es presenta el primer article que analitza en profunditat el procés de l'editorial Cobalto (1947-1953). L'editorial apareix amb Cobalto. Arte antiguo y moderno, una revista d'alta divulgació, neutra a l'art modern fins a esdevenir una aposta decidida per la modernitat en la seva darrera publicació: Joc net. Efectivament, amb el pas del temps l'editorial evoluciona -en sintonia amb altres episodis- i, tot ampliant les seves activitats, esdevé un punt de referència per a la recuperació de l'anomenat art modern a final dels anys quaranta i principi dels cinquanta. Entre altres fites, cal assenyalar l'edició d'un número especial dedicat al surrealisme, el primer estudi crític sobre el tema després de la guerra civil. Igualment, organitzarà la primera exposició de Miró i editarà les primeres monografies sobre Miró i Dalí després de la guerra civil. I més: donarà cobertura i col•laborarà amb l'associació Cobalto 49 -una plataforma per a la promoció de l'art modern- i editarà els fascicles Cobalto 49.; On the 50th anniversary of Cobalto publishing house, we present the first article to analize in depth how Cobalto publishing house works (1947-1953).The first published work appeared with the title Cobalto. Arte antiguo y moderno (Cobalto. Old and modern art)...

Cobalto 49.

Santos Torroella, Rafael.
Fonte: Barcelona : Cobalto, Publicador: Barcelona : Cobalto,
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf; text/html
SPA
Relevância na Pesquisa
37.451812%
Fundada i dirigida per: Rafael Santos Torroella ; col·laboradors: J. Camón Aznar, E. Serra, Martín Sebastián Soria, etc.; Vegeu l'exposició Rafael Santos Torroella, Biblioteca d'Humanitats UAB, 2009; L’editorial Cobalto (1947-1953) va donar cobertura i edità com a publicació periòdica els fascicles de Cobalto 49. La revista o fascicles es presentaven com l’òrgan d’expressió de l’associació del mateix nom i alhora era una mena de suplement de la mateixa editorial. El primer fascicle es publicà amb motiu de l’exposició sobre Joan Miró a les Galerias Layetanas. El segon fascicle es titula Las miniaturas y retratos de Goya i el tercer Escuela de Altamira; La editorial Cobalto (1947-1953) dió cobertura y editó como publicación periódica los fascículos de Cobalto 49.La revista o fascículos se presentaban como el órgano de expresión de la asociación del mismo nombre, siendo una especie de suplemento de la misma editorial.El primer fascículo se publicó con motivo de la exposición sobre Joan Miró en las Galerías Layetanas. El segundo fascículo trata de Las miniaturas y retratos de Goya y el tercero de la Escuela de Altamira; The publisher Cobalto (1947-1953) published as a periodical the fascicles of Cobalto 49...