Página 1 dos resultados de 127 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Organogênese in vitro e transformação genética em Citrus sp. com o gene da capa protéica e uma seqüência conservada antisense do vírus da tristeza dos citros; In vitro organogenesis and genetic transformation of Citrus sp. with the coat protein gene and an antisense untranslated region of the Citrus tristeza virus

Schinor, Evandro Henrique
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
90.45141%
O presente trabalho teve como principal objetivo obter plantas transgênicas, dos cultivares porta-enxerto limão 'Cravo' e laranja azeda e de cultivares copa de laranja doce, expressando genes que possam influenciar no nível de resistência ao vírus da tristeza dos citros (CTV) e, possivelmente à morte súbita dos citros. Buscou-se ainda estudar a organogênese in vitro de espécies cítricas. Experimentos para a indução da organogênese in vitro foram realizados a partir de segmentos de epicótilos de plântulas germinadas in vitro de espécies cítricas avaliando-se: a resposta organogênica de três diferentes regiões do epicótilo, na presença (1,0 mg.L-1) ou ausência de BAP, em meio MT, e a regeneração em diferentes concentrações de BAP (0; 0,5; 1,0; 1,5 e 2,0 mg.L-1) adicionadas ao meio MT. Também avaliou-se a regeneração de segmentos internodais de limão ?Cravo? e laranja azeda em diferentes concentrações de BAP (0; 0,5; 1,0; 2,0 e 4,0 mg.L-1) em meio MT; e de laranja azeda em meio de cultura MT e DBA3, suplementados com diferentes concentrações de BAP (0; 1,0 e 2,0 mg.L-1) e ANA (0; 0,3 e 0,5 mg.L-1). Foi utilizado o método de transformação genética mediado por Agrobacterium tumefaciens utilizando-se tecido juvenil coletado de plantas cultivadas in vitro (segmentos de epicótilo) ou em casa de vegetação (segmentos internodais) como explantes. Utilizou-se a estirpe EHA105 de A. tumefaciens...

Reação à infecção pelo vírus da tristeza dos citros (CTV) em plantas transgênicas de laranja 'Hamlin' (Citrus sinensis (L.) Osbeck) expressando seqüências gênicas do CTV; Reaction to Citrus tristeza virus (CTV) infection of transgenic 'Hamlin' sweet orange (Citrus sinensis (L.) Osbeck) plants transformed with CTV genetic sequences

Souza, Amancio José de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
80.32669%
O vírus da tristeza dos citros (CTV) é uma das maiores ameaças à citricultura mundial. No Brasil, mesmo com a pré-imunização e com a substituição de porta-enxertos, estirpes fortes de CTV ainda causam prejuízos consideráveis. Com o aparecimento da Morte Súbita dos Citros em 1999 e a possível relação desta doença com o CTV, este vírus voltou a figurar como patógeno de importância no cenário da citricultura brasileira. Uma das possíveis soluções para o controle de viroses em fruteiras é a obtenção de plantas transgênicas resistentes ou imunes. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência ao CTV de plantas transgênicas de laranja 'Hamlin' contendo três construções gênicas oriundas de seqüências do genoma do CTV. Estas construções gênicas visaram ativar rotas de RNAi (hairpin da capa protéica e seqüência conservada antisenso do CTV) e mecanismos de defesa relacionados à expressão da capa protéica do CTV. As plantas transgênicas foram desafiadas com uma estirpe fraca de CTV (CTV-IAC) por meio de borbulhas e pulgões pretos (Toxoptera citricida Kirkaldy) contendo o vírus. A avaliação da resistênica à replicação viral foi feita por análises de ELISA. As plantas transgênicas foram consideradas não resistentes à infecção e translocação viral quando inoculadas com borbulhas. Entretanto algumas plantas mostraram retardamento da infecção. Não foi possível determinar se houve resistência à transmissão de CTV por pulgões já que a técnica utilizada não foi capaz de infectar os controles de maneira uniforme.; The Citrus tristeza virus (CTV) is one of the greatest threats to the citrus industry worldwide. In Brazil...

Caracterização molecular e avaliação da resistência ao vírus da tristeza dos citros (CTV) em plantas transgênicas de laranja 'Valência' (Citrus sinensis L. Osbeck); Molecular characterization and resistance evaluation to citrus tristeza virus (CTV) in transgenic plants of Valência orange (Citrus sinensis L. Osbeck)

Muniz, Fabiana Rezende
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
90.58533%
No Brasil a citricultura está entre as culturas de maior importância. A produtividade dessa cultura no país ainda é considerada baixa e esse fato se deve, em parte, a diversas pragas e doenças. Dentre as doenças, tem-se a tristeza, causada pelo Citrus tristeza virus (CTV). Esse patógeno também pode estar relacionado com outra importante doença da cultura, a morte súbita dos citros (MSC). Com isso, o CTV ganhou ainda maior expressão. Uma alternativa para controlar viroses de plantas é a obtenção de plantas transgênicas resistentes a esses patógenos. Este trabalho objetivou caracterizar com análise molecular e avaliar a resistência ao CTV de plantas transgênicas de laranja Valência (Citrus sinensis L. Osbeck), contendo fragmentos do genoma do CTV, em três construções gênicas diferentes. A transgenia das plantas foi confirmada por análises de Southern blot. A transcrição do transgene foi avaliada por RT-PCR. O material foi inoculado com duas borbulhas infectadas pelo isolado Pêra- IAC, enxertadas no porta-enxerto abaixo do ponto de enxertia da copa transgênica, e pelo vetor Toxoptera citricida infectado. Após quatro semanas da inoculação, para avaliar a resistência ao vírus, brotações da copa transgênica foram submetidas ao teste de ELISA sanduíche indireto com anticorpo monoclonal contra a proteína da capa protéica do CTV. Os resultados indicaram variação na resistência à translocação do vírus nas diferentes construções transgênicas utilizadas e entre clones de uma mesma planta. Todas as linhagens transgênicas inoculadas indicaram a presença do vírus em pelo menos uma das três repetições avaliadas...

Avaliação de plantas transgênicas de laranja doce (Citrus sinensis) e transformação genética de laranja azeda (Citrus aurantium) para resistência ao Citrus tristeza virus (CTV); Evaluation of sweet orange (Citrus sinensis) transgenic plants and genetic transformation of sour orange (Citrus aurantium) for the resistance to Citrus tristeza virus (CTV)

Muniz, Fabiana Rezende
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
90.64624%
Citrus tristeza virus (CTV) ocorre em quase todas as áreas produtoras de citros do mundo. O controle da doença se baseia, principalmente, no uso de porta-enxertos tolerantes e na premunização das copas. A obtenção de copas de laranjas doces ou de porta-enxerto de laranja azeda transgênicos resistentes ao CTV permitiria retornar a um uso mais intensivo deste excelente porta-enxerto. Com isso, esse trabalho buscou avaliar linhagens transgênicas de laranja doce (Citrus sinensis) e obter plantas transgênicas de laranja azeda (Citrus aurantium) para a resistência ao CTV, a fim de oferecer uma outra alternativa para o controle desta doença em citros. Foram avaliadas plantas transgênicas de laranja doce cv. Valência e cv. Hamlin contendo três diferentes construções gênicas. Uma contendo uma sequência sense (684 pb) do gene da capa protéica do CTV (pCTV-CP), outra contendo uma sequência conservada (559 pb) do CTV (pCTV-SC) e uma do tipo hairpin, contendo sequências sense e antisense do gene da capa protéica separadas por um íntron (pCTV-dsCP). Dez linhagens transgênicas de cada construção gênica e de cada cultivar foram previamente confirmadas por análises de Southern blot e RT-PCR, totalizando 60 linhagens transgênicas. Tais linhagens foram clonadas e enxertadas sobre limão Cravo (C. limonia) e laranja azeda (C. aurantium)...

Caracterização dos epitopos e da estrutura secundaria da proteina do capsideo do Citrus tristeza virus e um diagnostico imunomolecular para Xystella fastidiosa; Epitope mapping and secondary struture characterization of Citrus tristeza virus coat protein and immunomolecular diagnosis to Xystella fastidiosa

Luis Antonio Peroni
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
100.34556%
Este trabalho visou efetuar a identificação dos epitopos das prottnas recombinantes CB-22 e CB-104 do capsídeo do Cítrus tristeza vírus (CTV), reconhecidos pelos anticorpos monoclonais (MAb) produzidos por Stach-Machado e colaboradores (2000). Assim, os epitopos reconhecidos pelos MAbs 30.G.02 e 37.G.ll, correspondem às seqüências de aminoácidos NLHIDPTLI e TQQNAALNRDLF, localizadas nas posições 32 a 40 e 50 a 61 das proteínas recombinantes CB-22 e CB-104. O epitopo reconhecido pelo MAb 39.07 que apresenta especificidade apenas para a CB-104, homóloga aos isolados severos do CTV corresponde a seqüência TDVVFNSKGIGN, localizados na posição 120 a 131 da proteína. Estes dados corroboram com os ensaios de ELlSA, confirmando o MAb 30.G.02 como um anticorpo universal, atuando quer como anticorpo de captura ou de detecção em ELlSA Sandwich, uma vez que, seu epitopo é conservado em 87.2% dos isolados de CTV. O MAb 37.G.ll deve ser adotado apenas como anticorpo de detecção pois reconhece uma seqüência encontrada em 62,6% dos isolados, permitindo uma identificação ampla, sem efetuar a diferenciação de estirpes. O MAb 39.07 foi classificado como "forte", pois seu epitopo está presente em apenas 19,7% das seqüências...

Variabilidade genómica de Citrus tristeza virus e transformação genética de Citrus aurantium L. com vista à obtenção de resistência

Marques, Natália
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
79.47997%
Tese de dout., Biologia, Faculdade de Engenharia de Recursos Naturais, Univ. do Algarve, 2003; No presente trabalho foi estudada a variabilidade genómica da região terminal 3´ do CTV com o objectivo de conhecer quais as regiões mais conservadas que podem ser usadas em transformação genética para obter resistência contra o vírus. A partir de um painel de isolados de diferentes origens geográficas e com diversas características biológicas, foram analisados os genes das proteínas p18, p13, p20, p23 e a região 3´UTR. Na maioria dos isolados analisados foi detectado a existência de múltiplas variantes genómicas com uma estrutura do tipo “quasispecies”, por Single Stranded Conformation Polymorphisms (SSCP). Por sequenciação genómica confirmaram-se os dados de SSCP e foram estabelecidos agrupamentos de sequências de acordo com as características biológicas. A região 3´UTR distinguiu-se como a região genómica mais conservada, sendo assim a mais indicada a usar num processo de transformação genética. Os isolados e clones do gene da p25 (ou gene da proteína do capsídio) foram analisados pela técnica Cleavase Fragment Length Polymorphism (CFLP) e agruparam-se segundo a origem geográfica e as propriedades biológicas. Foi notória a capacidade do CFLP na discriminação e tipificação de isolados diferentes de CTV. A transformação genética do porta-enxerto Citrus aurantium cv. Brazilian...

Caracterização biológica e molecular de isolados do Citrus tristeza virus com potencial para utilização em programas de pré-imunização

Costa,Alessandra Tenório; Nunes,William Mário de Carvalho; Corazza,Maria Júlia; Zanutto,Carlos Alexandre; Müller,Gerd Walter
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
99.52032%
O experimento teve como objetivo caracterizar biológica e molecularmente os isolados de CTV, obtidos de árvores de laranja Pêra em pomares das regiões Norte e Noroeste do Paraná, visando selecionar isolados fracos do Citrus tristeza virus com capacidade protetiva para pré-imunização. Os resultados apontaram sintomas fracos a moderados de caneluras e revelaram similaridade genética da maioria dos isolados analisados e o isolado fraco controle, sugerindo que as plantas selecionadas estão infectadas por haplótipos fracos de CTV, com potencial para serem utilizadas como plantas matrizes.

Comparative epidemiology of citrus tristeza in Cuba and citrus sudden death in Brazil

Batista,Lochy; Bassanezi,Renato B.; Laranjeira,Francisco F.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 EN
Relevância na Pesquisa
79.677314%
Citrus Sudden Death (CSD) is a disease of unknown etiology, reported only in Brazil. Due to similarities between the epidemiology of CSD in Brazil and Citrus Tristeza (CT) in other countries, this work aimed to compare CSD and CT in Cuba. Besides testing the hypothesis of shared epidemiological patterns, the data generated can be used to carry out control strategies if CSD breaks out in Cuba. Seven epidemic data sets were statistically compared for each disease by analyzing their progress in time and the dependence among symptomatic or infected plants at two levels of spatial scale. CSD and CT epidemics could not be differentiated based on mean progress rate, area under disease progress curves, proportion of aggregated sequences (Ordinary runs test), index of Dispersion (D) or both parameters, log (A) and b, of the binary power law model. The progress rate of both diseases varied from low (0.0003/month) to very high (0.045/month). The proportion of aggregated sequences was low (<0.16) and D, log(A) and b values indicated aggregation in groups of 4 to 16 plants for both diseases. These results suggest that measures currently used for CT eradication and management in Cuba may be applied in case of an eventual introduction of CSD in that country.

Agronomic performance of Pera and related sweet orange accessions naturally infected with Citrus tristeza virus in northern Paraná State, Brazil

Baba,Viviane Y.; Giampani,José S.; Tazima,Zuleide H.; Yada,Inês F. U.; Paccola-Meirelles,Luzia D.; Leite Júnior,Rui P.
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 EN
Relevância na Pesquisa
79.87692%
Despite of the susceptibility to the Citrus tristeza virus (CTV), Pera sweet orange is the most important citrus cultivar in Brazil. The objective of this study was to evaluate the CTV aggressiveness and the relationship with the agronomic performance of 24 accessions of Pera and related sweet oranges. Accessions belonging to the Citrus Germplasm Collection of the Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), Londrina, PR, were included in the study. Citrus tristeza disease was rated based on the severity of stem pitting symptoms. Yields were evaluated in the 2010/2011, 2011/2012, and 2012/2013 seasons, and tree growth in 2012. The best performance regarding stem pitting severity was shown by Redonda accession, followed by Ipiguá II. Vegetative tree vigor was more evident for Redonda, Tardia CO3, and Guilherme Spagnol accessions. These Pera and related sweet oranges accessions also showed the highest fruit yields, along with Vimusa, Santa Tereza, Ipiguá, Ipiguá II, D-6, and Paulo Rosa. Vegetative tree vigor, yield and number of fruits were inversely correlated with citrus tristeza disease stem pitting severity. Therefore, the poor agronomic performance of some Pera and related sweet oranges is probably related to the presence of severe CTV complexes infecting these accessions.

Virus-Viroid Interactions: Citrus Tristeza Virus Enhances the Accumulation of Citrus Dwarfing Viroid in Mexican Lime via Virus-Encoded Silencing Suppressors

Serra, Pedro; Bani Hashemian, Seyed M.; Fagoaga, Carmen; Romero, Juan; Ruiz-Ruiz, Susana; Gorris, Maria T.; Bertolini, Edson; Duran-Vila, Núria
Fonte: American Society for Microbiology Publicador: American Society for Microbiology
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /01/2014 EN
Relevância na Pesquisa
79.51225%
An assay to identify interactions between Citrus Dwarfing Viroid (CDVd) and Citrus Tristeza Virus (CTV) showed that viroid titer was enhanced by the coinfecting CTV in Mexican lime but not in etrog citron. Since CTV encodes three RNA silencing suppressors (RSSs), p23, p20 and p25, an assay using transgenic Mexican limes expressing each RSS revealed that p23 and, to a lesser extent, p25 recapitulated the effect observed with coinfections of CTV and CDVd.

Comportamento de pomeleiros e laranjeiras doce da Embrapa Mandioca e Fruticultura em relação ao Citrus Tristeza virus e ao descamamento eruptivo.

OLIVEIRA, H. B.; SOUZA, M. F.; RODRIGUES, A. S.; BARBOSA, C. de J.; PASSOS, O. S.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 5., 2011, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, 2011. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 5., 2011, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 1 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
99.52032%
O Citrus tristeza virus (CTV) é uma das principais viroses que ameaçam as plantas cítricas no Brasil. O descamamento eruptivo dos citros (Bahia Bark Scaling, BBS) é uma doença restrita à citricultura da Bahia e de Sergipe, que afeta pomeleiros (C. paradisi Macfadyen), tangerineiras (C. reticulata Blanco) e laranjeiras doce (C. sinensis L.), e ainda tem sua etiologia e método diagnóstico não estabelecidos.; 2011; PDF. 160_11.

Comportamento de espécies de citros para o Citrus Tristeza virus (CTV) em diferentes ecossistemas.

RODRIGUES, A. S.; SOUZA, M. F.; PASCOAL, T.; PASSOS, O. S.; BARBOSA, C. de J.; MEISSNER FILHO, P. E.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 5., 2011, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, 2011. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 5., 2011, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM; 1 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
99.67382%
A tristeza dos citros, causada pelo Citrus tristeza virus (CTV), levou a dizimação dos pomares brasileiros em décadas passadas. O convívio com esta doença, endêmica no Brasil, só foi possível por meio da utilização de porta-enxertos tolerantes e pela pré-imunização de copas muito suscetíveis. O estabelecimento da citricultura em diferentes ecossistemas na Bahia, associado ao uso de novas variedades, torna necessário estudar o seu comportamento. Isto permitirá a seleção de plantas mais tolerantes para cada local.; 2011; PDF. 161_11.

Utilização da termoterapia na limpeza clonal de limeira ácida ?Tahiti? para o Citrus tristeza virus (CTV).

SANTOS, T. P. dos; RODRIGUES, A. S.; SOUZA, M. F.; BARBOSA, C. de J.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E CULTURA NO RECÔNCAVO DA BAHIA - RECITEC RECÔNCAVO. 1., 2011, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E CULTURA NO RECÔNCAVO DA BAHIA - RECITEC RECÔNCAVO. 1., 2011, Cruz das Almas. Anais... Cruz das Almas: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 2 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
99.7434%
A tristeza dos citros causada pelo vírus Citrus tristeza vírus (CTV) é, historicamente, considerada uma das doenças mais importantes para citricultura mundial. É transmitida de forma semi-persistente por afídeos, principalmente pelo pulgão preto (Toxoptera citricidus Kirk.) e por material propagativo infectado.; 2011; Em paralelo aconteceram também os seguintes eventos: V Seminário de Pesquisa do Recôncavo da Bahia; V Seminário Estudantil de Pesquisa da UFRB; V Seminário da Pós-Graduação da UFRB; II Seminário Regional de Pesquisa da EBDA; 5ª Jornada Científica da Embrapa Mandioca e Fruticultura; VIII Seminário Estudantil de Pesquisa e Extensão da FAMAM; Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação no Agronegócio; Fórum de Gestores de Iniciação Científica e Tecnológica da Bahia; II Simpósio Baiano de Defesa Agropecuária; I Semana de Educação Tutorial da UFRB.

Propagação de híbridos somáticos de citros e reação à infecção por Phytophthora nicotianae e vírus da tristeza dos citros.; Propagation of citrus somatic hybrids and response to Phytophthora nicotianae and Citrus Tristeza Virus infection.

Pio, Rafael
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2005 PT
Relevância na Pesquisa
80.22951%
A hibridação somática é uma nova opção em programas de melhoramento de espécies cítricas, obtendo-se híbridos somáticos que podem manter integralmente a combinação genética de ambos os progenitores envolvidos na hibridação. Assim, o objetivo desse trabalho foi estudar a propagação e crescimento de combinações parentais de híbridos somáticos com potencial para serem utilizados como porta-enxertos e verificar possíveis resistências/tolerâncias à infecção de tronco e raízes por Phytophthora nicotianae e ao vírus da tristeza dos citros (CTV). Os híbridos somáticos utilizados nos trabalhos foram: limão 'Cravo' + laranja azeda, laranja 'Caipira' + limão 'Cravo', laranja 'Caipira' + tangerina 'Cleópatra', laranja 'Caipira' + limão 'Volkameriano', laranja 'Caipira' + limão 'Rugoso', tangerina 'Cleópatra' + limão 'Volkameriano', tangerina 'Cleópatra' + laranja azeda, limão 'Cravo' + tangerina 'Sunki', laranja 'Ruby Blood' + limão 'Volkameriano', laranja 'Rohde Red' + limão 'Volkameriano' e laranja 'Valência' + Fortunella obovata. Na propagação dos híbridos, estacas de 15 cm de comprimento foram retiradas de plantas matrizes dos respectivos híbridos somáticos e submetidas ao enraizamento em câmara de nebulização intermitente por 100 dias. Posteriormente...

Stability of Citrus tristeza virus protective isolates in field conditions

Costa,Alessandra Tenório; Nunes,William Mário de Carvalho; Zanutto,Carlos Alexandre; Müller,Gerd Walter
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2010 EN
Relevância na Pesquisa
79.395537%
The objective of this work was to monitor the maintenance of Citrus tristeza virus (CTV) protective isolates stability in selected clones of 'Pêra' sweet orange (Citrus sinensis), preimmunized or naturally infected by the virus, after successive clonal propagations. The work was carried out in field conditions in the north of Paraná State, Brazil. Coat protein gene (CPG) analysis of 33 isolates collected from 16 clones of 'Pêra' sweet orange was performed using single strand conformational polymorphism (SSCP). Initially, the isolates were characterized by symptoms of stem pitting observed in clones. Then viral genome was extracted and used as template for the amplification of CPG by reverse transcription polimerase chain reaction (RTPCR). RTPCR products electrophoretic profiles were analyzed using the Jaccard coefficient and the UPGMA method. The majority of the clones had weak to moderate stem pitting symptoms and its CTV isolates showed alterations in the SSCP profiles. However, the stability of the protective complex has been maintained, except for isolates from two analised clones. Low genetic variability was observed within the isolates during the studied years.

Stability of Citrus tristeza virus protective isolates in field conditions.

COSTA, A. T.; NUNES, W. M. de C.; ZANUTTO, C. A.; MÜLLER, G. W.
Fonte: Pesquisa Agropecuaria brasileira., Brasília, v.45, n.7, p.693-700, jul. 2010 Publicador: Pesquisa Agropecuaria brasileira., Brasília, v.45, n.7, p.693-700, jul. 2010
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
79.395537%
Abstract ? The objective of this work was to monitor the maintenance of Citrus tristeza virus (CTV) protective isolates stability in selected clones of 'Pêra' sweet orange (Citrus sinensis), preimmunized or naturally infected by the virus, after successive clonal propagations. The work was carried out in field conditions in the north of Paraná State, Brazil. Coat protein gene (CPG) analysis of 33 isolates collected from 16 clones of 'Pêra' sweet orange was performed using single strand conformational polymorphism (SSCP). Initially, the isolates were characterized by symptoms of stem pitting observed in clones. Then viral genome was extracted and used as template for the amplification of CPG by reverse transcription polimerase chain reaction (RTPCR). RTPCR products electrophoretic profiles were analyzed using the Jaccard coefficient and the UPGMA method. The majority of the clones had weak to moderate stem pitting symptoms and its CTV isolates showed alterations in the SSCP profiles. However, the stability of the protective complex has been maintained, except for isolates from two analised clones. Low genetic variability was observed within the isolates during the studied years.; 2010

Evaluation of the protective capacity of new mild Citrus tristeza virus (CTV) isolates selected for a preimmunization program

Zanutto,Carlos Alexandre; Corazza,Maria Júlia; Nunes,William Mário de Carvalho; Müller,Gerd Walter
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 EN
Relevância na Pesquisa
79.54095%
The use of tolerant rootstocks and preimmunization has satisfactorily controlled losses associated with the Citrus tristeza virus (CTV). Several researchers have shown that CTV mild isolates that are selected in the same region where they are used are superior to isolates obtained from other areas. Thus, budwoods of 20 outstanding citrus trees were collected in north and northwestern Paraná state (Brazil) citrus-producing areas and established to be used in a preimmunization program. These budwoods were tested to evaluate the potential protection of the inherently present viral complex. Based on biological indexing and molecular characterization of the capsid protein gene by RFLP (restriction fragment length polymorphism, which indicated that the plants were infected with mild isolates of CTV), some of the selected plants could be used in a preimmunization program. These potentially mild and protective isolates were challenged with severe 'Rolândia' isolate inoculations by grafting and by the brown citrus aphid (Toxoptera citricida Kirkaldy) vector, which was faster in transmitting the virus. Some isolates had a better protective value than others, particularly when challenged with the severe CTV isolate. The SSCP (single strand conformational polymorphism) molecular analysis was an excellent complementary tool for monitoring the performance of the experiments and the stability of the viral complex present in the plants. Isolate number 1...

Genetic variation and recombination of RdRp and HSP 70h genes of Citrus tristeza virus isolates from orange trees showing symptoms of citrus sudden death disease

Gomes, Clarissa P.C.; Nagata, Tatsuya; Jesus Júnior, Waldir C. de; Borges Neto, Carlos R.; Pappas Júnior, Georgios Joannis; Martin, Darren P.
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: Texto
EN
Relevância na Pesquisa
89.54096%
Citrus sudden death (CSD), a disease that rapidly kills orange trees, is an emerging threat to the Brazilian citrus industry. Although the causal agent of CSD has not been definitively determined, based on the disease's distribution and symptomatology it is suspected that the agent may be a new strain of Citrus tristeza virus (CTV). CTV genetic variation was therefore assessed in two Brazilian orange trees displaying CSD symptoms and a third with more conventional CTV symptoms.

Evaluation of the protective capacity of new mild Citrus tristeza virus (CTV) isolates selected for a preimmunization program

Zanutto, Carlos Alexandre; Corazza, Maria Júlia; Nunes, William Mário de Carvalho; Müller, Gerd Walter
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2013 ENG
Relevância na Pesquisa
79.54095%
The use of tolerant rootstocks and preimmunization has satisfactorily controlled losses associated with the Citrus tristeza virus (CTV). Several researchers have shown that CTV mild isolates that are selected in the same region where they are used are superior to isolates obtained from other areas. Thus, budwoods of 20 outstanding citrus trees were collected in north and northwestern Paraná state (Brazil) citrus-producing areas and established to be used in a preimmunization program. These budwoods were tested to evaluate the potential protection of the inherently present viral complex. Based on biological indexing and molecular characterization of the capsid protein gene by RFLP (restriction fragment length polymorphism, which indicated that the plants were infected with mild isolates of CTV), some of the selected plants could be used in a preimmunization program. These potentially mild and protective isolates were challenged with severe 'Rolândia' isolate inoculations by grafting and by the brown citrus aphid (Toxoptera citricida Kirkaldy) vector, which was faster in transmitting the virus. Some isolates had a better protective value than others, particularly when challenged with the severe CTV isolate. The SSCP (single strand conformational polymorphism) molecular analysis was an excellent complementary tool for monitoring the performance of the experiments and the stability of the viral complex present in the plants. Isolate number 1...

Detection of Citrus sudden death-associated virus and Haplotypes of Citrus tristeza virus in Toxoptera citricida and Aphis spiraecola and implication on citrus sudden death in Brazil

Loeza-Kuk,Emiliano; Ochoa-Martínez,Daniel L.; Mora-Aguilera,Gustavo; Rivas-Valencia,Patricia; Gutiérrez-Espinosa,M. Alejandra; Cintra de Jesús Junior,Waldir; Villegas-Monter,Ángel; Arno-Wulff,Nelson; Perez-Molphe-Balch,Eugenio
Fonte: Colegio de Postgraduados Publicador: Colegio de Postgraduados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 EN
Relevância na Pesquisa
100.09822%
Individuals of Toxoptera citricida (Kirkaldy) and Aphis spiraecola (Patch) collected in 16 commercial citrus orchards of the São Paulo and Minas Gerais States of Brazil were analyzed for virus presence. Orchards of Minas Gerais were selected because citrus trees exhibit symptoms of citrus sudden death (CSD) and in São Paulo due the presence of severe strains of Citrus tristeza virus (CTV), in order to detect genomic sequences of any of these strains that could be associated to CSD. Samples made up of 20 aphids from the localities of Comendador Gomes, Frutal, Prata and Uberlândia, in the State of Minas Gerais, a CSD associated virus (CSDaV) was often found through nested RT-PCR; in samples from São Paulo, none showed positive for the same primers. With the aim to find relationships between the presence of a specific strain of CTV and the expression of CSD, specific probes were used for sequences associated to severity of isolates. The results were negative and the most promising option was to detect CTV sequence variants acquired by aphids through SSCP, to determine if there was a preference for any of the variants. No CTV sequence variants exclusive to trees with CSD symptoms were detected in aphids, but CTV was more prevalent than CSDaV in both aphid species (98 and 90% vs. 42 and 10%). Results confirm the presence of CSDaV in aphids colonizing trees with or without CSD symptoms. However...