Página 1 dos resultados de 532 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Efeitos da atividade física na estrutura da cartilagem articular de joelho de ratas ooforectomizadas; The effects of the physical activity in the articular cartilage structure in the knee of ovariectomized rats

Fontinele, Renata Gabriel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.67182%
A incidência de osteoartose, ou degeneração da cartilagem articular aumenta na pós-menopausa, condição esta relacionada à deficiência de estrógeno. Por outro lado, tem sido demonstrado que a atividade física regular e moderada tem efeitos benéficos sobre o sistema esquelético, em qualquer condição, mas especialmente na menopausa. Utilizando ratos Wistar, como modelo experimental, os objetivos deste trabalho são: a) verificar se a ooforectomia produz alterações na estrutura da cartilagem articular da epífise proximal da tíbia e b) verificar se a realização de exercícios físicos aeróbicos tem efeito sobre estas alterações. Para a realização deste estudo foram utilizadas 24 ratas com 6 meses de idade, da linhagem Wistar, distribuídas em 3 grupos de oito ratas cada: GC-Ratas com seis meses de idade, não submetidas à ooforectomia nem atividade física; GOS-Ratas com seis meses de idade, que sofreram ooforectomia bilateral, mas que não fizeram atividade física e, GOT-Ratas com seis meses de idade que foram submetidas à ooforectomia bilateral mais atividade física (corrida em esteira) durante 3 meses. Todos os animais foram eutanasiados com 9 meses de idade. A avaliação foi realizada através de microscopia de luz em cortes histológicos corados pela Hematoxilina-Eosina e pelo Picrossírius e estudos à microscopia eletrônica de varredura. À microscopia de luz...

Avaliação da cartilagem da ATM por meio de ressonância magnética com a utilização de bobinas microscópicas; MRI assessment of TMJs cartilage with the use of microscopic coils

Coutinho, Alessandra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.523384%
Diferenças na espessura e regularidade da cartilagem da articulação temporomandibular (ATM) ocorrem como o resultado de áreas em crescimento ou em remodelamento. Esse aspecto dificulta a interpretação clínica das imagens e geralmente negligencia a presença da fibrocartilagem. O estudo, por meio da Ressonância Magnética utilizando bobinas microscópicas, possibilita uma melhor observação da cartilagem articular. Confirmamos essa evidência por meio do estudo que analisou 20 indivíduos (40 ATM), divididos em grupo sintomático (DTM) com 10 pacientes (20 ATM) apresentando queixa clínica e suspeita diagnóstica de DTM e, o grupo controle com 10 voluntários (20 ATM) assintomáticos ou que não apresentavam sinais e sintomas clínicos de DTM. As imagens de RM sagitais oblíquas ponderadas em DP SPIR da ATM foram capazes de mostrar a cartilagem com melhor evidência tanto na cabeça da mandíbula quanto na eminência articular proporcionado mensurações, as quais se apresentaram estatisticamente iguais entre os grupos e também a avaliação da regularidade com o mesmo comportamento entre os grupos e geralmente acompanhando a morfologia da cortical óssea. Em muitos casos, principalmente quando da presença de deslocamento para anterior do disco articular...

Desenvolvimento de um biomaterial composto de poliuretano e microfibra de biovidro 45S5 em gradiente funcional para reparo de cartilagem articular: estudos in vitro e in vivo; Development of a biomaterial composed of polyurethane and bioglass microfiber in gradient functional to repair articular cartilage: in vitro and in vivo studies

Laurenti, Karen Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.584932%
A cartilagem articular é um tema amplamente discutido na literatura por meio de vários estudos e pesquisas. Com o presente estudo, busca-se uma proposta inovadora e original no uso de um biomaterial composto e o desenvolvimento de uma cartilagem artificial que aja como coxim elástico, apresentando características de gel fibro-reforçado com finalidade biomimética mecânica que imite o comportamento da cartilagem articular. Foi conceituado um implante que tivesse uma superfície tribológica para contato com a cartilagem do platô tibial e gradualmente se convertesse em região osteo-integrável para fixação mecânica no osso subcondral. Foi desenvolvido um biomaterial composto por poliuretano e microfibra de biovidro 45S5 em gradiente funcional que foi obtido e validado através de ensaios in vitro, microscopia eletrônica de varredura e análise histológica. Nos testes in vitro seja na condição de citotoxicidade direta ou indireta, notou-se que a quantidade de células foi estatisticamente semelhante ao controle negativo, e estatisticamente diferente do controle positivo indicando que o biomaterial composto de poliuretano e microfibra de biovidro 45S5 apresentou não toxicidade direta ou indireta da amostra e ainda promoveram o crescimento e o espalhamento celular...

Efeitos da deficiência estrogênica e da atividade física sobre a cartilagem articular da cabeça do fêmur de ratas Wistar; Effects of estrogenic deficiency and physical activity on the articular cartilage of the femoral head of Wistar rats

Mendes, Andrea Bogoslavsky Levy
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.584932%
Vários estudos demonstraram que o estrógeno exerce um papel fundamental na manutenção da estrutura da cartilagem articular, e que a deficiência em mulheres podem causar um aumento na incidência de degeneração articular. Sabe-se também que a atividade física é capaz de trazer benefícios para este tipo de tecido, reduzindo os riscos de lesão articular. Contudo, existem poucos os trabalhos que relacionam estes dois fatores: deficiência estrogenica e atividade física regular. O objetivo deste trabalho é verificar os efeitos da deficiência estrogênica sobre a cartilagem articular, suas implicações, e se a atividade física regular e moderada é capaz de reverter este processo natural de degeneração articular. Foram utilizadas 12 ratas Wistar adultas, divididas em quatro grupos de três animais, de modo aleatório e sistematizado, sendo eles: ratas controle sedentárias (RCS), ratas controle treinadas (RCT), ovariectomizadas sedentárias (ROS) e ovariectomizadas treinadas (ROT). Cada grupo foi analisado pelas técnicas de microscopia de luz e microscopia eletrônica de transmissão. Os resultados foram obtidos a partir do método estereológico. Os valores foram estatisticamente significantes em relação a deficiencia estrogenica para os parametros: peso...

Estudo morfoquantitativo e imunohistoquímico da cartilagem articular do joelho de ratos Wistar submetidos à restrição calórica no envelhecimento; The morfoquantitative and imunohistochemistry study in the articular cartilage in the knee of Wistar rats submitted to caloric restriction in the aging

Fontinele, Renata Gabriel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.633096%
A doença degenerativa da cartilagem articular, ou osteoartrose, pode ser causada por diversos fatores, dentre eles o envelhecimento. Com o aumento da longevidade no Brasil, a prevalência da osteoartrose vai aumentar com o aumento progressivo da idade média da população nas próximas décadas. O estresse do dia a dia, com o avanço da vida moderna, são acompanhados pela má alimentação, sendo essa caracterizada por uma subnutrição ou até uma nutrição excessiva. Utilizando ratos Wistar, como modelo experimental, o objetivo deste trabalho é verificar se a alimentação com baixo nível calórico ameniza ou acelera as alterações na estrutura da cartilagem articular das epífises distal do fêmur e proximal da tíbia, causadas pelo envelhecimento. Para tanto foram utilizadas 15 ratos, separados em três grupos, com 5 animais cada: C- animais de 06 meses alimentados com dieta normal (A); SR- animais de 18 meses alimentados dieta normal (A); RC- animais de 18 meses submetidos à restrição calórica de 31% alimentados com dieta B. A avaliação foi realizada pela microscopia de luz em cortes histológicos corados pela Hematoxilina-Eosina, Picrossírius e por imunohistoquímica com marcação do colágeno tipo II. Foram feitas medidas da espessura das zonas da cartilagem articular...

Efeitos da recuperação protéica pós-natal com suplementação de resveratrol na cartilagem articular da articulação do joelho de ratos Wistar subnutridos; Effects of postnatal protein recovery with resveratrol supplementation the articular cartilage of the knee joint of rats undernourished

Bolina, Cristina de Sousa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.523384%
O resveratrol (RES), um composto natural, é encontrado em diversas plantas, mas pode ser observado em altas concentrações na uva e nos vinhos tintos, apresentando propriedades antioxidantes e condroprotetoras capazes de proteger a cartilagem articular, no entanto, os efeitos do resveratrol frente à subnutrição ainda são desconhecidos. Assim, o presente estudo teve por objetivo avaliar os efeitos da suplementação com resveratrol sobre o tecido cartilagíneo do joelho de ratos submetidos a uma subnutrição protéica. Para tanto, foram formados 6 grupos experimentais de animais subnutridos e nutridos nos períodos pré e pós-natal com 21 e 60 dias de vida (Grupos S21 e N21; e S60 e N60, respectivamente). Dois grupos de 60 dias, um submetido à recuperação protéica e outro suplementado com resveratrol (ambos a partir do 22º dia) formaram, respectivamente os grupos RN60 e RES60. Após o desmame, foram mensurados os parâmetros metabólicos de ingestão hídrica e alimentar, bem como os de excreção de fezes e urina. As amostras da articulação do joelho foram processadas com técnicas rotineiras de histologia e submetidas a colorações que permitam evidenciar os componentes cartilagíneo e de colágeno. Os aspectos tridimensionais e ultraestruturais da cartilagem articular também foram analisados. Para as avaliações relativas aos dados metabólicos foi utilizada a Análise de Variância - ANOVA com dois fatores (idade e dieta) e quando necessário aplicou-se pós-teste de Bonferroni. Para as demais variáveis empregou-se a Análise de Variância - ANOVA com dois fatores (idade e dieta) e a Análise de Variância ANOVA com um fator e...

Cultura de condrócitos para o uso terapêutico: reconstituição de cartilagem

Bittencourt, Renata Aparecida de Camargo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 129 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.584932%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Bases Gerais da Cirurgia - FMB; A cartilagem articular é um tecido avascular com números limitados de condrócitos, com capacidade limitada de reparo após uma lesão aguda. As técnicas disponíveis atualmente para o tratamento de lesões de cartilagem articular podem resultar em alívio dos sintomas, mas não na regeneração do tecido lesado. A geração de um substituto biológico que recomponha a cartilagem articular nativa requer células vivas que sejam capazes de sintetizar e manter a matriz cartilaginosa. A engenharia de tecidos constitui recentemente uma metodologia para reconstrução de novos órgãos e tecidos que foram lesados e apresentam dificuldades na reparação. Um dos maiores avanços no campo da engenharia de tecidos e dentro da medicina ortopédica, tem sido, o recrutamento de tecido do próprio paciente, que são dissociados em células e cultivadas sobre suportes biológicos ou sintéticos conhecidos como scaffolds, para posterior realização de implante de condrócitos, com intuito de regenerar o tecido cartilaginoso lesado. Uma variedade de scaffolds como hidrogel e polímeros sintéticos, têm sido investigadas para a expansão dos condrócitos “in vitro” para o reparo da cartilagem lesada. Tais matrizes incluem: arcabouços à base de colágeno: gel de colágeno tipo I e II...

Resposta imuno-bioquímica e avaliação histológica da cartilagem articular de ratos artrose induzidos, frente ao tratamento com iontoforese isolada e de ácido L-ascorbico

Arruda, Maurício Ferraz de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 98 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.584932%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia - FCFAR; A osteoartrose se caracteriza pela degeneração articular, perda de cartilagem e alterações no osso subcondral. Pouco se sabe sobre a patogênese e mudanças que ocorrem na osteoartrose como também em seu reparo. As técnicas terapêuticas disponíveis podem resultar em alívio dos sintomas, mas não na regeneração do tecido lesado. Um dos métodos usuais para pesquisa em osteoartrose com o preceito de mimetizar esta situação e também realizada neste trabalho, é o modelo experimental utilizando a inoculação intra-articular de zymosan (Saccharamyces cerevisiae), gerando artrite em grau progressivo. A eletroterapia potencializa a reparação de tecidos conjuntivos representando uma alternativa na reparação de lesões da cartilagem hialina. O acido ascórbico é um dos precurssores do colágeno que junto com outras estruturas complexas como a trama de glicosaminoglicanas e proteoglicanas constitui a cartilagem. A utilização dessa técnica para administração do acido ascórbico em tecido biológico é fator substancial do presente trabalho. Objetivo: O objetivo do presente estudo foi verificar a resposta imuno-bioquímica e avaliar microscopicamente a cartilagem articular de ratos artrose induzidos...

Biomateriais e terapia celular na reparação da cartilagem articular em equinos

Vendruscolo, Cynthia do Prado
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
37.523384%
Articular cartilage is the structure that coats the bone ends in regions where two bones are articulated, allowing movement. It has inefficient intrinsic and extrinsic mechanisms of repair, usually resulting in fibrocartilage formation after injury. Such repair have lower strength, stiffness and usability features when compared to hyaline cartilage. The mesenchymal stem cells have the potential to regenerate tissue without the production of scar, and because of this feature it is well studied. But to have its maximum chondrogenic potential, it is necessary to use scaffolds and growth factors. Biomaterials play the role of scaffold for the cells allowing them to become attached, grow and produce extracellular matrix, leading to formation of repair with hyaline cartilage. In this sense, the purpose of this study is to provide information on the various studies using cell therapy and / or biomaterials to produce hyaline cartilage; A cartilagem articular é a estrutura que reveste as extremidades ósseas nas regiões em que dois ossos se articulam, permitindo a movimentação. Ela possui mecanismos intrínsecos e extrínsecos de reparação ineficientes, resultando normalmente em formação de fibrocartilagem após a lesão. Esta reparação tem resistência...

Aspectos celulares da cartilagem epifisaria de rãs : elementos envolvidos nos processos de calcificação e crescimento osseo

Sergio Luis Felisbino
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.80376%
Os anfibios anuros ocupam uma posição inferior na escala evolutiva dos vertebrados e, além disso, apresentam uma postura de repouso e um modo de locomoção bem característico. Estas características certamente influenciam a estrutura, composição e organização da matriz extracelular dos ossos, cartilagens e tendões. Estudos sobre a estrutura da cartilagem epifisária destes animais têm revelado que esta cartilagem difere em vários aspectos do modelo descrito para aves e mamíferos. As duas principais diferenças consistem na localização da cartilagem de crescimento no interior do tubo ósseo metafisário e na existência de uma expansão lateral da cartilagem articular, cobrindo a face externa da extremidade do osso periosteal. Os estudos realizados por diferentes autores sugeriram a existência de um mecanismo de crescimento ósseo menos dependente da cartilagem de crescimento e mais relacionado com a atividade dos osteoblastos no periósteo. Ou seja, o crescimento longitudinal dos ossos longos ocorre por ossificação periosteal e não por ossificação endocondral. Além disso_ foram encontrados_ nos anuros, sítios ectópicos de calcificação na cartilagem articular. Considerando que estas características dos anuros diferem enormemente dos modelos conhecidos para aves e mamíferos...

Proteoglicanos da cartilagem epifisaria de rãs : composição, estrutura e variações regionais

Daniela Zanin Covizi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/02/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.67182%
A cartilagem epifisária de Rana catesbeiana foi estudada com o intuito de caracterizar aspectos relacionados aos proteoglicanos, em especial ao agrecam. A cartilagem epifisária foi dividida em três regiões, denominadas articular, lateral e de crescimento, que foram analisadas em IÚvel bioquírnico e estrutural. A partir de experimentos bioquímicos e imunoquímicos, utilizando diferentes anticorpos contra os domínios G 1, G 1/G2 e G3 do core protéico, contra os sítios de ligação das cadeias de condroitim sulfato, da análise do padrão de sulfatação das cadeias de condroitim e queratam sulfato e da associação com o ácido hialurônico e proteína link, o grande proteoglicano de rã foi caracterizado e classificado como agrecam, dada a sua semelhança com o agrecam de mamíferos e de aves. O tamanho do core protéico não variou entre as três regiões (-300kDa). A presença dos três domínios globulares foi também confirmada através da ultraestrutura da molécula de agrecam após rotary shadowing. Quando analisadas por métodos cromatográficos, as cadeias de condroitim sulfato apresentaram o mesmo tamanho hidrodinâmico (Kav=O.42) nas três cartilagens. Entretanto, na região de crescimento foi detectada uma sub-população de cadeias de condroitim sulfato maiores (Kav=O...

A cartilagem epifisaria e o desenvolvimento dos ossos longos em Rana catesbeiana

Sergio Luis Felisbino
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/1997 PT
Relevância na Pesquisa
37.883867%
A cartilagem pode ser descrita como um tecido avascular contendo células arredondadas separadas por uma matriz predominantemente basófila. As células da cartilagem, os condrócitos, produzem uma matriz extracelular constituída principalmente de fibrilas de colágeno tipo II e de grandes proteoglicanos agregantes. Em menores quantidades são encontrados outros tipos de colágeno e proteínas não colagênicas. Existem difererltes tipos de cartilagens distintas principalmente, na composição e organização dos componentes da sua matriz extracelular. Durante o desenvolvimento, os ossos longos são precedidos por um modelo cartilaginoso. Deste modelo cartilaginoso inicial, persiste nas extremidades dos ossos um tipo de cartilagem hialina denominada de cartilagem epifisária, que compreende a cartilagem articular e a cartilagem de crescimento. Dos diferentes tipos de cartilagens, a cartilagem de crescimento é talvez a mais dinâmica. Nesta cartilagem ocorrem processos de proliferação, maturação e hipertrofia celular. Estes processos são essenciais para o crescimento longitudinal do osso e formação de osso endocondral. Estas descrições são baseadas principalmente nos aspectos encontrados em aves e mamíferos, que já foram exaustivamente estudados. Pouco se sabe destes processos em anfíbios anuros...

Produção de cartilagem articular porcina e cultura de condrócitos humanos

Godoy, Camila Schiavinatto
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 93 p.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.633096%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Florianópolis, 2014; Cartilagem articular danificada ou doente frequentemente leva à degeneração progressiva que resulta em uma diminuição acentuada na qualidade de vida. Engenharia de tecidos, um campo em expansão dentro das modernas ciências biomédicas, promete a criação de substitutos viáveis para falência total ou parcial de órgãos ou tecidos. Atuais abordagens da engenharia de tecidos baseiam-se, essencialmente, na restauração da estrutura de tecidos patologicamente alterados com base no transplante de células em combinação com matrizes de suporte e biomoléculas. A capacidade de manipular a estrutura do tecido e reconstituir a função in vitro tem tremendas implicações clínicas e é provável que tenha um papel chave em terapias celulares e genéticas nos próximos anos. O presente estudo é focado na geração de implantes condrais para a reparação de cartilagem articular, que consistem em substitutos da cartilagem in vivo pela cartilagem produzida in vitro. Culturas de condrócitos humanos foram realizadas com o intuito de avaliar a eficácia dos soros fetais bovinos...

Estudo experimental comparativo entre o butil-2-cianoacrilato, a mistura gelatina-resorcina-formaldeído e sutura na estabilização de enxertos de cartilagem em coelhos

Costa,Heloisa Juliana Zabeu Rossi; Pereira,Celina Siqueira Barbosa; Costa,Márcio Paulino; Fabri,Fabrício Sanchez Soga Sanches; Lancellotti,Carmen Lúcia Penteado; Dolci,José Eduardo Lutaif
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.584932%
Os enxertos de cartilagem constituem-se em boa opção técnica para aprimoramento das rinoplastias. Procura-se um material para sua fixação que seja de simples manuseio, e que provoque mínima reação tecidual. OBJETIVO: Comparar o uso do butil-2-cianoacrilato, mistura gelatina-resorcina-formaldeído (GRF) e sutura na estabilização de enxertos de cartilagem em coelhos. FORMA DE ESTUDO: Experimental. MATERIAL E MÉTODO: Utilizaram-se 15 coelhos adultos da raça Nova Zelândia machos, de cujas orelhas foram ressecados 6 enxertos de cartilagem, fixados no periósteo da calvária e unidos dois a dois com sutura, GRF e cianoacrilato. Após 2, 6 e 12 semanas, grupos de 5 coelhos foram sacrificados e realizou-se avaliação da distância de deslocamento do enxerto e análise histológica do processo inflamatório tecidual e da adesão/deformidade das cartilagens. RESULTADOS: Houve deslocamento menor nas fixadas com GRF do que com cianoacrilato e sutura. O processo inflamatório foi maior nos animais de 2 semanas, decaindo até restar pequeno grau de fibrose em 12 semanas, de modo semelhante nas 3 fixações. Não houve descolamento nem deformidade em nenhuma dupla de cartilagens fixada com sutura e o maior número de cartilagens descoladas e deformadas se deu com o cianoacrilato. O número de cartilagens deformadas foi diretamente proporcional ao número de descoladas. Os dados foram significativos estatisticamente (p<0...

Sulfato de condroitina e hialuronato de sódio no tratamento da doença articular degenerativa em cães: estudo histológico da cartilagem articular e membrana sinovial

Melo,E.G.; Nunes,V.A.; Rezende,C.M.F.; Gomes,M.G.; Malm,C.; Gheller,V.A.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.523384%
Quinze cães, sem raça definida, de ambos os sexos, de peso entre 18 e 25kg, foram submetidos à secção artroscópica do ligamento cruzado cranial (LCCr) para indução da doença articular degenerativa (DAD). Após três semanas de instabilidade articular, o LCCr foi substituído pela fáscia lata segundo a técnica de Schwalder (1989) e os animais foram distribuídos em três grupos de cinco. Os animais do grupo I, controle, não receberam tratamento medicamentoso; os do grupo II, 24mg/animal de sulfato de condroitina, por via IM, de cinco em cinco dias, totalizando seis aplicações; e os do grupo III foram tratados com hialuronato de sódio na dose de 20mg/animal, por via IV, de cinco em cinco dias num total de três administrações. Ao final de 90 dias, os animais foram eutanasiados e procedeu-se à colheita e ao processamento histológico da membrana sinovial e da cartilagem articular para avaliações morfológica e morfométrica. No grupo I foram observadas alterações degenerativas de DAD mais acentuadas que nos demais grupos, como redução do número de condrócitos, presença de pânus, fibrilações, fissuras, erosões e irregularidades na superfície articular. No grupo II observou-se elevação do número de condrócitos com aumento da atividade de síntese da matriz e redução das lesões na superfície da cartilagem. No grupo III houve aumento do número de condrócitos que eram...

Efeito do enxerto autólogo de pericôndrio costal com butil-2-cianoacrilato em lesão provocada na cartilagem articular do joelho de coelhos

Xavier,Mário Sérgio Viana; Souza,Virgínio Cândido Tosta de; Gomes,Paulo de Oliveira; Corrêa,José Carlos; Novo,Neil Ferreira; Juliano,Yara
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1999 PT
Relevância na Pesquisa
37.523384%
A finalidade desse estudo foi verificar o efeito do enxerto autólogo de pericôndrio com butil-2-cianoacrilato em lesão provocada na cartilagem articular do joelho de coelhos. Foram utilizados animais machos, adultos, divididos em 2 grupos, denominados de Grupo A e de Grupo B, de 17 animais cada um. Os animais do Grupo A foram reoperados com 4 semanas e os do Grupo B com 8 semanas. Foi retirado um fragmento de 2 cm da 7ª cartilagem costal esquerda do qual se descolou o pericôndrio. Retiraram-se dois cilindros ósseo-cartilaginosos, um de cada côndilo femural medial do mesmo animal. De um lado a cartilagem articular do cilindro foi substituida por pericôndrio com um fina camada do adesivo tecidual na sua face externa e do outro lado só foi retirada a cartilagem articular. Os cilindros foram recolocados nos fêmures. Macroscopicamente, no Grupo A, encontrou-se a maioria das lesões com pericôndrio recobertas totalmente com tecido e todas as lesões sem pericôndrio recobertas parcialmente. No Grupo B, não se encontrou diferença macroscópica significante entre a cobertura total e parcial com tecido, das lesões. Estatisticamente, não houve diferença microscópica significante entre as lesões com pericôndrio e sem pericôndrio do Grupo A e do Grupo B e nem entre os Grupos A e B.

Esofagoplastia cervical em caninos com enxerto homólogo de cartilagem conchal preservada em glicerina

Pigatto,João António Tadeu; Pippi,Ney Luís; Marchionatti,Anair; Contesini,Emerson Antonio; Graça,Dominguita Lühers; Godoy,Carmem L.B. de; Souza,Roberto Lopes de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1998 PT
Relevância na Pesquisa
37.523384%
A eficiência da cartilagem conchal como alternativa para a correção de lesões na parede esofágica cervical, foi avaliada em vinte um cães, sem raça definida, de ambos os sexos e com peso variando de 11 a 14 quilos, aleatoriamente separados em três grupos (A, B e C). O esôfago cervical desses animais foi submetido à ressecçâo de um segmento retangular com as dimensões de l x 2cm, que foi substituído pela fixação de aloenxerto de cartilagem conchal preservada em glicerina 98%. O acompanhamento pós-operatório foi realizado através de avaliação clínica, análises laboratoriais e exames radiológicos. Os períodos de observação foram de 20 (grupo A), 45 (grupo B) e 60 dias (grupo C). Ao final desses períodos, os animais foram sacrificados e necropsiados. Foi removido um segmento esofágico, envolvendo a área enxertada, para avaliações macro e microscópica. Observou-se crescimento epitelial no local onde a cartilagem conchal foi colocada. Foi demonstrado que a utilização da cartilagem homóloga, preservada em glicerina 98%, mostrou-se eficiente para a reparação de defeitos produzidos na parede cervical esofágica em caninos.

Colágeno na cartilagem osteoartrótica

Velosa,Ana Paula P.; Teodoro,Walcy R.; Yoshinari,Natalino H.
Fonte: Sociedade Brasileira de Reumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Reumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.703625%
A cartilagem articular é um tecido altamente especializado, composto por células, os condrócitos, e um conjunto de macromoléculas, como o colágeno e os proteoglicanos. O colágeno é uma proteína fibrilar que garante resistência ao tecido, enquanto os proteoglicanos têm a função de mola biológica, sendo responsáveis pela compressibilidade da cartilagem. A complexa interação entre estas duas proteínas garante a elasticidade. Estas características específicas da cartilagem são essenciais para amortecer as grandes forças de impacto a que as articulações diartrodiais estão submetidas, sem muito gasto de energia, visto tratar-se de um tecido avascular. Em processos artrósicos ocorre um desequilíbrio entre a produção de componentes da matriz extracelular e destruição pelas metaloproteases, levando à degradação e perda do tecido cartilaginoso. A fase inicial da osteoartrose é marcada por perda de fragmentos de proteoglicanos para o líquido sinovial, aumento dos colágenos tipo II e tipo VI, aparecimento dos colágenos I e III, não típicos da cartilagem, e diminuição do colágeno tipo IX, que é importante para manter a integridade da matriz extracelular, além do entumescimento da cartilagem. Como conseqüência...

O gel de plasma rico em plaquetas propicia a regeneração da cartilagem articular do joelho de ovelhas

Carneiro,Márcio de Oliveira; Barbieri,Cláudio Henrique; Barbieri Neto,José
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.584932%
OBJETIVO: Avaliar a regeneração da cartilagem articular em defeitos osteocondrais do joelho induzidos pelo plasma rico em plaquetas (PRP) autógeno. MÉTODOS: Defeitos osteocondrais produzidos no sulco troclear de ambos os joelhos de dez ovelhas foram preenchidos com PRP autógeno à direita e deixados vazios à esquerda. Avaliação macroscópica e histológica foram efetuadas 12 semanas mais tarde. Os resultados foram avaliados por um escore geral de ambas as avaliações macroscópica e histológica comparativamente entre os lados por meio do teste pareado de Wilcoxon. RESULTADOS: o aspecto macroscópico não foi uniforme entre os animais, nem diferiu entre os joelhos direitos e esquerdos (p=0,03125); em nenhum caso o tecido regenerado se nivelou com a cartilagem normal circundante. Ao exame histológico, cartilagem aparentemente normal não foi detectada em nenhum joelho, mas uma cartilagem pouco diferenciada estava presente em sete joelhos direitos e em três joelhos esquerdos. Tecido fibrocartilaginoso estava presente nos joelhos restantes, com diferença significante no escore geral entre os joelhos direitos e esquerdos (p=0,0313). CONCLUSÃO: o PRP como usado neste estudo tem propriedades reparativas da cartilagem articular no joelho de ovelhas...

Rinoplastia estrutural com cartilagem costal em pacientes de hanseníase

Naves, Marcell de Melo
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.73022%
Introdução: A reintegração social é o maior desfio para aqueles afetados pela deformidade de nariz em sela devido a hanseníase. A reconstrução nasal torna-se extremamente importante na reabilitação dos doentes desfigurados. Este trabalho teve por objetivo descrever a aplicação da técnica de rinoplastia estrutural com enxerto autólogo de cartilagem costal para reconstrução nasal de pacientes com nariz em sela devido à hanseníase e avaliar os resultados estéticos, funcionais e de satisfação do paciente. Casuística e Métodos: Um estudo descritivo foi realizado avaliando-se 10 pacientes com hanseníase virchowiana, que apresentavam nariz em sela, acompanhados no Centro de Referência Nacional em Dermatologia Sanitária e Hanseníase (CREDESH)/HC/UFU, e que foram submetidos a rinoplastia estrutural com enxerto de cartilagem costal, que já haviam recebido alta da poliquimioterapia e estavam há pelo menos um ano sem reação hansênica. Resultados: Os sintomas pré-operatórios mais comuns foram obstrução nasal e queixas estéticas (100%), seguidos por crostas nasais (80%), epistaxe (70%) e sibilos nasais (20%). Após a cirurgia, houve uma melhora da obstrução nasal em 70% dos pacientes, das crostas nasais em 87...