Página 1 dos resultados de 325 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Comparação da eficácia do ácido 5-aminolevulínico com a de seu metil éster utilizando-se a terapia fotodinâmica no tratamento de carcinoma espinocelular felino; COMPARISON OF EFFICACIES OF ALA-PDT AND METHYL AMINOLEVULINATE-PDT IN THE TREATMENT OF FELINE SQUAMOUS CELL CARCINOMA

Emilio, Claudia Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
68.7305%
A comparação dos resultados obtidos utilizando-se uma única sessão de terapia fotodinâmica (PDT) com diodos emissores de luz (LEDs) de 630 nm no tratamento de carcinoma espinocelular (CEC) de gatos foi o objetivo principal do presente estudo, onde duas diferentes composições de precursores da protoporfirina IX (PPIX), o metil aminolevulinato (MEALA) e o ácido aminolevulínico (ALA) foram testados. Dezenove animais com um total de 24 lesões de CEC cutâneo confirmadas pelo estudo histopatológico foram distribuídos em dois grupos; o primeiro foi tratado com MEALA e o segundo com ALA. Pelos resultados negativos em testes sorológicos para detecção dos vírus da imunodeficiência felina (FIV) e vírus da leucemia felina (FeLV), não foi possível correlacionar a ocorrência dessas doenças virais com a incidência de CEC cutâneo nos gatos estudados. A temperatura da superfície cutânea, monitorada durante a PDT não apresentou aumento significativo (t < 3oC) nos dois grupos. Todos os animais foram submetidos a exame clínico e sanguíneo (hemograma e função hepato-renal) antes e após o tratamento, não havendo nenhuma alteração que inviabilizasse a inclusão dos mesmos no protocolo experimental e nem alterações atribuídas ao tratamento. A quantificação imunoistoquímica para o antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA) foi realizada como um fator prognóstico do tratamento...

Imunolocalização, metilação e polimorfismo do gene ERCC1 em carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço: correlação com parâmetros clínicos, controle locorregional e sobrevida; Immunolocalization, methylation, and polymorphism of ERCC1 gene in squamous cell carcinoma of the head and neck: correlation with clinical parameters, locoregional control and survival

Lima, Lucianne Maia Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
68.555825%
INTRODUÇÃO: O valor prognóstico dos marcadores biológicos tumorais relacionados ao câncer tem sido vastamente pesquisado. O gene de reparo ERCC1 (Excision Repair Cross Complementation Group 1) está envolvido na resistência individual à cisplatina. O objetivo deste trabalho é avaliar o valor prognóstico do polimorfismo G19007A de ERCC1, da metilação desse gene, e da expressão imunoistoquímica de sua proteína em pacientes portadores de carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço (CECP) submetidos à radioterapia. PACIENTES E MÉTODOS: Trata-se de um estudo retrospectivo envolvendo a análise de dados de 84 pacientes portadores de CECP, operados e submetidos à radioterapia adjuvante. Foram elegíveis pacientes com tumores de cavidade oral, orofaringe, hipofaringe ou laringe, que não apresentavam metástases à distância ou sinais de recidiva da doença e que não foram submetidos à quimioterapia. O polimorfismo do gene ERCC1 (G19007A) foi avaliado pela técnica de PCR (reação em cadeia da polimerase) a partir do DNA genômico extraído de tecido tumoral desses pacientes. A metilação do gene ERCC1 foi realizada por MSP-PCR (Methylation-specific PCR), com primers específicos para presença ou ausência de metilação do ERCC1. A expressão da proteína ERCC1 foi avaliada por técnica de imunoistoquímica. Foi utilizado um corte de 30% de células marcadas para classificação em baixa e alta expressão. RESULTADOS: 84 pacientes com idade mediana de 60 anos...

Concentrações de ácidos graxos e de aminoácidos em tecido tumoral e tecido normal adjacente de pacientes com carcinoma espinocelular de mucosa de cabeça e pescoço; Fatty acids and amino acids concentrations in tumoral and adjacent normal tissue of patients with squamous cell carcinoma of the head and neck

Leme, Izabel de Arruda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
68.58717%
A alta taxa de replicação celular no tumor, aumenta a demanda de ácidos graxos para composição de membrana e de nucleotídeos para síntese de DNA. Visto que a síntese de ambos depende de intermediários do ciclo de Krebs e que no tumor a maior parte da glicose disponível é convertida a ácido lático (e não a acetil-coA, como ocorre na célula normal), a glutamina passa a ser a principal fonte de intermediários do ciclo de Krebs para síntese de ácidos graxos e de nucleotídeos. Além da glutamina, outros aminoácidos têm seu metabolismo alterado no tumor. Assim, os objetivos do trabalho foram comparar o perfil de ácidos graxos e de aminoácidos em tecido tumoral e tecido normal adjacente de pacientes com carcinoma espinocelular de mucosa de cabeça e pescoço, quantificar lipídeos totais nas amostras e avaliar o estado nutricional dos pacientes. Participaram da pesquisa pacientes internados junto ao Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP. As amostras de tecido tumoral e de tecido normal foram coletadas durante procedimento cirúrgico, após excisão do tumor. A extração dos lipídeos e dos aminoácidos livres foi realizada pelo método de Folch. A determinação de ácidos graxos livres e totais foi realizada por cromatografia gasosa/espectrometria de massa. A análise de aminoácidos foi realizada por cromatografia gasosa com detector de chama. A avaliação nutricional incluiu: aferição de peso...

Espectroscopia de fluorescência na otimização da terapia fotodinâmica em carcinoma espinocelular de pele e sua avaliação utilizando tomografia por coerência óptica; Fluorescence spectroscopy in the optimization of photodynamic therapy of skin squamous cell carcinoma and its evaluation by optical coherence tomography

Goulart, Viviane Pereira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
68.78637%
A terapia fotodinâmica (PDT) é uma alternativa promissora de tratamento para lesões pré-cancerosas e para câncer de pele não-melanoma, como o carcinoma espinocelular, agressivo e potencialmente metastático. Visando melhorar a eficiência da terapia fotodinâmica de carcinoma espinocelular de pele, este estudo otimizou o tempo para início da terapia, avaliou a eficácia dos fotossensibilizadores ácido aminolevulínico (ALA- 20%) e o metil-ester aminolevulínico (MEALA-10%) e verificou o coeficiente de atenuação relativo à pele normal dos grupos experimentais, por meio de Tomografia por Coerência Óptica. Para a indução do tumor foi realizada a carcinogênese química (DMBA/TPA) por um período de 28 semanas. A espectroscopia de fluorescência foi utilizada para monitoração da emissão da molécula de protoporfirina IX, induzida pelo ALA e MEALA. A aquisição de dados a cada 30 minutos totalizando um período de 360 minutos, permitiu verificar a máxima incorporação de ALA e MEALA em 300 e 330 minutos após a aplicação, respectivamente. Após a otimização foi realizada a PDT, avaliação clínica, histopatológica e análise por OCT dos grupos experimentais, por meio das quais verificou-se maior eficiência do grupo tratado com MEALA. No período de 20 dias...

Análise do envolvimento do receptor de quimiocinas - CCR5 - na migração de células T reguladoras: correlação com o desenvolvimento de carcinoma espinocelular

Oliveira, Carine Ervolino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
68.76184%
Apesar dos avanços sobre a efetiva participação das células T reguladoras (Treg) na resposta imune antitumoral, ainda existem vários pontos que precisam ser esclarecidos. Visto que, os fatores que controlam a migração destas células para o microambiente tumoral ainda não estão totalmente definidos, o esclarecimento dos mecanismos de migração de células Treg no contexto do câncer poderia fornecer novos alvos para o desenvolvimento de terapias mais específicas. Diversos modelos de estudo demonstraram que o recrutamento preferencial de células Treg ao invés de outros tipos de células T pode ser explicado pela expressão diferencial de receptores de quimiocinas como o CCR5. Assim, é de extrema importância estabelecer qual é o papel de CCR5 na migração de células Treg em tumores induzidos quimicamente e seu envolvimento no desenvolvimento tumoral. Baseado no exposto, o presente estudo analisou o envolvimento de CCR5 na migração de células Treg e a sua correlação com o desenvolvimento de carcinoma espinocelular (CEC) induzido quimicamente. Os resultados obtidos demonstraram que camundongos geneticamente deficentes de CCR5 (CCR5KO) apresentaram baixo número de células Treg nas lesões e foram menos suscetíveis ao desenvolvimento de carcinoma espinocelular. Na fase de progressão tumoral verificou-se o desenvolvimento de CEC in situ por animais CCR5KO em combinação com a maior infiltração leucocitária...

Avaliação histopatológica do tratamento do carcinoma espinocelular cutâneo em camundongos usando terapia fotodinâmica mediada por azul de metileno.; Histopathological evaluation of the treatment of cutaneous squamous cell carcinoma in mice using photodynamic therapy mediated by methylene blue.

Silva, Ana Paula da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
68.555825%
A terapia fotodinâmica (TFD) é uma modalidade clínica para tratar uma variedade de neoplasias, doenças de pele e representa um promissor tratamento estético. O presente trabalho avaliou os aspectos histopatológicos e moleculares do tratamento pela TFD mediada por azul de metileno (TFD-AM) no modelo experimental in vivo do Carcinoma Espinocelular Cutâneo (CEC) e na pele sadia de camundongos Swiss. O protocolo da TFD foi de uma única sessão, com aplicação da solução de AM a 1% seguido por irradiação com laser diodo na dose total de 24 J/cm2 nos tecidos tumorais e sadios. Os animais foram sacrificados em dois períodos, 24 horas e 15 dias após TFD. Alterações morfológicas foram pouco marcantes nos tecidos tumorais tratados, entretanto, foram mais pronunciadas nos tecidos sadios. Podemos concluir que os efeitos de uma única sessão da TFD mediada pelo AM na dose aplicada não conferiu melhora no tratamento do CEC. Estes resultados motivam novos estudos com ajustes no protocolo para melhorar a eficácia desta terapia.; Photodynamic therapy (PDT) is a clinical method for treating a variety of tumors, skin disorders and represents a promising cosmetic treatment. This study evaluated the histopathological and molecular aspects of the treatment by PDT mediated by methylene blue (PDT-MB) in vivo experimental model of cutaneous squamous cell carcinoma (SCC) and in healthy skin of swiss mice. The PDT protocol was a single session with the application of MB 1% solution followed by irradiation with diode laser at a total dose of 24 J/cm2 in tumor and healthy tissue. The animals were sacrificed at two periods...

Análise clínica e histoquímica comparativa computadorizada pelo método da AgNOR de carcinoma espinocelular de diferentes regiões da boca de humanos

Bertão, José Maria
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 155 f. : il. + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
68.647617%
Pós-graduação em Odontologia - FOA; Realizamos um estudo clínico, histopatológico e histoquímico utilizando a técnica de coloração pela prata, para evidenciação das regiões organizadoras de nucléolos (Agnor). Foram analisados 81 casos de biópsias incisionais de carcinoma espinocelular de boca de regiões diferentes, ou seja, lábio, língua, assoalho, palato e retromolar. Foram observados e analisados os dados com relação a sexo, cor, idade, grau de diferenciação, estadiamento e hábitos de fumar e beber. Esses dados analisados entre si revelaram que a maior incidência de carcinoma espinoceluar em nossos estudos foi de carcinoma de assoalho bucal em torno de 30% contrariando a literatura que se refere à língua como local de maior freqüência; os outros dados analisados foram todos concordantes com a literatura de vários autores. A análise quantitativa e morfométrica das Nors foram realizadas por um sistema computadorizado, Imagelab 2000 que analisa as imagens capturadas de um microscópio por uma câmera e transfere para o sistema computadorizado, onde são analisadas. Usando esse sistema analisamos lâminas coradas pela técnica Agnor para verificação do número de Nors, área das Nors, número de Núcleos e área dos Núcleos das células presentes em tecidos removidos por biópsia incisional de boca...

Myofibroblast distribution in oral dysplasias and squamous cell carcinoma and evaluation of clinicopathological factors associated with prognosis of squamous cell carcinoma of tongue = : Distribuição de miofibroblastos em lesões orais displásicas e carcinomas espinocelulares e avaliação das características clínico-patológicas associadas ao prognóstico do carcinoma espinocelular de língua; Distribuição de miofibroblastos em lesões orais displásicas e carcinomas espinocelulares e avaliação das características clínico-patológicas associadas ao prognóstico do carcinoma espinocelular de língua

Priscila Campioni Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
68.847324%
Embora várias características histopatológicas e moleculares tenham sido propostas como fatores prognósticos do carcinoma espinocelular (CEC) oral, nenhuma ainda é utilizada rotineiramente. Estudos prévios demonstraram que a presença de miofibroblastos no estroma de CECs orais é associada a um pior prognóstico e que pacientes jovens apresentam tumores com comportamento biológico distinto quando comparado ao de pacientes idosos. Os objetivos deste estudo foram 1) avaliar a influência das características demográficas, clínicas e histopatológicas no prognóstico dos CECs de língua, 2) avaliar a frequência de miofibroblastos em displasias orais (leve, moderada e severa), CECs (lesões bem diferenciadas e pobremente diferenciadas) e carcinomas verrucosos (uma variante bem diferenciada do CEC oral) e comparar a frequência destas células com hiperplasias fibrosas (HF) e 3) comparar a densidade de miofibroblastos entre CEC orais de pacientes jovens (<40 anos) e pacientes idosos (>45 anos). Para determinar a influência das características clínicas, demográficas e histopatológicas (risco histológico de Brandwein-Gensler) no prognóstico dos CECs de língua, um estudo retrospectivo com 202 pacientes foi realizado. A detecção de miofibroblastos foi realizada por reações de imuno-histoquímica para a isoforma α da actina de músculo liso (α-SMA) em HFs com epitélio normal (n=29)...

Casuística do carcinoma espinocelular num período de cinco anos, 2005-2009, do Serviço de Dermatovenereologia da Unidade Local de Saúde da Guarda, uma análise crítica

Gomes, Ana Luísa de Castro Bento
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
69.141255%
Introdução: O carcinoma espinocelular é a segunda neoplasia maligna cutânea mais frequente, cuja incidência tem vindo a aumentar. Apresenta uma etiologia multifactorial e o principal factor de risco é a exposição solar crónica, sendo as localizações mais afectadas as relacionadas com as áreas foto expostas. Objectivos e Métodos: Este trabalho teve como objectivo efectuar uma análise crítica do carcinoma espinocelular no Serviço de Dermatovenereologia da Unidade Local de Saúde da Guarda no período compreendido entre 2005 e 2009. Foram estudadas várias características, tais como a sua distribuição por sexo, idade, locais mais atingidos da superfície corporal e factores de risco associados, de forma a podermos estabelecer futuramente algumas normas preventivas desta neoplasia cutânea. Todos os casos incluídos foram confirmados por diagnóstico histopatológico. Realizou-se uma análise documental retrospectiva por revisão dos processos clínicos dos doentes com este diagnóstico. Os dados obtidos foram submetidos a uma análise estatística descritiva através do cálculo de medidas como frequências, percentagens e médias. Resultados: Foram incluídos no estudo 259 casos de carcinoma espinocelular, compreendendo 159 mulheres (61...

Estudo de variáveis demográficas, ocupacionais e co-carcinogenéticas no carcinoma espinocelular da base de língua nas mulheres

Amorim Filho,Francisco S.; Andrade Sobrinho,Josias de; Rapoport,Abrão; Carvalho,Marcos B.; Novo,Neil F.; Juliano,Yara
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
68.80737%
Avaliar a relação entre carcinógenos e o carcinoma espinocelular no sexo feminino. FORMA DE ESTUDO: Retrospectivo não randomizado. OBJETIVO: Determinar a relação entre carcinógenos (álcool e fumo) e o carcinoma espinocelular no sexo feminino na base da língua. MATERIAL E MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 31 pacientes do sexo feminino realizado no Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Otorrinolaringologia do Hospital Heliópolis, Hosphel, São Paulo (1977 a 2000). Foram analisados variáveis como etnia, idade, profissão, tabagismo, etilismo, queixa principal, o intervalo de tempo entre o início da queixa e a procura do médico e o estadiamento clínico. Quanto ao tratamento estatístico, foram utilizados os Testes de Kappa e o de Mc Nemar. RESULTADOS: Houve predomínio da raça branca (58,1%) sobre a negra (35,5%) e a amarela (6,4%), bem como da 6ª décadade vida; sendo profissionais do lar (83,9%) trabalhadoras na agricultura 6,4%). Indústria (3,2%), comércio e liberais (3,2%). Houve mais consumo isolado do tabagismo (48,4%), ambos (45,2%) e nenhum (6,4%). Quanto à sintomatologia, odinofagia (48,4%), nódulo no pescoço (19,3%), disfagia (12,9%); otalgia (9,7%), ferida na língua (6,4%) e rouquidão (3...

Carcinoma espinocelular do lábio: avaliação de fatores prognósticos

Abreu,Marilda A. M. M.; Pimentel,Dalva R. N.; Silva,Olga M. P.; Blachman,Isaac T.; Michalany,Nilceo S.; Hirata,Cleonice H.; Weckx,Luc L. M.; Alchorne,Mauricio M. A.
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
69.03024%
Dentre os cânceres do lábio de 90% a 95% dos casos afetam o lábio inferior, sendo o carcinoma espinocelular o mais freqüente. A classificação TNM sintetiza as características clínicas do tumor, permitindo realizar um prognóstico e possibilitando comparações dos resultados. Relaciona três parâmetros: tamanho do tumor (T), propagação aos gânglios linfáticos regionais (N) e metástases à distância (M), mas estabelece padrões a partir de 2cm. Para o carcinoma espinocelular do lábio lesões com 2cm são extremamente grandes. OBJETIVO: O objetivo deste estudo é verificar a relação entre as características epidemiológicas, clínicas, evolutivas e histopatológicas do carcinoma espinocelular do lábio tendo como parâmetro lesões de tamanhos a partir de 0,5cm. CASUÍSTICA E MÉTODO: Foi elaborado um estudo retrospectivo transversal em pacientes com carcinoma espinocelular do lábio, no período 1993-2000, em São Paulo, Brasil. Estudou-se prontuários, laudos originais dos exames histopatológicos e lâminas de tumores de pacientes com carcinoma espinocelular do lábio. Os tumores foram classificados de 0.5 em 0.5cm, sendo verificado o tipo, o grau de diferenciação histológica, a presença de desmoplasia, as invasões muscular...

Queilite actínica adjacente ao carcinoma espinocelular do lábio como indicador de prognóstico

Abreu,Marilda Aparecida Milanez Morgado de; Silva,Olga Maria Panhoca da; Neto Pimentel,Dalva Regina; Hirata,Cleonice Hitomi Watashi; Weckx,Luc Louis Maurice; Alchorne,Mauricio Mota de Avelar; Michalany,Nilceo Shwery
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
68.631646%
Muitos estudos demonstram associação entre queilite actínica e carcinoma espinocelular do lábio. OBJETIVO: Verificar a relação da queilite actínica com o prognóstico dessa neoplasia. MATERIAIS E MÉTODOS: Elaborou-se um estudo de coorte retrospectivo com corte transversal em carcinoma espinocelular do lábio. Cortes histológicos desse tumor, levantados entre 1993-2000, nos arquivos do Departamento de Patologia/Universidade Federal de São Paulo, foram revisados para evidenciar presença ou ausência de queilite actínica no vermelhão adjacente ao tumor. Os prontuários dos pacientes foram revisados à procura de informações sobre exposição solar, metástase e recidiva. A ocorrência ou ausência de recidiva e metástase foi correlacionada com a presença ou ausência de queilite actínica no vermelhão. Os dados obtidos foram analisados pelo teste exato de Fisher. RESULTADOS: Dos 31 pacientes selecionados predominou o sexo masculino, cor da pele branca e localização no lábio inferior. Constatou-se: independência entre a ocorrência de metástase e recidiva com sexo, cor dos pacientes e localizações no lábio superior ou inferior; dependência entre a presença de queilite actínica e elastose solar, dependência entre a ausência de queilite actínica e presença de metástase; independência entre a ausência de queilite actínica e presença de recidiva. CONCLUSÃO: Os tumores originários de queilite actínica têm melhor prognóstico.

Fusão de imagens PET-TC na avaliação do carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço

Santos,Denise Takehana dos; Chojniak,Rubens; Lima,Eduardo Nóbrega Pereira; Cavalcanti,Marcelo Gusmão Paraíso
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
68.631646%
OBJETIVO: Os autores estabeleceram uma metodologia para avaliar carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço, identificando e distinguindo áreas de grande atividade metabólica dentro da neoplasia, associando dados simultaneamente adquiridos, obtidos por diferentes modalidades de aquisição de imagens, combinando informações metabólicas e anatômicas num único exame. MATERIAIS E MÉTODOS: A população estudada consistiu de 17 pacientes com carcinoma espinocelular pertencentes aos arquivos do Departamento de Imagem do Hospital do Câncer, São Paulo. As imagens de tomografia computadorizada (TC) e da tomografia por emissão de pósitrons (PET) com 2-[F-18]-fluoro-2-deoxi-d-glucose (18F-FDG-PET) foram simultaneamente adquiridas utilizando aparelho não dedicado. Os dados originais foram transferidos para uma estação de trabalho independente com o programa Entegra 2NT para gerar a fusão de imagens da PET e TC. RESULTADOS: Os achados foram definidos como positivos na presença de focos com aumento da concentração do radiofármaco em áreas não relacionadas à sua distribuição normal. CONCLUSÃO: A fusão de imagens simultaneamente adquiridas num único exame (18F-FDG-PET e TC) possibilitou o mapeamento topográfico metabólico das lesões estudadas e foi possível localizar áreas de maior atividade metabólica dentro do próprio tumor...

Carcinoma espinocelular como complicação tardia em doença pilonidal sacrococcígea: relato de caso

Mello,Daniel Francisco; Demario,Luiz Antonio; Helene Junior,Américo
Fonte: Cidade Editora Científica Ltda Publicador: Cidade Editora Científica Ltda
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
68.631646%
A malignização é uma ocorrência rara na evolução tardia de cistos pilonidais, tendo sido descrito menos de 70 casos até 2007. Assim como em outras etiologias, a ocorrência de malignidades em feridas crônicas é chamada de úlcera de Marjolin. Normalmente, observa-se a ocorrência de tumores de baixo grau e bem diferenciados, sendo o carcinoma espinocelular o mais frequente. Entretanto trata-se de tumores de comportamento agressivo, com elevado índice de recidivas e metástases linfonodais. Relatamos o caso de um paciente masculino, 41 anos, com cerca de 23 anos de evolução de doença pilonidal sacrococcígea, que evoluiu com malignização para carcinoma espinocelular, submetido a tratamento cirúrgico e radioterápico.

Correlação entre os dados clínicos e histopatológicos dos casos de carcinoma espinocelular oral do Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello, em São Luís, MA

Coaracy,Ana Emília Veloso; Lopes,Fernanda Ferreira; Cruz,Maria Carmen Fontoura Nogueira da; Bastos,Eider Guimarães
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
68.689043%
O objetivo deste estudo foi investigar a existência de correlação entre os dados clínicos e histopatológicos do carcinoma espinocelular oral. Foram avaliados 90 casos de pacientes com diagnóstico de carcinoma espinocelular oral dos arquivos do Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello (IMOAB) (São Luís, MA). Aplicou-se o teste de correlação de Pearson, em nível de significância de 5%, não tendo sido revelada relação estatisticamente significante (r = 0,095, p = 0,375) entre a classificação clínica TNM (tumor, linfonodo, metástase) e a graduação histológica de malignidade (GHM) desenvolvida por Wahi (1971) e publicada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas houve relação significativa entre a referida graduação histológica de malignidade e o parâmetro clínico tamanho do tumor primário (T) (r = 0,229, p = 0,03).

Análise dos níveis de endotelina-1 na saliva de pacientes portadores de carcinoma espinocelular bucal

Hoffmann, Renata da Rocha
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
68.848823%
Objetivos: Verificar se a Endotelina-1 (ET-1) salivar pode representar um biomarcador eficiente para avaliação de risco e prognóstico do carcinoma espinocelular bucal. Metodologia: Neste estudo, foi realizada coleta de saliva de 20 pacientes saudáveis, 15 pacientes portadores de leucoplasia oral (diagnóstico histopatológico de hiperceratose a displasia severa), 14 pacientes que já tiveram carcinoma espinocelular bucal (CEB) e estavam em um período pós-tratamento e livres de doença por, no mínimo cinco anos e, 20 pacientes portadores de CEB. A ET-1 foi quantificada na saliva através do método ELISA. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significativa na expressão de ET-1 entre os grupos estudados, mesmo quando pacientes com idade superior a 65 anos ou hipertensos foram excluídos da análise. Da mesma forma, quando a amostra foi separada por sexo, também não houve diferença significativa. Conclusões: A ET-1 salivar não se mostrou um biomarcador eficiente do carcinoma espinocelular bucal.; Objectives: The present study aimed to verify if the salivary Endothelin-1 (ET-1) expression might represent an efficient biomarker to evaluate risk and prognosis from oral squamous cell carcinoma (OSCC).Methods: For the present study...

Envolvimento dos receptores CXCR2 para quimiocinas no carcinoma espinocelular oral

Romanini, Juliana
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
68.80609%
O presente estudo avaliou o envolvimento dos receptores CXCR2 para quimiocinas, no carcinoma espinocelular oral, através de ensaios in vitro e in vivo. A incubação in vitro do antagonista seletivo não-peptídico dos receptores CXCR2, SB225002 (25 a 3200 nM), produziu uma inibição dependente do tempo e da concentração, da viabilidade das linhagens SCC158 e HN30, de carcinoma oral de células escamosas de ratos e humanos, respectivamente. Por outro lado, a incubação com este antagonista não produziu alteração significativa da viabilidade da linhagem HaCaT de queratinócitos humanos normais. O papel dos receptores CXCR2 foi ainda avaliado através da utilização dos agonistas seletivos para estes receptores em humanos (IL-8) e em ratos (CINC-1). Esta série de resultados demonstrou que a incubação de IL-8 (1 a 100 ng/ml) ou de CINC-1 (1 a 10 nM) produziu um aumento concentração-dependente da proliferação das linhagens celulares HN30 de humanos e SCC158 de ratos, respectivamente. A injeção submucosa de células SCC158 (5 x 106 células/sítio), na língua de ratos Fischer 344, induziu o desenvolvimento de carcinoma espinocelular oral, com características lembrando àquelas observadas clinicamente em humanos. O aumento tumoral foi evidente após sete dias da inoculação das células...

Carcinoma espinocelular : caracter??sticas cl??nicas intra-orais e demogr??ficas em uma popula????o do Sul do Brasil e potenciais intera????es com as c??lulas endoteliais linf??ticas; Squamous cell carcinoma: clinical intraoral and demographics characteristics in a Southern Brazil population and potential interactions with lymphatic endothelial cells

Alves, Alessandro Menna
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Odontologia; Programa de P??s-Gradua????o em Odontologia; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Odontologia; Programa de P??s-Gradua????o em Odontologia; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
68.78637%
This dissertation was divided into two distinct works, which can be summarized as follows: Article 1: The oral squamous cell carcinoma (OSCC) is the most prevalent malignance in mouth, being an important public health problem. The aim of this study was to evaluate the clinical and epidemiological profile of the OSCC cases registered in a center of clinical and histopathological diagnosis, located in Southern Brazil. Eight hundred and six individuals with OSCC and its variants were included in this study, over 1959-2012 period. The variables recorded from the files were: age, gender, skin color, tumor location, size and evolution time of the lesions (referred by the patients), as well as, the presence of pain lymph nodes, habits of tobacco and alcohol, and also the profession. OSSC was more frequent in males (76.6%), with the majority of cases distributed between 51 and 70 years old (53.9%). The most prevalent sites were lower lip vermilion [23.3% (20.4; 26.4)], followed by lateral border/ventral surface of the tongue [20.2% (17.5; 23.2)], gingiva/alveolar ridge [18.1% (15.5; 21.0)], and floor of the mouth [14.9% (12.5; 17.5)]. A strong association between outdoor occupation and OSCC in lower lip vermilion was found. The OSCC lesions located in tongue...

Casuística do carcinoma espinocelular num período de cinco anos, 2005-2009, do Serviço de Dermatovenereologia da Unidade Local de Saúde da Guarda, uma análise crítica

Gomes, Ana Luísa de Castro Bento
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
69.141255%
Introdução: O carcinoma espinocelular é a segunda neoplasia maligna cutânea mais frequente, cuja incidência tem vindo a aumentar. Apresenta uma etiologia multifactorial e o principal factor de risco é a exposição solar crónica, sendo as localizações mais afectadas as relacionadas com as áreas foto expostas. Objectivos e Métodos: Este trabalho teve como objectivo efectuar uma análise crítica do carcinoma espinocelular no Serviço de Dermatovenereologia da Unidade Local de Saúde da Guarda no período compreendido entre 2005 e 2009. Foram estudadas várias características, tais como a sua distribuição por sexo, idade, locais mais atingidos da superfície corporal e factores de risco associados, de forma a podermos estabelecer futuramente algumas normas preventivas desta neoplasia cutânea. Todos os casos incluídos foram confirmados por diagnóstico histopatológico. Realizou-se uma análise documental retrospectiva por revisão dos processos clínicos dos doentes com este diagnóstico. Os dados obtidos foram submetidos a uma análise estatística descritiva através do cálculo de medidas como frequências, percentagens e médias. Resultados: Foram incluídos no estudo 259 casos de carcinoma espinocelular, compreendendo 159 mulheres (61...

Patología ultraestructural del infiltrado inflamatorio en la displasia Epitelial y carcinoma espinocelular bucal

Cedeño B,Floribel; Finol,Héctor J
Fonte: Facultad de Odontología -UCV Publicador: Facultad de Odontología -UCV
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 ES
Relevância na Pesquisa
68.631646%
Se ha observado que muchas neoplasias se desarrollan en asociación con la inflamación, infección e irritación crónica, siendo éste el caso del Carcinoma Espinocelular bucal y los estados previos de Displasia Epitelial. El propósito del presente trabajo fue estudiar ultraestructuralmente el infiltrado inflamatorio en lesiones epiteliales con Displasias y Carcinomas Espinocelulares bucales, mediante técnicas convencionales de la microscopia electrónica de transmisión. La presencia de un infiltrado inflamatorio y las frecuentes interacciones observadas entre sus componentes con las células epiteliales neoplásicas, sugieren su participación activa en el desarrollo y progresión del Carcinoma Espinocelular bucal dada la etiopatogenia de estas lesiones y la estrecha relación entre el microambiente generado por la inflamación crónica y las células epiteliales tumorales.