Página 1 dos resultados de 173 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Desenvolvimento e aplicações do biossensor electroquímico com DNA

Diculescu, Victor Constantin
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.41499%
O objectivo deste trabalho consistiu no desenvolvimento de um biossensor electroquímico com DNA para monitorização directa dos processos de hibridização e para detecção dos danos oxidativos causados ao DNA por diferentes compostos. Deste modo é necessária uma boa compreensão do comportamento redox dos ácidos nucleicos e dos seus produtos de degradação. A base purínica adenina e o seu produto de oxidação, a 2,8-dihidroxiadenina (2,8-DHA), foram investigadas por métodos voltamétricos. Os resultados obtidos são de grande interesse para a compreensão dos mecanismos redox destas substâncias e para a explicação das propriedades mutagénicas da 2,8-DHA. A oxidação de polinucleotídeos de sequências conhecidas, de DNA de hélice simples e dupla foi investigada em solução. Os polinucleotídeos de bases purínicas são facilmente oxidados enquanto que a oxidação dos polinucleotídeos de bases pirimidínicas ocorre apenas em condições especiais. A imobilização de oligonucleotídeos (ODNs) de sequências conhecidas na superfície do eléctrodo de carbono vítreo (GCE) foi seguida da hibridização com a sequência complementar ou por experiências de controle com ODNs não-complementares. Os dados obtidos mostraram que a adsorção não-específica influencia os resultados electroquímicos. Para reduzir a contribuição dos ODNs não-específicamente adsorvidos foi efectuada a modificação da superfície do GCE com ODNs oxidados. A interacção in situ do flavonóide quercitina com o DNA foi estudada com o objectivo de compreender melhor a sua acção in vivo sobre o DNA. A oxidação da quercitina causa danos oxidativos nos resíduos de guanina do DNA levando à formação de 8-oxoG. Foi proposto um mecanismo para a interacção entre a quercitina e o DNA. Foi investigado o comportamento redox do glivec...

Biossensor de ureia utilizando dispositivo pH-EGFET; Urea biosensor based on pH-EGFET technology.

Silva, Guilherme de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.817488%
Sensores são dispositivos capazes de captar um determinado sinal físico -químico do meio e converte-lo num sinal elétrico mensurável por meio de um transdutor. Biossensor é um sensor que tem como parte funcional um receptor biológico específico a determinado analito alvo. Os sinais físico-químicos experimentados por estes dispositivos são convertidos em sinais elétricos de magnitude proporcional à concentração de um ou mais compostos químicos. Neste trabalho, foi construído um sensor de pH utilizando filmes finos comerciais de óxido de estanho dopado com flúor (FTO) como receptor a íons. O sensor foi feito ligando-se amostras de FTO ao terminal de porta de um transistor de efeito de campo do tipo MOS (Metal Oxide Semiconductor). Quando colocado em solução, os íons presentes interagem com a amostra sendo adsorvidos na superfície do filme de FTO. O potencial gerado pelos íons adsorvidos modulam a tensão na porta do transistor e, desta maneira, pode -se determinar a concentração dos íons presentes na solução de acordo com a magnitude da resposta do transistor. A este tipo de dispositivo dá -se o nome de EGFET (Extended Gate Field Effect Transistor). O EGFET construído apresentou responsividade de 55 mV/pH e resposta linear em soluções de pH 2 ao 12. Através de técnicas de imobilização enzimática foi possível ligar covalentemente proteínas urease sobre a superfície dos filmes de FTO...

Desenvolvimento de um biossensor amperometrico para fenol a base de piroxidase e silica modificada

Simone Soares Rosatto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em //2000 PT
Relevância na Pesquisa
28.018735%
Esta tese refere-se à imobilização de peroxidase sobre sílica gel modificada com óxido de titânio e seu uso no desenvolvimento de um biossensor amperométrico para fenol, a base de pasta de carbono. A transferência de elétrons direta entre a enzima e o eletrodo, durante a redução de peróxido de hidrogênio pela peroxidase, foi bloqueada quando esta foi imobilizada sobre sílica-titânio, obtendo-se um biossensor com melhores características em termos de sensibilidade, seletividade e intervalo operacional para a detecção de fenol. Este biossensor apresentou uma resposta bastante sensível para fenol em um potencial aplicado de 0 V vs ECS. As melhores condições foram conseguidas em tampão fosfato pH 6,8 e uma razão [H2O2]/[fenol] maior que 0,35. Nessas condições, o biossensor mostrou um intervalo de resposta linear entre 10 e 50 mmol L de fenol ajustado pela equação j = -32,8(0,5) + 16,3(0,2) [fenol], para n = 5, com um coeficiente de correlação de 0,9995. O tempo de resposta do biossensor foi cerca de 1,5 s. A sensibilidade do biossensor variou para diferentes compostos fenólicos, apresentando maior resposta para 2-amino-4-clorofenol e catecol. A estabilidade do biossensor foi baixa, porém, com a adição de DNA juntamente com a enzima peroxidase na etapa de imobilização sobre a sílica-titânio...

Desenvolvimento e avaliação de um biossensor amperometrico a base de peroxidase para determinação de neurotransmissores

Tania Jacometo de Castilho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/09/2003 PT
Relevância na Pesquisa
27.886206%
Sendo os neurotransmissores compostos que desempenham papel importante no organismo humano, a análise dos mesmos é revestida de um interesse especial nas áreas médica e farmacêutica. A análise de neurotransmissores, utilizando um biossensor à base de peroxidase (HRP) imobilizada em pasta de carbono, pode ser uma alternativa às técnicas tradicionais de análise que são pouco seletivas (fluorimétrica), muito caras (CG-MS) ou demoradas (HPLC-ED). Estes fatores as tomam pouco adequadas para análises rápidas. Assim, esta tese refere-se ao desenvolvimento de um biossensor à base de peroxidase imobilizada em pasta de carbono para a determinação de neurotransmissores em amostras biológicas. Na construção do biossensor foram realizados oito procedimentos diferentes para imobilizar a enzima HRP e todas as condições experimentais determinadas, usando uma solução do neurotransmissor serotonina como composto de referência. Foram avaliados os valores de sensibilidade obtidos com a adição de glutaraldeído, albumina de soro bovino e a ativação da grafite com carbodiimida no processo de imobilização enzimática. -Os resultados indicaram que a composição da pasta tem grande influência na atividade da enzima imobilizada para catalisar a oxidação da serotonina. Os melhores resultados foram obtidos em tampão fosfato 0...

Investigação dos efeitos dos procedimentos de imobilização em monocamadas auto-organizadas da enzima peroidase no desenvolvimento de um biossensor; Effects SAM on enzyme immobilization procedures in the peroxidase based biosensor performance

Renata Kelly Mendes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.600757%
Neste trabalho foram investigados diferentes métodos de imobilização da enzima HRP empregando como matrizes as monocamadas auto-organizadas formadas sobre eletrodos de ouro, bem como a avaliação da influência do processo de imobilização do elemento biológico no desempenho analítico do biossensor. Para isso. as monocamadas utilizadas foram formadas por meio de tióis com diferentes estruturas, tamanho de suas cadeias carbônicas e grupos terminais. Foi possível constatar que o tamanho da cadeia carbônica de um tioI influencia especialmente no empacotamento da monocamada e, conseqüentemente, na eficácia da imobilização das biomoléculas. Pelos estudos realizados visando a caracterização das SAM sobre a superfície eletródica foi possível verificar que os tióis que possuem em sua cadeia um número menor de carbonos (< 9) tendem a formar monocamadas com uma quantidade considerável de defeitos na superfície do ouro, o que leva a um recobrimento mais baixo. No entanto, os tióis que contém um número mais elevado de carbonos na cadeia apresentam um grau de recobrimento mais elevado e, no entanto, não são boas matrizes para biossensores eletroquímicos, pois podem passivar a superfície, diminuindo a transferência de elétrons e...

Incorporação de líquido iônico e nanopartículas de ouro na construção de biossensor para esculetina

ZAPP, EDUARDO
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 36 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.600757%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Curso de Química.; Neste trabalho realizou-se o desenvolvimento de um biossensor de pasta de carbono contendo polifenol oxidase (PFO) extraída de alho (Allium sativum L.) e imobilizada em montmorilonita para a determinação de esculetina. A este sensor foram incorporadas nanopartículas de ouro dispersas em líquido iônico hexafluorofosfato de 1-n-butil-3-metilimidazólio (Au-BMI.PF6), visando um melhor desempenho analítico. O eletrodo proposto foi construído a partir da composição 70:10:10:10% (m/m/m/m) de pó de grafite, montmorilonita contendo PFO imobilizada, Nujol e Au-BMI.PF6, respectivamente. Os parâmetros otimizados para este método a fim de se obter a melhor resposta analítica foram: solução tampão acetato (0,1 mol L-1; pH 4,5) como eletrólito suporte, 1500 unidades de PFO imobilizadas em matriz de argilomineral, frequência de 100 Hz, amplitude de 50 mV e incremento de 8 mV, usando voltametria de onda quadrada (VOQ). A curva analítica para esculetina foi obtida nas melhores condições de trabalho do biossensor, apresentando uma linearidade de 4,04x10-7 a 9,86x10-6 mol L-1 (r = 0,9997) e limite de detecção de 1...

Desenvolvimento de um biossensor para um biomarcador do cancro da mama; Development of a biosensor for a biomarker in breast cancer

Santos, Alexandra Raquel Tavares dos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.41499%
A presente dissertação apresenta o desenvolvimento de um dispositivo dedicado ao diagnóstico do cancro da mama em point-of-care e que foi construído com base na preparação de um novo material biomimético e sua incorporação em membranas poliméricas de poli(cloreto de vinilo), PVC, plastificado, para subsequente deteção potenciométrica. Foi considerado para este estudo o biomarcador de interesse clínico convencional no contexto do cancro da mama, o Breast Cancer Antigen (CA15-3). O desenho do novo material biossensor baseou-se na síntese de anticorpos plásticos por tecnologia de impressão molecular. O anticorpo plástico foi impresso por polimerização em volta da estrutura proteica do CA15-3, atuando este biomarcador como obstáculo ao crescimento da matriz polimérica. O polímero impresso foi obtido por eletropolimerização de pirrol, estabelecida na superfície de vidro condutor (com FTO) com base em voltametria cíclica, que compreendeu 40 ciclos entre -0,2 e 1,0 V. A mistura reacional utilizada continha monómero (pirrol, 5,0×10-3 mol/L) e proteína molde (CA15-3, 100U/mL), preparados em solução de tampão fosfato salino, com pH 7,2 e com 1% de etilenoglicol. O biomarcador foi removido da matriz polimérica por ação proteolítica da proteinase K. O material biomimético preparado foi aplicado na construção de sensores potenciométricos e testado relativamente à sua afinidade e seletividade de ligação à CA15-3...

Construção de um biossensor para o doseamento de ureia baseado na inibição enzimática da amidase de pseudomonas aeruginosa com recurso a um eléctrodo selectivo de iões amónio

Barbosa, Ana Rita Dantas Balsemão
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2008 POR
Relevância na Pesquisa
38.095269%
Era objectivo do presente trabalho o desenvolvimento de um biossensor baseado na inibição da amidase de Pseudomonas aeruginosa para a quantificação de ureia em diversas amostras com recurso a um eléctrodo selectivo de iões amónio (ISE). A ureia é um poderoso inibidor do centro activo da amidase (Acilamida hidrolase EC 3.5.1.4) de Pseudomonas aeruginosa a qual catalisa a hidrólise de amidas alifáticas produzindo o ácido correspondente e amónia. O extracto celular de Pseudomonas aeruginosa L10 contendo actividade de amidase foi imobilizado em membranas de poliétersulfona modificadas (PES) e em membranas de nylon Porablot NY Plus na presença de gelatina e de glutaraldeído (GA) como agente bifuncional. Estas membranas foram posteriormente utilizadas na construção do biossensor baseado no ISE, utilizando acetamida como substrato, a reacção enzimática foi seguida medindo os iões amónio produzidos pela hidrólise da amida alifática, e a resposta do biossensor apresentada como a velocidade inicial da reacção (mV.min-1). A optimização dos parâmetros de imobilização foi efectuada de acordo com a metodologia ANOVA. Assim, a mistura de 30μL extracto celular, 2μL GA (5%) e 10 μL Gelatina 15% (p/v) foi a que conduziu a uma melhor resposta do biossensor. Efectuou-se ainda o estudo de optimização de alguns parâmetros experimentais pH e tempo de incubação em ureia...

Desenvolvimento de bionanoconjugados com nanopartículas de ouro e oxidases para a detecção de poluentes ambientais

Pernes, Tiago João Berenguer Alves Figueiredo
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.983223%
Dissertação para a obtenção do grau de Mestre em Biotecnologia; O presente estudo teve como principal objectivo o desenvolvimento de um biossensor baseado em Tirosinase, com a conjugação de nanopartículas de ouro, para a detecção de pesticidas. O objectivo secundário foi verificar se os bionanoconjugados de Tirosinase e nanopartículas de ouro com diferentes agentes de revestimento, aumentavam a eficiência catalítica da Tirosinase,comparativamente com a enzima livre. Os ensaios em solução da actividade da Tirosinase livre e em bionanoconjugados, com diferentes agentes de revestimento – Citrato, ácido 11-mercaptoundecanóico (MUA) e o pentapéptido CALNN, numa gama de pH dos 4-8, permitiram concluir que a pH 4 e 5 a Tirosinase livre possui uma maior eficiência catalítica do que qualquer dos bionanoconjugados. Já a pH 6, 7 e 8 o bionanoconjugado revestido com CALNN é o que possui maior eficiência catalítica quando comparado com os restantes bionanoconjugados e Tirosinase livre, aumentando a actividade da Tirosinase em 26% a pH 6, em 6% a pH 7 e em 11% a pH 8. O biossensor de Tirosinase desenvolvido efectua a reacção de oxidação de compostos fenólicos a quinonas. A detecção de pesticidas é efectuada através da inibição da actividade de Tirosinase. O biossensor de Tirosinase foi desenvolvido sobre um eléctrodo de óxido de estanho dopado com fluoreto (FTO)...

Biossensor amperométrico para determinação de peróxido de hidrogênio em leite

Silva,Vitor Paulo Andrade da; Alves,Carlucio Roberto; Dutra,Rosa Fireman; Oliveira,Juliano Elvis de; Rondina,Davide; Furtado,Roselayne Ferro
Fonte: Fundação Editora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Publicador: Fundação Editora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.886206%
Um biossensor amperométrico foi desenvolvido para detecção de peróxido de hidrogênio em amostras de leite. O biossensor foi construído a partir da imobilização de enzima peroxidase sobre eletrodo impresso de carbono. Parâmetros de otimização visando um melhor desempenho do biossensor foram avaliados. O biossensor apresentou linearidade no intervalo de 5,0 a 40,0 µ mol L-1 de H2O2 em tampão fosfato. Em amostras de leite sem diluição, os limites de detecção e quantificação foram de 0,42 µmol L-1 e 1,39 µmol L-1, respectivamente. O biossensor mostrou-se uma alternativa sensível e de baixo custo na detecção de H2O2 em amostras adulteradas de leite.

Desenvolvimento de um biossensor para determinação de triglicerídeos

Pereira de Siqueira, Leonardo; da Paz Carvalho da Silva, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.817488%
A necessidade de métodos mais versáteis para a mensuração e monitoramento dos níveis séricos de lipídios tem estimulado a produção de uma grande variedade de novos métodos analíticos. O presente trabalho mostra o desenvolvimento de um biossensor monoenzimático para detecção de triglicerídeos empregando a tecnologia de Screenprinting através da qual, foram impressos os eletrodos de referência (Ag/AgCl) e o de trabalho contendo uma mistura de carbono e quitosana. A lipase foi imobilizada por adsorção no eletrodo de trabalho. A lipase solúvel, usando pNPM, apresentou pH ótimo de 8 e temperatura ótima de 32,5°C, mantendo cerca de 78,5% da atividade máxima a 25°C (temperatura operacional do biossensor). O Km e Vmáx para a lipase solúvel em relação ao pNPM foram de 0,95 mM e 25,51 U/mg proteína, respectivamente. No biossensor desenvolvido com apenas lipase imobilizada, usando trioleína como substrato, foram de 0,148 mM e 262,21 μA/s e 0,304 mM e 85,07 μA/s para a lipase solúvel e TIP sem enzima. Os resultados mostraram linearidade nas respostas de correntes para trioleína (0,25mM 2mM), atestando a viabilidade do biossensor desenvolvido, utilizando unicamente a lipase imobilizada na superfície do eletrodo de trabalho...

Desenvolvimento de um biossensor para detecção e identificação do vírus da dengue em flúidos biológicos

Sérgio Rodrigues Ribeiro Teles, Fernando; Luiz de Lima Filho, José (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.600757%
A dengue, uma doença emergente, é atualmente a mais importante arbovirose humana, manifestando-se na forma de quatro sorotipos relacionados antigenicamente (DENV 1-4). É endêmica e / ou epidêmica em todas as regiões tropicais e subtropicais, e uma ameaça potencial para regiões mais temperadas. Dos 100 milhões de casos anuais, 450000 correspondem à forma mais grave, hemorrágica, com alta letalidade. Devido à inespecificidade dos sintomas iniciais e à inexistência de vacinas e drogas eficientes e devidamente testadas, o diagnóstico precoce é a principal estratégia de sobrevivência à dengue hemorrágica. As técnicas laboratoriais de diagnóstico clínico convencional, contudo, apresentam limitações significativas. Com a tecnologia de biossensores produzem-se dispositivos simples, rápidos, baratos, sensíveis, específicos e miniaturados para diagnóstico descentralizado. Neste trabalho, desenvolveu-se um biossensor eletroquímico de DNA para detectar, por voltametria cíclica, um oligonucleotídeo sintético relacionado com o genoma do vírus da dengue, hibridizandoo especificamente com a sua seqüência complementar, imobilizada num eletrodo de carbono vítreo modificado com quitosana. O ferroceno foi usado como indicador eletroativo de hibridização por se ligar ao ssDNA e ao dsDNA com diferentes afinidades e...

Desenvolvimento de genossensores para o diagnóstico do Papilomavírus Humano (HPV)

Ferreira, Danielly Santos Campos; Lima Filho, José Luiz de (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
27.886206%
Infecções pelo papilomavírus humano (HPV) de alto risco, principalmente o HPV16, podem levar ao desenvolvimento de tumores, como o de câncer cervical. O diagnóstico rápido e preciso associado a uma baixo custo operacional das lesões pré-cancerígenas por HPV é extremamente importante para o sucesso do tratamento. Os tradicionais testes para o diagnóstico desse vírus não preenchem todos os requisitos necessários para um diagnóstico bem sucedido. Dispositivos analíticos, como os biossensores, podem detectar agentes infecciosos de uma maneira mais simples e barata, em comparação com os testes convencionais. Estas características tornam os biossensors uma alternativa promissora para o diagnóstico precoce do HPV. O objetivo do presente trabalho foi o desenvolvimento de genossensores (biossensores de DNA) para o diagnóstico do HPV. O primeiro biossensor foi composto de dois eletrodos, um eletrodo de trabalho (ET) feito de lápis grafite e um eletrodo de referência (ER) feito de Ag/AgCl. O outro modelo de biossensor foi formado por três eletrodos impressos: ET constituído de ouro; ER constituído de Ag/AgCl; e EA (eletrodo auxiliar) constituído de carbono. Nos dois biossensores propostos, um sonda de DNA específica para o gene E6 do HPV16 foi imobilizada sob o eletrodo de trabalho por adsorção e...

Desenvolvimento de biossensor impedimétrico para detecção de Mycobacterium tuberculosis baseado em ácido mercaptobenzóico (AMB) e nanopartículas magnéticas

Costa, Maurilia Palmeira da; Oliveira, Maria Danielly Lima de (Orientadora); Andrade, Cesar Augusto Souza de (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.600757%
No presente trabalho foi desenvolvido um sistema de detecção eletroquímica, baseado num biossensor impedimétrico para detecção do Mycobacterium tuberculosis (MTB). Na superfície do eletrodo de ouro foram testadas dois tipos de sonda de tuberculose (TB), inicialmente foi imobilizado na superfície do eletrodo a poli (alilamina)-(PAH) com a nanopartícula magnética (NpsFe3O4) e o primer de tuberculose(TB) para montagem da sonda de TB. Na montagem da segunda sonda foi utilizado o ácido mercaptobenzóico (AMB) com a nanopartícula magnética (NpsFe3O4) modificada com o aminopropiltrimetoxisilano (ATPES) e o primer de TB modificado com o glutaraldeído (Glut). O objetivo da utilização dessas modificações foi no intuito de avaliar qual das plataformas montadas apresenta uma melhor sensibilidade para a detecção do genoma do MTB. A interação das sondas-genoma foi realizada utilizando o par redox [Fe (CN)6]4-/[Fe(CN)6]3- . A montagem da sonda foi realizada com deposição de PAH no eletrodo por 20 minutos em seguida a NpsFe3O4 também por 20 minutos e posteriormente o primer de TB por 30 minutos. Para o segundo modelo o AMB foi depositado na superfície do eletrodo por 2 minutos em seguida a NpsFe3O4 modificada com ATPES por 4 minutos e por fim o Glut-primer de TB por 30 minutos. Nesta plataforma foram avaliadas as variações das concentrações do primer de TB que foram de (6...

Desenvolvimento de um biossensor potenciométrico, à base de soja, para a determinação de uréia; Biossensor potencyometric; Enzymatic membrane; Soy grains

Oliveira, Katharina Carla Santos de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Química; Físico-Química; Química Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Química; Físico-Química; Química
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
38.04843%
In this work, the objective in study was the development of a biossensor potencyometric for urea detection, starting from the extracted urease of soy grains. Initially, was made a chemometrics study, through a planning factorial 24, objectified to find great conditions for the extraction of the urease without its properties were affected. Starting from this study, the best conditions were determined for the obtaining of rich extracts in urease, allowing the biossensors making with good characteristics. These were made using a platinum electrode as transducer with the dispersed urease in chitosan head office and reticulated in glutaraldehyde vapor. The biossensors obtained presented a limit of urea detection the same to 0,33 mM and lineal strip between 0,33 and 3 mM of the substratum. The time of answer was considered loud, mainly, in low concentrations of the substratum, where it was taken about 5 minutes by analysis. For high concentrations that time was reduced for not more than one minute. The time of life was limited by the adherence of the enzymatic membrane to the transducer, but it was possible to maintain the biossensor with operation for one month with about 50 accomplished measures. Application of the biossensor for analyses of fertilizers to the urea base presented excellent result for a sample with few interfering...

Desenvolvimento de biossensor contendo polifenoloxidases de sementes de jatobá para análise ambiental; Developmento of biosensor containing polyphenoloxidase jatobá seed for environmental analysis

SANTIAGO, Patrícia de Oliveira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Engenharia do Meio Ambiente; Engenharias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Engenharia do Meio Ambiente; Engenharias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.726602%
The polyphenoloxidase (PPO) is responsible for catalyzing the conversion of phenolic compounds to quinones in the presence of oxygen. This enzyme is widely used in biosensor production and selective evaluation of phenol content in industrial effluents. In this work a biosensor modified with enzyme extract containing polyphenoloxidase from Hymenaea stigonocarpa (jatoba) seed was developed to detect phenolic compounds. The extraction was performed using Structural Risk Minimization (SRM) factorial design with 22 more central point. The extraction conditions were optimized in 1.0% (w / v) polyvinylpyrrolidone (PVP) in 50 mmol l-1 phosphate buffer pH 7.5, time 40 min. The activity obtained was 0,97 ± 0,03 UEmg-1 proteins. The crude extract was partially purified using precipitation with ammonium sulfate 60% (w / v) and fractionated in phosphate buffer pH 7.0 in 1.0% Triton TX-100.The PPO activity resulting precipitated fraction was 2.7 times higher than in the crude extract. In 10% SDS gel were found six bands, three of which have molecular weights characteristic of PPO. The biosensor was constructed with a mixture of 60 mg of graphite powder, 30 mL of mineral oil and 10 mg of the enzymatic extract. The amperometric response was measured as the concentration of phenol...

Desenvolvimento e aplica??o de um biossensor ? base da enzima acetilcolinesterase empregando NTCPM/CoTSPc para a determina??o de pesticidas organofosforados

Pereira, Neuma das Merc?s
Fonte: UFVJM Publicador: UFVJM
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.41499%
ABSTRACT In this work, a highly sensitive acetylcholinesterase (AChE) inhibition-based amperometric biosensor has been developed. The method is based on a cobalt phthalocyanine tetrasulfonate and 1-methyl-3-octylimidazolium tetrafluoroborate ionic liquidmodified nanotubes paste electrode. Images Scanning Electron Microscopy and Spectroscopy Fourier Transform Infrared were used to characterize the materials. The thiocholine oxidation process was investigated by cyclic voltammetry (CV) and chronoamperometry. The AChE enzyme was immobilized on the composite electrode surface by cross-linking with glutaraldehyde and chitosan. The synergistic action of NTCPM/CoTSPc/AChE showed excellent electrocatalytic activity with low applied potential for the detection of thiocholine. Parameters affecting the biosensor response such as enzyme loading, incubation time, pH and concentration of the buffer solution were optimized utilizing acetylthiocholine chloride (ATChCl) as substrate. The results showed that the fenitrothion, dichlorvos and malathion can lead to a reversible inhibition process of the enzyme. This biosensor showed low detection limit, good reproducibility, high stability and was used to determine pesticides in water samples. Linear relationships were found for fenitrothion (1.0-1000.0 pmol L-1)...

Biossensor amperométrico à base de tirosinase aplicado na determinação de compostos orgânicos em amostras ambientais; Amperometric biosensor based on tyrosinase applied for the indirect determination of traces of pesticides

Ferreira, Lucas Franco
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.817488%
Um biossensor amperométrico baseado na enzima tirosinase foi desenvolvido e investigado para o monitoramento dos agrotóxicos Metil Paration, Carbaril, Carbofuran e Diazinon. A enzima foi imobilizada sobre um eletrodo compósito de grafite modificado com ftalocianina de cobalto (II) (ECG-FtCo) por cross-linking com glutaraldeído e albumina de soro bovino. Vários parâmetros que afetam a resposta do biossensor tirosinase para o catecol como substrato foram estudados. A resposta do ECG-FtCo para o catecol foi investigada em termos do limite de detecção (LD), estabilidade e passivação do eletrodo pelos produtos poliméricos. Esses parâmetros foram comparados com aqueles obtidos com o eletrodo de pasta de carbono não modificado (EPC) e o eletrodo de pasta de carbono modificado com ftalocianina de cobalto (II) (EPC-FtCo). O ECG-FtCo apresentou o maior LD para catecol, 1,0 x 10-6 mol L-1. Além disso, este eletrodo apresentou a corrente residual voltamétrica baixa e mais estável com uma intensidade de corrente independente do tempo. A corrente residual voltamétrica manteve-se aproximadamente inalterada por 65 medidas de catecol contra duas a três medidas realizadas com outros eletrodos. Vários parâmetros experimentais foram explorados para avaliar a melhor performance analítica do biossensor. O catecol foi determinado pela redução direta da oquinona produzida enzimaticamente à -0...

Desenvolvimento de um biossensor molecular para o estudo translacional da fibrose quística e outras doenças respiratórias

Alves, Ângela Sofia Dias
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.41499%
Tese de mestrado, Bioquímica (Bioquímica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2015; A Fibrose Quística (FQ), doença autossómica com maior letalidade na população de origem caucasiana, capta a atenção da comunidade investigadora focada na compreensão pato-fisiológica, identificação de compostos e novos alvos terapêuticos que possibilitem corrigir a expressão funcional dos canais mutantes de CFTR na membrana apical de células epiteliais. A mutação F508del, presente em pelo menos um alelo em mais de 80% dos doentes, causa um processamento deficiente da proteína, conduzindo à sua acumulação no retículo endoplasmático e degradação prematura. Sendo tão frequente, esta mutação tem sido o alvo principal da comunidade científica de modo a reverter os defeitos causados pela mesma. Embora tenham surgido estratégias terapêuticas, baseadas principalmente em pequenas moléculas moduladoras do folding e tráfego da CFTR-F508del, estas têm tido pouco sucessoem resgatar a função desta proteína nos pacientes. Entre vários fatores por detrás deste insucesso, encontram-se os mecanismos de Controlo de Qualidade Periférica de Proteínas (MCQPP) que removem da membrana proteínas resgatadas farmacologicamente por ainda apresentarem conformações impróprias. Este mecanismo atua por intermédio de proteínas chaperones e co-chaperones como a ubiquitina-ligase CHIP que...

Desenvolvimento de um Biossensor Eletroquímico Obtido com Extrato Vegetal para a Determinação de Triglicerídeos em Biodiesel; Development of a Electrochemical Biosensor Obtained from Vegetable Extract for the Triglycerides Determination in Biodiesel

Renata Kelly Mendes; Pontifícia Universidade Católica; Barbara P. Moino; Pontifícia Universidade Católica; João Pedro P. Guilherme; Pontifícia Universidade Católica; Alessandra B. Nogueira; Pontifícia Universidade Católica
Fonte: Revista Virtual de Química Publicador: Revista Virtual de Química
Tipo: ; Formato: binary/octet-stream
Publicado em 27/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.41499%
Uma fonte energética renovável, alternativa aos combustíveis fósseis, que tem recebido bastante atenção é o biodiesel, por apresentar características similares e, em alguns casos, até melhores que o diesel mineral. No entanto, para garantir o controle da qualidade deste biocombustível, a Agência Nacional do Petróleo e Biocombustiveis (ANP), estabelece limites considerados adequados para manter suas características químicas e físico-químicas. Neste contexto, um biossensor de pasta de carbono a base de peroxidase, proveniente de extrato de nabo, foi utilizado para a determinação de triglicerídeos não reagidos em amostras de biodiesel. O dispositivo apresentou precisão das medidas, além de simplicidade de utilização e baixo custo. Os resultados obtidos foram comparados com a cromatografia gasosa, obtendo-se uma variação de 3,37% nos teores, com uma região linear de 5,5 e 55 µmol L-1 e limite de detecção de 4,0 10-8 mol L-1 (método IUPAC). As análises com biossensores se enquadram na Química Analítica Verde, pois utilizam poucos reagentes e geram baixo índice de resíduos.  DOI: 10.5935/1984-6835.20140065; Biodiesel is a renewable energy source, alternative to fossil fuels, which has received much attention because it presents similar characteristics and...