Página 1 dos resultados de 8767 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Antibody responses elicited in mice immunized with Bacillus subtilis vaccine strains expressing Stx2B subunit of enterohaemorragic Escherichia coli O157:H7; Resposta de anticorpos obtidas em camundongos imunizados com linhagens vacinais de Bacillus subtilis expressando a subunidade B da Stx2 de Escherichia coli O157:H7 enterohemorrágica

GOMES, P.A.D.P.; BENTANCOR, L.V.; PACCEZ, J.D.; SBROGIO-ALMEIDA, M.E.; PALERMO, M. S.; FERREIRA, R.C.C.; FERREIRA, L.C.S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Microbiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Microbiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
707.9578%
No effective vaccine or immunotherapy is presently available for patients with the hemolytic uremic syndrome (HUS) induced by Shiga-like toxin (Stx) producedbyenterohaemorragic Escherichia coli (EHEC) strains, such as those belonging to the O157:H7 serotype. In this work we evaluated the performance of Bacillus subtilis strains, a harmless spore former gram-positive bacterium species, as a vaccine vehicle for the expression of Stx2B subunit (Stx2B). A recombinant B. subtilis vaccine strain expressing Stx2B under the control of a stress inducible promoter was delivered to BALB/c mice via oral, nasal or subcutaneous routes using both vegetative cells and spores. Mice immunized with vegetative cells by the oral route developed low but specific anti-Stx2B serum IgG and fecal IgA responses while mice immunized with recombinant spores developed anti-Stx2B responses only after administration via the parenteral route. Nonetheless, serum anti-Stx2B antibodies raised in mice immunized with the recombinant B. subtilis strain did not inhibit the toxic effects of the native toxin, both under in vitro and in vivo conditions, suggesting that either the quantity or the quality of the induced immune response did not support an effective neutralization of Stx2 produced by EHEC strains.; Até o presente o momento...

Aplicação de linhagens geneticamente modificadas de Bacillus subtilis no desenvolvimento de vacinas de mucosas contra patógenos entéricos.; Genetically modified Bacillus subtilis strains applied in the development of mucosal vaccines against enteric pathogens.

Paccez, Juliano Domiraci
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
710.2715%
Bacillus subtilis é uma bactéria gram positiva de solo, não patogênica, não colonizadora de tecidos, naturalmente transformável e formadora de esporos utilizada como modelo de estudo de bactérias gram-positivas. Essas características acarretam em vantagens para a produção de proteases de interesse industrial e para utilização como veículo de antígenos vacinais, porém a falta de vetores induzíveis torna sua utilização como ferramenta biológica pouco explorada. No presente trabalho descrevemos a construção de diferentes vetores capazes de expressar os antígenos subunidade B da toxina termo-lábil (LTB) e subunidade estrutural da fímbria CFA/I (CFAB) de Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC) e avaliamos seu potencial vacinal. Foi avaliada a imunogenicidade de linhagens capazes de expressar LTB sob o controle de diferentes promotores: PgsiB (induzido em condições de estresse), PlepA (promotor constitutivo) e Pspac (induzido pela adição de IPTG) e em diferentes locais da célula (ancorada à parede celular ou secretada para o meio externo). Avaliamos ainda a imunogenicidade de linhagens capazes de co-expressar LTB e a listeriolisina O (LLO) de Listeria monocytogenes. O antígeno CFAB foi produzido no citoplasma ou ancorado à parede celular de B. subtilis em condições de estresse e as linhagens bacterianas administradas sozinhas ou conjuntamente com a toxina termo-lábil (LT) como adjuvante de mucosa. Camundongos imunizados com células ou esporos de B. subtilis recombinantes desencadearam respostas de anticorpos sistêmicos e secretados específicos para os antígenos (LTB e CFAB)...

Desenvolvimento de uma nova estratégia vacinal contra síndrome hemolítica urêmica utilizando linhagens geneticamente modificadas de Bacillus subtilis capazes de expressar a toxina Stx2 de EHEC.; Development of a new vaccine approach against hemolytic uremic syndrome using genetically modified Bacillus subtilis strain expressing Stx2 EHEC toxin.

Gomes, Priscila Aparecida Dal Pozo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
708.6886%
A Síndrome Hemolítica Urêmica (SHU) é a principal doença associada à infecção com linhagens de Escherichia coli produtoras de toxina de Shiga (Stx), doença para qual não há uma vacina ou tratamento específico. A toxina Stx é formada por uma subunidade A enzimaticamente ativa e uma B pentamérica responsável pela ligação da toxina na célula hospedeira. Neste trabalho propomos o uso de Bacillus subtilis, uma bactéria não patogênica e formadora de esporos, como veículo vacinal para a expressão de formas atóxicas da Stx2, sob o controle de um promotor induzível por estresse (PgsiB). Camundongos BALB/c imunizados com células vegetativas ou esporos das linhagens vacinais de B. subtilis, por diferentes vias, induziram baixos níveis de anticorpos anti-Stx em soro (IgG) e fezes (IgA). Avaliamos também o potencial imunogênico da Stx gerada em linhagens recombinates de E. coli, mas os anticorpos gerados não foram capazes de neutralizar a toxina nativa. Os resultados indicam que formas alternativas de expressão e/ou o uso de adjuvantes são necessárias para gerar formulações vacinais eficazes contra a SHU.; The Hemolytic Uremic Syndrome (HUS) is the main disease associated with infections with Shiga toxin (Stx) - producing Escherichia coli strain and no effective vaccine or treatment exist. The Stx toxin consist of an enzymatically active A subunit and a pentameric B subunit responsible toxin binding to host cells. In this work we propose the use of Bacillus subtilis...

Estudo genético da interação entre FtsZ e o modulador de divisão ZapA em Bacillus subtilis; Genetic Study of the interaction between FtsZ and the division modulator ZapA in Bacillus subtilis

Bisson Filho, Alexandre Wilson
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
708.8171%
A citocinese bacteriana é controlada por diversas proteínas que se agrupam em um complexo chamado divisomo. O cerne do divisomo é constituído por FtsZ, uma proteína homóloga à tubulina eucariótica, que se auto-associa formando uma estrutura chamada anel Z. O anel Z serve como arcabouço e recruta diversas outras proteínas componentes do divisomo para o sítio onde o septo será sintetizado na célula. A formação do anel Z é modulada por proteínas que se ligam diretamente a FtsZ e regulam a sua auto-associação, tanto induzindo como inibindo a sua polimerização. Apesar de muitos destes moduladores de FtsZ já serem conhecidos, muito pouco se sabe sobre o mecanismo pelo qual eles controlam a estruturação do anel Z in vivo. O objetivo do presente trabalho foi estudar a interação entre FtsZ e um modulador de divisão, a proteína ZapA, da bactéria gram-positiva Bacillus subtilis. Para isso construímos uma biblioteca de mutantes de ftsZ por "Error Prone PCR", com aproximadamente 1 substituição por cópia de ftsZ e contendo um total de 1x105 clones. A partir dessa biblioteca, utilizamos duas triagens genéticas para identificar mutantes incapazes de interagir com ZapA. Na primeira estratégia, selecionamos 12 mutantes de FtsZ resistentes à superexpressão de uma forma tóxica de ZapA...

Estudo do processo de divisão em Bacillus subtilis por microscopia de fluorescência vital; Study of cell division in Bacillus subtilis by fluorescence microscopy

Meira, Guilherme Louzada Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
708.6717%
A divisão celular em B. subtilis inicia-se pela formação de um complexo multiprotéico, o divisomo, no sítio onde a bactéria irá se dividir. FtsZ é a primeira proteína a se localizar no futuro sitio de divisão, formando uma estrutura em anel (anel Z) que se estende por toda a circunferência da célula. O anel Z funciona como um arcabouço responsável por recrutar outras quinze proteínas de divisão que irão participar da montagem do divisomo. Nesta tese, utilizamos abordagens quantitativas e qualitativas de microscopia de fluorescência vital para estudarmos duas questões ainda não esclarecidas sobre o funcionamento do divisomo. A primeira delas é como o divisomo é montado. Para estudarmos a montagem do divisomo nós realizamos ensaios de co-localização entre o anel Z (FtsZ-mCherry) e as proteínas ZapA, EzrA, FtsW, FtsL, YpsB , DivIVA, e MinC fusionadas a GFP. Quanto maior a freqüência de co-localização entre FtsZ e outra proteína de divisão, mais inicial é a participação da proteína na formação do divisomo. Portanto, a medida da freqüência de co-localização entre o anel Z e as proteínas componentes do divisomo permite que se deduza uma cinética da montagem deste complexo. Estes ensaios demonstraram uma freqüência de co-localização de 97...

Esporos de Bacillus subtilis como adjuvante vacinal.; Bacillus subtilis spores as a vaccine adjuvante.

Souza, Renata Damasio de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
707.6075%
Esporos de Bacillus subtilis apresentam propriedades adjuvantes, sendo capazes de aumentar a resposta humoral após a sua coadministração com antígenos misturados ou adsorvidos à sua superfície. Mas, para isso, é necessária a produção de esporos altamente purificados e com rendimentos elevados. Neste trabalho, realizamos com sucesso uma análise quantitativa das condições de esporulação e dos métodos de purificação, o que melhorou a reprodutibilidade do processo e a obtenção de amostras com elevado grau de pureza e rendimento. Avaliamos também as propriedades imunomodulatórias destes esporos, utilizando como antígeno modelo a proteína recombinante Gag-p24 do HIV-1. A coadministração, mas não a adsorção à superfície do esporo, aumentou a imunogenicidade do antígeno sem induzir efeitos deletérios após a administração parenteral em camundongos BALB/c e C57BL/6. Além de promoveram a ativação das APCs, os esporos interagem com receptores relacionados à imunidade inata, devido à ausência do efeito adjuvante em camundongos nocautes para TLR2. Esses resultados abrem perspectivas interessantes para a utilização de esporos como adjuvantes vacinais.; Bacillus subtilis spores have been shown to behave as vaccine adjuvants...

Produção e otimização do processo de obtenção de ácido gama-poliglutâmico através do cultivo de Bacillus subtilis BL 53

Silva, Suse Botelho da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
715.7818%
O ácido y-poliglutâmico (y-PGA) é um biopolímero solúvel em água, aniônico, atóxico, biodegradável e biocompatível, produzido por Bacillus e que possui aplicações nas áreas química, médica, ambiental e de alimentos. Este trabalho tem como objetivo estudar o processo de produção do y-PGA a partir do cultivo de uma nova linhagem de Bacillus isolada de ambiente amazônico, o Bacillus subtilis BL53. Este estudo inclui a seleção de culturas, a otimização de condições de cultivo e a prospecção de substratos de produção alternativos. A habilidade de produção de y-PGA por linhagens de Bacillus isoladas na região amazônica foi investigada. A linhagem BL53 foi a linhagem selecionada, sendo identificada como Bacillus subtilis, através da análise da seqüência do gene 16S DNAr e de suas características bioquímicas. A avaliação das condições de cultivo submerso foi conduzida em agitador orbital mediante delineamento composto central rotacional (DCCR) que apontou como ponto ótimo de produção de y-PGA, a temperatura de 37 oC, o pH inicial de 6,9 e a concentração de 1,22 mM de Zn2+ suplementada ao Caldo E. Nas condições otimizadas, a produção de y-PGA foi igual a 10,4 g/L, cerca de três vezes maior que a obtida em condições convencionais de cultivo em Caldo E...

INFLUÊNCIA DE BACILLUS SUBTILIS NA ECLOSÃO, ORIENTAÇÃO E INFECÇÃO DE HETERODERA GLYCINES em SOJA

Araújo, Fábio Fernando de; Silva, João Flávio Veloso; Araújo, Ademir Sérgio Ferreira de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 197-203
POR
Relevância na Pesquisa
707.5599%
A utilização de microrganismos para fins de controle biológico de doenças em plantas tem sido muito estudada no mundo. No caso do nematóide de cisto da soja (Heterodera glycines), uma das principais doenças da soja, o controle biológico é de grande importância devido à ausência de controle químico eficiente. Para se estudar o efeito de Bacilllus subtilis sobre H. glycines, foram conduzidos alguns experimentos de casa de vegetação e laboratório. Nos trabalhos de laboratório, verificou-se, em câmara de eclosão, que a presença de B. subtilis reduz a eclosão de ovos de H. glycines estimulados com exsudatos de sementes de soja. Foi observado também que o tratamento de raiz de soja com a bactéria inibiu a migração de larvas juvenis de H. glycines para a planta em comparação à raiz não tratada com a bactéria. Nos ensaios de casa de vegetação, utilizando-se vasos com solo infestados com ovos de H. glycines, observou-se uma redução de fêmeas na raiz de soja quando o solo ou sementes foram tratadas previamente com formulação pó-molhável ou calda contendo B. subtilis, respectivamente. Com base nesses resultados e sabendo-se que H. glycines apresenta dependência de estímulo de exsudatos vegetais para eclosão e orientação das larvas...

Terapia fotodinâmica em esporos de bacillus atrophaeus e bacillus subtilis: estudos com LASER, LED, azul de metileno, rosa bengala e verde malaquita

Silva, Michelle Peneluppi
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 104 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
716.1076%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Biopatologia Bucal - ICT; Os esporos de Bacillus spp. são encontrados amplamente distribuídos na natureza, podendo ocasionar contaminação do meio ambiente e, eventualmente, doenças ao homem e animais. Em resposta a crescente resistência microbiana, a terapia fotodinâmica (PDT) surge para atuar como um tratamento alternativo e eficaz. O presente estudo teve como objetivo comparar e avaliar a ação exercida pelo LASER de baixa intensidade (vermelho visível) e pelo diodo emissor de luz verde (LED) em esporos de Bacillus atrophaeus e Bacillus subtilis na PDT, com o uso dos fotossensibilizadores azul de metileno (37,5 M), rosa bengala (12,5 M) e verde malaquita (300 M). Utilizou-se cepa padrão de Bacillus atrophaeus (ATCC 9372) e Bacillus subtilis (ATCC 19659). As cepas foram cultivadas, durante 7 dias, em Ágar Nutriente acrescidas de 0,003% de sulfato de manganês e analisadas quanto a formação de esporos (coloração de Wirtz-Conklin). Os esporos foram suspensos em água destilada esterilizada e centrifugados por 10 min a 653 Xg. As suspensões receberam choque térmico de 70 °C por 30 min. As suspensões foram padronizadas com 106 células/mL. Em placas de 96 poços adicionou-se 0...

Produção biotecnologica de surfatante de Bacillus subtilis em residuo agroindustrial, caracterização e aplicações.; Biotechnological production of surfactante of Bacillus subtilis in agro-industrial residue, characterization and applications.

Giselle Aparecida Nobre Costa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
706.22625%
Biossurfatantes são compostos anfipáticos de origem biológica que apresentam uma porção hidrofílica e outra hidrofóbica. Esta propriedade lhes confere a capacidade de diminuir a tensão superficial e interfacial. de um meio liquido. Na busca de fontes alternativas para a produção de compostos de interesse biotecnológico, o uso de subprodutos de processamento agrícola ou industrial apresenta um vasto campo a ser explorado. A industrialização da mandioca, em farinha e fécula, gera aproximadamente 240.000 L de resíduo/mês. Este resíduo, a manipueira, é altamente tóxico (devido à presença de glicosídeos cianogênicos) e poluente (dado a altas concentrações de matéria orgânica não esgotada que podem atingir 100 g DQO/L). A possibilidade da utilização deste resíduo como substrato para microrganismos e o interesse na produção de compostos biotecnologicamente relevantes nos incentivou a investigar a produção de biossurfatantes pela cepa Bacillus subtilis LB5a. Definidas as condições e cinética da fermentação, foi obtido uma produção de 2,5 g/L de surfatante em 36 horas de cultivo. O tensoativo se mostrou capaz de reduzir a tensão superficial do meio de 47,74 mN/m, para 25,96 mN/m, CMD-1 de 26,19 e CMD-2 de 29...

Produção e utilização de protease de Bacillus subtilis em tratamento de efluentes liquidos.; Production and use of protease from Bacillus subtilis in treatment of effluent liquids.

Ana Claudia Mendes de Seixas
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
713.8138%
Consideráveis pesquisas têm sido conduzidas nos últimos anos para descobrir novas enzimas que possam ser utilizadas no tratamento de resíduos. Devido ao aumento de poluentes no meio ambiente, tornando-se difícil a sua remoção por processos convencionais, o desenvolvimento de pesquisas com enzimas busca um processo alternativo de tratamento, de menor custo, mais rápido, mais simples e mais confiável. As proteases são a classe mais importante das enzimas industriais e compreendem cerca de 25% de todas as enzimas comerciais no mundo. A maior aplicação destas enzimas é nas indústrias de alimentos, farmacêuticas e de detergentes. A finalidade do presente trabalho consistiu num estudo para determinar as melhores condições para produção de protease, bem como sua eficiência na hidrólise enzimática sobre a etapa biológica no tratamento de efluente líquido. Para a produção da protease foi testada uma cepa de Bacillus subtilis. O inóculo foi preparado em frascos Erlenmeyers (250 mL) contendo 50 mL de meio BHI , previamente esterilizado (121ºC, 15 min). Os frascos foram incubados a 30ºC durante 24 h com agitação de 200 rpm. Para a produção de protease foi utilizado um Planejamento Experimental Fatorial Fracionário 24-1...

Estudo das variaveis de processo e ampliação de escala na produção de biossurfactante por Bacillus subtilis em manipueira.; Study of process variables and scale-up of the production of biosurfactant by Bacillus subtilis in cassava wastewater.

Francisco Fabio Cavalcante Barros
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
711.6058%
A bactéria Bacillus subtilis tem a capacidade de produzir biossurfactantes do grupo dos lipopeptídeos, dentre os quais, o que mais se destaca é a surfactina, um dos que possui maior atividade superficial. Esse composto é capaz de reduzir a tensão superficial da água a 20°C de 72 para 27 mN/m em concentrações menores que 20 _M. A aplicação de resíduos industriais como substrato para produção de biossurfactante de Bacillus subtilis tem sido estudada como forma de reduzir custos associados à produção destes. A manipueira, que é o resíduo líquido da produção de farinha e fécula, tem sido apontada como potencial meio de cultura para processos biotecnológicos, incluindo produção de biossurfactantes. Esse uso tem significativa relevância quando se consideram os resultados de redução de tensão superficial e de produtividade obtidos. Este trabalho estudou o processo produtivo, as propriedades e a estabilidade de biossurfactante produzido pela linhagem LB5a de Bacillus subtilis em escala piloto utilizando manipueira como substrato. O composto produzido foi capaz de reduzir a tensão superficial da água de 72 para 27 mN/m além de apresentar concentração micelar crítica de 12 mg/l. Manteve estabilidade frente à temperatura de 100°C por 140 minutos e 121°C por 60 minutos. Também foi estável na faixa de pH de 6 a 10 e suportou concentrações salinas testadas (de até 20%). A eficiência da extração primária realizada através da coleta de espuma mostrou bons resultados...

Produção do lipopeptídeo surfactina a partir de uma cepa de Bacillus subtilis com o operon srfA sob controle do promotor regulado Pgrac; Production of lipopeptide surfactin from a Bacillus subtilis strain with srfA operon under the control of the Pgrac promoter

Diane Téo de Moraes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
716.5838%
O lipoheptapeptídeo cíclico surfactina é produzido por diferentes cepas de Bacillus subtilis. Em uma concentração de 20 mM, a surfactina é capaz de reduzir a tensão superficial da água de 72 mN/m para 27 mN/m. Isto faz da surfactina o biossurfactante com maior potencial conhecido. O conjunto multienzimático, responsável pela síntese da surfactina, consiste de três grandes NRPSs: SrfA-A (402kDa), SrfA-B (401kDa) e SrfA-C (144 kDa), compreendendo um total de sete módulos. Os genes NRPSs correspondentes estão organizados no operon srfA. A produção de surfactina por B.subtilis é usualmente baixa e a produção em sistemas de expressão heterólogos como E.coli não é viável. Portanto, uma opção para aumentar a produção de surfactina seria o uso de sistemas de expressão utilizando o próprio Bacillus, colocando o operon srfA sob controle de um forte promotor que pode funcionar independentemente da regulação por feedback negativo endógeno. Para esta proposta, o promotor nativo do operon responsável pela síntese da surfactina em B.subtilis LB5a foi substituído pelo promotor Pgrac, o qual pode ser induzido por análogos de lactose. Este sistema de expressão é baseado em um forte promotor que não é inibido por fatores endógenos e...

Obtenção de compostos de aroma, enzimas e biossurfactantes produzidos por bacillus subtilis em manipueira; Production of aroma compounds, enzymes and biosurfactants produced by Bacillus subtilis in manipueira

Francisco Fabio Cavalcante Barros
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
706.22625%
Um notável desenvolvimento dos bioprocessos tem sido alcançado nas últimas décadas. Entre os principais objetivos da aplicação desses processos está a obtenção de compostos de elevado valor agregado. Somado a isso há, atualmente, uma crescente demanda por materiais e energia, fato que resulta em desequilíbrios ambientais, especialmente quando esses bens são produzidos a partir de fontes não renováveis como o petróleo, por exemplo. Entre as diferentes estratégias para o desenvolvimento desses bioprocessos estão a coprodução, onde a partir de um mesmo processo são obtidos mais de um produto simultaneamente, e o uso resíduo e subprodutos agroindustriais como meios de cultura ou substrato de reações bioquímicas. Neste trabalho, foi realizado o estudo do processo fermentativo realizado pela bactéria Bacillus subtilis usando como meio de cultura a manipueira, um resíduo da industrialização de mandioca. Esse processo resultou na produção simultânea de biomoléculas de interesse industrial, no caso: lipopeptídios biossurfactantes, os compostos voláteis acetoína e diacetil e as enzimas do grupo das amilases e proteases. Adicionalmente, foi usado o método previamente descrito na literatura de recuperação primária de biossurfactantes baseado nos princípios da coluna de espuma. Esse procedimento possibilitou o arraste dos bioprodutos sem que fosse necessário o uso de compostos sintéticos...

Estudo da produção de iturina por bacillus subtilis, em fermentação semi-sólida utilizando como substrato farelos de soja, arroz, trigo e casca de arroz= : Study of production of iturin by Bacillus subtilis in solid state fermentation using as substrate soybean meal, rice meal, wheat bran and husk rice; Study of production of iturin by Bacillus subtilis in solid state fermentation using as substrate soybean meal, rice meal, wheat bran and husk rice

Cesar Augusto Piedrahita Aguirre
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
717.9542%
Este trabalho se propôs a estudar a produção da iturina A por Bacillus subtilis em fermentação semi-sólida em biorreatores de leito empacotado. O trabalho foi desenvolvido em quatro partes. Em uma primeira parte foi feito um screening com cepas silvestres e seus mutantes obtidos a partir da exposição de luz UV e acridina laranja. A cepa Bacillus subtilis subsp. subtilis NRRL NRS-1270 foi a que apresentou maior atividade antagônica contra os fungos Aspergillus fumigatus Fresenius NRRL 164, Aspergillus fumigatus Fresenius NRRL 166 e Aspergillus flavus var. oryzae NRRL 484. O extrato metanólico obtido da fermentação semi-sólida do Bacillus subtilis subsp. subtilis NRRL NRS-1270 foi analisado através da espectrometria de massas encontrando-se lipopeptídeos com massa molecular entre m/z 1021,43 e m/z 1087,48, mas sem a presença da iturina A. Em uma segunda etapa a cepa Bacillus Iso 1 foi isolada a partir das raízes de soja, e ante a dificuldade de identificar a iturina A através da cromatografia liquida de alta eficiência (HPLC), foi desenvolvida a metodologia de purificação da iturina A utilizando a cromatografia em coluna de vidro preenchida com sílica gel 60. A iturina A foi eluída com três sistemas de solventes compostos por 20 mL de clorofórmio-metanol-água (65:25:4...

Sensivity of Bacillus subtilis to water soluble alkaloid extracts of Chelidonium majus L. (Papaveracea) roots from Azores

Pavão, Maria Leonor; Pinto, Ruy Eugénio
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1995 ENG
Relevância na Pesquisa
712.47484%
Prepararam-se extractos de alcalóides solúveis em água de raízes de Chelidonium majus L. (celidónia), colhida em terrenos incultos nos Açores. Estes extractos revelaram possuir propriedades antibacterianas em relação a Bacillus subtilis. O efeito dos extractos pareceu ser dez vezes menor do que o da tetraciclina. Para concentrações dos extractos inferiores a 100 μg/disco não foi detectada uma clara sensibilidade da cultura. A quelidonina, a protopina e a alocriptopina não são activos contra Bacillus subtilis. A coptisina, que não é citada na bibliografia como possuindo actividade antibacteriana, revelou actuar sobre Bacillus subtilis de um modo semelhante ao apresentado pela sanguinarina e pela berberina. A queleritrina foi o alcalóide que revelou maior efeito sobre Bacillus subtilis, cerca de 40 a 50 % superior ao da sanguinarina. A sanguinarina e a queleritrina são os alcalóides geralmente considerados como os principais responsáveis pela actividade antibacteriana do látex da quelidónia. Sugere-se que esta responsabilidade seja também atribuída à berberina e à coptisina, pelo menos no que diz respeito à espécie da planta existente nos Açores.; ABSTRACT: Water soluble alkaloid (WSA) extracts from Chelidonium majus L (great celandine) roots...

Effect of Bacillus subtilis natto on growth performance in Muscovy ducks

Sheng-Qiu,T; Xiao-Ying,D; Chun-Mei,J; Jing-Jing,P; Shan-Shan,L; Jin-Ding,C
Fonte: Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas Publicador: Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 EN
Relevância na Pesquisa
714.4106%
The aim of the present study was to determine whether dietary Bacillus subtilis natto could affect growth performance of Muscovy ducks. A total of 120 hundred Muscovy ducks at the age of 1 day were randomly assigned to four groups (30 Muscovy ducks/group), and fed with diets supplemented with 0% (control group), 0.1%, 0.2%, and 0.4% Bacillus subtilis natto, respectively during the 6-week feeding period. Weight gain, feed intake and feed conversion efficiency of Muscovy ducks were significantly improved by the dietary addition of Bacillus subtilis natto, and the results were more significant in 0.4% dietary Bacillus subtilis natto treatment group; Also, Bacillus subtilis natto reduced Escherichia coli and Salmonella colonies, and increased lactobacilli population in the ileum and the cecum. Biochemical parameters, including total protein, GOT (glutamic oxaloacetic transaminase), GPT (glutamic pyruvic transaminase), AKP (alkaline phosphatase), triiodothyronine (T3) and tetraiodothyronine (T4) contents (pBacillus subtilis natto was added to the diets (p<0.05), and improved duodenum and immune functions. However, the results above were not significantly different between birds fed 0.1% Bacillus subtilis natto supplemented diets and the control group (p>0.05). The results of the present study indicate that diets with 0.4% Bacillus subtilis natto improved the growth performance of Muscovy ducks by increasing the absorption of protein...

Control of Guignardia citricarpa by Bacillus subtilis and Trichoderma spp.

KUPPER, K. C.; CORREA, E. B.; MORETTO, C.; BETTIOL, W.; GOES, A. de
Fonte: Revista Brasileira de Fruticultura, Cruz das Almas, v. 33, n. 4, p. 1111-1118, 2011. Publicador: Revista Brasileira de Fruticultura, Cruz das Almas, v. 33, n. 4, p. 1111-1118, 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
EN
Relevância na Pesquisa
708.8171%
Abstracts: The ability of isolates of Bacillus subtilis and Trichoderma spp. to control citrus black spot (CBS) was investigated in ́Natal ́ sweet orange orchards. The first experiment was conducted during the 2001/2002 season and four isolates of B. subtilis (ACB-AP3, ACB-69, ACB-72 and ACB-77), applied every 28 days, alone or in combination were tested and compared with fungicide treatments. Two other experiments were carried out during the 2002/2003 season, where the same isolates of Bacillus and two isolates of Trichoderma (ACB-14 and ACB-40) were tested being applied every 28 days in the second experiment, and every 15 days in the third experiment. In the first experiment, the treatment with ACB-69 differed statistically from the control, but did not differ from other biological control agents or mixture of Bacillus isolates. In the second experiment, the treatments with ACB-69 and ACB-AP3 resulted in smaller disease index compared with the control treatment. However, this result was not repeated in the third experiment, where the isolates were applied every 15 days. Disease severity was high in both evaluated seasons and the fungicide treatment was the most effective for disease control. Resumo: A habilidade de isolados de Bacillus subtilis e Trichoderma spp. em controlar a mancha preta dos frutos cítricos (MPC) foi avaliada em pomares de laranjeira ?Natal?. O primeiro experimento foi conduzido durante a safra de 2001/2002...

Produção, purifucação e caracterização química de biossurfactantes produzidos por Bacillus subtilis em glicerina residual; Production, purification and chemical characterization of biosurfactant produced by Bacillus subtilis from raw glycerol

Andréia Fonseca de Faria
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
708.8171%
Os biossurfactantes são compostos amplamente estudados em todo o mundo. Suas características o tornam muito atrativo em relação aos surfactantes sintéticos. Dentre essas características podemos citar, a baixa toxicidade, boa compatibilidade com a pele e olhos, biodegradabilidade e produção a partir de substratos renováveis. No entanto, o custo de produção dos biossurfactantes ainda inviabiliza sua produção em escala industrial. Tradicionalmente, os hidrocarbonetos têm sido os substratos escolhidos para a produção de biossurfactantes e bioemulsicadores. É assumido que a produção de biossurfactantes é induzida para tornar o substrato hidrofóbico acessível a célula. Contudo, substratos solúveis em água também podem ser utilizados para a produção dos surfactantes biológicos. Esses últimos são mais baratos do que os hidrocarbonetos e preferidos em processos fermentativos, devido ao fato de que as fermentações monofásicas são mais simples do que as fermentações bifásicas. Além disso, o uso de hidrocarbonetos são inaceitáveis para a produção de biossurfactantes destinados a aplicações em alimentos, cosméticos e produtos farmacêuticos. Uma grande variedade de matérias-primas estão atualmente disponíveis como substrato orgânico para fermentações industriais...

Produção de Bacillus subtilis em biorreator airlift e sua aplicação no controle de nematoide de galhas do tomateiro

Voss, Glenise Bierhalz
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 115 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
706.45664%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos, Florianópolis, 2013.; A utilização de alguns produtos químicos na agricultura foi proibida em diversos países, no entanto, o Brasil ainda é o maior consumidor mundial destes produtos. Sendo que, uma das grandes problemáticas na agricultura são os nematoides de galhas, que causam grandes perdas econômicas, principalmente em culturas de tomate, por serem uma das principais plantas hospedeiras destes fitoparasitas. Além disso, estes nematoides são de difícil controle, pois apresentam um curto tempo de multiplicação e difícil identificação, por estarem presentes no solo. Outro problema é que, o controle realizado com nematicidas, nem sempre se mostra eficiente, apresentando alta toxidez e contaminação do solo. Assim, o controle biológico se apresenta como uma importante alternativa para controle de diversas doenças em plantas. Dentre os microrganismos estudados para biocontrole destacam-se os Bacillus subtilis, devido à produção de metabólitos secundários e endósporos, que apresentam alta resistência a fatores ambientais, características importantes para a viabilidade desses produtos no mercado. Neste contexto...