Página 1 dos resultados de 4098 itens digitais encontrados em 0.048 segundos

Sistemas de informática e informação da atenção básica do Sistema Único de Saúde e o software livre: possibilidades e perspectivas; The Brazilian Unified National Health System (SUS) Primary Health, its informatics and information systems and the free software: perspectives and possibilities

Cortizo, Carlos Tato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.59%
Introdução: A Atenção Básica do Sistema Único de Saúde SUS é definida pelo Ministério da Saúde como um conjunto de ações e serviços de saúde no âmbito individual e coletivo, desenvolvidos com práticas gerenciais, sanitárias e sociais participativas, através de ações complexas nos cuidados e atenção à saúde da população do seu território e fundamentada nos princípios da universalidade, integralidade e da eqüidade. Os sistemas de informática em saúde da atenção básica são tecnologias estratégicas na gestão e governança sobre a situação de saúde da população em cada nível de responsabilidade sanitária. O cerne de funcionamento dos sistemas de informática é o software. A literatura pesquisada relata que os softwares dos sistemas de informática em saúde apresentam vários aspectos: inflexibilidade para mudanças, altos custos, baixa eficácia, são frágeis em relação à segurança e a privacidade, não adotam padrões tecnológicos e de saúde, apresentam dificuldades na escalabilidade, são refratários a adaptações às culturas e línguas locais e induzem ao aprisionamento tecnológico dos sistemas de informação em saúde. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi o de identificar e analisar quais são as contribuições e limitações do software livre para os sistemas de informática e informação na atenção básica do SUS. Metodologia: Estudo de caso exploratório e qualitativo...

O processo de trabalho dos auxiliares e técnicos de enfermagem na atenção básica à saúde; Working process of auxiliaries and nursing technicians in Primary Health Care

Fermino, Tauani Zampieri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.62%
A temática deste estudo trata da prática de enfermagem de trabalhadores de nível médio que atuam em serviços da rede de atenção básica à saúde a partir de meados da década de 1990. Foi desenvolvido com os objetivos de caracterizar o processo de trabalho dos auxiliares e técnicos de enfermagem de uma unidade básica de saúde, do município de Ribeirão Preto - São Paulo, na perspectiva da integralidade da atenção, caracterizar o perfil sócio demográfico dos auxiliares e técnicos de enfermagem integrantes deste serviço de atenção básica à saúde, analisar a concepção destes trabalhadores de enfermagem de nível médio sobre os elementos constitutivos do processo de trabalho na atenção básica à saúde e identificar e analisar os aspectos dificultadores e facilitadores para desenvolver o processo de trabalho na perspectiva da integralidade. Constituiu-se em um estudo de natureza descritiva e abordagem qualitativa. Para a coleta de dados, optamos pela observação participante e entrevista semiestruturada. Participaram deste estudo 10 auxiliares de enfermagem e 02 técnicos de enfermagem e, para a análise dos dados obtidos, utilizou-se a análise temática. No decorrer da análise foi possível identificar duas distintas composições no processo de trabalho destes agentes...

Acolhimento e tratamento de portadores de esquizofrenia na Atenção Básica: a visão dos gestores, terapeutas, familiares e pacientes; Acceptance and treatment of schizophrenics under Primary Health Care as seen by managers, therapists, relatives and patients

Almeida, Gilson Holanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.58%
O estudo investigou as possibilidades e impasses do acolhimento e do tratamento de pacientes esquizofrênicos na Atenção Básica. Como pressupostos, admitiu-se que a Atenção Básica emerge como locus importante para as práticas de Saúde Mental e que seus técnicos vêm incorporando novas práticas aos seus currículos. Uma revisão da literatura abrangeu os principais marcos teóricos e conceituais das políticas de saúde, da Reforma Psiquiátrica e dos modelos em atenção à Saúde Mental, bem como considerações acerca da esquizofrenia e do estigma nos transtornos mentais. O estudo adotou um desenho de metodologia quali-quantitativa e trabalhou com um universo de significados, motivos, aspirações, crenças, valores e atitudes dos sujeitos envolvidos. A amostra foi composta por gestores, terapeutas, familiares e pacientes, atores sociais identificados na Atenção Básica com significativa vinculação com o problema trabalhado. Foram realizadas 38 entrevistas com gestores e terapeutas, aplicando-se às falas a metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Dados fornecidos por familiares e pacientes, coletados em três entrevistas em profundidade realizadas em seus domicílios, permitiram a compreensão, entre outros aspectos...

Resolutividade do cuidado à saúde das crianças menores de cinco anos hospitalizadas por causas sensíveis a atenção básica; Resolution of the health care of children under five years hospitalized for sensitive causes to primary care

Toso, Beatriz Rosâna Gonçalves de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.64%
A resolutividade da atenção básica à saúde deve se refletir na diminuição das hospitalizações por um grupo de causas específicas. As hospitalizações por causas sensíveis a atenção básica são um indicador indireto da efetividade do sistema de saúde, nessa instância de atenção, pressupondo que as internações decorrentes destas doenças não receberam atenção efetiva em momento oportuno, resultando em agravamento da condição clínica que exigiu a hospitalização. Objetivo: Apreender os atributos da atenção básica em saúde a partir do indicador de internação por condições sensíveis à atenção ambulatorial, mediante análise do caminho percorrido nos serviços de saúde por famílias de crianças menores de cinco anos hospitalizadas com doenças respiratórias. Método: Estudo qualitativo cujas bases conceituais estão centradas no cuidado em saúde, na vulnerabilidade e na hermenêutica. O material empírico foi produzido a partir de entrevistas com acompanhantes de crianças hospitalizadas, incluindo o mapa falante e com profissionais de saúde, na observação do processo de trabalho nos serviços de saúde e na análise documental dos prontuários de atendimento das crianças. A compreensão dos dados por meio da hermenêutica norteou a discussão do material empírico organizado em três unidades: perfil de morbidade hospitalar das crianças menores de cinco anos...

A prática dos articuladores da atenção básica: comunicação e mudança do modelo de atenção em saúde; The primary healthcare articulators practice: communication and healthcare model change.

Doricci, Giovanna Cabral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
O Programa Articuladores da Atenção Básica, iniciativa da Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo (SES-SP), objetiva apoiar o processo de qualificação da Atenção Básica no estado e oferecer suporte técnico aos municípios na reorientação do modelo de atenção em saúde. O Programa estabeleceu uma nova função profissional, a do articulador da atenção básica. Destacam-se, dentre os pré-requisitos para execução dessa nova função, habilidades de comunicação e negociação. Devido à escassez de informações na literatura sobre o Programa, e à falta de clareza quanto ao papel desempenhado, na prática, por esses novos profissionais, delineamos este estudo com o objetivo de compreender e analisar a forma como os articuladores da atenção básica significam sua atuação profissional. Buscamos, ao mesmo tempo, oferecer contribuições da Psicologia sobre o processo de comunicação e sua relação com esta nova proposta. Participaram deste estudo treze articuladores alocados em quatro Departamentos Regionais de Saúde (DRS) que formam a Rede de Atenção à Saúde XIII do estado de São Paulo (DRS de Ribeirão Preto, Araraquara, Franca e Barretos). As entrevistas individuais e semiestruturadas foram gravadas em áudio e...

Desinstitucionalização dos cuidados a pessoas com transtornos mentais na atenção básica: aportes para a implementação de ações

Dalla Vecchia, Marcelo; Martins, Sueli Terezinha Ferreira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 151-164
POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
Parte-se do interesse dispensado contemporaneamente às articulações entre saúde mental e atenção básica. Após uma breve síntese histórica e conceitual neste campo, discutem-se aspectos operativos da desinstitucionalização dos cuidados a pessoas com transtornos mentais na atenção básica. Com a análise de alguns estudos e experiências são destacados, a seguir, componentes fundamentais para avançar neste sentido: (1) desenvolver processos de comunicação que visem ampliar a legibilidade profissional, (2) superar a centralização em ações restritas aos enquadres tradicionais, (3) manter questionamento permanente com relação ao risco de psiquiatrização do cuidado em saúde mental, (4) superar concepções culpabilizantes do grupo familiar, e (5) investir na formação das equipes de atenção básica para as múltiplas dimensões do cuidado em saúde mental. Apontam-se, desta forma, alguns caminhos e direções possíveis para o desenho de ações de saúde mental na atenção básica que tenham, no horizonte, a perspectiva antimanicomial.; Se parte del interés dispensado contemporáneamente a las articulaciones entre salud mental y atención básica. Tras breve síntesis histórica y conceptual en este campo...

Configuração da atenção básica e do Programa Saúde da Família em grandes municípios do Rio de Janeiro, Brasil

Machado,Cristiani Vieira; Lima,Luciana Dias de; Viana,Ludmilla da Silva
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
O artigo analisa a configuração da Atenção Básica e do Programa Saúde da Família (PSF) nos 22 municípios com mais de 100 mil habitantes do Rio de Janeiro em 2005. A metodologia compreendeu visitas aos municípios, entrevistas com dirigentes da saúde e análise de bases de dados nacionais. Foram definidas quatro variáveis-síntese para a caracterização da Atenção Básica nos municípios: modelo de Atenção Básica e inserção do PSF; institucionalização do PSF; organização da Atenção Básica e organização do PSF. A classificação dos municípios nas quatro variáveis revelou uma grande diversidade de situações, predominando o modelo paralelo de configuração da Atenção Básica e inserção do PSF. Observou-se que os municípios em melhores condições de estruturação da Atenção Básica são pólos do interior do estado, que possuem PSF implantado há mais de seis anos e várias modalidades de organização da Atenção Básica. A maioria dos municípios do grupo em pior situação se situa na região metropolitana. À luz dos resultados, são discutidos os desafios do PSF como estratégia estruturante da Atenção Básica em saúde em municípios de grande porte populacional, particularmente nas regiões metropolitanas.

Cooperação e apoio técnico entre estado e municípios: a experiência do programa articuladores da atenção básica em São Paulo

Andrade,Marta Campagnoni; Castanheira,Elen Rose Lodeiro
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.58%
Com os processos de regionalização no final dos anos 1990, os estados iniciam um resgate de seu papel político para enfrentamento da fragmentação do sistema público de saúde. Nesse processo, as secretarias estaduais de saúde, representadas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde, passam a redefinir as funções do Estado junto à Atenção Básica. Na histórica atuação da Secretária de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP) na atenção primária, uma das marcas refere-se à expertise profissional nesse campo, que com o processo de municipalização migrou para os municípios, especialmente os de maior porte, ou redefiniu suas áreas de atuação no interior da própria SES-SP, em áreas como a vigilância epidemiológica e sanitária, a de avaliação e controle, entre outras. Esse capital humano foi em parte resgatado a partir de 2009, com o Programa Articuladores de Atenção Básica. O Programa representa uma política de apoio da SES-SP para os municípios, priorizando aqueles com população inferior a 100 mil habitantes, com o objetivo de auxiliar os gestores municipais na qualificação dos serviços de Atenção Básica e fortalecer esse nível de atenção no sistema público de saúde. Toma como objeto de trabalho o reconhecimento de prioridades de saúde locais e dos obstáculos para a melhoria da atenção à saúde...

Saúde do trabalhador na Atenção Básica: interfaces e desafios

Souza,Thiago Santos de; Virgens,Liliam Silva das
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.58%
A construção da Saúde do Trabalhador (ST) no Sistema Único de Saúde (SUS) representa uma conquista da classe trabalhadora ao longo de décadas. O processo de desenvolvimento desse campo no contexto brasileiro das relações produção/trabalho, ambiente e saúde é abordado neste artigo no âmbito da Atenção Básica. OBJETIVO: Refletir acerca das interfaces da ST na Atenção Básica do sistema de saúde brasileiro. MÉTODO: Revisão de documentos oficiais e publicações na área, organizados em duas categorias de análise: panorama histórico da ST e da ST na Atenção Básica. RESULTADOS: As categorias de análise possibilitaram estabelecer o resgate histórico da ST no SUS e refletir acerca de elementos da ST na Atenção Básica, como: território e ferramentas de atenção à saúde; competência das equipes da atenção básica; vigilância em saúde do trabalhador; relações de produção e saúde ambiental; práticas educativas em ST; vulnerabilidades do trabalhador da saúde e implementação de experiências institucionais. CONCLUSÃO: A incorporação da ST na Atenção Básica caracteriza-se como elemento para redefinição de práticas e mudança no modelo assistencial.

A política de atenção básica do Ministério da Saúde: refletindo sobre a definição de prioridades

Borges,Camila Furlanetti; Baptista,Tatiana Wargas de Faria
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.57%
O artigo busca problematizar o discurso do gestor nacional, que declara a Atenção Básica em Saúde como prioridade desde os anos 1990, e analisar esta política a partir da perspectiva de sua institucionalidade. Para empreender essa análise, recorreu-se tanto aos discursos sobre atenção básica presentes em textos oficiais como àqueles apresentados em artigos científicos, utilizando-se como referencial metodológico a análise de discurso proposta por Foucault. A Atenção Básica em Saúde desponta na agenda de prioridades do governo como estratégia de reestruturação do modelo de atenção em meados dos anos 1990, tendo como carro-chefe a Estratégia de Saúde da Família. Desde a entrada da Atenção Básica em Saúde na agenda de prioridades, essa política incorporou gradativa institucionalidade, mobilizando recursos e incluindo milhares de novos atores na disputa política de organização do sistema de saúde. Ainda assim, a prioridade enunciada para essa política se contrapõe a um cenário de fragilidades na atenção à saúde, especificamente na atenção básica, apontando para a necessidade de análise da direcionalidade e da construção de viabilidade da mesma.

Acessibilidade e ambiência na atenção básica à saúde do estado de Goiás; Accessibility and ambience in basic health care state Goiás

Ribeiro, Juliana Pires
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Enfermagem (FEN); Faculdade de Enfermagem - FEN (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Enfermagem (FEN); Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.58%
Introduction: Basic Health Units accessibility and ambience holds two fundamental importance links for the team work process development. The accessibility is intrinsically linked to meet the health services users’ needs and to ensure the solvability of assistance. Ambience is a concept that refers not only to physical space, but also to the social, made up of interpersonal and professional relationships in order to provide a solving, equitable and warm attention. Objective: To analyze the accessibility to health services and ambience of basic health care units in primary care in Goiás state. Methodology: A cross-sectional descriptive study performed in health care facilities in Primary Care in Goiás state in 2012. The study sample was done in 1216 basic health care units in Goiás state. Data were collected between July and September 2012 through a structured, tandardized and previously validated instrument. They were submitted to Ministry of Health database through the use of tablets and via internet to be analysed. After that these data were stored and grouped into modules I, II and III. Statistical analysis was performed using Statistical Package for the Social Sciences - SPSS software, version 19.0. The study respected ethical and legal aspects recommended by the Resolution 466/2012. Results: Two scientific articles were done. The first one "Accessibility to health care services in primary care in Goiás state" studied factors related to accessibility in health care facilities. The second article "Ambience of basic health care units in primary care in Goiás state " is about environment which provides better service and satisfaction to users and workers. Conclusion: Regarding accessibility and ambience in basic health units in primary care in Goiás state...

Concepções de saúde e cuidado de práticas integrativas/complementares e humanizadoras na atenção básica: uma revisão sistemática; Conceptions of health and care of integrative / complementary and humanizing practices in primary health care: a systematic review

Schveitzer, Mariana Cabral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
Profissionais são multiplicadores de conhecimento e de concepções de cuidado e saúde. A variedade destas concepções de cuidado e saúde interfere nas práticas assistenciais e no desenvolvimento de políticas públicas. Com isso, pode-se gerar dificuldades, como no desenvolvimento das práticas integrativas/complementares e humanizadoras na Atenção Básica. No Brasil, desde 2006, políticas foram publicadas para transformar as práticas de cuidado, no sentido de acolher e empoderar os usuários, valorizar a integralidade, o protagonismo dos sujeitos e as diferentes racionalidades médicas, como a Política Nacional de Práticas Integrativas/PNPIC e a HumanizaSUS. Essas duas políticas apresentam práticas que podem nos auxiliar a repensar concepções de cuidado e saúde na Atenção Básica. O objetivo desta tese foi construir, a partir da revisão sistemática, quais são as concepções de saúde e cuidado subjacentes às práticas integrativas/complementares e humanizadoras para o atendimento na Atenção Básica. Método: Revisão Sistemática e Metassíntese. Esta revisão considerou estudos que abordaram atitudes/crenças de profissionais da saúde sobre prática/uso de práticas integrativas/complementares e humanizadoras na Atenção Básica. Fontes de informação: artigos científicos publicados nas seguintes bases de dados: AMED...

Análise da atenção básica à saúde do idoso na estratégia saúde da família; Analysis of primary care health of elderly in family health strategy

ARAÚJO, Maria Aparecida da Silva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.63%
The study focused on the health care of the elderly, more specifically in Family health strategy as a way of thinking about alternatives that allow the reorganization of elderly care to adscritas areas. Processorsthe General was discussing the basic attention actions offered to the elderly in context family health strategy. Search descriptive exploratory in nature,- qualitative basic performed with professionals that comprise health team family doctors, nurses, technicians, nurses and community agents health in the municipality of Aparecida de Goiânia, goaiz. For data collection were the focal group technique and the data were analysed in categories as Bardin. The results suggest that prospects strengthen the professional aspects in family health care to the elderly, while showing some limitations of the elderly in the team. The team's contribution family health was significant health care of the elderly be reconsidered by professionals and managers for the operationalization of education These professional standing. It was concluded that the multidisciplinary actions are present in health promotion, both in the basic unit in address through talks, walks, assistance activities Prevention and control of diseases, although realize difficulties operacionalizá them. The insertion of the elderly in some family health teams occurs through attractive activities forming your social network participation activities outside of the health unit...

QualiAB: desenvolvimento e validação de uma metodologia de avaliação de serviços de atenção básica; QualiAB: development and validation of a methodology for the assessment of primary health care services

CASTANHEIRA, Elen Rose Lodeiro; NEMES, Maria Ines Battistella; ALMEIDA, Margareth Aparecida Santini de; PUTTINI, Rodolfo Franco; SOARES, Ivete Dalben; PATRÍCIO, Karina Pavão; NASSER, Mariana Arantes; MACHADO, Dinair Ferreira; CALDAS JUNIOR, Antonio Luí
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
Este artigo apresenta o desenvolvimento, validação e utilização de uma metodologia de avaliação da qualidade dos serviços de atenção primária do Sistema Único de Saúde (SUS), o Questionário de Avaliação da Qualidade de Serviços de Atenção Básica (QualiAB). Destina-se aos serviços de atenção básica, organizados segundo diferentes modelos de atenção, incluindo a Saúde da Família. Contém 50 indicadores sobre oferta e organização do trabalho assistencial e programático e 15 sobre gerenciamento, na forma de questões de múltipla escolha, autorespondidas via web pela equipe local do serviço. Confere a cada resposta valor zero, um ou dois; a média geral atribui ao serviço um grau de qualidade expresso pela distância do melhor padrão correspondente à média dois. Foi construído por processo de consenso interativo, que incluiu metodologias qualitativas, teste-piloto, aplicação em 127 serviços, validação de construto e confiabilidade. Respondido, em 2007, por 598 (92%) dos serviços de 115 municípios paulistas, mostrou bom poder para discriminar níveis de qualidade. Adotado em 2010 como parte de um programa de apoio à Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, foi respondido por 95% (2.735) dos serviços de 586 municípios (90...

QualiAB: desenvolvimento e validação de uma metodologia de avaliação de serviços de atenção básica

Castanheira,Elen Rose Lodeiro; Nemes,Maria Ines Battistella; Almeida,Margareth Aparecida Santini de; Puttini,Rodolfo Franco; Soares,Ivete Dalben; Patrício,Karina Pavão; Nasser,Mariana Arantes; Machado,Dinair Ferreira; Caldas Junior,Antonio Luís; Vascon
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.57%
Este artigo apresenta o desenvolvimento, validação e utilização de uma metodologia de avaliação da qualidade dos serviços de atenção primária do Sistema Único de Saúde (SUS), o Questionário de Avaliação da Qualidade de Serviços de Atenção Básica (QualiAB). Destina-se aos serviços de atenção básica, organizados segundo diferentes modelos de atenção, incluindo a Saúde da Família. Contém 50 indicadores sobre oferta e organização do trabalho assistencial e programático e 15 sobre gerenciamento, na forma de questões de múltipla escolha, autorespondidas via web pela equipe local do serviço. Confere a cada resposta valor zero, um ou dois; a média geral atribui ao serviço um grau de qualidade expresso pela distância do melhor padrão correspondente à média dois. Foi construído por processo de consenso interativo, que incluiu metodologias qualitativas, teste-piloto, aplicação em 127 serviços, validação de construto e confiabilidade. Respondido, em 2007, por 598 (92%) dos serviços de 115 municípios paulistas, mostrou bom poder para discriminar níveis de qualidade. Adotado em 2010 como parte de um programa de apoio à Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, foi respondido por 95% (2.735) dos serviços de 586 municípios (90...

Avanços e desafios da política de atenção básica no Distrito Federal

Silva, Aline Ferreira Melgaço da; Silva, Priscila Avelino da
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.57%
O presente estudo analisou as dificuldades enfrentadas pelos gestores do sistema de saúde do DF para organização da Atenção Básica. Partiu do histórico da SES- DF desde a sua criação, até o momento atual. Teve como questão norteadora: “Quais são os avanços e desafios da organização da atenção básica no DF ao longo dos 48 anos de trajetória do sistema de saúde?”. Os objetivos foram analisar os avanços e desafios da organização e gestão da atenção básica na saúde no DF; Levantar os avanços e dificuldades da organização da atenção básica; Elaborar caminhos possíveis para organização da atenção básica no DF. Utilizou-se de uma abordagem qualitativa, com análise documental e entrevistas com atores políticos do DF. Concluiu-se, que a gestão da política de saúde da atenção básica no DF em dado momento teve ascensão com a estruturação física das unidades, contrapondo-se com o momento atual onde há necessidade de implentação de processos de gestão que tornem a assistência ao usuário mais resolutiva.; Enfermagem

Percepção das enfermeiras gerentes de Unidades de Atenção Básica a Saúde frente às demandas de matriciamento em saúde mental no município de Criciúma

Dal Pozzo, Deise Patricio dos Santos
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.59%
Monografia apresentada ao Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica / Saúde da Família, da Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC, para obtenção do título de Especialista na Modalidade de Residência Multiprofissional em Atenção Básica / Saúde da Família.; Este trabalho buscou identificar a percepção das enfermeiras gerentes de Unidades de Atenção Básica à Saúde frente às demandas de matriciamento em Saúde mental em Criciúma. Teve como objetivos identificar a conceituação das enfermeiras a respeito do que é atendimento a saúde mental na atenção básica; explorar o que as enfermeiras entendem como demanda de matriciamento; reconhecer quais as principais dúvidas em relação ao atendimento de Saúde Mental; investigar a percepção das enfermeiras quanto ao seu preparo, e o preparo da equipe, para lidar com demandas de Saúde Mental. O método de pesquisa foi o exploratório-descritivo, e abordagem quali-quantitativa, utilizando-se como instrumento de coleta de dados questionários auto-aplicativos e a categorização foi a partir dos objetivos específicos. Os resultados apontaram que, a maioria dos sujeitos tem no máximo 30 anos e são novas na profissão, em saúde pública e com trabalho nas unidades de saúde. Quanto aos atendimentos e atividades relacionadas à saúde mental...

Inserção e atuação do nutricionista na atenção básica na região carbonífera de Santa Catarina

Colonetti, Tamy
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.63%
Monografia do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família da Universidade do Extremo Sul Catarinense-UNESC.; Uma das áreas em maior ampliação e consolidação na Nutrição é a área de Nutrição em Saúde Coletiva, principalmente pela ampliação das políticas públicas que incluem este profissional. A alimentação e nutrição compõem os princípios básicos para a promoção e a proteção da saúde, possibilitando o crescimento e desenvolvimento pleno do ser humano com qualidade em todas as fases da vida. Dessa forma as ações de alimentação e nutrição são fundamentais no contexto da atenção básica, principalmente no que se refere à Estratégia Saúde da Família. Objetivo: Identificar os meios de inserção do Nutricionista e quais suas principais atividades de atuação na atenção básica na região da Região Carbonífera de Santa Catarina. Metodologia: Este trabalho caracterizou-se como uma pesquisa descritiva, de temporalidade transversal e de abordagem quantitativa e qualitativa. O estudo foi realizado com as Nutricionistas inseridas na Atenção Básica da Associação dos Municípios da Região Carbonífera de Santa Catarina. A população do estudo envolveu todos os Nutricionistas atuantes na Atenção Básica dos municípios da Região Carbonífera. Resultados: Constatou-se que 100...

Cooperação e apoio técnico entre estado e municípios: a experiência do programa articuladores da atenção básica em São Paulo; Cooperation and technical support between state and municipalities: the experience of the primary health care articulators program in São Paulo

Andrade, Marta Campagnoni; Castanheira, Elen Rose Lodeiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.58%
Com os processos de regionalização no final dos anos 1990, os estados iniciam um resgate de seu papel político para enfrentamento da fragmentação do sistema público de saúde. Nesse processo, as secretarias estaduais de saúde, representadas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde, passam a redefinir as funções do Estado junto à Atenção Básica. Na histórica atuação da Secretária de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP) na atenção primária, uma das marcas refere-se à expertise profissional nesse campo, que com o processo de municipalização migrou para os municípios, especialmente os de maior porte, ou redefiniu suas áreas de atuação no interior da própria SES-SP, em áreas como a vigilância epidemiológica e sanitária, a de avaliação e controle, entre outras. Esse capital humano foi em parte resgatado a partir de 2009, com o Programa Articuladores de Atenção Básica. O Programa representa uma política de apoio da SES-SP para os municípios, priorizando aqueles com população inferior a 100 mil habitantes, com o objetivo de auxiliar os gestores municipais na qualificação dos serviços de Atenção Básica e fortalecer esse nível de atenção no sistema público de saúde. Toma como objeto de trabalho o reconhecimento de prioridades de saúde locais e dos obstáculos para a melhoria da atenção à saúde...

Configuração da atenção básica e do Programa Saúde da Família em grandes municípios do Rio de Janeiro, Brasil

Machado,Cristiani Vieira; Lima,Luciana Dias de; Viana,Ludmilla da Silva
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
O artigo analisa a configuração da Atenção Básica e do Programa Saúde da Família (PSF) nos 22 municípios com mais de 100 mil habitantes do Rio de Janeiro em 2005. A metodologia compreendeu visitas aos municípios, entrevistas com dirigentes da saúde e análise de bases de dados nacionais. Foram definidas quatro variáveis-síntese para a caracterização da Atenção Básica nos municípios: modelo de Atenção Básica e inserção do PSF; institucionalização do PSF; organização da Atenção Básica e organização do PSF. A classificação dos municípios nas quatro variáveis revelou uma grande diversidade de situações, predominando o modelo paralelo de configuração da Atenção Básica e inserção do PSF. Observou-se que os municípios em melhores condições de estruturação da Atenção Básica são pólos do interior do estado, que possuem PSF implantado há mais de seis anos e várias modalidades de organização da Atenção Básica. A maioria dos municípios do grupo em pior situação se situa na região metropolitana. À luz dos resultados, são discutidos os desafios do PSF como estratégia estruturante da Atenção Básica em saúde em municípios de grande porte populacional, particularmente nas regiões metropolitanas.