Página 1 dos resultados de 2799 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Estudo das perdas de amido em confinamentos brasileiros e do uso do amido fecal como ferramenta de manejo de bovinos confinados; Study of the starch losses in Brazilian beef cattle and use of starch as a management tool in the feedlot

Caetano, Mariana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.418477%
O número de animais terminados em sistema de confinamento cresce rapidamente no Brasil, concomitante com aumento no teor de amido das dietas utilizadas. A expansão da agricultura e custos mais baixos por unidade de energia digestível proveniente do grão em relação aos volumosos deve acelerar este processo. Os objetivos deste trabalho foram: a) avaliar as perdas de amido em confinamentos comerciais; b) calibrar a metodologia de NIRS para estimativa do teor de amido fecal; c) estudar as relações entre parâmetros fecais (% de amido, MS e pH) com desempenho e eficiência de bovinos Nelore e cruzados recebendo dietas de médio/alto concentrado; d) avaliar o efeito do horário de coleta e da raça dos animais no teor de amido fecal. Foram avaliados os teores de amido fecal de animais de experimentos controlados e de confinamentos comerciais. Resultados de 2.003 amostras para teor de amido fecal foram analisados. Foi observada diferença no teor de amido fecal em função do horário de coleta tanto em experimento quanto em confinamentos comerciais (P < 0,01). Os teores de amido fecal em animais 100% Nelores foram maiores em comparação com o de animais cruzados (P < 0,01). Há necessidade de padronização do horário da coleta e grupo genético para utilizar o teor de amido nas fezes como indicador do uso de amido. Para os dados de experimentos controlados houve efeito de experimento (P < 0...

Blendas e filmes de quitosana/amido de milho: estudo da influência da adição de polióis, oxidação do amido e razão amilose/amilopectina nas suas propriedades; Chitosan/corn starch blends and films. Influence of polyol addition, starch oxidation and amylose/amylopectin ratio in their properties

Horn, Marilia Marta
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.395842%
Os filmes de quitosana/amido são utilizados para preparação de sistemas biocompatíveis de liberação controlada, materiais de revestimento e filmes comestíveis. As propriedades reológicas, térmicas, mecânicas, de taxa de transmissão de vapor de água (WVP) e solubilidade foram avaliadas em função das mudanças estruturais do amido (gelatinizado ou oxidado), da adição de polióis (etilenoglicol, glicerol e sorbitol) e da razão amilose/amilopectina (73% e 100% amilopectina). Os ensaios de reologia mostraram que as blendas formadas por quitosana e amido (100% amilopectina) tiveram interações mais fortes quando comparadas com as blendas de quitosana/amido (73% amilopectina), tanto na forma oxidada quanto na forma gelatinizada. Os polióis causam mudanças nas redes tridimensionais formadas entre a quitosana e o amido, tanto quando se usa amido gelatinizado como quando se usa o amido oxidado. Os valores de G´ encontrados para as blendas preparadas com amido oxidado foram em todos os casos menores em relação às blendas preparadas com amido gelatinizado, indicando diferenças na estrutura do gel formado e também na organização dos seus componentes. Essas mudanças foram resultantes da associação que ocorre entre a quitosana e o amido oxidado que é diferente daquela que ocorre entre quitosana e amido gelatinizado. A oxidação do amido A termogravimetria mostrou que a razão amilose/amilopectina não influencia o perfil de perda de massa e a oxidação amido aumenta a quantidade de água nos filmes e também diminui a estabilidade térmica observada por Tonset. O glicerol é o poliol que provoca maiores mudanças no comportamento de perda de massa dos filmes...

Estudo das alterações na microestrutura de partículas de amido de milho em processos de granulação; Study of variations in the microstructure of corn starch particles in granulation processes

Feltre, Gabriela
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.364546%
O amido de milho é uma importante fonte de energia para os seres humanos e é muito utilizado em preparos de diversos pratos. Os grânulos de amido possuem estrutura semicristalina que sofre degradação em elevadas temperaturas e com presença de água. Com o objetivo de alterar a microestrutura dos grânulos de amido de milho, principalmente quanto à sua temperatura de gelatinização, foram realizados processos de aglomeração de três diferentes métodos e avaliadas as modificações ocorridas. Todas as partículas produzidas passaram por análises de DSC, FT-IR, DRX e MEV. O trabalho foi divido em três diferentes estudos. No Estudo I, foi realizada a aglomeração do amido de milho com solução de alginato de sódio por "high shear" com posterior secagem em leito fluidizado. A partícula depois de seca teve 99,5% de amido em sua composição. Os resultados mostraram que houve aglomeração nos grânulos de amido de milho; porém, devido à baixa fração de alginato de sódio nas partículas, elas não apresentaram diferenças significativas quanto à sua temperatura de gelatinização, sua estrutura e suas ligações, quando comparadas ao amido nativo. No Estudo II, em que foi realizada a aglomeração dos grânulos de amido de milho com solução de alginato de sódio e cloreto de cálcio...

Caracterização e avaliação de amido nativo e modificado de pinhão mediante provas funcionais e térmicas

Thys, Roberta Cruz Silveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.387068%
O pinhão é a semente comestível da Araucaria angustifolia, sendo consumido no sul e sudeste do Brasil principalmente na sua forma in natura. A falta de diversidade em relação ao seu consumo acarreta a sobra da safra e a sua utilização como ração animal, o que diminui o valor de comercialização do produto, prejudicando os ganhos econômicos do produto. A semente do pinhão é composta de 34% de amido e um conteúdo muito baixo de proteínas e lipídios, o que a torna favorável para a obtenção de amido, aditivo amplamente utilizado pela indústria de alimentos. O objetivo deste trabalho foi caracterizar uma nova fonte de amido a partir de semente de Araucária angustifolia, através de um estudo detalhado da metodologia de extração do amido de pinhão, das características físico-químicas, funcionais e reológicas do grânulo e de sua modificação estrutural. Primeiramente foi determinado um protocolo para a extração do amido e realizado o estudo do efeito do tratamento alcalino (NaOH 0,05 mol.l-1 e NaOH 0,1 mol.l-1), em relação ao tratamento com água, na estrutura dos grânulos do amido extraídos. Para tanto foram feitas análises de fluorescência intrínseca, microscopia eletrônica de varredura e de força atômica e difractometria de raios X. A estrutura granular do amido de pinhão foi alterada significativamente quando as soluções alcalinas foram utilizadas durante a extração. O amido de pinhão apresentou estrutura do tipo C. Foram determinadas as características do grânulo de amido nativo...

Uso de soro de queijo e amido de milho modificado na qualidade do doce de leite pastoso.; Use of whey and modified corn starch of the dulce de leche quality.

Luiza Maria Pierini Machado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.364546%
Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito de diferentes proporções de soro de queijo e diferentes concentrações de amido de milho modificado no rendimento de fabricação, formação de cristais de lactose, cor, atividade de água, perfil de textura (TPA), qualidade microbiológica e aceitabilidade do doce de leite pastoso. As concentrações de amido estudadas foram zero, 0,25, 0,5 e 0,75% do volume de leite. O leite foi substituído por soro de queijo na proporção de zero, 15, 30 e 45%. Foram avaliadas 16 combinações de soro de queijo e amido de milho modificado em duplicata, resultando em 32 processamentos de doce de leite. A acidez titulável das misturas de leite e soro de queijo foram ajustadas com bicarbonato de sódio, até 13ºD; acrescidas de 25% de açúcar e diferentes % de amido; concentradas a temperatura de cerca de 105ºC até 57ºBrix, adicionadas de 2% de glicose e concentradas até 68ºBrix. O doce foi então resfriado à 70ºC, embalado em potes de vidro e armazenados à temperatura ambiente. A composição química dos doces foi avaliada, logo após a fabricação e o rendimento foi calculado. Análises de pH, atividade de água, cristalização da lactose, cor instrumental e perfil de textura (TPA) do doce de leite foram realizadas mensalmente. A enumeração de bolores e leveduras e a presença de Staphylococcus aureus coagulase positiva...

Utilização de amido de milho ceroso pre-gelatinizado e gomas xantana e guar como substituto de gordura em bolos

Vania Facchini de Bortolo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/01/1998 PT
Relevância na Pesquisa
37.357524%
Inicialmente foi estudado o comportamento das gomas xantana e guar e dos amidos comerciais Instant Puré Fio F (amido de milho ceroso pré gelatinizado) e N - Lite LP (amido de milho ceroso) em bolos. Foram avaliados o volume específico do bolo, a gravidade específica da massa e foi analisada a qualidade do bolo. Peíos resultados obtidos foi verificado que as gomas apresentaram um perfil semelhante e o amido instant Pure Fio F teve um melhor desempenho que o N - Lite LP. Na segunda etapa do trabalho foram estudadas as interações entre as gomas e o amido Instant Pure Fio F. Os limites inferiores e superiores de adição foram, respectivamente, 0,25% e 0,50% para as gomas e 0,75% e 1,00% para o amido. O estudo foi conduzido através de três planejamentos fatoriais, sendo o primeiro e o segundo um fatorial 22 , com o amido e goma xantana e o amido e goma guar como variáveis independentes, respectivamente. O terceiro planejamento foi utilizado um fatorial 23, tendo como variáveis independentes o amido e as gomas guar e xantana. Nos três experimentos, os parâmetros de respostas foram o volume especifico do bolo, gravidade específica da massa, qualidade do bolo, diferença de cor, dureza e fraturabilidade. Com os resultados dos experimentos...

Amido resistente : estudo da estrutura, ocorrencia e propriedades nutricionais em amido de milho e de banana

Maria Aparecida Vieira Teixeira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/1998 PT
Relevância na Pesquisa
37.382134%
No presente trabalho foi estudada a ocorrência de Amido Resistente (AR) em amido de milho e em amido de banana (naturalmente resistente) e investigado o efeito das variáveis: umidade de condicionamento, tempo e temperatura de armazenamento dos géis, na formação do AR em amido normal de milho; além das características físico-químicas do AR de milho e de banana, e sua estrutura fina. Paralelamente foi realizado um ensaio biológico visando verificar como os ARs medidos in vitro se comportariam diante da situação fisiológica oferecida pelo trato intestinal dos ratos. Após a determinação da composição química dos amidos, o amido de milho foi submetido a um processamento hidrotérmico, visando a sua retrogradarão. Posteriormente os amidos de milho e de banana foram caracterizados quanto às suas propriedades de pasta e analisados cristalográfica, microscópica e cromatograficamente, além de terem sido submetidos a um ensaio com ratos. A análise da composição centesimal sugere que o teor de AR (2,5% de AR em amido normal de milho e 49,61 % de AR em amido de banana) não se relaciona com a composição química do grânulo. Os grânulos do amido de banana demonstraram poliformismo, superfícies lisas, tamanhos entre 10 a 50 μl e padrão de difração de raio-x tipo B. Quando cromatografados em coluna de permeação em gel e submetidos à hidrólises com pululanase e/ou p-amilase foi observado o aparecimento de uma fração linear com DP 34 resistente à β-amilólise. Essa resistência poderia ser decorrente de alterações químicas ao longo da molécula ou de interações entre cadeias que impediriam a ação da enzima e que...

Determinação e caracterização de amido de cana-de-açucar e adequação de metodologia para determinação de alfa-amilase em açucar bruto; Determination and characterization on sugarcane starch and adequacy of the methodology for the residual a-amylase determination in raw sugar

Joelise de Alencar Figueira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.331553%
O presente trabalho visou à determinação da quantidade de amido em caldo de algumas variedades de cana-de-açúcar (RB86-7515, SO83-2847, RB72-454, SP80-3280 e RB85-5536) durante uma safra (período de Abril a Novembro de 2007), estudo de algumas características do amido de cana-de-açúcar e a adequação de metodologia para a determinação de atividade de a-amilase residual em açúcar bruto. A variedade de cana-de-açúcar RB86-7515 apresentou maior teor de amido durante toda safra entre as variedades analisadas. Não foi observado correlação entre o índice pluviométrico e as temperaturas da região e o teor de amido encontrado nas variedades de cana-de-açúcar. Na análise dos grânulos de amido por microscopia eletrônica de varredura (MEV) o amido de cana-de-açúcar apresentou forma esférica e diâmetro na faixa de 1-3 mm, tamanho muito inferior quando comparado ao amido de batata, mandioca e milho. Os amidos de cana-de-açúcar, milho, batata e amido solúvel complexados com iodo apresentaram maior absorção na faixa de 540 a 620 nm. O amido de cana-de-açúcar in natura mostrou maior susceptibilidade à enzima glicoamilase em relação aos amidos de milho ceroso, mandioca e batata. O amido de cana-de-açúcar mostrou susceptibilidade à enzima amilolítica desramificante pululanase que hidrolisa as ligações a-1...

Extração, caracterização e modificação quimica por oxidação de amido de pinhão (Araucaria angustifolia); Extraction, characterization and chemistry modification by oxidation of Brazilian pine (Araucaria angustifolia)

Leilane Costa de Conto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.341162%
O pinhão, semente da Araucaria angustifolia (Betortoloni, Otto Kuntze), possui alto teor de carboidratos, principalmente amido. A literatura escassa e contraditória, em alguns pontos, indica a necessidade de um conhecimento aprofundado sobre as características do amido de pinhão, principalmente voltado ao método de extração e à modificação química para a obtenção de características específicas para sua aplicação. O presente trabalho procurou: estudar a extração de amido de pinhão por três metodologias distintas (Wosiacki e Cereda, Bello-Pérez et al. E Teixeira et al .- modificada) com e sem estocagem prévia dos pinhões; estudar as propriedades químicas, físicas e reológicas do amido nativo de pinhão extraído de sementes armazenadas por longos períodos e estudar o efeito da temperatura de processo e da concentração de cloro ativo na modificação química por oxidação nas principais propriedades do amido de pinhão. Todos os dados obtidos foram avaliados estatisticamente por análise de variância e teste de médias de Tukey (p < 0,05). Das três metodologias de extração utilizadas para pinhões in natura com 0 e 12 meses de estocagem, o método proposto por Bello-Pérez et al. (2006) foi considerado o mais apropriado a ser utilizado na extração do amido devido ao maior rendimento observado após a constatação de que o tempo de estocagem influencia nas características de rendimento e coloração do amido de pinhão. O amido de pinhão obtido por este método apresentou 14...

Avaliação da eficiência da descontaminação de amido de mandioca com ozônio; Evaluation of the efficiency of the decontamination of cassava starch with ozone

Emanuele Oliveira Cerqueira Amorim
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.341162%
O ozonio e considerado um sanitizante seguro para uso em produtos alimenticios pela sua propriedade de auto-decomposicao em oxigenio, nao deixando residuos nos alimentos. O amido, por sua vez, e um produto de ampla aplicacao na industria de alimentos, especialmente pela sua propriedade de retencao de agua e capacidade de formar geis. Neste estudo, avaliou-se a eficiencia do ozonio como um metodo de descontaminacao do amido de mandioca e a influencia da umidade do produto na eficacia do tratamento. Alem disso, verificou-se o efeito do tratamento nas caracteristicas fisico-quimicas, sensoriais e nas propriedades de pasta do amido e, posteriormente, estudou-se o comportamento do produto tratado com ozonio, durante dois meses de estocagem. Em amido de mandioca com 18% de umidade, foram empregadas concentracoes de ozonio no ar de 40 e 113 ppm para avaliar a inativacao de E. coli, e uma concentracao de 118 ppm, para avaliacao da inativacao de esporos de B. subtilis. Os tempos de exposicao ao ozonio empregados foram de 30, 60, 90 e 120 minutos. O tratamento durante 120 minutos, nas duas concentracoes estudadas, promoveu uma reducao de aproximadamente 2 ciclos logaritmicos na populacao de E. coli inoculada no amido. Para os esporos de B. subtilis...

Extração de B-glucanas de cevada e produção de xarope de maltose a partir do amido residual

Limberger, Valéria Maria
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 136 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.341162%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos; A cevada ocupa a quarta posição em produção de cereais no mundo. Porém, tem sido pouco utilizada na indústria de alimentos, sendo destinada, em sua maioria, para alimentação animal e produção de malte cervejeiro. No entanto, a cevada possui alto teor de fibra alimentar e alta proporção de fibras solúveis, especialmente ?-glucanas. Estudos têm demonstrado que as ?-glucanas possuem efeitos fisiológicos benéficos à saúde. Além da importância nutricional, as ?-glucanas apresentam importante papel tecnológico em alimentos processados. Portanto, a extração e comercialização das ?-glucanas já é uma realidade no mercado internacional. Outro importante polissacarídeo da cevada é o amido; porém, esta origem tem sido pouco valorizada, sendo desprezado nos atuais processos de extração das ?-glucanas. Considerando as inúmeras possibilidades de aplicação do amido na indústria de alimentos, é possível sugerir que este resíduo possui grande potencial tecnológico. Os amidos podem ser modificados para atender a demanda da indústria, sendo uma das modificações a hidrólise enzimática para produção de xaropes com alto teor de maltose. Assim...

Efeito do tratamento por alta pressão na sorção de água pelo amido

Ferreira, José Manuel Ribeiro
Fonte: Universide de Aveiro Publicador: Universide de Aveiro
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
37.357524%
O objectivo deste trabalho, foi estudar o efeito de tratamentos de alta pressão na ligação da água ao amido e nas isotérmicas de adsorção e desorção de amido. O interesse deste tipo de estudos é verificar se o amido pressurizado se poderá comportar diferentemente de amido não pressurizado em relação à sorção de água, o que poderá ter implicações em alimentos que contenham amido e sejam pressurizados. O trabalho foi desenvolvido, processando suspensões de amido de milho comercial na presença de água a uma pressão de 300 MPa, para diferentes tempos de pressurização (5, 15, 30 e 60 minutos). Quantificou-se a água ligada ao amido e estudaram-se as isotérmicas de adsorção e de desorção para se entender se os tratamentos por alta pressão poderiam causar alterações nas interações do amido pressurizado com a água. Executaram-se ainda espectros FTIR de amido liofilizado sem processamento a alta pressão e de amido processado a 300 MPa com diferentes tempos de pressurização e fizeram-se ensaios a pressões de 350 MPa, 425 MPa, 500 MPa e a 600 MPa para observação em microscópio electrónico. Relativamente ao estudo da incorporação de água em amido, conclui-se que o aumento do tempo de pressurização influencia a quantidade de água ligada ao amido que não é centrifugável. Verificou-se um valor de 4...

Efeito da pressão e temperatura em suspensões de amido

Santos, Mauro Diogo Batista dos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.331553%
O objetivo do presente trabalho consistiu no estudo das propriedades viscoelásticas de suspensões de amido nativo e processado a alta pressão. Foi utilizado um sensor acústico de forma a analisar as propriedades das suspensões, sendo depois recolhidas informações complementares através de outras técnicas: calorimetria diferencial de varrimento, microscopia de luz polarizada e microscopia eletrónica de varrimento. Neste trabalho foram realizados estudos com amido de milho nativo e processado a alta pressão (500 MPa, 5 minutos, temperatura ambiente), tendo-se verificado que a suspensão do amido processado apresentava propriedades viscoelásticas muito diferentes do amido nativo. A temperatura a que se iniciou o aumento da viscosidade foi mais elevada para o amido processado a alta pressão, e as variações observadas para temperaturas superiores a 70 °C foram menores. Durante o arrefecimento foi detetada uma diminuição da viscosidade, correspondente a um aumento da organização molecular, com maior expressão no amido nativo mas que se dá no mesmo intervalo de temperatura, quer para este quer o processado a alta pressão. Foi também possível concluir que a velocidade de aquecimento da amostra de amido influencia as propriedades viscoelásticas da suspensão e as temperaturas a que ocorrem as variações de viscosidade relacionadas com o processo de gelatinização do amido. De assinalar também que no amido de milho se pode detetar pela variação da frequência do cristal piezoelétrico o rompimento dos grânulos e que apesar do estabelecimento de novas ligações e da reposição de alguma ordem molecular que se pode verificar durante o arrefecimento...

Isolamento e caracterização do amido de castanha

Cruz, Bruno Tiago Rodrigues
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.406826%
Dissertação de Mestrado em Biotecnologia e Qualidade Alimentar; Neste trabalho foi desenvolvido um método suave de isolamento do amido de castanha envolvendo o descasque da castanha, a despelagem, o corte e a liofilização dos frutos de forma a diminuir o seu conteúdo de água e aumentar a sua estabilidade em termos de transformações físico-químicas e bioquímicas. Após liofilização as castanhas foram moídas, embebidas na solução de extracção (solução aquosa contendo 25 mM de bissulfito de sódio) e maceradas durante 1h à temperatura ambiente. Após este período, a mistura foi homogeneizada num homogeneizador Waring durante 3 min à potência máxima. O amido foi purificado por sedimentação, sendo o sobrenadante separado do depósito de amido e a mucilagem castanha presente na superfície removida. Este procedimento foi repetido oito vezes até não se observar a formação da camada mucilaginosa na superfície. O rendimento da purificação foi dependente da variedade de castanha e variou entre 50 a 70%, tendo sido obtido com elevado grau de pureza dado o seu elevado teor de amido, 80 a 93%, baixo teor em proteína (0,4 a 0,6%) e baixo teor de amido danificado (11 a 30%). O amido isolado das quatro variedades de castanha apresentou uma cristalinidade do tipo B. O grau de cristalinidade é dependente da percentagem de humidade dos amidos...

Caracterização do grânulo de amido de bananas (Musa AAA-Nanicão e Musa AAB-Terra)

Freitas,M.C.J.; Tavares,D.de Q.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.341162%
O amido de bananas tem sido pesquisado na área de nutrição a partir da introdução do conceito de Amido Resistente. O amido de Musa AAA-Nanicão e Musa AAB-Terra foram caracterizados quanto as suas respostas fisiológicas [12]. Em continuidade, o presente trabalho estudou características físicas e morfológicas dos grânulos de amido de ambas as espécies de banana comparando-as com amido nativo de milho comercial. O amido de bananas foi extraído segundo CHIANG, CHU & CHU [3]. A morfologia dos grânulos foi realizada após tratamento enzimático in vitro a 37°C/24h com alfa-amilase pancreática. Foram efetuados os respectivos amilogramas e difractogramas de raios-X. Os grânulos de amido da Musa Tipo AAA-Nanicão apresentaram comprimento entre 30-40µm. Em Musa AAB-Terra, os grânulos, também ovais e alongados, eram um pouco menores, 20-30µm. A corrosão enzimática in vitro iniciava-se sobre a superfície anteriormente lisa e formavam estrias superficiais e apicais. A Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) mostrou que a hidrólise in vitro por 24 horas foi pequena e ocorria sobretudo nas camadas amorfas dos grânulos de ambas as espécies. O padrão de corrosão demonstrou-se distinto daquele ocorrido no amido de milho. As suspensões de amido de bananas ao viscosímetro demonstraram forte capacidade de hidratação e menor capacidade de retrogradação em relação ao milho...

Influência do pré-tratamento com ultra-som e da secagem nas propriedades químicas, físicas e funcionais do amido de banana verde

Izidoro, Dayane Rosalyn
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.357524%
Resumo: A produção brasileira de banana, confere ao país o lugar de quarto maior produtor mundial, sendo que elevadas perdas desde a colheita até a comercialização salientam a necessidade de se desenvolver tecnologias para melhor aplicação da fruta. A banana verde, possui elevado teor de amido com propriedades peculiares que podem ser de grande interesse industrial. Alterações na estrutura do amido visando estender a aplicabilidade, contribuíram para crescimento das técnicas de modificação. O presente trabalho teve como objetivo estudar a aplicação da técnica de ultra-som, visando modificar o amido de banana verde (Musa cavendish), previamente à secagem em estufa convencional e spray dryer, assim como avaliar as alterações das propriedades químicas, físicas e funcionais. O amido foi submetido ao pré-tratamento com ultra-som e a dois tipos de secagem. Suas propriedades foram comparadas ao controle (sem pré-tratamento e seco em estufa convencional). Foram realizadas análise de composição química, milose e amido resistente, testes de solubilidade, poder de inchamento e capacidade de absorção de água, cristalinidade, sinerése e claridade da pasta. Com relação à morfologia e tamanho, foi realizado análise de microscopia eletrônica de varredura...

Extração e caracterização do amido de lobeira (solanum lycocarpum); Extraction and characterization of the starch lobeira (solanum lycocarpum)

Pascoal, Aline Mendonça
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biologia (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Biologia (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/msword
POR
Relevância na Pesquisa
37.331553%
This study was conducted to evaluate the chemical, physical-chemical, biochemical and rheological properties of starch from Solanum lycocarpum. The pulp from Solanum lycocarpum fruits was used as raw material for extraction of starch, resulting in a yield of 51%. The starch granules were heterogeneous in size, presenting a conical appearance, very similar to those from high-amylose cassava starch. The elemental analysis (CHNS) revealed 64.33% carbon, 7.16% hydrogen and 0.80% nitrogen. FT-IR spectroscopy showed the peaks characteristic of polysaccharides and NMR analysis confirmed the presence of the α-anomer of D-glucose. The S. lycocarpum starch was characterized by high value of intrinsic viscosity (3515 mPa s) and estimated molecular weight around 645.69 kDa. Furthermore, this starch was classified as a C-type and high amylose content starch, presenting 34.66% of amylose and 38% crystallinity. Endothermic transition temperatures (To = 61.25°C; Tp = 64.5°C; Tc = 67.5°C), gelatinization temperature (∆T = 6.3°C) and enthalpy changes (∆H= 13.21 J g−1) were accessed by DCS analysis. The thermogravimetric analysis of S. lycocarpum starch showed a typical three-step weight loss pattern. Microscopy revealed significant changes in the granule morphology after thermal treatment. Samples treated at 50°C for 10 min lost 52% of their crystallinity...

Caracterização de suspensões e geis de amido de amaranto : efeito da adição de sacarose e NaCI nas propriedades reologicas e termicas.; Characterisation of gelatinised suspensions of amaranth starch : effect of the sucrose or NaCl addition in the rheological and thermal properties.

Luciana Brito Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.364546%
O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento reológico de suspensões de amido de amaranto para espécie Amaranthus Cruentus, variedade BRS Alegria, cultivada no Brasil pela Embrapa Cerrados, através de ensaios estacionários e oscilatórios, determinar as propriedades físico-químicas e térmicas de suspensões de amido de amaranto, bem como o efeito da adição de solutos como sacarose e NaCl no comportamento reológico e térmico de suspensões com diferentes concentrações de amido de amaranto. O isolamento do amido do grão foi realizado pela técnica de moagem úmida e posterior secagem por liofilização. O amido foi caracterizado pela determinação da sua composição química e propriedades como: poder de inchamento, solubilidade, além do tamanho, formato e constituição morfológica do grão de amido através de ensaios de microscopia de varredura eletrônica. O efeito da concentração de amido (5, 10 ou 15%), sacarose (2,5; 14 ou 25,5%) ou NaCl (1; 5,5 ou 10%) na gelatinização de suspensões de amido de amaranto foi estudado por calorimetria diferencial de varredura (em calorímetro da TA Instruments, modelo 2920, à taxa de 10°C/min) e ensaios de gelatinização em um reômetro de tensão controlada, (Carrimed...

Biocompósito hidrofóbico utilizando amido modificado e celulose

Clarindo, Artur de Souza
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 99 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.331553%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Florianópolis, 2014.; O amido é um biopolímero abundante na natureza, renovável e que vem encontrando aplicabilidades em diversos segmentos. A modificação química através da enxertia de radicais funcionais vem se mostrando como solução para as limitações de aplicabilidade que o amido natural possui. Neste trabalho a modificação química através da enxertia do Éter Alil Glicídilico (AGE Â Allyl Glycidil Ether) em meio alcalino foi estudada quanto ao efeito hidrofóbico proporcionado quando aplicado na formação de biocompósito juntamente com celulose. Para que se pudesse realizar tal modificação a 50 °C, amido solúvel foi utilizado, o alcalinizante usado foi o NaOH. Para obter um alto Grau de Substituição Molar (GS>2,0), o éter AGE foi utilizado em excesso molar de até três vezes a concentração de monômero formador do amido, o alfa-Dglicopirinose (AGU), com tempo máximo de reação de 12 h. Para a caracterização do produto obtido análises de FT-IR, TGA e RNM-1H foram realizadas, sendo determinada por esta última o grau de substituição, GS.O GS foi obtido através da relação entre as áreas dos picos do íons característicos presentes no éter e no amido. O maior valor de GS obtido foi 2...

AMIDO RESISTENTE: APLICAÇÕES E MÉTODOS DE PRODUÇÃO

POLESI, LUÍS FERNANDO; AMIDO; DIGESTIBILIDADE; AMIDO RESISTENTE; PROPRIEDADES FUNCIONAIS.
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/01/2012 POR
Relevância na Pesquisa
47.13963%
A presente revisão de literatura teve por objetivo fornecer subsídios para o melhor entendimento do conceito de amido resistente (AR), responsável por elevar o teor de fibra dietética nos alimentos, com reduzida modificação sensorial. Foram abordados a composição do grânulo de amido, sua digestibilidade, os tipos de AR e como podem ser afetados pelo processamento, a aplicação de AR em alimentos e métodos para sua produção. Conclui-se que há a necessidade de mais pesquisas no que se refere à aplicação prática de AR em alimentos com o intuito de melhorá-los nutricionalmente, aumentando o consumo de fibra alimentar da população brasileira.