Página 1 dos resultados de 364 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Estudo da corrosão do ferro em meio ácido clorídrico, na presença e na ausência de ião férrico

Queiroz, A.M.; Martins, J.P.
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
68.567603%
A dissolução anódica do ferro foi estudada em meio de ácido clorídrico (força iónica constante de 4,0 M) usando voltametria linear (velocidade de varrimento = 2mV/s), a 25ºC, na presença e na ausência de ião férrico. A dissolução do ferro é acelerada quer pelos iões H+ quer pelos iões Cl, na gama de concentrações estudada. O ião férrico inibe a dissolução do ferro entre 0,025M e 0,1 M e acelera o processo entre 0,1M e 0,5 M.

Estudo da corrosão do ferro em meio ácido clorídrico, na presença e ausência de ião férrico

Queiroz, A.M.
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
48.12165%
A maior parte dos estudos cinéticos de solubilização do ferro em meios ácidos clorídricos [1-7] foram realizados na ausência de oxigénio. Neste trabalho estudou-se a influência dos iões H+, Cl- e Fe3+ na corrosão de um ferro em meio arejado, utilizando a técnica LSV ("Linear Sweep Voltammetry". Os dados experimentais obtidos, corrente/potencial, permitem determinar as densidades de corrente de corrosão, assim como as ordens da reacção anódica relativamente aos referidos iões.

Effects of prone and supine position on oxygenation and inflammatory mediator in a hydrochloric acid-induced lung dysfunction in rats; Efeitos da posição prona e supina na oxigenação e mediador inflamatório na disfunção pulmonar induzida por ácido clorídrico em ratos

OLIVEIRA, Wagner Rogério Souza de; SILVA, Ivaldo da; SIMÕES, Ricardo Santos; FUCHS, Luiz Fernando Portugal; OLIVEIRA-FILHO, Ricardo Martins; OLIVEIRA-JÚNIOR, Itamar Souza de
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
48.12165%
PURPOSE: To compare the effectiveness of mechanical ventilation of supine versus prone position in hydrochloric acid (HCl)-induced lung dysfunction. METHODS: Twenty, adult, male, Wistar-EPM-1 rats were anesthetized and randomly grouped (n=5 animals per group) as follows: CS-MV (mechanical ventilation in supine position); CP-MV (mechanical ventilation in prone position); bilateral instillation of HCl and mechanical ventilation in supine position (HCl+S); and bilateral instillation of HCl and mechanical ventilation in prone position (HCl+P). All groups were ventilated for 180 minutes. The blood partial pressures of oxygen and carbon dioxide were measured in the time points 0 (zero; 10 minutes before lung injury for stabilization), and at the end of times acid injury, 60, 120 and 180 minutes of mechanical ventilation. At the end of experiment the animals were euthanized, and bronchoalveolar lavages (BALs) were taken to determine the contents of total proteins, inflammatory mediators, and lungs wet-to-dry ratios. RESULTS: In the HCl+P group the partial pressure of oxygen increased when compared with HCl+S (128.0±2.9 mmHg and 111.0±6.7 mmHg, respectively) within 60 minutes. TNF-α levels in BAL do not differ significantly in the HCl+P group (516.0±5.9 pg/mL)...

"Avaliação do espaço intercelular dilatado da mucosa esofágica antes e após infunsão de ácido clorídrico: marcador da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE)" ; Evaluation of the extended intercellular space of the esophagic mucous membrane before and after infusion of chloridric acid : marker of disease of gastroesophagic reflux

Matos, Ricardo Tedeschi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
68.84203%
O objetivo foi evidenciar a presença do espaço intercelular dilatado do epitélio esofágico após a infusão de ácido clorídrico (HCl) à 0,1N comparando com a infusão de soro fisiológico (SF) em pacientes sem sintomas típicos da DRGE com mucosa esofágica normal e compará-los com os de sintomas típicos e esofagite erosiva. Foram entrevistados e realizaram o exame de endoscopia digestiva alta 60 pacientes destes, 29 foram incluídos no estudo sendo 18 com esôfago normal (9 foram infundidos SF e 9 HCl) e 11 com esofagite erosiva (6 foram infundidos SF e 5 HCl) e foram realizados 4 biópsias da mucosa esofágica (2 antes e 2 depois das infusões). Não foi encontrado diferença estatisticamente significante no espaço intercelular da mucosa esofágica dos pacientes com e sem esofagite erosiva com ácido clorídrico ou soro fisiológico não sendo um marcador da DRGE ; The purpose was to prove the presence of extended intercellular space of the esophagic epithelium after chloridric acid infusion (HCI) to 0,1N comparing to the physiologic serum infusion (PS) in patients without typical symptoms of DGER with normal esophagic mucous membrane and compare them to ones with typical symptoms and erosive esophagitis. 60 patients were interviewed and took the high digestive endoscopy; 29 were included in the research...

Efeitos cardiovasculares das manobras de recrutamento alveolar durante lesão pulmonar aguda por ácido clorídrico: estudo experimental em suínos; Cardiovascular effects of alveolar recruitment maneuvers during acute lung injury by hydrochloric acid: experimental study in pigs

Marumo, Cristina Keiko
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
68.84203%
INTRODUÇÃO: Colapso alveolar é achado freqüente em lesão pulmonar aguda (LPA), levando ao aumento do shunt intrapulmonar e hipoxemia. Estratégias de tratamento atuais visam o recrutamento alveolar para melhora das trocas gasosas. Embora as manobras de recrutamento alveolar (MRA) sejam objetos de investigação nas últimas duas décadas, seu uso tem se tornado mais freqüente para o tratamento de pacientes com LPA. Volumes pulmonares e pressões pleurais elevados associados a MRA podem afetar a resistência vascular pulmonar e o trabalho cardíaco negativamente. Porém, o benefício da MRA na oxigenação, perante seus efeitos hemodinâmicos negativos, permanecem incertos devido à falta de informações dos efeitos cardiovasculares das MRAs. O objetivo deste estudo foi verificar, em modelo de LPA, os efeitos de um tipo de MRA- insuflação sustentada- associada a diferentes valores de PEEP no sistema cardiovascular durante um determinado período de observação. TIPO DE ESTUDO: estudo experimental prospectivo, controlado e randomizado. LOCAL: Laboratório de Anestesiologia Experimental- LIM 08. MATERIAL: Trinta e dois animais suínos. MÉTODO: Os animais anestesiados foram ventilados em modo volume-controlado e randomizados em quatro grupos (G1-PEEP; G2-PEEP-MRA; G3-LPA-PEEP; G4-LPA-PEEP-MRA) com oito animais cada. Os valores de PEEP foram progressivamente aumentados e diminuídos (5...

Influência do laser de CO2 associado ao fluoreto estanhoso no controle da erosão induzida por ácido clorídrico em esmalte de dentes decíduos-análise do desgaste e da permeabilidade; Influence of CO2 laser associated to stannous fluoride in the erosion control induced by hydrochloric acid on enamel of primary teeth wear and permeability analysis.

Rocha, Cristiane Tomaz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
49.229595%
Diante da importância e prevalência da erosão em crianças, devido principalmente ao refluxo gastroesofágico e da ausência de estudos na literatura sobre os efeitos do laser de CO2 no controle da erosão induzida por ácido clorídrico, o objetivo deste estudo foi determinar a influência in vitro de diferentes potências do laser de CO2 associado ao fluoreto estanhoso a 0,4% no controle da erosão induzida por ácido clorídrico em esmalte de dentes decíduos, por meio da análise do desgaste e da permeabilidade. Sessenta dentes decíduos foram utilizados para a obtenção de 120 fragmentos de esmalte (3x3 mm). Os fragmentos foram planificados, polidos e montados em blocos de resina acrílica. Duas fitas adesivas foram colocadas na superfície, deixando uma área de 3x1mm2 exposta. Para a formação das lesões de erosão, os espécimes foram submetidos a um desafio ácido de 4 ciclos por 2 minutos cada, com solução de ácido clorídrico a 0,01 M (pH 2). A análise do desgaste inicial foi calculada por perfilometria óptica e usada para selecionar 104 espécimes. Estes foram aleatoriamente divididos em 8 grupos, de acordo com a aplicação de flúor (presente- gel de fluoreto estanhoso a 0,4% e ausente-controle) e potência do laser de CO2 (sem irradiação-controle...

Efeito de bebidas no esmalte dental submetido a desafio erosivo com ácido clorídrico; Effect of beverages on dental enamel submitted to erosive challenge with hidrochloric acid

Amoras, Dinah Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
69.027935%
A erosão dental de origem endógena apresenta alta prevalência e o efeito da ingestão frequente de determinadas bebidas poderia intensificar ou atenuar a lesão no esmalte. A análise do potencial erosivo das bebidas é uma estratégia importante para prevenir seu efeito na estrutura dental. Neste contexto, este estudo avaliou através de um modelo in vitro o efeito de bebidas no esmalte dental previamente submetido a desafio erosivo com ácido clorídrico. O fator em estudo foi o tipo de bebida, em cinco níveis: refrigerante de limão de baixa caloria (Sprite Zero Coca-Cola® Brasil), leite Ultra Higt Temperature integral (Parmalat®), extrato de soja integral (Ades® Original), chá preto pronto para beber de baixa caloria sabor pêssego (Leão Ice Tea Zero Coca-Cola® Brasil) e água mineral natural (Prata®). 75 espécimes de esmalte bovino foram distribuídos entre os 5 tipos de bebida (n=15), de acordo com delineamento em blocos completos e casualizados. Para a formação das lesões de desgaste erosivo, os espécimes foram imersos por 2 minutos em 10 ml de solução aquosa de ácido clorídrico 0,01 M. Posteriormente foram lavados com água deionizada, imersos em saliva artificial a 37ºC por 2 horas. Foram feitas imersões em 20 ml das bebidas por 1 minuto...

Efeito de alimentos e bebidas no esmalte dental decíduo após desafio erosivo com ácido clorídrico; Effect of food and beverages in deciduous tooth enamel after erosive challenge with hydrochloric acid

Mesquita, Késsia Suênia Fidelis de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
68.84203%
O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito, in vitro, de alguns alimentos e bebidas industrializados oferecidos como lanche às crianças, sobre o esmalte dental decíduo, após simulação de desafio erosivo intrínseco em função do tempo de exposição. A coroa de cento e dois incisivos decíduos hígidos foram fixadas em bases acrílicas, expondo-se uma área de 2mm de diâmetro da superfície vestibular. Os espécimes foram submetidos a um desafio erosivo com ácido clorídrico e divididos aleatoriamente em 6 grupos (n=17): Leite Achocolatado Toddynho (Pepsico) - controle negativo, Petit Suisse Danoninho (Danone), Iogurte de Morango (Vigor), Papinha de Maçã (Nestlé), Leite Fermentado Yakult (Yakult) e Suco de Laranja Caseira com Gominhos (del Valle) - controle positivo. Os ciclos de imersão nos produtos teste foram realizados durante 28 dias, 2x/dia, intercalados com saliva artificial. Medidas de microdureza superficial do esmalte foram realizadas inicialmente (baseline), após imersão em ácido clorídrico e com 7, 14, 21 e 28 dias de experimento. A Análise de Variância (ANOVA) a dois critérios, seguida pela decomposição da soma dos quadrados e pelo teste de Tukey apresentou diferença significativa a interação entre Lanches e Tempo (p= 0.0000). O suco de laranja foi o produto que resultou em maior perda mineral do esmalte aos 28 dias. Nenhum dos lanches utilizados foi capaz de recuperar a microdureza do esmalte dental decíduo ao longo do tempo final de exposição (28 dias). A análise qualitativa por meio de Microscopia Eletrônica de Varredura foi realizada ao término dos 28 dias de exposição aos produtos...

Comparação da ação de princípios ativos incorporados a um enxaguatório bucal na prevenção/controle da erosão dental; Comparison of action of an oral rinse embedded with active principles to prevention/control of dental erosion

Oliveira, Tatiane Alexandre de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
48.567603%
O objetivo deste estudo foi comparar, in vitro, empregando diferentes métodos de análise, a ação de superfície de alguns enxaguatórios bucais experimentais para a prevenção/controle da erosão dental causada por ácido clorídrico incorporando-se diferentes princípios ativos. Um enxaguatório bucal experimental sem aditivos, um enxaguatório para erosão disponível comercialmente, Elmex Erosion® (AmF/NaF/SnCl2) (ELM), e um enxaguatórios acrescidos de 4 diferentes aditivos foram testados quanto a sua capacidade de proteção contra erosão em um modelo de erosão-remineralização, onde as variáveis resposta foram a alteração da micro e da nanodureza e as quantidades de cálcio e fosfato liberadas em solução, determinadas por espectrometria de emissão óptica. Os aditivos utilizados foram: Caseína (CAS 5 g/L), Hexametafosfato de sódio (HMP 0,2 g/L), Tetrafluoreto de titânio (TiF4 3,4g/L) e Fluoreto estanhoso (SnF2 8,7g/L). Espécimes de esmalte bovino foram incluídos em resina acrílica e polidos. Esses foram distribuídos nos grupos (n=8) e ciclados da seguinte forma: (1) Imersão em 20 ml de ácido clorídrico (HCl) a 0,01M pH = 2,4 por 10 s, (2) imersão em 20 ml de saliva artificial por 60 s, (3) imersão em 20 ml de solução teste por 30 s e (4) imersão em 20 ml de saliva artificial por 60 s. Este ciclo foi repetido por 3 vezes por um dia e as soluções utilizadas foram armazenadas para posterior avaliação. Para microdureza...

Avaliação da resposta inflamatória pulmonar de suínos submetidos a lesão pulmonar aguda induzida por ácido clorídrico e tratados com solução salina hipertônica; Lung inflammatory response in pigs submitted to acute pulmonary injury by hydrochloric acid and treated with hypertonic saline

Holms, Carla Augusto Thomaz de Aquino
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
68.567603%
INTRODUÇÃO: A lesão pulmonar aguda (LPA) decorrente de aspiração do conteúdo gástrico é freqüente em pacientes com nível de consciência comprometido e depressão dos reflexos de vias aéreas. A solução salina hipertônica (HS) a 7,5% apresenta resultados ainda controversos quanto ao seu potencial efeito protetor na resposta inflamatória pulmonar. OBJETIVOS: Este estudo teve como objetivo avaliar o potencial efeito antiinflamatório da solução salina hipertônica no modelo experimental de lesão pulmonar por aspiração de ácido clorídrico (HCl). MÉTODOS: Foram utilizados 32 suínos (n=32; 8/grupo) divididos aleatoriamente nos seguintes grupos: Sham, onde os animais foram somente anestesiados, ventilados e observados; HS, onde os animais receberam infusão de HS a 7,5% (4 ml/kg), sem LPA; ALI, onde os animais foram submetidos à LPA com HCl; ALI+HS, onde os animais foram submetidos à LPA com HCl e tratados com HS a 7,5% (4 ml/kg). Foram mensurados parâmetros hemodinâmicos e ventilatórios. Amostras de sangue foram coletadas para hemogasometria e análise dos níveis plasmáticos de TNF-?. Foram coletadas amostras do lavado broncoalveolar para mensuração das seguintes citocinas: IL-1, IL-6, IL-8, IL-10 e TNF-?...

Eletromanometria do esfíncter superior do esôfago antes e após perfusão esofágica com ácido clorídrico 0,1N: estudo experimental no cão

TAGLIARINI, José Vicente; Henry, Maria Aparecida Coelho de Arruda; BRETAN, Onivaldo
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia (IBEPEGE); Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD); Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva (SBMD); Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG); Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH); Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia (IBEPEGE); Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva (CBCD); Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva (SBMD); Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG); Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH); Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 189-193
POR
Relevância na Pesquisa
68.6698%
Racional — A resposta do esfíncter esofágico superior ao refluxo gastroesofágico é controvertida. A perfusão esofágica com ácido clorídrico é modelo de estudo da ação do ácido o componente mais agressivo do refluxo sobre o esfíncter. Objetivos - Estudar o efeito da acidificação esofágica sobre o esfíncter esofágico superior através da eletromanometria esofágica. - Material e Métodos - em 30 cães adultos de ambos os sexos foram registrados estudos eletromanométricos do esôfago. A técnica utilizada foi a de puxada intermitente da sonda e perfusão contínua dos cateteres com água destilada. Estes exames permitiram as medidas da amplitude da pressão (mm Hg) e do comprimento (cm) do esfíncter superior do esôfago em condições basais (momento 1). Após esta fase, os animais foram submetidos a perfusão esofágica e divididos em 3 grupos de 10, na dependência da solução utilizada na perfusão e do momento do estudo: Grupo 1: perfusão esofágica com água destilada e estudos eletromanométricos realizados aos 15 minutos (momento 2) e 30 minutos (momento 3) do término da perfusão; Grupo 2: perfusão esofágica com HCl 0,1 N e estudos eletromanométricos realizados 15 minutos após o término da perfusão (momento 2); Grupo 3: perfusão esofágica com HCl 0...

Pre-concentração e determinação em linha de arsenio inorganico em aguas usando espectrometria de absorção atomica com geração de hidreto

Gisele Gonçalves Bortoleto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
48.12165%
Um sistema de pré-concentração "on-line" de As inorgânico baseado na extração líquido-sólido foi estudado e otimizado. Para a determinação do analito, utilizando HG AAS, o arsênio é reduzido a As(III) com L-cisteína e retido numa mini coluna de vidro (0,3 x 3,5 cm) preenchida com 70 mg de material adsorvente (alumina ativada na forma ácida ou sílica gel modificada com óxido de zircônio). Após 2 minutos de pré-concentração, o analito é eluído com ácido clorídrico preenchendo uma alça de 150 mL enquanto a segunda alça do sistema de injeção em fluxo com zonas coalescentes é preenchida com NaBH4 1,0 % (m/v). A arsina gerada é transportada a um tubo de quartzo com o auxílio de um fluxo de N2. Nestas condições foram obtidos fatores de enriquecimento da ordem de 7 vezes, utilizando a alumina ácida, e de 20 vezes, utilizando a sílica modificada, considerando o aumento da sensibilidade da curva analítica após a etapa de pré-concentração. Os limites de detecção (3s) e de quantificação (10s) calculados foram 0,05 e 0,35 mg L de As, respectivamente, quando a sílica modificada foi empregada como material pré-concentrador e 0,15 e 1,0 mg L de As, respectivamente, quando se utilizou a alumina ácida. Os desvios padrões relativos calculados (n=10) foram sempre menores que 9% com uma frequência de amostragem de 28 determinações/hora. A eficiência da coluna não é afetada até 300 ciclos de pré-concentração. Materiais de referência certificados e experimentos de adição e recuperação do analito foram utilizados para avaliar a exatidão da metodologia proposta...

Hidrolise de bagaço de cana com acido cloridrico concentrado

Humberto Conrado Duarte
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/01/1990 PT
Relevância na Pesquisa
48.82684%
A concentração mínima de ácido clorídico, necessária para efetuar a hidrólise de bagaço de cana pré-hedrolisado a 50°C é 39,0%. O tempo apropriado de reação é de 20min, sendo fundamental a agitação. Cátions metálicos promovem esta reação e permitem a utilizaçãodo ácido clorídrico comercial (37,5%). Com 16 mmol LiCl g bph, em 20 min, a conversão é de 66,7% e 612 mg de açúcares redutores g bph são obtidas após pós-hidrólise. Cloreto de zinco é promotor mais suave; com 8 mmol ZnCl2 g bph, em 30 min, a conversão é de 65,5% e 650 mg de açúcares redutores g bph são obtidas após pós-hidrólise. Cloreto férrico é um promotor muito fraco para a hidrólise de celulose, porém, bom para a hidrólise de oligômeros. Os cloretos de alumínio, cálcio, estanho e sódio e os óxidos de ferro (III) e vanádio (V) não promovem a reação. Ultra-som também promove esta reação, apresentando maior eficiência com as frequências mais baixas. Os efeitos são mais pronunciados para as reações com HCl 38,0% , sendo a promoção máxima de 34,0% observada com irradiação à frequeência de 25 KHz. A combinação ultra-som e cloreto de lítio resulta em efeito acumulado de promoções, que permite a redução do cloreto de lítio de 16 para 4 mmol g bph com ácido clorídrico comercial e irradiação de 25 KHz. Irradiação de frequência mais altas requerem concentrações maiores de cloreto de lítio. Membranas de PTFE são efetivas na separação do ácido clorídico por pervaporação. A eficiência é fortemente dependente da concentração do ácido...

Modelo experimental de simulação de tabagismo e refluxos faringolaríngeo, gastro-esofágico e cancinogênese em ratos Wistar; Experimental model of smoking, gastroesophageal and pharyngolaryngeal reflux and carcinogenesis in Wistar rats

André Del Negro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
48.12165%
Tabagismo e etilismo são os dois fatores mais importantes na gênese do carcinoma espinocelular do trato aero-digestivo superior (TADS). Outros fatores de risco podem estar envolvidos, como o refluxo faringolaríngeo (RFL). O objetivo desta pesquisa foi testar modelos experimentais de simulação do refluxo faringolaríngeo e gastro-esofágico e modelo de exposição à fumaça do cigarro em câmara fechada utilizando ratos Wistar, avaliando a injúria tecidual causada nas mucosas faringolaríngea e esofágica dos animais. Na Fase I, foram empregados cinquenta ratos Wistar divididos em 5 grupos submetidos à simulação do RFL, exposição à fumaça do cigarro, simulação do refluxo gastro-esofágico e simulação combinada do RFL e exposição tabágica, durante 6 meses. Na Fase II, oitenta e dois ratos Wistar foram divididos em 7 grupos e submetidos à simulação do RFL com "aplicações bi e tri-semanais" de ácido clorídrico, pepsina e nitrato de sódio durante 6 meses. Ambas as fases possuíam grupo controle expostos à apenas água. Não se observou displasia ou neoplasia. Alterações inflamatórias em graus variados foram observadas, com infiltrado linfocitário e mastocitário, além de hiperplasia epitelial. Os modelos experimentais desenvolvidos mostraram-se eficientes...

Efeitos do tratamento ácido no inóculo sobre a produção e massa molar do ácido hialurônico; Effects of the acid stress in the inoculum on the production and molecular weight of hyaluronic acid

Marina Vieira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
48.650073%
O ácido hialurônico (AH) é um polissacarídeo composto de 2000-25000 unidades dissacarídicas de ácido glucurônico e N-acetilglicosamina formado por ligações ?-1,3 e ?-1,4 alternadamente. Devido suas propriedades físico-químicas como: poder lubrificante, ser hidrofílico e biocompatível, o AH tem sido amplamente aplicado na área médica. Muitos estudos comprovam que a produção de AH por processo fermentativo microbiano possibilita sua otimização por meio do conhecimento dos requerimentos nutricionais das células e controle das condições de cultivo como pH e temperatura. O pH ótimo de crescimento bacteriano e de produção do AH é 7,0, embora pHs fora da neutralidade (quando se é aplicado um tratamento ácido) induzam mudanças metabólicas com reflexos na produção de AH. Os efeitos do pH ainda são pouco reportados na literatura, principalmente quanto ao tratamento na região ácida. Neste trabalho, em sua primeira etapa, estudou-se os efeitos do tratamento do inóculo em pHs 4,5, 5,0 e 5,5 e com tempos de 15, 30 e 60 minutos. Foi utilizado um ácido orgânico (acético) e um inorgânico (clorídrico). As fermentações foram conduzidas sem aeração forçada, em frascos, com pH 7,0. A melhor produção do AH (0...

Ataque acido a argamassa de cimento comum e com escoria : um estudo cinetico e gravimetrico de degradação; Acid attack to mortar prepared with ordinary and slag-modified cements : a gravimetric and kinect degradation study

Jonathan Melo Bergamaschi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
48.15509%
Este trabalho descreve o comportamento degradativo de ataque ácido em argamassas preparadas com dois tipos de cimento com escória (compostos) e um sem escória (comum) analisado via gravimetria e pela velocidade de ataque. Os fatores como período de cura, concentração do ácido e tipo (ácido clorídrico, HCl, sulfúrico, H2SO4, e ácido acético, HAc) foram controlados. Nos ensaios de ataque ácido analisados por gravimetria, o ácido sulfúrico se comportou o mais agressivo em todos os tipos de cimento estudados. Porém em ensaios com corpos de prova de CP-III, nas primeiras semanas de imersão neste ácido, houve um aumento de massa. Após esse período a perda de massa foi intensa, devido o agravante do ataque por íons sulfatos. A velocidade de degradação da argamassa é influenciada fortemente pela natureza do ácido. O ácido orgânico é o consumido mais rapidamente. Contudo, para argamassa de cimento composto, a velocidade de consumo de ácido é menor em baixa concentração. HCl ataca mais rapidamente argamassa curada por 28 dias do que H2SO4 em concentração 0,010 mol L. O efeito do tempo de cura mostra diferença de velocidade ao ataque ácido entre HCl e H2SO4; com corpos de prova curados por 7 dias, HCl é mais rapidamente consumido...

Eletromanometria do esfíncter superior do esôfago antes e após perfusão esofágica com ácido clorídrico 0,1N: estudo experimental no cão

TAGLIARINI,José Vicente; HENRY,Maria Aparecida Coelho de Arruda; BRETAN,Onivaldo
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2001 PT
Relevância na Pesquisa
68.6698%
Racional — A resposta do esfíncter esofágico superior ao refluxo gastroesofágico é controvertida. A perfusão esofágica com ácido clorídrico é modelo de estudo da ação do ácido o componente mais agressivo do refluxo sobre o esfíncter. Objetivos - Estudar o efeito da acidificação esofágica sobre o esfíncter esofágico superior através da eletromanometria esofágica. - Material e Métodos - Em 30 cães adultos de ambos os sexos foram registrados estudos eletromanométricos do esôfago. A técnica utilizada foi a de puxada intermitente da sonda e perfusão contínua dos cateteres com água destilada. Estes exames permitiram as medidas da amplitude da pressão (mm Hg) e do comprimento (cm) do esfíncter superior do esôfago em condições basais (momento 1). Após esta fase, os animais foram submetidos a perfusão esofágica e divididos em 3 grupos de 10, na dependência da solução utilizada na perfusão e do momento do estudo: Grupo 1: perfusão esofágica com água destilada e estudos eletromanométricos realizados aos 15 minutos (momento 2) e 30 minutos (momento 3) do término da perfusão; Grupo 2: perfusão esofágica com HCl 0,1 N e estudos eletromanométricos realizados 15 minutos após o término da perfusão (momento 2); Grupo 3: perfusão esofágica com HCl 0...

Segunda constante de ionização do ácido fosfórico

Pessoa, Carla Maria Simões de Jesus
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
48.50916%
Neste trabalho estudou-se a variação da segunda constante de ionização do ácido fosfórico com a força iónica num meio de cloreto de potássio. Numa primeira fase (fase experimental) efectuaram-se titulações de dihidrogenofosfato de potássio com hidróxido de potássio e hidrogenofosfato de potássio com ácido clorídrico com diferentes forças iónicas entre 0,1 e 3,0 M, à temperatura de 25 ºC. Numa segunda fase efectuou-se o tratamento de dados com o programa SUPERQUAD. Este tratamento baseou-se em introdução de dados, construção do modelo para as espécies envolvidas em solução, tendo em conta as condições em que as titulações anteriores foram feitas. O resultado do programa SUPERQUAD é o cálculo da segunda constante de ionização (pK2), bem como os erros associados. Numa terceira fase realizou-se o tratamento de resultados com os quais podemos concluir que a segunda constante de ionização do ácido fosfórico em meio de cloreto de potássio à temperatura de 25 ºC, diminui com o aumento da força iónica. Para uma força iónica de zero, temos o pK2 termodinâmico: 7,198. Neste trabalho, para uma força iónica de 3,0 o pK2 estequiométrico experimental obtido 6,087. Estudou-se também a variação do pK estequiométrico calculado...

Quantitative analysis of dental enamel removal during a microabrasion technique; Análise quantitativa da remoção de esmalte dental durante a técnica de microabrasão

Ramalho, Karen Muller; Aranha, Ana Ceclilia Correa; Eduardo, Carlos de Paula; Rocha, Rodney Garcia; Bello-Silva, Marina Stella; Lampert, Friedrich; Esteves-Oliveira, Marcella
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Peer reviewed; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 08/09/2014 ENG
Relevância na Pesquisa
49.027935%
Objective: To quantify, by means of profi lometry, the removal of dental enamel during the use of a microabrasion technique involving the use of hydrochloric acid and manual abrasion with a plastic spatula. Method: Thirty six specimens obtained from human third molars were polished to obtain fl at surfaces and divided into 3 groups (n = 12) according to the different treatments received: A placebo treatment with deionized water as a negative control (CG); microabrasion with 6.6% hydrochloric acid, OpalustreTM (G1); and microabrasion with 6% hydrochloric acid, Whiteness RMTM (G2). The microabrasion was performed in a standardized manner by submitting the specimens to 4 cycles of 10 seconds each and manual abrasion using a plastic spatula (200 g load). The loss of enamel surface was measured after each cycle of treatment by contact profi lometry. Results: Enamel loss was already observed after the fi rst 10 seconds of abrasion with hydrochloric acid in both treated groups (G1 and G2). After 4 abrasions of 10 seconds each, the average fi nal enamel losses in the treated groups were 46.04 μm (G1) and 54.65 μm (G2). In the G1 and G2 groups, a signifi cant increase in enamel wear was detected in each cycle in comparison to the control group (p ≤ 0.05). A signifi cant difference in enamel loss between G1 and G2 was found after 30 and 40 seconds of microabrasion. Relevance: The results of this study provide objective data for safely performing the microabrasion technique on dental enamel using hydrochloric acid and manual abrasion using a plastic spatula.; Objetivo: Quantificar...

Hydrochloric Acid; Ácido Clorídrico (CAS No. 7647-01-0)

Nathalia M. C. Tolentino; Universidade Federal Fluminense; Luana S. M. Forezi; Universidade Federal Fluminense
Fonte: Revista Virtual de Química Publicador: Revista Virtual de Química
Tipo: ; Formato: binary/octet-stream
Publicado em 27/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
68.84203%
This article presents a review of different methods of industrial synthesis of hydrochloric acid, such as: direct synthesis; chlorination of organic compounds; Mannheim process and Hargreaves reactions. Data on physico-chemical properties, toxicity and the main applications of hydrochloric acid are also presented.  DOI: 10.5935/1984-6835.20140072; Este artigo apresenta uma revisão dos diferentes métodos de síntese industrial do ácido clorídrico, tais como: síntese direta; cloração de compostos orgânicos; processo Mannheim e reações Hargreaves. Também são apresentados dados sobre propriedades físico-químicas, toxicidade e as principais aplicações do ácido clorídrico.  DOI: 10.5935/1984-6835.20140072