Página 3 dos resultados de 10572 itens digitais encontrados em 0.083 segundos
Resultados filtrados por Publicador: Universidade Federal do Paraná

Uma análise crítica da depressão dentro do âmbito do trabalho e de suas consequências jurídicas

Santos, Luiza Beghetto Penteado dos
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
75.73%
Resumo: O estudo da depressão dentro do âmbito do trabalho ao resumir-se apenas à questões biológicas mascara a realidade opressora que predomina dentro do mundo do trabalho. No entanto, vinculá-la apenas à fatores relacionados às condições do ambiente laboral limita a compreensão da depressão à questões particulares e específicas. O presente trabalho busca fazer uma análise crítica de como a depressão tem sido encarada no âmbito do trabalho e de suas consequências jurídicas. Compreender que o processo saúde-doença é determinado socialmente é essencial para entender a relação entre a depressão e o trabalho. O conceito de doença no mundo moderno sempre esteve vinculado à capacidade ou não de trabalhar, portanto, não necessariamente o patológico é de fato uma anormalidade, até porque o conceito de normal também é determinado de acordo com aspectos sócio-históricos. Verifica-se, portanto, que os altos índices de depressão na sociedade contemporânea corresponde ao período de desenvolvimento do toyotismo, modelo de organização produtiva marcado pela flexibilidade da produção, intensos ritmos de trabalho, exigência de trabalhadores multiqualificados, em que se mantém a lógica da máxima produtividade. O amplo conceito de depressão tem sido um bom mecanismo para exclusão ou afastamento do mercado de trabalho de trabalhadores que demonstrem indícios de fadiga...

O assédio moral organizacional à luz da psicodinâmica do trabalho

Spack, Rodolfo Rigon
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
75.69%
Resumo: Através dessa monografia pretendemos discutir a questão do assédio moral organizacional como prática sistemática da organização do trabalho, violência que decorre do poder diretivo do empregador, expresso na forma jurídica do jus variandi. Mostramos como o abuso desse poder deverá ser limitado pelos direitos fundamentais, especialmente pela dignidade da pessoa humana. Para tanto, traçamos um histórico da violência moral no ambiente de trabalho, e de seu combate através das reinvindicações trabalhistas. Na sequência, a partir da ótica da psicodinâmica do trabalho, objetivamos compreender como as empresas exploram o sofrimento do trabalhador como meio de atingir seus interesses, especialmente o de aumento da produtividade, bem como buscamos apresentar o conceito de assédio moral organizacional utilizado pela doutrina e suas diferenças com o assédio moral interpessoal. Por fim, através da casuística jurídica, discutimos duas possibilidades de posicionamentos em relação aos casos de assédio moral organizacional

Estimações de elasticidade-substituição do trabalho segundo faixas etárias

Bragança, Raissa Carvalho
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 79f. : il., tabs., grafs., algumas color.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
75.73%
Orientador : Prof. Dr. Alexandre Alves Porsse; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Ecônomico. Defesa : 31/03/2015; Inclui referências; Resumo: O Brasil apresentou nas últimas décadas profundas transformações demográficas resultando em mudanças na sua estrutura etária, devido às reduções de suas taxas de mortalidade e de fecundidade. Ao longo desse processo, chamado de transição demográfica, pode-se observar tanto um crescimento populacional em um primeiro momento, como posteriormente um envelhecimento populacional, modificando a estrutura etária do país. A esse respeito, uma vasta literatura de demografia pauta as mudanças às quais a transição demográfica poderá trazer, já que o processo de envelhecimento atinge diversas áreas da economia e afeta diretamente o mercado de trabalho. Com uma população economicamente ativa cada vez mais madura e com menos jovens no estágio avançado da transição demográfica, torna-se necessário estudar estratégias para o aumento da produtividade e absorção da mão de obra mais idosa. Tendo este processo em mente, o objetivo deste trabalho foi estimar as elasticidades-substituição do trabalho segundo quatro faixas etárias segregadas por três níveis de qualificação (baixo...