Página 14 dos resultados de 3028 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Produção e obtenção de ciclodextrinas produzidas por CGTases bacterianas

Sanches, Raisa Déli de Oliveira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 48 f. : il. color., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.55107%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Engenharia e Ciência de Alimentos - IBILCE; The cyclomaltodextrin glucanotransferase ( EC 2.4.1.19 ) is an enzyme able to form cyclodextrin from starch . Cyclodextrins are cyclic oligosaccharides , which are the main types α - , β - and γ - CD which have 6, 7 and 8 glucose units connected by α - 1, 4 bonds. Two bacterial alkalophilic Bacillus sp subgroup alcalophilus E16 and Paenibacillus campinasensis H69 -3 was studied due to their good CGTase production, both of which were isolated from soil samples. The enzymatic activity was studied using the methods already pre-determined in previous studies, as dextrinizante, CD-phenolphthalein and protein determination. To achieve the purification and ultrafiltration processes were used for purification gel filtration resin Sephadex G-75. From these processes significant results were obtained for the purified extract produced by Bacillus sp subgroup alcalophilus E16 gave a purification factor of 35.4 times, a yield of 34.1% and a specific activity of 13.10 U / mg , while the purified extract of Paenibacillus campinasensis H69-3 resulted in a purification factor of 94.5 times , a yield of 33.2 % and specific activity of 23.64 U / mg . Tests were made for the production of cyclodextrins using concentrated crude extract by ultrafiltration CGTase produced by Paenibacillus campinasensis H69 3...

PURIFICATION AND CHARACTERIZATION OF SOY COTYLEDON -GLUCOSIDASE

Santos, R. F.; Oliveira, C. F.; Varea, G. S.; Orradi Da Silva, M. L. C.; Ida, E. I.; Mandarino, J. M. G.; Carrao-Panizzi, M. C.; Ribeiro, M. L. L.
Fonte: Wiley-Blackwell Publicador: Wiley-Blackwell
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 302-312
ENG
Relevância na Pesquisa
16.55107%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Glucosidase F42 of soy cotyledons was purified by ammonium sulfate fractionation, ion-exchange chromatography (CM-Sephadex-C-50, Sigma, St. Louis, MO) and gel filtration (Sephadex G-100, Sigma). The enzyme was purified 111.8-fold relative to its concentration in the crude extract. It had an apparent molecular mass of 53kDa in gel filtration experiments and produced a 33-kDa band in sodium dodecyl sulfate-polyacrylamide gel electrophoresis, suggesting that it is dimeric. The purified -glucosidase F42 was characterized as a glycoprotein after the identification of fucose, galactosamine and glucosamine by high-pressure anion-exchange chromatography-pulsed amperometric detector. Its highest activity was observed at pH5.0 and 45C, and it was stable for up to 4 days at 25C. The Km of the enzyme was 0.12mM p-nitrophenyl--d-glucopyranoside. -Glucosidase F42 showed specificity for different substrates, and its activity was inhibited by 1mM HgCl2, 10mM glucono--lactone or 150mM glucose and increased by 10mM MnCl2. PRACTICAL APPLICATIONS -Glucosidase is an enzyme that hydrolyzes -glucosidic bonds to liberate glucose and hydrolyzes isoflavones to release aglycones. Soy aglycones have been broadly investigated because of their biological activity in the prevention and treatment of some chronic diseases. Soy -glucosidase can be used in the food industry to alter soy isoflavones for the production of functional foods that are rich in aglycone isoflavones. Therefore...

Purificação e caracterização da - galactosidade de soja (glycine max, L.) e defeijão (phaseolus vulgaris, L.); Purification and characterization of - galactose soybean (Glycine max, L.) and defeijão (Phaseolus vulgaris, L.)

Vera Lucia Signoreli Baldini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/10/1985 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
As propriedades das b-galactosidases da soja e do feijão, purificadas por fracionamento com sulfato de amônio, cromatografia em DEAE-celulose e filtração molecular em Sephadex G-100 foram examinadas.A filtração em Sephadex G-100 produziu duas frações, designadas I e II, com diferentes pesos moleculares. As formas I e II de cada amostra mostraram diferenças em seus valores de pH e temperatura ótima, energia de ativação, Km e Vmax com PNPG, melibiose ou rafinose como substratos. Não se observaram diferenças em suas estabilidades ao calor e à variação de pH.As enzimas apresentaram atividade máxima entre pH 5,0 e 6,0 e foram estáveis na faixa ao redor do pH ótimo; os valores de temperatura ótima ficaram entre 45 e 55ºC e as atividades enzímicas perma-neceram estáveis até 50ºC e todas elas mostraram maior especificidade para o PNPG. Íons metálicos como Ag+ e Hg+2 causaram completa perda de atividade; entretanto, as enzimas não foram sensíveis aos reagentes sul-fidrílicos, sugerindo não haver necessidade de grupos - SH para a atividade catalítica. As enzimas foram inibidas competitivamente por glicose, mais intensamente por galactose e não competitivamente por frutose. As duas formas enzímicas do feijão foram inibidas por al--tas concentrações de PNPG; B-Galactosidases from soybean (Glycine max) and feijão (Phaseolus vulgaris) seeds were purified by ammonium sulfate fractionation...

Isolamento e caracterização de uma lectina de sementes de Annona coriacea e seu efeito sobre os insetos Callosobruchus maculatus e Anagasta kuehniella

Mirela Batista Coelho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2002 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
As lectinas são (glico) proteínas de origem não imune que interagem especifica e reversivelmente com carboidratos. O atual interesse em lectinas deve-se a sua utilidade como ferramenta em pesquisas biológica e médica, assim como o seu envolvimento na defesa de plantas contra fungos e insetos. Neste trabalho, uma lectina foi purificada de sementes de Annona coriacea (Annonaceae), conhecida comumente por Marolo, usando gel filtração em coluna Sephadex G-75 e em coluna de fase reversa C18 _-Bondapack. Em SDS-PAGE, ACLEC (A. f.oriacea lectin) migrou como duas bandas com massa molecular aparente de 21,6 e 16,0 kDa em condições não reduzidas, e 16,0 e 11,4 kDa em presença de ditiotreitol 1 M. Portanto, a subunidade de 21,6 kDa formada por duas cadeias de 11,0 kDa ligadas covalentemente. A massa molecular relativa de 12 kDa foi estimada por gel de filtração em coluna Superdex 75, indicando que ACLEC comporta-se como um heterodimero. ACLEC aglutinou eritrócito humano (do tipo A, B, AB e O), eritrócitos de bovino, camundongo,carneiro, coelho, caprino, galinha e de rato. A lectina apresentou especificidade a D-manose e D-glicose. Por ensaios fisico-químicos constatamos que ACLEC não foi inibida por ampla faixa de pH, ou afetada por íons divalentes...

Purificação e caracterização da arilsulfatase A de parotida bovina

Ana Claudia de Melo Stevanato Nakamune
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/07/2002 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A arilsulfatase A de parótida bovina foi purificada 6.614 vezes, até homogeneidade, através de fracionamento com sulfato de amônio, precipitação ácida, precipitação cetônica, cromatografia de troca iônica (DEAE-Sephadex A50) e cromatografia de exclusão molecular (Sephacryl S-200). O rendimento obtido foi de 35,1% e a atividade específica foi de 79,4 UElmg. A pureza da enzima foi comprovada através de eletroforese em condição nativa (PAGE) e desnaturante (SDS-PAGE), e cromatografia de exclusão molecular (Sephacryl S-200). Como determinado através de filtração em gel e SDS-PAGE, a enzima apresentou uma Mr de 135,0 e 60,5 kDa, respectivamente. Os estudos cinéticos demonstraram que a temperatura ótima para a enzima é de 40°C e que a 70°C e 20°C, existia atividade enzimática residual de 28,5% e 44,0 %, respectivamente. Quanto ao pH ótimo, foi observado um platô entre o pH 4,5 e o pH 5,5. A KM obtida para o p-NCS foi de 1,1 mmol L-1, a VMax 241,6 IJmol min-1, a constante catalítica 806,0 S-1 e a energia de ativação 13,583 kcal rroI-1. A enzima foi fortemente inibida por prata (Ki 0,4x10-6 moi L-1) e fosfato (Ki 2,95x10-6 moi L-1), mas insensível ao bário, chumbo, cl o reto , nitrato e sulfato; Arylsulfatase A from bovine parotid was purified 6...

Caracterização cinetica da fosfotirosina proteina fosfatase de baixa massa molecular relativa do rim de carneiro. Estudo de inibidores

Thelma Lopes da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/07/1999 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A proteína tirosina fosfatase de baixa massa molecular relativa (20 kDa) do rim de carneiro foi purificada 1.291 vezes até a homogeneidade, com rendimento de 4%, através de um procedimento envolvendo fracionamento com sulfato de amônio, cromatografia de troca-iônica em SP-Sephadex com eluição por íon afinidade e cromatografia de exclusão molecular (Sephacryl S-200). A enzima 1 ?1 purificada apresentou uma A.E. de 99,4 µmol min mg . O estudo do efeito do pH na atividade enzimática revelou uma faixa de pH ótimo de 4,0 a 5,5. A enzima apresentou uma atividade máxima a 57°C. A atividade da enzima foi pouco sensível a diversos compostos, reagentes redutores de tióis e íons metálicos, exceto pela inibição por Zn2+, CU2+, Hg2+ e Ag+ e, pela ativação por guanosina. A energia de ativação para a hidrólise do pNPP, determinada pelo gráfico de Arrhenius, foi de 54,5 kJ mol-1 K-1. Dos substratos testados, o pNPP, o B-Naftil-P, a FMN e a Tyr-P foram os únicos hidrolisados significativamente com Km de 0,08 mmol L-1; 0,37 mmol L-1; 10,9 mmol L-1 e 0,51 mmol L-1, respectivamente. A análise dos parâmetros cinéticos na presença de BSA 1 mg mL-1 (no meio de diluição ou no meio de reação) para os substratos pNPP e B Naftil-P...

Purificação e caracterização da fosfotirosina proteina fosfatase de baixa massa molecular relativa do figado de carneiro

Marilia Afonso Rabelo Buzalaf
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/11/1999 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A PTP de BMr do fígado de carneiro foi purificada 1350 vezes até a homogeneidade, com rendimento de 2,6%, através de um procedimento envolvendo fracionamento com sulfato de amônio, diálise, cromatografia de troca iônica em SP-Sephadex com eluição por íon afinidade e cromatografia de exclusão molecular. Os critérios de pureza utilizados foram a AE, P AGE, SDSPAGE e filtração em gel (Superdex HR 200). A enzima purificada (AE de 81,18 ?mol min-1 mg-1) é composta por uma cadeia polipeptídica simples e possui Mr de 17,4 e 18,3 kDa, como determinado através de filtração em gel e SDS-PAGE, respectivamente. O estudo do efeito do pH na atividade enzimática revelou que o pH ótimo é em tomo de 5,5. A enzima apresentou uma atividade máxima a 50°C. A energia de ativação para a hidrólise do pNPP, determinada pelo gráfico de Arrhenius, foi de 49,674 kJ mol-1. A adição de BSA (0,1 a 0,75 mg/mL) ao meio de reação enzimática promoveu um incremento de até 40% na atividade enzimática, sendo que concentrações maiores tiveram pouco efeito. Já a adição de BSA ao meio de diluição enzimática elevou a velocidade em até 350%, tendo provocado um ligeiro aumento na Km, praticamente sem interferir com a Ea. A atividade da enzima foi pouco sensível a diversos compostos e íons metálicos...

Purificação e caracterização da fosfatase acida de rim bovino

Jose Mauro Granjeiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2004 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A fosfatase ácida de BPM do rim bovino foi purificada 1.640 vezes até a homogeneidade, com rendimento de 7%, através de um procedimento envolvendo fracionamento com sulfato de amônio, tratamento ácido e cromatografia de trocaiônica em SP-Sephadex com eluição por íon-afinidade. Os critérios de pureza utilizados foram a A.E., PAGE, SDS-PAGE, filtração em gel (Superdex HR 70) e análise da composição de aminoácidos. A enzima purificada (A.E. de 100 µmol min-1 mg-1) é composta por uma cadeia polipeptídica simples e possui Mr de 13,6 e 17,8 kDa, como determinado através da filtração em gel e SDS-PAGE, respectivamente. A composição parcial de aminoácidos (Cys e Trp não foram determinados) foi obtida após a hidrólise ácida da proteína purificada seguida da análise dos resíduos de aminoácidos e evidenciou a existência de, pelo menos, 152 resíduos de aminoácidos. O estudo do efeito do pH na atividade enzimática revelou uma faixa de pH ótimo de 4,5 a 5,5. A enzima apresentou uma atividade máxima a 60°C e, nesta temperatura, maior estabilidade no pH 5,5. A atividade da enzima foi relativamente pouco sensível a diversos compostos, reagentes redutores de tióis e íons metálicos, exceto pela inibição por Zn2+ e Cu2+ e pela ativação por guanosina. O estudo de inibidores demonstrou insensibilidade ao tartarato e fluoreto e inibição por vanadato (Ki...

Propriedades funcionais e conformacionais de hemoglobinas de Pipa pipae

Helio Frota Vieira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em //1980 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A caracterização de três dos quatro componentes das hemoglobinas de Pipa pipae obtidos pela cromatografia em DEAE-sephadex mostrou que os três componentes bem como o hemolisado de eritrócitos apresentam uma afinidade pelo oxigênio na ordem de 4 mm de Hg quando em tampão bis-tris lactato 0,05M pH 7.0. A afinidade dessas moléculas pelo ligante CO apresenta uma afinidade 50 vezes maior que a apresentada pelo oxigênio e o efeito Bohr estudado nos equilíbrios com CO mostra-se praticamente nulo nas hemoglobinas isentas de cofatores e um aumento desse efeito para ? 0,3 é encontrado quandona presença de ATP ?10 POT. ?3?M, sugerindo a existência de sítios de fosfato nos três componentes estudados. A cinética de desnaturação por benzoato de sódio 1M e uréia 7M mostra existir uma grande resistência da molécula quando isenta de cofatores e existir sensibilidade quando em presença do efetor alostérico. Com o agente desnaturante SDS a 1%, tanto a forma oxi como a forma deoxi se comportam de maneira semelhante à deoxihemoglobina humana, que sofre desnaturação de 20% das moléculas com esse tratamento, ao contrário da oxihemoglobina humana, que desnatura cerca de 80% das moléculas. Suspeitando ser as hemoglobinas de Pipa pipae estabilizadas na forma T (do modelo MWC) mesmo após a saturação...

Identificação e caracterizaçã0 de frações alergenicas de baixo peso molecular do acaro Aleuroglyphus ovatus

Terezinha Celia de Almeida e Silva Zollner
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/09/1998 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
Aleuroglyphus ovatus (Ao), ácaro considerado de estocagem, vem adquirindo importância quanto a sensibilização alérgica a pacientes atópicos. Em vista disso, estudos enfocando a caracterização alergênica de seus constituintes têm motivado sua investigação objetivando os principais antígenos envolvidos na imunopatogenia das doenças alérgicas. Submetemos o Extrato total do (Ao a diferentes condições e soluções extratoras (PBS, carbonato ácido de amônia e coca). A solução de carbonato ácido de amônia apresentou capacidade extratora relativamente maior que as outras soluções. Analisando os tempos de extração de cada solução, este não mostraram diferenças. Da mesma forma, o perfil eletroforético não mostrou diferenças qualitativas entre os vários produtos extraídos. O uso de inibidores de prótese permitiu um melhor perfil cromatográfico dos extratos obtidos co PBS e carbonato, mas não houve diferença de perfil quando a substancia extratora utilizada foi a coca. Após diálise por 24 horas, obtinha-se um perfil de eluição protéico bem definido, ao contrario da diálise por 48 horas, na qual não foi observado perfil de eluição. Quando os extratos foram submetidos a filtração em Gel Sephadex G-75...

Purificação parcial e identificação de antigenos dos acaros Blomia tropicalis e Aleuroglyphus ovatus

Antonio Jose de Pinho Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em //1994 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A importância dos ácaros da poeira doméstica, pricipalmente do família Pyroglyphidae, como um dos fatores responsáveis pela sensibilização e desencadeamento de crises em pacientes atópicos, está estabelecida na literatura médica international. O objetivo de nosso estudo foi identificar e caracterizar antígenos solúveis dos ácaros Blomia tropicalis (Bt) , família Glyciphagidae, e Aleuroglyphus ovatus (Ao), família Acarinae, cuja importância epidemiológica em nosso meio tem sido demonstrada. Através de filtração em gel de SEPHADEX G-I00 com extratos totais de Ao e Bt obtivemos três "pools" de frações: AI ( Peso Molecular > 100 kD), A2 (faixa de P.M. de 9 a 80 kD) e A3 (pic < de P.M. de 3,6 kD) para o Aleuroglyphus; Bl (P.M. com pico intermediário em 63 kD), B2 (faixa de P.M. de 8 a 30 kD) e B3 (P.M. com pico em 3,4 kD) para a Blomia. Na avaliação de pacientes atópicos, através de teste epicutâneos com as frações obtidas, de Aleuroglyphus : AI e A2 foram reativos em 74% dos pacientes testados. Para o Blomia, a fração mais reativa foi a B2 (70 % dos pacientes). As frações A3 e B3, de P.M. baixo, foram responsáveis por reações positivas em 22% dos pacientes. A presença de IgE específica, para cada um dos ácaros estudados...

Estudos comparativos de efeito Bohr em hemoglobinas de Osteoglossum bicirrhossum e Pterygoplicthys pardalis

Maria Isabel Galdames Portus
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1977 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
Alguns aspectos comparativos entre hemoglobinas de duas espécies de peixes do rio Amazonas foram analisados com a finali¬dade de estabelecer as bases moleculares de suas propriedades funcionais, bem como as interações entre estas proteínas com outras moléculas e íons. As espécies estudadas possuíam diferentes características fisiológicas de respiração, atividade metabólica e meio ecológico. A hemoglobina de Osteoglossum bicirrhossum por eletroforese em poliacrilamida apresentou-se como um componente único com pronunciado efeito Bohr e efeito Root. Os valores de "n" na equação de Hill, mostraram variações apreciáveis com o pH, tanto na presença como na ausência de ATP 10-3M, com a menor afinidade a pH 7,4. As hemoglobinas de Pterygoplicthys pardalis no hemolisado total não apresentaram efeito Bohr, contudo os quatro componentes separados mostraram propriedades funcionais diferentes. O primeiro HbI, isolado por coluna DEAE-SEPHADEX mostrou pequeno efeito Bohr reverso e uma acentuada influencia de ATP 10-3M em pH baixo sobre este efeito tornando-o normal, enquanto que os três outros componentes apresentaram efeito Bohr normal e nenhuma influencia de ATP sobre ele. Dos achados foi possível estabelecer que o Osteoglossum bicirrhossum...

Purificação e atividade biologica da crotoxina e de suas sub-unidades crotapotina e fosfolipase A2 sobre agregação de plaquetas humanas

Elen Cristina Teizem Landucci
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/11/1992 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A crotoxina, o componente mais tóxico isolado do veneno de Crotalus durissus terrificus, é um complexo proteico reversível composto por um peptídeo ácido, não tóxico e sem ativadade enzimática (crotapotina) e um componente básico, responsável pela toxicidade do complexo, a fosfolipase A2 (PLA2). Sabendo-se que várias proteínas isoladas a partir de venenos interferem na coagulação sanguínea e agregação plaquetária, o objetivo deste trabalho foi o estudo da atividade da crotoxina sobre a agregação plaquetária. A crotoxina foi isolada através de gel filtração do veneno bruto em uma coluna de Sephadex G-75, eluída com tampão bicarbonato de amônio (0.1 M; pH 8.0). A agregação das plaquetas humanas lavadas foi monitorada utilizando-se um agregômetro Payton e a liberação de TXA2 foi medida através de radioimunoensaio (RIA). O fracionamento de 100 mg de veneno, resultou em três principais picos, sendo o segundo pico correspondente à crotoxina. O grau de pureza da crotoxina foi confirmado, utilizando-se o método de cromatografia de alto desempenho (HPLC) através de uma coluna C 18 µ Bondapack. Crotoxina (15-50 µg/ml), produz uma agregacão de plaquetas lavadas de modo dose-dependente e irreversível, agregação esta inibida por uma pré-incubação da suspensão de plaquetas com SNP (500 µM) ou lIoprost (100 nM). A crotoxina também induz a liberação de TXB2 (207±8 ng/ml...

Produção de B-1, 3-glucanase de Cellulosimicrobium cellulans 191 para lise enzimatica da levedura Kluyveromyces marxianus var. bulgaricus e obtenção de B-galactosidade; Production of beta-1, 3-glucanase from Cellulosimicrobium cellulans 191 for l enzimatic lysis of the yeast Kluyveromyces marxianus var. bulgaricus and the production of beta-galactosidade

Giselle de Arruda Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A enzima ß-1,3-glucanase da bactéria Cellulosimicrobium cellulans 191 é capaz de lisar a parede celular de diversas leveduras dentre elas as linhagens de Kluyveromyces sp., produtoras da enzima intracelular ß-galactosidase. Este trabalho visou a produção de ß-1,3-glucanase lítica de Cellulosimicrobium cellulans 191 para obtenção das preparações enzimáticas bruta concentrada e purificada com alta atividade lítica para aplicação na obtenção de protoplastos de leveduras e lise das células de Kluyveromyces marxianus var. bulgaricus para extração de b-galactosidase. A ß-1,3-glucanase extracelular foi produzida pela bactéria Cellulosimicrobium cellulans 191 em meio otimizado composto de 10g/L de parede celular de levedura, 2,0g/L de (NH4)2SO4; 0,2g/L de MgSO4.7H2O em tampão fosfato 0,2M, pH 7,5 como descrito por SCOTT e SCHEKMAN (1980) e modificado por SOARES (2002). Foi obtida maior produção da ß-1,3-glucanase na fermentação do microrganismo em frascos aletados a 30ºC, 200rpm por 24 horas do que em fermentador contendo o mesmo meio a 30ºC, 1,5vvm por 24 horas, obtendo-se 0,724 e 0,351U/mL, respectivamente. Os sobrenadantes dos meios fermentados em frascos agitados e em fermentador de 5L apresentaram atividade de 0...

Caracterização e purificação de enzima amilolitica de Candida sp e sua aplicação

Edilsa Rosa da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/1994 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A enzima amilolítica produzida por uma nova linhagem de levedura, classificada como Candida sp ATCC 90238, foi purificada e caracterizada. Este trabalho visou o aproveitamento de amido de milho para a produção de xarope de glicose e maltose. Estudou-se a sacarificação de amido, com a preparação bruta da enzima amilolítica de Candida sp, onde foi verificado a produção principalmente de glicose e maltose a temperaturas mais elevadas. A enzima foi purificada por fracionamento com sulfato de amônio, cromatografia em coluna de DEAE-Sephadex e CM-Celulose. A eletroforese da enzima purificada em gel de SDS-PAGE revelou uma única banda de proteína. O peso molecular foi estimado como 120.000 daltons. A enzima purificada foi caracterizada. Verificou-se que a enzima hidrolisa as ligações glicosídicas α-1,4 e α-1,6 de amido, o que tomou possível concluir que esta enzima é uma amiloglicosidase (E.C. 3.2.1.3., α-1,4 glucano glucanahidrolase), que entretanto, apresenta características diferentes da amiloglucosidase de Aspergillus niger e Rhizopus sp quanto à hidrólise da ligação glicosídica α-1,4 da maltose. A amiloglicosidase de Candida sp hidrolisa com menor eficiência a maltose e pode ser utilizada na produção de mistura de glicose e maltose. A enzima apresentou pH ótimo e temperatura ótima de 5...

Produção, purificação, caracterização bioquimica e aplicações da lipase de Alcaligenes sp

Roseli de Sousa Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/1996 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
Quinhentas e cinquenta linhagens de microrganismos foram isolados do solo, frutas, resíduos industriais e testados quanto à capacidade de hidrolisar glicerídeos em meio alcalino. Cinco linhagens de bactérias foram selecionadas como produtoras de lipase alcalina. Entre elas, uma linhagem identificada como Alcaligenes sp., apresentou alta produção de lipase alcalina em meio de cultivo composto por: 2% de farinha de soja torrada, 1% farinha de trigo, 0,5% de K2HPO4, 1 % de água de maceração de milho (com steep liquor) e 0,2% de Na2CO3. A enzima lipolítica de Alcaligenes sp. hidrolisou as ligações éster de triglicerídeos insolúveis em água, podendo assim, ser classificada como lipase (Glicerol Éster Hidrolase E.C.3.1.1.3). Estudou-se a produção da lipase extracelular pela linhagem selecionada, a caracterização da enzima no estado bruto e a purificação através de fracionamento com sulfato de amônio e cromatografia em coluna DEAE- Sephadex A-50. Na purificação das proteínas, foram detectadas 2 frações com atividade de lipase, sendo denominadas de frações I e II. As frações foram coletadas e concentradas em membrana de ultrafiltração. A fração I apresentou atividade ótima. em pH 8 a 40°C. A fração II apresentou atividade ótima em pH 9 a 45°C. A presença de MgSO4 e CaCl2 provocaram um aumento da atividade enzimática das duas frações...

Produção de lactosacarose por B-frutofuranosidase de Bacillus sp a partir de lactose e sacarose

Masaharu Ikegaki
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/10/1995 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
Foram isoladas 1341 linhagens de microrganismos a partir de amostras de solos, flores e frutos e testados quanto à produção de (3-frutofuranosidase que, além da atividade hidrolítica sobre a sacarose, catalisa a formação de lactosacarose através da transferência de resíduo de frutosil provenientes da sacarose para o aceptor lactose. Seis linhagens de microrganismos foram preliminarmente selecionadas visando a produção de lactosacarose. Entre estas uma linhagem identificada como Bacillus sp n° 417 apresentou alta produtividade de (3-frutofuranosidase com atividade de transferência para produção de lactosacarose a partir de lactose e sacarose. O pH e a temperatura ótima de atividade da (3-frutofuranosidase foram 5,6 e 45°C, respectivamente. Verificou-se que, após 8 horas de reação, a proporção de lactose e sacarose 1: 1 (P/p) e 20% de concentração de açúcares totais, a uma temperatura de 45°C e pH 5,6, foram as melhores condições para produção de lactosacarose. A enzima (3-frutofuranosidase de Bacillus sp n° 417 foi purificada em coluna de troca iônica e o peso molecular da enzima foi estimado em 89.000 Da através de cromatografia em Sephadex G-200.; One thousand and three hundred forty one strains of microorganisms were isoleted from soils...

Extração, purificação e propriedades da polifenoloxidase da banana nanica Musa cavendishii, L

Maria Antonia Martins Galeazzi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em //1978 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
A polifenoloxidase de banana nanica (Musa cavendishii L.) foi extraída da parte central da fruta semi-madura, em solução de tampão fosfato 0,2 M, pH 7,0, contendo II de PVP insolúvel e 0,5a de Triton X-100 por homogeneização em liquidificador na temperatura ambiente. 0 extrato bruto foi precipitado com 2 volumes de acetona previamente resfriada, e a mistura mantida a uma temperatura final de -13°C. O precipitado acetônico foi re-extraído com tampão fosfato pH 7,0, contendo 0,5% de Tri- ton X-100 e estocado a -40°C por 7 dias. O material insolúvel obtido apôs este período, foi eliminado por centrifugação a 12.062 x g por 15 minutos e o extrato, aplicado em coluna de Sephadex G-100 com refrigeração a 5°C. Após eluição da coluna com tampão fosfato 0,01 M, pH 7,0, a fração correspondendo ã maior atividade enzimática (FI:), liofilizada e aplicada em eletroforese de gel de poliacrilamida, deu origem a três bandas ativas, as quais foram cortadas, eluídas em água por 24 horas, dialisadas contra tampão fosfato 0,2 M, pH 7,0 e liofilizadas. A enzima apresentou um grau de purificação da ordern- de 34 vezes. O precipitado acetônico e a fração FE, analisados em gel de poliacrilamida, mostraram o mesmo numero de formas moleculares ativas...

Caracterização da ciclodextrina glicosiltransferase de Bacillus firmus n.324 alcalifilico-produção de ciclodextrinas ramificadas

Dong Koo Yim
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/1996 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
Quinhentos e sessenta linhagens de microrganismos foram isoladas de amostras de solo brasileiro em meio alcalofilico. Oito linhagens apresentaram alta atividade enzimática de CGTase. Dentre estas, uma linhagem identificada como Bacillus firmus n° 324 apresentou alta produtividade de cic10dextrina glicosiltransferase (E.C. 2.4.1.19). A produção ótima da enzima CGTase de Bacillus firmus n° 324 foi obtida em meio de cultura composto de 1 % de amido solúvel, 5 % de água de maceração de milho (AMM), 0,1 de % K2HPO4, 0,02 % de MgSO4 e 1% de CaCO3, a 40°C após 16 horas de fermentação. A CGTase foi purificada até homogeneidade através de ultrafiltração em membrana de 30.000 daltons, p-hidróximercuribenzoato, p-mercaptoetanol e N-bromosuccinimida não inibiram cromatografia em colunas de DEAE-Sephadex e DEAE-Sepharose CL-6B. A CGTase de Bacillus firmus n° 324 apresenta atividade ótima de formação de cic10dextrina a 65°C na faixa de pH 7,5-8,5. A enzima mostrou-se estável na faixa de pH 6,0-9,5 e a 55°C. Na presença de CaCl 1 mM a enzima permaneceu estável após 30 minutos de tratamento a 70°C. A atividade enzimática não foi afetada por MgSO4. e KCl porém foi fortemente inibida por HgCl e ZnSO4 na concentração 1 mM de sal em relação ao volume final da mistura de reação. Os reagentes EDTA...

Polissacarideo da palma gigante (opuntia ficus indica, Mill) : propriedades e estrutura

Felix Guillermo Reyes Reyes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em //1978 PT
Relevância na Pesquisa
16.55107%
Da mucilagem de "raquetes" da palma gigante (Opuntia fiaus indica, Mill.) foi obtido por extração aquosa um polissacarídeo. O produto purificado e eletroforeticamente homogêneo foi submetido a reações de hidrólise, metilação e oxidação com periodato de sõ dio para o estudo da sua estrutura. O peso molecular do polissacarídeo foi estimado por filtração em gel de Sephadex. Foi também estudada a viscosidade de soluções aquosas do polissacarideo e o efeito de sacarose, cloreto de sódio e do pH sobre a viscosidade. Com base nos resultados obtidos foi proposta uma estrutura possível para a "unidade básica" do polissacariedo.; Aqueous extraction of the mucilage obtained from "palma gigante" (Opuntia ficus indica, Mill) yielded a polysaccharide which was purified to an electrophoretically homogeneous fraction. The purified polysaccharide was hydrolysed, exhaustively methylated and oxidized with sodium periodate. The molecular weight of the polysaccharide was determined by gel filtration on sephadex. Measurements were made of the viscosity of aqueous solutions of the polysaccharide and of the effect of sucrose, sodium chloride and different pH on their viscosities. A possible structure for the basic unit of the polysaccharide was suggested.