Página 1 dos resultados de 3016 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

A ventilação em instalações de bovinos leiteiros

Barbosa, José Carlos; Fitas da Cruz, Vasco; Baptista, Fátima
Fonte: IAAS, UTAD Publicador: IAAS, UTAD
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Podemos definir a ventilação como o processo de renovação do ar interior num alojamento animal, substituindo-o por ar proveniente do exterior, com os objectivos de aumentar o teor de oxigénio no interior do alojamento; remover para o exterior os gases que se acumulam no interior (tais como: dióxido de carbono, amoníaco, metano e outros); retirar poeiras e/ou partículas em suspensão que se dispersam no ar interior; e controlar os valores da temperatura e da humidade interiores, visando atingir uma situação de conforto ambiental para os animais, assim assegurando o seu bem-estar e adequadas condições para que possam expressar todo o seu potencial produtivo. Tal como na generalidade das instalações para alojamento animal, também nas instalações de bovinos leiteiros, a ventilação é importante para assegurar condições ambientais propícias e favoráveis ao desenvolvimento dos animais e da suas capacidades produtivas. Também as crescentes preocupações com o bem-estar animal obrigam a dispensar uma maior atenção ao controlo do ambiente interior. Nesse sentido, o Decreto-Lei nº 64/2000, (que estabelece as normas mínimas de protecção dos animais nas explorações pecuárias)estabelece que “... a ventilação dos edifícios deve assegurar que a circulação do ar...

Ventilação oscilatória de alta freqüência em pediatria e neonatologia; High-frequency oscillatory ventilation in pediatrics and neonatology

FIORETTO, José Roberto; REBELLO, Celso Moura
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.28%
Este trabalho teve por objetivo rever a literatura e descrever a utilização da ventilação oscilatória de alta freqüência em crianças e recém-nascidos. Revisão bibliográfica e seleção de publicações mais relevantes sobre ventilação de alta freqüência utilizando as bases de dados MedLine e SciElo publicadas nos últimos 15 anos. As seguintes palavras-chave foram utilizadas: ventilação oscilatória de alta freqüência, ventilação mecânica, síndrome do desconforto respiratório agudo, crianças e recém-nascidos. Descreveu-se o emprego da ventilação oscilatória de alta freqüência em crianças com síndrome do desconforto respiratório agudo, síndrome de escape de ar e doença pulmonar obstrutiva. Avaliou em recém-nascidos, síndrome do desconforto respiratório, displasia broncopulmonar, hemorragia peri-intraventricular, leucoencefalomalácia e extravasamento de ar. Também, abordou a transição da ventilação mecânica convencional para a ventilação de alta freqüência e o manuseio específico da ventilação de alta freqüência quanto à oxigenação, eliminação de gás carbônico, realização de exame radiológico, realização de sucção traqueal e utilização de sedação e bloqueio neuromuscular. Foram abordados o desmame deste modo ventilatório e as complicações. Em crianças maiores a ventilação oscilatória de alta freqüência é uma opção terapêutica...

Ventilação e iluminação naturais na obra de João Filgueiras Lima, Lelé: estudo dos hospitais da rede Sarah Kubitschek Fortaleza e Rio de Janeiro; Natural ventilation and lighting in João Filgueiras Lima, Lelé: research of Sarah Kubitschek hospital Fortaleza and Rio de Janeiro

Perén Montero, Jorge Isaac
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.21%
A conjugação das variáveis luz e vento e sua consideração desde a concepção do edifício são fundamentais para garantir uma eficiente ventilação e iluminação natural. A orientação e a forma do edifício também são importantes. No entanto, a ventilação natural depende da integração dos seus princípios básicos; por diferença de pressão e pelo efeito chaminé. Os fundamentos da ventilação e da iluminação naturais em climas quentes são ilustrados através da obra do arquiteto João Filgueiras Lima, Lelé. Economia de energia, boas condições visuais, psicológicas, higiênicas e uma agradável sensibilidade espacial, entre outros aspectos, subjetivos e relativos ao conforto ambiental, caracterizam à eficaz incorporação da luz e da ventilação natural nas suas obras. Analisam-se os hospitais da rede Sarah Kubitschek, Fortaleza e Rio de Janeiro, duas das obras que melhor ilustram as soluções técnicas e arquitetônicas, propostas pelo arquiteto, que favorecem a entrada do vento e da luz natural. Evidencia-se o aprimoramento dos sheds e demais sistemas de ventilação como as galerias e o piso técnico assim como os sistemas flexíveis de fechamento; o forro de painéis de policarbonato basculantes e os arcos retráteis...

Estudo comparativo entre a ventilação mandatória intermitente sincronizada associada à ventilação com suporte pressórico e ventilação não invasiva em dois níveis pressóricos como métodos de supressão da ventilação mecânica no pós-operatório; Comparative study of sincrony intermitent mandatory ventilation associated to pressure support ventilation versus noninvasive positive pressure ventilation with bilevel, as an ventilatory weaning methods in cardiac surgery postoperative period

Lopes, Célia Regina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.23%
INTRODUÇÃO: A literatura tem postulado que a ventilação por pressão positiva não invasiva (VNI) pode facilitar o desmame de um grupo específico de pacientes. O objetivo deste estudo foi comparar a utilização da VNI como método alternativo na supressão da ventilação mecânica no pós-operatório de cirurgia cardíaca. MÉTODOS: Neste estudo prospectivo controlado e randomizado, foram estudados 100 pacientes submetidos a cirurgia de revascularização do miocárdio ou cirurgia valvar. Os pacientes foram admitidos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sob ventilação mecânica e randomizados posteriormente em grupo estudo (n= 50), que utilizou VNI com dois níveis pressóricos após extubação, e grupo controle (n= 50), que utilizou a técnica convencional de supressão da ventilação mecânica. Foram analisados os tempos correspondentes à anestesia, cirurgia, circulação extracorpórea e ventilação mecânica na UTI. As variáveis gasométricas, hemodinâmicas e radiológicas foram avaliadas antes e após a extubação. RESULTADOS: Os grupos controle e estudo apresentaram comportamento semelhante quanto ao tempo de desmame ventilatório e as outras variáveis estudadas não apresentaram diferença estatística. A utilização da VNI por 30' após a extubação...

Estudo da ventilação natural por efeito do vento em pavilhões industriais utilizando modelos reduzidos; The use of reduced models in the study of wind induced natural ventilation in industrial buildings

Nunes, Daniel Alexandre
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
A ventilação natural pode ser promovida por dois mecanismos: o denominado efeito chaminé e o efeito dos ventos, porém também podem ocorrer os dois mecanismos simultaneamente. A determinação das vazões de ventilação por efeito do vento, em pavilhões industriais, pode ser realizada a partir de ensaios de modelos reduzidos em túnel de vento, com medição das velocidades do escoamento nas aberturas, ou então, com medição dos coeficientes de pressão em modelos fechados, nas faces onde estão localizadas as aberturas. A metodologia com medição dos coeficientes de pressão, que exige o emprego de um modelo teórico para calcular as vazões, é a forma convencional de usar o túnel de vento como ferramenta no projeto de ventilação. O objetivo deste trabalho é avaliar os procedimentos citados, para calcular as vazões de ventilação por efeito do vento em pavilhões industriais. Para atingir esse objetivo foram ensaiados em túnel de vento dois modelos reduzidos (escala geométrica 1:200) de um pavilhão industrial: um sem aberturas, para a medição dos coeficientes de pressão, e outro, com aberturas de ventilação de área variável, para a medição das velocidades do vento com anemômetro de fio quente. Além da comparação das duas metodologias para determinação das vazões de ventilação...

Influência da ventilação mínima no ambiente térmico e aéreo na fase de aquecimento para frangos de corte; Effect of minimum ventilation on thermal and aerial environment on broiler brooding phase

Thayla Morandi Ridolfi de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.23%
Há muitos parâmetros a serem considerados em relação à qualidade do ar nas granjas industriais e aos sistemas de ventilação utilizados. Quando as aves estão em sua fase inicial de criação, sob condições de aquecimento, há necessidade de renovação do ar através da ventilação mínima, porém, sem causar efeito de resfriamento às aves. O estudo da quantidade de gases produzida e contida no interior dos aviários é um indicativo de bem-estar, saúde e produtividade das aves, bem como garantia da sustentabilidade ambiental da cadeia. Os gases nocivos mais produzidos nos galpões são a amônia (NH3) e dióxido de carbono (CO2). O objetivo deste trabalho foi de avaliar a influência de diferentes tratamentos da ventilação mínima - válvulas, exaustores e manejo de cortinas, em frangos de corte visando à adequação das variáveis climáticas (temperatura, umidade, velocidade do vento, luminosidade) e gases (NH3, e CO2) na fase de aquecimento. Este trabalho foi desenvolvido em 4 aviários de frangos de corte utilizando diferentes sistemas de ventilação mínima, contendo aves em fase inicial da linhagem Cobb, ou seja, com 1, 7 e 14 dias de idade. Os diferentes sistemas de ventilação mínima, considerados tratamentos foram: Tratamento 1: Exaustores + manejo de cortinas no fundo do aviário; Tratamento 2: Exaustores + manejo de cortinas laterais; Tratamento 3: Exaustores + válvula e Tratamento 4: Ventilação natural com manejo das cortinas laterais. Foram avaliadas as variáveis de temperatura de bulbo seco do ar...

Optimização de sistemas de ventilação natural em edifícios

Zeferina, Vasco dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Actualmente, devido a questões económicas, ambientais e de sustentabilidade, existe uma enorme pressão para que os consumos energéticos sejam reduzidos. O sector dos edifícios é um dos maiores consumidores de energia, sendo por isso necessário actuar neste campo, para reduzir o consumo global de energia. O Regulamento das Características de Comportamento Térmico dos Edifícios (RCCTE) e o Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios (RSECE) surgiram desta necessidade, com o objectivo de melhorar o comportamento térmico e os consumos energéticos dos edifícios. A ventilação natural apresenta-se neste quadro, como uma solução viável para reduzir o consumo energético de edifícios, contribuindo para a qualidade do ar interior. Este estudo surge com o objectivo de analisar a viabilidade da aplicação e optimização de sistemas de ventilação natural. Com esse objectivo, foi estudado o efeito conjunto do clima local, das características do edifício e sua orientação. Assim, com recurso a software de simulação (DesginBuilder com base no EnergyPlus), foram estudados os efeitos na ventilação das diversas zonas de um edifício e o consequente impacto energético desta ventilação. Analisando normas e a legislação nacional...

Sistemas de ventilação natural e mistos em edifícios de habitação

Pinto, Manuel
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em /09/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dissertação submetida para obtenção do grau de Doutor em Engenharia Civil pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto; A qualidade do ambiente interior de edifícios é uma preocupação que acompanha o Homem desde há séculos. Contudo, o aumento do tempo de permanência em edifícios (cerca de 90% das nossas vidas acontece no seu interior) e as novas práticas construtivas, geradoras de potenciais deficiências de carácter higrotérmico, têm vindo a provocar um crescente interesse por esta problemática. A publicação da recente regulamentação portuguesa na área da térmica de edifícios e qualidade do ar veio incrementar os níveis de exigência relativamente ao comportamento higrotérmico da envolvente dos edifícios e as condições de ventilação do ar interior. Em Portugal a maioria dos edifícios de habitação recorre a um sistema de ventilação misto (ventilação mecânica na cozinha e ventilação natural na instalação sanitária). Em face dos potenciais problemas apresentados por este sistema, nomeadamente, a sua intermitência e a possibilidade de inversão de fluxo nas condutas com ventilação natural, levou à prossecução do presente trabalho de investigação que tem como objectivo principal medir o desempenho de um sistema misto de ventilação e propor recomendações práticas. A vasta campanha experimental realizada permitiu realizar...

Estudo do comportamento de um edifício de habitação sujeito a ventilação natural e forçada

Teixeira, João Filipe Barreto Neves Lopes
Fonte: FCT - UNL Publicador: FCT - UNL
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Mecânica; Numa primeira fase e partindo de estudos anteriormente realizados, onde já havia sido utilizado o programa de cálculo de ventilação natural de edifícios, procurou-se fazer a validação do programa, saber quais as influências que determinados elementos podem ter na ventilação de um edifício e modelar a ventilação forçada e as condutas de ventilação. Na fase seguinte testaram-se várias soluções de ventilação para um edifício de habitação de dois andares sujeito a vento exterior (20 m/s), sendo posteriormente escolhida a solução que melhor serve os propósitos da ventilação de edifícios de habitação. Na última fase e partindo da solução anteriormente escolhida, mas onde se introduziu uma fonte de calor, efectuaram-se vários testes para diferentes valores de velocidades exteriores. Utilizando inicialmente apenas a ventilação natural e depois introduzindo a ventilação forçada, procurou-se saber como iria reagir o edifício às diferentes solicitações e desta forma se concluir sobre as necessidades, ou não, da ventilação forçada. A influência da presença de uma fonte de calor no interior do edifício foi também analisada.

O impacto de estratégias de ventilação mecânica que minimizam o atelectrauma em um modelo experimental de lesão pulmonar aguda

Viana,Mario E. G.; Sargentelli,Guilherme A.; Arruda,André L. M.; Wiryawan,Budi; Rotta,Alexandre T.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
OBJETIVO: Avaliar se estratégias ventilatórias que buscam a estabilização alveolar e a prevenção do atelectrauma estão associadas a desfechos fisiológicos mais favoráveis em um modelo experimental de lesão pulmonar aguda combinada. MÉTODOS: Trinta e nove coelhos foram instrumentados e ventilados com uma fração inspirada de oxigênio (FiO2) de 1,0. A lesão pulmonar foi induzida pela infusão venosa de lipopolissacarídeo de E. coli e por repetidas lavagens traqueais com solução salina. Os animais foram randomizados a receber ventilação mecânica convencional com volume corrente de 10 ml/kg, pressão expiratória final (PEEP) de 4 cm H2O; ventilação mecânica convencional com surfactante (Infasurf, 3 mg/kg, ET); ventilação líquida parcial (18 ml/kg de perflubron, ET); ou ventilação oscilatória de alta freqüência, com pressão média de via aérea de 14 cm H2O e freqüência de 10 Hz. Animais sadios submetidos a instrumentação e ventilação convencional serviram como controles. Os grupos ventilação mecânica convencional com surfactante, ventilação líquida parcial e controle foram ventilados com parâmetros idênticos ao grupo ventilação mecânica convencional. Os animais foram estudados por 4 horas...

Associação entre índice de ventilação e tempo de ventilação mecânica em lactentes com bronquiolite viral aguda

Almeida-Júnior,Armando A.; Silva,Marcos T. N. da; Almeida,Celize C.B.; Jácomo,Andréa D. N.; Nery,Breno M.; Ribeiro,José D.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
OBJETIVO: Avaliar a associação entre tempo de ventilação mecânica e variáveis antropométricas, clínicas e de função pulmonar, precocemente, em lactentes com insuficiência respiratória por bronquiolite viral aguda em ventilação mecânica invasiva, e a evolução temporal das variáveis significativamente correlacionadas. MÉTODOS: Foram estudados 29 lactentes admitidos na unidade de terapia intensiva pediátrica do Hospital de Clínicas da UNICAMP, com diagnóstico de bronquiolite viral aguda, definido por critérios clínicos e radiológicos. Lactentes com doenças crônicas ou instabilidade hemodinâmica foram excluídos. Todas as medidas foram feitas entre 24 e 72 horas em ventilação mecânica, usando capnografia volumétrica e análise dos gases sangüíneos. O tempo de ventilação mecânica foi dividido em: menor ou igual que 7 dias e maior que 7 dias. A associação entre o tempo de ventilação e as variáveis analisadas foi determinada pelo coeficiente de correlação de Spearman (r s) RESULTADOS: O tempo de ventilação mecânica apresentou correlação positiva significativa com a PaCO2 (r s = 0,45, p = 0,01) e com o índice de ventilação (r s = 0,51, p = 0,005), e negativa com o pH (r s = -0,40, p = 0,03). Índice de ventilação com valor de 37...

Ventilação mecânica no Brasil: aspectos epidemiológicos

Damasceno,Moyzes Pinto Coelho Duarte; David,Cid Marcos Nascimento; Souza,Paulo Cesar S. P.; Chiavone,Paulo Antônio; Cardoso,Lucienne Tibery Queiroz; Amaral,José Luis Gomes; Tasanato,Edys; Silva,Nilton Brandão da; Luiz,Ronir Raggio
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.27%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Existem poucos estudos epidemiológicos em ventilação mecânica. O objetivo deste estudo foi demonstrar como a ventilação mecânica vem sendo realizada nas UTI brasileiras. MÉTODO: O estudo foi realizado com prevalência de um dia em 40 UTI, com 390 pacientes internados, sendo 217 em ventilação mecânica. Os resultados medidos foram a caracterização dos pacientes ventilados, sua distribuição pelo Brasil, as causas da ventilação mecânica, os principais modos ventilatórios usados, os parâmetros ventilatórios mais importantes e a fase de desmame da ventilação mecânica. RESULTADOS: As medianas da idade dos pacientes ventilados, do escore APACHE II, e do tempo de ventilação mecânica foram, respectivamente, de 66 anos, 20 pontos e 11 dias. A ventilação mecânica foi determinada pela insuficiência respiratória aguda (IRA) em 71% dos pacientes, o coma em 21,2%, a doença pulmonar obstrutiva crônica em 5,5% e a doença neuromuscular em 2,3%. A ventilação controlada a volume (VCV) (30%), a ventilação com pressão de suporte (PSV) (29,5%) e a ventilação controlada à pressão (PCV) (18%) foram as mais utilizadas, sendo que no desmame predominou a PSV (63,5%). A mediana do volume corrente foi maior nos pacientes em VCV (8 mL/kg). As medianas de pressão inspiratória máxima (30 cmH2O) e de pressão positiva no fim da expiração (PEEP) (8 cmH2O) foram maiores nos pacientes em PCV. CONCLUSÕES: O predomínio de pacientes ventilados nas UTI foi indicado pela sua maior gravidade clínica e pelo maior tempo de internação. A IRA foi a principal indicação de ventilação mecânica. VCV e PSV ventilaram mais pacientes...

Ventilação oscilatória de alta freqüência em pediatria e neonatologia

Fioretto,José Roberto; Rebello,Celso Moura
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.28%
Este trabalho teve por objetivo rever a literatura e descrever a utilização da ventilação oscilatória de alta freqüência em crianças e recém-nascidos. Revisão bibliográfica e seleção de publicações mais relevantes sobre ventilação de alta freqüência utilizando as bases de dados MedLine e SciElo publicadas nos últimos 15 anos. As seguintes palavras-chave foram utilizadas: ventilação oscilatória de alta freqüência, ventilação mecânica, síndrome do desconforto respiratório agudo, crianças e recém-nascidos. Descreveu-se o emprego da ventilação oscilatória de alta freqüência em crianças com síndrome do desconforto respiratório agudo, síndrome de escape de ar e doença pulmonar obstrutiva. Avaliou em recém-nascidos, síndrome do desconforto respiratório, displasia broncopulmonar, hemorragia peri-intraventricular, leucoencefalomalácia e extravasamento de ar. Também, abordou a transição da ventilação mecânica convencional para a ventilação de alta freqüência e o manuseio específico da ventilação de alta freqüência quanto à oxigenação, eliminação de gás carbônico, realização de exame radiológico, realização de sucção traqueal e utilização de sedação e bloqueio neuromuscular. Foram abordados o desmame deste modo ventilatório e as complicações. Em crianças maiores a ventilação oscilatória de alta freqüência é uma opção terapêutica...

Impacto da Higiene Oral com clorexidina com e sem escovação dental na Prevenção da Pneumonia associada à Ventilação Mecânica: Estudo Randomizado

Vidal, Claudia Fernanda de Lacerda; Lacerda, Heloisa Ramos (Orientadora); Ximenes, Ricardo Arraes de Alencar (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
37.25%
A pneumonia associada à ventilação (PAV) representa uma das infecções mais comuns na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e a aspiração de micro-organismos presentes na orofaringe constitui o principal mecanismo fisiopatológico da PAV, funcionando a placa dental como habitat para potenciais patógenos respiratórios como bacilos Gram-negativos (Pseudomonas aeruginosa, Acinetobacter spp) e Staphylococcus aureus, os agentes mais frequentemente isolados nestas infecções. O uso de soluções antissépticas para descontaminação da orofaringe, e da escovação dental como método mecânico para remoção da placa tem sido objeto de investigações. Verificar se a higiene oral, através da escovação dental com clorexidina em gel a 0,12% reduz a incidência da pneumonia associada à ventilação mecânica, a duração da ventilação mecânica, o tempo de internação e a mortalidade na UTI, quando comparado à higiene oral com uso de clorexidina solução oral a 0,12% sem escovação dental, em indivíduos adultos sob ventilação mecânica internados em Unidades de Terapia Intensiva Clínico/Cirúrgica e Cardiológica. No período de março a julho/2013, foi realizado estudo de corte transversal em UTI cardiológica para análise da contaminação microbiana das escovas dentais...

Os efeitos do balanço hídrico positivo em lactentes menores de um ano com bronquiolite viral aguda submetidos à ventilação mecânica

Korb, Cecília
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.29%
Objetivo : avaliar os efeitos do balanço hídrico positivo em lactentes menores de um ano com bronquiolite viral aguda submetidos à ventilação mecânica.Material e método : estudo de coorte retrospectivo baseado na análise de prontuários de lactentes menores de um ano admitidos no período de abril de 2008 a setembro de 2011 por bronquiolite viral aguda e submetidos à ventilação mecânica em uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP) terciária no sul do Brasil. Foram excluídos os pacientes com doença pulmonar crônica, traqueostomizados e com uso prévio de ventilação mecânica devido à doença pulmonar aguda. Foi calculado o balanço hídrico cumulativo nos primeiros 3 dias do início da ventilação mecânica. Os desfechos avaliados foram: dias livres de ventilação mecânica, tempo de internação na UTIP e parâmetros de ventilação mecânica utilizados no terceiro dia.Resultados : oitenta e um pacientes foram incluídos no estudo, sendo 49 meninos (60,5%). A média do balanço hídrico cumulativo no terceiro dia de ventilação mecânica foi de 139 ± 68 ml/kg, de dias livres de ventilação mecânica foi 19,7 ± 5,7 e do tempo de internação na UTIP foi 10,4 ± 5,6 dias. Na análise multivariável...

Comparação de dois modos de ventilação não invasiva (ventilação assistida proporcional e ventilação com pressão de suporte) no pós-operatório de revascularização do miocárdio; Comparison of two noninvasive ventilation modes (proportional assist ventilation and pressure support ventilation) in the postoperative of coronary artery bypass grafting surgery

Silva, Fábia Diniz
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
As complicações pulmonares no pós-operatório de cirurgia cardíaca são as principais causas de prolongamento do tempo de internação, morbidade e mortalidade. A ventilação não invasiva (VNI) é empregada no pós-operatório no intuito de evitar ou reverter o dano pulmonar. O presente estudo teve como objetivo comparar dois modos de ventilação não invasiva utilizando ou ventilação com pressão de suporte (VPS) ou ventilação assistida proporcional (PAV) nos pacientes em pós-operatório de revascularização cirúrgica do miocárdio, avaliando-se a segurança, a percepção de dispneia, as trocas gasosas e qual dos modos é mais confortável para o paciente. Vinte e cinco pacientes foram randomizados em dois grupos; treze deles realizaram ventilação não invasiva no modo PAV e doze, na VPS. Foram obtidas gasometria arterial com o paciente respirando ar ambiente e radiografia de tórax antes de se iniciar o estudo e após a última sessão de VNI. Foram realizadas duas sessões diárias de VNI, com duração de 30 minutos cada, durante dois dias consecutivos. A frequência cardíaca e a pressão arterial foram aferidas antes do início da VNI, nos instantes 10 e 20 minutos e após cada sessão. A oximetria de pulso e a frequência respiratória foram medidas antes...

Desenvolvimento da competência de autocuidado na pessoa com ostomia de ventilação

Queirós, Sílvia Maria
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Desenvolvimento da Competência de Autocuidado na Pessoa com Ostomia de Ventilação A presente investigação teve como objeto de estudo a competência de autocuidado na pessoa com ostomia de ventilação. Os seus principais objetivos foram: descrever o nível de competência de autocuidado na pessoa com ostomia de ventilação e perceber se existem diferentes níveis de competência de autocuidado na pessoa com ostomia de ventilação, de acordo com as variáveis de atributo, clínicas e de tratamento. Face à inexistência de um instrumento de recolha de dados que permitisse cumprir os objetivos da investigação, o estudo teve de se dividir em duas fases. A primeira fase consistiu na criação do Formulário de Avaliação do Desenvolvimento da Competência de Autocuidado na Pessoa com Ostomia de Ventilação. A sua lógica estrutural foi adaptada do instrumento de avaliação da competência de autocuidado à ostomia de eliminação intestinal de Gomes, Silva e Cardoso (2011), que categoriza a competência de autocuidado em seis domínios: Conhecimento, Autovigilância, Interpretação, Tomada de Decisão, Execução e Negociação e Utilização de Recursos de Saúde. A segunda fase do estudo consistiu na aplicação do formulário criado a uma amostra da população alvo...

Ventilação de Alta Frequência Oscilatória Exclusiva com Optimização do Volume Pulmonar no Recém-Nascido de Extremo Baixo Peso (Estudo Comparativo com Ventilação de Alta Frequência Oscilatória após Ventilação Convencional)

Nona, José; Nogueira, Marta; Nascimento, Odília; Costa, Teresa; Valido, A. Marques
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.23%
Objectivo: A Ventilação de Alta Frequência Oscilatória (VAFO) tem ainda poucos anos de utilização em Portugal. Os seus resultados pouco uniformes têm sido relacionados com o tipo de estratégia utilizada. A optimização do volume pulmonar com utilização de uma estratégia de alto volume, tem vindo a definir-se como a estratégia mais eficaz. Considerámos como objectivos prioritários, a avaliação dos benefícios desta técnica na redução da mortalidade e na redução da morbilidade respiratória precoce e tardia, na retinopatia da prematuridade (ROP) e na hemorragia intraperiventricular (HIPV).Doentes e Métodos: Desde 1 de Janeiro de 1999 até 31 de Março de 2000 (15 meses), usámos esta estratégia ventilatória no Recém Nascido de Muito Baixo Peso (RN MBP). Utilizámos VAFO como modalidade ventilatória exclusiva e imediatamente após intubação traqueal ou após chegada do RN à Unidade de Cuidados Intensivos neonatais (UCIN). Iniciámos de imediato a Optimização do Volume Pulmonar (OPT). A administração de surfactante só foi efectuada após critério de pulmão optimizado. Foram ventilados com esta técnica, 154 RN com idade gestacional < 34 semanas com DMH/SDR e necessitando de ventilação mecânica. Destes RN...

Ventilação mista em edifícios de habitação

Clérigo, Vitor Hugo de Oliveira
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /01/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.27%
A qualidade do ar interior de edifícios é uma preocupação em crescendo na atual sociedade. Proporcionar um ambiente adequado à permanência de ocupantes é cada vez mais importante e para tal é necessário alterar, melhorar, desenvolver ideias/medidas capazes de oferecer um sistema de ventilação que cumpra os requisitos propostos pela regulamentação europeia e portuguesa. Um sistema de ventilação mista apresenta-se neste contexto, como uma solução viável capaz de preencher tais requisitos de ventilação. O objetivo fundamental deste trabalho é o estabelecimento de regras de dimensionamento aplicadas em fogos de edifícios reais situados em Lisboa relativamente a esquemas de ventilação que pressuponham uma correta admissão/exaustão de ar através de uma ventilação mista que permita um ambiente confortável para os ocupantes. O cálculo dos vários fluxos de ar será efetuado com um software que recorre a modelos assentes sobre redes multicompartimentos, o programa CONTAM. A origem e o caudal de ar que entra em cada divisão do edifício será analisada e comparada com as exigências da regulamentação portuguesa. Através da análise de resultados...

Associação da ventilação mecânica e seu desmame com estresse oxidativo; Association of mechanical ventilation and its weaning to oxidative stress

Verona, Cléber
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.25%
Introdução: O estresse oxidativo é um dos processos envolvidos na disfunção da musculatura respiratória induzidas pela ventilação mecânica (VM), esta disfunção pode acarretar em dificuldades no desmame da ventilação destes pacientes. Estudos evidenciam que quanto maior o tempo de permanência de pacientes em VM, maior é a sua permanência em unidades de terapia intensiva (UTI), maior é a incidência de pneumonia associada a ventilação PAV, maiores são os gastos do sistema de saúde e maior é a mortalidade. Encontrar evidências de estresse oxidativo no sangue de pacientes submetidos à VM durante o teste de ventilação espontânea, poderá nos auxiliar no desenvolvimento de terapêuticas que reduzam o tempo de VM e suas complicações. Objetivos: Analisar a influência da VM e seu desmame na produção de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio e nas defesas antioxidantes em sangue de pacientes. Material e Métodos: As coletas iniciaram em março de 2009 e foram finalizadas em outubro de 2010. Os pacientes incluídos no estudo estavam internados na UTI do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e se encontravam em VM por tempo maior ou igual há 72 horas; foram excluídos os pacientes: menores de 18 anos idade; em suplementação de antioxidantes ou de ferro; que tivessem recebido transfusão sanguínea até 72h antes da coleta de dados...