Página 1 dos resultados de 2874 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Contribuição à análise de qualidade de viagem e suas relações com a distribuição de defeitos em segmentos de rodovias. ; Contribution to the analysis of quality of trips and their relationships with the distribution of distress in segments of highways.

Daroncho, Celio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Relatam-se e discutem-se resultados obtidos em tentativa para mostrar que distribuições estatísticas de contagens ou medidas sobre características de variáveis que descrevem defeitos na superfície de pavimentos, quando associadas às distribuições de notas atribuídas às viagens em segmentos de rodovias, podem ser úteis para análise da qualidade de viagens, e fornecer informações que contribuem para facilitar estudos sobre prioridades de manutenção em rodovias, identificar e sugerir ações para melhorar a eficiência e eficácia na conservação de vias. Os dados usados foram coletados em rodovias vicinais próximas a Araraquara, estado de São Paulo, de janeiro a março de 2001. Foram observados 37 segmentos onde se contaram, mediram e classificaram defeitos, e coletaram-se notas atribuídas por observadores sobre o pavimento. O processamento de dados e o uso de métodos da estatística para investigar relações foram usados para verificar a existência de relações entre os resultados de medidas, contagens e notas, e obtenção de função para estimativa de notas atribuídas por observadores, mostrando que notas atribuídas a segmentos de rodovias podem ser estimadas. As conclusões relatadas atêm-se ao caso estudado...

Tratados trips plus e o sistema multilateral de comércio; Les accords adpic plus et le système commercial multilateral

Arbix, Daniel do Amaral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Este trabalho busca analisar a proliferação de normas internacionais sobre direitos de propriedade intelectual após o estabelecimento de patamares mínimos de proteção pelo Acordo TRIPs da Organização Mundial do Comércio (OMC). Parte-se da hipótese de que os acordos bilaterais com cláusulas sobre esses direitos (TRIPs Plus) criam um conjunto fragmentado de obrigações, prejudicial aos interesses dos países em desenvolvimento e ao sistema multilateral de comércio. Os bens intelectuais são analisados, da perspectiva jurídica e econômica, para explicar os interesses na criação de direitos de propriedade intelectual, nos planos nacional e internacional. A proteção internacional desses direitos é examinada, com atenção aos atores, instituições e regimes pertinentes, traçando-se o quadro atual de produção normativa na OMC e em outras organizações internacionais, acordos regionais e tratados bilaterais. São analisados e comparados tratados com cláusulas TRIPs Plus (com respeito aos países envolvidos, barganhas e obrigações de propriedade intelectual). Conclui-se apontando como resultado desses tratados a desarmonia das normas internacionais sobre direitos de propriedade intelectual, que gera incerteza econômica contrária à liberalização comercial ...

O acordo sobre aspectos dos direitos de propriedade intelectual, relacionados ao comércio (TRIPS) e a convenção sobre diversidade biológica (CBD): paradoxos, compatibilidades e desafios, sob a perspectiva dos países em desenvolvimento; The agreement on trade-related aspects of intellectual property rights (TRIPS) and the convention biological diversity (CBD): paradox, compatibilityand challenges under the perspective of developing countries

Gurgel, Viviane Amaral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.01%
Esta dissertação tem por escopo estudar a interface do Acordo TRIPS com o a Convenção sobre Diversidade Biológica, sob a perspectiva dos países em desenvolvimento. Para tanto, resgata a construção epistemológica Ocidental do conhecimento, direito, propriedade intelectual e desenvolvimento. Esta base teórica constituída é questionada pela CDB, que apresenta direitos relativos ao acesso de recursos genéticos e / ou conhecimento tradicional que subvertem a ordem estabelecida de geração do conhecimento e acumulação econômica. Tal subversão é parte integrante de movimento maior que questiona o próprio modelo de desenvolvimento e a relação Norte e Sul. Esta pesquisa contextualiza a estruturação legal e organizacional do tema e revisa as contribuições de autores que estudam este, sistematizando-as. Com este arcabouço, ela levanta hipóteses e reflete sobre as respostas destas, identificando paradoxos, compatibilidades e desafios. Apresenta (ndo) se, por fim, uma análise da governança institucional deste tema, através de uma nova configuração cognitiva e legal do mesmo.; This MA dissertation aims at studying the interface of the 'TRIPS Agreement' with the 'Convention on the Biological Diversity', under the view of the developing countries. As such...

A influência do direito da concorrência na proteção internacional dos direitos de propriedade intelectual: especial referência aos artigos 8.2 e 40 do acordo TRIPS; L'influence du droit de la concurrence dans la protection internationale des droits de propriété intellectuelle: une référence particulière aux articles 8.2 et 40 de l'Accord sur les ADPIC.

Padilha, Alexandre Garcia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
A dissertação propõe-se a investigar os dispositivos do Acordo Sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados com o Comércio Acordo TRIPS que se relacionam com o direito da concorrência, especialmente com relação a seus artigos 8.2 e 40, bem como analisar acerca da interface entre o direito de propriedade intelectual e o direito da concorrência. Os abusos dos direitos de propriedade intelectual e as práticas que limitam de maneira injustificável o comércio ou que afetam adversamente a transferência internacional de tecnologia são práticas e condutas relacionadas aos direitos de propriedade intelectual que estão indicadas no artigo 8.2 do Acordo TRIPS e são passíveis de ser objeto de análise do ponto de vista concorrencial, à medida que restringem a concorrência e a livre iniciativa e, consequentemente, podem ser necessárias medidas apropriadas para sua prevenção pelos membros da OMC, sobretudo aquelas determinadas pelo direito da concorrência. De forma a complementar o princípio previsto no artigo 8.2 do Acordo TRIPS, entre essas práticas e condutas, o artigo 40.1 do Acordo TRIPS expressamente menciona aquelas de licenciamento relativas aos direitos de propriedade intelectual que restringem a concorrência e que podem afetar adversamente o comércio e impedir a transferência e disseminação de tecnologia...

Estrutura urbana e viagens a pé; Urban structure and walking trips

Larrañaga Uriarte, Ana Margarita
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Planejadores têm recomendado políticas de uso do solo e desenho urbano visando à promoção do transporte não motorizado e a consequente redução do uso do automóvel. A grande parte destes estudos foi desenvolvida em países industrializados. Em cidades em desenvolvimento, com rápido crescimento urbano, e problemas de transporte intensificados, tais como congestionamento e poluição do ar, qual o impacto que é possível esperar de mudanças na estrutura urbana no padrão de viagens a pé? Esta tese pretende responder essa questão no contexto de América Latina, focando o estudo na cidade de Porto Alegre, Brasil. O desenvolvimento do trabalho ocorre através de cinco etapas, que são apresentadas em formato de artigos. Os artigos procuram analisar através de diferentes abordagens e diferentes fontes de dados a interação entre estrutura urbana e viagens a pé. Assim, em alguns artigos os dados de viagens são coletados através de questionários domiciliares realizados especificamente para fins do estudo, em outros, são utilizados dados de pesquisas domiciliares Origem- Destino realizadas em Porto Alegre. Os dados da estrutura urbana analisados são de dois tipos: (i) subjetivos percebidos pelos entrevistados, e (ii) objetivos...

Are study trips a leisure time for students and teachers?

Freire, Maria
Fonte: University of Life Sciences - SGGW Publicador: University of Life Sciences - SGGW
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
37.08%
Few curricular programmes recognize officially the study trips and only occasionally some schools make efforts to realize some particular ones. Even so, they aren’t considered as a basic educational strategy, fundamental to seduce students about the landscape architecture and to explore the power of the landscape. The study trips can no more be seen as leisure time for students and teachers. As real opportunity of experiment the space - the object of work of the landscape architect - they are a basilar educational strategy in landscape architecture. The study trips are fundamental for students become familiar with the landscape, comprehend it, reflect about and be critical (as students and as future professionals). More than that, they are the opportunity to include and make in evidence a wide range of specific issues concerning landscape (humanistic, artistic and scientific principles, together with a comprehensive and inclusive view), at the same time, they introduce the students in the diversity and the complexity of processes, domains and actors involved in the landscape transformation. For all reasons it is fundamental ‘to put students in the landscape’. So, study trips should be created in all curricular programmes, establishing the connection between academic...

Are study trips a leisure time for students and teachers?

Freire, Maria
Fonte: University of Live Sciences (SGGW), Poland Publicador: University of Live Sciences (SGGW), Poland
Tipo: Aula
ENG
Relevância na Pesquisa
37.08%
Few curricular programmes recognize officially the study trips and only occasionally some schools make efforts to realize some particular ones. Even so, they aren’t considered as a basic educational strategy, fundamental to seduce students about the landscape architecture and to explore the power of the landscape. The study trips can no more be seen as leisure time for students and teachers. As real opportunity of experiment the space - the object of work of the landscape architect - they are a basilar educational strategy in landscape architecture. The study trips are fundamental for students become familiar with the landscape, comprehend it, reflect about and be critical (as students and as future professionals). More than that, they are the opportunity to include and make in evidence a wide range of specific issues concerning landscape (humanistic, artistic and scientific principles, together with a comprehensive and inclusive view), at the same time, they introduce the students in the diversity and the complexity of processes, domains and actors involved in the landscape transformation. For all reasons it is fundamental ‘to put students in the landscape’. So, study trips should be created in all curricular programmes, establishing the connection between academic...

O Acordo TRIPS e o acesso a medicamentos nos países em desenvolvimento

Correa,Carlos M.
Fonte: Sur - Rede Universitária de Direitos Humanos Publicador: Sur - Rede Universitária de Direitos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.08%
O Acordo TRIPS introduziu importantes mudanças nas normas internacionais dos direitos de propriedade intelectual e o amplo alcance de suas implicações fez com que se convertesse em um dos componentes mais controversos do sistema da Organização Mundial do Comércio (OMC). Por iniciativa dos países em desenvolvimento, as questões referentes à saúde pública inseridas no Acordo TRIPS redundaram na adoção, em 2001, da Declaração de Doha sobre o Acordo TRIPS e a Saúde Pública. A ela se seguiu, em 2003, a Decisão do Conselho do TRIPS, para tratar da implementação do parágrafo 6 da Declaração de Doha. Neste artigo, o autor afirma ser improvável que a implementação da Decisão exerça pressão suficiente para os detentores de patente reduzirem seus preços ou negociarem licenças voluntárias. Ele ressalta que é provável o prosseguimento das controvérsias, em particular na medida em que os países desenvolvidos procurarem proteção fora do Acordo, por meio da interpretação ou da negociação de acordos bilaterais e regionais e mediante concessão de patentes sobre avanços triviais, para bloquear ou retardar a concorrência dos genéricos.

TRIPS-Plus e acesso a medicamentos: um estudo baseado na regulamentação do comércio internacional pela Organização Mundial do Comércio.

Cerqueira, Wanilza Marques de Almeida
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
37.13%
A regulamentação da propriedade intelectual pela Organização Mundial do Comércio (OMC) repercutiu nas questões de saúde pública dos Estados Membros. O princípio de single undertaking conferiu unidade à regulamentação da OMC e obrigou a aceitação de todos os acordos da organização. Um dos temas mais controversos regulamentados pela OMC foi propriedade intelectual. A OMC estipulou a regra que obriga os Membros a concederem patentes a medicamentos, anteriormente cada Estado era livre para dispor sobre a matéria conforme entendesse conveniente. A obrigação de patentear medicamentos pode inviabilizar políticas de promoção à saúde pública pelos Estados, por isso o TRIPS prevê o uso legítimo de flexibilidades à regra geral de patenteamento. No cenário pós-TRIPS, observa-se o fenômeno TRIPS-plus, que são regras elaboradas à margem da regulamentação da OMC e que diminuem ou inviabilizam a utilização das flexibilidades previstas no TRIPS. O objetivo da dissertação é analisar o TRIPS-plus, ponderar sobre seu impacto no acesso a medicamentos, demostrar como ele agride o sistema multilateral de regulamentação do comércio internacional traçado pela OMC e examinar as soluções propostas para a questão.

Collective Management of TRIPS: APEC, New Regionalism and Intellectual Property

Taubman, Antony S
Fonte: Kluwer Publicador: Kluwer
Tipo: Parte de Livro Formato: 2831557 bytes; 375 bytes; application/pdf; application/octet-stream
EN_AU
Relevância na Pesquisa
37.13%
The Asia-Pacific Economic Cooperation forum (APEC) took up intellectual property (IP) issues in 1995, quite late in the evolution of its program of regional economic cooperation, and even then with a measure of caution and uncertainty. The way APEC has handled cooperation on IP issues shows how its priorities and modalities have shifted expediently to respond to political and economic developments, and exemplifies two broad themes in APEC’s evolution: . first, the question of scope and objectives – whether APEC is to deliver ‘hard’ trade liberalisation outcomes of lowering or eliminating tariff barriers, or is to concentrate on softer, less precise outcomes in the field of economic cooperation, trade facilitation and regulatory and administrative convergence, conceived in a broader, less legalistic and more collaborative sense, including on areas traditionally reserved for domestic regulation; and . second, the changeable relationship of the regional process with multilateral trade negotiations, both the Uruguay Round negotiations leading up to the World Trade Organization (WTO) package of trade agreements, and subsequent WTO negotiations –APEC has been variously viewed as a defensive hedge against multilateral failure...

Konsequenzen des TRIPS-Übereinkommens für die Arzneimittelversorgung von Entwicklungsländern; Consequences of the TRIPS-Agreement for the provision of pharmaceuticals in developing countries

Oppermann, Julia
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
DE_DE
Relevância na Pesquisa
37.35%
Mit der Gründung der WTO am 1.1.1995 trat das TRIPS-Übereinkommen in Kraft. Es verpflichtet alle WTO Mitglieder zur Umsetzung von Rechten zum Schutze des geistigen Eigentums, welche dem Niveau industrialisierter Staaten nahezu entsprechen. Die Stärkung internationaler Immaterialgüterrechte führte insbesondere im Arzneimittelbereich zu einer anhaltenden Diskussion über mögliche Konsequenzen des TRIPS-Übereinkommens für die Arzneimittelversorgung von Entwicklungsländern. Hintergrund war zum einen die rasante Verbreitung von HIV/AIDS in Entwicklungsländern in Verbindung mit dem hohen Preisniveau patentierter Arzneimittel zur Behandlung dieser Krankheit. Zum anderen wurde auch der Mangel wirksamer Medikamente gegen vernachlässigte Krankheiten wie Malaria oder Tuberkulose in vielen Entwicklungsländern offenbar. Befürworter des TRIPS betonten, dass wirksame Immatrialgüterrechte wesentliche Vorraussetzung für die konstante Entwicklung innovativer Arzneimittel seien. Kritiker des TRIPS argumentierten dagegen, eine Steigerung des Schutzniveaus führe zu höheren Arzneimittelpreisen in einkommensschwachen Regionen. Dadurch verschlechtere sich der ohnehin verbesserungswürdige Zugang vieler Entwicklungsländer zu lebensnotwendigen Medikamenten. Die vorliegende Arbeit untersucht diese potentiellen Konsequenzen des TRIPS-Übereinkommens für die Arzneimittelversorgung von Entwicklungsländern im Bereich der Infektionskrankheiten theoretisch und empirisch unter ökonomischen Gesichtspunkten. Empirisch werden die Konsequenzen des TRIPS auf den Arzneimittelzugang anhand der Entwicklung der relativen und absoluten Sterberaten durch HIV/AIDS in Sub-Sahara Afrika...

The TRIPs agreement: a test of the WTO’s legitimacy?

Downes, Gerard
Fonte: University of Limerick, Department of Politics and Public Administration Publicador: University of Limerick, Department of Politics and Public Administration
Tipo: Research paper; all_ul_research; none
ENG
Relevância na Pesquisa
37.17%
non-peer-reviewed; This paper examines the issue of legitimacy in international public law and its application to the World Trade Organization’s (WTO) agreement on trade-related aspects of intellectual property rights (TRIPs). Since the signing of TRIPs in Marrakesh in April 1994 at the conclusion of the Uruguay Round of trade talks, a formidable compliance-implementation gap has curtailed the possibility of implementing an efficacious intellectual property rights regime on a global basis, a scenario which indicates that the deployment of extensive relational and structural power in trade negotiations does not axiomatically produce the desired transformative outcome within the domestic legislative framework of Member states. This paper argues that the principal reason why TRIPs has not been successfully transposed onto the legislative agenda of WTO Member States is because the agreement suffers from a legitimacy deficit which ultimately undermines not only the efficacy of the agreement itself, but also the authority of the WTO as a global governance institution. The paper also aims to demonstrate how legitimacy is a deep-seated aspect of global governance, given that states are unlikely to abide by norms, rules and decisions taken at institutional level unless they are perceived to provide mutual benefits that render them legitimate. In order to assess the legitimacy of TRIPs as an internationally-binding agreement...

Os desafios do acordo TRIPs sobre aspectos dos direitos de propriedade intelectual relacionados ao comércio

Mesquita, Elaine Cristina
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.08%
O Acordo TRIPs consiste em um acordo multilateral de Comércio firmado na OMC com o objetivo de oferecer padrões mínimos, em nível internacional, de proteção à propriedade intelectual. Este acordo depende da adequação legislativa de cada país-membro para sua aplicabilidade no ordenamento jurídico interno. Esta monografia objetiva demonstrar que o Acordo TRIPs tem como desafios não apenas a efetiva proteção da propriedade intelectual, mas também possibilitar aos países em desenvolvimento o acesso a patentes de medicamentos essenciais à saúde de suas populações bem como a proteção de patentes biotecnológicas.; The TRIPs Agreement consists of a multilateral WTO agreement aimed at offering minimal international levels of on intellectual property protection. This agreement depends on each Member’s legislative adequacy to be enforced by its own inner legal system. This monograph aims at demonstrating that the TRIPs Agreement’s challenges are not just to provide an effective protection to Intellectual Property, but to allow developing countries having access to essential medication patents to their populations, and as well as the protection of biotechnological patents.; Direito

O Acordo sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectural Relacionados ao Comércio (TRIPS): implicações e possibilidades para a saúde pública no Brasil; Texto para Discussão (TD) 1615: O Acordo sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectural Relacionados ao Comércio (TRIPS): implicações e possibilidades para a saúde pública no Brasil

Souza, André de Mello e
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
37.13%
O Acordo sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio (ADPIC) - Agreement on Trade-Related Aspects of Intellectual Property Rights (TRIPS) - entrou em vigor em 1995 no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC). O TRIPS obriga os países-membros da OMC a adotar padrões mais rigorosos de proteção patentária, e, consequentemente, encarece o acesso às inovações tecnológicas, inclusive no setor farmacêutico. Ao fazê-lo, o acordo ameaça as políticas de saúde pública, especialmente em países em desenvolvimento. Este estudo discute as principais implicações do TRIPS para o programa brasileiro de tratamento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Sida) - Acquired Immunodeficiency Syndrome (AIDS). A sustentabilidade desse programa tem sido garantida pela produção doméstica de genéricos, que não somente tem permitido a substituição da importação de antirretrovirais caros não patenteados no Brasil, mas também a obtenção de descontos significativos das multinacionais farmacêuticas para os antirretrovirais patenteados no país como resposta destas empresas às ameaças do governo de licenciamento compulsório. Contudo, esta estratégia tem se esgotado, principalmente em razão da falta de investimentos na produção de antirretrovirais dos laboratórios brasileiros. A reação dos Estados Unidos...

O TRIPS e os Acordos Anteriores Sobre a Proteção da Propriedade Intelectual

Piacentini de Andrade, Isabela; UFPR
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
This article compares the TRIPS’ system to the previous international system of protection of the intellectual property rights which was based on international conventions. It explains how the TRIPS was designed in a way to avoid conflicts with the previous international legislation, yet still meeting the commercial interests that motivated its inclusion at the GATT negotiations. It also analyses how the TRIPS provisions regarding its implementation are better than the existing solutions of the previous system.; Esse artigo compara o sistema do TRIPS ao sistema anterior de proteção dos direitos da propriedade intelectual baseado em convenções internacionais. Explica-se como o TRIPS foi elaborado com vistas a evitar conflitos com a legislação internacional prévia, atendendo ao mesmo tempo aos interesses comerciais que motivaram a sua inclusão nas negociações do GATT. Analisa-se também como no campo da aplicação prática o TRIPS mostra-se superior ao sistema prévio das convenções internacionais.

O Saber Tradicional: Discussões no Âmbito da CDB e do Acordo OMC-Trips; Traditional Knowledge: discussions around the CBD and the WTO-Trips

de Almeida, Fernando Henrique Ribeiro; Instituto Superior de Relações Internacionais
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.13%
This article has as an objective to go trough, in a sort of introductory form, issues concerning traditional knowledge, concept that finds its semantic shape based on international organizations. It evidences the importance of the subject to the developing country optics. A brief retrospect is followed and the speech analysis of the Convention on Biological Diversity, one flag to the North-South hiatus. Later another retrospect is done aiming the regulation of traditional knowledge in the Trips Agreement from the World Trade Organization. Finally considerations are done on what such quarrels represent in the international relations and four points of tension are demonstrated between the CDB and the Trips Agreement.; O presente artigo objetiva perpassar, mesmo que de forma introdutória, pela discussão acerca do saber tradicional, conceito este que encontra seu recorte semântico fundamentado em organizações internacionais. Salienta-se a importância do tema na ótica de um país em desenvolvimento. Segue-se com um breve retrospecto e a análise do discurso da Convenção sobre Diversidade Biológica, uma das bandeiras do hiato Norte-Sul. Posteriormente se faz outro retrospecto versando sobre a regulamentação do saber tradicional no Acordo da Organização Mundial do Comércio chamado Trips. Finalmente são elaboradas considerações sobre o que representam tais discussões nas relações internacionais e são demonstrados quatro pontos de tensão entre a CDB e o Acordo Trips.

Flexibilidades do TRIPS e acesso a medicamentos

Daibert, Leticia de Souza; Universidade Federal de Minas Gerais; Silva, Roberto Luiz; Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Direito, Belo Horizonte
Fonte: Meridiano 47; Meridiano 47 Publicador: Meridiano 47; Meridiano 47
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 08/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.08%
Este artigo analisa, sinteticamente, os mecanismos de flexibilização das disposições TRIPS estabelecidas na Declaração de Doha e da decisão do Conselho Geral para TRIPS, de 30 de agosto de 2003. Busca-se ainda identificar os principais desafios que existem atualmente para a utilização efetiva destes mecanismos .This paper examines, synthetically, the flexibility mechanisms of the TRIPS provisions set forth in the Doha Declaration and the decision of the General Council for TRIPS of August 30, 2003. It further identifies the main challenges that currently exist for the actual use of these mechanisms. 

Evaluación del efecto de la liberación de Orius insidiosus (Hemiptera: anthocoridae), como agente de control biológico de trips en el cultivo de frutilla

Lefebvre,M.G; Reguilón,C; Kirschbaum,D.S
Fonte: RIA. Revista de investigaciones agropecuarias Publicador: RIA. Revista de investigaciones agropecuarias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.17%
Tucumán es la principal provincia exportadora de frutilla (Fragaria ananassa Duch.) de la Argentina. Entre sus amenazas bióticas se destacan los tisanópteros (trips) como una de las plagas más importantes que atacan hojas, flores y frutos (bronceado). Por otro lado, uno de los enemigos naturales más reconocidos de los trips es Orius insidiosus (chinche de la flor), la cual se alimenta de todos los estadios de la plaga y depreda grandes cantidades de individuos. El objetivo de este trabajo fue evaluar el efecto de la liberación de la chinche de la flor como controlador biológico de trips en el cultivo de frutilla. El estudio se realizó en la localidad de Estación Padilla, Dpto. Famaillá, provincia de Tucumán, en un cultivo de frutilla de la variedad "Festival". Los tratamientos fueron "con liberación de Orius" y "testigo sin liberación". El diseño experimental fue completamente aleatorizado con dos tratamientos y tres repeticiones y se realizó en parcelas que constaban de 40 plantas cada una. Una vez que se verificó la presencia de trips todas las parcelas fueron cubiertas con malla antiáfidos de color blanco. Inmediatamente, se hizo una liberación dirigida de adultos de O. insidiosus sobre hojas y flores en 15 plantas alternadas en las parcelas "con liberación". Las mallas se quitaron a las 48 horas posliberación (PL) y se realizó en ese momento el primer muestreo PL...

Comportamiento espacial de trips (Insecta: Thysanoptera), en plantaciones comerciales de aguacate (Persea americana Mill.) en Zitácuaro, Michoacán, México

RAMÍREZ DÁVILA,José Francisco; SOLARES ALONSO,Víctor Manuel; FIGUEROA FIGUEROA,Dulce Karen; SÁNCHEZ PALE,Jesús Ricardo
Fonte: Instituto de Ecología A.C. Publicador: Instituto de Ecología A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.13%
México es el principal productor y exportador de aguacate en el mundo. Los trips son considerados como una de las principales plagas del aguacate en México, debido a su asociación con la enfermedad denominada roña del fruto, causada por el hongo Elsinoe perseae. Esta enfermedad representa una fuerte limitante a la producción del cultivo; el hongo penetra la fruta por las heridas causadas por el complejo de varias especies de trips. El análisis del comportamiento espacial de esta plaga proporcionara información que contribuirá a establecer estrategias de manejo adecuadas y dirigidas dentro de las huertas de aguacate. Este trabajo tuvo por objetivo determinar la distribución espacial de las poblaciones de trips en aguacate (Persea americana Mill) Cv. Hass. mediante el uso de técnicas de estadística espacial (Geoestadística y SADIE) que condujeran en el caso de la Geoestadística a la generación de mapas por medio del krigeado. Se logró determinar además, la estabilidad espacial y temporal a corto plazo de las poblaciones de trips. Los resultados demostraron que las poblaciones de trips presentan una distribución de tipo agregada, ajustándose a los modelos de tipo Esférico y Gaussiano. Dicho comportamiento fue corroborado por los índices de SADIE y los mapas de densidad elaborados. Los resultados demuestran que no existe una infestación del 100% en las parcelas de estudio...

Utilidad de un índice de estabilidad fisiológica basado en TRIPS (Transport Risk Index of Physiologic Stability) para la evaluación de neonatos trasladados a un hospital de concentración

Luna-Hernández,Gerardo; Varela-Cardoso,Miguel; Palacios-Blanco,José Carlos
Fonte: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez Publicador: Instituto Nacional de Salud, Hospital Infantil de México Federico Gómez
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 ES
Relevância na Pesquisa
37.08%
Introducción: La mortalidad neonatal es una de las prioridades de la salud pública, por lo que se debe revisar cómo la inestabilidad fisiológica del recién nacido después de un traslado contribuye al incremento de la mortalidad neonatal. El objetivo de este trabajo fue determinar si el índice de estabilidad fisiológica (TRIPS) en los recién nacidos trasladados a la Unidad de Cuidados Intensivos Neonatales de un hospital de segundo nivel sirve como factor predictivo de mortalidad neonatal temprana. Métodos: Se valoró el índice de estabilidad fisiológica de la escala de TRIPS para predecir la muerte neonatal en los primeros 7 días del ingreso de los pacientes. Resultados: Se encontró que la mortalidad neonatal a los 7 días del ingreso está relacionada con la puntuación de la calificación TRIPS. La puntuación de los sobrevivientes y las defunciones presentaron una diferencia significativa (p = 0.009). Para una puntuación de 16 se determinó una sensibilidad del 62% y una especificidad de 84%, con un área bajo la curva de 0.757. Conclusiones: La ponderación del índice de estabilidad fisiológica de TRIPS es un buen predictor de la mortalidad neonatal. Es importante establecer medidas para mejorar la estabilidad fisiológica de los recién nacidos antes...