Página 1 dos resultados de 1250 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Psicologia do testemunho infantil: verdades e mentiras na cena judicial

Pereira, Anabela Almeida Teixeira
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
A presente dissertação tem como objetivo estudar a temática da credibilidade do testemunho de crianças e jovens menores de idade. Os depoimentos efetuados por sujeitos de idades precoces geram controvérsia, pois, se por um lado existe uma tendência para lhes atribuir pouca confiabilidade e considerá-los como testemunhos inseguros e vacilantes, pelo outro existe o mito de que as crianças não mentem. Alguns autores referem ainda a falta de sinceridade das crianças e dos jovens, que poderá ser atribuída ao receio de um castigo contra si mesmo ou de uma punição a um familiar ou pessoa significativa, pelo que há que ter presente a possibilidade de mentira defensiva. Um falso testemunho poderá também ser induzido pela pressão de uma sugestão, por declarar como verdadeira uma ocorrência não real, baseada em falsas memórias, por sugestão, através de perguntas tendenciosas, pelo embaraço em narrar factos constrangedores ou ainda pela pouca capacidade em distinguir a verdade e a mentira, devendo partir-se do pressuposto que nem todos têm o mesmo grau de desenvolvimento intelectual, dependendo este do ambiente familiar, da educação, da socialização e de toda uma série de características pessoais que por certo influirão em determinado momento na veracidade do testemunho.; This thesis aimed to study the issue of credibility of the testimony of children and youth under age. The statements made by the subjects of earlier ages are controversial because on one hand there is a tendency to attribute their poor reliability and consider them to be insecure and vacillating testimony...

El testimonio, Roque Dalton y la representación de la catástrofe; O Testemunho. Roque Dalton e a representação da catástrofe

André, Rhina Landos Martinez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/03/2003 ES
Relevância na Pesquisa
37.12%
RESUMEN Con base en dos concepciones teóricas sobre la literatura de testimonio — una relativa a la producción de América Latina, entre 1960 y 1980, y otra referente al campo de reflexión sobre la Shoah — este trabajo considera a Roque Dalton como autor de literatura de testimonio no únicamente por su obra Miguel Mármol. Los sucesos de 1932 El Salvador, sino también por su poesía. Esta representa la vivencia de la catástrofe con los mismos valores éticos y los mismos procedimientos estéticos que otros autores de otras tradiciones literarias utilizaron para representar la violencia del S. XX. Para demostrar esta tesis, que coloca al autor salvadoreño en diálogo con escritores tanto de América Latina como de Europa, analizamos un corpus de poemas de su obra Taberna y otros lugares, Premio Casa de las Américas, La Habana, Cuba, 1969.; RESUMO Com base em duas concepções teóricas sobre a literatura de testemunho – uma relativa à produção da América Latina, entre 1960 e 1980 e outra referente ao campo de reflexão sobre a Shoah – este trabalho considera Roque Dalton como autor de literatura de testemunho não apenas por sua obra Miguel Mármol. Los sucesos de 1932 en El Salvador mas também por sua poesia. Esta representa a vivência da catástrofe com os mesmos valores éticos e os mesmos procedimentos estéticos que outros autores de outras tradições literárias utilizaram para representar a violência do século XX. Para demonstrar esta tese...

Jorge Semprún: forma precária e literatura de testemunho; Jorge Semprun: precarious form and literature of testimony

Marçal, Marcia Romero
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.97%
A tese dedica-se ao estudo de La escritura o la vida de Jorge Semprún. Examina como na obra o narrador, sobrevivente do campo de concentração de Buchenwald, desenvolve uma trajetória dialética para poder narrar sua experiência do campo: primeiro nega sua identidade de sobrevivente para, 47 anos depois, assumi-la na escrita como negatividade que põe em risco permanente sua vida como escritor testemunha da catástrofe. A história dessa superação provisória e permanente da negatividade do campo estrutura-se mediante a fragmentação textual e o diálogo. A contraposição da voz do narrador a vozes de outras personagens e a textos diversos indica que somente através da fragmentação discursiva ele pôde aproximarse do horror vivenciado no campo, pois ela se lhe apresenta como o único modo de exprimir a dialética entre a necessidade do diálogo do narrador com seu passado e a impossibilidade de com ele reconciliarse. A precariedade do sobrevivente objetiva-se na forma precária do romance, marca de singularidade desta obra de Semprún na literatura de testemunho.; The thesis devotes itself to the study of La escritura o la vida by Jorge Semprún. It examines how the narrator, a survivor from Buchenwalds concentration camp...

No doce das crônicas de Rubem Braga, o testemunho de um narrador de alguns fatos de 1964 a 1967, nas páginas da revista Manchete; In the beauty of Rubem Braga chronicles, the memoires of some facts from 1964 to 1967, in the Manchete magazine

Sousa, Ana Maria de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.97%
Partindo de nove crônicas, do escritor Rubem Braga, publicadas exclusivamente na revista Manchete de 1964 a 1967 parte do corpus se refere ao início da ditadura militar no Brasil -, estabeleceu-se uma conexão com o princípio da função testemunhal da narrativa, que pressupõe a existência de um fato real; o narrador rubembraguiano registra o testemunho, demonstrando preocupação com alguns problemas políticos de sua época, sem deixar de desempenhar o papel de entreter o leitor.; In relation to nine chronic, by Rubem Braga, published exclusively in the magazine Manchete in 1964 to 1967 - part of the corpus refers to the beginning of the military dictatorship in Brazil -, was established a connection with the theory of the testimonial narrative function, which assumes the existence of a real fact; the rubembraguianos narrator registers the testimony, showing concern about some political problems of those days, without ceasing to play part to entertain the reader.

Primo Levi e os rumores da memória: limites e desafios na construção do testemunho; Primo Levi and the rumors of memory: limits and challenges in the construction of the testimony

Oliveira, Lucas Amaral de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.43%
O químico e escritor italiano Primo Levi (1919-1987), sobrevivente de Auschwitz, construiu um dos testemunhos mais importantes da segunda metade do século XX. Esta pesquisa tem como desígnio maior converter algumas questões que aparecem em duas de suas autobiografias mais impactantes sobre o campo de extermínio É isso um Homem? e Os Afogados e os Sobreviventes em problemas de caráter sociológico, na tentativa de contribuir na seara de investigações aberta pelos depoimentos desse intelectual ítalo-judeu. Gostaria de interpretar seu testemunho como fonte documental, em que seja possível apreender aspectos informativos de denúncia, rastros de dor, violência e morte que assinaram com sangue nossa era. Assim, em um primeiro momento, busco dar voz e espaço à memória de Levi e à sua narração sobre o cotidiano das agressões no Lager, a sociabilidade comum àquele ambiente infernal, os tipos humanos ali dispostos e a dificuldade de comunicação surgida em função da violência descomedida e do rebaixamento de alguns à condição de escravos. A partir disso, passo a tecer algumas reflexões sobre seu testemunho, explorando, principalmente, o chão aporético sobre o qual ele se desenvolveu: fragmentado, lacunar, impossível em sua inteireza...

A importância do testemunho da criança na tomada de decisão judicial em casos de abuso sexual

Nogueira, Catarina Branco
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 07/01/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
O abuso sexual de crianças foi reconhecido como uma problemática relevante na nossa sociedade, pelo que a partir de 2001 passa a constituir crime público. Com o aumento da representação do crime e de denúncias de abuso sexual há uma maior preocupação com as dinâmicas e os efeitos que o abuso sexual pode ter nas crianças. Na maior parte dos casos a criança é a única testemunha, para além do ofensor, de que realmente ocorreu um crime. Pelo que o testemunho da criança reveste-se de maior importância no desenrolar do processo judicial como a única prova existente. Por outro lado, a tomada de decisão judicial é um processo complexo de tomada de decisão, uma vez que, tem de ter em conta a variabilidade e flexibilidade dos inúmeros fatores e provas que podem compor o processo-crime. Visto que a investigação sobre a tomada de decisão judicial em geral é escassa em Portugal, pretendemos contribuir com alguma informação relevante para o contexto português. O presente estudo visa compreender a importância do testemunho da criança na tomada de decisão judicial, especificamente em casos de abuso sexual. Através da análise qualitativa de entrevistas a magistrados esperamos compreender se, o testemunho da criança é valorizado por estes ou não...

Testemunho, juízo político e história

Kolleritz,Fernando
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
A partir de um comentário sobre as propriedades características do gênero testemunhal, descrevem-se as respectivas situações ideológicas que presidiram à recepção de depoimentos sobre os campos de concentração nazistas e comunistas quando da sua publicação no Ocidente. Ao sublinhar a dimensão moral do testemunho e mostrar que os saberes dele advindos baseiam-se em práticas de reconhecimento, aponta-se, complementarmente, para situações em que o historiador vê-se por ele interpelado. Situações em que sua arte depende unicamente do ouvido que prestar ao apelo testemunhal. Nesse momento o testemunho não é mais fonte, pode tornar-se algo como um ultimato. Permutadas, assim, as posições, não fica o historiador exposto ao testemunho, carregando a inteira responsabilidade de sua audiência? Não deve o cultor de Clio a certos endereçamentos, por lacunares e subjetivos que sejam?

A literatura de testemunho e a violência de Estado

Marco,Valeria de
Fonte: CEDEC Publicador: CEDEC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
Este artigo discute duas grandes concepções de literatura de testemunho. Uma delas desenvolve-se no âmbito dos estudos sobre a literatura latino-americana; outra é dominante no campo da reflexão sobre a shoah, termo amplamente utilizado para substituir a palavra holocausto. Ambas entendem ser a mimesis a natureza da literatura; no entanto, desenvolvem indagações bastante diversas sobre as possibilidades de a palavra representar a realidade, formulando, no limite, hipóteses antagônicas de interpretação da produção literária que tem sido designada pelo conceito de testemunho. Porém, aparte esse antagonismo, nos últimos anos a expressão tem remetido sempre a uma relação entre literatura e violência.

A fala fora de lugar: testemunho, resto, tempo e linguagem em Ricardo Piglia

Scardino,Rafaela
Fonte: Programa de Pos-Graduação em Letras Neolatinas, Faculdade de Letras -UFRJ Publicador: Programa de Pos-Graduação em Letras Neolatinas, Faculdade de Letras -UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
Um pensamento dedicado ao problema do testemunho defronta, não raro, questões relacionadas, intrinsecamente, a tempo e linguagem. Tais questões surgem no debate como conceitos de larga abordagem, uma vez que acompanham, por milênios, o desenvolvimento das meditações humanas. Giorgio Agamben, em parte significativa de sua obra, insere, no debate acerca do testemunho, um relevante ponto de discussão: o resto. Buscando refletir sobre esses aspectos, em especial sobre testemunho, resto, tempo e linguagem, propomo-nos a analisar o romance A cidade ausente, de Ricardo Piglia, de modo a investigar, na narrativa do escritor argentino, os mecanismos textuais que interrogam as possibilidades (e impossibilidades) de constituição da experiência na contemporaneidade.

Vest??gios de uma voz: testemunho e fic????o em A costa dos murm??rios, de L??dia Jorge; Traces of a voice: fiction and testimony in The Coast of murmurs, Lidia Jorge

PORTO, Marisel Valerio
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Letras; Programa de P??s-Gradua????o em Letras; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Letras; Programa de P??s-Gradua????o em Letras; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
This research aims to investigate the "testimonial tenor" of the novel A costa dos murm??rios (1988), by the Portuguese writer L??dia Jorge. The research focuses on the relationship between experiences of historical catastrophe and its manifestation in literary language. For this it was necessary a brief recovery of the theory about the relation between literature and history to highlight the configuration of a historic event in a literary text. The study has the testimony notion as theoretical contribution, including: Beatriz Sarlo and Seligmann-Silva. In A costa dos murm??rios the political transience of the narrative voice reconfigures its historical experience in order to show a part of Colonial War that concerns the extermination of black Mozambican civilians by Portuguese soldiers during the colonial policy of Estado Novo dictatorship. Testimony in A costa dos murm??rios concerns the own discussion about setting an aesthetic representation that assumes its relation with reality by understanding that passage to the literary form undertakes an ambiguous recovery process whose tenor of truth is in the form how reality is understood, developed and communicated. The study contributes to the comprehension that fictional way may include a form of testimony that can help in processing traumatic historical events.; Esta disserta????o tem por objetivo investigar o "teor testemunhal" do romance A costa dos murm??rios (1988)...

A perseguição nazista aos homossexuais : o testemunho de um dos esquecidos da memória; The Nazi persecution of homosexuals : the testimony of one of the forgotten by the memory

Tiago Elídio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
O genocídio nazista foi uma das grandes catástrofes que marcaram o século XX. Entre os grupos perseguidos e assassinados estavam os homossexuais. Após o final da guerra, devido às leis que ainda estavam em vigor contra eles, os que sobreviveram não puderam prestar seu testemunho e contar o que havia passado nesse período. Isso só foi possível décadas depois, quando tais leis deixaram de existir e os homossexuais passaram a ter mais visibilidade, sendo, assim, possível falar. Um importante testemunho desse grupo é a autobiografia de um sobrevivente francês, Moi, Pierre Seel, déporté homosexuel ("Eu, Pierre Seel, deportado homossexual", sem tradução para o português). Em sua obra, podemos vislumbrar as principais características desse tipo de narrativa testemunhal, como, por exemplo, a questão da denúncia e da violência sofrida. No entanto, sua homossexualidade traz algumas diferenças. Uma delas é a distância temporal entre o evento e a escrita. Passados muitos anos após o fim do regime, sua narrativa não só faz uma denúncia ao sistema nazista, como também ao período pós-guerra. Em seu livro, narra a dificuldade enfrentada pelos homossexuais ao longo dos anos e a dificuldade de reconhecimento desse grupo como vítima do regime de Hitler; The Nazi genocide was one of the major disasters that marked the 20th century. The homosexuals were one of the groups that were persecuted and murdered. After the war...

Testemunho, desconstrução e informação : pensando nas margens de uma interpretação sacrificial da cultura

Catalão, Helena Barroso
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 19/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
Neste trabalho de investigação, procuramos fundamentar a tese de que o testemunho (absoluto) é o princípio indesconstrutível da desconstrução da sociedade da informação, desconstrução da qual emana a figura exemplar do «jornalista testemunhal». Esta tese não poderia ser sustentada sem uma outra ideia que forjamos na confluência dos trabalhos de J. Derrida, P. Ricoeur e R. Girard: o testemunho (absoluto) é a matriz da cultura ocidental, englobando e excedendo uma interpretação sacrificial da cultura; o testemunho (absoluto) manifesta-se como latente, simultaneamente «presente» e ainda «porvir» («à-venir»); presente de forma espectral, como fonte orientadora da dessacralização da cultura, e porvir pela dificuldade e resistência dos homens em interpretar os «sinais» que o absoluto dá de si mesmo às consciências humanas. A figura do jornalista testemunhal constitui umas das figuras exemplares de uma cultura que, debruçando-se sobre a sua produção, acede à sua origem testemunhal, revelando a condição hermenêutica do homem: a purificação da cultura através da sua reinterpretação e reactualização à luz do testemunho (absoluto). Demonstremos ainda que a lógica do testemunho encontra a sua metafísica no «tempo de projecto» (J.-P. Dupuy)...

Testemunho auditivo : efeito da entrevista, delay e presença/ausência do alvo

Rijo, Pedro Miguel Marques
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
Em crimes cometidos sob circunstâncias visuais indisponíveis, como por exemplo a ausência de luz ou através de telefone, a prova testemunhal auditiva pode muitas vezes ser a única evidência disponível. A nível de testemunho auditivo, vários fatores têm sido considerados para investigar uma possível aplicação desta prova em contexto judicial. Contudo, a sua maioria indica taxas de acerto ou identificação relativamente reduzidas em contexto criminal. Neste estudo pretendeu-se avaliar fatores que potenciem as taxas de acerto e identificação. Como tal pretendeu-se explorar a influência de uma entrevista desenvolvida com base na Entrevista Cognitiva no desempenho das testemunhas numa tarefa de reconhecimento auditivo. Pretendeu-se também estudar os efeitos da presença/ausência do alvo no alinhamento e do intervalo de retenção no desempenho da testemunha. Uma amostra de 160 participantes de ambos os sexos ouviu uma gravação de uma cena de sequestro simulada. Após essa exposição auditiva, metade dos participantes realizou a entrevista e o alinhamento auditivo. Os restantes participantes foram instruídos a regressar após uma semana (condição delay) para finalizar o procedimento experimental. Em ambas as condições...

Testemunho e historiografia em Nove noites e Mongólia: conflitos morais na representação discursiva do passado

Ferreira, Nuno Miguel Félix
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Tese de mestrado, Estudos Comparatistas, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2009; A presente dissertação tem por objectivo analisar o modo como as várias personagens de dois romances de Bernardo Carvalho, a saber Nove Noites e Mongólia, experienciam conflitos morais na reconstrução descritiva do passado, seja ele o seu ou o de outrem. Paralelamente, far-se-á um estudo crítico de alguns argumentos em teoria da história e em epistemologia, procurando dessa forma problematizar os paradigmas morais em que assenta qualquer descrição do passado, e também reflectir sobre a natureza e características do testemunho, particularmente a forma como conjuga historiografia e literatura ao nível de práticas e normas discursivas. Argumentar-se-á que as escolhas poéticas e políticas que as personagens tomam relativamente à sua acção histórica e à sua descrição do passado são a causa do falhanço dos seus projectos. Ora porque se usou a vida e a morte de outrem para benefício próprio, procurando redimir uma vida de fracassos, condenada ao esquecimento, através de um projecto historiográfico (narrador de Mongólia). Ora porque os compromissos testemunhais, que garantiriam a perpetuação da memória daqueles que morreram...

Intrusive, unconfortable, urgent: the places of testimony in literature class; Intruso, incômodo e urgente: lugares do testemunho No ensino de literatura

Paula, Marcelo Ferraz De
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
In this paper we discuss some contributions of testimonial texts to basic literature teaching. We develop an analysis of how the “testimonial literature” is addressed in oficial documents, textbooks and in some pedagogical projects. The research indicates the necessity of improving the work with testimonials in literature classes, defending its approach importance, focusing on the reflexive opening occasioned by such testimonial in relation to the links between fiction and reality, aesthetic pleasure, literature’s function and human rights.; Neste artigo discutimos algumas eventuais contribuições de textos testemunhais para o ensino de literatura na educação básica. Desenvolvemos uma análise do modo como certa “literatura de testemunho” é abordada nas escolas, a partir de um olhar crítico sobre documentos oficiais da educação, livros didáticos e propostas de projetos pedagógicos. O trabalho atesta a necessidade de se aprimorar a abordagem do testemunho nas aulas de literatura, apontando alguns equívocos comuns na utilização destes textos, bem como salientando sua relevância para a compreensão da natureza e limites do literário, dos meandros entre ética e estética, ficção e realidade. Também damos destaque aos problemáticos vínculos entre testemunho...

O realismo e a catástrofe histórica nos filmes-testemunho; O realismo e a catástrofe histórica nos filmes-testemunho

Gutfreind, Cristiane Freitas
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Esse texto tem por objetivo refletir sobre o processo de criação dos arquivos de imagem visual, particularmente, sobre a importância, nesse processo, dos filmes-testemunho. Para isso, utilizaremos como ilustração filmes que pertenceram a diferentes catástrofes históricas: a Shoah (holocausto) e a ditadura militar brasileira. A criação desses arquivos repercute na apreensão do realismo como estratégia estética recorrente e nas formas de representação que elaboram essas imagens. Por isso, o registro do real realizado através das escolhas estéticas determina o ponto de vista ético e moral e as diferentes formas de apropriação do realismo.; This paper analyzes the process of creating the visual image archive of the testimony films. In this case, we use as example films that debate different historical catastrophes: the Shoah (holocaust) and the Brazilian military dictatorship. The creation of these files affects the understanding of realism as recurrent aesthetic strategies and the forms of representation that produce these images. The record of the actual choices made through the aesthetic point of view determines the ethical and moral of the different forms of realism.

O sujeito ferido e o “lugar de memória”: o testemunho como sanção de verdade a partir do filme “O Doce Amanhã”

Carvalho, Paula Carolina de Andrade
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.39%
Tendo como ponto de partida o filme canadense O Doce Amanhã (The Sweet Hereafter, Atom Egoyan, 1997), este ensaio procura examinar o papel ambíguo do testemunho – da memória, portanto – para a prática historiográfica. A forma como o testemunho aparece na trama pode ser inserida dentro do “novo modelo testemunhal” inaugurado pelo trauma dos sobreviventes judeus do Holocausto durante a 2ª Guerra Mundial, quando se instaurou uma “crise do conceito de testemunho” em termos de verdade, segundo a visão do filósofo francês Paul Ricoeur. É quando o testemunho ganha um estatuto “moral”, não podendo ser analisado pelo método histórico pois estaria acima da própria história. É o momento em que o testemunho se torna a própria verdade, enquanto que o sobrevivente, um sujeito ferido, múltiplo e incompleto, se torna um “lugar de memória”, no sentido compreendido por Pierre Nora.

Militância e humor na “poesia de testemunho” de Leila Míccolis

Salgueiro, Wilberth
Fonte: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea Publicador: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
Exposição e problematização de alguns aspectos da categoria “literatura de testemunho”, redimensionando-a para o entendimento de parte da produção poética brasileira pós-1964. Proposição da categoria “poesia de testemunho” – adaptado do escritor português Jorge de Sena – para a obra de Leila Míccolis, paradigmática daquela produção, seja pela abordagem obsessiva do lugar das minorias, seja pelos recursos formais utilizados.

O testemunho como fonte de conhecimento

Colares, Lorrayne Bezerra Vasconcelos; Universidade de Brasilia
Fonte: Pólemos Publicador: Pólemos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.29%
Tendo grande importância em diversos aspectos da nossa vida, o testemunho está presente desde quando pedimos informação a alguém ou meramente acreditamos em nossas datas de nascimento. Porém, durante um enorme período na história da epistemologia, sua importância como fonte epistêmica geradora de conhecimento foi negligenciada. Analisando essa tradição e suas críticas, em primeiro lugar, analisaremos o trabalho de David Hume, no qual encontramos o primeiro ataque à noção de testemunho como fonte transmissora de informação e geradora de conhecimento, e, além disso, o estabelecimento das bases do individualismo epistemológico. Em seguida, serão expostos alguns dos mais recentes trabalhos a respeito da justificação testemunhal que se caracterizam como alternativas à visão humeana, como o não-reducionismo de C. A. J. Coady, o dualismo de Jennifer Lackey, o comunitarismo de Martin Kusch e o confiabilismo de Sanford C. Goldberg. Com esse panorama estabelecido, por fim, analisaremos se estamos ou não justificados em acreditar e conhecer a partir do testemunho de alguém e se o testemunho possui ou não importância epistêmica.

EPISTEMOLOGIA DO TESTEMUNHO: O TESTEMUNHO COMO FONTE DE JUSTIFICAÇÃO

Silva, Ronaldo Miguel
Fonte: Universidade Federal da Paraíba -UFPB Publicador: Universidade Federal da Paraíba -UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Filosofia analítica Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
O testemunho ganha estatuto epistêmico justamente pela sua indispensabilidade. Uma tese amplamente difundida, reacendendo forte interesse entre a classe dos atuais epistemólogos, é a de que o testemunho é uma fonte de crenças penetrante e natural, no qual muitas das crenças nele fundamentadas constituem conhecimento e estão justificadas. Desse modo, face à relevância do estatuto epistêmico do testemunho, este artigo propõe, sob tríplice aspecto: i) mostrar a origem do cenário histórico a partir do qual permeiam os debates contemporâneos da epistemologia do testemunho; ii) apresentar as principais teses de discussões sob as quais versam as explicações sobre as condições em que a crença testemunhal pode ser qualificada como fonte básica de justificação; iii) propor um contraponto ao reducionismo, argumentando que o antirreducionismo é compatível com a concepção de monitoramento proposta por Elizabeth Fricker como condição para a justificação. Consequentemente, mediante a plausibilidade do argumento, pretende-se oferecer uma defesa a favor da tese antirreducionista. [doi:http://dx.doi.org/10.7443/problemata.v5i2.19900]