Página 1 dos resultados de 688 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Aliança terapêutica em terapia familiar sistémica com clientes voluntários e involuntários: microanálise das constribuições dos terapeutas

Figueiredo, Mafalda Joana da Silva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.33%
O presente estudo exploratório tem como principal objetivo analisar de que forma a mesma equipa de coterapeutas contribui para a aliança em terapia familiar sistémica, num caso com clientes voluntários e noutro com clientes involuntários. O recurso ao instrumento SOFTA (System for Observing Family Therapy Alliances) permitiu uma análise observacional do tipo e frequência dos comportamentos do sistematerapeutas após manifestações negativas dos clientes, na primeira e quarta sessões dos dois casos. Os resultados demonstram que, apesar das intervenções dos terapeutas serem sempre positivas e maioritariamente com o intuito de contribuir para o Envolvimento dos clientes na terapia, no caso da família involuntária as suas contribuições para a aliança são mais imediatas às manifestações negativas dos clientes e mais diversificadas em termos da sua qualidade. São discutidas algumas hipóteses que permitem explicar os padrões de comportamento observados, tendo em conta as características do sistema-terapeutas e do tipo de abordagem terapêutica utilizada, bem como as especificidades de cada família. É ainda feita referência às implicações dos resultados para a prática clínica.; This exploratory study mainly aims to analyze how the same cotherapists’ team contributes to the alliance in systemic family therapy in a case with voluntary clients and other with involuntary clients. The use of the SOFTA (System for Observing Family Therapy Alliances) instrument allowed an observational analysis of the type and frequency of the therapists’ contributions after clients’ negative manifestations in the first and fourth sessions of the two cases. The results demonstrate that...

Relação entre características dos terapeutas e contributos para a força da aliança terapêutica no contexto da terapia familiar sistémica

Abreu, Mafalda Sofia Soares
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.27%
O presente estudo exploratório tem como principal objetivo perceber, no contexto da terapia familiar, de que forma determinadas características pessoais (sexo, idade, estado civil) e profissionais (nível de formação, experiência clínica) dos terapeutas se relacionam com os seus contributos para a aliança terapêutica. A prossecução desse objetivo foi operacionalizada tendo por base a análise da 1ª sessão e recorrendo à utilização do SOFTA-o (System for Observing Family Therapy Alliances), o qual permite uma análise observacional dos contributos verbais, não-verbais, positivos e negativos para a aliança dos 31 terapeutas que compõem a amostra. Os resultados demonstraram que, os terapeutas com mais de 40 anos, casados, com formação completa e/ou incompleta e com alguma ou muita experiência clínica foram os que contribuíram mais para a construção da aliança nas dimensões Envolvimento e Conexão Emocional. Nas dimensões Segurança e Partilha de Objetivos da aliança nenhuma das variáveis obtiveram diferenças significativas. Posteriormente, são discutidas algumas hipóteses que permitem explicar os resultados obtidos tendo em conta as características dos terapeutas.; This exploratory study has as main objective to perceive...

Evolução da aliança, expetativas e efeitos da terapia familiar sistémica ao longo do processo terapêutico. Ponto de vista do terapeuta

Azevedo, Juliana Oliveira Moreira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.41%
O presente estudo exploratório tem como principal finalidade estudar a perspetiva do terapeuta em relação aos efeitos da terapia, às expetativas e à aliança terapêutica, ao longo do processo terapêutico em terapia sistémica familiar e de casal. Propõe-se igualmente analisar o impacto de determinadas variáveis do terapeuta nos resultados obtidos. A prossecução destes objetivos foi operacionalizada através da utilização de três instrumentos: o System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA, 2006; Friedlander, Escudero, & Heatherington), o Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation (SCORE, 2006; Stratton, Janes, & Lask) e a Ficha de Avaliação das Expetativas. Estes instrumentos foram aplicados em três momentos específicos da terapia (1ª, 4ª e 7ª sessões) a uma amostra constituída por 16 terapeutas, resultando num total de 16 processos completos. Os resultados permitem concluir que os terapeutas percecionam melhorias na família ao longo das sessões, pontuando a relação terapêutica de forma constante e com valores médios. Algumas variáveis do terapeuta (e.g. o tipo de formação e os anos de experiência em terapia familiar sistémica) parecem ter impacto nas expectativas do terapeuta ao longo do processo terapêutico...

Terapia familiar sistémica com famílias voluntárias e involuntárias: Contribuições dos terapeutas para a aliança terapêutica

Moura, Ana Rita Valente Paz
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.32%
O presente estudo tem como principal objetivo perceber se os terapeutas contribuem para a construção da aliança terapêutica de forma distinta com famílias involuntárias e voluntárias. Mais concretamente, esta investigação visa comparar os contributos dos terapeutas (em regime de coterapia) para a aliança terapêutica, em ambas as condições. A prossecução desse objetivo geral foi operacionalizado através da utilização do System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA - Friedlander, Escudero, & Heatherington, 2006), aplicado a uma amostra portuguesa constituída por 40 casos arquivados de terapia familiar, subdividida em 20 casos com famílias involuntárias e 20 casos com famílias voluntárias. Os resultados da primeira sessão revelam a existência de diferenças estatisticamente significativas nos contributos dos terapeutas em duas dimensões, Envolvimento no Processo Terapêutico e Sentimento de Partilha de Objetivos dentro da Família, com resultados superiores para o grupo de famílias involuntárias. Na 4ª sessão não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre as subamostras, em nenhuma das dimensões da aliança terapêutica. Da primeira para a quarta sessão, também não foram encontradas diferenças nos contributos dos terapeutas...

Relação entre ciclo vital da família e evolução da aliança terapêutica e dinâmica familiar numa amostra de sujeitos em terapia familiar sistémica

Felício, Irina Laura Garcia
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.4%
O presente estudo exploratório tem como principal objetivo analisar a evolução do processo terapêutico em função das etapas do ciclo vital da família. De modo a cumprir esta finalidade foi administrado um conjunto de questionários de avaliação, em dois momentos distintos da terapia (1ª e 4ª sessões), a clientes que recorreram a serviços de terapia familiar e de casal, nomeadamente: o Family Crisis Oriented Personal Evaluation Scales (F-COPES, 1981; McCubbin, Olson, & Larsen); o Quality of Life (QOL, 1982; Olson & Barnes); o Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation (SCORE, 2010; Stratton, Bland, Janes, & Lask) e o System for Observing Family Therapy Alliances (SOFTA-s, 2002; Friedlander & Escudero). O estudo baseia-se numa amostra portuguesa de 55 clientes, tendo sido analisadas somente três etapas do ciclo vital da família, nomeadamente, as famílias com filhos em idade escolar, filhos adolescentes e filhos adultos. Os resultados revelaram que as “famílias com filhos na escola” apresentaram uma evolução mais positiva em termos da aliança terapêutica (escala global, Envolvimento no processo e Conexão emocional), as “famílias com filhos adultos” demonstraram uma evolução positiva no funcionamento familiar...

Família com filhos adolescentes: a complexidade... e no fim terapia de casal

Seabra, Paulo; Negrão, Rui
Fonte: Federarión Española de Associaciones de Terapia Familiar Publicador: Federarión Española de Associaciones de Terapia Familiar
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.36%
A complexidade da adolescência traz as famílias, a necessidade de uma adaptação permanente de forças, que advém de todos os seus membros. A sustentabilidade do sistema assenta no subsistema casal que no nosso entender deve ser avaliado e estimulado, com o objectivo primordial de ser fortalecido, para dar sustentabilidade ao “todo” familiar. Sabemos que muitas vezes a deterioração da conjugalidade deteriora o exercício da parentalidade, o que na prática, vai se manifestar na deterioração de todas as relações dos diferentes sub sistemas. Apresentamos um caso de terapia familiar que, começando a abordagem, pelos sintomas de uma vivência conturbada da adolescência, a intervenção vai se focar, na terapia com o casal.

A co-construção da hipótese sistémica em terapia familiar

Relvas, Paula
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1996 POR
Relevância na Pesquisa
56.41%
No presente artigo, a autora debruça-se sobre um dos instrumentos conceptuais fundamentais na terapia familiar sistémica, a saber, a hipótese sistémica. Apresenta numa primeira parte a conceptualização original de hipótese sistémica formulada pela Escola de Milão, a forma como é concebida no modelo estrutural de Minuchin e como está implícita no modelo estratégico através da noção de reenquadramento. Refere-se, ainda, ao papel e função da hipótese na condução do processo terapêutico. Na segunda parte, partindo da renovação epistemológica construtivista da terapia familiar (terapia familiar de segunda ordem), redefine- -se a hipótese como co-construção desenvolvida a partir da relação terapeuta-cliente, perspectiva em que é claramente entendida como metodologia e motor de mudança. A concluir discute-se o modo como a reconceptualização da hipótese sistémica é operacionalizada no modelo terapêutico seguido no NUSIAF, quer na própria sessão, quer ao longo de todo o processo terapêutico.; ABSTRACT: This article is about an important issue in Family Therapy: the systemic hypothesis. In the first part, we describe the original conceptualisation made by the Milan School, as well as the place that structural and strategic approaches give to this therapeutic instrument. We also emphasised the functional value of the hypothesis in the therapeutic process. In the second part...

Momentos marcantes na construção da mudança em terapia familiar

Rasera,Emerson F.; Guanaes,Carla
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.27%
Assumindo as contribuições construcionistas sociais, esse estudo visa compreender o processo de produção de sentidos sobre a mudança em terapia familiar. Para isso, analisamos o processo terapêutico de uma família a partir da transcrição integral das sessões vídeo-gravadas. Baseado no método da poética social, buscamos identificar momentos marcantes do processo terapêutico vividos pelos terapeutas e familiares. Nossa análise apontou que a construção conversacional da mudança terapêutica foi marcada pelo deslocamento do discurso do problema individual para o da responsabilidade compartilhada, em que a definição do problema como algo individual foi desconstruída, passando o mesmo a ser considerado relacionalmente. Concluímos que o investimento dos terapeutas na construção de uma atmosfera dialógica e não-avaliativa foi fundamental para a emergência desses sentidos de mudança.

Feminismo e terapia: a terapia feminista da família - por uma psicologia comprometida

Narvaz,Martha Giudice; Koller,Sílvia Helena
Fonte: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Publicador: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
56.33%
O objetivo deste trabalho é destacar a terapia feminista da família enquanto abordagem crítica no campo das psicoterapias e das terapias familiares. Inicialmente, descrevemos o feminismo enquanto campo político, teórico e epistemológico, bem como a incorporação do paradigma feminista ao campo das psicoterapias. Descrevemos também o surgimento da vertente feminista da terapia familiar e as principais críticas feministas às terapias familiares sistêmicas tradicionais. Ao final, destacamos a terapia feminista da família como uma prática comprometida com a crítica dos saberes hegemônicos instituídos sobre os papéis e lugares dos gêneros na trama do social.

Terapia familiar sistêmica e idosos: contribuições e desafios

Couto,Maria Clara P. de Paula; Prati,Laíssa Eschiletti; Falcão,Deusivania Vieira da Silva; Koller,Sílvia Helena
Fonte: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Publicador: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.49%
O presente artigo descreve algumas intervenções clínicas de orientação sistêmica que podem ser realizadas com a população idosa. Quatro modalidades terapêuticas são abordadas: a terapia individual com idosos, a terapia de casal na terceira idade, o atendimento familiar com membros idosos e o idoso percebido como recurso à terapia familiar. Partindo de alguns conceitos desenvolvidos pela literatura da área, descrevemos situações prototípicas vivenciadas na terapia sistêmica com os desafios específicos desse momento de ciclo vital. O idoso pode ser percebido como um peso/fardo ou como um recurso pelo sistema familiar ao qual pertence, e até por ele mesmo. Por outro lado, a velhice bem-sucedida reflete um posicionamento pessoal que é intimamente influenciado pelas relações no sistema familiar dos idosos.

Formación de terapeutas en un programa de especialización en terapia familiar sistémica

Alvear Mendoza,María Loreto; Jerez Bezzenberger,Rocio Macarena; Lucero Chenevard,Claudia
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 ES
Relevância na Pesquisa
66.27%
El objetivo de este estudio fue construir una descripción teórica que explique cómo los terapeutas del Programa de Especialización en Terapia Familiar Sistémica de la Universidad de La Frontera, llegan a ser Terapeutas Familiares Sistémicos. La investigación utilizó metodología cualitativa, empleando teoría fundamentada y técnica de entrevista focalizada. La población correspondió a los diversos actores implicados en el proceso; considerando como parte del mismo, tanto a terapeutas formados, en formación, formadores y supervisores. Se propone que la formación es permanente, potenciado por un sistema de formación que emerge en el programa. Este estudio pretende aportar al conocimiento de la formación de terapeutas, así como a espacios académicos, y particularmente a programas de formación sistémica.

O processo de construção de sentidos sobre mudança em Terapia Familiar; The construction of meaning on change in Family Therapy

Biagi, Berenice Araújo Dantas de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.46%
A mudança terapêutica tem sido amplamente pesquisada em Psicologia Clínica, utilizando-se uma diversidade de métodos de pesquisa na produção de conhecimento sobre a mesma. Contudo, há poucas pesquisas empíricas sobre a mudança em Terapia Familiar sustentadas por uma perspectiva construcionista social e, especialmente, pela poética social. Essa perspectiva define a conversa terapêutica como atividade dialógica e a poética nos remete para “dentro” de tais conversas, evidenciando seus efeitos construtivos. Assim, neste estudo, buscamos este entendimento do processo de produção de sentidos sobre a mudança terapêutica construído no contexto de atendimento em Terapia Familiar. Visamos especificamente: a) identificar momentos marcantes do processo terapêutico; e b) articulá-los a uma narrativa de mudança da família. Nesta pesquisa, analisamos o processo terapêutico de duas famílias a partir da transcrição integral das sessões áudio-gravadas. Os participantes da pesquisa foram dois núcleos familiares constituído por: a) mãe e filha; e b) três irmãs. Os passos da análise consistiram na: a) leitura exaustiva e curiosa das sessões transcritas com vistas a apreender o dinamismo do processo conversacional; b) identificação de momentos marcantes do processo terapêutico...

Salud y funcionalidad de las familias reconstituidas en proceso de terapia familiar

Galatsopoulou, Eleni
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
56.38%
OBJETIVOS Nos hemos propuesto identificar aspectos funcionales y estructurales de las familias reconstituidas en tratamiento, así como el estado de salud relacionado con la calidad de vida de sus miembros. Marcamos como objetivos específicos: identificar estos aspectos funcionales y estructurales particulares de las familias reconstituidas en los diferentes subsistemas; medir la calidad de vida relacionada con la salud de los menores; analizar la salud general de los adultos y la tensión de rol de los padrastros y las madrastras; analizar el impacto de variables clínicas y sociodemográficas en la calidad de vida de sus miembros; evaluar si existe una relación entre la tensión de rol y la calidad de vida de los adultos; y hacer propuestas de mejora en la asistencia terapéutica de estos pacientes. METODOLOGÍA Se trata de un estudio descriptivo transversal realizado durante los años 2010-2013 y llevado a cabo en dos períodos en un contexto clínico, el Instituto Alicantino de la Familia. La primera parte ha consistido en un análisis documental retrospectivo de historias clínicas de familias reconstituidas en tratamiento, complementado por métodos cualitativos. La segunda parte ha consistido en un estudio prospectivo observacional con instrumentos estandarizados (Kidscreen...

Terapia familiar sistêmica e idosos: contribuições e desafios; Systemic family therapy and the elderly: contributions and challenges

COUTO, Maria Clara P. de Paula; PRATI, Laíssa Eschiletti; FALCÃO, Deusivania Vieira da Silva; KOLLER, Sílvia Helena
Fonte: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Publicador: Departamento de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.49%
O presente artigo descreve algumas intervenções clínicas de orientação sistêmica que podem ser realizadas com a população idosa. Quatro modalidades terapêuticas são abordadas: a terapia individual com idosos, a terapia de casal na terceira idade, o atendimento familiar com membros idosos e o idoso percebido como recurso à terapia familiar. Partindo de alguns conceitos desenvolvidos pela literatura da área, descrevemos situações prototípicas vivenciadas na terapia sistêmica com os desafios específicos desse momento de ciclo vital. O idoso pode ser percebido como um peso/fardo ou como um recurso pelo sistema familiar ao qual pertence, e até por ele mesmo. Por outro lado, a velhice bem-sucedida reflete um posicionamento pessoal que é intimamente influenciado pelas relações no sistema familiar dos idosos.; This study aims to describe some systemic clinical interventions focused on the treatment of elderly individuals. Four different therapeutics modes are explored: individual therapy, couple's therapy, family therapy with elder family members, and accessing elder members to help in the family therapy process. Some prototype situations in therapy with elderly individuals are discussed, taking into account some concepts developed in family therapy. The elderly can be perceived by the family...

Momentos marcantes na construção da mudança em terapia familiar; Arresting moments in the construction of change in family therapy

RASERA, Emerson F.; GUANAES, Carla
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.27%
Assumindo as contribuições construcionistas sociais, esse estudo visa compreender o processo de produção de sentidos sobre a mudança em terapia familiar. Para isso, analisamos o processo terapêutico de uma família a partir da transcrição integral das sessões vídeo-gravadas. Baseado no método da poética social, buscamos identificar momentos marcantes do processo terapêutico vividos pelos terapeutas e familiares. Nossa análise apontou que a construção conversacional da mudança terapêutica foi marcada pelo deslocamento do discurso do problema individual para o da responsabilidade compartilhada, em que a definição do problema como algo individual foi desconstruída, passando o mesmo a ser considerado relacionalmente. Concluímos que o investimento dos terapeutas na construção de uma atmosfera dialógica e não-avaliativa foi fundamental para a emergência desses sentidos de mudança.; Considering social constructionist contributions, this study intents to comprehend the meaning making process about change in family therapy. We analyzed the therapeutic process of a family based on the transcripts of video-taped sessions. Anchored in the social poetics practice, we aimed to identify some arresting moments of the therapeutic process lived by the therapists and the family members. Our analysis pointed out that the conversational construction of the therapeutic change was marked by the displacement from an individual problem discourse to one of shared responsibility...

Diseño del manual de procedimientos y protocolos para un centro de diagnóstico, asesoría y terapia familiar

Correa Alcila, Diana Isabel; Garzón Montañez, Nidia Patricia; Ariza de Serrano, Marcela, dir.; Cabrera de Otoya, Victoria, dir.; Guevara Martín, Ivon, dir.
Fonte: Universidade La Sabana Publicador: Universidade La Sabana
Tipo: Tese de Doutorado
ES
Relevância na Pesquisa
56.35%
El presente estudio de investigación plantea el diseño de un Manual de Procedimientos y Protocolos para un Centro de Diagnóstico, Asesoría y Terapia Familiar, aprovechando los recursos de la Universidad de la Sabana, del Instituto de la Familia y de la Clínica Universitaria Teletón, atendiendo a la población que es objeto de sus servicios y de aquellas familias y personas con algún tipo de discapacidad ya sea intelectual, física, auditiva, visual, producto de enfermedades poco comunes y de trastornos emocionales y psicológicos. Esta manual detallará las funciones que debe cumplir la asesoría familiar, sus beneficiarios, el orientador, el terapeuta y la terapia familiar, de modo que se de una atención integral a la familia atendiendo su problemática desde diferentes disciplinas.

La terapia familiar en la resignificación transgeneracional del incesto

Garciandía Imaz,José Antonio; Samper Alum,Jeannette
Fonte: Revista Colombiana de Psiquiatría Publicador: Revista Colombiana de Psiquiatría
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 ES
Relevância na Pesquisa
66.37%
Introducción: Este artículo está basado en un proceso de psicoterapia de familia y aborda los esfuerzos de una familia en la resignificación de experiencias dolorosas para la comprensión del incesto y la recanalización de la sexualidad en las generaciones futuras. Objetivo: A partir de un evento incestuoso traumático en la tercera generación de una familia, se busca crear un contexto conversacional donde puedan mirar el pasado para crear nuevas historias y acciones a través de una terapia familiar. Método: Análisis cualitativo de un caso clínico de terapia familiar transgeneracional. Resultado y conclusiones: El incesto, más allá de ser un acontecimiento circunscrito a un evento, está conectado con la historia, la cultura y las generaciones familiares.

Efectividad de un programa de terapia de familia en niños asmáticos con familias disfuncionales

Berbesí Fernández,Dedsy Yajaira; García Jaramillo,Margarita; Segura Cardona,Ángela; Posada Saldarriaga,Ricardo; Serna Escobar,Paula
Fonte: Revista Clínica de Medicina de Familia Publicador: Revista Clínica de Medicina de Familia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/10/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
56.44%
Objetivo: Demostrar la efectividad de la terapia familiar como método adicional en el tratamiento del asma, para la mejoría de los síntomas, la función pulmonar y la disminución de las crisis en niños que forman parte de familias disfuncionales. Diseño del estudio: Se realizó un estudio de intervención antes-después. Emplazamiento: Seis instituciones de salud de la ciudad de Medellín, Colombia. Participantes: Veinticinco niños con diagnóstico de asma y familias con disfunción familiar, en el año 2011. Mediciones principales: Análisis antes y después de la intervención familiar utilizando las pruebas de Wilcoxon y McNemar. La significación estadística fue considerada con un valor de p < 0,05. Resultados: Antes de la intervención el 68% de los niños tenían asma no controlada, y luego de la terapia familiar, al finalizar el año de seguimiento, la persistencia del asma no controlada fue del 4%. Se reportó una gran mejoría de los síntomas clínicos tras la intervención en la familia, y la CVF y el VEF1 mostraron un aumento significativo (p < 0,01). Conclusiones: La instauración de cambios en la dinámica familiar logra disminuir los síntomas, las crisis asmáticas y lleva a un mayor control de la enfermedad en los niños; es por esto que la evaluación de la dinámica familiar debe considerarse una parte fundamental en el abordaje integral del paciente pediátrico con asma.

La terapia cognitivo conductual en el tratamiento de la depresión del trastorno bipolar tipo I

Chávez-León,Enrique; Benitez-Camacho,Erika; Ontiveros Uribe,Martha Patricia
Fonte: Instituto Mexicano de Psiquiatría Ramón de la Fuente Publicador: Instituto Mexicano de Psiquiatría Ramón de la Fuente
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 ES
Relevância na Pesquisa
56.41%
A pesar de la farmacoterapia, tratamiento esencial del trastorno bipolar I, un porcentaje importante de pacientes experimenta nuevos episodios afectivos. La terapia cognitivo conductual (TCC), la psicoterapia interpersonal y ritmo social y la terapia familiar focalizada, lo mismo que la psicoeducación, enfoques psicosociales útiles en el tratamiento del trastorno bipolar, comparten el énfasis en el empoderamiento del paciente para convertirlo en participante activo de su tratamiento. La adición de la TCC al tratamiento tiene como objetivos aliviar los síntomas depresivos, restablecer el funcionamiento psicosocial y prevenir la aparición de nuevos episodios afectivos. Aunque la investigación es limitada, en este trabajo se describen las bases teóricas y los estudios empíricos que avalan el uso de la TCC como una intervención psicosocial indispensable. Objetivos El presente trabajo tuvo como objetivo demostrar la utilidad de la TCC como tratamiento coadyuvante en la depresión del trastorno bipolar I para los síntomas residuales, la adherencia y el cumplimiento del tratamiento, la conciencia y la comprensión del trastorno bipolar, la identificación temprana de los síntomas de los episodios afectivos y el desarrollo de habilidades de afrontamiento. Método Se revisaron los ensayos clínicos controlados acerca de la utilidad de la TCC como tratamiento del paciente con depresión del trastorno bipolar I. Resultados La TCC aumenta la adherencia al tratamiento farmacológico...

La investigación en terapia familiar

Díaz Oropeza,Ismael Fernando
Fonte: Instituto Tecnológico y de Estudios Superiores de Monterrey, División de Humanidades y Ciencias Sociales Publicador: Instituto Tecnológico y de Estudios Superiores de Monterrey, División de Humanidades y Ciencias Sociales
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 ES
Relevância na Pesquisa
66.41%
El propósito de este trabajo es presentar un panorama sobre el desarrollo de la investigación empírica en la terapia familiar. Por lo cual, se abordan las tradiciones de investigación en psicoterapia, a saber los estudios sobre los resultados, los procesos y el progreso. Estas tradiciones han ido generando nuevas tendencias de indagación, como son los estudios sobre los factores comunes y específicos, la efectividad y la eficacia de la terapia y el intento de validar empíricamente los tratamientos. Después de varias décadas de investigación, se ha demostrado que la terapia familiar es eficaz y efectiva. Sin embargo, los mecanismos mediante los cuales se produce el cambio son aún fuente de intenso debate e investigación.