Página 1 dos resultados de 514 itens digitais encontrados em 0.160 segundos

Efeitos da terapia de laser de baixa intensidade após contusão muscular

Araújo, José Pedro Lopes de Castro
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.01%
Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciado em Fisioterapia; Objectivo: Determinar a efectividade da terapia de laser de baixa intensidade na recuperação muscular após contusão. Metodologia: Pesquisa computorizada nas bases de dados B-on, através da Pubmed/Medline para identificar estudos experimentais randomizados controlados que avaliaram o efeito da terapia de laser de baixa intensidade na recuperação muscular após contusão. Resultados: Nesta revisão foram incluídos 9 estudos experimentais randomizados controlados. Dos estudos incluídos nesta revisão, 3 referem-se à terapia de laser de Arsenieto de Gálio (AsGa), 3 referem-se à terapia de laser de Arsenieto de Gálio e Alumínio (AsGaAl), 2 referem-se à terapia de laser de Alúminio Gálio Índio Fósforo (AlGaInP) e 1 refere-se à terapia de laser de Hélio-Néon (HeNe), após contusão muscular. Conclusão: A evidência consultada nesta revisão sistemática sugere que a terapia de laser de baixa intensidade desempenha um papel importante na recuperação muscular após contusão, nomeadamente através da utilização de terapias de laser de AsGa, AsGaAl, AlGaInP e HeNe. Os vários tipos de laser apresentam benefícios...

Efeito da terapia com laser em baixa intensidade (LILT) na expressão de fatores de crescimento da família FGF por fibroblastos gengivais humanos; Low-intensity laser therapy (LILT) effects on fibroblast growth factors expression by human gingival fibroblasts

Damante, Carla Andreotti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
65.89%
A terapia com laser em baixa intensidade, conhecida como Low-intensity laser therapy (LILT), tem sido alvo de pesquisas que buscam esclarecer os mecanismos pelos quais o laser age na cicatrização de feridas. Este processo é dependente da transmissão de sinais entre epitélio e conjuntivo, os quais influenciam a proliferação e a migração celular, onde participam fatores de crescimento. O objetivo desta pesquisa foi verificar os efeitos da radiação com lasers vermelho e infravermelho em baixa intensidade na produção de fatores de crescimento por fibroblastos in vitro. Foi obtida uma cultura primária de fibroblastos gengivais humanos (linhagem FGH). As células foram cultivadas em placas de 96 poços (5 x 103 células /poço), em estado de quiescência (meio de cultura suplementado com 1% de soro fetal bovino) e irradiadas com lasers de diodo (AlGaAs - 660nm, e AlGaInP - 780nm). O laser em modo contínuo, foi aplicado em contato e na forma pontual. A potência utilizada foi de 40mW numa área de 0,042cm2 e com densidades de energia de 2, 3, 4, 5 e 6J/cm² com respectivos tempos de aplicação de 2, 3, 4, 5 e 6s. As culturas foram irradiadas duas vezes com 6h de intervalo. Os grupos controle positivo e negativo foram cultivados com 10% e 1% de soro fetal bovino...

Efeitos da terapia a laser de baixa intensidade (685 e 830 nm) na taxa de proliferação bacteriana e na cicatrização de feridas cutâneas em modelo animal; Effects of low-level laser therapy (685 and 830 nm) in bacterial growth and wound healing in animal models

Libanore, Daniel Zucchi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
95.94%
Recursos fisioterapêuticos tem sido utilizados no tratamento de úlceras de perna como a terapia a laser de baixa intensidade. A contaminação bacteriana dessas úlceras é freqüente constituindo-se numa importante complicação da cicatrização. Assim, busca-se investigar os efeitos dessa terapêutica frente às culturas de diferentes espécies bacterianas in vitro e in vivo. Utilizou-se aparelho laser modelo Theralase III-DMC (685 e 830 nm) e diferentes doses (1,2 e 4J). Foram utilizados bactérias, S. aureus ATCC 6538 (Gram+) e P. aeruginosa ATCC 15442 (Gram-), reativadas em B.H.I.Agar inclinado a 37 graus C/24h. Após as bactérias foram re-suspensas em B.H.I. caldo/37 graus Celsius/20h, centrifugadas 3x/15min/4.500rpm, seguida de lavagens e homogeneização. A suspensão foi diluída em placas de cultura celular de 96 poços, submetidas a diluições seriadas sucessivas, encontrando as diluições ideais de '10 POT.-12' bactérias/ml para S. aureus e '10 POT.-15' bactérias/ml para P. aeruginosa. As soluções bacterianas foram irradiadas com laser de diferentes comprimentos de onda (685 e 830 nm) e diferentes doses (1, 2 e 4J). Dez micro litros da solução bacteriana do último poço foram semeados em placa de petri nos meios Mc Conkey Agar e B.H.I.-Agar bactérias Gram positiva e negativa respectivamente para posterior contagem das unidades formadoras de colônia (U.F.C.´s.). Foram semeadas 10 placas para cada dose de diferente comprimento de onda e espécie bacteriana diferente e 10 placas para o grupo controle...

Mapeamento dúplex-Doppler colorido na avaliação da eficácia do Laser de baixa intensidade para o tratamento da tireoidite crônica autoimune: ensaio clínico randomizado placebo-controlado; Color Doppler ultrasonography in the evaluation of efficacy of the low-intensity Laser therapy of chronic autoimmune thyroiditis: placebo-controlled randomized clinical trial

Höfling, Danilo Bianchini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.85%
INTRODUÇÂO: A tireoidite crônica autoimune (TCA) é a principal causa de hipotireoidismo adquirido, o qual requer tratamento contínuo com levotiroxina (LT4). Até o momento, não há terapia capaz de regenerar o tecido tireóideo lesado e melhorar sua função. Como a terapia com Laser de baixa intensidade (LILT) foi eficaz em outras doenças autoimunes, bem como na regeneração de vários tecidos, o objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia do Laser de baixa intensidade no tratamento de pacientes com hipotireoidismo decorrente de tireoidite crônica autoimune utilizando-se os seguintes parâmetros de resposta: a) o mapeamento dúplex-Doppler colorido da tireoide; b) a função tireóidea estimada pela dose de LT4 necessária para manter as concentrações séricas de T3 total, T4 total, T4 livre e TSH normais; c) as concentrações séricas de anticorpos antiperoxidase tireóidea (TPOAb) e antitireoglobulina (TgAb). MÉTODOS: Trata-se de ensaio clínico randomizado, placebo-controlado, conduzido no Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, de março de 2006 a março de 2009, no qual foram incluídos 43 pacientes com hipotireoidismo causado por TCA. Todos eles apresentavam altas concentrações séricas de TPOAb e/ou TgAb e padrão ultrassonográfico compatível com TCA. Os pacientes foram randomizados em grupo L (submetido à LILT...

Efeitos da terapia com laser baixa potência em melanoma: ensaios in vitro; Efects of low level laser therapy on melanoma an in vitro study

Santos, Antonio José da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.86%
Embora a terapia com uso de laser de baixa potência (TLBP) seja uma modalidade terapêutica amplamente estudada no meio científico, sua aplicação na clínica médica ainda gera controvérsias, já que a literatura reporta que a TLBP é capaz de promover a proliferação e diferenciação de células tumorais. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da TLBP no crescimento celular usando como modelo a linhagem B16F10 de melanoma murino em estado de homeostase e estado redox, além de verificar o comportamento quimiotáxico da linhagem B16F10 por meio do ensaio de migração transwell em resposta à TLBP em diferentes densidades de energia. Foram montados cinco grupos experimentais utilizando um laser de emissão vermelha em λ = 660 nm: Grupo controle (GC) onde nenhuma irradiação foi realizada; G30 (30J/cm2); G60 (60J/cm2); G90 (90J/cm2); G120 (120J/cm2); G150 (150J/cm2), com as respectivas doses utilizadas. Todos os experimentos foram realizados em triplicata e os resultados obtidos foram submetidos à análise estatística. Sob as condições experimentais deste estudo, nossos resultados mostram que a TLBP neste comprimento de onda não promoveu mudanças no metabolismo celular nos tempos de 48 h e 72 h, independente do estado nutricional. Foi possível observar mudança no padrão de comportamento quimiotáxico da linhagem celular B16F10 irradiadas com laser de emissão vermelha.; The low power lasers (TLBP) is a therapeutic modality widely studied in scientific field...

Avaliação tomográfica e histomorfométrica da influência da terapia a laser de baixa intensidade sobre o reparo tecidual perimplantar em mandíbulas de coelhos; Tomographic and histomorphometric evaluation of the influence of low level laser therapy on the peri-implant tissue repair in jaws of rabbits

Massotti, Fabrício Poletto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.82%
Introdução: A terapia a laser de baixa intensidade (LLLT) é uma importante ferramenta na biomodulação tecidual quando do processo cicatricial de uma ferida ou dano cirúrgicos. A sua aplicação favorece o reparo ósseo na região de implantes dentários. Objetivos: Avaliar as alterações no processo de reparo ósseo perimplantar em alvéolo do incisivo inferior de coelho após exodontia seguido da instalação imediata de um implante osseointegrável, irradiado ou não com laser de baixa intensidade (AsGaAl) em diferentes parâmetros através da análise da densidade de imagem perimplantar por tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) e histomorfométrica da interação entre osso e implante. Verificar a aplicabilidade da TCFC no controle pós-operatório de implantes dentários através de correlação com a microscopia óptica. Metodologia: A amostra foi composta por vinte e quatro fragmentos de mandíbulas dissecadas de coelhos contendo um implante dentário colocado após a exodontia. A distribuição das amostras foi realizada de forma que cada grupo conteve seis mandíbulas, sendo um grupo controle (C) e três grupos experimentais (EI, EII, EIII) seguindo o padrão de aplicação da laserterapia, nos animais in vivo durante 13 dias. O grupo controle recebeu aplicação de laser placebo. O grupo EI recebeu dose de 70J/cm2...

Efeito da terapia com laser de baixa intensidade na dor e disfunção mandibular

Venâncio, Roberta de Abreu
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 114 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
65.86%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Reabilitação Oral - FOAR; O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia da LILT em 30 pacientes portadores de dor e disfunção mandibular a partir da realização de um estudo aleatório do tipo duplo-cego. A amostra, dividida em um grupo experimental (1) e um grupo controle (2) foi submetida ao tratamento com laser infravermelho (780 nm, 30 mW, 10 seg., 6,3 J/cmø) em três pontos próximos à ATM comprometida. A efetividade do tratamento foi avaliada ao longo de 6 sessões e após 15, 30 e 60 dias do fim da terapia, a partir da utilização da EAV, da amplitude de movimentos mandibulares e do limiar de dor à pressão da ATM. Os resultados mostraram redução na EAV, melhora na abertura bucal, lateralidade direita e protrusão, e ausência de diferença estatisticamente significante com relação ao limiar de dor à pressão entre o grupo 1 e o grupo 2 ao final do período experimental. Concluiu-se que houve um efeito do laser sobre a dor e a disfunção mandibular, porém, que não pôde ser estabelecido de forma final e conclusiva. Desse modo, sugerimos a continuidade dos estudos nessa área, para se tentar definir com maior precisão o efeito de diferentes dosagens...

Reparo ósseo dedefeitos de tamanho crítico tratados com aspirado de medula óssea associado ou não a terapia com laser em baixa intensidade: estudo imunoistoquímico em calvárias de ratos

Santinoni, Carolina dos Santos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 102 f. : il. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
75.86%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 12/15138-5; Pós-graduação em Odontologia - FOA; This immunohistochemical study evaluated the influence of bone marrow aspirate (BMA) combined or not with low-level laser therapy (LLLT) on bone healing in surgically created critical-size defects (CSDs) in rat calvaria. 64 rats were randomly divided into 4 groups: C (control), BMA, LLLT and BMA/LLLT. A 5 mm diameter CSD was created in the calvarium of each animal. In Group C, the defect was filled by blood clot only. In Group BMA, the defect was filled with BMA. In groups LLLT and BMA/LLLT, the defect received laser irradiation (InGaAlP laser), was filled with blood clot or BMA respectively, and irradiated again. Animals were euthanized at either 15 or 30 days postoperative. Vascular endothelial growth factor (VEGF), proliferating cell nuclear antigen (PCNA), runt-related transcription factor-2 (Runx2), bone morphogenetic protein-2 (BMP-2), osteocalcin (OCN) and osteopontin (OPN) immunohistochemical staining were performed. A semi-quantitative method was used to evaluate VEGF immunolabeling. PCNA-positive, Runx2-positive, BMP-2-positive...

Monoterapia com Laser na Fasceíte Plantar

Matos, C; Castro e Cunha, A; Lorga, S; Cabral, ML; Oliveira, V
Fonte: Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação Publicador: Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
75.78%
Introdução: A fasceíte plantar (FP) constitui a causa mais frequente de dor no retropé. Está recomendada uma prova terapêutica inicial conservadora. Objetivos: Caraterizar fatores demográficos e sintomáticos, terapêutica prévia e resultados de monoterapia com laser. Material e Métodos: Estudo observacional retrospetivo (12 meses). O tratamento aplicado foi laser infravermelho (AsGa 904nm; densidade de energia 20J/cm2; potência de pico 200mW). Fez-se análise estatística descritiva e comparativa (nível de significância de 0,05). Resultados: Seguiram-se 32 doentes com FP, com idade média de 54,28 anos (24–86; DP 13,95), 66% mulheres, Índice de Massa Corporal (IMC) médio de 30,18Kg/m2 (17,91-41,13; DP 5,19), 75% unilaterais, tempo médio de evolução de 6,28 meses (0,2-24; DP 6,82), 21 tinham feito previamente farmacoterapia e 12 outros tratamentos de MFR. O nível de dor inicial (END) médio foi 7,31 (5-10; DP 1,38). Dos 26 doentes tratados (6 perdas), 24 (92,3%) reportaram melhoria. O número médio de sessões foi 28,5 (11– 60; DP 14,01). O nível médio de dor final foi 0,75 (0-5; DP 2,37), com melhoria média de 89,7% (28,6%-100%; DP 0,16) do nível de dor. A intensidade de dor inicial foi maior em doentes com IMC superior (p=0...

Monoterapia com Laser na Fasceíte Plantar

Matos, C; Castro e Cunha, A; Lorga, S; Cabral, ML; Oliveira, V
Fonte: Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação Publicador: Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
75.78%
Introdução: A fasceíte plantar (FP) constitui a causa mais frequente de dor no retropé. Está recomendada uma prova terapêutica inicial conservadora. Objetivos: Caraterizar fatores demográficos e sintomáticos, terapêutica prévia e resultados de monoterapia com laser. Material e Métodos: Estudo observacional retrospetivo (12 meses). O tratamento aplicado foi laser infravermelho (AsGa 904nm; densidade de energia 20J/cm2; potência de pico 200mW). Fez-se análise estatística descritiva e comparativa (nível de significância de 0,05). Resultados: Seguiram-se 32 doentes com FP, com idade média de 54,28 anos (24–86; DP 13,95), 66% mulheres, Índice de Massa Corporal (IMC) médio de 30,18Kg/m2 (17,91-41,13; DP 5,19), 75% unilaterais, tempo médio de evolução de 6,28 meses (0,2-24; DP 6,82), 21 tinham feito previamente farmacoterapia e 12 outros tratamentos de MFR. O nível de dor inicial (END) médio foi 7,31 (5-10; DP 1,38). Dos 26 doentes tratados (6 perdas), 24 (92,3%) reportaram melhoria. O número médio de sessões foi 28,5 (11– 60; DP 14,01). O nível médio de dor final foi 0,75 (0-5; DP 2,37), com melhoria média de 89,7% (28,6%-100%; DP 0,16) do nível de dor. A intensidade de dor inicial foi maior em doentes com IMC superior (p=0...

Fotocoagulação a laser em pacientes portadores de descolamento de retina regmatogênico periférico

Escarião,Paulo; Luchsinger,Paulo; Araujo,Eduardo Henrique
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.78%
OBJETIVO: Relatar uma série de casos de descolamento de retina sem envolvimento macular tratados com fotocoagulação a laser. MÉTODOS: Estudo tipo série de casos envolvendo 14 olhos de 12 pacientes com descolamento de retina regmatogênico sem envolvimento macular, retrospectivo, de intervenção. Olhos com procedimentos cirúrgicos prévios foram excluídos. A fotocoagulação a laser foi aplicada com três fileiras confluentes de spot de 300μm, posterior ao descolamento de retina, se extendendo até a ora serrata. A melhor acuidade visual corrigida pré e pós-operatória e a progressão do descolamento de retina foram registrados durante o estudo. RESULTADOS: Treze olhos necessitaram de apenas uma sessão de laser para conter o descolamento de retina. Apenas um olho necessitou de intervenção adicional por causa da evolução do descolamento de retina. Miopia foi encontrada em 7 olhos. Todos os pacientes mantiveram acuidade visual corrigida igual ou melhor que 20/30. CONCLUSÃO:Em casos bem selecionados, a fotocoagulação a laser pode ser considerada para o tratamento de descolamento de retina regmatogênico.

Modulação da proliferação fibroblástica e da resposta inflamatória pela terapia a laser de baixa intensidade no processo de reparo tecidual

Rocha Júnior,Adeir Moreira; Oliveira,Rodrigo Guerra de; Farias,Rogério Estevam; Andrade,Luiz Carlos Ferreira de; Aarestrup,Fernando Monteiro
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
95.91%
FUNDAMENTOS: Ao longo dos anos, diversos estudos têm sido realizados para compreender o processo de reparo tecidual, bem como os possíveis efeitos da terapia a laser no processo de cicatrização de feridas. OBJETIVOS: Investigar o comportamento de feridas cutâneas provocadas na região dorsal de ratos Wistar (Rattus norvegicus), que foram submetidos ao tratamento com laser de baixa intensidade, com 3,8 J/cm² de dosagem, 15mW de potência e tempo de aplicação de 15s. MÉTODOS: Os animais (n = 12) foram divididos em dois grupos, um controle e outro tratado com laser. Foram realizadas, no grupo tratado, três aplicações (imediatamente após o ato cirúrgico, 48 horas e sete dias após a realização das feridas cirúrgicas). Dez dias após o ato cirúrgico foram colhidas amostras das lesões de ambos os grupos para realização de estudo histopatológico e histomorfométrico. RESULTADOS: Foram evidenciados aumentos da neovascularização e da proliferação fibroblástica, e diminuição da quantidade de infiltrado inflamatório nas lesões cirúrgicas submetidas à terapia com laser. CONCLUSÃO: Os resultados em conjunto sugerem que a terapia a laser de baixa intensidade é um método eficaz no processo de modulação da reparação tecidual...

Ação da terapia com laser de baixa potência nas fases iniciais do reparo tecidual: princípios básicos

Piva,Juliana Aparecida de Almeida Chaves; Abreu,Elizângela Márcia de Carvalho; Silva,Vanessa dos Santos; Nicolau,Renata Amadei
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
75.84%
O objetivo do estudo foi revisar a literatura a respeito da terapia com laser de baixa potência e sua relação com as fases iniciais de reparo. Foram analisados 22 artigos, observando-se a utilização de diferentes doses e comprimentos de ondas (632,8 a 904 nm). Nos estudos in vitro, foram utilizadas doses entre 2,2 e 16 J/cm². A dose de 5 J/cm² tem sido apontada como responsável por mudanças significativas in vitro; porém, a dose de 16 J/cm² promove efeito inibitório sobre o crescimento celular em culturas. Em estudos in vivo, envolvendo animais, foram utilizadas doses entre 0,04 a 21 J/cm². Para estudos em humanos, foram utilizadas doses entre 1,8 a 16 J/cm². Conclui-se que a terapia com laser de baixa potência exerce efeitos anti-inflamatórios importantes nos processos iniciais da cicatrização: redução de mediadores químicos, de citocinas, do edema, diminuição da migração de células inflamatórias e incremento de fatores de crescimento, contribuindo diretamente para o processo de reabilitação tecidual. Porém, a falta de padronização dificulta a escolha de parâmetros ideais.

Inibição da expressão de ciclooxigenase 2 em feridas cutâneas de camundongos NOD submetidos à terapia a laser de baixa intensidade

Rocha,Carolina de Lourdes Julião Vieira; Rocha Júnior,Adeir Moreira; Aarestrup,Beatriz Julião Vieira; Aarestrup,Fernando Monteiro
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
95.8%
CONTEXTO: A terapia a laser de baixa intensidade (LLLT) tem sido relatada como importante moduladora da cicatrização de feridas cutâneas aumentando a proliferação fibroblástica associada ao aumento da expressão da citocina fator transformador de crescimento- β2 (TGF-βB2). OBJETIVO: No presente estudo foram avaliados os efeitos da LLLT sobre a expressão da enzima ciclooxigenase 2 (COX2) no sítio do reparo tecidual utilizando o modelo experimental com camundongos diabéticos não obesos (NOD) para estudar a cicatrização de feridas cutâneas. MÉTODOS: Foram utilizados 30 camundongos NOD, destes 14 ficaram diabéticos e foram divididos em dois grupos: o grupo I (n=7) foi submetido a um procedimento cirúrgico de feridas cutâneas e o grupo II (n=7) foi submetido a um procedimento cirúrgico de feridas cutâneas e tratados com LLLT. O grupo II foi submetido à LLLT nos seguintes parâmetros: 15 mW de potência, dose de 3,8 J/cm² e tempo de aplicação de 20 segundos. Após sete dias do ato cirúrgico e após aplicação do laser, os animais foram eutanasiados com sobredose de anestesia e amostras das feridas foram colhidas para posterior análise histopatológica, histomorfométrica e imuno-histoquímica. RESULTADOS: A LLLT promoveu a inibição da expressão da COX2 em feridas cutâneas de camundongos diabéticos. CONCLUSÃO: Em conjunto...

Analgesia durante o tratamento ortodôntico com o uso do laser de baixa intensidade: revisão sistemática

Barbosa,Kevan Guilherme Nóbrega; Sampaio,Thaíse Pereira Dantas; Rebouças,Patrícia Ravena Meneses; Catão,Maria Helena Chaves de Vasconcelos; Pereira,Jozinete Vieira; Gomes,Daliana Queiroga de Castro
Fonte: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor Publicador: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.84%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor é um sintoma clínico característico em estágios iniciais do tratamento ortodôntico. O objetivo deste estudo foi rever na literatura o uso da terapia a laser de baixa intensidade na redução da dor durante o tratamento ortodôntico. CONTEÚDO: Uma busca de títulos, resumos e artigos foram realizadas nas bases de dados Pubmed/Medline, Cochrane Library, LILACS e Scielo. Três pesquisadores realizaram de forma independente uma busca utilizando critérios de inclusão e exclusão definidos. Foram incluídos oito ensaios clínicos, sendo que seis deles verificaram redução significativa da dor após uso do laser terapêutico. CONCLUSÃO: Existe evidência científica de que o uso do laser de baixa intensidade diminui a sintomatologia dolorosa após colocação de elásticos ortodônticos e após realização de ajustes ortodônticos durante a movimentação dentária. O seu uso por profissionais da área é uma alternativa viável por apresentar menos efeitos colaterais em relação a analgésicos anti-inflamatórios, sendo bem indicado a pacientes alérgicos, crianças e pacientes com comprometimento sistêmico. No entanto, há a necessidade de investigações científicas adicionais que utilizem protocolos bem definidos.

Efeitos da terapia fotodinâmica e de uma única aplicação de laser de baixa potência em bactérias in vitro

Benvindo,Rogério Gubert; Braun,Graziela; Carvalho,Alberito Rodrigo de; Bertolini,Gladson Ricardo Flor
Fonte: Universidade de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
75.88%
O laser de baixa potência vem sendo usado para acelerar a cicatrização em úlceras de pressão devido a seus efeitos cicatrizante, antiinflamatório, antiedematoso e analgésico. No entanto, não há consenso quanto a seu efeito em úlceras infectadas. O objetivo deste estudo foi verificar o efeito bactericida da laserterapia e da terapia fotodinâmica (TFD) com laser de baixa potência, InGaP, 670 nm, em doses de 2, 4 e 6 J/cm², em bactérias gram-positivas e gram-negativas in vitro. Foram preparadas 32 placas de Petri com bactérias, 16 com Pseudomonas aeruginosa e 16 com Staphilococcus aureus. Aleatoriamente dividiu-se cada grupo em oito subgrupos (duas placas cada): três subgrupos tratados só com laserterapia, em doses de 2 J/cm², 4 J/cm² e 6 J/cm²; três subgrupos tratados com TFD, em doses de 2 J/cm², 4 J/cm² e 6 J/cm²; um tratado apenas com fotossensibilizante (azul de metileno a 0,1 µg/ml); e um subgrupo não tratado (controle). Os subgrupos laser e TFD foram irradiados uma única vez e incubados por 24 horas. Os outros dois subgrupos não receberam irradiação. As culturas foram analisadas visualmente para verificação ou não do halo de inibição. Em todos os subgrupos, de ambas as bactérias, não foi observado qualquer halo de inibição nem de crescimento. Conclui-se que a terapia a laser e a fotodinâmica de baixa potência (InGaP...

Efeito do laser de baixa intensidade (660 nm) na regeneração do nervo isquiático lesado em ratos

Barbosa,Rafael Inácio; Marcolino,Alexandre Marcio; Guirro,Rinaldo Roberto de Jesus; Mazzer,Nilton; Barbieri,Cláudio Henrique; Fonseca,Marisa de Cássia Registro
Fonte: Universidade de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
75.81%
Os nervos periféricos são estruturas que, ao sofrerem lesões, podem originar incapacidades motoras e sensitivas importantes. O laser de baixa intensidade é um dos diversos recursos terapêuticos para promover a regeneração nervosa precoce, mas ainda não há consenso sobre sua utilização. O objetivo deste estudo foi investigar, por meio de avaliação funcional, o efeito da terapia a laser de baixa intensidade (660 nm) na regeneração do nervo isquiático após esmagamento. Foram utilizados 18 ratos (Wistar) submetidos à lesão do nervo isquiático divididos em dois grupos, controle e grupo laser, submetido ao tratamento a laser (AsGaAl, 660 nm, 10J/cm2, 30 mW e 0,06 cm²) por 21 dias no local da lesão. Para a avaliação funcional, foi aplicado o índice funcional do ciático (IFC) no pré-operatório e nos 7º, 14º e 21º dias de pós-operatório. Quando comparados o IFC dos grupos no 14o dia de pós-operatório, foi encontrada melhora significante no grupo laser em relação ao controle. Na amostra analisada e nos parâmetros utilizados, pôde-se constatar que a aplicação do laser foi eficaz na recuperação funcional precoce do nervo ciático esmagado.

Efeito do laser de baixa intensidade (660 nm) na regeneração do nervo isquiático lesado em ratos; Effect of low- power laser (660 nm) on regeneration of injured rat sciatic nerve

Barbosa, Rafael Inácio; Marcolino, Alexandre Marcio; Guirro, Rinaldo Roberto de Jesus; Mazzer, Nilton; Barbieri, Cláudio Henrique; Fonseca, Marisa de Cássia Registro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
75.83%
Os nervos periféricos são estruturas que, ao sofrerem lesões, podem originar incapacidades motoras e sensitivas importantes. O laser de baixa intensidade é um dos diversos recursos terapêuticos para promover a regeneração nervosa precoce, mas ainda não há consenso sobre sua utilização. O objetivo deste estudo foi investigar, por meio de avaliação funcional, o efeito da terapia a laser de baixa intensidade (660 nm) na regeneração do nervo isquiático após esmagamento. Foram utilizados 18 ratos (Wistar) submetidos à lesão do nervo isquiático divididos em dois grupos, controle e grupo laser, submetido ao tratamento a laser (AsGaAl, 660 nm, 10J/cm2, 30 mW e 0,06 cm²) por 21 dias no local da lesão. Para a avaliação funcional, foi aplicado o índice funcional do ciático (IFC) no pré-operatório e nos 7º, 14º e 21º dias de pós-operatório. Quando comparados o IFC dos grupos no 14o dia de pós-operatório, foi encontrada melhora significante no grupo laser em relação ao controle. Na amostra analisada e nos parâmetros utilizados, pôde-se constatar que a aplicação do laser foi eficaz na recuperação funcional precoce do nervo ciático esmagado.; Peripheral nerves, when injured, may originate important motor and sensitive disability. Studies have used several therapeutic resources in order to achieve early nervous regeneration...

Efeitos da terapia fotodinâmica e de uma única aplicação de laser de baixa potência em bactérias in vitro; Effects of photodynamic therapy and of a sole low-power laser irradiation on bacteria in vitro

Benvindo, Rogério Gubert; Braun, Graziela; Carvalho, Alberito Rodrigo de; Bertolini, Gladson Ricardo Flor
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 POR
Relevância na Pesquisa
75.92%
O laser de baixa potência vem sendo usado para acelerar a cicatrização em úlceras de pressão devido a seus efeitos cicatrizante, antiinflamatório, antiedematoso e analgésico. No entanto, não há consenso quanto a seu efeito em úlceras infectadas. O objetivo deste estudo foi verificar o efeito bactericida da laserterapia e da terapia fotodinâmica (TFD) com laser de baixa potência, InGaP, 670 nm, em doses de 2, 4 e 6 J/cm², em bactérias gram-positivas e gram-negativas in vitro. Foram preparadas 32 placas de Petri com bactérias, 16 com Pseudomonas aeruginosa e 16 com Staphilococcus aureus. Aleatoriamente dividiu-se cada grupo em oito subgrupos (duas placas cada): três subgrupos tratados só com laserterapia, em doses de 2 J/cm², 4 J/cm² e 6 J/cm²; três subgrupos tratados com TFD, em doses de 2 J/cm², 4 J/cm² e 6 J/cm²; um tratado apenas com fotossensibilizante (azul de metileno a 0,1 µg/ml); e um subgrupo não tratado (controle). Os subgrupos laser e TFD foram irradiados uma única vez e incubados por 24 horas. Os outros dois subgrupos não receberam irradiação. As culturas foram analisadas visualmente para verificação ou não do halo de inibição. Em todos os subgrupos, de ambas as bactérias, não foi observado qualquer halo de inibição nem de crescimento. Conclui-se que a terapia a laser e a fotodinâmica de baixa potência (InGaP...

A influência da terapia a laser de baixa densidade de energia na biomodulação das fibras colágenas e elásticas; The influence of low-level laser therapy on biomodulation of collagen and elastic fibers

Pugliese, Lívia Souza; Medrado, Alena Peixoto; Reis, Sílvia Regina de Almeida; Andrade, Zilton de Araújo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2003 ENG
Relevância na Pesquisa
95.92%
O estudo da terapia a laser de baixa densidade de energia sobre os diversos constituintes da matriz extracelular é crucial para o entendimento do processo cicatricial sob esse agente. Todavia, pouco se sabe sobre a interferência do laser em relação às fibras colágenas e elásticas. Realizaram-se ferimentos cutâneos padronizados no dorso de setenta e dois ratos Wistar e, em seguida, aplicação pontual do raio laser de baixa potência do tipo Arseneto de Gálio-Alumínio (Ga-Al-As) com diferentes densidades de energia. Os animais foram sacrificados com 24, 48 e 72 horas e aos 5, 7 e 14 dias. Procedeu-se à análise das secções teciduais coradas por hematoxilina-eosina, sírius vermelho e orceína. Observou-se, que nos grupos submetidos à terapia a laser, houve maior redução do edema e infiltrado inflamatório. Os animais tratados apresentaram uma maior expressão de fibras colágenas e elásticas, embora sem significância estatística (p >; 0,05). No tratamento com a fluência de 4 J/cm² observaram-se melhores resultados do que naquele em que foi utilizada a fluência de 8 J/cm². Neste estudo, pôde-se concluir que o laser contribuiu para uma maior expressão de fibras colágenas e elásticas durante o processo cicatricial.; The study of low-level laser therapy upon extracellular matrix elements is important to understand the wound healing process under this agent. However...