Página 1 dos resultados de 114 itens digitais encontrados em 0.040 segundos

Entre a prática e o discurso: a formação de espaços simbólicos na Florianópolis contemporânea; Between practice and discourse: the formation of symbolic spaces in contemporary Florianópolis

Siqueira, Marina Toneli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.07%
O presente trabalho procura compreender as transformações ocorridas em Florianópolis ao longo das últimas décadas, em especial no que diz respeito ao discurso sobre a mesma e aos espaços considerados seus símbolos. O objeto deste trabalho, portanto, é o processo singular de formação da cidade em sua materialidade e vida social sob a égide de uma nova lógica cultural que domina o capitalismo contemporâneo. Por um lado, o trabalho procura relacionar as mudanças efetivas quando da crítica e contestação do projeto moderno às transformações ocorridas no campo específico do planejamento urbano. Por outro, reconhecendo a especificidade do período contemporâneo, dito pós-moderno, procurou-se primeiramente compreender os diversos estudos realizados sobre a temática para, por fim, poder remetê-las à realidade florianopolitana. Foram analisadas as dinâmicas da teoria urbana paralelamente ao desenvolvimento de Florianópolis e seus modelos de gestão e planejamento urbano, enfatizando a formação de novos espaços simbólicos, seu conteúdo e sua forma de apropriação. Foi focalizada a confluência de três campos distintos: as gestões municipais, os interesses econômicos atuantes na cidade e a população local que também poderia ser categorizada de acordo com os interesses próprios de cada camada social. Ademais...

Permeabilidade espacial e zelo urbanístico no projeto arquitetônico: da modernidade à pós modernidade nos edifícios multifuncionais do eixo estrutural sul de Curitiba, 1966-2008; Spacial permeability and urban care in architectural design: from modernity to post-modernity in multifunctionals buildings located on the southern structural axis of Curitiba

Dziura, Giselle Luzia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
65.97%
O estudo consiste na análise das mudanças da relação espacial do edifício multifuncional, caracterizado pelo Plano Massa, com o ambiente urbano marcado pelo Eixo Estrutural Sul em Curitiba, entre 1966 e 2008.O Plano Massa consisteemuma configuração arquitetônica e urbanística que atende a orientações legais específicas de ocupação nos Eixos Estruturais. Estes são resultantes de uma das propostas do Plano Preliminar de Urbanismo, de 1965, e caracterizam-se como setores em faixa submetidos a diretrizes de ocupação e uso do solo, fundamentadas no crescimento e adensamento, e condutores da expansão da cidade em vias tangenciais ao centro desta. A relação espacial edifício/entorno imediato incide na transição entre espaço público, presente nas galerias cobertas, e semipúblico, no interior dos edifícios, cujo processo de transformação urbana se sustenta no processo de migração deformada. A migração constitui a transição, em diferentes graus de dimensão física, social e funcional, dos espaços públicos para o interior dos edifícios. Atribui-se a deformação à mudança do caráter de uso e apropriação e, conseqüentemente, do significado: de espaço público para semipúblico. Assim, a hipótese principal é que...

Análise do surgimento de polos de ocupação urbana à ótica de Sistemas Complexos; Analysis of the emergence of urban occupation centers by Complex Systems Approach

Duran Junior, Laerte Jose
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
65.94%
Desde os primeiros anos do século XXI mais da metade da população mundial passou a habitar em regiões urbanas. Este processo de urbanização, acelerado a partir da revolução industrial, trouxe consigo benefícios inegáveis à humanidade, mas também possui externalidades evidentes como o congestionamento, a violência e a segregação. Preocupada com estes problemas, surge a ciência do planejamento urbano, ora atuando na antecipação dos fatos, ora remediando os problemas existentes, utilizando as mais variadas propostas que partem de correntes de pensamento compostas por estudiosos das cidades que, nesta difícil tarefa, procuram embasamento em experiências anteriores ou em estudos que invariavelmente envolvem outras áreas de conhecimento, como sociologia, economia e engenharia. Paralelamente a estes esforços, surge nos últimos 40 anos, outra área de conhecimento, denominada Sistemas Complexos, para estudar fenômenos físicos, biológicos, econômicos e sociais, entre outros, utilizando as técnicas provenientes da dinâmica não linear, da física estatística e da computação baseada em agentes, e que vem sendo progressivamente aplicada ao estudo das cidades. Neste trabalho é realizada uma breve revisão da história do surgimento e da evolução das cidades...

A representação de cidade e de planejamento urbano em Porto Alegre : estado, mercado e sociedade civil em disputa pela representação legítima

Cruz, Milton
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
86.08%
Este é um estudo de caso de uma das grandes cidades brasileiras, Porto Alegre, cujas gestões municipais “apostaram”, desde o início do século XX, nas concepções e nos instrumentos de planejamento urbano para construir e organizar a ocupação e o uso do solo da cidade. Apesar disso, problemas urbanos típicos das cidades brasileiras, como a irregularidade fundiária, o déficit habitacional, a fragmentação social e a segregação urbana, cresceram e persistem até hoje. A investigação procura elementos que auxiliem a compreender porque o sistema de planejamento urbano, mesmo inovando com a introdução do planejamento participativo na elaboração do Plano Diretor e o próprio Orçamento Participativo (criados na década de 1990) – que descentralizaram as decisões na gestão local - se mostraram limitados para enfrentar este quadro. A pesquisa tem como compromisso ético contribuir para a construção de uma abordagem científica que questione as práticas dos órgãos estatais e as concepções de planejamento urbano e de cidade que se mostram incompatíveis com a construção de uma cidade que garanta a cidadania para todos e com o fortalecimento da sociedade civil. E, também, indicar possibilidades de construção de uma relação democrática entre o Estado...

A conviccção política e a responsabilidade técnica no governo da administração popular : um estudo sobre as divergências, inovações e desafios no planejamento urbano de Porto Alegre

Silva, Débora Bernardo da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.05%
Esta tese analisa a existência ou não de consenso que os técnicos, ligados à Secretaria de Planejamento Municipal, e os políticos, com cargo de confiança pelo Governo da Administração Popular, demonstraram ter nas ações de planejamento urbano, durante os dezesseis anos (1989 -2004), nos quais a cidade de Porto Alegre foi governada por esta administração. Adotando a teoria da Ação Comunicativa de Habermas, a tese pretende, através do entendimento dos próprios atores envolvidos, analisar a mudança nos rumos do planejamento urbano que, até então, havia se caracterizado como uma ação físico-territorial e de controle urbano. A pesquisa analisa as principais políticas urbanas que este Governo realizou: o Orçamento Participativo, a regularização fundiária nos setores informais da cidade, o processo de formulação do 2º PDDUA e as respectivas ações de planejamento urbano. O estudo investiga também as motivações políticas e ideológicas e a possibilidade de entendimento intersubjetivo entre os atores. A pesquisa identificou que, somente através do diálogo-consenso entre a tradição técnica em urbanismo e planejamento urbano, de um lado, e a opção pela participação popular e a prioridade de investimentos urbanos nos setores carentes de infraestrutura urbana...

Os agentes estatais na produção do espaço urbano em cidades do interior paulista: Marília, Presidente, Araçatuba e São José do Rio Preto

Boscariol, Renan Amabile
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 285 f. : il. + mapas
POR
Relevância na Pesquisa
55.86%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Geografia - FCT; Este trabalho tem como objetivo avaliar o papel dos agentes estatais executores da política habitacional no desenvolvimento urbano do interior paulista, focando no estudo comparativo de quatro cidades: Araçatuba, Marília, Presidente Prudente e São José do Rio Preto. Por meio do levantamento da atuação do Banco Nacional de Habitação (BNH), da Caixa Econômica Federal (CEF), e da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU), focando principalmente na produção de habitações, buscamos entender seus papéis e os interesses consubstanciados por trás de suas ações. Para a identificação destes interesses, realizamos ampla análise sobre o contexto histórico em que estas políticas e seus agentes foram forjados, o que nos levou ao debate sobre as principais dinâmicas de nossa formação socioespacial, por meio da teoria da dualidade básica da economia brasileira, de Ignácio Rangel. O resultado final é um esforço teórico na tentativa de entender as relações de poder e de hegemonia que se estabelecem no processo de produção do espaço, das quais a política habitacional é apenas uma delas; This study aims to evaluate the role of state agents responsible for execute the housing policy in the urban development in São Paulo State...

A sustentabilidade urbana de Maringá/PR: da teoria à prática

Teodoro, Pacelli Henrique Martins
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 232 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
55.87%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Geografia - FCT; A sustentabilidade é assimilada a diversas e distintas perspectivas no espaço urbano, porém, somente como um artifício discursivo. E a premissa disso é o adjetivo sustentável apoiar-se na teoria sistêmica, a qual o torna um sistema mecanicista, coerente e generalizado, na prática. Logo, a presente tese procurou entender primeiro o processo do desenvolvimento sustentável, por via da complexidade de suas contextualizações temporal e espacial, global e local, as quais o caracterizaram como o novo modo de regulação do capitalismo neoliberal, para sua acumulação flexível. Inserida nesse contexto, a cidade de Maringá é, também, produzida por projetos desenvolvimentistas que visam torná-la mais competitiva nos mercados multiescalares, para a atração de capitais. Como proposta, por um lado, o projeto teórico de sustentabilidade de Maringá parte dos princípios do ajuste do padrão de produção-consumo e da legitimação dos ritmos sociais na apropriação dos recursos naturais...

Em busca do elo perdido : a produção de conhecimentos científicos e tecnológicos a serviço da qualificação das políticas públicas de esporte e lazer; In search of the missing link : the production of the scientific and technological knowlegde in the service of the qualification of public policy recreation & sports

Wilson Luiz Lino de Sousa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.85%
A produção de conhecimentos sobre as Políticas Públicas de Esporte e Lazer e a viabilidade do desenvolvimento de novas tecnologias visando à qualificação da gestão pública do setor, foram tematizadas nesta tese. O problema detectado refere-se ao distanciamento entre pesquisadores responsáveis pela produção acadêmico-científica e tecnológica e os trabalhadores envolvidos com a formulação e gestão das referidas políticas, de um lado, e a necessidade da produção de conhecimentos sobre os temas, de outro. O aludido distanciamento tem sua gênese tanto no ethos dos estudos acadêmicos, em muitos casos saturados de um `academicismo¿ descomprometido com a gestão, como também no sentido excessivamente pragmático de muitos gestores, por vezes arredios às formulações teóricas e/ou conhecimento aplicado. Considerando a problematização apresentada, dados preliminares obtidos no desenvolvimento de pesquisas anteriores e os resultados de recente consulta à literatura, estabeleceu-se como objetivo a promoção da aproximação entre os agentes visando, a partir do trabalho coletivo, identificar, organizar e sistematizar informações confiáveis sobre os programas de esporte e lazer implantados no município de Goiânia e disponibilizá-las em um SIG. Para consecução do objetivo proposto tomou-se o método histórico crítico-dialético como parâmetro para trilhar o caminho visando desvendar o processo de inscrição da política de esporte e lazer na história recente do município...

Aspectos teórico-jurídicos do risco ambiental no espaço urbano

Boratti, Larissa Verri
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
55.91%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito.; O presente trabalho tem como tema o risco ambiental contextualizado na ambiência urbana, com a investigação de seus aspectos teórico-jurídicos. Utiliza-se da categoria de modo a promover a verificação das possibilidades de incorporação das perspectivas ambientais às políticas de desenvolvimento das cidades. Tem-se como marco teórico a teoria da sociedade de risco, associada a considerações sobre a justiça ambiental. Traz-se alguns dos pressupostos conceituais implicados, como o conceito jurídico de meio ambiente, a concepção de meio ambiente urbano e de elementos de sua sustentabilidade. Empreende-se, também, abordagem das inter-relações estabelecidas entre as disciplinas do Direito Ambiental e do Direito Urbanístico. Promove-se, ainda, o trato da qualificação de um dever de gestão de riscos ambientais a partir do plano constitucional, bem como no âmbito das especificidades do espaço urbano. Por fim, com atenção às diretrizes urbanísticas de gestão e planejamento sob o prisma de sua contribuição nos processos de identificação/percepção, avaliação/classificação e prevenção do risco...

Participação popular no planejamento urbano

Abib, Stavros Wrobel
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 249 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
86.18%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Florianópolis, 2009.; O objetivo geral desta tese é contribuir para o desenvolvimento de construções teóricometodológicas com vistas a auxiliar a implementação da democracia participativa no planejamento urbano brasileiro. A construção teórico-metodológica que é elaborada nesta tese baseia-se em uma revisão das teorias do planejamento urbano e no exame das visões de mundo e epistemologias que estão implicadas em tais teorias. Especificamente, a construção teóricometodológica elaborada nesta tese baseia-se em uma teoria de planejamento urbano de fundo político, vinculada a uma visão de mundo pós-iluminista e à epistemologia da complexidade. Esta orientação específica fundamenta-se no exame do Estatuto da Cidade e no debate sobre a teoria do planejamento urbano no Brasil. Em ambos os casos, há uma ênfase na visão de mundo pós-iluminista e na dimensão política do planejamento urbano com repercussões significativas para o processo de participação popular no planejamento urbano. A construção óricometodológica que se encontra nesta tese fundamenta a elaboração de um método de investigação qualitativa no estudo da participação popular no planejamento urbano. Esse método foi vivenciado por este autor no processo de participação popular no planejamento urbano em um contexto específico...

Aspectos teórico-jurídicos da ocupação do solo urbano

Dombrowski, Vivian Caroline Koerbel
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 169 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2011; O presente trabalho tem como tema a ocupação do espaço urbano com a investigação de seus aspectos teórico-jurídicos, no contexto da cidade sustentável. Utiliza-se da categoria de modo a promover a verificação da legislação urbano-ambiental vigente ante as problemáticas da ocupação irregular do solo, assim como a regularização fundiária, e as políticas de sustentabilidade das cidades. Tem-se como marco teórico a teoria da termodinâmica aplicada a economia ambiental, de Georgescu-Roegen, associada a considerações sobre a teoria do risco. Trazem-se alguns dos pressupostos conceituais implicados, como a concepção de sustentabilidade, conceito de cidade e os elementos do espaço urbano. Empreende-se, também, abordagem das inter-relações estabelecidas entre as disciplinas do Direito Ambiental e do Direito Urbanístico. Promove-se, ainda, o trato da efetivação do arcabouço jurídico, constitucional e infraconstitucional, referentes à gestão do solo urbano, bem como no âmbito da sustentabilidade na cidade. Por fim, com atenção às diretrizes urbano-ambientais de gestão e planejamento sob o prisma de sua contribuição nos processos de efetivação da sustentabilidade urbana...

Cenários distópicos de mundos utópicos : cidades cyberpunk e os horizontes ficcionais do urbanismo na globalidade; Dystopian scenarios of utopian worlds : the cyberpunk cities and the fictional horizons of urbanism in the globality

Martins, Diôgo Lemes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
65.87%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2014.; O subgênero literário de ficção científica chamado de cyberpunk, desenvolvido no início da década de 1980, sempre possuiu um forte interesse pelos ambientes urbanos. Uma leitura de importantes romances cyberpunk mostra a maneira pela quais ideias comuns sobre teoria urbana, tais como as cidades globais, as cidades em rede, o desenvolvimento dos sistemas de comunicação, o crescimento da pobreza, da marginalidade urbana e, consequentemente, o crescimento da segregação espacial, fizeram das cidades um cenário de risco e protótipo para catástrofes vindouras, que foram incorporados a esta literatura e da qual se percebe uma determinada “vanguarda” sobre o que pensavam seus autores sobre a vida e o desenvolvimento urbano. A partir da análise dos romances conhecidos como “a trilogia do Sprawl” de William Gibson, este trabalho tem como foco, a forma como o cybepunk criou a paisagem de uma cidade futurística, caótica e distópica, como um espelho para as nossas próprias experiências e ambientes sociais. Por fim, a análise percebe como esse estratagema poético e racional compreende os problemas atuais e futuros desafios do planejamento urbano...

Aplicação da teoria do plano-processo na análise do planejamento territorial em cidades do Baixo Amazonas : o caso de Santarém-Pa-Brasil

Ferreira, Jader D.; Tobias, Maisa; Lourenço, Júlia
Fonte: Universidade de Brasília. Faculdade de Arquitetura e Urbana Publicador: Universidade de Brasília. Faculdade de Arquitetura e Urbana
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
55.96%
As ações do Estado brasileiro em transportes para Amazônia estiveram vinculadas ao processo de urbanização e às políticas de planejamento territorial, com ênfase na doutrina de segurança nacional e no discurso de integração nacional. Assim, a região destacou-se como área a ser ocupada e urbanizada, fato que ensejou um planejamento territorial integracionista com abertura de grandes rodovias, que desencadearam fluxos crescentes de migrantes para região. Assim, inicia-se o artigo destacando-se o uso da Teoria do Plano-Processo em uma análise histórica da evolução até os dias atuais do planejamento, na dinâmica das ações do Governo Federal, principalmente, quando da criação dos planos de desenvolvimento regional, a partir da segunda metade do século XX. Em seguida, tem-se uma análise, a partir da teoria do Plano-Processo, de como as políticas de planejamento contribuíram no desenho urbano e socioeconômico da cidade de Santarém.

Fundamentos conceituais para uma teoria do planejamento urbano baseada em decisões

Saboya,Renato T. de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
136.11%
Apesar de as decisões serem essenciais ao planejamento, esse conceito não tem recebido a devida atenção na literatura, especialmente se considerarmos os avanços obtidos em outros campos do conhecimento, com especial destaque para as abordagens do apoio à decisão construtivista e da psicologia comportamental. Este artigo faz um breve apanhado de alguns desses avanços e, a partir deles, explora as repercussões de sua incorporação e reenquadramento em uma teoria do planejamento urbano. Para isso, inicialmente define o conceito de decisão adotado e propõe uma classificação das decisões em três tipos: executivas, substantivas e processuais. Em seguida, explora quatro aspectos essenciais do planejamento cujo entendimento pode ser aprofundado sob a ótica da decisão: a) a construção de convicção sobre o problema; b) o caráter dinâmico da formulação do problema; c) a dificuldade e a necessidade de estimar desdobramentos futuros; d) as relações entre meios, fins e os confilitos de interesses envolvidos; e e) a necessidade de abrangência e exaustividade. Por fim, esses aspectos são utilizados como base para a identificação de fragilidades nos atuais esforços de elaboração de planos de desenvolvimento urbano e de oportunidades de aperfeiçoamento na direção processos mais justos...

Indicadores do desenho urbano e sua relação com a propensão a caminhada

Rodrigues,André Ricardo Prazeres; Flórez,Josefina; Frenkel,Denise Beer; Portugal,Licinio da Silva
Fonte: Sociedade Brasileira de Planejamento dos Transportes Publicador: Sociedade Brasileira de Planejamento dos Transportes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.85%
A viagem a pé envolve certas condições frequentemente denominadas como caminhabilidade, observando-se vários estudos que buscam estabelecer, não só os fatores que interferem nela como os indicadores usados para medi-la. Um destaque vem sendo dado ao ambiente construído e, em particular, ao desenho urbano, que configura a rede de caminhos. A configuração desta rede, sua densidade e conectividade afetam os tempos, a continuidade dos deslocamentos a pé, bem como o número de itinerários alternativos. A partir da revisão da bibliografia e dos índices disponíveis na Teoria dos Grafos, estabelecem-se os indicadores mais adequados para representar o desenho urbano e para investigar a influência da configuração da rede de caminhos na propensão a caminhada. Conceitualmente, indicadores derivados dos ciclos tendem a melhor explicar a conectividade. Sugere-se ainda, de forma exploratória, uma escala, baseada em indicadores de fácil obtenção, que expresse o potencial de uma dada área favorecer as viagens a pé, de acordo com tal configuração. Essa escala pode contribuir para a escolha de áreas para a implantação de Polos Geradores de Viagens orientados aos pedestres.

Naturalismo e biologização das cidades na constituição da idéia de meio ambiente urbano ; Naturalism and biological conception of cities in the constitution of the idea of 'urban environment'

Silva, Marcos Virgilio da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
65.84%
A constituição da idéia de meio ambiente urbano é aqui avaliada sob a perspectiva das concepções que, historicamente, tentam enquadrar as cidades em categorias biológicas, tais como “corpo”, “organismo” e, contemporaneamente, “(ecos)sistema”. Essa tendência de naturalização ou biologização das cidades é característica do pensamento social pelo menos desde o século XIX: seus antecedentes são certamente ainda mais remotos, mas as origens de seus aspectos contemporâneos mais característicos podem ser encontradas em meados do século XVIII. Este trabalho visa resgatar alguns dos aspectos mais importantes dessa história, pondo em questão a validade de tais categorias para compreensão e intervenção sobre a cidade real. Para tanto, o trabalho dedica-se a investigar os sentidos atribuídos à idéia de natureza e a conseqüente apreciação da agência humana, e da cidade em particular, feita por essas concepções. Qualifica-se o processo de naturalização como parte de um esforço mais amplo de negação ou disciplinamento do artifício (a ação humana) e do acaso (a ausência de causalidade ou finalidade) na constituição do mundo – negação esta que resultaria em um conjunto de categorias de estase para interpretação da realidade e...

Urbis brasiliae ou sobre cidades do Brasil : inserindo assentamentos urbanos do país em investigações configuracionais comparativas

Medeiros, Valério Augusto Soares de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
55.87%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2006.; Na interpretação da forma-espaço da cidade, pouco se avançou além da narração historiográfica/sociológica ou descrição de atributos físicos e espaciais. Não que o discurso ou a categorização sejam impróprios, apenas expõe-se a lacuna em outras apreciações que poderiam contribuir para a análise urbana. Este estudo procura preencher o hiato e investiga de maneira específica como a leitura da cidade por sua configuração pode auxiliar em ações reflexivas sobre os espaços urbanos. A amostra é composta por 44 cidades brasileiras, selecionadas a partir dos critérios demográfico e patrimonial; para confronto, são faceadas 120 cidades do mundo, resultando numa amostra global de 164 assentamentos. Pela abordagem configuracional, no intuito de revelar atributos emergentes do relacionamento entre as partes do todo urbano, são examinadas as feições relacionais nas cidades para promover o entendimento da maneira pela qual diferentes arranjos entre espaços abertos e fechados implicam tipos espaciais distintos. A cidade é avaliada quanto à sua estrutura hierarquizada, diferenciada em termos de permeabilidades, isto é, os graus de acessibilidade topológica nos diversos espaços abertos integrantes de um assentamento urbano. A leitura é conduzida pelo aparato teórico...

A análise da transformação urbana do bairro Coroa do Meio mediante teoria da sintaxe espacial- Aracaju/SE

Santos, Sheilla Costa dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
55.93%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2009.; A presente dissertação objetiva contribuir para a discussão a respeito das relações entre a configuração espacial e segregação socioeconômica, frente aos novos conceitos de desenvolvimento. Através da Teoria da Sintaxe Espacial, são abordadas dimensões morfológicas do espaço urbano de Aracaju, com ênfase na transformação urbanística ocorrida no Bairro Coroa do Meio. A teoria sintática mostra-se como uma ferramenta para análise do espaço urbano, ao possibilitar que atributos relacionados à sua configuração morfológica sejam graficamente visualizados, proporcionando informações que revelam a lógica social da cidade. A intenção é mostrar como o espaço urbano interfere nos modos de convívio social do individuo e sua interagir com outras pessoas, e como sua inversão é uma afirmação verdadeira. Com os resultados destas interferências, chegou-se a resultados que demonstram os efeitos sociais esperados e os efeitos sociais conseguidos, por meio das intervenções arquitetônicas realizadas pelo projeto de Transformação Urbana executadas no Bairro Coroa do Meio. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; To present dissertation it aims at to contribute for the discussion regarding the relationships between the space configuration and socioeconomic segregation...

A participação popular no planejamento urbano : a experiência do plano diretor de Porto Alegre

Oliveira Filho, João Telmo de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.16%
Esta tese investiga as teorias e práticas do planejamento urbano e suas relações com as teorias democráticas. O trabalho é baseado nas contribuições teóricas sobre democracia e participação popular e da crítica de autores acerca do papel das democracias no Estado contemporâneo. Aos modelos de democracia representativa e participativa, acrescentase dois modelos participativos: o modelo deliberativo, influenciado pelo pensamento de Jürgen Habermas e a concepção emancipatória. Esse trabalho busca também informar sobre a dimensão política e normativa do planejamento urbano, concebido à partir da Constituição Federal de 1988 e do Estatuto da Cidade, reconhecendo as características do sistema jurídico constitucional relativo à "ordem urbanística" brasileira, contextualizando-a na perspectiva do constitucionalismo contemporâneo, da teoria dos princípios constitucionais e da teoria dos direitos fundamentais, na tentativa de qualificar o direito à gestão democrática e participativa da cidade como direito fundamental subjetivo dos cidadãos. Este trabalho relaciona também os modelos de planejamento urbano com as teorias da democracia e da participação popular, propondo um modelo de planejamento urbano emancipatório e inclusivo. Como estudo de caso foram analisados processos específicos relacionados ao Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental - PDDUA da cidade de Porto Alegre...

ENTRE A TEORIA E A REALIDADE: O CONCEITO DE TERRITÓRIO E TERRITORIALIDADE E SUA APLICAÇÃO NO PLANEJAMENTO URBANO – UMA BREVE ANÁLISE DE APROXIMAÇÃO

Santos, Ana Paula de Pádua; UFPR; Gavriloff, Ana Carolina Martins; Fraga, Nilson Cesar
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 23/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
65.92%
O objetivo deste trabalho é demonstrar um paralelo entre os conceitos de território e territorialidade e suas aplicações nas questões do planejamento e gestão urbanos. Para tal, inicialmente propõe-se o entendimento das diferenças e complementaridades entre o planejamento e a gestão, para então poder compreender seus principais objetivos. Tais objetivos, como o desenvolvimento sócio-espacial, serão atingidos através de instrumentos e estratégias de atuação. O esboço das diretrizes de promoção de desenvolvimento sócio-espacial toma corpo a partir do momento que um objeto de atuação das políticas de ordenamento territorial é definido. Desta maneira, o território apresenta-se enquanto uma porção geográfica, submetida a algum tipo de poder, onde os processos e os fluxos são importantes instrumentos da sua territorialidade. Os conceitos de território e territorialidade abordados serão os balizadores para o entendimento da necessidade em se encarar o planejamento e a gestão pelo ponto de vista de territórios-rede. A preocupação do presente estudo está em perceber a fluidez dos processos de territorialização e desterritorialização e como o entendimento destas novas realidades influencia as questões de planejamento e gestão territoriais.