Página 1 dos resultados de 33328 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Avaliação da nebulização e abertura de cortinas na redução da temperatura do ar em ambiente protegido.; Evaluation of fog and handling curtains to reduce air tempertaure in a plastic greenhouse.

Furlan, Raquel Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
36.59%
O objetivo geral desse trabalho foi o de avaliar o efeito de diferentes manejos de cortinas e sistemas de resfriamento na redução da temperatura do ar interna de ambientes protegidos. Esse trabalho foi realizado em ambientes protegidos com solo nu na área experimental do Departamento de Engenharia Rural, da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", da Universidade de São Paulo em Piracicaba, SP. Os ambientes protegidos foram instalados no sentido leste-oeste, com dimensões de 6,4 m de largura por 17,5 m de comprimento. A avaliação da distribuição espacial da temperatura do ar (em graus centígrados) no interior do ambiente protegido foi avaliada através da medição com termopares (cobre-constantã) instalados formando malhas, com espaçamento horizontal entre eles de 3,0m e nas alturas de 0,5m, 1,0m, 2,0m, 3,0m e 4,0m em relação ao solo, constituindo um conjunto de 78 pontos de amostragem. Os valores de temperatura do ar foram armazenados em um sistema de aquisição de dados. A nebulização em ambientes protegidos mostrou-se eficaz no processo de redução de temperaturas do ar durante o seu acionamento. A combinação do manejo de cortinas e nebulização foi o sistema mais eficiente na redução de temperatura do ar e pode reduzir a temperatura do ar no ambiente protegido a níveis muito próximos à temperatura do ar externa e em alguns casos a temperaturas abaixo da mesma. O efeito na redução de temperatura média do ar no ambiente protegido causado pela abertura da janela zenital foi maior com a menor abertura das cortinas laterais devido ao processo convectivo ou “efeito termo-sifão”. A distribuição da temperatura média do ar no ambiente protegido com as cortinas laterais abertas a 3...

Variação da temperatura intramuscular durante e após a aplicação cutânea de frio e calor superficial.; Variation of the intramuscular temperature during and after cutaneous application of cold andsuperficial heat

Gomes, Elizabete Dias Flauzino Gaspar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
36.59%
A utilização do frio e calor superficial, com propósitos terapêuticos é antiga, e seus efeitos ainda apresentam inúmeras controvérsias. Este experimento objetivou determinar as variações de temperatura em planos musculares profundos durante e após aplicação de frio e calor superficial na região cutânea adjacente.Foram usados 5 cães mestiços submetidos à implantação cirúrgica (músculo longo do tronco) de sensor térmico (PT100), em profundidade de 3 cm. Foi aplicado frio na pele adjacente, durante 30 min, em 3 dias consecutivos, em área delimitada,usando bolsa de gelo triturado, verificando temperatura a cada 5 min durante a aplicação e 30 min após cessar a aplicação. No 4º dia (pós-operatório) foram iniciadas as aplicações de calor superficial, durante 20 min (bolsa de gel a 55ºC), por 3 dias, verificando temperatura a cada 5 min durante a aplicação e mais 20 min após cessar a aplicação. Os dados de temperatura x tempo foram analisados descritivamente. Durante a aplicação de frio houve uma queda rápida da temperatura na interface com variação média de 23ºC, com tempo médio de alcance da temperatura mínima em 24 min. A região intramuscular apresentou variação lenta (média de 4,30ºC)...

Variações da temperatura foliar do dossel e o seu efeito na taxa assimilatória de CO2 na Amazônia Central.; Variations canopy leaf temperature and effects on co2 assimalation rate at Central Amazon.

Tribuzy, Edgard Siza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/05/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.56%
O papel da Floresta Amazônica na ciclagem do carbono tem sido`freqüentemente relatado, no entanto, pouco se sabe sobre os aspectos que regula nos processos de assimilação e liberação de carbono da biosfera para a atmosfera. O objetivo deste trabalho foi descrever as respostas dos processos de respiração e fotossíntese com a variação da temperatura foliar, utilizando características biofísicas e dados micro-meteorológicos, para predizer a taxa assimilatória de CO2 de um indivíduo ou da comunidade em estudo. A pesquisa foi conduzida na Estação Experimental de Silvicultura Tropical (núcleo ZF-2), área de pesquisa da Coordenação de Pesquisa de Silvicultura Tropical (CPST) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), utilizando-se de 4 torres para o acesso as copas. Os elementos climáticos foram monitorados por estações micro-meteorológicas Li-1401. As medidas de temperatura foliar foram realizadas com o auxilio de termopares de cobre-contantan, sendo a fotossíntese e a respiração avaliadas com um analisador de gases por infravermelho, com o qual foram obtidas curvas de respostas da fotossíntese a variação de radiação fotossinteticamente ativa (A-RFA), e a variação da concentração interna de CO2 em 4 diferentes temperaturas (A-Ci-T). Os resultados mostraram que: a temperatura foliar está relacionada com a radiação fotossinteticamente ativa (RFA) e a umidade relativa do ar (UR); a temperatura ótima da fotossíntese foi de 31...

Influência da temperatura no crescimento e nas respostas fisiológicas do Surubim do Paraíba Steindachneridion parahybae (Siluriformes: Pimelodidae) criados em cativeiro; Influence of temperature in growth and physiological responses in Surubem dy Paraíba Steindachneridion parahybae (Siluriformes: Pimelodidae) in captivity

Tolussi, Carlos Eduardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.56%
As mudanças climáticas devido às ações antrópicas tendem a alterar diversos fatores ambientais, entre eles a temperatura. Um recente prognóstico sobre a elevação da temperatura menciona que em uma escala otimista a temperatura na Terra se elevará em 1.8 graus C até 2100. Esta alteração pode causar diversas modificações nos processos fisiológicos, justificando a realização de estudos para avaliar os efeitos da temperatura na fisiologia dos animais. A Bacia do Paraíba do Sul há muito tempo, vem sofrendo com ações antrópicas, culminando no risco de extinção de espécies endêmicas, sendo este o caso do surubim do Paraíba, Steindachneridion parahybae. Com a possível elevação da temperatura ambiental o risco de extinção da espécie pode se tornar ainda mais eminente, sendo assim, o objetivo do presente trabalho é avaliar se a variação da temperatura da água, dentro dos valores previstos na escala otimista, de 1,8 graus C influencia o crescimento e as respostas fisiológicos dos juvenis de surubim do Paraíba. Foi estabelecido um modelo experimental no qual dois tanques foram cobertos com uma estufa de plástico (grupo Estufa) e outros dois tanques permaneceram sem cobertura (grupo Sem Estufa), com um número inicial de 100 peixes em cada tanque. Nos meses de setembro de 2009 (início)...

Termorregulação colonial e a influência da temperatura no desenvolvimento da cria em abelhas sem ferrão, Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae, Meliponini); Nest thermorregulation and the influence of temperature on the brood development in stingless bees Melipona scutellaris (Hymenoptera, Apidae, Meliponini)

Roldão, Yara Sbrolin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.62%
Uma característica dos insetos sociais, entre elas as abelhas, é o controle da temperatura de seus ninhos. Abelhas sociais são denominadas como animais heterotérmicos, ou seja, são endotérmicas quando realizam atividades motoras (adultas) e ectotérmicas quando apresentam inatividade (cria e abelhas jovens). Essa característica está entrelaçada com o comportamento social. As abelhas melíferas (Apidae; Apini: Apis mellifera) são conhecidas por apresentarem uma temperatura ótima dentro de seus ninhos, regulando a temperatura independente da variação de temperatura ambiente (externa). Entretanto, as abelhas sem ferrão (Apidae; Meliponini) não mantém a temperatura dentro de seus ninhos rigorosamente como as abelhas melíferas. Apesar disso, essas abelhas conseguem manter uma temperatura mais ou menos estável para a emergência perfeita da prole. Porém, se ocorrer algum tipo de alteração de temperatura durante a fase do desenvolvimento ontogênico, esses indivíduos podem não desempenhar suas funções com eficiência, podendo trazer malefícios para a colônia. O objetivo do presente trabalho foi registrar essas temperaturas internas e compará-las com as temperaturas externas (ambiente), como também analisar a termorregulação passiva nas abelhas sem ferrão. Além disso...

Efeito da redução de temperatura de carcaças de frango na multiplicação de microorganismos

Maroso, Michele Taina Derks
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
O presente trabalho teve como objetivo avaliar o tempo necessário para que carcaças de frango de diferentes pesos (1.200 g e 2.100g), que ao sair do tanque de resfriamento se encontravam com a temperatura acima de 7ºC, alcançassem 4°C e traçar o perfil microbiológico destas, realizado através do estudo de presença e multiplicação dos indicadores: microrganismos mesófilos aeróbios, coliformes totais, coliformes termotolerantes, Escherichia coli, Staphylococcus coagulase positivo, Clostridium perfringens, Salmonella spp. e Listeria spp. a fim de auxiliar as medidas e os limites críticos de um plano APPCC para a indústria de carne de ave. A pesquisa foi realizada em um matadouro localizado no Estado do Rio Grande do Sul. No total foram coletadas aleatoriamente 100 carcaças de frangos, 50 amostras para cada peso, com temperatura acima de 7°C, na esteira na saída dos tanques de resfriamento. Todas as carcaças foram colocadas em caixa plásticas e encaminhadas à câmara de resfriamento (tempo zero). De hora em hora foi realizada a aferição de temperatura no músculo peitoral profundo de 15 unidades amostrais de cada peso. As carcaças com peso de 1.200 g levaram de 2 a 4 horas para alcançarem a temperatura de 4ºC na musculatura profunda e as carcaças com peso médio de 2.100 g...

Empenamento, níveis hormonais de triiodotironina e tiroxina e temperatura corporal de frangos de corte de diferentes genótipos criados em diferentes condições de temperatura

Dahlke, Fabiano; Gonzales, Elisabeth; Gadelha, Adriano Cordeiro; Maiorka, Alex; Borges, Sebastião Aparecido; Rosa, Paulo Sérgio; Faria Filho, Daniel Emygdio; Furlan, Renato Luis
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 664-670
POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Estudou-se o empenamento, os níveis hormonais de Triiodotironina (T3) e Tiroxina (T4) e a temperatura corporal de frangos criados em diferentes temperaturas. Foram alojados 180 pintainhos Cobb 500 e 180 pintainhos ISA Label JA57, em temperaturas termoneutra, quente ou fria. O delineamento utilizado foi inteiramente ao acaso, em modelo fatorial 2 x 3 (2 linhagens e 3 temperaturas) com 8 repetições. Houve um aumento das concentrações de T3, nas aves criadas no frio, e uma redução no calor. Também no calor, os frangos ISA Label apresentaram níveis mais altos de T4. As aves Cobb apresentaram uma redução de T4 no calor ou no frio aos 42 dias e no calor aos 21 dias de idade. Houve menor empenamento aos 42 dias, quando os frangos foram criados em alta temperatura e um menor empenamento das aves ISA Label, quando comparadas aos frangos Cobb. As aves criadas no calor apresentaram maior temperatura corporal. Os frangos Cobb apresentaram um aumento na sua temperatura interna, quando criados em ambiente quente. Já os frangos da linhagem ISA Label mantiveram sua temperatura interna, independentemente da temperatura ambiente. É possível concluir que a temperatura ambiente afeta o empenamento dos frangos de corte de linhagens de rápido ganho de peso...

Programação térmica fetal: efeitos sobre a temperatura de preferência e características morfofisiológicas de frangos de corte

Morita, Viviane de Souza
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xi, 114 p.
POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Pós-graduação em Zootecnia - FCAV; Heat stress changes the performance and morphological and functional characteristics of broilers. Thermal programming during fetal development has been shown to be effective in the induction of adaptive characteristics to heat, increasing the thermotolerance of the birds during the post-hatching period by epigenetic adaptation. This study examined the effects of exposure to cold or hot incubation temperature during the fetal stage on the physical and physiological characteristics of chicks, at hatching, and chickens reared under preferred, recommended or high temperature. In Chapter 1 we present a theoretical approach to the topic. In Chapter 2, the effects of cold or hot temperature during the fetal stage on incubation parameters (temperature, eggshell and hatchability), preferred ambient temperature and characteristics of newly hatched chicks (body and organs weight, skin and feathering characteristics, body surface and rectal temperature and plasma T3, T4 and GH concentrations) were examined. For this, hatching eggs from a commercial broiler breeder flock (Cobb 500®) were exposed from day 13 of incubation to cold (36°C), control (37.5°C) or hot (39°C) temperature. The data show that exposure to cold reduced body surface temperature...

Variações de temperatura ocorridas durante a fotoativação de compositos odontologicos

Luis Felipe Jochims Schneider
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.59%
Nos últimos anos diversas fontes de luz fotoativadoras de compósitos odontológicos têm sido introduzidas no mercado, cada qual com suas características. No entanto, muitas dúvidas permanecem com relação ao possível aumento de temperatura durante a fotoativação de compósitos restauradores odontológicos. Assim, neste estudo procurou-se avaliar a influência de fatores envolvidos durante o procedimento de fotoativação sobre o grau de elevação da temperatura e suas conseqüências em algumas propriedades dos compósitos fotoativados. Visando o melhor entendimento, a pesquisa foi dividida em três trabalhos. O primeiro trabalho verificou a variação da temperatura durante a fotoativação, com três diferentes fontes de luz, em incrementos de 2 e 3mm utilizando dois compósitos restauradores. A maior espessura de compósito (3mm) contribuiu para a diminuição estatisticamente significante (p<0,05) da variação da temperatura. O fator fonte de luz também produziu diferença estatística significante na variação da temperatura durante a fotoativação (p<0,05), onde a fonte halógena produziu valores superiores de aumento de temperatura quando comparada às fontes de luz emitida por diodos (LED) e arco de plasma de Xenônio (PAC). O fator compósito influenciou no aumento de temperatura observada. O segundo trabalho verificou o aumento de temperatura durante a fotoativação e a dureza...

Utilização de geotermometros no monitoramento de temperatura de reservatorios de petroleo, submetidos a injeção ciclica de vapor

Frederico Ramalho Nolla
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/1995 PT
Relevância na Pesquisa
36.56%
Este trabalho teve como objetivo o monitoramento da temperatura, através de geotermômetros químicos, dos reservatórios de óleo pesado do Campo de Estreito (Bacia Potiguar, estado do Rio Grande do Norte), submetidos à recuperação suplementar de óleo por injeção cíclica de vapor. Vários geotermômetros - SiO2, Na/K e Na-K-Ca - foram testados visando avaliar o seu potencial de utilização em campos de petróleo. O geotermômetro de sílica foi aquele que forneceu estimativas de temperatura consistentes em todo o intervalo de temperatura amostrado nos poços utilizados neste estudo. A partir das equações propostas por Fournier (1981), foi definida uma curva empírica para a sua utilização no Campo de Estreito (TFm), calibrada a partir da temperatura original do reservatório. Esta curva assume uma posição intermediária às curvas de equilíbrio da calcedônia e do quartzo. Utilizando-se a curva do geotermômetro de sílica definida para o campo, foi ajustada uma equação para a previsão da temperatura do reservatório a partir da temperatura da amostra de água medida em superfície (Tcab), válida para Tcb menores que 77°C. Esta equação apresentou um coeficiente de correlação (r2) igual a 0,80. A análise das curvas de declínio de temperatura com o tempo de produção levou às seguintes conclusões: a) os poços amostrados na área de injeção cíclica com malha de 70m apresentam uma menor taxa de queda de temperatura do que os poços da área de injeção cíclica com malha de 140m. Este fato se deve a um maior aquecimento do reservatório...

Método estimativo da temperatura interna de edificações residenciais em uso

Abreu, Ana Lígia Papst de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 179 f.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil.; O presente trabalho apresenta um método simples para estimar a temperatura interna de residências a partir de temperaturas internas e externas medidas durante curtos períodos. Com as temperaturas estimadas pode se comparar o comportamento térmico de diversos ambientes, verificar se as temperaturas internas do ambiente atendem ao desempenho térmico previsto nas propostas de normas de conforto da ABNT, e até mesmo servir de base de dados para futuros aperfeiçoamentos nas normas. Para desenvolvimento do método foram usadas as temperaturas medidas em oito ambientes de três residências de Florianópolis durante o período de abril de 1998 a março de 1999. O método proposto serve para estimar a temperatura interna horária e temperatura média, máxima e mínima diárias. O primeiro passo é calcular a média móvel estatística da temperatura externa, e verificar a mais forte correlação com a temperatura interna. Depois, deve-se determinar através da análise de regressão uma equação da temperatura interna em função da temperatura externa. A relação empírica entre temperatura interna e temperatura externa apresenta diferentes valores nas constantes das equações obtidas por regressão...

Correção dos erros de previsão de carga elétrica de curto prazo decorrentes de variações de temperatura na Ilha de Santa Catarina utilizando rede neural

Souza, Luiz Fernando Spillere de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 85 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Florianópolis, 2013.; Este trabalho apresenta primeiramente uma pesquisa que tem como foco a investigação da relação da carga elétrica com a temperatura ambiente para a Ilha de Santa Catarina, e a influência da temperatura na precisão da previsão de carga elétrica de curto prazo, em diferentes faixas de temperatura. A partir dos dados históricos de carga e temperatura, foi construída uma aproximação polinomial de terceiro grau da relação carga versus temperatura, onde a curva resultante mostra a influência da temperatura sobre o comportamento da carga e o relacionamento não linear entre estas variáveis. Foi verificado, para a região estudada, que existe uma faixa central de temperatura com pouca influência no consumo, enquanto que acima ou abaixo desta faixa, existem, respectivamente, relações significativas direta e inversa com o comportamento da carga. Ainda que, a precisão da previsão da carga horária por uma rede neural é afetada pela faixa de temperatura considerada. Outra contribuição desta dissertação é a proposta de um método de correção para a rede neural que minimiza o erro de previsão gerado pelas faixas de temperatura que mais afetam a previsão de carga. Os estudos experimentais indicaram que uma rede neural que inicialmente apresentava instabilidade quando submetida a variações de temperatura...

Correlation between tympanic and rectal temperature in marmosets (Callithrix penicillata) under acute stress; Correlações entre a temperatura timpânica e temperatura retal em saguis (Callithrix penicillata) sob estresse agudo

Souza, Vanner Boere; Silva, Ita de Oliveira; Canale, Gustavo Rodrigues; Pianta, Taíssa Ferreira; Tomaz, Carlos Alberto Bezerra
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
36.56%
ABSTRACT; In veterinary practice, tympanic temperature (TT) measurement is not very disseminated. It is surprising, because TT could have advantages compared to the rectal temperature (RT). In the present study, we investigate (Callithrix penicillata), right TT, left TT and RT. We used an infra-red thermometer to measure the temperature in marmosets of tympanic membrane, and a digital clinical thermometer for the measurement of rectal temperature. Right TT was lower than left TT and RT. There was not statistical difference between left TT and RT. Correlation between left TT and RT was stronger than correlation between right TT and both, left TT and RT. This results suggests of a regional thermal dissociation and an asymmetric cerebral metabolism and body temperature, due to the stress of contention in marmosets. _______________________________________________________________________________ RESUMO; Na prática de clínica veterinária a temperatura timpânica (TT) não é disseminada. Isto é surpreendente porque a TT poderia apresentar vantagens em relação à medida da temperatura retal (RT).Neste estudo, investigou-se a temperatura timpânica direita (RTT), temperatura timpânica esquerda (LTT) e temperatura retal em sagüis do cerrado (Callithrix penicillata). Usou-se um termômetro de emissão de raios infra-vermelhos para a mensuração da temperatura da membrana timpânica e um termômetro clínico digital para a medida da temperatura retal. RTT foi menor do que LTT e RT. Não houve diferença estatística entre a LTT e RT. A correlação entre LTT foi mais forte em relação à RT do que à RTT. Estes resultados são sugestivos de uma dissociação e assimetria térmica regional entre o metabolismo cerebral e a temperatura sistêmica...

Efeito da temperatura na multiplicação celular, no desenvolvimento embrionário e na eclosão de juvenis do segundo estádio de Meloidogyne javanica

Campos,Hercules Diniz; Campos,Vicente Paulo; Pozza,Edson Ampélio
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Fatores abióticos influenciam a multiplicação celular, o desenvolvimento embrionário, bem como a sobrevivência e eclosão de juvenis do segundo estádio (J2) de Meloidogyne spp. O efeito relativo à temperatura constante tem sido estudado com várias espécies e populações de Meloidogyne. Entretanto, tem sido pouco pesquisado a flutuação de temperatura, a qual predomina no campo entre o dia e a noite ou durante períodos de predominância de massas polares. Assim, objetivou-se estudar o efeito da flutuação de temperatura em ovos de M. javanica com estádios de desenvolvimento padronizados. Quando foram usados ovos com juvenis já formados, maior percentual de eclosão ocorreu em temperatura fixa de 28 ºC, mas a redução do tempo de exposição a esta temperatura reduziu a eclosão. A exposição dos ovos por 10 horas a 10 ºC, seguido de 14 horas a 28 ºC, proporcionou maior eclosão dos J2 em relação ao mesmo período de exposição mas a 5 ºC seguido de 14 horas a 28 ºC. Já a incubação em temperatura constante de 10 ºC proporcionou menor taxa de eclosão. Ovos no estádio de duas células incubados em temperatura constante de 28 ºC tiveram a multiplicação celular e o desenvolvimento embrionário acelerado em relação às alternadas. Em temperatura constante de 10 ºC ocorreu apenas a multiplicação celular...

Empenamento, níveis hormonais de triiodotironina e tiroxina e temperatura corporal de frangos de corte de diferentes genótipos criados em diferentes condições de temperatura

Dahlke,Fabiano; Gonzales,Elisabeth; Gadelha,Adriano Cordeiro; Maiorka,Alex; Borges,Sebastião Aparecido; Rosa,Paulo Sérgio; Faria Filho,Daniel Emygdio; Furlan,Renato Luis
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.56%
Estudou-se o empenamento, os níveis hormonais de Triiodotironina (T3) e Tiroxina (T4) e a temperatura corporal de frangos criados em diferentes temperaturas. Foram alojados 180 pintainhos Cobb 500 e 180 pintainhos ISA Label JA57, em temperaturas termoneutra, quente ou fria. O delineamento utilizado foi inteiramente ao acaso, em modelo fatorial 2 x 3 (2 linhagens e 3 temperaturas) com 8 repetições. Houve um aumento das concentrações de T3, nas aves criadas no frio, e uma redução no calor. Também no calor, os frangos ISA Label apresentaram níveis mais altos de T4. As aves Cobb apresentaram uma redução de T4 no calor ou no frio aos 42 dias e no calor aos 21 dias de idade. Houve menor empenamento aos 42 dias, quando os frangos foram criados em alta temperatura e um menor empenamento das aves ISA Label, quando comparadas aos frangos Cobb. As aves criadas no calor apresentaram maior temperatura corporal. Os frangos Cobb apresentaram um aumento na sua temperatura interna, quando criados em ambiente quente. Já os frangos da linhagem ISA Label mantiveram sua temperatura interna, independentemente da temperatura ambiente. É possível concluir que a temperatura ambiente afeta o empenamento dos frangos de corte de linhagens de rápido ganho de peso...

Há equivalência entre a temperatura da membrana timpânica e a temperatura retal em ovinos Santa Inês normotérmicos?

Del Campo,Claudia; Boere,Vanner
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
A utilização do termômetro de raios infravermelhos para a aferição da temperatura timpânica em animais tem se tornado uma alternativa prática na clínica veterinária. Em ovinos, a mensuração da temperatura timpânica não foi suficientemente comparada com a aferição da temperatura retal. Este estudo avaliou a equivalência entre a temperatura timpânica e a temperatura retal em 16 ovinos da raça Santa Inês. Durante a coleta de dados, a temperatura e a umidade relativa do ar foram monitoradas e não houve correlação entre estas e a temperatura corporal. A análise da equivalência, pelo método da diferença entre as temperaturas, resultou em temperaturas timpânicas mais baixas (entre 35 e 36,9°C, para ambos os ouvidos) que a temperatura retal (entre 39 e 38°C). Os limites de concordância das comparações entre a temperatura retal e as temperaturas timpânicas foram acima do valor pré-estabelecido. A localização anatômica dos locais aferidos e o tipo de termômetro contribuíram para as diferenças de temperatura. A temperatura retal e a temperatura timpânica foram independentes, sugerindo não haver equivalência entre ambas.

Efeito da temperatura na enzima 2-trans-enoil-ACP (CoA) redutase (EC 1.3.1.9) de Mycobacterium tuberculosis em complexo com o NADH: um estudo por simulação pela dinâmica molecular

Gargano, Furia
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.6%
Esta pesquisa refere-se a um estudo computacional via simulação por dinâmica molecular (DM) que investiga os efeitos da temperatura na InhA, enzima 2-trans-enoil-ACP (CoA) redutase do Mycobacterium tuberculosis (MTB). A temperatura pode interferir na estrutura e função protéicas, na habilidade de ligação de uma proteína, na distribuição dos microestados, na conformação molecular média e nas reações enzimáticas. A partir do início do século XX, os experimentos in silico tem sido cada vez mais utilizados para auxiliar na compreensão e comprovação das hipóteses teóricas elaboradas em diversas áreas da ciência. Neste contexto, a simulação por dinâmica molecular (DM) tem sido uma das técnicas da biofísica molecular computacional utilizadas no estudo da variação das propriedades estruturais do estado nativo das proteínas e no planejamento e design de fármacos. Esta pesquisa investigou o efeito da temperatura sobre a enzima 2-trans-enoil-ACP (CoA) redutase (InhA) através de um estudo por simulação pela DM (SDM). A enzima InhA é um importante alvo para a isoniazida (INH), um dos fármacos utilizados no tratamento da tuberculose (TBC). O complexo enzimático InhA-NADH foi submetido a uma SMD a 25 ºC (298 K) e outra a 37 ºC (310 K) durante um período de 20 ns. A temperatura de 37 ºC foi escolhida por corresponder à temperatura corporal humana. Por outro lado...

Avaliação da influência da temperatura de junção no desempenho de um módulo IGBT empregando sensores a fibra ótica

Bazzo, João Paulo
Fonte: Pato Branco Publicador: Pato Branco
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
This study aims to evaluate the temperature influence on power losses of an IGBT module (Insulated Gate Bipolar Transistor), monitoring the temperature through direct measurement, using optical sensors. The direct monitoring of temperature is accomplished by means of optical sensors based on fiber Bragg grating installed inside the module, positioned on the semiconductor wafer, which forms the IGBT structure. For the experimental analysis to be performed under controlled temperature conditions, a digital temperature control system based on a Peltier effect thermoelectric module was developed, which can regulate the temperature in a range between -16 °C to 150 °C, with an percentage error of 0.1%. The drive of the IGBT module is done by a test circuit that can vary the device electrical parameters, such as pulse width, voltage and load current. A digital oscilloscope, providing verification of device performance during the switching and conduction of electrical current, obtains the waveforms that describe the IGBT behavior. The drive of the IGBT under controlled temperature allows checking the temperature ranges that have significant influence on the device power losses. The use of optical sensor provided to identify the heat generated on the device junction due to the power losses. The direct measurement of junction temperature also contributed to the development of a simple technique with great precision to obtain the thermal parameters of the IGBT structure. The parameters obtained were the basis for developing a precise thermal model that faithfully simulates the device thermal behavior...

Efeito da temperatura ambiental sobre a atividade, uso de habitat e temperatura corporal do tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla) na fazenda Nhumirim, Pantanal

Rosa, Augusto Lisboa Martins
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.63%
O tamanduá-bandeira tem limitações energéticas devido a sua dieta energeticamente pobre, por isso apresenta algumas caracteristicas para compensar essas limitações como o baixo metabolismo e a baixa temperatura e condutancia térmica. Esse estudo teve o objetivo de desenvolver uma metodologia intensiva para acessar a temperatura corporal do tamanduá em conjunto com sua localização. Testamos se a temperatura do tamanduá tem mais variação do que a de um porco (controle), se a temperatura do ambiente afeta a temperatura do animal, e se ele tem preferencia pelos ambientes de acordo com a temperatura do ar. Dezoito tamanduás-bandeira foram capturados, mas apenas quatro animais produziram informação de temperatura corporal dos tamanduás-bandeira. A metodologia mais eficaz para acessar a temperatura corporal do tamanduá-bandeira foi o implante subcutaneo de sensor externo. As amplitudes de temperatura ambiental foram menores nos ambientes florestais, sugerindo haver um efeito tampão desses ambientes sobre a temperatura. Acumulei 7812 registros de temperatura corporal dos quatro tamanduás amostrados, encontrando a média de 34° C ± 0,96. A temperatura dos tamanduás foi influenciada pela temperatura do ar e oscilou bastante...

A temperatura e a dor do doente cirúrgico no período peri-operatório: a intervenção do enfermeiro

Lopes, Tiago Jorge Clamote Figueiredo; Nunes, Maria Madalena Jesus Cunha, orient.
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Palavras-chave: hipotermia peri-operatória; dor; medidas de controlo Introdução: A hipotermia não controlada é prejudicial para o doente perioperatório sobretudo no que respeita ao agravamento da sua dor no pós-operatório. Objectivos: Avaliar a temperatura e a dor no doente cirúrgico; Estimar o efeito da aplicação de medidas de controlo da dor e da temperatura, no nível de dor e valor da temperatura do doente cirúrgico; Medir o efeito da temperatura no nível de dor do doente cirúrgico no perioperatório. Métodos: Foi realizado um estudo transversal, do tipo observacional, segundo uma lógica analítica-correlacional. Participantes: Uma amostra de 50 doentes submetidos a cirurgia abdominal eletiva. Foram efetuadas seis avaliações da temperatura central no período peri-operatório e três avaliações do nível de dor quando se encontravam na Unidade de Cuidados Pós-Anestésicos (UCPA). Material: Grelha de colheita de dados clínicos e BRAUN thermoscan 6012. Resultados: A temperatura média na terceira avaliação (intra-operatório) foi de 35,96°C. No quarto momento de avaliação (UCPA) 76,0% dos doentes apresentavam hipotermia. No intraoperatório 26,0% doentes receberam medidas de controlo de temperatura e 74...