Página 1 dos resultados de 2 itens digitais encontrados em 0.046 segundos

Um estudo da produção acadêmica em administração estratégica no Brasil na terminologia de Habermas

Rodrigues Filho,José
Fonte: Fundação Getulio Vargas/Escola de Administração de Empresas de São Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas/Escola de Administração de Empresas de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
76.22%
Tem havido recentemente um grande interesse em estudos críticos em administração, pelo menos na literatura de língua inglesa, dando origem a uma nova disciplina denominada de Estudos Críticos em Administração (ECA). Já que uma forma de se conhecer uma disciplina ou campo de estudo é analisar o conteúdo dos escritos ou literatura considerados mais influentes, no presente estudo tentou-se identificar os trabalhos mais citados em administração estratégica, oriundos da produção acadêmica no Brasil. Um levantamento de mais de 100 artigos da especialidade de administração estratégica foi efetuado, formando-se um banco de dados de todas as referências utilizadas nestes artigos. Algumas destas referências são básicas ou centrais para esta especialidade e, como textos dominantes, tendem a ser invocadas para apoiar a construção de conhecimento. Em seguida, uma tentativa foi feita para classificar os textos mais referenciados, utilizando a taxonomia do filósofo e sociólogo alemão, Jürgen Habermas, que faz uma distinção entre três formas de interesses que constituem o conhecimento: interesse técnico, prático e emancipatório. O propósito foi o de verificar até que ponto os estudos críticos permeiam esta especialidade. Os resultados mostraram que a corrente de pensamento dominante no Brasil parece não permitir a crítica...

Pedir, exigir, ordenar, coaccionar : Searle y Habermas sobre la fuerza ilocucionaria de los actos de habla

López de Lizaga, José Luis
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
66.35%
Este artículo estudia la controversia entre Jürgen Habermas y John Searle sobre la teoría de los actos de habla. En primer lugar se exponen brevemente los elementos fundamentales de la versión habermasiana de dicha teoría (el concepto de pretensiones de validez, la concepción cooperativa de los fines ilocucionarios y la distinción entre lo ilocucionario y lo perlocucionario). A continuación se analizan las dos principales objeciones de Searle a Habermas: la distinción entre comprensión y acuerdo, y la idea de que las pretensiones de validez no son elementos constitutivos de todo acto de habla. Si bien los argumentos de Searle contra Habermas parecen decidir la controversia, el artículo defiende que algunas dificultades de la taxonomía de los actos de habla propuesta por Searle refuerzan inesperadamente las tesis de Habermas.; This paper analyses the controversy between Jürgen Habermas and John Searle on speech acts. It presents briefly the main features of Habermas’s theory: the concept of validity claims, the cooperative conception of illocutionary goals, and the distinction between the illocutionary and the perlocutionary. Afterwards it analyses Searle’s main objections against Habermas: the distinction between understanding and agreement...