Página 1 dos resultados de 4082 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Proposta para um indicador global de avaliação da sustentabilidade ambiental de empreendimentos (IGSA)

Coelho, Adoniran Martins
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 843712 bytes; 307509 bytes; 1298072 bytes; 93778 bytes; application/pdf; application/pdf; application/pdf; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.57%
O desenvolvimento urbano desordenado é, actualmente, considerado um problema grave para a sustentabilidade ambiental global em Portugal. Alguns dos efeitos mais frequentes deste crescimento, traduzem-se em perturbações ou alterações ambientais, muitas vezes, irreversíveis. Em Portugal, o crescimento imobiliário tem gerado milhões de euros em investimentos, e criado milhares de postos de trabalho. Prendendo-se nesta questão, vê-se que este crescimento tem trazido a vista várias questões quanto à sustentabilidade deste crescimento imobiliário. Desta forma, têm surgido vários empreendimentos com o conceito de empreendimentos sustentáveis, sem haver uma metodologia clara quanto à avaliação desta sustentabilidade. Neste sentido colocam-se em causa algumas questões: será que estes empreendimentos são sustentáveis? E se são, como medir essa sustentabilidade? E por último, como podem ser avaliados? Um bom exemplo, desta questão, têm sido os vários projectos aprovado recentemente, muitos destes abrigados pelo sistema PIN, que têm suscitado inúmeras questões quanto seu impacte ambiental. Destes projectos aprovados, 29 projectos afectam áreas classificadas com estatuto de protecção ambiental, gerando várias incertezas por parte da sociedade civil. Diante desta problemática...

O crescimento urbano do município de Bertioga inserido no debate sobre sustentabilidade ambiental; The urban growth of Bertioga city within the discussion on environmental sustainability

Alves, Estela Macedo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.62%
Diante da perspectiva de entender como o conceito de sustentabilidade ambiental pode ser aplicado à urbanização das cidades, encontramos em Bertioga caso ilustrativo da associação entre natureza e crescimento urbano. A cidade sofreu, em seu ambiente natural, as conseqüências do crescimento intenso do litoral paulista, que são evidentes tanto na cidade legal quanto em ocupações ilegais. O objeto desta dissertação é a urbanização de Bertioga: uma relação entre o ambiente natural e as formas de produção do espaço urbano, incluindo a construção de espaços ambientalmente precários, que suprem os déficits de infraestrutura e habitação. O objetivo principal é interpretar os impactos gerados pela ocupação humana sobre áreas consideradas ambientalmente frágeis, no contexto de desenvolvimento e sustentabilidade ambiental, debatidos mundialmente. Da perspectiva do planejamento urbano e tendo um território politicamente delimitado município como elemento empírico, aprofundamos duas abordagens: a interpretação de conceitos utilizados no discurso ambiental e a análise territorial urbana. Como base teórica, utilizamos bibliografia ligada à conceituação da sustentabilidade e da problemática ambiental. Além disso...

Indicadores de sustentabilidade ambiental sob a ótica da lógica de ciclo de vida.; Environmental sustainability indicators under the life cycle thinking perspective.

Viñas, Rafael Selvaggio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.6%
Sob um escopo abrangente, o desafio associado à busca do desenvolvimento sustentável pode ser interpretado como o desafio de realizar decisões baseadas em algumas concisas informações. Diversas informações são publicadas utilizando técnicas para mensuração de desempenho ambiental, a exemplo dos indicadores de sustentabilidade, de forma a entender o que está acontecendo e auxiliar tomadas de decisão. O objetivo da dissertação pode ser descrito como avaliar a hipótese que um indicador de sustentabilidade ambiental deve ser calculado através de Lógica de Ciclo de Vida. Neste contexto uma forma simplificada de conceituar sustentabilidade é garantir que o consumo de recursos naturais não esgote sua disponibilidade. Uma vez que as necessidades humanas (manutenção do bem-estar humano) são atendidas por meio de produtos, compreende-se que todo o consumo de recursos naturais ocorre ao longo do ciclo de vida de um produto (bem ou serviço). Este trabalho define Indicador de Sustentabilidade (Ambiental) como a reunião de parâmetros que represente a informação sobre consumo de recursos naturais devido a toda interação antrópica com o meio ambiente. São necessárias ferramentas quantitativas que auxiliem tomadores de decisão a compreender o consumo de recursos naturais ao longo do ciclo de vida de produtos. A Lógica de Ciclo de Vida - LCV - oferece uma imagem diferenciada e completa da remoção de recursos da natureza...

O sistema de treinamento, desenvolvimento e educação (TD&E) voltado para sustentabilidade ambiental nas empresas: um estudo de casos múltiplos em uma indústria de defensivos agrícolas e uma empresa prestadora de serviços ambientais; Training, Development and Education (TD&E) system for environmental sustainability in companies: A multiple case study on crop protection industry and a environmental series company.

Teixeira, Isabela Grespan da Rocha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.64%
As ações educativas sobre sustentabilidade ambiental constituem uma ferramenta cujo intuito é aumentar a consciência das pessoas sobre os problemas ambientais e sobre suas consequências para a humanidade. Quando bem estruturadas e aplicadas, elas têm um papel importante na mudança dos hábitos das pessoas. Nesse sentido, as organizações podem contribuir aplicando-as a seus funcionários e a outros stakeholders. Assim, o objetivo desta pesquisa é identificar como as empresas da indústria de defensivos agrícolas e prestadoras de serviço ambiental desenvolvem seus sistemas de treinamento, desenvolvimento e educação (TD&E) relacionados à sustentabilidade ambiental. Para atingir os objetivos propostos, foi realizado um estudo de casos múltiplos em duas empresas. Uma indústria de defensivos agrícolas e uma empresa prestadora de serviços ambientais. Com esses estudos de caso, foi possível entender a interação do departamento de recursos humanos para essas ações de sustentabilidade ambiental, ver como a EA e a EDS são trabalhadas com os funcionários de diferentes níveis organizacionais. Foi possível também entender como as empresas realizam o levantamento de necessidade de treinamento (LNT), como elas planejam e como avaliam as ações educacionais para sustentabilidade ambiental. Como implicações práticas...

Estratégia de sustentabilidade ambiental : o caso da General Motors do Brasil

Fachel, Tatiana Aguirres
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.53%
O presente estudo visa contribuir com as discussões sobre estratégia de sustentabilidade de empresas. Este investigou os fatores determinantes na formação da estratégia de sustentabilidade ambiental de um importante player da indústria automobilística nacional, procurando responder: “Por que predominam as eco-inovações em processos produtivos no posicionamento estratégico para sustentabilidade da GM do Brasil em relação a eco-inovações em produto?”. Como referencial teórico foram considerados os conceitos de desenvolvimento sustentável, as discussões sobre estratégias de sustentabilidade ambiental, responsabilidade socioambiental e a teoria institucional. Sendo esta última a lente teórica escolhida por ampliar o conceito de ambiente externo da organização e desta forma contemplar aspectos institucionais. A teoria institucional considera um enfoque abrangente dos fatores que influem e condicionam as estratégias ambientais. O método de pesquisa foi qualitativo ao investigar de forma empírica os propósitos da estratégia de sustentabilidade ambiental da GM do Brasil. A análise foi composta por entrevistas semiestruturadas, direcionadas aos executivos da empresa, observação direta e participante...

Sustentabilidade Ambiental: Um estudo de caso em uma empresa de transporte de passageiros com aplicação parcial do SICOGEA

Reichert, Célia
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 81 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.62%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; O presente trabalho objetivou apresentar o grau de sustentabilidade ambiental de uma empresa de transporte de passageiros, utilizando para isso a aplicação parcial do método SICOGEA, especificamente a Primeira Fase da terceira etapa “Investigação e Mensuração”. A metodologia, quanto aos objetivos é exploratória e descritiva. Quanto aos procedimentos, a pesquisa é do tipo estudo de caso. Em relação à abordagem do trabalho, são aplicados os métodos quantitativos e qualitativos. Quanto à trajetória metodológica, o estudo divide-se em três fases, sendo que a primeira trata da Fundamentação Teórica, na qual são abordados os conceitos de Responsabilidade Social, Contabilidade Ambiental, Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, Benchmarking Ambiental, Método de Gerenciamento de Aspectos e Impactos Ambientais (GAIA) e Sistema Contábil Gerencial Ambiental (SICOGEA). Na segunda fase apresenta-se um breve histórico da empresa pesquisada, sua missão, visão, e alguns projetos desenvolvidos na área ambiental e junto à sociedade. Na terceira e última fase aplica-se a Primeira Fase da Terceira Etapa do método SICOGEA...

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: ESTUDO EM UM INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO

Soncini, Bruno da Silva; Pfitscher, Elisete Dahmer; Nilson, Marisa; Silveira, Maria Luiza Gesser da; Coelho, Tainá Terezinha; Klaes, Luiz Salgado
Fonte: INPEAU Publicador: INPEAU
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.58%
Este estudo tem como objetivo analisar a sustentabilidade ambiental de um instituto federal de educação, aplicando parcialmente o método SICOGEA (Sistema Contábil Gerencial Ambiental) – Geração 3. No trabalho utilizou-se de pesquisa exploratória e descritiva e a abordagem do problema teve cunho quali-quantitativo. Para a coleta de dados buscou-se responder uma lista de verificação com 108 questões que possibilitaram analisar os índices de sustentabilidade ambiental da instituição de ensino. Para a análise foram atribuídos índices a seis critérios, entre os resultados apresentados o critério com o melhor resultado foi o de gestão estratégica da instituição, com índice de 93,8%. Por outro lado, o critério 2, auditoria ambiental, apresentou um resultado fraco com índice de 37%. Por fim, a instituição obteve um resultado regular, com um índice geral de sustentabilidade ambiental de 58% o que segundo a classificação proposta, atende a legislação. O trabalho ainda apresenta um plano resumido de gestão ambiental, procurando desenvolver ações que visem a melhora do índice de sustentabilidade ambiental da instituição.

Sustentabilidade ambiental no sector bancário

Ramos, Carlos de Llera
Fonte: FCT - UNL Publicador: FCT - UNL
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.59%
Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente,perfil Gestão e Sistemas Ambientais; As preocupações ambientais aumentaram de forma exponencial nas últimas décadas. O papel das organizações no âmbito do desenvolvimento sustentável surge a partir do conceito de Responsabilidade Social das Empresas. As instituições financeiras, e o sector bancário em particular, são entidades singulares na promoção do desenvolvimento sustentável devido à influência que exercem sobre a sociedade como intermediários de capital. A presente dissertação visa analisar a integração da sustentabilidade ambiental no core business das entidades bancárias avaliando, entre outras questões, quais as indicações que estão a ser seguidas pelas principais entidades financeiras em matéria de sustentabilidade, que actividades são realizadas no que diz respeito à adopção, integração e comunicação de práticas que contribuem para a sustentabilidade, que riscos e oportunidades enfrenta o sector bancário no caminho do desenvolvimento sustentável, conhecer as tendências expectáveis para o sector neste domínio, e quais os pontos fortes e fracos da sustentabilidade ambiental no sector da banca. A metodologia geral adoptada consistiu na realização dum exercício de benchmarking das práticas de sustentabilidade a um conjunto de 15 instituições bancárias...

Análise da sustentabilidade ambiental do sistema de classificação das águas doces superficiais brasileiras

Pizella,Denise Gallo; Souza,Marcelo Pereira de
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
76.39%
O Brasil é um país dotado de grandes reservas hídricas superficiais e biodiversidade aquática, apesar de sua distribuição desigual entre as diversas regiões hidrográficas. O sistema de classificação das águas doces superficiais brasileiras norteia-se pelos pressupostos e instrumentos das políticas nacionais de meio ambiente e de recursos hídricos, regulamentadas por outras legislações, como a Resolução CONAMA nº 357/05. O presente trabalho objetivou-se a analisar os problemas existentes na gestão da qualidade hídrica brasileira frente às premissas de sustentabilidade ambiental, buscando-se, por meio das estratégias adotadas em países de referência, identificar novas tendências. Constataram-se entraves de ordem técnica, legal, econômica, social e institucional, como: falta de articulação entre os instrumentos das políticas hídrica e ambiental, dificuldades na criação de Comitês e as Agências de Bacias, incongruência entre objetivos de qualidade protetivos e a existência de classes de qualidade permissivas, estabelecimento de padrões qualitativos considerando apenas as características físico-químicas e microbiológicas da água, defasagem do sistema de informações ambientais, dentre outros. A partir deste diagnóstico...

Avaliação da sustentabilidade ambiental do uso de esgoto doméstico tratado na piscicultura

Santos,Emanuel Soares dos; Mota,Suetônio; Santos,André Bezerra dos; Monteiro,Cleto Augusto Baratta; Fontenele,Rafahel Marques Macedo
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.52%
Este trabalho teve como objetivo avaliar a sustentabilidade ambiental do uso de esgoto doméstico tratado na piscicultura por meio do Índice de Sustentabilidade Ambiental para Reúso em Piscicultura (ISA RP), do Índice de Qualidade de Água para Reúso em Piscicultura (IQA RP) e do custo ambiental (entropia). Observou-se, por meio do custo ambiental, que a piscicultura convencional causou a deterioração da qualidade da água que foi utilizada. Constatou-se que o sistema de piscicultura utilizando esgoto tratado, sem usar aeração, não causou efeito deletério significante à qualidade da água de reúso (efluente da estação de tratamento de esgoto - ETE). O sistema de piscicultura usando esgoto tratado, com aeração, resultou na melhoria de sua qualidade, quando comparado com o efluente da estação de tratamento, significando que essa prática resultou em um polimento no líquido utilizado. Ambos os sistemas de reúso de águas mostraram-se ambientalmente sustentáveis, o que indica a potencialidade do uso de esgoto doméstico tratado como fonte de água e alimento natural para a piscicultura.

Cidades e suas águas: a interface gestão urbana / gestão de recursos hídricos para a sustentabilidade ambiental

Freires Galindo, Evania; de Fátima Ribeiro de Gusmão Furtado, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.57%
Esta pesquisa parte do fundamento de que existe uma relação indissociável entre a gestão urbana e a gestão de recursos hídricos para se alcançar a sustentabilidade ambiental. Portanto, é necessário que a gestão hídrica esteja articulada à gestão do território da cidade, conjugando os instrumentos de gerenciamento hídrico com os de planejamento urbano. O trabalho argumenta que, apesar dos muitos avanços alcançados, para se garantir a sustentabilidade ambiental ainda é necessário desenvolver ações mais concretas para essa articulação, pautadas pela gestão do território e pela boa governança. A pesquisa empírica desenvolveu uma avaliação crítica do caso da Bacia Hidrográfica do Rio Jaboatão (Pernambuco/Brasil), investigando como se dá a articulação entre esses dois campos de gestão com o objetivo geral de contribuir para a discussão sobre a dimensão político-institucional da gestão de bacias hidrográficas urbanas no Brasil. A construção do objeto teórico da Tese se alicerçou nas categorias teóricas da sustentabilidade ambiental e da gestão articulada, a partir da análise de dois conceitos-chave: território e governança, eleitos por serem centrais nos fundamentos teórico-conceituais e político-legais da interface gestão urbana / gestão de recursos hídricos. Optou-se pelo uso da triangulação metodológica...

A sustentabilidade ambiental no planejamento urbano do município de São Paulo: 1971-2004; Environmental sustainability in the urban planning of the municipality of São Paulo: 1971-2004.

Maglio, Ivan Carlos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.68%
Introdução. Com o paradigma da sustentabilidade ambiental assumido a partir da conferência mundial Rio 92, o instrumento plano diretor deve passar por uma reconceituação, compatível com sua transformação em um instrumento de apoio à sustentabilidade ambiental urbana e de fortalecimento da função socioambiental da cidade. Neste contexto a proteção ambiental e a redução de impactos passam a ser elementos fundamentais para os planos diretores. Entretanto, no planejamento urbano do município de São Paulo, quarta maior cidade do mundo, permanecem os desafios existentes à introdução de opções sustentáveis por meio do plano diretor, zoneamento e operações urbanas. Objetivo. Analisar a inserção da sustentabilidade ambiental, por meio de planos diretores e instrumentos de gestão urbana elaborados do Município de São Paulo no período 1971-2004. Metodologia. O estudo de caso é utilizado como método de pesquisa por meio de pesquisa documental, apoiado por pesquisa bibliográfica sobre sustentabilidade ambiental urbana, planejamento urbano e Planos Diretores no Brasil, e sobre o instrumento de gestão Avaliação Ambiental Estratégica-AAE aplicado aos planos urbanos. Elementos extraídos desse instrumento de gestão AAE foram para construir o método e análise dos resultados da pesquisa. Resultados. No período 1971-1980 o plano diretor e os planos metropolitanos apontaram questões estratégicas para o desenvolvimento da cidade...

Gestão e Sustentabilidade Ambiental: Estudo de Caso em uma Fábrica de Bebida Energética

Bonissoni, Romel Matheus
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: f.; 75 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.59%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis; A questão ambiental vem despertando atenção entre os agentes sociais, na medida em que as reações ambientais começam a emergir. As empresas, como agentes de desenvolvimento econômico passaram a dar atenção especial a esta causa devido às pressões do mercado consumidor e das políticas ambientais cada vez mais rígidas, investindo em processos que aumentem sua sustentabilidade ambiental. Para este estudo, a metodologia aplicada quanto aos procedimentos utilizados é caracterizada como um estudo de caso, abordando o problema de maneira qualitativa e quanto aos objetivos, classificada como descritiva. A trajetória metodológica é dividida em três partes, onde a primeira relata a fundamentação teórica necessária para o entendimento do tema, a segunda, o estudo de caso em uma empresa de bebida energética e a terceira, análise e interpretação de dados, oferecendo sugestões através de um plano resumido de gestão ambiental. Este estudo tem como objetivo geral verificar a sustentabilidade ambiental em uma fábrica de bebida energética avaliado pelo método SICOGEA (Sistema Contábil Gerencial Ambiental)...

Responsabilidade social das empresas e sustentabilidade ambiental

Mota, Sandra Cristina Morais
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.53%
Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional; O objeto de estudo do seguinte trabalho de investigação é analisar as experiências de Responsabilidade Social (RS) em Portugal que envolvem a Sustentabilidade Ambiental como um desiderato a considerar na missão da empresa. Servimo-nos do exemplo de um grande grupo financeiro português, a Caixa Geral de Depósitos (CGD). Assim sendo, definimos alguns objetivos específicos tais como, desenvolver os conceitos de Desenvolvimento Sustentável (DS) e de Responsabilidade Social; analisar a relação entre os dois conceitos; discutir a importância da Sustentabilidade Ambiental como pilar do DS; tentar perceber como vai o estado de Arte da Responsabilidade Social em Portugal; analisar/avaliar a experiência de uma grande empresa portuguesa (CGD) que, nas suas atividades de RS, inclui estratégias de Sustentabilidade Ambiental das Florestas (Sustentabilidade Florestal), nomeadamente com o programa de florestação da Tapada Nacional de Mafra (TNM). Como fim último, pretendemos avaliar as potencialidades e fragilidades para a performance da CGD no desenvolvimento de ações de RS em Portugal. Consideramos que este tema tem uma grande importância para as grandes empresas, uma vez que a inserção destas no mercado implica uma postura estratégica socialmente responsável que vise contribuir para uma sociedade mais justa e um ambiente mais limpo...

A sustentabilidade ambiental da agropecuária brasileira: impactos, políticas públicas e desafios; Texto para Discussão (TD) 1782: A sustentabilidade ambiental da agropecuária brasileira: impactos, políticas públicas e desafios; The environmental sustainability of Brazilian agriculture: impacts, policy and challenges

Sambuichi, Regina Helena Rosa; Oliveira, Michel Ângelo Constantino de; Silva, Ana Paula Moreira da; Luedemann, Gustavo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.53%
Este estudo tem como objetivo discutir o tema da sustentabilidade ambiental do setor agropecuário brasileiro, tratando de questões relacionadas aos impactos do crescimento do setor sobre o meio ambiente, políticas atuais e estratégias necessárias para mitigar esses impactos. Historicamente, as políticas agrícolas aplicadas no Brasil não consideraram os potenciais impactos negativos do modelo de desenvolvimento adotado, levando a um desequilíbrio no tripé da sustentabilidade ao privilegiarem o aspecto econômico em detrimento do social e ambiental. Só muito recentemente, os policy makers começaram a atentar para as questões relativas à sustentabilidade do setor e a instituir políticas com esse objetivo. O desafio de desenvolver a produção agropecuária com sustentabilidade, porém, exigirá a adoção de múltiplas estratégias que passam pela geração e difusão de tecnologias ambientalmente adequadas, estruturação de sistemas de informações agroambientais integrados e aplicação de instrumentos econômicos que possam minimizar as externalidades negativas do setor.; 46 p.

Responsabilidade social das empresas e sustentabilidade ambiental : sustentabilidade florestal : o caso da Caixa Geral de Depósitos

Mota, Sandra Cristina Morais
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional; O objeto de estudo do seguinte trabalho de investigação é analisar as experiências de Responsabilidade Social (RS) em Portugal que envolvem a Sustentabilidade Ambiental como um desiderato a considerar na missão da empresa. Servimo-nos do exemplo de um grande grupo financeiro português, a Caixa Geral de Depósitos (CGD). Assim sendo, definimos alguns objetivos específicos tais como, desenvolver os conceitos de Desenvolvimento Sustentável (DS) e de Responsabilidade Social; analisar a relação entre os dois conceitos; discutir a importância da Sustentabilidade Ambiental como pilar do DS; tentar perceber como vai o estado de Arte da Responsabilidade Social em Portugal; analisar/avaliar a experiência de uma grande empresa portuguesa (CGD) que, nas suas atividades de RS, inclui estratégias de Sustentabilidade Ambiental das Florestas (Sustentabilidade Florestal), nomeadamente com o programa de florestação da Tapada Nacional de Mafra (TNM). Como fim último, pretendemos avaliar as potencialidades e fragilidades para a performance da CGD no desenvolvimento de ações de RS em Portugal. Consideramos que este tema tem uma grande importância para as grandes empresas, uma vez que a inserção destas no mercado implica uma postura estratégica socialmente responsável que vise contribuir para uma sociedade mais justa e um ambiente mais limpo...

Índice de sustentabilidade ambiental do uso da água: Estudo de caso do Projeto Sertão de Pernambuco ISA-PSP.

SILVA, A. de S.; LOUZADA, P. T. C.; SILVA, A. L. da; FAY, E. F.
Fonte: In: SEABRA, G. (Org.). Terra: saúde ambiental e soberania alimentar. Ituiutaba: Barlavento, 2015. Publicador: In: SEABRA, G. (Org.). Terra: saúde ambiental e soberania alimentar. Ituiutaba: Barlavento, 2015.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: 1217-1227
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.41%
A pesquisa divulga com este trabalho a construção do Índice de Sustentabilidade Ambiental do Uso da Água para o Gerenciamento do Projeto do Sertão de Pernambuco (ISA PSP), com a finalidade de preencher a lacuna de conhecimento básico existente, em âmbito regional. O ISA_PSP é o método que permite integrar três dimensões da análise ambiental ecológico, econômico e social a partir de dados coletados a campo e de estatísticas de fontes secundárias. Participaram do processo 830 famílias, representando 181 localidades existentes em 19 municípios avaliados: Afrânio, Araripina, Bodocó, Cedro, Dormentes, Exú, Granito, Ipubi, Lagoa Grande, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Petrolina, Salgueiro, Santa Cruz, Santa Filomena, Serrita e Trindade, no Estado de Pernambuco e o município de Casa Nova, no Estado da Bahia. Não há restrição quanto aos recursos edafoambientais, uma vez que foi estimada a existência de um potencial para áreas irrigáveis ao redor de 876,2 mil hectares, dos quais 300 mil hectares podem ser efetivamente irrigados.; 2015

GESTÃO E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: ESTUDO EM UM ÓRGÃO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA; GESTÃO E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: ESTUDO EM UM ÓRGÃO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA

Souza, Paula de; Universidade Federal de Santa Catarina Endereço: Campus Universitário Reitor João David Ferreira Lima Bairro: Trindade – Cidade: Florianópolis Estado: Santa Catarina – País: Brasil – CEP: 88040-970; Pfitscher, Elisete Dahmer;
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - ACCOUNTING DEPARTMENT Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - ACCOUNTING DEPARTMENT
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.64%
Nas últimas décadas, a população tem exigido políticas de controle, preservação e recuperação ambiental por parte das organizações. Dessa maneira, os eventos ambientais precisam ser analisados de modo a produzirem informações necessárias para as decisões de gestão ambiental.Por tal razão, as informações ambientais devem ser gerenciadas por sistemas de gestão ambiental, a fim de possibilitar um diagnóstico confiável dos fatos ambientais que impactam o meio ambiente. Nesse contexto, este trabalho tem por objetivo geral verificar a gestão e sustentabilidade ambiental de um Órgão Público do Estado de Santa Catarina. Realizou-se uma análise de conteúdo, a partir das informações obtidas nos relatórios publicados no sítio do Órgão e da lista de verificação da terceira etapa do SICOGEA – Geração 2 com 76 questões, com aplicação in loco.O processo de identificação dos critérios e subcritérios que compõem a referida lista são definidos conforme literatura nacional e internacional e legislação pertinente. Os resultados apontaram que o Órgão em estudo está em um nível regular de desempenho ambiental no percentual de 49,32%, o que indica que as práticas ambientais aplicadas estão mais destinadas a atender a legislação acerca da gestão e sustentabilidade ambiental. Os grupos-chaves Fornecedores/Compras...

Analysis of environmental sustainability in a beverage industry: a focus on production process; Análise de sustentabilidade ambiental em uma indústria de bebidas: um enfoque no processo produtivo

Freitas, Claudio Luiz de; Universidade Federal de Santa Catarina; Richartz, Fernando; Universidade Federal de Santa Catarina; Pfistcher, Elisete Dahmer; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.58%
One of the main causes of environmental impacts in industries is the production process, responsible for waste that can cause extensive damage to the environment. The objective of this study is to analyze the environmental sustainability of a beverage industry, focusing on its production process. To achieve the objective of this article presents a case study of exploratory, qualitative and quantitative approach. The study was divided into three phases, the first being the theoretical basis, the second phase of the analysis of sustainability, and the third and final phase of the implementation of the Plan summary environmental management 5W2H. The results indicate that the company has a good environmental sustainability, but has aspects to be improved. As regards the process, the result of environmental sustainability was considered good, but the company provided point deficit that undermined their results, and therefore can be improved and, consequently, improve the overall sustainability of the beverage industry.; http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2009v6n12p35Um dos principais causadores de impactos ambientais nas indústrias é seu processo produtivo, responsável pela produção de resíduos que podem causar grandes danos ao meio ambiente. O objetivo deste trabalho é analisar a sustentabilidade ambiental de uma indústria de bebidas...

Análise da sustentabilidade ambiental de uma instituição de ensino segundo o Sistema Contábil Gerencial Ambiental – Geração 2

Keunecke, Gabriella Rossi; Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC; Uhlmann, Vivian Osmari; Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC; Pfitscher, Elisete Dahmer; Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.6%
http://dx.doi.org/10.5007/1983-4535.2012v5n3p179 Este estudo teve como objetivo analisar o grau de sustentabilidade de uma instituição de ensino com base no método SICOGEA (Sistema Contábil Gerencial Ambiental) – Geração 2 e propor medidas para minimizar os danos causados pelo processo de prestação de serviços da instituição de ensino ao meio ambiente e à sociedade. No processo de coleta dos dados, utilizou-se uma lista de verificação composta por 153 questões dispostas em grupos-chave e subgrupos, tendo sido respondida pela contadora da instituição pesquisada. A instituição de ensino apresentou uma sustentabilidade ambiental global de 41%, que é considerada fraca pelo método adotado neste estudo. O grupo-chave Marketing obteve o melhor índice de sustentabilidade ambiental, com 73,66%. Em contrapartida, o grupo-chave Contabilidade e Finanças apresentou o menor índice de sustentabilidade ambiental, com apenas 17,72%, o que ensejou a elaboração do plano resumido de gestão ambiental. Observou-se pouca preocupação e conscientização com as questões sociais e ambientais, não tendo sido observada uma política de qualidade ambiental por parte da instituição. Além disso, não foi constatada na instituição a economia de insumos e/ou matérias-primas...