Página 1 dos resultados de 232 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

A gestão de risco: estudo da sua influência na competitividade dos municípios portugueses

Rodrigues, Sílvia Maria da Canhota Escudeiro
Fonte: Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 16/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.2%
Dissertação de Mestrado em Controlo de Gestão apresentada à ESTG - Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria.; A presente dissertação analisa a temática da gestão de risco e sua influência na competitividade dos Municípios portugueses. O risco é inerente a qualquer atividade na vida pessoal, profissional ou nas organizações, sejam elas privadas ou públicas, e pode envolver perdas, bem como oportunidades. A existência de uma diversidade de riscos, internos e externos, determinantes para a sustentabilidade a longo prazo de qualquer organização, implica que estes devem ser identificados e avaliados, devendo por isso estar estabelecida uma cultura de prevenção e de deteção. A gestão de risco compreende os processos de identificação dos riscos potenciais, analisando o seu possível impacto nos objetivos estratégicos da organização e prevendo a probabilidade da sua ocorrência, de modo a determinar a melhor forma de gerir a exposição a esses riscos. A gestão de risco deve ser uma das componentes da cultura organizacional dos Municípios e estar presente em todos os processos de gestão e deve ser uma responsabilidade de todos os decisores e colaboradores, independentemente do nível hierárquico. Neste contexto...

Metodologia de planejamento estratégico de lavra incorporando riscos e incertezas para a obtenção de resultados operacionais.; Strategical minnig planning methodology incorporating risks and uncertanties to obtain operational results.

Silva, Nelson Camurugi Senhorinho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.21%
O planejamento estratégico de lavra corresponde ao processo para se determinar o "melhor" projeto e sequenciamento da lavra, segundo uma estratégia previamente estabelecida. É considerado um elemento chave para o sucesso de um empreendimento de mineração, uma vez que subsidia o processo decisório sobre a sua condução e desenvolvimento. Métodos de planejamento estratégico de lavra convencionais estão baseados em modelos determinísticos, que não são capazes de tomar em consideração a variabilidade intrínseca dos principais elementos que os compõem, consequentemente, podem apresentar resultados bastante distantes da realidade e muitas vezes até comprometer a viabilidade do empreendimento. As incertezas geológicas são consideradas como as principais contribuintes para que projetos de mineração falhem em alcançar as expectativas originalmente projetadas. Este estudo apresenta uma metodologia abrangente, que de forma multi-estagiada, utiliza modelos condicionalmente simulados para quantificar e transferir os riscos associados às propriedades geológicas ao longo do processo de planejamento de lavra. Esta função de transferência integra e incorpora distintos métodos de análises quantitativas, incluindo: Teoria Gráfica; Teoria dos Conjuntos; Realces Flutuantes; e Programação Dinâmica. Seus resultados são finalmente convertidos em atividades de lavra...

Integração entre P&D e planejamento estratégico; Integration between strategic planning and R&D

Moura, Gilnei Luiz de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.44%
Um dos determinantes da competitividade é a inovação. O P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) de uma organização pode levar a um diferencial competitivo. Por isso o planejamento estratégico deve ficar atento à decisão estratégica de qual P&D empreender, e em que nível de recursos e prioridade. A integração entre as estratégias de P&D com as tecnologias e estratégias de negócios da organização é tão fundamental quanto a inclusão na administração organizacional do processo de P&D. Todavia a integração entre P&D e planejamento estratégico organizacional é uma tarefa árdua e complexa para qualquer organização. Esta pesquisa aponta para uma proposta de discutir a idéia de que o P&D e o planejamento estratégico devem ser simultaneamente integrados, i.e., o P&D deve conhecer e se envolver nas viabilidades econômico-comerciais de seus projetos e o planejamento estratégico deve considerá-lo nas macro-estratégias da corporação. De forma objetiva, pretende-se não só investigar a relação P&D e o processo de planejamento estratégico, como também examinar sua integração e complementaridade por meio dos processos decisórios e alinhamentos estratégicos em organizações que têm a P&D como importante diferencial competitivo. Para tanto...

Utilização de instrumentos de planejamento financeiro estratégico em pequenas e médias empresas no estado do Paraná

Reis, Petrus Antonio Muller
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
36.31%
o presente trabalho averigua os modelos estratégicos atuais e, sua aplicabilidade nas pequenas empresas no que tange à viabilidade financeira de projetos dirigidos a esse assunto. Procurou-se desenvolver a pesquisa com o objetivo de investigar a influência e a operacionalidade dos modelos correntes de estratégia, na liquidez das pequenas empresas, de modo a transformar os dados destas analises financeiras básicas em ferramentas estratégicas de minimização de risco. O método utilizado para o estudo foi o da exploração de literatura de planejamento estratégico e análise financeira de tomada de decisão. Aplicação da teoria foi verificada em uma amostra não generalística e préestabelecida pelo autor, através de um questionário objetivo. As perguntas constantes neste questionário contemplaram a verificação do nível dos conceitos estratégicos presentes nas empresas, suas condições atuais perante a perspectiva financeira e a disponibilidade da aplicação dos conceitos em projetos de planejamento estratégico. Os resultados revelaram a presença de vários conceitos e diretrizes teóricas; porém na averiguação da condição financeira, as empresas pesquisadas apresentaram, através de notas, estado de li qui dez enxuto e com pouca margem de folga para investimentos na área estratégica. O contraponto da pesquisa foi dado pelo modo que como as empresas estão sendo obrigadas a esta análise...

Planejamento Estratégico para a empresa Alfa Ltda. para os anos de 2008 a 2010

Seminotti, Fabiana Aparecida
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 70 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.21%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Administração.; As empresas hoje precisam cada vez mais se antever a possíveis situações de risco. Em um mundo em constante mudança o que hoje representa uma oportunidade, muito em breve pode se tornar uma ameaça, o contrario também é verdadeiro. Por isso as organizações devem dedicar uma parte do seu tempo a uma importante ferramenta administrativa, o planejamento. Este caso se aplica a Empresa Alfa Ltda. A empresa localizada na cidade de Lages, SC, se dedica a exportação de móveis de qualidade para o continente Europeu. Apesar de atuar em um mercado estável, a organização esta sujeita a variáveis que não podem ser internamente controladas, como por exemplo, o cambia. Para combater possíveis quedas expressivas do dólar a empresa deve operar com o maior grau de eficiência, para ter alta rentabilidade em seus produtos e uma alta margem de lucro. Com base neste contexto definiu-se o objetivo geral deste trabalho que foi elaborar um planejamento estratégico para a Alfa Ltda. para os anos de 2008 a 2010. Quanto à metodologia aplicada, a pesquisa foi classificada como estudo de caso, formativa, exploratória. Os instrumentos de coletas de dados foram: entrevistas...

A gestão de riscos como ferramenta de apoio a execução do planejamento estratégico da SEFAZ-PI; The risks management as tool of support execution of the strategic planning of SEFAZ PIAUI

Machado, Maria José da Costa
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.25%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Exatas, Departamento de Ciência da Computação, 2014.; Na busca por resultados na gestão de qualidade dos serviços públicos, pode-se fazer uso de ferramentas como a gestão de riscos para alcançar os objetivos estratégicos da organização. Este trabalho tem como objetivo identificar indicadores estratégicos e propor monitoramento dos indicadores e dos riscos estratégicos associados na Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí, sob referência da norma ABNT NBR ISO 31000:2009. Os procedimentos da metodologia foram o mapeamento dos processos que norteiam o planejamento estratégico, a identificação e construção de indicadores estratégicos, o levantamento de riscos estratégicos associados a estes indicadores, como também análise de formas de controle e monitoramento destes riscos. Destas atividades foram extraídos diagnósticos, sugestões e artefatos buscando concretizar o alinhamento entre os objetivos estratégicos e os indicadores estratégicos, e do controle e monitoramento dos riscos estratégicos associados a estes indicadores. Com a gestão dos riscos estratégicos associados aos indicadores, os gestores poderão ter um apoio maior na tomada de decisão...

O “framing” na construção social de sentido do risco e da incerteza na ciência

Oliveira, Liliana Tavares de; Carvalho, Anabela
Fonte: SopCom Publicador: SopCom
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.27%
O conceito de “framing” tem-se mostrado de grande utilidade e aplicabilidade na análise de processos cognitivos em diversos campos das ciências sociais e humanas, nomeadamente na área da compreensão pública de ciência. O uso estratégico do “framing” demonstrou, segundo alguns estudos, eficácia na comunicação de aspetos científicos que envolvem o risco e a incerteza e no envolvimento e compromisso do público na discussão de algumas questões científicas mais controversas. Este ensaio aprofunda a importância do conceito na construção social de sentido e analisa o seu impacto na forma como o público perceciona o risco e a incerteza presentes na ciência, nas visões que constrói em relação a essas controvérsias e na sua participação no debate em torno das mesmas. O artigo discute ainda os desafios – e as possíveis limitações – do emprego estratégico do “framing” em comunicação de ciência.; The concept of "framing" has been widely applied and shown to be very useful in the analysis of cognitive processes in several fields of the human and social sciences, such as the area of public understanding of science and technology. According to some studies, the strategic use of framing has proven efficient in the communication of scientific issues that involve risk and uncertainty...

A gestão do risco no planeamento estratégico em instituições federais de ensino superior no Brasil

Costa, Lizete Figueira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
A gestão do risco no planeamento estratégico das organizações é uma prática reconhecida como de grande importância no mundo inteiro. Esta investigação tratou de verificar a existência da gestão de risco associada ao Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI das Universidades Federais Brasileiras. Verificou também, outros aspetos tais como, os legais, formais e técnicos, como também, a utilização da análise SWOT, sobre o referido plano. Foram analisados todos os Planos em vigor nas Universidades Federais Brasileiras, através da utilização de metodologias qualitativas e quantitativas. Da análise dos dados recolhidos, verificou-se que não existe gestão do risco associado aos Planos estudados. No entanto, todos os respondentes na pesquisa quantitativa por questionário têm consciência da importância da gestão do risco. Verificou-se que 3,28% dos planos não obedecem à legislação quanto aos eixos temáticos, possivelmente, pela sua complexidade. Os planos deixam a desejar, observou-se uma lacuna com relação a uma integração entre o planeado, o orçado, a sustentabilidade financeira e o cronograma de execução. Relativamente à análise SWOT, verificou-se que apenas 8,20% a utilizam como ferramenta na elaboração e implementação do PDI. Esta investigação realça a importância da gestão do risco para que outras investigações possam ser feitas...

Sistema de apoio à decisão para a classificação de risco em projectos de tecnologias de informação

Ramalho, Tiago João Mendonça Freire
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.18%
O trabalho que a seguir se apresenta tem como objectivo descrever a criação de um modelo que sirva de suporte a um sistema de apoio à decisão sobre o risco inerente à execução de projectos na área das Tecnologias de Informação (TI) recorrendo a técnicas de mineração de dados. Durante o ciclo de vida de um projecto, existem inúmeros factores que contribuem para o seu sucesso ou insucesso. A responsabilidade de monitorizar, antever e mitigar esses factores recai sobre o Gestor de Projecto. A gestão de projectos é uma tarefa difícil e dispendiosa, consome muitos recursos, depende de numerosas variáveis e, muitas vezes, até da própria experiência do Gestor de Projecto. Ao ser confrontado com as previsões de duração e de esforço para a execução de uma determinada tarefa, o Gestor de Projecto, exceptuando a sua percepção e intuição pessoal, não tem um modo objectivo de medir a plausibilidade dos valores que lhe são apresentados pelo eventual executor da tarefa. As referidas previsões são fundamentais para a organização, pois sobre elas são tomadas as decisões de planeamento global estratégico corporativo, de execução, de adiamento, de cancelamento, de adjudicação, de renegociação de âmbito...

A comunicação como elemento estratégico na segurança e gestão do risco em eventos: o caso de estudo do Festival Músicas do Mundo

Catarino, Ana Sofia Pereira
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.27%
A dissertação “A Comunicação como elemento estratégico na Segurança e Gestão do Risco em Eventos: o caso de estudo do Festival Músicas do Mundo” tem como principal objectivo demonstrar a crescente importância da comunicação e da segurança no âmbito dos eventos musicais e, em especial nos festivais, para os seus promotores, organizadores, públicos e entidades a estes relacionados.Deste modo, o foco principal desta investigação é compreender de que modo estas duas ferramentas são aplicadas nos festivais a nível nacional, optando por averiguar as hipóteses avançadas no Festival Músicas do Mundo, em Sines. O enquadramento teórico centra-se na comunicação em eventos, mas em especial na gestão do risco. O intuito desta fase de investigação é elucidar sobre cada um dos temas e demonstrar de que forma estas duas ferramentas podem trabalhar harmoniosamente para o sucesso do evento. O método de pesquisa eleito baseou-se numa análise qualitativa dos dados recolhidos numa edição comemorativa dos 15 anos de festival, que acolheu cerca de 100 000 espectadores. Os dados recolhidos basearam-se em dois métodos principais: inquérito por questionário e inquérito por entrevista. Os resultados da pesquisa mostraram que a maioria dos inquiridos ainda carece de uma consciencialização sobre a importância da segurança nos festivais de música. Concomitantemente...

Gestão de riscos estratégicos : action research numa empresa de tecnologias de informação

Oliveira, Luís Fernando Fonseca de
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.32%
Mestrado em Gestão e Estratégia Industrial; Objetivo da investigação: Este estudo pretende determinar de que forma a gestão dos riscos estratégicos e o planeamento estratégico e controlo de gestão podem ser integrados, de forma a contribuir para a sustentabilidade e criação de valor nas organizações. Metodologia: A investigação baseou-se na realização de action research numa empresa de média dimensão que atua na área das TIC. Os resultados foram obtidos através de um processo iterativo, baseado na análise da teoria disponível sobre gestão estratégica e gestão de risco, realização de experiências e reflexão sobre os resultados obtidos. Resultados: Os riscos estratégicos foram definidos como os riscos internos ou externos, que podem ocorrer tanto na definição como na implementação da estratégia e com potencial para alterar significativamente a posição competitiva da organização. Do estudo resultou um modelo conceptual de integração dos processos de gestão dos riscos estratégicos e de planeamento estratégico e controlo de gestão. O modelo sugere que a incorporação de sistemas de controlo especialmente dedicados à gestão da incerteza promove a antecipação estratégica, a aprendizagem e o aparecimento de estratégias emergentes. Implicações teóricas: Os resultados obtidos são de natureza qualitativa e baseados numa investigação conduzida numa organização singular. A generalidade do modelo proposto pode ser testada com a realização de estudos de caso de aplicação noutras organizações. Originalidade: O estudo explicita uma forma clara de integrar a gestão estratégica com a gestão dos riscos estratégicos...

Empreendedorismo estratégico no setor público: o caso dos Municípios

Alves, Felismina Isabel Rito
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
Os modelos de empreendedorismo estratégico são em número limitado, conceituais e têm diminuto suporte prático. A questão piora, quando tentamos estudar o setor público. O presente trabalho de investigação tem por objetivo aferir se o empreendedorismo estratégico é uma prática nos Municípios. Foram utilizados métodos qualitativos, sendo realizados três estudos de caso, com recurso a fontes documentais, entrevistas e observações. As entrevistas foram analisadas com o apoio do software WebQDA. De acordo com os resultados das entrevistas, destacou-se no elemento Identificação de oportunidades as «Ações de apoio à economia», no Risco o «Despovoamento» e na Flexibilidade a «Flexibilidade na gestão/procedimentos/opções». Relativamente ao elemento Inovação obteve-se um número diminuto de referências que poderá ser justificado atendendo à estrutura de recursos humanos rígida, às considerações ambientais e às ordens constitucionais e legais que não incentivam a inovação regular, mas antes, ao cumprimento rígido de regras e procedimentos. No elemento Visão, verificamos que todos os entrevistados se focam sobretudo em visões abrangentes da região, do país e da Europa e pouco numa visão para a sua organização e para o seu município. No elemento crescimento...

Perdigão: o processo decisório estratégico no investimento em tecnologia da informação

Bataglia,Walter; Hirosawa,Adhemar Hisashi
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.17%
Em 1995, após a mudança do controle acionário da Perdigão, o novo Conselho de Administração estabeleceu como posicionamento estratégico da organização sua inserção no mercado global de carnes. Assim que foi estabelecido o objetivo estratégico de aumento de 50% da capacidade produtiva e de 60% do faturamento para o período 1995-1998, o Comitê Diretivo da empresa passou a considerar quais ações poderiam ser tomadas para assegurar a estratégia de crescimento. Garantir a otimização e a integração dos processos e do sistema de informação organizacional parecia um dos caminhos lógicos a ser seguido. No entanto o processo decisório, envolvendo o diagnóstico da situação existente, o desenvolvimento e escolha de alternativas para melhoria e a gestão do risco associado às suas implantações, exigiam a consideração e avaliação de fatores diversos.

Liderança estratégica e pensamento estratégico; Competências nucleares

Rodrigues, Valentim
Fonte: IESM Publicador: IESM
Tipo: Outros
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.32%
As instituições militares modernas necessitam de líderes estratégicos conscienciosos e conhecedores, aptos e experientes, capazes de desenvolver uma visão do futuro, criando-o e antecipando-o, pensadores de alto nível, capazes de operar em ambientes complexos e ambíguos. O imperativo de uma eficiente e eficaz liderança estratégica dos Ramos e das Forças Armadas, como pilar essencial da sociedade democrática, justificam o propósito, a importância e pertinência desta investigação sobre “Liderança Estratégica e Pensamento Estratégico. Competências Nucleares”, incluída num projeto de Investigação do Instituto de Estudos Superiores Militares (IESM) denominado “Liderança: Desenvolver a próxima geração de líderes militares: Desafios, Estratégias e Imperativos.” Os líderes competentes das instituições militares modernas são uma garantia de vida dos seus subordinados, em guerra, e da sua instituição, em paz, pelas suas elevadas capacidades e competências na abordagem de tarefas abstratas, diferentes, de longo prazo e de grande complexidade cognitiva. A liderança estratégica refere-se à criação de um sentido que guia a formulação estratégica e a sua implementação nas organizações. As competências do líder estratégico podem ser atribuições...

Gestão de risco: articulação com o planeamento estratégico e a contabilidade de gestão; estudo aplicado a empresas não financeiras do concelho de Vila do Conde

Campos, Maria Carolina Marques Miranda
Fonte: Instituto Politécnico do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.59%
Dissertação de Mestrado em Finanças Empresariais; Este trabalho de investigação tem como objetivo analisar se as empresas do concelho de Vila do Conde, efetuam planeamento estratégico, contabilidade de gestão e/ou gestão de risco. Pretende-se ainda verificar se o facto de existir articulação entre estas três áreas da empresa influencia o resultado do seu EBIT (Earning Before Interest and Taxes). Através da literatura relevante, verificou-se que o planeamento estratégico, a contabilidade de gestão e a gestão de risco têm progredido de modo a responder às mudanças do meio envolvente onde as empresas estão a operar. Contudo, em termos práticos, este estudo permitiu verificar que a implementação da gestão de risco e da contabilidade de gestão no tecido empresarial de Vila do Conde tem sido muito lenta. Os dados foram recolhidos através dum inquérito eletrónico efetuado a 505 empresas do concelho de Vila do Conde de diversas atividades económicas pertencentes aos três grandes sectores (serviços, indústria e comércio). De acordo com os resultados obtidos, concluiu-se que apenas 17% das empresas do concelho de Vila do Conde efetuam simultâneamente planeamento estratégico...

Gestão de risco: caso da Sonae Indústria

Vale, Carla Alexandra Martins Pinheiro do
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.2%
Dissertação para a obtenção do Grau de Mestre em Auditoria Orientador: Mestre Carlos Manuel Antunes Mendes; A presente dissertação analisa a metodologia seguida de Gestão de Risco da Sonae Indústria. A Sonae Indústria enfrenta uma diversidade de riscos, internos e externos, os quais têm de ser avaliados, estando por isso implantada uma cultura de prevenção e de deteção preventiva. Tal como se referirá mais adiante, foi concebido um sistema integrado de gestão transversal de risco “Enterprise–Wide Risk Management Framework”, o qual está devidamente actualizado. Foram estabelecidas políticas e procedimentos, para garantir o cumprimento das directivas dos órgãos de gestão. Neste contexto, são revistos conceitos, analisados alguns métodos de avaliação do risco existentes e apresentado um reconhecido sistema de gestão do risco. A Gestão de Risco é uma das componentes da cultura da Sonae Indústria, que está presente em todos os processos de gestão e é uma responsabilidade de todos os gestores e colaboradores, aos diferentes níveis da organização. A Gestão de Risco compreende os processos de identificação dos riscos potenciais, analisando o seu possível impacto nos objectivos estratégicos da organização e prevendo a probabilidade da sua ocorrência...

Empreendedorismo estratégico no setor público: o caso dos Municípios

Alves, Felismina Isabel Rito
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
Os modelos de empreendedorismo estratégico são em número limitado, conceituais e têm diminuto suporte prático. A questão piora, quando tentamos estudar o setor público. O presente trabalho de investigação tem por objetivo aferir se o empreendedorismo estratégico é uma prática nos Municípios. Foram utilizados métodos qualitativos, sendo realizados três estudos de caso, com recurso a fontes documentais, entrevistas e observações. As entrevistas foram analisadas com o apoio do software WebQDA. De acordo com os resultados das entrevistas, destacou-se no elemento Identificação de oportunidades as «Ações de apoio à economia», no Risco o «Despovoamento» e na Flexibilidade a «Flexibilidade na gestão/procedimentos/opções». Relativamente ao elemento Inovação obteve-se um número diminuto de referências que poderá ser justificado atendendo à estrutura de recursos humanos rígida, às considerações ambientais e às ordens constitucionais e legais que não incentivam a inovação regular, mas antes, ao cumprimento rígido de regras e procedimentos. No elemento Visão, verificamos que todos os entrevistados se focam sobretudo em visões abrangentes da região, do país e da Europa e pouco numa visão para a sua organização e para o seu município. No elemento crescimento...

Desenvolvimento do planejamento estratégico como vantagem competitiva – estudo de caso: Balneário Vale Verde.

Pereira, Juliane Barbosa
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.26%
Atualmente, o ambiente organizacional sofre constantes mudanças, em consequência dos avanços tecnológicos. Diante de um mercado totalmente instável, as empresas se direcionam por meio do seu planejamento estratégico. É pelo planejamento estratégico, que as organizações se preparam para possíveis mudanças do ambiente, podendo transformar algo que fosse atingir de forma negativa, se torne alguma vantagem para a empresa. Existem varias maneiras de desenvolver um planejamento estratégico, isso vai depender do interesse particular de cada empresa. Além do fato de que o ambiente está em constante mudança, o mercado está altamente competitivo. A empresa que não alcançar de alguma forma uma vantagem competitiva, estará em situação de risco. O planejamento estratégico serve como ferramenta para a busca dessa vantagem competitiva, pois por meio dele, é possível analisar concorrentes, ambiente externo e interno, pontos fortes e fracos da empresa, traçar ações a fim de alcançar os objetivos determinados nele, avaliar e controlar as atitudes da organização. Dessa forma, o presente artigo apresentará como um planejamento estratégico auxilia na busca de vantagem competitiva.

Alinhamento estratégico do gerenciamento de portfólio de projetos

Tavares, Shirley Rocha
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.3%
A sobrevivência das empresas no longo prazo depende das suas capacidades de realizar suas estratégias. No entanto, esta capacidade de realização enfrenta dificuldades, especialmente pela falta de alinhamento de seu portfólio de projetos com suas estratégias. Esta pesquisa a aborda a realização deste alinhamento de forma a contribuir para as metas empresariais. Para isso, foi realizada uma pesquisa explanatória com investigação empírica por meio do estudo de dois casos. Como resultado, foi possível construir uma definição para o “Alinhamento estratégico do gerenciamento de portfólio de projetos”. Foi possível a identificação de como se dá o alinhamento estratégico do portfólio de projetos e a elaboração de um metaframework para representar este processo. Foi constatado que para que este alinhamento ocorra de forma efetiva deve haver primeiro um direcionamento estratégico para o gerenciamento de portfólio de projetos e de projetos antes da seleção do portfólio. Segundo, existir gerenciamento de portfólio de projetos estruturado em duas etapas: i) seleção do portfólio de projetos que garanta a aprovação de projetos alinhados estrategicamente e ii) monitoramento e controle do portfólio de projetos com metas de desempenho do portfólio com ações sistemáticas para manutenção de seu alinhamento. Terceiro...

Evolução da prevenção e combate à obesidade de crianças e jovens em Portugal ao nível do planeamento estratégico

Beja,André; Ferrinho,Paulo; Craveiro,Isabel
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.31%
Introdução: Considerada pela OMS como epidemia global e um dos maiores desafios da saúde pública do século XXI, a obesidade é uma doença crónica com múltiplas causas, com destaque para as comportamentais, nomeadamente alterações ao padrão alimentar e sedentarismo. Constitui fator de risco de várias patologias, como diabetes tipo 2 ou cardiovascular, contribuindo para diminuição da qualidade de vida dos indivíduos e aumento dos custos com a saúde. O excesso de peso tem efeitos negativos imediatos na saúde individual de crianças e jovens, aumentando o risco de apresentarem obesidade e suas comorbilidades na idade adulta. O crescimento do problema em idades infantojuvenis e a maior facilidade na introdução de mudança nos seus comportamentos sustentam recomendações para uma intervenção prioritária junto destas faixas etárias. Diversos estudos evidenciam agravamento do problema na população portuguesa, sendo a prevalência entre crianças e jovens das mais elevadas na Europa. Este facto, associado aos custos individuais, sociais e económicos da doença, constitui foco de interesse para quem estuda os sistemas de saúde, tendo-se procurado, com esta investigação, compreender a evolução das políticas e estratégias de prevenção e combate à obesidade infantil e dos jovens ao nível do planeamento estratégico em Portugal. Método: Recorrendo a uma metodologia qualitativa...