Página 1 dos resultados de 112 itens digitais encontrados em 0.086 segundos

Bruxas, Lobisomens, Anjos e Assombra????es na Costa Sul da Lagoa dos Patos Col??nia Z3, Pelotas: Etnografia, mitologia, g??nero e pol??ticas p??blicas; Witches, Werewolves, Angels and Hauntings in the South Coast of the Lagoa dos Patos - Colony Z-3, Pelotas: Ethnography, mythology, gender and public policy

RIBEIRO, Angelita Soares
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Ci??ncias Huamnas; Programa de P??s-Gradua????o em Ci??ncias Sociais; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Ci??ncias Huamnas; Programa de P??s-Gradua????o em Ci??ncias Sociais; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
136.04%
What motivates the writing of this master??s dissertation is the decrease of the gaps between, on one hand, the development and project management and public social policies by a Social Work professional and, on the other, cosmologies that somehow guide the lives of individuals and social groups. By mythology, I analyze the relations that connect - in the Fishermen??s Colony Z-3, coastal territory of the Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Brazil - humans and non-humans in a system of meanings that reflect the design of everyday ways of thinking, living and dying in this colony. In this network of meanings, I seek also to understand how to formulate the feminine domain and the masculine domain in this coastal territory.; O que motiva a escrita desta disserta????o de mestrado ?? a diminui????o dos abismos existentes entre, de um lado, a elabora????o e a gest??o de projetos e pol??ticas p??blicas sociais por um profissional de Servi??o Social e, de outro, as cosmologias que de alguma forma orientam a vida dos indiv??duos e dos coletivos sociais. Atrav??s da mitologia, analiso as rela????es que conectam na Col??nia de Pescadores Z-3, territ??rio costeiro ?? Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Brasil, humanos e n??ohumanos em um sistema de significa????es que traduzem a formula????o cotidiana dos modos de pensar...

Gest??o de condicionalidades e acompanhamento das fam??lias do programa Bolsa Fam??lia

Brasil. Minist??rio do Desenvolvimento Social e Combate ?? Fome (MDS). Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (SENARC)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
136.13%
A gest??o das condicionalidades e do acompanhamento das fam??lias do Programa Bolsa Fam??lia consiste em um conjunto de iniciativas, a????es e procedimentos de car??ter intersetorial e intergovernamental para o acompanhamento integral, nominal e massivo de fam??lias em situa????o de vulnerabilidade ou risco social. Atualmente, cerca de 6,5 milh??es de fam??lias s??o acompanhadas em rela????o ?? agenda da sa??de e 14 milh??es de crian??as e adolescentes t??m informa????es sobre sua frequ??ncia escolar registradas. Das fam??lias acompanhadas pela sa??de, 98,3% tiveram cumprimento integral no ??ltimo per??odo. Na educa????o, o percentual foi de 97,3% das crian??as de 6 a 15 anos. As fam??lias em descumprimento s??o prioritariamente inclu??das no acompanhamento familiar realizado pela rede socioassistencial. Tais a????es t??m sua base na institucionaliza????o de inst??ncias e processos de intensa articula????o governamental, envolvendo as ??reas de sa??de, educa????o e assist??ncia social em todos os estados e munic??pios do pa??s; N??mero de p??ginas: 10 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 15?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Cl??udia Regina Baddini Curralero...

Agenda social registro civil de nascimento e documenta????o b??sica: comit??s gestores da agenda social

Brasil. Secretaria de Direitos Humanos da Presid??ncia da Rep??blica (SDH). Diretoria de Promo????o dos Direitos Humanos. Coordena????o de Promo????o do Registro Civil de Nascimento
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
136.07%
Esta ?? uma iniciativa de gest??o para implementa????o da Agenda Social Registro Civil de Nascimento e Documenta????o B??sica, envolvendo uma rede de ??rg??os e institui????es de diversos poderes da Rep??blica nos tr??s n??veis administrativos do estado brasileiro, bem como institui????es da sociedade civil e organismos internacionais, a partir da atua????o de comit??s gestores em n??vel central e descentralizados. A agenda possibilitou intervir na forma????o de uma cultura de inclus??o a partir da documenta????o civil, com base na realiza????o das campanhas em n??vel nacional. Um dos resultados da implementa????o da agenda ?? a queda do ??ndice de sub-registro de nascidos vivos, que era de 20,9% em 2002, e passou para 12,2% em 2007; N??mero de p??ginas: 10 p.; Inova????o; Iniciativa premiada no 15?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Beatriz Merguiso Garrido, Coordenadora-Geral de Promo????o do Registro Civil de Nascimento. A????es premiadas no 15?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 2010; ??reas tem??ticas: Arranjos institucionais para coordena????o e/ou implementa????o de pol??ticas p??blicas; Arranjos institucionais e articula????o de parcerias; Arranjos institucionais para coordena????o e implementa????o de pol??ticas p??blicas; Articula????o de Parcerias; Articula????o de parcerias e Gest??o Participativa; Sociedade e Cidadania

O censo Suas como processo de aprimoramento e institucionaliza????o da pol??tica de assist??ncia social no Brasil

Brasil. Minist??rio do Desenvolvimento Social e Combate ?? Fome (MDS). Secretaria de Avalia????o e Gest??o da Informa????o
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
136.13%
O Censo Suas ?? um processo de monitoramento que coleta dados por meio de um formul??rio eletr??nico preenchido pelas secretarias e conselhos de Assist??ncia Social. ?? realizado anualmente desde 2007, por meio de uma a????o integrada entre a Secretaria de Assist??ncia Social e a Secretaria de Avalia????o e Gest??o da Informa????o. Esse processo alcan??ou sua maturidade com a incorpora????o de novos question??rios para a coleta de informa????es sobre ??rg??os gestores, Conselhos e entidades privadas de Assist??ncia Social. Em 2010, 99,2% dos munic??pios preencheram 28.519 question??rios. Assim, a Assist??ncia Social aprimorou seu processo de tomada de decis??o, expandindo a rede e a cobertura dos servi??os. Com os indicadores e as metas de desenvolvimento dos Centros de Refer??ncia de Assist??ncia Social (Cras), apurados com base no Censo, foram retroalimentados a????es e projetos de assist??ncia social, institu??dos processos gradativos de adequa????o dos servi??os ??s normas e constitu??dos processos de planejamento para melhoria da gest??o e do controle social do Sistema ??nico de Assist??ncia Social (Suas); N??mero de p??ginas: 10 p.; Pol??ticas Setoriais. Pol??ticas Intersetoriais; Inova????o; Iniciativa premiada no 16?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Paulo de Martino Jannuzzi...

Acompanhamento da frequ??ncia escolar de crian??as e adolescentes em vulnerabilidade: condicionalidade em educa????o do Programa Bolsa Fam??lia

Brasil. Minist??rio da Educa????o (MEC). Secretaria de Educa????o Continuada, Alfabetiza????o e Diversidade (Secad)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
146.07%
Esta iniciativa trata do acompanhamento da frequ??ncia escolar de crian??as e adolescentes em vulnerabilidade social, de fam??lias benefici??rias do Programa Bolsa Fam??lia. Atualmente, o universo de acompanhamento da frequ??ncia escolar ?? de aproximadamente 17 milh??es de crian??as e adolescentes de 6 a 17 anos. No ??ltimo per??odo, alcan??ou-se 97,85% de resultado l??quido de retorno da frequ??ncia, recorde da s??rie hist??rica. A iniciativa consegue resultados expressivos de acompanhamento da frequ??ncia escolar, em uma rede formada por 168 mil escolas que disponibilizam informa????es de aproximadamente 17 milh??es de crian??as e adolescentes de fam??lias pobres ou extremamente pobres, com a participa????o efetiva de todos os munic??pios (5.563 operadores municipais m??ster atuantes) e de operadores estaduais em todas as unidades da federa????o, apoiados por um sistema que possui 22 mil usu??rios; N??mero de p??ginas: 08 p.; Inova????o; Iniciativa premiada no 14?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Daniel de Aquino Ximenes, Diretor de Estudos e Acompanhamento das Vulnerabilidades Educacionais. A????es premiadas no 14?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 2009; ??reas tem??ticas: Avalia????o e monitoramento de pol??ticas p??blicas

??ndice de desenvolvimento da educa????o b??sica (Ideb)

Brasil. Gabinete da Presid??ncia. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais An??sio Teixeira (Inep)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
146.05%
O ??ndice de Desenvolvimento da Educa????o B??sica (Ideb) ?? um indicador que combina informa????es de fluxo e de desempenho dos alunos, criado para promover um sistema de accountability visando a melhoria da qualidade da educa????o no pa??s. Ao elaborar metas detalhadas para cada rede e escola ??? com as quais governadores e prefeitos se comprometeram por meio do Compromisso Todos Pela Educa????o ??? ao calcular e divulgar amplamente os resultados do Ideb, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais An??sio Teixeira (Inep) possibilitou que os atores educacionais pudessem ser responsabilizados pelos resultados de sua unidade e que o Minist??rio da Educa????o (MEC) identificasse e premiasse as escolas que atingem as metas, mas tamb??m oferecesse assist??ncia t??cnica e financeira para as redes com piores resultados. Entre os principais resultados j?? alcan??ados, pode-se destacar que o Ideb do pa??s para os anos iniciais do ensino fundamental cresceu de 3,8, em 2005, para 4,2, em 2007; N??mero de p??ginas: 08 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 14?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Reynaldo Fernandes...

Censo previdenci??rio: solu????es inovadoras para a atualiza????o cadastral

Brasil. Minist??rio da Previd??ncia Social (MPAS). Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
116.15%
Este trabalho apresenta as pr??ticas bem-sucedidas de uma pol??tica p??blica implementada e gerenciada por equipe de servidores no ??mbito do INSS e que apresentou solu????es inovadoras para a atualiza????o do cadastro e comprova????o de vida de 17,2 milh??es de benefici??rios. As inconsist??ncias prejudicavam o controle da correta manuten????o dos pagamentos de benef??cios. O projeto possibilitou atualizar a base de dados e representou grande economia para a institui????o, devendo seu sucesso a uma ampla rede de atendimento, ??s parcerias, ?? valoriza????o dos servidores e, acima de tudo, ?? preocupa????o com a qualidade do atendimento, construindo um processo que se ajuste ??s necessidades dos benefici??rios e n??o o contr??rio. Esse esfor??o pode, ainda, ser adaptado a outras institui????es que desejem realizar atualiza????es cadastrais, com qualidade de atendimento e integridade das informa????es coletadas; N??mero de p??ginas: 10 p.; Inova????o; Iniciativa premiada no 12?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Laura Schwerz. A????es premiadas no 12?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 2007; ??reas tem??ticas: Arranjos institucionais para coordena????o e/ou implementa????o de pol??ticas p??blicas; Arranjos institucionais e articula????o de parcerias; Arranjos institucionais para coordena????o e implementa????o de pol??ticas p??blicas; Articula????o de Parcerias; Articula????o de parcerias e Gest??o Participativa; Sociedade e Cidadania

A????es premiadas no 11?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal 2006

Morais, Juliana Gir??o de (Organizadora)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Livro
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
146.22%
Nesta publica????o, referente ao 11?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal, o leitor encontrar?? iniciativas inovadoras nas seguintes ??reas: Arranjos institucionais para coordena????o e implementa????o de pol??ticas p??blicas (intra e inter-governamental); atendimento ao usu??rio; avalia????o e monitoramento de pol??ticas p??blicas; cidadania e inclus??o social; controle de resultados; estabelecimento de padr??es e atendimento de servi??os; implementa????o de melhoria cont??nua; planejamento e gest??o estrat??gica; N??mero de p??ginas: 164 p.; Inova????o; ISBN 978-85-256-0057-8; Sum??rio: Apresenta????o 5 / Introdu????o 7 / Arranjos institucionais para coordena????o e implementa????o de pol??ticas p??blicas Projeto hospitais sentinela: uma estrat??gia de vigil??ncia para a p??s-comercializa????o de produtos de sa??de 15 / Gest??o dos escrit??rios brasileiros de turismo no exterior 29 / Atendimento ao usu??rio Implanta????o do pr??-atendimento na ag??ncia dos correios Adolfina de Pinheiros em S??o Paulo 45 / Avalia????o e monitoramento de pol??ticas p??blicas O sistema de avalia????o e monitoramento das pol??ticas e programas do MDS 55 / Controle de resultados Apura????o autom??tica do desempenho da distribui????o do servi??o SEDEX 69 / Estabelecimento de padr??es de atendimento de servi??os Como um protocolo de classifica????o de risco pode qualificar o encaminhamento dos pacientes na emerg??ncia 83 / Melhoria de gest??o com foco no trin??mio: pessoas...

A????es premiadas no 14?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal 2009

Escola Nacional de Administra????o P??blica (Brasil)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Livro
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
156.21%
Nesta publica????o, referente ao 14?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal, o leitor encontrar?? iniciativas inovadoras nas seguintes ??reas: Arranjos institucionais para coordena????o e/ou implementa????o de pol??ticas p??blicas (intra e inter-governamental); avalia????o e monitoramento de pol??ticas p??blicas; gest??o da informa????o; gest??o e desenvolvimento de pessoas; melhoria de processos de trabalho; planejamento, gest??o e desempenho institucional; N??mero de p??ginas: 182 p.; Inova????o; ISBN 978-85-256-0065-3; Sum??rio: Apresenta????o 5 Introdu????o 7 Arranjos institucionais para coordena????o e/ou implementa????o de pol??ticas p??blicas 21 Oposi????es a pedidos de patente de medicamentos 23 Pacto nacional pelo enfrentamento da viol??ncia contra as mulheres 33 Avalia????o e monitoramento de pol??ticas p??blicas 45 Acompanhamento da frequ??ncia escolar de crian??as e adolescentes em vulnerabilidade (condicionalidade em educa????o do Programa Bolsa Fam??lia) 47 ??ndice de Desenvolvimento da Educa????o B??sica (IDEB) 61 Gest??o da informa????o 75 Portal corporativo da Escola Nacional de Sa??de P??blica S??rgio Arouca, da Funda????o Oswaldo Cruz (Fiocruz) 77 Sistema Nacional de Informa????es de Defesa do Consumidor (SINDEC) 91 Gest??o e desenvolvimento de pessoas 109 Rede Nacional de Altos Estudos em Seguran??a P??blica (RENAESP) 111 Sistema de Avalia????o de Desempenho Individual do Inmetro (SIADI) 125 Melhoria de processos de trabalho 141 Sistema e-Mec: reinven????o processual da educa????o superior em tr??s dimens??es da gest??o p??blica: jur??dica...

Redes de capacita????o: a experi??ncia da Escola de Governo e das universidades p??blicas do estado do Paran??

Machado, Hilka Vier; Muller, Claudia Cristina
Fonte: Hilka Vier Machado; Claudia Cristina Muller Publicador: Hilka Vier Machado; Claudia Cristina Muller
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
116.32%
No Estado do Paran??, o movimento de forma????o e desenvolvimento dos servidores p??blicos ?? difundido a partir da cria????o da Escola de Governo, em 2004. Este artigo tem como objetivo apresentar a experi??ncia da constru????o de uma rede de capacita????o em pol??ticas p??blicas voltada ?? qualifica????o dos quadros de carreira de n??vel superior, analisando os desdobramentos e os fatores limitadores da rede. Apresenta a rede de capacita????o constru??da em parceria entre a Escola de Governo do Paran?? e seis Institui????es P??blicas de Ensino Superior (Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Maring??, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Universidade do Centro-Oeste do Paran??, Universidade do Oeste do Paran??, e a Universidade Federal do Paran??). A metodologia utilizada neste paper ?? o estudo de caso que relatar?? a constru????o da rede de capacita????o com as seguintes etapas: identifica????o dos diversos atores e a institui????o de c??mara t??cnica para a discuss??o e formata????o de curso de especializa????o que atendesse ??s necessidades e especificidades da Escola de Governo do Paran??; o processo seletivo; o desenvolvimento do Curso de P??s-Gradua????o, pelas Universidades p??blicas parceiras; o acompanhamento do Curso pela equipe da Escola de Governo do Paran??; os projetos de interven????o feitos pelos alunos; a dissemina????o do conhecimento produzido. O ponto alto do trabalho em rede se deu com as discuss??es do Curso na C??mara T??cnica: tem??tica do curso...

Curso: redes de pol??ticas p??blicas: o desafio da governan??a

Escola Nacional de Administra????o P??blica (Brasil); Calmon, Paulo Carlos Du Pin; Costa, Arthur Trindade Maranh??o
Fonte: Escola Nacional de Administração Pública Publicador: Escola Nacional de Administração Pública
Tipo: Curso Completo
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
196.16%
O curso tem como objetivo apresentar as principais pol??ticas p??blicas implementadas pelos sistemas pol??ticos contempor??neos decorrentes de uma complexa e cont??nua intera????o entre diversos atores, tanto dentro quanto fora do governo.Nesse sentido, busca-se compreender a estrutura subjacente a essa intera????o, denominada rede de pol??ticas p??blicas. Assim, o curso discute as principais caracter??sticas destas redes, suas possibilidades e limita????es; Programa de aula: 4 p.; Apresenta????o: 111 eslaides; Roteiro de estudo de caso: 5 p.; Estado e Governo. Governan??a. Governabilidade

Fortalecimento da gest??o de pol??ticas p??blicas da inclus??o social do governo federal brasileiro: projeto de coopera????o t??cnica Brasil-Espanha 2007-2010

Escola Nacional de Administra????o P??blica (Brasil)
Fonte: Escola Nacional de Administração Pública Publicador: Escola Nacional de Administração Pública
Tipo: Projeto
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
186.1%
O Projeto de Fortalecimento da Gest??o de Pol??ticas P??blicas de Inclus??o Social do Governo Federal Brasileiro, apresentado pela ENAP ?? AECI em 2006, visa promover processos de inclus??o social de grupos que vivem em situa????o de extrema vulnerabilidade. Nos 36 meses de dura????o do projeto a qualidade dos servi??os prestados pelas redes de atendimento p??blica e privada aos idosos, pessoas com defici??ncia e benefici??rios do sistema de previd??ncia social, dever?? ser incrementada. Para isso, pretende-se melhorar a regulamenta????o dos servi??os de aten????o a estes grupos sociais, melhorar a forma????o dos gestores e operadores p??blicos e privados destes servi??os, melhorar o acesso ??s informa????es, aumentar o compromisso dos estados e munic??pios e da rede de aten????o a estes grupos sociais, agilizar a resposta da administra????o perante as solicita????es dos cidad??os e melhorar a rede de atendimento; N??mero de p??ginas: 133 p.; Rela????es Intergovernamentais

Colet??nea de pol??ticas p??blicas: volume 2: redes de pol??tica p??blica

Massardier, Gilles
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Cap??tulo de Livro
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
166.28%
O principal objetivo deste livro ?? constituir uma fonte de pesquisa para o estudo do processo de produ????o e implementa????o de pol??ticas p??blicas. Por meio de textos selecionados, analisa-se o pr??prio conceito de pol??ticas p??blicas, discute-se as defini????es utilizadas para distinguir suas diversas fases e apresenta-se algumas das principais correntes te??ricas de an??lise sobre o processo de pol??ticas p??blicas.; N??mero de p??ginas: 23 p.; Pol??ticas P??blicas e Sociais; SUM??RIO Pref??cio Apresenta????o Introdu????o Pol??tica p??blica: dos cl??ssicos ??s modernas abordagens. Orienta????o para a leitura Enrique Saravia Cap??tulo I ??? Formula????o Principios generales de t??cnica legislativa Jos?? Hector Meehan Cap??tulo II ??? Implementa????o Implementa????o: uma vis??o geral Michael Hill Federalismo e pol??ticas sociais no Brasil: problemas de coordena????o e autonomia Marta Arretche Cap??tulo III ??? Execu????o El papel de la burocracia en el proceso de determinaci??n e implementaci??n de las pol??ticas publicas Joan Subirats A pol??tica industrial no Brasil, 1985-1992: pol??ticos, burocratas e interesses organizados no processo de policy-making Maria das Gra??as Rua e Alessandra T. Aguiar Cap??tulo IV ??? Novos arranjos para a pol??tica p??blica Conselhos de pol??ticas p??blicas: desafios para sua institucionaliza????o Carla Bronzo Ladeira Carneiro Redes de Pol??tica P??blica Gilles Massardier Parcerias...

Capital social: conceitos e contribui????es ??s pol??ticas p??blicas; Capital social: conceptos y aportes a las pol??ticas p??blicas; Social capital: concepts and contributions to public policies

Ferrarezi, Elisabete
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
146.25%
Por meio da discuss??o cr??tica dos principais conceitos, o texto explora as contribui????es que a operacionaliza????o de capital social poderia aportar ??s pol??ticas p??blicas. H?? uma rede que pode ser fortalecida ou mesmo criada visando ao empoderamento das pessoas para que possam interferir nas decis??es p??blicas, melhorar a qualidade de vida e otimizar os efeitos das pol??ticas p??blicas. Esse potencial vem sendo ressaltado em ??reas como desenvolvimento social, mercado de trabalho, integra????o de imigrantes, multiculturalismo e diversidade, juventude, preven????o de crimes, sa??de, comunidades ind??genas e participa????o c??vica.; Mediante discussi??n cr??tica sobre los principales conceptos, el texto explora los aportes que la operacionalizaci??n del capital social podr??a dar para las pol??ticas p??blicas. Existe una red que puede ser fortalecida o, inclusive, creada, objetivando el empoderamiento de las personas para que ellas puedan interferir en las decisiones p??blicas, mejorar su calidad de vida y optimizar los efectos de las pol??ticas p??blicas. Ese potencial est?? siendo aplicado en diversas areas, como el area del desarrollo social, mercado laboral, integraci??n de inmigrantes, multiculturalismo y diversidad, juventud...

Conselho Nacional de Juventude: rede de pol??ticas p??blicas?; Consejo Nacional de La Juventud: Red de Pol??ticas P??blicas?; National Council of Youth: Network of Public Policies?

Peres, Eug??nio Marcello Borges; Costa, Gabriela Rodrigues Veloso; Silva, James Theodoro
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
186.37%
O presente trabalho representa uma tentativa de avaliar se o Conselho Nacional de Juventude da Secretaria Geral da Presid??ncia da Rep??blica pode ser entendido como uma rede de pol??ticas p??blicas, conforme a vis??o de Bonafont (2004). Para realizar essa avalia????o optou-se, inicialmente, pela abordagem da an??lise de redes de pol??ticas p??blicas qualitativa e por alguns itens avaliativos. Assim, foram realizadas entrevistas, al??m de pesquisas documentais em livros, boletins informativos, documentos oficiais, s??tios eletr??nicos e outras fontes de informa????es que auxiliaram a montar o hist??rico do Conselho, mapear as suas caracter??sticas, a estrutura, a forma de atua????o e a rela????o entre seus atores. O estudo mostra que, apesar do aumento de capital social trazido pela cria????o de um espa??o p??blico de discuss??o de pol??ticas p??blicas de juventude, o Conselho ainda n??o pode ser considerado uma rede de pol??ticas p??blicas. Identificou-se, principalmente, falta de consenso sobre o tema, aus??ncia de elabora????o de diretrizes sobre as pol??ticas p??blicas de juventude, bem como a inexist??ncia de um conceito ??nico de juventude compartilhado entre seus integrantes. Entretanto, vislumbram-se possibilidades concretas de surgimento de tal estrutura caso alguns requisitos...

Os 20 anos da carreira de Especialista em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental do governo federal e seu papel estrat??gico para o aprimoramento da gest??o e das pol??ticas p??blicas

Cruz, Rachel Pellizzoni da
Fonte: Associa????o Nacional dos Especialistas em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental (ANESP) Publicador: Associa????o Nacional dos Especialistas em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental (ANESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
166.22%
O trabalho visa apresentar o atual est??gio de desenvolvimento dos processos de gest??o da carreira de Especialista em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental do governo federal. Assim, discorrer-se-?? sobre o modelo de gest??o adotado ?? luz dos estudos e discuss??es realizados pela Secretaria de Gest??o e consultores externos, com a participa????o dos pr??prios gestores. Essas reflex??es, realizadas ao longo do ??ltimo ano, permitiram identificar as estrat??gias que devem orientar todos os processos relacionados ?? carreira. O trabalho perpassa os temas: defini????o do perfil do ocupante do cargo de Especialista em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental; diretrizes para aprimorar o concurso p??blico; o processo de identifica????o das compet??ncias a serem desenvolvidas pelos seus membros, estrat??gias utilizadas para definir a aloca????o inicial; o acompanhamento do est??gio probat??rio; e algumas quest??es relacionadas ?? mobilidade funcional dos membros desta carreira. Constata-se que estas iniciativas refor??am a presen??a dos membros da carreira na condu????o das principais pol??ticas p??blicas e intensificam sua atua????o em rede, o que resulta em impactos positivos para a formula????o e execu????o de pol??ticas complexas...

Introdu????o dos especialistas em pol??ticas p??blicas e gest??o governamental na administra????o p??blica brasileira: an??lise comparativa da carreira nas esferas estadual e federal

Andrade, Nahissa Harumi Seino
Fonte: Associa????o Nacional dos Especialistas em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental (ANESP) Publicador: Associa????o Nacional dos Especialistas em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental (ANESP)
Tipo: Relat??rio T??cnico
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
166.13%
O presente trabalho visa apresentar um retrato da carreira de Especialista em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental (EPPGG) inseridas em dez Administra????es Estaduais e no Governo Federal, por meio da explora????o das seguintes dimens??es: gest??o da carreira, desenvolvimento funcional, pol??tica remunerat??ria, avalia????o de desempenho e capacita????o. Para tal, foram analisadas as legisla????es pertinentes e realizadas entrevistas semi-estruturadas com t??cnicos que integram a rede de gest??o de recursos humanos de cada governo abarcado. Ap??s o mapeamento, foi feita uma an??lise comparativa das carreiras segundo cada dimens??o considerada, por meio da qual foi poss??vel identificar, dentre outras constata????es, a influ??ncia do v??nculo remunerat??rio resultante da descentraliza????o sobre a garantia da atua????o horizontal; a import??ncia da avalia????o de desempenho para a gest??o da carreira; a influ??ncia da remunera????o sobre a taxa de evas??o; a distor????o salarial das carreiras estaduais em rela????o ?? federal; e a tend??ncia de institucionaliza????o da gest??o da carreira de EPPGG.; Administra????o P??blica; Gest??o de Pessoas; Texto publicado no DVD: EPPGG 25 anos a servi??o da cidadania - 30 textos fundamentais sobre a Carreira EPPGG.; Trabalho apresentado no IV Congresso Consad de Gest??o P??blica...

Programa Bolsa Fam??lia: descentraliza????o, centraliza????o ou gest??o em redes?

Cavalcante, Pedro Luiz
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
136.23%
O artigo analisa o processo de implementa????o e o modelo de gest??o do Programa Bolsa Fam??lia (PBF), no cerne do debate de centraliza????o-descentraliza????o. A hip??tese do estudo ?? que o PBF n??o apenas caminhou para o fortalecimento da descentraliza????o, superando alguns desafios da consolida????o do ???pacto federativo???, como tamb??m construiu uma configura????o mais complexa, pr??xima ?? gest??o em redes. Para tanto, ?? apresentada uma discuss??o te??rica acerca do federalismo, da descentraliza????o das pol??ticas sociais e do conceito de redes de pol??ticas p??blicas. Em seguida, s??o discernidos os princ??pios que fundamentaram a concep????o do programa, bem como as principais estrat??gias de implementa????o. Como conclus??o, argumenta-se que apesar de ainda persistirem desafios ?? gest??o compartilhada, a implementa????o do PBF se pautou n??o apenas no princ??pio da descentraliza????o, como tamb??m na transpar??ncia, controle e participa????o popular.; El art??culo analiza el proceso de implementaci??n y el modelo de gesti??n del "Programa Bolsa Fam??lia" (PBF) en el meollo del debate sobre centralizaci??n-descentralizaci??n. La hip??tesis del estudio es que el PBF no s??lo sigui?? hacia el fortalecimiento de la descentralizaci??n...

Plano de implementa????o do projeto de desenvolvimento de capacidade de governan??a; Implementation Plan of the Governance capacity building project

Escola Nacional de Administra????o P??blica (Brasil); Canada School of Public Service (CSPS)
Fonte: Escola Nacional de Administração Pública Publicador: Escola Nacional de Administração Pública
Tipo: Projeto
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT; IDIOMA::INGL??S:ENGLISH:EN
Relevância na Pesquisa
116.22%
Desde a d??cada de 1990, o Governo Federal brasileiro vem implementando uma agenda ambiciosa de reformas do Estado, centradas na redu????o da pobreza e na melhoria da efici??ncia dos servi??os p??blicos. As principais prioridades, conforme previstas no Plano Plurianual (PPA) para o per??odo 2003-2007, s??o as seguintes: inclus??o social e redu????o da desigualdade; crescimento econ??mico com gera????o de emprego; distribui????o de renda e respeito ao meio ambiente; promo????o e amplia????o dos direitos de cidadania; e fortalecimento da democracia. No in??cio de 2006, o Governo criou a Pol??tica Nacional de Desenvolvimento de Pessoal (Decreto 5.707), com o objetivo de melhorar e aumentar a efici??ncia e a efic??cia na presta????o de servi??os p??blicos. No marco dessa pol??tica recente, as escolas de administra????o p??blica desempenham um papel fundamental na identifica????o das compet??ncias que precisam ser desenvolvidas nas institui????es do governo, bem como na implementa????o de pol??ticas de capacita????o para os servidores p??blicos, diretamente e/ou em parceria com escolas de governo nos n??veis federal, estadual ou local. O Canad?? tamb??m est?? criando uma estrutura para levantar as compet??ncias necess??rias para os servidores p??blicos e desenvolv??-las como um componente da Renova????o do Servi??o P??blico em todo o governo. Como institui????es l??deres no desenvolvimento de compet??ncias de servidores p??blicos...

O papel das pol??ticas p??blicas e a atua????o da rede de aten????o voltada para a popula????o infantojuvenil na preven????o e no combate ??s pr??ticas infracionais no Distrito Federal

Campos, Ana Lu??sa Sart??rio de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
146.25%
Este trabalho constitui-se em uma pesquisa relacionada ao papel das pol??ticas p??blicas e ?? atua????o da rede de aten????o voltada ?? assist??ncia psicossocial e jur??dica de crian??as e adolescentes no Distrito Federal. Tem como objetivo analisar como tais instrumentos enfrentam as problem??ticas relacionadas ?? popula????o infantojuvenil, inclusive diante da pr??tica de um ato infracional. Crian??as e adolescentes s??o considerados, atualmente, como sujeitos de direito. Diante de tal condi????o, ?? obriga????o do Estado formular e executar pol??ticas p??blicas que visem integrar tais novos sujeitos de direitos ?? sociedade. O descaso estatal em rela????o aos direitos fundamentais garantidos pela Constitui????o Federal de 1988 ?? uma das raz??es pelas quais adolescentes entram em conflito com a lei. Ap??s a realiza????o de pesquisa bibliogr??fica e documental foi poss??vel observar que houve um avan??o na legisla????o que se relaciona ?? popula????o infantojuvenil, todavia, a doutrina e a legisla????o enfrentam barreiras para serem efetivadas. Ademais, foi poss??vel, tamb??m, que as pol??ticas p??blicas existentes no momento em prol desses sujeitos s??o pouco articuladas e n??o recebem recursos suficientes para obter ??xito em suas metas. Ademais...