Página 1 dos resultados de 89 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Caracterização físico-química e funcional de quelatos metálicos como radiofármacos

Prata, Maria Isabel Machado
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
38.06%
Radiofármacos são produtos de utilização médica em cuja composição entra um radionuclídeo. Quelatos de radiometais, sejam pequenas moléculas, ou na forma de bioconjugados (como é o caso dos radiopeptídeos ou anticorpos monoclonais), são correntemente utilizados no diagnóstico de uma grande variedade de patologias. >br> Foram estudados ao longo desta dissertação uma série de ligandos poliaza de estrutura linear ou macrocíclica. O nosso estudo incidiu principalmente nos complexos formados entre estes ligandos e os catiões In3+ e Ga3+, devido ao interesse dos radioisótopos 111In, 67Ga e 68Ga em Medicina Nuclear. Todos os trabalhos foram direccionados para a obtenção de relações estrutura/actividade biológica para os quelatos estudados. De facto, existe uma relação estreita entre propriedades fisico-químicas dos quelatos e a sua biodistribuição e eliminação do organismo, sendo de realçar a carga efectiva do quelato, o modo como essa carga está distribuída no complexo, o carácter lipofílico/hidrofílico, o grau de protonação a pH fisiológico, a capacidade de ligação a proteínas, entre tantas outras. Assim, aos estudo estruturais por espectroscopia de RMN (Ressonância Magnética Nuclear) em solução aquosa de uma série de quelatos de Ga3+ e In3+...

Nanopartículas poliméricas coloidais como meios de contraste em imagiologia por ressonância magnética: síntese de quelatos de Gd (III), preparação, caracterização físico-química e eficácia in vitro

Gameiro, Sofia Ribeiro
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.89%
A maioria dos meios de contraste utilizados na prática clínica para Imageologia por Ressonância Magnética são quelatos de Gd(III) de baixo peso molecular. Estes agentes de contraste são caracterizados por inespecíficidade tecidular e baixa relaxividade T1, o que implica a administração de doses elevadas e limita a sensibilidade desta técnica de diagnóstico. O objectivo principal deste trabalho foi, pois, testar a hipótese de que a encapsulação de quelatos de Gd(III) em nanopartículas poliméricas coloidais aumentaria a sua relaxividade, sugerindo a possibilidade deste tipo de formulações poder ser utilizado no desenvolvimento de meios de contraste vectorizados para populações celulares específicas. Para testar esta hipótese, recorreu-se aos poli (α-hidroxiácidos) PLA (ácido poli-láctico) e PLGA (ácido poli(láctico-co-glicólico)), dois tipos de polímeros biodegradáveis e autorizados para administração endovenosa. Foram ainda realizados alguns estudos com o polímero poli (ε- caprolactona). Os quelatos de Gd(III) utilizados incluíram cinco Gd(DTPA-bisalquilamídas), três das quais foram sintetizadas no âmbito deste trabalho e possuem cadeias laterais alquílicas saturadas de hidrofobicidade crescente. A formulação mais promissora foi avaliada por relaxometria a campo fixo (9 MHz) e a 20ºC...

Quelatos de ferro afetam o crescimento e a produção de rúcula cultivada em sistema hidropônico; Iron chelates affect growth and yield arugula cultivated in hidroponic system

Matsuzaki, Ricardo Toshiharu
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.76%
Foram conduzidos dois experimentos com o objetivo de avaliar a eficiência do uso de quelatos de ferro no cultivo hidropônico de rúcula em ambiente protegido. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com 4 repetições e 6 tratamentos: Fe-IDHA (ácido D,L aspártico, N-(1,2 dicarboxietil) tetra sódico), Fe-EDTA (ácido etilenodiamino tetra acetic), Fe-ORGÂNICO (a base de aminoácidos), Fe-EDDHA (ácido etilenodiamino - di (o - hidroxifenil-acético o-o 4,8%) e Fe-HBED (ácido N, n`-Bis (2-Hidroxibenzil) N- etilenodiamina n`dipropiônico) e testemunha (sem adição de ferro). O primeiro experimento foi conduzido no período de 8 de maio a 7 de junho de 2012 e o segundo entre 13 de junho e 13 de julho de 2012. As mudas de rúcula, da cultivar "Folha Larga", foram transplantadas aos 10 DAS. As avaliações biométricas foram realizadas aos 10, 15, 20, 25 e 30 dias após o transplante (DAT) para: altura das plantas, número de folhas, área foliar, massa fresca e seca das folhas e massa seca das raízes. Aos 15, 20, 25 e 30 dias após o transplante (DAT) foram determinados o índice relativo de clorofila (IRC) e os teores de nitrogênio e ferro das folhas. Todos os quelatos possibilitaram fornecimento suficiente de ferro para o adequado crescimento e produtividade de rúcula em NFT. Plantas submetidas aos tratamentos Fe-HBED e Fe-EDDHA foram estatisticamente semelhantes ao quelato Fe-EDTA e Fe-ORGÂNICO...

Efeito da aplicação foliar de boro e zinco sobre a produção e os teores de SST e ATT dos frutos da Pereira-Japonesa e da pinheira

Canesin, Regina Célia Faria Simão; Buzetti, Salatiér
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 377-381
POR
Relevância na Pesquisa
27.24%
Pulverizações foliares com produtos contendo micronutrientes, dentre os quais os produtos quelatizados, são utilizadas com relativa freqüência em frutíferas, sem o embasamento científico adequado, principalmente entre os agricultores mais tecnificados. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da aplicação via foliar de B e Zn sobre a produção e os teores de SST e ATT dos frutos da Pereira-Japonesa e da Pinheira. O experimento foi conduzido numa área irrigada, situada no cinturão verde do município de Ilha Solteira-SP. O solo da área foi classificado como Podzólico Vermelho-Escuro. Foram utilizadas plantas de Pereira-Japonesa, cultivar Okussankichi e de Pinheira. Os tratamentos utilizados foram: T1. apenas água; T2. ácido bórico; T3. sulfato de zinco; T4. T2 + T3; T5. ácido bórico + uréia + ácido cítrico + EDTA; T6. sulfato de zinco + uréia + ácido cítrico + EDTA; T7. T5 + T6; T8. ácido bórico + uréia + ácido cítrico + EDTA + molibdato de sódio + enxofre + cloreto de cálcio; T9. sulfato de zinco + ácido cítrico + EDTA + sulfato de Fe + sulfato de Mn + sulfato de Mg, e T10. T8+T9. Foram utilizadas doses de 110 g ha-1 de B e 250 g ha-1 de Zn, em cada aplicação. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso...

Fertilizantes foliares em culturas perenes: pereira japonesa (Pyrus pyrifolia var. Culta), pinheira (Annona squamosa L.) e videira (Vitis labrusca L.)

Canesin, Regina Célia Faria Simão
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 91 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
27.24%
Pós-graduação em Agronomia - FEIS; São utilizadas várias fontes de B e Zn nas adubações foliares como ácidos, sulfatos, óxidos inorgânicos e quelatos. Assim, a aplicação de fertilizantes via foliar vem sendo realizada com relativa freqüência, sendo que os resultados dessas aplicações são ainda controvertidos. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da aplicação de fertilizantes foliares com B e Zn sobre a nutrição, produção e qualidade dos frutos de pereira japonesa. O experimento foi conduzido no período de 2004 a 2007, no município de Ilha Solteira, localizado na região noroeste do Estado de São Paulo-Brasil. Foram utilizadas plantas de pereira japonesa, cv. Okusankichi, enxertada em pyrus communis L., com três anos de idade, irrigadas por microaspersão e fontes nas doses de 110 g ha-1 de B e 250 g ha-1 de Zn em cada tratamento, sendo os tratamentos: T1. Apenas água; T2. Ácido bórico; T3. Sulfato de zinco; T4. T2 + T3; T5. Ácido bórico + uréia + ácido cítrico + EDTA; T6. Sulfato de zinco + uréia + ácido cítrico + EDTA; T7. T5 + T6; T8. Ácido bórico + uréia + ácido cítrico + EDTA + molibdato de sódio + enxofre + cloreto de cálcio; T9. Sulfato de zinco + uréia + ácido cítrico + EDTA + sulfato ferroso + sulfato de Mn + sulfato de Mg e T10. T8+T9. Adotou-se o delineamento experimental em blocos ao acaso com quatro repetições e compararam-se as médias utilizando-se o teste de Tukey a 5%. Com base nos resultados obtidos pode-se concluir que: 1. O produto comercial 8 (Ácido bórico + uréia + ácido cítrico + EDTA + molibdato de sódio + enxofre + cloreto de cálcio) foi mais eficiente no fornecimento de B às plantas; bem como...

Termoquimica de quelatos de 2,2,6,6-tetrametil-3,5-heptanodiona com elementos lantanidicos

Luiz de Souza Santos Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/1992 PT
Relevância na Pesquisa
27.99%
Os quelatos [Ln(thd)3, cr] (Ln = La, Pr, Nd, Sm, Gd, Tb, Ho, Er, Tm e Yb; thd = 2,2,6,6-tetrametil-3,5-heptanodionato) foram preparados, caracterizados e estudados termoquimicamente, através da calorimetria de reação-solução, usando HCl.26,64 H2O (aq) como solvente, baseando-se na seguinte reação: LnCl3.6H2O(cr) + 3 Hthd(l) + 73,92H2O(l) = [Ln(thd)3,cr] + 3HCl.26,64H2O(aq); DrHmº Combinando os valores de DrHmº [4,70 ± 1,52 (La) a 57,71 ± 1,46 (Yb) kJmol] com as entalpias padrão molar de formação dos compostos da reação acima, foram calculadas as entalpias padrão molar de formação dos quelatos, DfHmº (quel, cr) em fase sólida. As entalpias de sublimação destes quelatos foram calculadas através das determinações de capacidades caloríficas molares dos quelatos em fase sólida e líquida, entalpia padrão molar de fusão e vaporização com o uso de calorimetria exploratória diferencial e estimativa de capacidades caloríficas molares em fase gasosa. As entalpias médias de ligação lantanídeo-oxigênio, (Ln-O), para os quelatos [278,40 ± 3,55 (La) a 220,16 ± 3,50 (Yb) kJmol] correlacionam linearmente com os valores obtidos para os respectivos óxidos metálicos cristalinos. Estes dados sugerem que o envolvimento do lantanídeo pelo oxigênio no quelato é semelhante à mesma ligação no óxido lantanídico. Os valores de DfHmº (quel...

Termoquimica de quelatos de dialquilditiocarbamatos envolvendo fosforo, arsenio, antimonio e bismuto trivalente : alguns aspectos termoquimicos de alcoxidos e tris (dietilamido) de arsenio (III)

Antonio Gouveia de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1986 PT
Relevância na Pesquisa
27.56%
A partir da interação de MCl (M = P, As, Sb, Bi) com sais de dialquilditiocarbamato de dialquilamônio, foram determinadas as entalpias de reação em fase condensada: MCl(s,l) + 3 (R2NH2)(S2CNR2) (s) = M(S2CNR2)(s) + 3R2NH2Cl(s); DrHm (R=C2H5 ou n-C4H9), que possibilitam a obtenção das entalpias de formação dos quelatos em fase sólida. Através de calorimetria exploratória diferencial ou métodos estimativos as entalpias de sublimação foram determinadas e consequentemente as entalpias de formação dos quelatos no estado gasoso. Com estes dados obtivemos as entalpias médias de ligaçao M-S tanto em ruptura homolítica como heterolítica, mostrando que estes parâmetros termoquímicos decrescem do P ao Bi. Os resultados mostram que o efeito de cadeia do radical alquila não afeta os parâmetros, que parecem mais depender das características dos metais. Estudos similares foram feitos com as reações: As(NEt2)3(l) + 3ROH(l) = As(OR)3(l) + 3HNEt2(l); DrHm e As(NEt2)3(l) + 3CS2(l) = As(S2CNEt2)3(s); DrHm para obtenção das entalpias médias das ligações As-O e As-N. Os dados mostram que: D(As-0) > D(As-N) > D(As-S).; From the interaction of MCl (M = P, As, Sb, Bi) with dialkylammonium dialkyldithiocarbamate salts, the enthalpies of reaction in condensaded phase were determined: MCl(s...

Extração e complexação por fase unica : estudo de quelatos metalicos de Be, AL V e Bi E complexos de associação ionica de Bi-iodeto e de Nb e Tqa com fluoreto no sistema agua-etanol - metilisobutil-cetona

Gilberto Luis Jardim Pinto da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1991 PT
Relevância na Pesquisa
27.24%
O comportamento de extração por fase única de Be(II), Al (III), V(V), V(IV) e Bi(III) após complexação com 2-tenoiltrifluoroacetona (HTTA) (ou 8-hidróxiquinolina para V(V) e Bi(III) ) foi estudado empregando o sistema ternário água-etanol-metilisobutilcetona. Os quelatos de Be(II), Al(III) são completamente extraídos quando se utiliza TTA 1,72.10mol.L na solução FU, em pHFU 6,0; entretanto Bi(III) e V(V) apresentaram um comportamento anômalo em extração por FU, envolvendo a formação de asociações iônicas foi também estudada no mesmo sistema ternário para investigar o comportamento dos sistemas Bi(III)-iodeto e os fluoretos complexos de Nb(V) ou Ta(V). O iodeto complexo de bismuto é completamente extraído quando se emprega razões iodeto/metal suficientemente elevadas utilizando o iodeto somente na solução de separação. A elevada estabilidade do composto de associação permite a extração completa de até 200 mg de Bi(III) quando se utiliza solução 1,2.10mol.L de iodeto de potássio caindo para 96% quando se utiliza 500 mg de metal. O complexo de iodeto com bismuto é colorido e sua determinação em solução FU pode ser empregada para determinações analíticas. A extração de Ta(V) por FU nas condições estudadas é apenas parcial (cerca de 25%...

Avaliação do potencial quelante de ferro de hidrolisados protéicos de soro de leite obtidos com diferentes enzimas; Evaluation of iron-binding potential from whey protein hydrolysates obtained with different enzymes

Maria Elisa Caetano Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
27.56%
A deficiência de ferro é um dos principais problemas nutricionais no mundo, sendo a suplementação de alimentos com sais de ferro uma importante estratégia para combater essa deficiência. Porém, nessa forma, o mineral apresenta baixa biodisponibilidade e pode causar dor de estômago, diarreia, alterações de sabor e aparência dos produtos. Quelatos ferro-peptídeos têm sido apontados como uma promissora fonte de ferro mais biodisponível e com redução desses efeitos adversos. O presente estudo teve por objetivo avaliar o potencial de quelação de ferro dos peptídeos obtidos da hidrólise enzimática de isolado proteico de soro de leite (IPS) com as enzimas alcalase (HA), pancreatina (HP) ou flavourzyme (HF). Os hidrolisados foram ultrafiltrados (membrana de corte de 5 kDa) e as frações permeada (< 5 kDa) e retida (> 5 kDa) foram liofilizadas. Os hidrolisados e suas frações foram caracterizados quanto ao perfil aminoacídico, perfil de hidrofilicidade por cromatografia líquida de alta eficiência em fase reversa (CLAE-FR), perfil de massa molecular (MM) por cromatografia líquida de alta eficiência de exclusão molecular (CLAE-EM) e eletroforese SDS-PAGE Tricina. As frações foram avaliadas quanto à sua capacidade quelante de ferro...

Purificação de fragmentos Fab a partir de solução de clivagem enzimática de IgG humana : cromatografia de pseudoafinidade com quelatos metálicos e fenil boronato como ligantes; Fab fragments purification from enzymatic cleavage of human IgG : pseudo affinity chromatography using chelated metals and phenyl boronate as binding

Luana Cristina Andrade da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/11/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.24%
As imunoglobulinas do tipo G humana (IgG) são amplamente empregadas em tratamentos terapêuticos contra câncer, doenças auto-imunes e imunodeficiência adquirida e na área analítica, em testes diagnósticos. Os fragmentos Fab podem ser obtidos por clivagem enzimática da molécula de IgG nativa ou por tecnologia de DNA recombinante. O fragmento Fab é composto por regiões constantes e variáveis, sendo que as regiões variáveis de cadeias leve e pesada compõem o fragmento Fv. Tanto os fragmentos Fab quanto os fragmentos Fv foram citados como segunda e terceira geração de anticorpos, respectivamente, e têm sido crescente o interesse em empregá-los em tratamentos terapêuticos, visto que ambos possuem menor massa molar em relação a IgG intacta e preservam a capacidade de se ligar ao antígeno. Como a utilização destas proteínas nas áreas terapêutica e analítica requer um alto grau de pureza, estratégias de purificação vêm sendo desenvolvidas. No intuito de contribuir para o desenvolvimento de processos de purificação de fragmento Fab, estudou-se o emprego de ligantes alternativos aos bioespecíficos proteínas A, G e L, comumente empregados para este fim. Neste trabalho, a purificação dos fragmentos Fab foi realizada por cromatografia de afinidade com íons metálicos imobilizados (IMAC) e fenil boronato (FB). Quanto a IMAC...

Efeito da aplicação foliar de boro e zinco sobre a produção e os teores de SST e ATT dos frutos da Pereira-Japonesa e da pinheira

Canesin,Regina Célia Faria Simão; Buzetti,Salatiér
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 PT
Relevância na Pesquisa
27.24%
Pulverizações foliares com produtos contendo micronutrientes, dentre os quais os produtos quelatizados, são utilizadas com relativa freqüência em frutíferas, sem o embasamento científico adequado, principalmente entre os agricultores mais tecnificados. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da aplicação via foliar de B e Zn sobre a produção e os teores de SST e ATT dos frutos da Pereira-Japonesa e da Pinheira. O experimento foi conduzido numa área irrigada, situada no cinturão verde do município de Ilha Solteira-SP. O solo da área foi classificado como Podzólico Vermelho-Escuro. Foram utilizadas plantas de Pereira-Japonesa, cultivar Okussankichi e de Pinheira. Os tratamentos utilizados foram: T1. apenas água; T2. ácido bórico; T3. sulfato de zinco; T4. T2 + T3; T5. ácido bórico + uréia + ácido cítrico + EDTA; T6. sulfato de zinco + uréia + ácido cítrico + EDTA; T7. T5 + T6; T8. ácido bórico + uréia + ácido cítrico + EDTA + molibdato de sódio + enxofre + cloreto de cálcio; T9. sulfato de zinco + ácido cítrico + EDTA + sulfato de Fe + sulfato de Mn + sulfato de Mg, e T10. T8+T9. Foram utilizadas doses de 110 g ha-1 de B e 250 g ha-1 de Zn, em cada aplicação. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso...

Lecitina, silicone e amido na adubação foliar de couve (Brassica oleracea L.)

Martins,Rosmany Aires Cunha; Pereira,Hamilton Seron; Reis,Edésio Fialho dos
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.56%
Objetivou-se, no presente trabalho, avaliar os efeitos que a lecitina, amido e silicone possam ter na eficiência da adubação foliar, utilizando-se sais e quelatos como fonte de micronutrientes. Para isso foi realizado um experimento em que avaliaram-se os efeitos da adição de diferentes adjuvantes em relação à absorção e translocação de zinco e manganês na forma de sais e quelatos. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com seis repetições, com quatro fatores em estudo e dois níveis cada, perfazendo um fatorial 2x2x2x2, totalizando dezesseis tratamentos. Além dos tratamentos, foi adicionada testemunha como tratamento adicional, perfazendo, assim, um total de 102 parcelas. Cada parcela foi constituída por um vaso, contendo uma planta de couve-manteiga (Brassica oleracea L. var. acephala DC.). Os tratamentos constaram de combinações entre 2 fontes (sulfato e quelato) e de presença ou ausência de três substâncias na calda de pulverização: lecitina de soja desengordurada, um siliconado comercial e gel de amido de mandioca. A determinação dos efeitos constituiu-se na análise do teor de zinco e manganês nas folhas novas 30 dias após a pulverização. A adição de lecitina aumentou a absorção do sulfato de zinco ao passo que o produto siliconado aumentou a absorção do zinco quelatizado. Tanto a lecitina quanto o produto siliconado...

Efeito de adjuvantes sobre absorção de zinco e manganês na adubação foliar; Effect of adjuvants on the absorption of zinc and manganese in folia

MARTINS, Rosmany Aires Cunha
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia - Regional Jataí; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia - Regional Jataí; Ciências Agrárias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.56%
The objective of the present work was to evaluate the effect of lecithin, starch and silicon may have in the efficiency of foliar feeding, that is: Can these products really contribute to the absorption and translocation of minor nutrients? Can the source of nutrient, sulfate and chelate, influence the result? The experiment was carried out under greenhouse condition at Univerdidade Federal de Goiás (Jataí unit)/GO, set in a completely randomized design, with six replications, four factors in study and two levels each, making a 2x2x2x2 factorial arrangement , totalizing 16 treatments. Moreover, it was added a control as an additional treatment, totalizing then, 102 experimental units. Each experimental unit was constituted by a vase of collard green plant. The treatments consisted of 2 minor nutrient sources (sulfate and chalate) and of absence and presence of three substance added to the spray solution: lecithin dewaxed (L), a commercial silicon surfactant (S), and stanch (A). After analyses of the leaves, 30 days after de pulverization, it was clear that the amount of zinc and manganese was influenced by the adjutants and kind of fertilizer. The use of lecithin increased the absorption of zinc sulfate whereas the use of silicon increased only the absorption of zinc chalate. Both chelate and sulfate increased the absorption of manganese. The starch drove to a reducing absorption of zinc chelate.; O presente trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos da lecitina...

Lecitina, silicone e amido na adubação foliar de couve (Brassica oleracea L.)

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
27.56%
Objetivou-se, no presente trabalho, avaliar os efeitos que a lecitina, amido e silicone possam ter na eficiência da adubação foliar, utilizando-se sais e quelatos como fonte de micronutrientes. Para isso foi realizado um experimento em que avaliaram-se os efeitos da adição de diferentes adjuvantes em relação à absorção e translocação de zinco e manganês na forma de sais e quelatos. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com seis repetições, com quatro fatores em estudo e dois níveis cada, perfazendo um fatorial 2x2x2x2, totalizando dezesseis tratamentos. Além dos tratamentos, foi adicionada testemunha como tratamento adicional, perfazendo, assim, um total de 102 parcelas. Cada parcela foi constituída por um vaso, contendo uma planta de couve-manteiga (Brassica oleracea L. var. acephala DC.). Os tratamentos constaram de combinações entre 2 fontes (sulfato e quelato) e de presença ou ausência de três substâncias na calda de pulverização: lecitina de soja desengordurada, um siliconado comercial e gel de amido de mandioca. A determinação dos efeitos constituiu-se na análise do teor de zinco e manganês nas folhas novas 30 dias após a pulverização. A adição de lecitina aumentou a absorção do sulfato de zinco ao passo que o produto siliconado aumentou a absorção do zinco quelatizado. Tanto a lecitina quanto o produto siliconado...

Nuevos quelatos de Fe para la corrección de la clorosis férrica: interacción quelato-raíz en los procesos de absorción de Fe

Nadal Ruiz, Paloma
Fonte: Universidade Autônoma de Madrid Publicador: Universidade Autônoma de Madrid
Tipo: Tese de Doutorado
SPA
Relevância na Pesquisa
27.24%
Tesis doctoral inédita. Universidad Autónoma de Madrid, Facultad de Ciencias, Departamento de Química Agrícola. Fecha de lectura: 20-07-2012

Nuevos quelatos de hierro y mezclas de micronutrientes quelados y complejados: caracterización y evaluación para su uso como fertilizantes

López Rayo, Sandra
Fonte: Universidade Autônoma de Madrid Publicador: Universidade Autônoma de Madrid
Tipo: Tese de Doutorado
SPA
Relevância na Pesquisa
27.24%
Tesis doctoral inédita. Universidad Autónoma de Madrid, Facultad de Ciencias, Departamento de Química Agrícola. Fecha de lectura: 17-07-2012

Quelatos de cobre (II) con EGTA y ligandos heteroc??clicos nitrogenados. S??ntesis y estudio estructural y de propiedades

Alarc??n Payer, Carolina
Fonte: Granada: Universidad de Granada Publicador: Granada: Universidad de Granada
Tipo: Tese de Doutorado
ES
Relevância na Pesquisa
27.24%

Diseño de quelatos de lantánidos de alta estabilidad con interés en imagen molecular

Rodríguez Rodríguez, Aurora
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: Tese de Doutorado
SPA
Relevância na Pesquisa
37.76%
[Resumen] La presente Tesis Doctoral se ha centrado en la búsqueda de nuevos quelatos de lantánidos de elevada estabilidad y versatilidad en su posible funcionalización, así como en su potencial interés como sondas en técnicas de Imagen Molecular, especialmente en la Imagen por Resonancia Magnética (IRM). Para ello, se ha tomado como punto de partida el [Gd(dota)(H2O)]-, que es el principio activo del Dotarem® (el agente de contraste más utilizado en clínica). La idea ha sido rediseñar el ligando dota4-, incorporando cadenas colgantes de naturaleza bidentada en sustitución de los grupos carboxilato (monodentados) que presenta este ligando. De esta manera, se liberan grupos NH en el anillo de cyclen que pueden ser posteriormente funcionalizados, confiriendo a las nuevas plataformas gran versatilidad estructural. Como grupo bidentado se ha incorporado el piridincarboxilato, que se sabe que coordina fuertemente a los iones LnIII, al tiempo que mantiene una elevada solubilidad de los complejos en agua. Por otro lado, y a fin de estudiar la influencia del tamaño de la cavidad macrocíclica en la estabilidad de este tipo de sistemas, se diseñaron y estudiaron sistemas derivados de cyclam que, per se, no forma complejos estables con los iones LnIII. Se compararon estructuras de diferente flexibilidad...

Reações de quelatos N-aciltioureias de Ni(II), Zn(II) e Cd(II) com algumas bases nitrogenadas

Creusa Maieru Macedo Costa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1985 PT
Relevância na Pesquisa
37.76%
Sintetizamos os bis-quelatos metálicos (N,N -dietil - N'-benzoiltiouréia) Ni(II), (piperidil-N'--benzoiltiouréia)Ni (II), (N,N-difeni1-N'-benzoiltiouréia) Zn(II) e Cd(II) e a partir daí obtivemos uma série de adutos com algumas bases nitrogenadas. Através dos métodos calorimétrico (quebra de ampola) e espectrofotométrico, determinamos os dados termoquímicos e as constantes de estabilidade para a formação dos adutos de níquel, em solução de 1,2-dicloroetano, considerando os equilíbrios: MA2(sol) + B(sol) = MA2B(sol) MA2B(sol) + B(sol) = MA2B2(sol) onde M = Ni(II), A = dietil- e piperidil-N'-benzoiltiouréia e B = bases nitrogenadas: piridina, b-picolina; g-picolina, piperidina e pirazol. Para os adutos de zinco e cádmio, essas determinações foram feitas por titulação calorimétrica, em solução de tolueno, considerando-se o equilíbrio: MA2(sol) + B(sol) = MA2B(sol) sendo M = Zn(II) e Cd(II), A = difenil-N'-benzoiltiouréia e B = piridina, b-picolina, g-picolina e piperidina. Os valores de log b (constantes de estabilidade globais) variaram entre 0,25 e 1,73 para os adutos de níquel e entre 1,31 e 2,72 para os adutos de zinco. Para o cádmio esses valores são bem mais altos, variando de 2,91 a 3,52. Os valores de - DH (variação de entalpia molar) estão entre 14...

DOTA-based Ga(III) and Gd(III) chelates for medical imaging (PET, SPECT and MRI); Quelatos do tipo DOTA de Ga(III) e Gd(III) para imagem médica (TEP, cintigrafia gama e IRM)

Fontes, André Filipe Gomes Soares
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 10/07/2015 ENG
Relevância na Pesquisa
28.2%
PhD Thesis in Sciences Specialization in Chemistry; The work developed aimed at the design, synthesis and characterization of new Gd(III) and Ga(III) chelates with potential application as imaging probes. The initial part of the work is focused on the synthesis of new DOTA-based bifunctional ligands. The chelator DOTA-AHA (1,4,7,10-tetraazacyclododecane-1-[(6-amino)hexanoic]- 4,7,10-triacetic acid) was successfully synthesized and characterized. This ligand was the starting point for the development of three sets of molecular constructs, which include dimeric ligands, PEGylated chelators and c(RGDWK) peptide bioconjugates. The Gd(III) chelates of DOTA-AHA, dimeric ligands and DOTA-AHA PEGylated ligands were obtained. All Gd(III) chelates were studied by variable temperature 1H NMRD (nuclear magnetic relaxation dispersion) and 17O NMR (nuclear magnetic resonance) spectroscopy in order to measure the relaxivity and the parameters that govern it. Gd(DOTA-AHA) and the binuclear chelates form weakly bound aggregates and even if the aggregates contain only 10 to 15% of the total amount of Gd(III) ions a marked increase in relaxivity between 30 and 100 MHz is observed. PEGylation did not show to be a very efficient process for relaxivity improvement. Despite the moderate water exchange rates of the PEGylated Gd(III) chelates and the high global rotational correlation times...