Página 1 dos resultados de 1706 itens digitais encontrados em 0.014 segundos

Adequação do teste de condutividade elétrica para determinar a qualidade fisiológica de sementes de jacarandá-da-bahia (Dalbergia nigra (Vell.) Fr.All. ex Benth.)

Marques, Marco Antonio; Paula, Rinaldo Cesar; Rodrigues, Teresinha Jesus Deléo
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES) Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 271-278
POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
Para testar o efeito da temperatura e do tempo de embebição nos valores de condutividade elétrica e verificar sua aplicabilidade para determinar a qualidade fisiológica de sementes de Dalbergia nigra (jacarandá-da-bahia), foram utilizadas sementes colhidos em três anos (lote I _ 1998; lote II _ 1997 e lote III - 1994). Inicialmente determinou-se o teor de água e depois conduziu-se os testes de germinação em laboratório e viveiro, utilizando-se quatro repetições de 25 sementes. Para estudar a condutividade elétrica (CE) foram utilizadas quatro repetições de 50 sementes. Cada subamostra foi colocada em recipiente contendo 75ml de água deionizada, embebidas por 6, 12, 18, 24, 30 e 36 horas, a 20, 25 e 30ºC. Sementes do lote II apresentaram maiores valores na primeira contagem da germinação, diferindo significativamente dos demais lotes. O lote III apresentou qualidade inferior. Com o aumento do período e da temperatura de embebição ocorreu aumento nos valores de CE das sementes dos três lotes. O lote III mostrou qualidade fisiológica inferior a dos lotes I e II, que apresentaram valores mais elevados de CE. Não houve diferenciação entre os lotes I e II. Concluiu-se que o teste de CE foi eficiente para diferenciar os lotes de sementes de Dalbergia nigra...

Métodos de remoção da mucilagem e qualidade fisiológica de sementes de tomate (Lycopersicon esculentum, Mill.)

Cavariani, C.; Piana, Z.; Tillmann, M.A.A.; Minami, K.
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ) Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 43-46
POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
Objetivando estudar diferentes métodos de remoção da mucilagem e a qualidade de sementes de tomate (Lycopersicon esculentum Mill.), conduziu-se um experimento, em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Após extração manual, sementes e mucilagens foram submetidas aos seguintes tratamentos de remoção: lavagem imediata, fermentação por três dias, ácido clorídrico a 2,5% (25 ml/kg, durante 2 horas), ácido acético a 10% (25 ml/kg de material) e hidróxido de amônia a 2,5% (25 ml/kg, durante 2 horas). Seguiu-se a avaliação da qualidade fisiológica das sementes através das determinações de porcentagem de germinação e vigor, pela porcentagem de emergência em areia, condutividade elétrica e pesos das matérias verde e seca de plântulas. Os resultados permitiram concluir que os métodos de remoção por lavagem imediata, fermentação, ácido clorídrico e ácido acético comercial não afetaram a qualidade fisiológica de sementes de tomate; a porcentagem de germinação não foi afetada pelos diferentes métodos de remoção e o método hidróxido de amônia prejudica o vigor das sementes.; Different methods of mucilage remotion and quality of tomato (Lycopersicon esculentum Mill.) seeds were studied...

Avaliação das características organolépticas de grãos e qualidade fisiológica de sementes em função do tempo de armazenamento em amendoim

Castro, Renata Saad Diniz de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 46 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.55%
Pós-graduação em Agronomia - FEIS; A deterioração, além de reduzir a qualidade fisiológica das sementes, pode causar alterações nas suas qualidades organolépticas e sanitárias. O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar as características organolépticas e qualidade fisiológica das sementes de três cultivares de amendoim IAC Tatu (60/70 – Peneira 19), Runner IAC 886, IAC –Tatu ST (70/80 – Peneira 17), nos períodos de 1, 6 e 12 meses de armazenamento. As avaliações para verificar a qualidade das sementes foram realizadas no Laboratório de Análise e Tecnologia de Sementes da UNESP – Ilha Solteira, através do teste de germinação, primeira contagem, envelhecimento acelerado, deterioração controlada, extração de proteína e óleo e as características organolépticas dos grãos. Os três genótipos foram armazenados em condições ambientais (±30°C e 70% UR) e em câmara seca (20°C/ 50% UR). Utilizou-se o programa SISVAR para realização das análises de variância, sendo que o delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado com 4 repetições. Com base nos resultados foi possível interpretar que os cultivares não apresentaram diferenças na qualidade organoléptica dos grãos nos tempos 1...

PRODUÇÃO DE SEMENTES DE CULTIVARES PRECOCES DE SOJA EM DUAS ÉPOCAS E DOIS LOCAIS PAULISTAS: II. QUALIDADE FISIOLÓGICA

MEDINA,PRISCILA FRATIN; RAZERA,LUIZ FERNANDES; MARCOS FILHO,JULIO; BORTOLETTO,NELSON
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1997 PT
Relevância na Pesquisa
66.47%
Tendo em vista os sérios problemas encontrados na qualidade de sementes de soja, principalmente de cultivares precoces produzidas na época de cultivo tradicional no Estado de São Paulo (com semeadura em novembro), este trabalho foi realizado com o objetivo de reunir informações sobre a qualidade fisiológica de sementes de cinco cultivares de ciclo precoce, semeados em duas épocas e regiões distintas do Estado. Assim, sementes dos cultivares IAC-100, IAC-16, IAC-Foscarin-31, BR-4 e IAS-5 foram obtidas de semeaduras realizadas em novembro de 1989 e março/abril de 1990, nos municípios de Campinas e de Votuporanga. A avaliação da qualidade fisiológica, realizada por meio de diferentes testes, após as colheitas e na época de semeadura da safra seguinte, demonstrou que o retardamento da semeadura para o final do verão/início de outono proporcionou a obtenção de sementes com maiores níveis de viabilidade e de vigor em ambas as localidades, sendo que, em Votuporanga, as vantagens foram ainda maiores.

Efeitos do controle de plantas daninhas, com herbicidas, na produção e qualidade fisiológica de sementes de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.)

Silva,J.F. da; Silva,C.M. da; Costa,L.M. da; Sediyama,C.S.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1980 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
Objetivando avaliar o efeito de herbicidas no controle de plantas daninhas, na produção e na qualidade fisiológica das sementes de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) cv. Rico 23, foi instalado um experimento no campo, em solo Podzólico Vermelho-Amarelo Câmbico, fase terraço, com 2,8% de matéria orgânica e textura argilosa. Usaram-se os tratamentos: testemunha com capina; testemunha sem capina; EPTC a 5,70 kg i.a./ha; trifluralina a 0,75 kg i.a./ha; EPTC a 2,00 kg i.a./ha + trifluralina a 0,60 kg i.a./ha; nitralina a 1,00 kg i.a./ha e pendimethalin a 1,50 kg i.a./ha. Avaliaram-se a população inicial e a produção de grãos pelo feijoeiro e o número de plantas daninhas Realizaram-se, também, testes de avaliação da qualidade fisiológica das sementes do feijoeiro. pelo teste-padrão de germinação, teste de primeira contagem, peso de matéria seca das plãntulas na primeira contagem e teste de germinação após 20, 40 e 60 horas de permanência das sementes na câmara de envelhecimento precoce. No campo, observou-se predominância de trevo (Oxalis sp), picão-branco (Galinsoga parviflora) e tiririca (Cyperus rotundus). Não se observaram diferenças significativas entre os tratamentos, quanto ao controle de plantas daninhas e<< stand>> inicial e produção do feijoeiro. O teste-padrão de germinação não foi bom parâmetro para diferenciar níveis de vigor das sementes. O herbicida trifluralina não prejudicou o acúmulo de matéria seca pelas plântulas. O tratamento das sementes do feijoeiro na câmara de envelhecimento precoce...

Efeitos do condicionamento osmótico na qualidade fisiológica de sementes de Adesmia latifolia (Spreng.) Vog.

Suñé,Ana Dias; Franke,Lucia Brandão; Sampaio,Tanira Gimenez
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.34%
Considerando que a espécie Adesmia latifolia (Spreng.) Vog.apresenta estabelecimento lento, aliado à dureza do tegumento de suas sementes, o que contribui para uma emergência desuniforme, este trabalho teve como objetivo investigar os efeitos do condicionamento osmótico na qualidade fisiológica, avaliando-se a percentagem final e velocidade de germinação, comprimento médio das plântulas e índices de matéria fresca e matéria seca das plântulas, em laboratório e em canteiros. Para o condicionamento osmótico as sementes foram embebidas por dois dias em solução de polietilenoglicol (200g/l)), aquecida a uma temperatura inicial de 70°C e posteriormente resfriada a 20°C. Além da testemunha não osmocondicionada, as sementes também foram colocadas em água quente a 60°C e semeadas em canteiros, em linhas, num delineamento em blocos completamente casualizados, com quatro repetições de 40 sementes cada. As sementes osmocondicionadas de A. latifolia mostraram desempenho fisiológico superior (P< 0,05) na percentagem final e na velocidade de germinação, no comprimento médio das plântulas e nos índices de matéria fresca e matéria seca das plântulas tanto em canteiros, como em laboratório. O condicionamento osmótico com aquecimento da solução...

Testes rápidos para avaliação da qualidade fisiológica de sementes de Citromelo swingle

Carvalho,Jairo Ademir; Von Pinho,Édila Villea Resende; Oliveira,João Almir; Guimarães,Renato Mendes; Bonome,Lisandro Tomas
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.47%
O parâmetro mais utilizado para avaliar a qualidade fisiológica de sementes é o teste de germinação. No entanto, sementes de citros apresentam germinação lenta e o teste de germinação pode ser prolongado por até 60 dias. Dessa maneira, surge a necessidade do desenvolvimento de testes rápidos para estimar a viabilidade das sementes. A avaliação da qualidade fisiológica de sementes de citros, por meio de testes rápidos, pode ser considerada como um recurso extremamente útil, para as empresas produtoras de sementes, possibilitando um controle de qualidade mais rápido e eficiente. Desse modo, o objetivo da pesquisa foi adaptar metodologias de testes rápidos, para avaliar a viabilidade de sementes Citromelo swingle em quatro épocas de armazenamento. Foram utilizados os testes de tetrazólio, condutividade elétrica e o do pH do exsudato (fenolfetaleína), enquanto, os testes de emergência das plântulas e de germinação foram usados para a comparação dos resultados. Os testes rápidos para avaliar a viabilidade mostraram-se promissores para o monitoramento da germinação e emergência das plântulas, a partir do terceiro mês de armazenamento e na ausência de sementes dormentes.

Adequação do teste de condutividade elétrica para determinar a qualidade fisiológica de sementes de jacarandá-da-bahia (Dalbergia nigra (Vell.) Fr.All. ex Benth.)

Marques,Marco Antonio; Paula,Rinaldo Cesar; Rodrigues,Teresinha Jesus Deléo
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.47%
Para testar o efeito da temperatura e do tempo de embebição nos valores de condutividade elétrica e verificar sua aplicabilidade para determinar a qualidade fisiológica de sementes de Dalbergia nigra (jacarandá-da-bahia), foram utilizadas sementes colhidos em três anos (lote I _ 1998; lote II _ 1997 e lote III - 1994). Inicialmente determinou-se o teor de água e depois conduziu-se os testes de germinação em laboratório e viveiro, utilizando-se quatro repetições de 25 sementes. Para estudar a condutividade elétrica (CE) foram utilizadas quatro repetições de 50 sementes. Cada subamostra foi colocada em recipiente contendo 75ml de água deionizada, embebidas por 6, 12, 18, 24, 30 e 36 horas, a 20, 25 e 30ºC. Sementes do lote II apresentaram maiores valores na primeira contagem da germinação, diferindo significativamente dos demais lotes. O lote III apresentou qualidade inferior. Com o aumento do período e da temperatura de embebição ocorreu aumento nos valores de CE das sementes dos três lotes. O lote III mostrou qualidade fisiológica inferior a dos lotes I e II, que apresentaram valores mais elevados de CE. Não houve diferenciação entre os lotes I e II. Concluiu-se que o teste de CE foi eficiente para diferenciar os lotes de sementes de Dalbergia nigra...

Micoflora e qualidade fisiológica de sementes do algodoeiro tratadas com fungicidas químicos e extrato de aroeira

Souza,Adalgisa Aranha de; Bruno,Riselane de Lucena Alcântara; Araújo,Egberto; Bruno,Genildo Bandeira
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.52%
A conscientização ecológica globalizada exige alimentos mais naturais, o que tem levado ao aprimoramento de medidas de controle integrado, através do uso de métodos alternativos para a produção de sementes livres de resíduos tóxicos. Com o objetivo de avaliar a micoflora e a qualidade fisiológica, sementes do algodoeiro (Gossypium hirsutum L.) com e sem línter, cultivares CNPA 7H e Precoce 2 foram tratadas, ou não, com os fungicidas químicos pentacloronitrobenzeno (PCNB), captan, benomyl e tolylfluanid, aplicados puros e também misturados ao extrato de aroeira (Astronium urundeuva L.) e avaliadas quanto à qualidade fisiológica (germinação, índices de velocidade de germinação e de emergência em campo) e à ocorrência de fungos. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 10x2x2 (tratamentos x cultivares x tipos de sementes), com quatro repetições. Sementes com línter de ambas as cultivares apresentaram menor qualidade fisiológica. O extrato de aroeira puro não controlou os fungos porém, quando associado aos fungicidas, captan, benomyl e tolylfluanid, reduziu a incidência de Aspergillus spp. e Fusarium sp. na cv. Precoce 2. Houve redução na viabilidade e no vigor das sementes deslintadas tratadas com o extrato de aroeira puro ou associado aos fungicidas. A micoflora foi constituída principalmente por: Aspergillus flavus...

Épocas de colheita e qualidade fisiológica das sementes de arroz irrigado cultivar BRS 7 TAIM, em Roraima

Smiderle,Oscar José; Pereira,Paulo Roberto Valle da Silva
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.38%
A época de colheita é um dos fatores mais importantes que influenciam as características da semente de arroz, seja para semeadura ou para consumo. Com o objetivo de determinar a época adequada de colheita do arroz (Oryza sativa L.) irrigado BRS 7 TAIM, sementes dessa cultivar foram colhidas aos 15, 22, 29, 36, 43 e 50 dias após o florescimento (DAF) e avaliadas quanto à umidade, produtividade, peso seco de 100 sementes, rendimento de grãos inteiros, viabilidade e armazenabilidade. As colheitas realizadas aos 15 e 22 DAF revelaram-se impróprias, obtendo-se valores inferiores em todas variáveis estudadas, além de alta umidade inicial das sementes. As sementes colhidas aos 29 DAF tiveram alta qualidade, porém, a produtividade foi inferior à dos períodos subseqüentes; as provenientes da colheita aos 50 DAF exibiram bom desempenho, exceto no rendimento de grãos inteiros. A melhor época de colheita para a cultivar Taim ocorre entre 38 e 42 DAF, quando as sementes apresentam índices superiores de produtividade, peso seco, rendimento de grãos inteiros, qualidade fisiológica e armazenabilidade.

Qualidade fisiológica da semente e desempenho de plantas isoladas em soja

Schuch,Luis Osmar Braga; Kolchinski,Eliane Maria; Finatto,Jonas Alex
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.68%
O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da qualidade fisiológica de sementes no rendimento de grãos em plantas isoladas de soja. O trabalho foi desenvolvido na Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM/UFPel) utilizando a cultivar de soja Mercedez. Os tratamentos constaram de dois níveis de qualidade fisiológica, alta e baixa. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com 11 repetições. Os níveis de qualidade fisiológica foram obtidos a partir de um lote de sementes com 90% de germinação e 69% de vigor, utilizando como critério o período de emergência, sendo que as plântulas emergidas até o 6º dia após a semeadura foram consideradas provenientes de sementes de alta qualidade fisiológica e até o 9º e 10º dias, de baixa qualidade. Na implantação do experimento a campo semeou-se 06 sementes por cova e após emergência, realizou-se o desbaste mantendo uma planta por cova de acordo com o tratamento (alta ou baixa qualidade fisiológica). Para avaliar o efeito da qualidade fisiológica sobre o desenvolvimento individual e evitar a competição entre plantas utilizou-se espaçamento de 0,50m nas entrelinhas e entre plantas na linha. O número de ramificações por planta e o peso de 1000 sementes...

Diferentes tipos de secagem: efeitos na qualidade fisiológica de sementes de pinhão manso

Zonta,João Batista; Araujo,Eduardo Fontes; Araujo,Roberto Fontes; Dias,Luiz Antônio dos Santos
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.58%
Objetivou-se no presente trabalho avaliar diferentes tipos de secagem e seus efeitos na qualidade fisiológica de sementes de pinhão manso (Jatropha curcas L.). As sementes, com teor de água de 32%, foram secas à sombra até 9,9%, ao sol até 8,8% e em estufa de circulação forçada às temperaturas de 33 °C até 8,5% e 43 °C até 8,3% A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada pelos testes de germinação, primeira contagem de germinação, condutividade elétrica, envelhecimento acelerado, emergência em areia e índice de velocidade de emergência. A temperatura de 43 °C proporcionou secagem mais rápida das sementes, com duração de 42 horas. Nas secagens a 33 °C, ao sol e a sombra, este período foi mais prolongado, com 54, 144 e 456 horas, respectivamente. A secagem à sombra proporcionou redução na qualidade fisiológica das sementes. As sementes secadas ao sol ou à temperatura de 33 °C não diferiram entre si quanto à qualidade fisiológica e foram superiores àquelas secadas à sombra; entretanto, a germinação foi inferior àquelas secadas a 43 °C, a partir dos 180 dias de armazenamento. A secagem à temperatura de 43 °C não afetou a germinação das sementes e reduziu ligeiramente o vigor, mesmo após 270 dias de armazenamento. Como a maior temperatura utilizada não afetou a germinação das sementes...

Métodos de remoção da mucilagem e qualidade fisiológica de sementes de tomate (Lycopersicon esculentum, Mill.)

Cavariani,C.; Piana,Z.; Tillmann,M.A.A.; Minami,K.
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/1994 PT
Relevância na Pesquisa
66.47%
Objetivando estudar diferentes métodos de remoção da mucilagem e a qualidade de sementes de tomate (Lycopersicon esculentum Mill.), conduziu-se um experimento, em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Após extração manual, sementes e mucilagens foram submetidas aos seguintes tratamentos de remoção: lavagem imediata, fermentação por três dias, ácido clorídrico a 2,5% (25 ml/kg, durante 2 horas), ácido acético a 10% (25 ml/kg de material) e hidróxido de amônia a 2,5% (25 ml/kg, durante 2 horas). Seguiu-se a avaliação da qualidade fisiológica das sementes através das determinações de porcentagem de germinação e vigor, pela porcentagem de emergência em areia, condutividade elétrica e pesos das matérias verde e seca de plântulas. Os resultados permitiram concluir que os métodos de remoção por lavagem imediata, fermentação, ácido clorídrico e ácido acético comercial não afetaram a qualidade fisiológica de sementes de tomate; a porcentagem de germinação não foi afetada pelos diferentes métodos de remoção e o método hidróxido de amônia prejudica o vigor das sementes.

Época de colheita e qualidade fisiológica de sementes de coentro produzidas no norte de Minas Gerais

Sousa,T.V.; Alkimim,E.R.; David,A.M.S.S.; Sá,J.R.; Pereira,G.A.; Amaro,H.T.R.; Mota,W.F.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.41%
No presente trabalho, objetivou-se avaliar a época de colheita e a qualidade fisiológica de sementes de coentro produzidas no Norte de Minas Gerais. A primeira época de colheita das sementes foi realizada aos 15 dias após o florescimento pleno, quando aproximadamente 50% das plantas apresentavam flores. As demais colheitas foram realizadas de 7 em 7 dias, até as sementes atingirem 14,0% de umidade, fato que ocorreu na 6ª colheita. Imediatamente após cada colheita, as sementes foram avaliadas quanto ao teor de água, à germinação e ao vigor (testes de primeira contagem, emergência de plântulas e índice de velocidade de emergência). A maturidade fisiológica das sementes de coentro, cultivar Verdão, ocorre entre 42 a 44 dias após o florescimento, quando as sementes apresentam umidade em torno de 28,0%, podendo a colheita ser realizada até 50 dias após o florescimento, quando as sementes apresentavam 14,0% de umidade.

Qualidade fisiológica de sementes de cultivares e linhagens de soja no Estado de Minas Gerais

Vasconcelos,Edmar Soares de; Reis,Múcio Silva; Sedyiama,Tuneo; Cruz,Cosme Damião
Fonte: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.44%
O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade fisiológica de sementes de genótipos de soja identificando os de maior qualidade. Utilizaram-se sementes de cultivares e linhagens de soja, de ciclo de maturação médio/semitardio e tardio, colhidas em oito ensaios finais de avaliação de linhagens (quatro de cada ciclo de maturação), do Programa de Melhoramento Genético de Soja do Departamento de Fitotecnia da UFV, conduzidos em Capinópolis 1 e 2, Tupaciguara e Florestal, Estado de Minas Gerais, no ano agrícola 2002/2003. O delineamento experimental utilizado, em cada ensaio de campo, foi o de blocos ao acaso, em três repetições. A qualidade das sementes foi avaliada pelos testes de germinação e de emergência de plântulas em leito de areia. Dentre os genótipos de ciclo médio e semitardio, as sementes das linhagens UFV98 - 267F10RC1,3, UFV98 - 878565, UFV98 - 6011099, UFV01 - 606207B, UFV01 - 875386B e UFV99 - 9331958 apresentaram percentagem média de germinação superior a 75%. Dentre os genótipos de ciclo tardio, nenhum apresentou sementes com percentagem média de germinação acima de 75% em todos os ambientes. Há grande influência do ambiente na qualidade das sementes produzidas, a qual varia de um local para outro.

Diferentes tipos de secagem: efeitos na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso.

ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F.; ARAUJO, R. F.; DIAS, L. A. dos S.
Fonte: Revista Brasileira de Sementes, v. 33, n.4, 2011. Publicador: Revista Brasileira de Sementes, v. 33, n.4, 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Formato: 11 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.58%
Objetivou-se no presente trabalho avaliar diferentes tipos de secagem e seus efeitos na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.). As sementes, com teor de água de 32%, foram secas à sombra até 9,9%, ao sol até 8,8% e em estufa de circulação forçada às temperaturas de 33 °C até 8,5% e 43 °C até 8,3% A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada pelos testes de germinação, primeira contagem de germinação, condutividade elétrica, envelhecimento acelerado, emergência em areia e índice de velocidade de emergência. A temperatura de 43 °C proporcionou secagem mais rápida das sementes, com duração de 42 horas. Nas secagens a 33 °C, ao sol e a sombra, este período foi mais prolongado, com 54, 144 e 456 horas, respectivamente. A secagem à sombra proporcionou redução na qualidade fisiológica das sementes. As sementes secadas ao sol ou à temperatura de 33 °C não diferiram entre si quanto à qualidade fisiológica e foram superiores àquelas secadas à sombra; entretanto, a germinação foi inferior àquelas secadas a 43 °C, a partir dos 180 dias de armazenamento. A secagem à temperatura de 43 °C não afetou a germinação das sementes e reduziu ligeiramente o vigor, mesmo após 270 dias de armazenamento. Como a maior temperatura utilizada não afetou a germinação das sementes...

Qualidade fisiológica de cipselas de girassol das cultivares Helio 360 e Helio 250; Physiologic quality of sunflower cypselas of the cultivars Helio 360 and Helio 250

Oliveira, Rafael Brito de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.6%
As poucas pesquisas relatando as possíveis vantagens de se adquirir cipselas de girassol de determinados tamanhos divergem quanto aos resultados, despertando o interesse tanto de pesquisadores quanto de produtores de sementes. Com isso, torna-se necessário analisar, em laboratório e em condições de campo, a qualidade fisiológica de cipselas de girassol de diferentes larguras, oriundas de diferentes épocas de semeadura. No capítulo I, o trabalho teve como objetivo analisar a largura de cipselas de girassol, cultivar Helio 360, e da época de semeadura sobre sua qualidade fisiológica. Foram utilizadas cipselas de girassol provenientes de três épocas de semeadura (22 de janeiro, 9 e 12 de julho de 2007), sendo que as cipselas provenientes de cada uma dessas épocas foram separadas por peneiras de diferentes aberturas, de acordo com a largura (6,0; 5,5; 5,0 e 4,5 mm). Foram determinados o teor de água a 70 e a 105 °C e a qualidade fisiológica, por meio de testes de emergência e vigor de plântulas. Como o coeficiente de variação, tanto para o teor de água quanto para a matéria seca foi menor a 70 °C, recomenda-se determinar o teor de água das cipselas nessa temperatura. Cipselas de menor largura apresentaram maior teor de água e matéria seca e menor porcentagem de plântulas normais do que as demais. No capítulo II...

Influência de diferentes níveis de hidratação na qualidade fisiológica e sanitária de sementes de azevém anual (Lolium multiflorum Lam.).; Influence of different hydration levels in the physiologic and sanitary quality of seeds of annual ryegrass (Lolium multiflorum Lam.).

PICOLI, Vladimir Adalberto
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.49%
The present work had as objective evaluates the answer of the physiologic and sanitary quality of the seeds of annual ryegrass (Lolium multiflorum Lam.) when submitted the combination of periods of times of soak following by dry periods. For a better visualization of the process a curve of soak was established in distilled water, with retreat of samples for determination of the humidity in intervals of 2 hours. The process was driven at room acclimatized with temperature of 25 ºC. The periods of time used were of 5, 10, 15, 20 and 25 hours of interruption of the soak, and the periods of dehydration of 3, 6, 9 and 12 days, with greenhouse use with circulation of air regulated the approximately 28 °C, in a factorial experiment in completely casualizado with 4 repetitions. The determination of the tenor of water for the construction of the curve of soak was made in greenhouse with circulation of air to 105 ºC for 24 hours. The physiologic quality was evaluated through the germination test, accelerated aging and index of germination speed, being used four repetitions of 50 seeds. The analysis of the sanitary quality was executed through the method of paper filter (Blotter test). The results allow to end that periods of soak of 5, 10...

Efeitos do controle de plantas daninhas, com herbicidas, na produção e qualidade fisiológica de sementes de amendoim (Arachis hypogaea L.)

Silva,J.F.; Costa,L.M. da; Silva,C.M. da
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1983 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
Com o objetivo de avaliar o efeito de herbicidas no controle de plantas daninhas, na produção e na qualidade fisiológica das sementes de amendoim (Arachis hypogaea L. 'Tatu'), foi instalado um experimento no campo, em solo Podzólico Vermelho-Amarelo Câmbico, fase terraço, com 2,8% de matéria orgânica e textura argilosa. Usaram-se os tratamentos: testemunha com capina, testemunha sem capina, trifuralin a 0,58 kg do i.a./ha; vernolate a 3,6 kg do i.a./ha; nitralin a 0,75 kg do i.a./ha; fluorodifen a 0,9 kg do i.a./ha e pendimethalin a 1,5 kg do i.a./ha. Avaliaram-se a população inicial, a produção de sementes, produção de casca, o amendoim com casca, e o número de plantas daninhas. Realizaram-se também, testes de avaliação da qualidade fisiológica das sementes de amendoim, os quais foram constituídos pelo teste-padrão de germinação após 20, 40 e 80 horas de permanência das sementes na câmara de envelhecimento precoce, que estava regulada para funcionar a 42°± 3°C e 95% de umidade relativa. No campo observou-se predominância de trevo (Oxalis sp), picão-branco (Galinsoga parviflora Cav.) e tiririca (Cyperus rotundus L.). Trifuralin, fluorodifen e pendimenthalin fo-ram os herbicidas da maior eficiência no controle do trevo...

Métodos de remoção da mucilagem e qualidade fisiológica de sementes de tomate (Lycopersicon esculentum, Mill.); Methods of mucilage remotion and physiological quality of tomato (Lycopersicon sculentum Mill.) seeds

Cavariani, C.; Piana, Z.; Tillmann, M.A.A.; Minami, K.
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/1994 POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
Objetivando estudar diferentes métodos de remoção da mucilagem e a qualidade de sementes de tomate (Lycopersicon esculentum Mill.), conduziu-se um experimento, em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Após extração manual, sementes e mucilagens foram submetidas aos seguintes tratamentos de remoção: lavagem imediata, fermentação por três dias, ácido clorídrico a 2,5% (25 ml/kg, durante 2 horas), ácido acético a 10% (25 ml/kg de material) e hidróxido de amônia a 2,5% (25 ml/kg, durante 2 horas). Seguiu-se a avaliação da qualidade fisiológica das sementes através das determinações de porcentagem de germinação e vigor, pela porcentagem de emergência em areia, condutividade elétrica e pesos das matérias verde e seca de plântulas. Os resultados permitiram concluir que os métodos de remoção por lavagem imediata, fermentação, ácido clorídrico e ácido acético comercial não afetaram a qualidade fisiológica de sementes de tomate; a porcentagem de germinação não foi afetada pelos diferentes métodos de remoção e o método hidróxido de amônia prejudica o vigor das sementes.; Different methods of mucilage remotion and quality of tomato (Lycopersicon esculentum Mill.) seeds were studied...