Página 1 dos resultados de 232 itens digitais encontrados em 0.022 segundos

Estudo das propriedades psicométricas do Inventário da Qualidade dos Relacionamentos Interpessoais (IQRI): a qualidade dos relacionamentos interpessoais e sintomatologia depressiva numa amostra de adolescentes portugueses

Marques, Daniela João Coelho
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.21%
O objetivo deste estudo é explorar as propriedades psicométricas do Inventário da Qualidade dos Relacionamentos Interpessoais (IQRI), versões para a mãe e para o pai, para a população portuguesa, e estudar as relações que se estabelecem entre a qualidade das relações interpessoais e a sintomatologia depressiva. Foi realizada uma análise fatorial confirmatória (CFA), para confirmar a estrutura fatorial sugerida por Pierce, Sarason & Sarason (1991). A amostra consistiu em 312 adolescentes, 171 do sexo feminino e 141 do sexo masculino, entre os 12 e 17 anos de idade (M= 13.77,DP= 1.16), estudantes de escolas públicas portuguesas. O IQRI - versão pai é um instrumento composto por 20 itens distribuídos por três fatores, que avaliam as dimensões de Suporte, Conflito e Profundidade. A versão mãe é composta por 16 itens, distribuídos por três fatores, que avaliam, de igual forma, as dimensões de Suporte, Conflito e Profundidade. Os resultados mostram associações positivas entre as subescalas de suporte e profundidade, de outro modo, encontram-se associações negativas entre estas subescalas e a subescala de conflito. Do estudo da validade convergente e divergente conclui-se que, nas duas versões, os fatores suporte e profundidade correlacionaram-se positivamente com a medida de suporte social geral e bem-estar subjetivo...

A qualidade de vida na população idosa do concelho da Sertã : estudo exploratório

Santos, Susana Isabel Antunes Chamusca da Cunha e
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
56.13%
O presente estudo debruçou-se sobre a Qualidade de Vida na População Idosa do Concelho da Sertã, em diferentes contextos habitacionais: em regime de instituição (lar ou centro de dia) e em regime de residência própria sem estarem associados a qualquer instituição. Trata-se de um estudo exploratório, com dois objectivos principais: 1) conhecer e comparar a qualidade de vida dos idosos do concelho da Sertã em diferentes regimes habitacionais; 2) construir um questionário de avaliação da qualidade de vida no idosos, que englobe as 8 grandes dimensões da qualidade de vida no idoso: 1) Bem Estar Emocional, 2) Relações Interpessoais, 3) Bem Estar Material 4) Desenvolvimento Pessoal, 5) Bem Estar Físico, 6) Auto-determinação 7) Inclusão Social, 8) Direitos e, a avaliação global da qualidade de vida. Foi utilizada uma amostra de 60 idosos do concelho da Sertã, escolhidos aleatoriamente, com idade superior a 65 anos. Foram entrevistados, através do questionário construído pela investigadora, 30 idosos institucionalizados (idade média: 82; 40% mulheres) e 30 idosos sem estarem associados a qualquer instituição (idade média: 75,23; 33,3% mulheres). Os primeiros revelam maior percepção de boa qualidade de vida...

A gestão pela qualidade total no poder judiciário : o indicador relações interpessoais e suas perspectivas

Vargas, Rosana Cruz Domingues
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.27%
Este trabalho busca analisar a Gestão pela Qualidade Total no Poder Judiciário (PGQJ), especialmente o indicador Relações Interpessoais e suas perspectivas, a partir do referencial teórico oferecido com o estudo das principais características das Teorias Clássica, Burocrática e Comportamental. A problemática do estudo volta-se à investigação do papel do líder no processo de busca pela excelência nos serviços prestados pelo Poder Judiciário, partindo-se da análise do PGQJ e do aprimoramento das relações interpessoais estabelecidas no ambiente de trabalho. Como objetivo geral, propõe-se a verificação do PGQJ, tendo como referencial o estudo bibliográfico realizado, dando-se ênfase ao estudo do papel do líder na organização. Com relação aos objetivos específicos, busca-se a caracterização do plano de gestão, relacionando os indicadores relativos às relações interpessoais; a análise da liderança à luz da pesquisa teórica, descrevendo-se o desempenho do indicador “relações interpessoais” na adesão ao PGQJ e a proposição de alternativas para o alcance do objetivo “utilização dos recursos humanos” do PGQJ, como forma de se alcançar a melhoria contínua dos serviços. Trata-se de uma pesquisa qualitativa...

Notas sobre a experiência de vida num internato : aspectos positivos e negativos para o desenvolvimento dos internos

Morais, Normanda Araujo de; Leitão, Hilmeri da Silva; Koller, Silvia Helena; Campos, Herculano Ricardo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.92%
Este trabalho investiga os aspectos positivos e negativos da experiência de internato para o desenvolvimento de alunos de uma instituição de ensino técnico, a influência da vivência coletiva sobre o desempenho escolar e a concepção sobre um internato ideal. Foram realizadas cinco entrevistas com alunos das três séries do Ensino Médio, com idades entre 15 e 22 anos. Os dados foram analisados a partir da análise de conteúdo. Os aspectos positivos e os negativos da experiência de internato foram apontados a partir da categoria "convivência grupal" (possibilidade de fazer novos amigos x brigas e desentendimentos). As limitações estruturais do internato e a rotina estressante foram as principais implicações percebidas para o desempenho escolar, enquanto o internato ideal foi concebido a partir de mudanças estruturais e da qualidade das relações interpessoais. Os resultados são importantes para a compreensão de contextos educativos desse tipo, os quais são muito pouco referidos na literatura.; This work investigates the positive and negative aspects of the experience of living in a boarding school to the psychological development of students, the influences of the collective experience on the school performance and the conception of an ideal boarding school. Five semi-structured interviews were conducted with 15-22 year-old students. Data was analyzed through content analysis. Both positive and negative aspects of the boarding school experience were pointed out from the group-gathering category (possibility of making new friends versus fights and arguments). The limitations of the boarding school concerning facilities and physical structure...

Contribuição do programa de ginástica na empresa (SESI-SC) na mudança do estilo de vida dos participantes e na melhoria das relações interpessoais nas organizações

Pereira, Silvia do Valle
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.09%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção; O presente estudo constitui-se numa avaliação da contribuição do Programa de Ginástica na Empresa, desenvolvido pelo Serviço Social da Indústria (SESI) de Santa Catarina, para a mudança no estilo de vida e melhoria das relações interpessoais no local de trabalho. Para tanto, foi-se buscar na ergonomia os fundamentos necessários à compreensão da relação do ser humano no trabalho, pautados na interface com a saúde e qualidade de vida. Foi desenvolvido a partir da abordagem da avaliação de resultados, que permite verificar a ocorrência de alterações em indicadores previamente definidos, mensurados em diferentes etapas de um programa. A população estudada foi representada por amostra intencional, não probabilística, resultando em seis empresas catarinenses que desenvolveram o programa no ano de 2000. Como recurso estatístico utilizou-se a aplicação do Teste de Associação Qui-Quadrado (c2 ), com nível de significância de 5%. O processo de coleta de dados ocorreu no período médio de oito meses após a implantação do programa, pela aplicação do questionário referente ao perfil dos participantes do programa...

Abuso no contexto do relacionamento íntimo com o companheiro : definição, prevalência, causas e efeitos

Paiva, Carla; Figueiredo, Bárbara
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
55.93%
Este artigo trata a problemática do abuso no contexto do relacionamento íntimo com o companheiro. Neste contexto, apresenta a definição dos diferentes tipos de abuso – abuso físico, abuso sexual e abuso psicológico – e a prevalência com que os mesmos têm sido reportados em diversos países. Discute as possíveis causas do abuso, conceptualizadas no quadro da teoria da vinculação, que enfatiza o impacto da qualidade das relações significativas, nomeadamente com as figuras parentais, e particularmente o impacto das circunstâncias de abuso sofridas durante a infância, na construção dos “modelos internos dinâmicos”, os quais, por sua vez, interferem no estabelecimento do relacionamento com o companheiro na idade adulta. Descreve ainda os efeitos do abuso, ao nível da saúde física e mental, procurando realçar a importância da qualidade das relações interpessoais significativas na saúde e bem-estar dos indivíduos na idade adulta.; This article refers to abuse phenomena in the context of intimate relationship with a partner. It presents a definition of the different kinds of abuse – physical abuse, sexual abuse, and psychological abuse – and the prevalence they have been reported in several countries. It shows the possible causes of abuse...

Inclusão: a afetividade e as relações interpessoais na aprendizagem

Fernandes, Maria Justina da Rocha Moreira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
A escola é um dos lugares privilegiados para a formação dos sujeitos. É importante que ela sirva toda a sua população escolar, numa perspetiva de escola para todos, suportada pela filosofia da educação inclusiva, respeitando e validando as diferenças, garantindo a todos e a cada um o direito a uma educação adequada ao seu perfil de funcionalidade. Neste contexto, torna-se um desafio atender à diversidade da população escolar, principalmente aos alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE), e promover um ambiente de aceitação, de partilha, de reflexão e interajuda através de relações interpessoais de qualidade. Consideram-se relevantes as funções e papéis dos professores de ensino regular e de educação especial, pois para que os alunos possam usufruir de uma educação adequada, e assim caminharem para o sucesso, é imperioso que estes docentes sejam profissionais implicados, reflexivos e capazes de trabalhar juntos de forma colaborativa, no sentido de encontrarem respostas educativas diversificadas, diferenciadas, ativas e, principalmente, significativas. O presente estágio/estudo tem como finalidade perceber a influência da afetividade e das relações interpessoais na inclusão e na aprendizagem. Pretende-se conhecer e melhorar a intervenção e os relacionamentos interpessoais no contexto...

Altera pars auditur : the dual influence of the quality of relationships upon positive and negative aspects of coping with stress

Moreira, João Manuel, 1964-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2002 ENG
Relevância na Pesquisa
56.04%
Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Geral), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2003; Os pontos de contacto e a acção conjunta entre variáveis do apoio social e da vinculação constituem os temas principais desta dissertação. Para além disso, ela pressupõe que estes construtos devem ser encarados como qualidades e processos que se manifestam dentro de relações específicas, e não como características dos indivíduos. Uma revisão da literatura mostra como estes domínios teóricos estão relacionados, embora sejam distintos. São sugeridas formas de expandir a compreensão destas relações a nível teórico. Para além disso, conclui-se que a sua influência sobre a adaptação se exerce provavelmente através de uma diversidade de processos em simultâneo e, portanto, deverá variar em função de circunstâncias contextuais. Um estudo empírico levado a cabo com 4 grupos de estudantes de enfermagem em estágios hospitalares mostrou que as medidas aos níveis genérico e específico das relações parecem avaliar diferentes construtos. Os efeitos das variáveis da qualidade das relações sobre a adaptação pareciam muito mais modestos quando avaliados no contexto de outras variáveis em modelos LISREL do que em simples análises de regressão-correlação. O mesmo acontecia com outros tipos de variáveis. Os aspectos positivos das relações tinham efeitos significativos...

Qualidade das relações familiares, auto-estima, autoconceito e rendimento académico

Peixoto, Francisco José Brito
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
76.1%
É normalmente aceite que a construção das auto-representações (i.e., autoconceito ou auto-estima) é mediada socialmente. As relações estabelecidas com outros significativos (nomeadamente com a família) são particularmente importantes para a construção de autoconceitos e auto-estima positivos. A qualidade das relações estabelecidas no seio da família surge, também, frequentemente associada ao rendimento académico. O objectivo deste estudo foi explorar as relações entre a qualidade das relações familiares, autoconceito, autoestima e rendimento académico. Os participantes foram 265 alunos dos 7.º, 9.º e 11.º anos de escolaridade. Os dados foram recolhidos através da aplicação de uma escala de autoconceito e auto-estima e de uma escala para avaliar a percepção da qualidade das relações familiares. Os resultados evidenciam efeitos principais do rendimento académico e da qualidade das relações familiares nas auto-representações. O rendimento académico introduz diferenças nas dimensões académicas do autoconceito, mas não na auto-estima. A percepção da qualidade do relacionamento familiar produz efeitos nalgumas dimensões relacionadas com a escola (Comportamento e Competência a Português), em dimensões interpessoais (Aceitação Social e Atracção Romântica) e na Aparência Física. Os resultados mostram igualmente que a associação entre auto-estima e a qualidade das relações familiares sofre algumas modificações durante a adolescência. ***** ABSTRACT***** It is normally accepted that the construction of selfrepresentations (e.g....

Abuso no contexto do relacionamento íntimo com o companheiro: Definição, prevalência, causas e efeitos

Paiva, Carla; Figueiredo, Bárbara
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2003 POR
Relevância na Pesquisa
55.93%
Este artigo trata a problemática do abuso no contexto do relacionamento íntimo com o companheiro. Neste contexto, apresenta a definição dos diferentes tipos de abuso – abuso físico, abuso sexual e abuso psicológico – e a prevalência com que os mesmos têm sido reportados em diversos países. Discute as possíveis causas do abuso, conceptualizadas no quadro da teoria da vinculação, que enfatiza o impacto da qualidade das relações significativas, nomeadamente com as figuras parentais, e particularmente o impacto das circunstâncias de abuso sofridas durante a infância, na construção dos “modelos internos dinâmicos”, os quais, por sua vez, interferem no estabelecimento do relacionamento com o companheiro na idade adulta. Descreve ainda os efeitos do abuso, ao nível da saúde física e mental, procurando realçar a importância da qualidade das relações interpessoais significativas na saúde e bem-estar dos indivíduos na idade adulta. ------ ABSTRACT ------ This article refers to abuse phenomena in the context of intimate relationship with a partner. It presents a definition of the different kinds of abuse – physical abuse, sexual abuse, and psychological abuse – and the prevalence they have been reported in several countries. It shows the possible causes of abuse...

Qualidade das relações familiares, auto-estima, autoconceito e rendimento académico

Peixoto, Francisco; ISPA-IU
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
76.1%
É normalmente aceite que a construção das auto-representações (i.e., autoconceito ou auto-estima) é mediada socialmente. As relações estabelecidas com outros significativos (nomeadamente com a família) são particularmente importantes para a construção de autoconceitos e auto-estima positivos. A qualidade das relações estabelecidas no seio da família surge, também, frequentemente associada ao rendimento académico.O objectivo deste estudo foi explorar as relações entre a qualidade das relações familiares, autoconceito, autoestima e rendimento académico. Os participantes foram 265 alunos dos 7.º, 9.º e 11.º anos de escolaridade. Os dados foram recolhidos através da aplicação de um aescala de autoconceito e auto-estima e de uma escala para avaliar a percepção da qualidade das relações familiares.Os resultados evidenciam efeitos principais do rendimento académico e da qualidade das relações familiares nas auto-representações. O rendimento académico introduz diferenças nas dimensões académicas do autoconceito, mas não na auto-estima. A percepção da qualidade do relacionamento familiar produz efeitos nalgumas dimensões relacionadas com a escola (Comportamento e Competência a Português), em dimensões interpessoais (Aceitação Social e Atracção Romântica) e na Aparência Física. Os resultados mostram igualmente que a associação entre auto-estima e a qualidade das relações familiares sofre algumas modificações durante a adolescência.

O (des)conhecimento sobre a influência das emoções na relação professor-aluno

Arantes, Mariana Marques; Ferreira, Aurino Lima (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
76.24%
O diagnóstico das relações interpessoais entre professores e alunos na atualidade aponta um notório desgaste com casos de violência registrados entre professores, alunos e pais que tem sido reportados, inclusive, nas páginas policiais dos noticiários. Neste trabalho, problematizamos a qualidade das relações interpessoais no âmbito escolar procurando acrescentar mais razões para explicar as raízes deste problema do que a falta de estrutura ou os baixos salários. Baseados na teoria dos Quatro Quadrantes de Ken Wilber, consideramos que os sujeitos são mais complexos do que imaginam e não podem desprezar os aspectos intersubjetivos, culturais e sociais nas suas relações, priorizando apenas a objetividade e a racionalidade. Como somos seres integrais, há outras dimensões, além da mental, exercendo profunda influência em nosso modo de ser, sentir, pensar e agir. Portanto, é preciso ampliar este horizonte e entender sobre como aprender a respeito do manejo das emoções pode melhorar a qualidade de nossas relações. Partindo de uma perspectiva fenomenológica, investigamos no Banco Digital de Teses e Dissertações da CAPES o interesse da produção acadêmica sobre a temática, tendo em vista mapear o processo de inserção...

Crianças vítimas de abuso sexual intrafamiliar e suas respectivas mães: autopercepção, relações interpessoais e representação de objeto

Wassermann, Virginia Graciela
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
76.18%
No Brasil, assim como no mundo, a violência que vitima a criança é considerada um grave problema de saúde pública. Dentre as formas de expressão hediondas da violência, insurge o abuso sexual contra o menor praticado no âmago familiar. As repercussões desta violência perpassam os papéis de agressor-vítima, alastrando-se por toda a estrutura familiar. Este tipo de violência gera na criança problemas sociais, psicológicos e cognitivos por toda a sua vida. O objetivo geral deste estudo é compreender e identificar a qualidade da autopercepção, das relações interpessoais e da representação de objeto nas crianças vítimas de abuso sexual intrafamiliar, assim como, nas suas respectivas mães. Para isso, foram elaboradas duas seções de estudo: uma teórica e uma empírica. A seção teórica refere-se a uma revisão que objetiva discutir a relevância e a importância do papel das relações interpessoais e das relações de objeto no desenvolvimento do individuo por meio do diálogo entre diferentes aportes teóricos: como a dinâmica do apego, o desenvolvimento cognitivo e a abordagem das relações objetais. Na seção empírica, é retratado um estudo quantitativo de tipo transversal, que enfoca a investigação das respostas ao Rorschach das crianças vítimas de abuso e de suas mães...

Da neurobiologia das relações precoces à neuroeducação

Seixas, Sónia Raquel; Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
55.97%
Partindo do pressuposto relativamente recente, mas largamente aceite, de que “a mente emerge a partir da actividade do cérebro, cuja estrutura e função são directamente moldadas pela experiência interpessoal.” (Siegel, 2004, p.17), o presente artigo procura enfatizar o papel que as primeiras experiências de vida, particularmente as ligações humanas interpessoais, desempenha no estabelecimento das ligações neuronais, assim como nas vivencias neuroquímicas cerebrais do bebé. Defendendo que as primeiras experiências do bebé podem ser particularmente cruciais na forma como as estruturas básicas do cérebro se desenvolvem, procura-se aqui estabelecer uma ponte com uma área emergente do saber, a neuroeducação. Entendendo o cérebro como o órgão por excelência da aprendizagem e sabendo que,  “alterando a actividade e a estrutura das ligações existentes entre os neurónios, a experiência molda directamente os circuitos responsáveis por processos como a memória, a emoção e a auto-consciência.” (Siegel, 2004, p. 18), processos esses diretamente implicados na aprendizagem, torna-se fundamental compreender a perspetiva neurobiológica das relações precoces, como antecipatória ou preditora de modos de funcionamento cerebrais...

A justiça restaurativa nas escolas : investigando as relações interpessoais; Restorative Justice in school : investigating the interpersonal relations

Lara Cucolicchio Lucatto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.1%
Caracterizando-se como um estudo qualitativo de natureza exploratória, este trabalho se fundamenta na teoria construtivista piagetiana, que concebe os conflitos como necessários para o desenvolvimento e para a aprendizagem. Dentre os procedimentos propostos para lidar com os conflitos, encontra-se uma nova abordagem, os Círculos Restaurativos. Surgido no âmbito do Direito, sua entrada nas instituições escolares brasileiras em 1998 se deu a partir de Projetos para prevenção de violência. Além de apresentar procedimentos mais cooperativos, de autorresponsabilização e reparação de danos, o Projeto propõe que haja a vivência cotidiana da prática restaurativa nas diversas dimensões da escola, promovendo o respeito mútuo, o diálogo, a horizontalidade nas relações, o sentimento de pertencimento à comunidade escolar e o incentivo à realização de escolhas e assunção de responsabilidades pelos alunos. Esta pesquisa teve como objetivo investigar a influência do trabalho com osCírculos Restaurativosnas relações interpessoais entre os alunos e entre os professores e alunos. Na instituição selecionada, encontramos profissionais que participaram da formação e implantação do Projeto em 2005. Foi escolhida também uma segunda escola...

Qualidade de vida na velhice e as relações interpessoais

Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde - UNA-SUS; Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Livro em HTML da unidade 02 do Módulo 11 do Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.04%
'Qualidade de vida na velhice e as relações interpessoais' é a segunda unidade do Módulo 11 do Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa da UNA-SUS/UERJ "Cuidados de longa duração / violência e maus tratos". Nesta unidade veremos o histórico no Brasil e no mundo das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). Também, veremos o que trata a legislação vigente e as ILPIs no cenário atual das políticas públicas brasileiras. Por fim, refletiremos sobre as características das ILPIs e dos idosos institucionalizados em nosso país.; 1.0; Ministério da Saúde do Brasil

Associação entre vínculo parental na infância, padrão de relações objetais na idade adulta e fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF)

Cordini, Kariny Larissa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
Introdução: Apesar das evidências teóricas e da importância para psicoterapia psicodinâmica, a associação de constructos psicanalíticos, como a qualidade dos cuidados parentais na infância e as relações objetais desenvolvidas na idade adulta, ainda é pouco estudada no contexto da pesquisa científica. E apesar do amplo desenvolvimento da pesquisa na área neuropsiquiátrica, pouco também se tem escrito sobre a relação de parâmetros biológicos, como a neurotrofina BDNF, e constructos psicanalíticos como estes. Este estudo foi realizado, portanto, no contexto de tentativa de aproximação das visões psicodinâmica e neurobiológica. Nosso objetivo foi avaliar a associação entre qualidade do vínculo parental na infância e as relações objetais e os níveis de BDNF em indivíduos adultos. A escolha da amostra incluindo um grupo de pacientes psiquiátricos com indicação de psicoterapia psicodinâmica, que compreende indivíduos com diferentes doenças de Eixo I e indivíduos sem diagnóstico, de acordo com o DSM-IV (chamados neuróticos), e indivíduos resilientes expostos a pelo menos um trauma maior ao longo da vida, teve como objetivo investigar essas associações dentro de um continuum saúde-doença. Métodos: Este é um estudo transversal no qual foram avaliados 63 pacientes com indicação de psicoterapia psicodinâmica e 22 indivíduos resilientes através do 'Parental Bonding Instrument' (PBI) e do 'Bell Object Relations and Reality Testing Inventory – Form O' (BORRTI-O). Todos os participantes tiveram seus níveis séricos de BDNF dosados pelo método Elisa no momento da inclusão no estudo. Resultados: PBI e BORRTI-O foram correlacionados em toda a amostra. Indivíduos resilientes apresentaram maiores escores de afeto materno (p<0.001) do que pacientes de psicoterapia; e maiores escores de afeto paterno (p=033) do que pacientes de psicoterapia com diagnóstico de Eixo1. Quanto ao padrão das relações de objeto...

Praxe académica: razões, emoções e relações

Gonzaga, Luís; Pinto, Daniela; Salvado, Daniela; Brás, Patrícia
Fonte: Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém -UIIPS Publicador: Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém -UIIPS
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /02/2014 POR
Relevância na Pesquisa
96.15%
O contexto, ambiente e percurso académicos do ensino superior representam um significativo desafio relativamente às vivências e práticas anteriores do ensino secundário e levanta pertinentes questões no âmbito da adaptação e desenvolvimento psicossocial dos próprios estudantes. Para a maioria destes, vivendo a primeira saída de casa, o impacto deste processo de socialização e vivência da cultura académica e/ou associativa é potenciado pela participação em jantares, festas e tradições nas quais se inclui a praxe académica. É, muitas vezes, no quadro destas práticas iniciáticas de integração que pequenos desvios ou exageros mínimos transformam situações comuns de lazer e convívio positivo em momentos de adversidade e intenso stress para os “caloiros”. Perante a afirmação de poder e do estatuto de superioridade, por parte de hierarquias bem definidas e legitimadas num código que os precede, os “caloiros” veem-se obrigados a desenvolver e/ou mobilizar recursos pessoais e psicossociais para lhes fazer face, num processo em que o apoio e suporte social de terceiros tem um papel facilitador e optimizador (Pais Ribeiro, 2000). Este estudo visa avaliar razões e emoções associadas a uma prática comum recolhida nas vivências académicas e a importância da qualidade de relacionamento interpessoal com o grupo turma de pertença. Na recolha de dados foi utilizado um questionário desenhado a partir de um episódio de jantar / festa académica...

Qualidade das relações familiares, auto-estima, autoconceito e rendimento académico

Peixoto,Francisco
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2004 PT
Relevância na Pesquisa
76.1%
É normalmente aceite que a construção das auto-representações (i.e., autoconceito ou auto-estima) é mediada socialmente. As relações estabelecidas com outros significativos (nomeadamente com a família) são particularmente importantes para a construção de autoconceitos e auto-estima positivos. A qualidade das relações estabelecidas no seio da família surge, também, frequentemente associada ao rendimento académico. O objectivo deste estudo foi explorar as relações entre a qualidade das relações familiares, autoconceito, autoestima e rendimento académico. Os participantes foram 265 alunos dos 7.º, 9.º e 11.º anos de escolaridade. Os dados foram recolhidos através da aplicação de uma escala de autoconceito e auto-estima e de uma escala para avaliar a percepção da qualidade das relações familiares. Os resultados evidenciam efeitos principais do rendimento académico e da qualidade das relações familiares nas auto-representações. O rendimento académico introduz diferenças nas dimensões académicas do autoconceito, mas não na auto-estima. A percepção da qualidade do relacionamento familiar produz efeitos nalgumas dimensões relacionadas com a escola (Comportamento e Competência a Português)...

Relações interpessoais na escola: uma trama de muitos fios, poucos laços e alguns nósInterpersonal relations in the school: a tram of many wires, few bows and some knot

Pierini, Adriana Stella
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 07/10/2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.08%
A partir do olhar de uma profissional de educação que, atualmente, ocupa o lugar de orientadora pedagógica de uma escola pública municipal de educação fundamental, este artigo busca relatar um determinado percurso vivenciado por um subgrupo de profissionais na escola, evidenciando um diálogo reflexivo entre as práticas cotidianas e as relações interpessoais no espaço escolar. Desta forma, reflete o exercício de produção de conhecimento e pesquisa na escola e aborda, fundamentalmente, a importância do grupo na constituição do sujeito que, ao fazer emergir questões do seu cotidiano, direciona seu estudo, tendo como foco alguns elementos: a reflexão sobre o conceito de aula a partir da discussão sobre projetos e outras atividades escolares, a humanização das relações, os diversos tempos escolares e os vínculos que aí se constituem, os entraves pessoais e institucionais na transformação dos tempos regulamentados em tempos de convívio, e a importância da teoria na (re) elaboração de conceitos, com base na afirmação de que o desenvolvimento do indivíduo não depende apenas do aspecto orgânico, mas principalmente, da qualidade das interações que mantém com o meio em que vive. Palavras-chave Afetividade; Relações interpessoais; Emoção Abstract With the point of view from a education professional that...