Página 1 dos resultados de 45470 itens digitais encontrados em 0.017 segundos

Psicologia Educacional ou Escolar? Eis a questão; Educational Psychology or School Psychology? That is the question; ¿Psicología de la Educación o Psicología Escolar? Esa es la cuestión

Barbosa, Deborah Rosária; Souza, Marilene Proença Rebello de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.5%
Este artigo apresenta alguns dados oriundos da tese de doutorado sobre a história do campo de conhecimento e prática da Psicologia em sua relação com a Educação no Brasil. Este estudo foi conduzido baseado no fundamento epistêmico-filosófico do materialismo histórico dialético e na nova história, utilizando fontes bibliográficas históricas e cinco relatos orais de personagens da Psicologia Educacional e Escolar. Os depoimentos e o material das fontes escritas constituíram o corpus documental cuja organização seguiu a metodologia da história oral e historiografia plural. Foi realizada análise descritivo-analítica compreendida em duas etapas: a) análise documental (fontes não orais) e b) construção de indicadores e núcleos de significação dos registros orais. A partir das análises, compôs-se uma periodização da história da Psicologia Educacional e Escolar brasileira por meio de marcos históricos da área. No presente artigo destaca-se a discussão acerca da conceituação e terminologias utilizadas pela Psicologia Educacional e Escolar ao longo do tempo e de como essas mudanças nas nomenclaturas da área refletem questões epistemológicas, ideológicas e políticas.

Contribuições para a construção da historiografia da Psicologia educacional e escolar no Brasil; Contributions for the development of the historiography of educational and school Psychology in Brazil; Contribuciones para la construcción de la historiografía de la Psicología educacional y escolar en el Brasil

Barbosa, Deborah Rosária
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.51%
Este artigo apresenta alguns dados sobre a história do campo de conhecimento e prática da Psicologia em sua relação com a educação no Brasil. Este estudo foi conduzido baseado no fundamento epistêmico-filosófico do materialismo histórico dialético e na nova história, utilizando fontes bibliográficas históricas e cinco relatos orais de personagens da Psicologia educacional e escolar. Os depoimentos e o material das fontes escritas constituíram o corpus documental, cuja organização seguiu a metodologia da história oral e da historiografia plural. Foi realizada análise descritivo-analítica compreendida em duas etapas: a) análise documental (fontes não orais) e b) construção de indicadores e núcleos de significação dos registros orais. A partir das análises, compôs-se uma periodização da história da Psicologia educacional e escolar brasileira por meio de marcos históricos que compreendeu as fases: 1) colonização, saberes psicológicos e educação (1500-1906), 2) a Psicologia em outros campos de conhecimento (1906-1930), 3) desenvolvimentismo - a Escola Nova e os psicologistas na educação (1930-1962), 4) A Psicologia educacional e a Psicologia do escolar (1962-1981), 5) o período da crítica (1981-1990)...

Domínios de investigação, orientações metodológicas e autores nas revistas portuguesas de psicologia: Tendências de publicação nas últimas quatro décadas do século XX

Rodrigues Alferes, Valentim; Núcleo de Investigação e Intervenção em Psicologia Social, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Universidade de Coimbra; Bidarra, Maria da Graça; Núcleo de Investigação e Intervenção em Psicologia S
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
Classificam-se os domínios de investigação, os métodos e os autores de 2070 artigos publicados durante as últimas quatro décadas do séc. XX em oito revistas portuguesas de psicologia (Análise Psicológica; Cadernos de Consulta Psicológica; Psicologia; Psicologia, Educação e Cultura; Psicologia: Teoria,Investigação e Prática; Psychologica; Revista de Psicologia e de Ciências da Educação e Revista Portuguesa de Psicologia) e confrontam-se os dados obtidos com as orientações temáticas e metodológicas dos artigos indexados na PsycINFO.Conclui-se que a investigação publicada negligenciou o estudo dos conteúdos nucleares (processos psicológicos básicos), centrando-se predominantemente na psicologia geral/psicometria e nas áreas de aplicação. De modo paralelo, foram privilegiados os trabalhos de revisão e síntese da literatura, em detrimento das investigações de natureza empírica. Estas tendências constituem as principais marcas distintivas em relação à produção internacional, tal como esta se encontra documentada nos registos da PsycINFO. Os 2070 artigos foram assinados por 3193 autores, sendo o contributo dos homens superior ao das mulheres, ainda que na década de 90 se tenha verificado uma quasi-paridade. Predominaram as estratégias de “publicação interna”...

Psicologia Social: uma especialidade da psicologia?

van Stralen,Cornelis Johannes
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.5%
Este artigo questiona a decisão do Conselho Federal de Psicologia de reconhecer a Psicologia Social como especialidade da Psicologia. Esta decisão foi uma resposta a reivindicações de psicólogos que, atuando no campo das políticas públicas, têm procurado uma identidade profissional própria. Ignora, porém, que a Psicologia Social constitui uma disciplina científica específica no campo das ciências sociais, à medida que articula níveis de explicação psicológicos e sociológicos. Argumento que a decisão se tornou possível, de um lado, pela dificuldade de a Psicologia Social construir um campo profissional próprio e, de outro lado, pela posição ambígua que a Associação Brasileira de Psicologia Social tomou diante deste assunto. Concluo que o reconhecimento da Psicologia Social como especialidade da Psicologia poderá fortalecer a tendência de a Psicologia Social se tornar apenas uma disciplina básica no currículo da psicologia, em vez de uma disciplina autônoma que contribua para a compreensão de fenômenos coletivos.

Sílvia Lane e o projeto do "Compromisso Social da Psicologia"

Bock,Ana Mercês Bahia; Ferreira,Marcos Ribeiro; Gonçalves,Maria da Graça M.; Furtado,Odair
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Este artigo apresenta os principais aspectos da trajetória da Profa. Sílvia Tatiana Maurer Lane, desde a construção de uma Psicologia Social crítica até a formulação de um projeto de compromisso social da Psicologia. A Profa. Sílvia Lane foi pioneira nas formulações teóricas que colocaram a Psicologia Social brasileira em questão, ressaltando a necessidade de se explicitar seu vínculo com interesses dominantes e de se redirecionar sua produção no sentido de contribuir para a transformação social. Nessa trajetória aliou teoria e prática, contribuindo para a revisão de conceitos e métodos e para a organização da área. Trabalhou incansavelmente e em várias frentes para produzir uma Psicologia Social que reconhecesse o caráter histórico dos fenômenos sociais e humanos e a pessoa como sujeito ativo e histórico. Inicialmente o artigo relata sua presença marcante, dentro dessa perspectiva, na história da Psicologia Social brasileira e latino-americana. A seguir, são apontadas as principais características de sua produção teórica na elaboração de uma Psicologia Social sócio-histórica. Por fim, discute-se seu importante papel na afirmação de uma psicologia comprometida com as realidades brasileira e latino-americana; conhecedora dessa realidade...

Husserl e a psicologia

Raffaelli,Rafael
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
O objetivo deste estudo é esclarecer a relação entre a fenomenologia de Husserl e a psicologia. Embora Husserl traçasse um paralelo entre fenomenologia e psicologia, ele não supunha uma identidade entre essas duas disciplinas. A psicologia é uma ciência de fatos e a fenomenologia é a base para a compreensão do sentido desses fatos. A psicologia pode ser considerada uma ciência autônoma que estuda a psique através do comportamento. Mas a interpretação da significação subjacente ao comportamento só pode ser realizada pela psicologia eidética. A psicologia eidética, fundada na fenomenologia, é que conduziria a depuração do naturalismo que impregna a psicologia empírica. Segundo Husserl, a psicologia não necessita dos conselhos metodológicos das ciências da natureza e deve buscar seu próprio caminho para compreender o sentido do ato humano. Assim, o que a psicologia precisa é de um "plus ultra" conectando a investigação psicológica com o transcendental.

A relação teoria e prática na psicologia da educação: implicações na formação do educador

Schlindwein,Luciane Maria
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Este trabalho tem por objetivo discutir a relação teoria e prática no campo da Psicologia da Educação e suas implicações para a formação do educador, a partir da análise dos trabalhos apresentados nas reuniões anuais da ANPEd (especialmente no Grupo de Trabalho Psicologia da Educação (GT20). O estudo envolveu a leitura de trabalhos encomendados, comunicações e pôsteres, apresentados nas reuniões anuais da ANPEd, no período compreendido entre os anos de 1998 e 2009. Os estudos apresentados nesta última década são indicativos de que temos uma aplicação da psicologia na escola, que basicamente é alimentada pela Psicologia da Aprendizagem. Os estudos sobre subjetividade, identidade e constituição do sujeito indicam uma preocupação com o ser humano (constituição da subjetividade), mas ainda com o enfoque muito psicológico. Ao que parece, ainda não superamos a dificuldade de se pensar esta subjetividade em termos de contextos mais amplos. E, o que prevalece, nestes estudos, são abordagens teóricas da psicologia do desenvolvimento. Outro bloco de estudos, apoiados principalmente na incorporação de contribuições da psicologia social são indicadores de uma possibilidade de olhar/se pensar a escola. Entretanto...

Contribuições para a construção da historiografia da Psicologia educacional e escolar no Brasil

Barbosa,Deborah Rosária
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Este artigo apresenta alguns dados sobre a história do campo de conhecimento e prática da Psicologia em sua relação com a educação no Brasil. Este estudo foi conduzido baseado no fundamento epistêmico-filosófico do materialismo histórico dialético e na nova história, utilizando fontes bibliográficas históricas e cinco relatos orais de personagens da Psicologia educacional e escolar. Os depoimentos e o material das fontes escritas constituíram o corpus documental, cuja organização seguiu a metodologia da história oral e da historiografia plural. Foi realizada análise descritivo-analítica compreendida em duas etapas: a) análise documental (fontes não orais) e b) construção de indicadores e núcleos de significação dos registros orais. A partir das análises, compôs-se uma periodização da história da Psicologia educacional e escolar brasileira por meio de marcos históricos que compreendeu as fases: 1) colonização, saberes psicológicos e educação (1500-1906), 2) a Psicologia em outros campos de conhecimento (1906-1930), 3) desenvolvimentismo - a Escola Nova e os psicologistas na educação (1930-1962), 4) A Psicologia educacional e a Psicologia do escolar (1962-1981), 5) o período da crítica (1981-1990)...

A Psicologia comunitária no Rio de Janeiro entre 1960 e 1990

Lima,Renato Sampaio
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Este artigo tem como principal objetivo apresentar as especificidades da Psicologia comunitária no Rio de Janeiro. Sustentamos a tese de que, diferentemente do que ocorreu em São Paulo e Minas Gerais, a Psicologia comunitária no Rio de Janeiro se assemelhou mais ao que denominamos trabalho comunitário. Além desse objetivo, buscamos expor as contribuições da área no Brasil para o movimento de crítica tanto da teoria quanto da prática em Psicologia social. Nossas discussões cobrem o período compreendido entre as décadas de 60 e 90. Optamos por começar pela década de 60 em função da crise no campo da Psicologia social, que ocorreu inicialmente na Europa e nos Estados Unidos, e que gerou um processo de reflexão crítica tanto da teoria quanto do método em Psicologia social. As referências utilizadas ao longo do artigo abrangem principalmente esses temas, a história da Psicologia social no Brasil e a Psicologia comunitária no Rio de Janeiro.

Psicologia da saúde crítica no contexto hospitalar

Carvalho,Denis Barros de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
O texto apresenta uma discussão sobre a Psicologia da saúde no contexto hospitalar a partir de uma perspectiva histórica e ética, mostrando como o desenvolvimento desse campo foi caracterizado pelo surgimento de duas perspectivas: a Psicologia da saúde tradicional e a Psicologia da saúde crítica. O modelo de quatro abordagens à Psicologia da saúde é apresentado e reformulado com a inclusão do conceito de Psicologia sanitária, e a prática em Psicologia da saúde é discutida à luz do conceito de reflexividade. Por fim, alguns questionamentos derivados da Psicologia da saúde crítica são feitos à prática do psicólogo no contexto hospitalar.

Sobre uma psicologia oficial e seus efeitos de sentido : uma análise das normativas do Conselho Federal de Psicologia

Souza, Daniel Jaccoud Ribeiro de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 164f.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.54%
Orientadora: Profª Drª Miriam Aparecida Graciano de Souza Pan; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 14/10/2014; Inclui referências; Resumo: A psicologia brasileira, embora historicamente plural, é instituída na sociedade contemporânea como uma Psicologia Oficial. Esta constatação norteia o presente trabalho, cujo foco analisa a psicologia brasileira regulamentada pelo Conselho Federal de Psicologia, que consiste na autarquia federal responsável pelo controle da profissão através da publicação de normas jurídicas. Através de artefatos como resoluções e códigos de ética, o Conselho estabelece o que aqui se intitula como a Psicologia Oficial. A partir dos quatro Códigos de Ética Profissional da categoria (1975, 1979, 1987 e 2005) e de outras resoluções (com destaque para 15/1996, 01/1999, 08/2010 e 10/2010) a pesquisa descreveu quais foram, em diferentes episódios da história da psicologia brasileira, os modelos de psicologia exigidos pelo Conselho Federal. Este trabalho de interface entre a Psicologia e o Direito possui caráter documental e foi fundamentado na teoria discursiva de Mikhail Bakhtin...

A presença da produção científica em psicologia na formação de psicólogos do Rio Grande do Norte

Costa, Joyce Pereira da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
The present research aimed to analyze the presence of national scientific production in undergraduate studies in Psychology of Rio Grande do Norte. Therefore, the bibliographical references contained in education plan of subjects linked to the common center of the courses, which were taught in 2011 in three Psychology courses of the state, were focused. The analysis of the material was based on bibliographical and contextual aspects of the production, such as year, nationality, type of material, authorship (including the link of authors to PPGs), structuring axis of the subject in which it was mentioned, among others. The results showed that the national production is predominant in all courses, and they are, mostly, originated from PPGs of Psychology. Among these, the publications resulted from programs in Southwest, with emphasis to PUC-SP, are recent (mostly from 2000s) and they are predominantly composed by books (organizations and full texts). Regarding the distribution of Psychology PPGs production by the structuring axes, it is observed that it surpasses the foreign production only in axis C (procedures of scientific investigation and professional practice) and axis F (professional practices). Accordingly, it is concluded that Psychology production is found in graduation...

ESTILOS DE VIDA Y SALUD EN ESTUDIANTES DE UNA FACULTAD DE PSICOLOGÍA/ LIFESTYLES AND HEALTH IN STUDENTS FROM A PSYCHOLOGY FACULTY

Martha Luz Páez Cala; Profesora Asociada. Facultad de Psicología. Universidad de Manizales; José Jaime Castaño Castrillón; Profesor Titular. Facultad de Medicina, Universidad de Manizales
Fonte: Psicología desde el Caribe Publicador: Psicología desde el Caribe
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
56.31%
Objetivo: explorar algunos componentes de los estilos de vida de los estudiantes de la facultad de Psicología de la Universidad de Manizales, situada en Manizales, Caldas, Colombia. Método: estudio de corte transversal efectuado durante el segundo semestre del 2008; muestra de 172 alumnos. Resultados: edad promedio de 21,42 años, 85,4% son solteros y 82% pertenecen al género femenino; 64,7%, provienen de Manizales, viven en promedio con 3 personas. El 39,4% tienen una actividad diferente al estudio, la cual corresponde al trabajo y al deporte, en la misma proporción. Se identifico un 65,1% de no fumadores, 26,9% no consumen alcohol, 34,6% presenta problemas con el alcohol y un 21,1% presentan dependencia del alcohol. Si bien el 65% manifiestan protegerse contra ETS y el 87,2% se protegen contra embarazo, esta protección no se da siempre. Relación en su mayoría muy estrecha solo con la Familia, buena en su mayoría con amigos, compañeros de universidad, docentes y Formación Humana; distante con las restantes redes de apoyo que ofrece la universidad. Resalta un 62,9% de disfunción familiar, entre leve y severa. Sólo el 13,6% de los estudiantes presenta una alimentación adecuada, se identifico un 28,7% con factor de riesgo positivo para trastornos de la conducta alimentaria; 65...

Historicidad crítica de la Psicología Industrial/Organizacional: hacia una nueva psicología del trabajo y las organizaciones

Tania García-Ramos; Departamento de Psicología, Facultad de Ciencias Sociales, Universidad de Puerto Rico, Recinto de Río Piedras; Roberto O. Díaz-Juarbe; Departamento de Psicología Facultad de Ciencias Sociales Universidad de Puerto Rico Recinto de
Fonte: Psicología desde el Caribe Publicador: Psicología desde el Caribe
Tipo: article; publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
56.43%
R ResumenLa Psicología Industrial/Organizacional (P I/O) enfrenta importantes retos. La creciente polarización e inestabilidad laboral genera profundas transformaciones subjetivas en los trabajadores respecto al valor y significado que asignan al trabajo y a la vida misma. El panorama anterior presenta la urgencia de estudiar de forma crítica el papel histórico de la P I/O y re-plantear el quehacer intelectual de este campo. La principal implicación de esta discusión es la creación de una nueva Psicología del Trabajo y de las Organizaciones (PTO) que integre innovadoras coordenadas teóricas y metodológicas para el estudio de los trabajadores en organizaciones y escenarios laborales diversos. Planteamos esta nueva PTO como un campo de estudio transdisciplinario.AbstractIndustrial/Organizational Psychology (I/O P) faces important challenges. Increased polarization and instability of labor generates profound subjective transformations on the value and meaning workers ascribe to work and life. This context presents the need to address critically the historic role of I/O P and to restate the intellectual agenda of this field. The principal implication of this discussion is the creation of a new Psychology of Work and Organizations (PWO) that integrates new theoretical and methodological coordinates to study workers in diverse organizations and scenarios. The new PWO is presented as a trans-disciplinary field.Abst

El desarrollo humano en la psicología jungiana. Teoría e implicancias clínicas

Sassenfeld Jorquera, André Michel
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
46.5%
Psicólogo; La psicología transpersonal, establecida formalmente durante 1969 en los Estados Unidos, es una disciplina que, por un lado, se ha propuesto la dificultosa tarea de estudiar los fenómenos transpersonales desde el punto de vista psicológico y, por otro lado, busca encontrar una equilibrada integración y “fusión de la sabiduría de las tradiciones espirituales del mundo con el saber de la psicología moderna” (Cortright, 1997, p. 8). Así, está interesada en fomentar un diálogo hasta hace pocos años inexistente o, al menos, intermitente y asistemático entre las teorías, las prácticas y los representantes más destacados del campo de la psicología contemporánea y la profunda comprensión de la naturaleza y el funcionamiento del ser humano que yace en las enseñanzas y las prácticas que constituyen el núcleo esencial de las diferentes tradiciones contemplativas milenarias. En este sentido, la psicología transpersonal intenta unir “las perspectivas psicológicas occidentales sobre el desarrollo humano y la psicopatología y el entendimiento contemplativo oriental de la consciencia y los estados óptimos de salud” (Rubin, 2003, pp. 36-37). Esto significa que sus propósitos no se limitan a promover un enriquecimiento conceptual de la psicología moderna en base a la sabiduría contenida en las grandes tradiciones espirituales...

(Des)Enlaces de la psicología escolar en la red pública de enseñanza; (Of) Unions of the school psychology in the public education; (Des) Liens de la psychologie scolaire dans le réseau publique d'enseignement; (Des) Enlaces da psicologia escolar na rede pública de ensino

Giongo, Carmem; Oliveira-Menegotto, Lisiane Machado de
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
La Psicología Escolar se preocupa con todos los elementos que influencian el desarrollo del educando, considerando los aspectos cognitivos, motores, sociales, emocionales, escolares, entre otros. A partir de eso, el psicólogo escolar ha sido convocado a profundizar sus conocimientos en términos teóricos y prácticos, con el objetivo de atender a esta demanda de actuación sistémica e interdisciplinaria. De este modo, este estudio objetiva analizar las expectativas y opiniones de profesores sobre la inserción y el rol de la Psicología en la escuela, posibilitando entender cuáles son las demandas para el trabajo del psicólogo escolar y cómo se puede atender a estas demandas. Participaron de este estudio 44 maestros de cuatro escuelas municipales ubicadas en la región metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Los resultados revelaron equivocaciones en la concepción del rol del psicólogo escolar, sobre todo respecto a las posibilidades de intervenciones de la Psicología en el contexto escolar. Ellos también posibilitaron una discusión sobre las implicaciones de esas equivocaciones, especialmente en la inserción de la Psicología en la escuela.; A Psicologia Escolar preocupa-se com todos os elementos que influenciam o desenvolvimento do educando...

Psicologia USP, 1992-2002: a participatory adventure; Psicologia USP, 1992-2002: a participatory adventure; Psicologia USP, 1992-2002: uma aventura participativa

Ades, César
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.52%
This article examines 10 years of production of the journal Psicologia USP (1992-2002), when under the editorship of Sylvia Leser de Mello. During this period, the basic policy of the journal was to publish critical essays on relevant psychological themes, as opposed to the publication of papers with empirical content. A multidisciplinar approach was adopted and led to the preparation of special issues (Memory, Unconscious, Psychology and Health, among others) and dossiers (Psychoanalysis and University, Psychology and Instrumental Reason, among others) in which researchers from the social and biological sciences took part, seeking for contrasts and convergencies. The journal contributed to scientific memory by publishing special issues on the work and influence of members of the Institute of Psychology ( Psychology and Ethology, Dante Moreira Leite, among others). This decade of participative effort and accomplishment played an important role in the determination of the course of the journal and prepared Psychology USP for new publishing challenges.; Dans cet article, j'évoque les dix années de production de la revue Psicologia USP (1992-2002) quand Sylvia Leser de Mello en était la rédactrice en chef. C'est dans cette période que l'objet de la revue fut défini comme étant une réflexion critique à propos de thèmes psychologiques plutôt que la publication d'articles de recherche expérimentale et que fut adoptée une perspective multidisciplinaire qui se concrétisa par l'édition de numéros spéciaux (Mémoire...

Psicologia institucional: o exercício da psicologia como instituição; Institutional psychology: psychological practices as institutions

Guirado, Marlene; Instituto de Psicologia da USP
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.48%
O presente texto visa a atualizar e recolocar, agora no âmbito das mudanças de contexto conceitual e concreto do exercício da psicologia como instituição, o que já se vinha esboçando como uma proposta de Psicologia Institucional que respeitasse a especificidade de ação do psicólogo. O capítulo quatro do livro Psicologia Institucional (Guirado, 1987/2004), intitulado “Em busca de uma especificidade de atuação do psicólogo”, é revisitado e revisado à luz dessas mudanças. Mais que isso, é reescrito numa tal ordem que se pode acompanhar o avanço do pensamento e da prática profissional, desde então. Partindo da diferenciação entre os modelos psicanalítico e sociológico de Psicologia Institucional, discute-se tal distinção, confluindo para uma terceira proposta, a qual permite tratar a própria psicologia como instituição, bem como permite tratar o seu exercício, no interior de outras práticas institucionais, como Análise Institucional do Discurso. Situações exemplares são destacadas para dar a conhecer essa estratégia de pensamento. Palavras-chave: psicologia institucional; psicologia como instituição; análise institucional do discurso.; This paper aims to update the proposition to an Institutional Psychology...

Algumas aproximações entre psicologia social e marxismo

Portugal, Francisco Teixeira; Instituto de Psicologia / Universidade Federal do Rio de Janeiro; Boechat, Filipe; Instituto de Psicologia / Universidade Federal do Rio de Janeiro; Gonçalves, Mariana Alves; Instituto de Psicologia / Universidade Federal do
Fonte: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade Publicador: ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade; ECOS - Estudos Contemporâneos da Subjetividade
Tipo: ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.48%
Este artigo examina algumas aproximações históricas entre a psicologia social e o marxismo. A indeterminação e a amplitude de cada um dos domínios em exame determinou que limitássemos nossa análise aos trabalhos cuja referência ao marxismo recebem destaque. Assim, em primeiro lugar, apresenta-se a psicologia social comunitária: sua formação histórica, seus conceitos, seus procedimentos e seus propósitos. Em seguida, discorre-se sobre o realismo crítico, com seus representantes e as suas principais reivindicações. Conclui-se que a referência ao marxismo, muito embora não constitua um atestado de fidelidade conceitual, favorece a reflexão histórica e epistemológica sobre a psicologia e a busca de legitimidade e espaço de atuação.

Análisis de los proyectos de investigación de financiación pública en Psicología del Deporte

Olmedilla,Aurelio; Ortega,Enrique; González,Juan; Hernán-Villarejo,Diego
Fonte: Anales de Psicología Publicador: Anales de Psicología
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/10/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
46.48%
El objetivo del presente estudio fue analizar los Proyectos de Investigación I+D+i financiados por el Plan Nacional en el área de gestión de Psicología y en el área de gestión de Deporte, así como los concedidos por el Consejo Superior de Deportes. Para ello se registró de la página web del Ministerio de Innovación y Ciencia los proyectos vinculados con las ciencias del deporte (n=155), así como los vinculados con la psicología (n=646). Además se registraron los proyectos concedidos por el Consejo Superior de Deportes (CSD) (n=203). De cada uno de los proyectos concedidos se han analizado las siguientes variables: año de concesión, género del investigador principal, nombre del investigador principal, comunidad autónoma, universidad u organismo, cuantía de la concesión, tipología de proyectos, modalidad de proyectos de Psicología del Deporte y tipo de muestra de los proyectos de Psicología del Deporte. Los resultados indican que es mucho mayor la concesión de proyectos de Psicología del Deporte en las convocatorias del Plan Nacional gestionadas dentro del área de gestión de deporte y del Consejo Superior de Deportes, que los que son gestionados dentro del área de gestión de Psicología, y además en todos ellos es mucho mayor el porcentaje de hombres que de mujeres como investigador principal. Las comunidades autónomas de Cataluña...