Página 1 dos resultados de 261 itens digitais encontrados em 0.063 segundos

Um espaço singular para o psicólogo: grupos de formação de educadores orientados pela psicanálise e pela psicologia escolar ; A unique environment for the psychologist: groups of educators’ training oriented by psychoanalysis and scholastic psychology

Davini, Juliana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.04%
O objetivo desta pesquisa é analisar a contribuição de uma prática de ensino orientada pela Psicanálise e pela Psicologia Escolar, realizada em grupos de formação para educadores na instituição Espaço Pedagógico. Toma-se como perspectiva compreender a natureza das contribuições que esta prática tem proporcionado na construção de mudanças profissionais e pessoais, aos educadores que dela participam. As fontes de dados dessa pesquisa são os registros escritos pelos educadores, alunos dos cursos de formação, bem como registros de diário do professor no período de 1992 a 2001. Dentre um montante de 378 documentos, foram selecionadas dois para serem detalhadamente analisados. A análise do material foi feita a partir do referencial teórico da Psicanálise, destacando a presença de mudanças na posição subjetiva do aluno-educador frente ao ato de ensinar e aprender, ocorridas dentro de um grupo e numa instituição, representadas nos depoimentos orais e escritos. Para tanto, consideramos nos textos as ênfases dadas pelos alunos-educadores em determinadas temáticas e questões, os temas recorrentes, as repetições, denegações, lapsos e hesitações. Procuramos marcar as posições subjetivas ocupadas pelos alunos-educadores em seus discursos...

Psicanálise e cidadania: correndo riscos e tecendo laços; Psychoanalysis and citizenship: running risks and weaveeing ties

Rogone, Heloisa Maria Heradão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.97%
Este trabalho apresenta um relato e uma reflexão sobre uma clínica psicanalítica realizada fora do setting analítico tradicional, em uma instituição pública da Assistência Social. Esta prática clínica vem sendo desenvolvida em um projeto municipal de apoio sócio educativo aberto, destinado a atender crianças e adolescentes consideradas, pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, em situação de risco pessoal e social por estarem expostas a situações de riscos com conseqüências prejudiciais ao seu pleno desenvolvimento em múltiplas dimensões. Nesta instituição são realizados grupos-oficina com as crianças possibilitando um espaço de escuta analítica para a expressão do modo como estas incluem o significante situação de risco, em suas existências particulares. Parte-se da hipótese de que este significante, por ser um imperativo social, produz um efeito de “aprisionamento” em uma única forma de subjetivação, impedindo-as de uma singularização da subjetividade. O objetivo do presente trabalho é, a partir desta prática, delinear uma clínica psicanalítica ampliada no referencial lacaniano da teoria dos quatros discursos. Os grupos-oficina, compreendidos como uma estrutura discursiva, visam possibilitar a construção de laços sociais coletivos através do dispositivo do Discurso do Analista. Nesta clínica o coordenador do grupo deve operar procurando situar-se no lugar do agente do Discurso do Analista a fim de provocar a produção de novos sentidos para o significante situação de risco a que estas crianças estão submetidas e possibilitar que a criança aproprie-se de significantes mestre (S1) e agencie seus discursos.; This study presents a reflection on a carried through psychoanalytical clinic of setting analytical traditional...

Do squiggle da consulta terapêutica ao desenho coletivo na intervenção institucional; From squiggle that of the therapeutic consultation to the collective drawing in the institutional intervention

Pino, Maria Antonieta Pezo Del
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.08%
O desenho coletivo é utilizado como objeto mediador da intervenção institucional, de maneira semelhante ao squiggle game da consulta terapêutica, o desenho produzido pelo grupo facilita a comunicação entre os membros, promove associações livres verbais e gráficas, apresenta fantasmas, desejos e medos, comuns e compartilhados; informa sobre aspectos individuais e da instituição na associação discursiva e na produção pictográfica. A hipótese norteadora é que o desenho coletivo quando usado em um contexto de intervenção institucional, seja de diagnostico ou de tratamento, é um objeto mediador do diálogo no grupo. Devido ao acesso à representação e projeção de conteúdos inconscientes, o desenho manifesta conteúdos recalcados, aparentemente desconhecidos. Apresenta-se um histórico do desenho como linguagem nos primórdios da humanidade e a utilização e reflexão desde a medicina, pedagogia e psicologia. Valorizado para conhecer a alma infantil, posteriormente à psicanálise considera-o substituto da associação livre. Freud não aprofunda sobre o desenho como recurso terapêutico, mas mostra como usar o método psicanalítico na presença da imagem. De maneira semelhante ao sonho analisa o que se reitera...

Escuta grupal de pais de crianças com problemas de desenvolvimento: uma proposta metodológica baseada na psicanálise; Listening group of parents of children with developmental problems: a methodological proposal based on psychoanalysis

Merletti, Cristina Keiko Inafuku de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
65.93%
A pesquisa apresenta a construção de uma metodologia de trabalho institucional com Grupo de Pais, que inclui escuta, análise e intervenções pautadas na Psicanálise. O Grupo de Pais constitui um dos dispositivos de atendimento que compõem a prática da Educação Terapêutica desenvolvida no Lugar de Vida, instituição que atende crianças com problemas de desenvolvimento. Essa proposta metodológica baseia-se na teoria lacaniana dos discursos articulada com os quatro eixos psicanalíticos que pautaram a AP3 (avaliação psicanalítica de crianças que compôs a Pesquisa Nacional Multicêntrica dos Indicadores de Risco para o Desenvolvimento Infantil - IRDI): 1.O Brincar e a Fantasia; 2. O Corpo e a Imagem Corporal; 3. O reconhecimento das Normas e a posição frente às Leis; 4. A Fala e a Linguagem. Verificou-se que ocorrem cruzamentos discursivos sobre a criança veiculados na fala dos pais, que produzem pontos nodais. A análise desses pontos nodais indica que eles passam a configurar significantes para as crianças em tratamento, produzindo diferentes tramas para o curso de sua constituição psíquica e para a relação entre pais e filhos. Diante de demandas contemporâneas dos pais acerca dos conhecimentos sobre a infância...

A transferência e seus efeitos de saber; Transference and its effects on knowledge

Pinto, Fernanda de Sousa e Castro Noya
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.97%
Neste trabalho articulamos as noções psicanalíticas de transferência, transferência de trabalho, saber e conhecimento à nossa prática em um grupo terapêutico heterogêneo. O Grupo Mix é um campo de linguagem que permite e facilita a circulação de crianças em diversas posições subjetivas (psicóticas, autistas e neuróticas) e crianças em diversas posições discursivas (abrigadas, moradoras de comunidades de baixa renda etc.). Como um campo de linguagem, ele é um espaço fecundo para o estabelecimento de relações transferenciais. A transferência pode localizar-se nas relações analista-paciente, professor-aluno e terapeuta de grupo-criança. Estamos propondo, porém, que a transferência de trabalho no grupo terapêutico opere, sobre o adulto, como um modo de fazê-lo endereçar seu desejo para o Outro. Ao assistir a este endereçamento do olhar do adulto para o Outro, ainda que este movimento não seja explicitamente falado, a criança conhece certo tipo de relação com o saber que pode ser inspiradora para ela. Baseando-se na afirmação de Lacan (2003, p. 555) de que a transferência é amor que se dirige ao saber articulamos nossa prática com a teoria nos questionando se a transferência de trabalho, que é um desfecho possível do amor de transferência na análise e que resulta em uma maneira de o adulto se posicionar frente a seu fazer...

Contribuições da psicanálise lacaniana às práticas de grupo nas instituições de saúde; Contributions of Lacanian psychoanalysis to group practices in health institutions

Cruz, Ivan do Nascimento
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76.14%
Nossa pesquisa visa problematizar o dispositivo de grupo a partir da psicanálise lacaniana. A questão da qual partimos foi: Se a psicanálise aponta para o singular do sujeito, como trabalhar com dispositivos de grupos sem dissolvê-las num universal? Num primeiro momento, mapeamos alguns elementos históricos do surgimento da noção de grupo. Extraímos daí que tal noção nasce concomitantemente à noção de indivíduo, ambos tomados como totalidades. A psicanálise, por sua vez, não parte do indivíduo, pois tem como fundamento e horizonte de intervenção o sujeito, de forma que o dispositivo de grupo também deve levá-lo em conta. Na sequência, o tema grupo é investigado nas obras de S. Freud, W. R. Bion, E. Pichon-Rivière, J. Lacan procurando extrair-lhes uma lógica coletiva. A partir de Freud, temos um esquema no qual a tendência do grupo é fazer massa, identificando-se ao mesmo tempo verticalmente sob uma insígnia do mestre colocado como Ideal do Eu, e horizontalmente entre os sujeitos a partir do Eu, tendendo a apagar suas singularidades através de um grupo imaginariamente completo. Com isso, vemos a questão da identificação se tornar um problema central na questão dos grupos. Assim procuramos elementos que pudessem nos auxiliar para que o grupo não ceda aos efeitos imaginários. Frente a isso...

O grupo psicoterapeutico além do imaginário: a psicanálise de Lacan, laços sociais e revoluções de discurso

Costa-Rosa, Abílio da; Pastori, Fernanda
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1-23
POR
Relevância na Pesquisa
56.06%
In a preliminary communication, we intend to reflect on thepossibilities of group psychotherapy based on the theory of Lacan. We startedfrom the premise that it could apply to group psychotherapy the sametheoretical basis of individual psychotherapy in which the psychoanalysis ofJacques Lacan is applied, with some modifications. Introducing theoreticalelements and reporting fragments of the practice of caring for a group in thisreference, so that it gives an idea of how this psychotherapeutic group works.The application of Lacan s psychoanalysis to the practice of group therapy hasshown results that seem to justify the continuation of this exercise ofintercession and research, and at the same time seems to allow to the theory ofgroups to cross the boundaries of imaginary. The group practice in thisreference has been shown as effective as individual psychotherapy in the fieldof Psychosocial Care.; Em forma de comunicação preliminar, pretende-se refletir sobre aspossibilidades da psicoterapia de grupo baseada na teoria de Lacan. Partiu-se dahipótese de que se poderia aplicar à psicoterapia de grupo as mesmas basesteóricas da psicoterapia individual em que a psicanálise de Jacques Lacan éaplicada, com algumas modificações. Apresentamos alguns elementos defundamentação teórica e o relato de fragmentos da prática de atendimento deum grupo...

Psicanálise e surrealismo

Limeira, Cláudio de Souza
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.98%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2010; O surrealismo compartilhou junto com a psicanálise um contexto histórico na França de efervescência cultural e intelectual capaz de instigar o avanço teórico do grupo surrealista e da segunda geração de psicanalistas. A psicanálise sempre recorreu à arte para a elaboração de seus constructos teóricos, assim buscando na cultura ultrapassar os limites encontrados na teoria. Entretanto o surrealismo opera com originalidade ao se constituir como movimento artístico estritamente identificado com as idéias da psicanálise. Este contexto do nascimento do surrealismo e da entrada da psicanálise na França fez com que a primeira geração de psicanalistas repudiasse as interpretações surrealistas sobre a psicanálise. É somente com a segunda geração que o eco surrealista começará a operar, assim propiciando aos psicanalistas avançar em suas teorias. Um dos avanços teórico alcançado por Jacques Lacan em relação à teoria freudiana se dará no campo das psicoses, no caso mais específico da paranóia. Lacan a partir do caso Aimeé passa a se interessar pela paranóia e a coloca como tema de sua tese de doutorado e de artigos publicados em revistas surrealistas. A paranóia...

A confusão de línguas e os desafios da psicanálise de grupo em instituição

Campos,Denise Teles Freire; Campos,Pedro Humberto Faria; Rosa,Carlos Mendes
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
106.1%
Este trabalho é uma reflexão sobre os desafios da psicanálise de grupo na instituição. O texto faz uma análise do contexto institucional desde a reforma psiquiátrica, que buscou o enfrentamento da exclusão social, como processo sociohistórico e simbólico que atinge a identidade do portador e a dos familiares. Assim, a relação entre o cuidado com o sofrimento e a assistência à exclusão é discutida sob o prisma da integração e da revalorização da dimensão clínica do tratamento. A distinção entre demanda, necessidade e desejo é retomada para apontar a importância de manter o sujeito portador no centro do modelo. Em seguida, examina-se a confusão de línguas entre psicanálise, psicoterapia e psiquiatria, apontando algumas das principais questões clínicas e sociais relativas ao atual fazer do analista. O presente trabalho se funda na reflexão sobre o trabalho de grupo em instituição, inspirada em atendimentos semanais a três grupos de pacientes de um CAPS, e coloca a transferência e a mediação grupal como dispositivos necessários para o trabalho em grupo. A psicanálise de grupo é sustentada como forma de elaboração do sofrimento psíquico, redirecionando a própria noção de sujeito.

A interdisciplinaridade e o trabalho coletivo: análise de um planejamento interdisciplinar

Weigert,Célia; Villani,Alberto; Freitas,Denise de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
75.78%
Neste trabalho apresentamos os resultados do processo de construção de um trabalho coletivo e interdisciplinar desenvolvido numa parceria entre uma escola de Ensino Médio e outras instituições de ensino e de pesquisa. Serão apresentadas as várias fases da experiência, que foi interpretada a partir de referenciais teóricos da interdisciplinaridade e da psicanálise de grupo. A reconstrução do processo deu-se a partir da fala das professoras e pesquisadoras envolvidas no projeto.

Da psicanálise ao ensino de ciências: o "desejo do docente" e o "professor como um lugar"

Arruda,Sergio de Mello; Passos,Marinez Meneghello
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
65.9%
Apresentamos, neste trabalho, reflexões produzidas no contexto de um grupo de pesquisa, deflagradas a partir da seguinte questão: seria possível fundamentar a Formação de Professores como uma metáfora a Lacan? Como resposta positiva a esta questão, discutimos aqui dois exemplos: (i) inicialmente, apresentaremos a ideia de "desejo do docente", um conceito que poderia operar no campo da Formação de Professores de maneira semelhante ao desejo do analista no campo da Psicanálise; (ii) em seguida, a metáfora do "professor como um lugar". A apresentação de cada um dos pontos é seguida de extratos de diálogos entre pesquisadores, que ocorreram durante um encontro de pesquisa. Como foi possível mostrar, por meio da apresentação dos diálogos, a proposta de metaforizar frases da psicanálise de orientação lacaniana produziu discussões ricas em ideias e questões originais, dentro do enfoque geral de evidenciar suas implicações para o ensino de ciências e para a educação.

Trabalho, sofrimento e reconhecimento: a primazia do outro

Walter, Bruno Eduardo Procopiuk; Souza, Regiane Cristina de
Fonte: Encontro Brasileiro de Psicanálise e Sedução Generalizada; Campo Mourao Publicador: Encontro Brasileiro de Psicanálise e Sedução Generalizada; Campo Mourao
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
65.84%
The centrality of work in relation to identity and mental health formation is a thesis made by Dejours. The generation of suffering depends entirely on the kind of work we do, which is responsible for aggravating or changing this situation. According to the author, working necessarily implies having an unpleasant emotional experience, since it goes from reality - the real - and is always resistant to technique, knowledge and symbolization. Suffering at work may or may not be linked to suffering coming out of the private or family sphere. When there is a link and the employment situation allows for sublimation – as a socially valued activity – it is possible to give work and suffering authentic meaning, transforming it into a pleasing and structuring experience. On the other hand, when the work organization is strict, not allowing for free space to change the task, and there is no recognition dynamics, it can lead the subject to suffering from psychic and somatic decompensation. It is important to highlight that the emotional distress, as the result of the encounter with the real, is not only a passive state of mind, but lies at the origin of the intelligence that sets out in search of the world in order to challenge, transform...

Contribuições das oficinas terapêuticas de teatro na reabilitação psicossocial de usuários de um CAPS de Uberlândia-MG

Campos, Fernanda Nogueira
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
65.65%
A palavra latina oficina tem entre seus significados o de ser lugar onde se exerce um ofício ou onde se trabalham oficiais e aprendizes de alguma arte. Dentro da saúde mental esta prática toma novos sentidos, a oficina de teatro busca dar amplitude aos fazeres individuais criando um espaço de expressão que entremeia todas as artes. Trata-se de uma atividade de convivência peculiar, uma experiência aliada a recursos sadios que estimulam a catarse, a transformação e a autonomia oportunizando alternativas de reinteração além de encorajar o participante a elaborar vivências passadas. Este estudo discute dentro de sua intervenção no CAPS-oeste de Uberlândia, as contribuições das oficinas terapêuticas de teatro, analisando o discurso dos integrantes e a espontaneidade cênica de todos. O estudo contou com o método interpretativo da psicanálise com contribuições trazidas também pela Análise do Discurso. Conclui-se que as oficinas possibilitaram um espaço de comunicação, de criação, de auto-descoberta e de auto-superação, um espaço de constante produção de subjetividade.; Dissertação (mestrado)-Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Psicologia, Programa de pós-graduação em Psicologia, 2005.

Políticas da psicologia de São Paulo : as entidades de classe durante o período do regime militar à redemocratização do país; Politics of psychology of São Paulo : the class entities during the period of military government to the redemocratization of the country

Hur, Domenico Uhng
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
65.65%
Em 1962 a Psicologia foi regulamentada como profissão pela Lei 4119, porém só em 1971 deferiu-se a Lei 5766 que criou os Conselhos Regionais e Federal de Psicologia (sendo que os regionais só foram instalados em 1974). Em 20/08/1973 o Ministro do Trabalho deu a carta sindical à Associação Profissional dos Psicólogos de São Paulo para transformar-se em Sindicato dos Psicólogos. Portanto, compreendemos que há longa história subjacente à constituição da Psicologia como profissão regulamentada no país, porém na pesquisa bibliográfica realizada, encontramos pouco registro que se refere à construção da Psicologia a partir de suas entidades. Dessa forma, visamos fazer uma reflexão sobre as práticas das entidades de classe da Psicologia de São Paulo durante o período da ditadura militar à redemocratização do país (1969-1986) por meio de pesquisa documental e depoimentos de ex-participantes. Constatamos diferenças nas práticas das entidades no período da ditadura militar (anos 60/70) e o da abertura política (a partir de 1979), quando grupos da "esquerda" assumiram as entidades. Notamos que as práticas eram reflexos da conjuntura política do país mediada pela concepção da função social da Psicologia onde...

O grupo como estrategia de sobrevivencia : configurações vinculares de crianças na favela

Hilda Coutinho de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2001 PT
Relevância na Pesquisa
75.97%
Esta pesquisa versou sobre as configurações vinculares engendradas por um grupo de crianças que habitavam a Favela do Pirambu localizada em Fortaleza, no Ceará. Efetivou-se por meio de observação participante, sendo fundamentada pelo método qualitativo-clínico. Foram analisadas 15 dentre as 39 sessões de observação do referido grupo, que era composto por 32 crianças de ambos os sexos, com idades variando de 6 a 12 anos, e que freqüentavam a escola comunitária. Temas inerentes à psicodinâmica grupal foram registrados durante minha participação. Considerei, em relação aos membros, suas expressões comportamentais, verbais e lúdicas, dirigidas ou livres, na sala de aula, no refeitório e no recreio que me possibilitaram destacar questões recorrentes em meio ao pluralismo dos dados, buscando decifrar seus sentidos. O processo analítico da vinculação foi organizado nas seguintes categorias: 1) criança com pessoas centrais, 2) criança com criança, 3) criança com grupo, 4) criança com tarefa, 5) criança com mundo externo, 6) contra transferência das professoras, e 7) contra transferência da pesquisadora. Seus conteúdos foram compreendidos com base na teoria grupanalítica, quando foram utilizados, mais especificamente...

Grupos de supervisão e atendimento : uma reflexão grupanalitica

Claudia Marcia Ambrosio Archanjo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
75.83%
Este trabalho investigou os fenômenos psíquicos vivenciados por dois tipos de grupos que operaram paralelamente: grupos de psicoterapia e de supervisão. Como introdução descrevemos, a partir das idéias de Freud sobre psicologia social, a história da teoria e da técnica das intervenções grupais. Refletimos sobre as instituições segundo a compreensão psicodinâmica, enfocamos a trajetória de formação do psicoterapeuta de grupo, e procuramos ressaltar a busca da consolidação dos referenciais que norteiam a prática da psicoterapia analítica de grupo. Partindo de suas aplicações clínicas, pretendemos mostrar como o dispositivo grupal é um instrumento que pode ser utilizado em diversos contextos, principalmente naqueles associados à relação ensino-aprendizagem. Tendo como pressupostos, que os fenômenos psíquicos grupais são universais, ou seja, podem ser reconhecidos em qualquer grupo, e que o processo de supervisão é influenciado pelas experiências emocionais vividas pela tríade formada pelo paciente, supervisionando e supervisor, nosso objetivo foi identificar e compreender esses fenômenos de acordo com o referencial psicanalítico, buscando estabelecer correlações e elos de significação entre eles. Para isso...

Psicanálise e capoeira : três ensaios acerca do pulsional, da significação e da tradição

Carvalho Júnior, Antônio Carlos Nunes de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
75.85%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2011.; Este trabalho dedica-se ao estudo da capoeira em três vertentes, o sentir e o mover-se assêmico, a pulsionalidade, e o processo de significação no jogo da capoeira. Como pano de fundo da investigação, toma-se como base o estudo do Erlebnis na capoeira. A psicanálise de Freud, a antropologia e a história da capoeira, juntamente com observações de rodas e entrevistas com mestres proporcionam subsídio para a discussão do páthico no devir do jogador. A disposição geral do estudo é organizada conforme as categorias lógicas de Peirce: primeiridade, segundidade e terceiridade. O primeiro capítulo trata da experiência sensível do corpo e seus diversos automatismos, tais como: ―equívocos na ação‖ e o inconsciente procedural. No segundo capítulo são abordados os aspectos pulsionais (trieb) do jogo contido nas cantigas, no ritual da roda, assim como no surgimento da capoeira e dos seus fundamentos. A tradição, o ritual e como o simbólico atua na cena compõem o cenário do terceiro capítulo. Neste, a genealogia de mestre Bimba e a sua história são destacados para o estudo da função paterna e do Édipo na capoeira. A capoeira se faz em ato e joga-se conforme a técnica corporal...

Curto-circuito simbólico na adolescência: o real da angústia

Benigno, Iana de Fátima
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
65.85%
Este estudo objetivou suscitar reflexões acerca dos processos de mudança corporal e psíquica na adolescência e suas relações com a passagem ao ato. Para tanto, investigou, entre os adolescentes de uma escola pública do Distrito Federal, os significados e sentidos atribuídos às violências vividas e exercidas na/pela escola, por meio de grupo focal. Partiu-se das construções teóricas da Psicanálise, as quais afirmam que o recurso ao ato se dá em resposta ao desamparo e à fragilidade narcísica, próprias da condição adolescente. Os contextos familiar e social nos quais as subjetividades se constituem na atualidade têm aumentado a condição de desamparo narcísico dos jovens, acentuando sua angústia e fomentando o recurso ao ato. Pôde-se verificar que a instituição escolar muito tem a ver com essa problemática, pois ela tem o dever de educar crianças e adolescentes e servir como modelo, juntamente com as figuras parentais, dos ideais do mundo adulto. E, ainda, constatou-se que a escuta clínica e o espaço de fala do grupo tornou possível aos jovens participantes significativas ressignificações nas concepções sobre violência, assim como a compreensão acerca do porquê da violência como recurso. Diante disso...

Intervención conjunta de padres y niños psicoanalítica: fundamentos teórico /clínicos; Joint intervention parent-child psychoanalytic: theoretical /clinical fundamentals; Intervenção psicanalítica conjunta pais-filhos: fundamentos teórico/clínicos

Quagliatto, Helga S. Machado; Cunha, Marines de Fátima; Chaves, Ludmilla de Sousa
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
75.92%
El psicoanálisis de niños, a lo largo de su historia, se enfrenta a obstáculos que han permitido a los médicos crear o recrear procedimientos de análisis, haciendo uma trayectória que va desde El descrubimiento de um examen de los niños a La sistematización de lãs técnicas analíticas. De acuerdo com estos câmbios, este artículo analiza lãs reflexiones de um grupo de estúdios y sus encuestas, sobre uma modalidad clínica com niños, que tiene que ver com la investigación del lugar o de la relación entre los padres em el establecimiento - Intervención Conjunta Psicoanalítica de Padres-Niños (IPCPF). Motivos por el pensamiento teórico-clínicos de Winnicott, estructurado três aspectos de la observación de la dinâmica familiar: la niñez; la comunicación; los juegos. Estos fomentan La percepcón de los elementos de La gestón clínica, La promoción de La revelación de significados para La integración de lãs experiência emocionales de cada miembro Del grupo familiar, dando lugar a opciones terapêuticas más allá de IPCPF, que podrán incluir indicaciones para el examen(s) individual(s).; A psicanálise de crianças, ao longo de sua história, deparou-se com entraves clínicos que possibilitaram o criar/recriar intervenções analíticas. Em consonância com essas transformações...

Cooperativism and recycling of solid wastes: a reflection based on group psychoanalysis; Cooperativismo e reciclagem de resíduos sólidos: uma reflexão a partir da psicanálise de grupos

Gama, Carlos Alberto Pegolo da; Koda, Mirna Yamazato
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
76.01%
This article aims to reflect on an intervention in community psychology in a cooperative recycling of solid wastes. The intervention was part of a broader project that involved the engineering, administration and pro-rectory of community. The psychology intervention consisted of individual interviews, psychosocial support to members, execution of an operative group involving all cooperates and monitoring of the general assembly of the cooperative. The operative group had intended to address difficulties experienced in daily work life of the group in question. We performed the analysis of this intervention utilizing as theoretical framework the psychoanalysis of groups. We hypothesize that the significant "garbage" could working as a psychic group organizer. There would be an oscillation in the group between the representation of garbage (useless, dirty, undesirable) and the representation of the solid wastes and recyclable materials (usefull resource, environmental care, ecology). Such hypothesis led us to develop interventions that could, from concrete actions with the group, explicit and integrate these dissociated aspects: on one hand, the experience of large devaluation and helplessness, on the other, power of growth, organization and development.; O presente artigo tem como objetivo refletir a respeito de uma intervenção da área de psicologia comunitária em uma cooperativa de reciclagem de resíduos sólidos. A intervenção inseriu-se em um projeto mais amplo...