Página 1 dos resultados de 8 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

O poder vai dançar de Tim Robbins: história, avanços e limites; Cradle will rock by Tim Robbins: history, advances and limits

Branco, Neyde Figueira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.3%
Esta pesquisa se utiliza do filme O poder vai dançar (Cradle will rock, 1999), dirigido por Tim Robbins, para entender a História, os avanços e limites de dois momentos históricos: a década de 1930 e a de 1990 nos Estados Unidos. Definido como uma história predominantemente verdadeira, o filme apresenta personagens e fatos reais e fictícios, que se alternam e se relacionam. Ele é composto por uma série de narrativas, aparentemente fragmentadas e desconexas, mas cujas relações são construídas em todo o seu decorrer. De modo geral, podemos dizer que o filme retrata a década de 1930, momento de potencial revolucionário na História dos Estados Unidos, uma vez que a crise econômica potencializou e tornou visíveis os problemas decorrentes do sistema capitalista. Em seu intento, o diretor se aproxima da concepção benjaminiana de História, à medida que, mais do que simplesmente reproduzir a narrativa desse período, opta por se apropriar de um momento explosivo do passado, carregado de elementos em comum com o presente, e utilizar a citação do passado como fonte de inspiração no combate presente. Ou seja, parte desse passado para na verdade dizer algo sobre a realidade em que está inserido, da década de 1990. Assim...

O foco proletário: processo narrativo da obra A mãe de Maksim Górki; The focus proletarian: narrative process of the work the mother by Maxim Gorky

Acs, Patricia Dayane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
26.17%
A pesquisa em foco propõe o estudo e a análise crítico-literária da obra A mãe de Máximo Górki, considerada geralmente como matriz do Realismo Socialista. Aborda-se o romance a partir de um viés estético, que entrelaça forma e conteúdo. Objetiva-se apreender a organização de idéias e seu conteúdo por meio do desvelamento de sua composição romanesca, esquadrinhando os procedimentos e mecanismos artísticos utilizados pelo autor na estruturação interna de sua obra. Dentre esses procedimentos, é de importância substancial o modo de construção narrativa, que entrelaça narrador, foco narrativo e o narrado, de maneira peculiar. Como sabemos, é o ponto de vista do narrador que organiza a narrativa, espacial e temporalmente. No romance de Górki, essa parece ser justamente a problemática central, chave de entrada para uma compreensão mais completa da obra. O romance possui um narrador em terceira pessoa, o que pressuporia um foco narrativo com o máximo de onisciência possível. Contudo, Górki na posição de criador optou por reduzir essa onisciência em favor de um foco narrativo que não é o do narrador neutro e onisciente, mas de uma personagem que participa do narrado a mãe. É exatamente nesse jogo e é nele que a análise penetra que se encontra a complexidade artística de A mãe...

Do realismo burguês ao realismo socialista: um estudo sobre a questão da herança cultural no pensamento de Lukács nos anos 1930; From bourgeois realism to socialist realism: a study on the issue of cultural heritage in Lukács thought in the 1930s

Dias, Fabio Alves dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.17%
Na presente tese procuramos compreender qual o sentido de Lukács nos anos 1930 defender no campo cultural socialista a herança legada pelo realismo burguês em detrimento das inúmeras experimentações de vanguarda. Estudando sua vasta obra produzida ao longo daquela década, dividimos a tese em quatro capítulos. No primeiro, salientamos como a adoção do pensamento de Marx por Lukács leva o filósofo a conceber o proletariado não apenas como herdeiro da grande filosofia burguesa (a filosofia clássica alemã), mas também da herança cultural burguesa. No segundo, verificamos como Lukács analisa o método realista na grande herança legada pela cultura burguesa. No terceiro, estudamos como Lukács sustenta sua crítica à decadência ideológica burguesa, detendo o olhar sobre a análise do método descritivo na literatura, do naturalismo ao expressionismo. Por fim, no quarto capítulo, nos debruçamos sobre a questão do realismo socialista e sua relação com a herança cultural burguesa, enfatizando a participação de Lukács nos debates da revista alemã Die Linkskurve [Virada a esquerda] durante os anos 1931-1932 e na revista soviética Literaturnji Kritik [Crítica Literária] de 1934 ao ano de 1940. O grande argumento que mobiliza esta tese é que a valorização da herança legada pela literatura clássica burguesa em nada se assemelha a um classicismo conservador...

As cores da revolução : a literatura de Jorge Amado nos anos 30

Luiz Gustavo Freitas Rossi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
26.48%
Esta dissertação pretende investigar as particularidades com que a questão racial foi abordada e tematizada pelo escritor Jorge Amado (1912-2001), em seus romances da década de 1930: País do Carnaval (1931), Cacau (1933), Suor (1934), lubiabá (1935), Mar Morto (1936) e Capitães da Areia (1937). Para tanto, estas obras buscaram ser analisadas à luz, de um lado, dos padrões e medidas pelos quais vinham sendo avaliadas para, então, compreender aquilo que Jorge Amado chamou de literatura proletária e, de outro, através das relações e atuações do escritor baiano junto a alguns dos intelectuais que vinham se debruçando sobre a situação do negro no Brasil, em especial Édison Carneiro (1912-1972), Arthur Ramos (1903-1949) e Gilberto Freyre (1900-1987). Procura-se, então, indagar os tratamentos que Jorge Amado dispensou ao negro e sua cultura nestes romances, sem perder de vista os projetos do escritor em formulá-Ios na chave de uma arte proletária; The aim of this thesis is to investigate the specific ways in which the writer Jorge Amado (1912-2001) dealt with the racial problem in his romances written in the 1930s: País do Carnaval (1931), Cacau (1933), Suor (1934), lubiabá (1935),Mar Morto (1936) and Capitães da Areia (1937). In order to accomplish this...

From Massenlieder to Massovaia Pesnia: Musical Exchanges between Communists and Socialists of Weimar Germany and the Early Soviet Union

Lowry, Yana
Fonte: Universidade Duke Publicador: Universidade Duke
Tipo: Dissertação
Publicado em //2014
Relevância na Pesquisa
26.17%

Group songs with direct political messages rose to enormous popularity during the interwar period (1918-1939), particularly in recently-defeated Germany and in the newly-established Soviet Union. This dissertation explores the musical relationship between these two troubled countries and aims to explain the similarities and differences in their approaches to collective singing. The discussion of the very complex and problematic relationship between the German left and the Soviet government sets the framework for the analysis of music. Beginning in late 1920s, as a result of Stalin's abandonment of the international revolutionary cause, the divergences between the policies of the Soviet government and utopian aims of the German communist party can be traced in the musical propaganda of both countries.

There currently exists no scholarly literature providing a wide-ranging view of the German and Soviet musical exchange during the 1920s and 30s. The paucity of comprehensive studies is especially apparent in the English-language scholarship on German and Russian mass music, also known as "music for the people." Even though scholars have produced works devoted to the Soviet and Weimar mass music movements in isolation, they rarely explore the musical connections between the two countries. The lack of scholarship exploring the musical exchanges between the Soviet Union and Germany suggests that scholars have not yet fully examined the influences that the Soviet and German mass songs and their proponents had on each other during the 1920s and 1930s. Exposing these musical influences provides a valuable perspective on the broader differences and similarities between the Soviet and German communist parties. The connections between Soviet and German songs went beyond straightforward translations of propaganda texts from one language to another; the musical and textual transformations--such as word changes...

Political Cinema: The Historicity of an Encounter

Arsenjuk, Luka
Fonte: Universidade Duke Publicador: Universidade Duke
Tipo: Dissertação
Publicado em //2010
Relevância na Pesquisa
16.17%

The basic question of "Political Cinema: The Historicity of an Encounter" is whether or not it is possible to think a concept of political cinema while affirming the autonomous capacities of both cinema as an art and politics as the thought of collective self-determination. Is it, in other words, possible to elaborate a relationship between cinema and politics that would at the same time establish a separation between the two and thus refuse to reduce one to the other. Such a relation of separation is called an encounter. Cinema encounters politics insofar as politics affects it and insofar as cinema can produce certain political effects, but also only insofar as cinema itself is immanently capable of configuring this relationship to politics. Following this conviction, the question of political cinema has to be considered at a distance from questions of genre, where political cinema would be merely one among other cinematic genres, and distinguished from the problem of political instrumentalization of cinema (propaganda). Political cinema refers to real cinematic inventions that happen in relation to processes of human emancipation.

"Political Cinema" tests this basic conviction through four separate case studies. These case studies are limited and local analyses...

Una encrucijada estética en Artigas: entre el realismo socialista y el concretismo; An aesthetic impasse in artigas: between socialist realism and concretism; Um impasse estético em Artigas: entre o realismo socialista e o concretismo

Grazziano, Raphael
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 02/06/2015 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
16.37%
O artigo explora o posicionamento ambivalente de Artigas no debate político-cultural da Guerra Fria, durante a década de 1950, em que se opunham dois movimentos artísticos principais. Por um lado, o realismo socialista, tendência que tomou força na Rússia pós-revolucionária, sobretudo a partir da ascensão de Stalin, ao se colocar como a nova arte das massas proletárias, nas diretrizes da política cultural comum aos diversos partidos comunistas. Por outro lado, o concretismo, já então visto como uma nova vanguarda moderna de abstração geométrica, mas que era atacado pelos militantes comunistas, por seus supostos vínculos “imperialistas”. Para tal, mapeamos o tratamento que o arquiteto deu a cada vertente, em duas fontes simultâneas. Uma se refere aos textos e aulas de Artigas, que permitiram perceber as transformações que as acepções de cada movimento sofreram ao longo de sua carreira. A outra é a de seus projetos, em que estudamos duas casas paradigmáticas: a Olga Baeta, de 1956, e a Rubens de Mendonça, de 1958. Embora a primeira seja normalmente vista como “realista socialista”, e a segunda, como “concretista”, a análise dos desenhos não permite uma vinculação estrita a nenhuma delas. Ambas as posições estão mescladas nas duas casas e são desenvolvidas de modo inconcluso...

O Golem na era da reprodutibilidade técnica: aparato cinematográfico, homem moderno e representação; The Golem in the era of technical reproducibility: filmic apparatus, modern man and representation

Stangherlin Santucci, Isabella Cristina; UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas)
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
16.17%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7917.2012v17n1p172Aproximando Walter Benjamin ao movimento expressionista em sua forma fílmica e em sua postura subversiva, o presente artigo se propõe a pensar na figura do autômato enquanto alegoria na era da reprodutibilidade técnica. Destarte, partindo do ideal expressionista enquanto técnica e enredo cinematográficos e atravessando as Teses benjaminianas “Sobre o Conceito de História”, bem como as diversas ideias contidas na obra do filósofo alemão acerca da obra de arte no século XX, veremos o Golem, personagem místico da tradição judaica representado pela figura de um ser gigante feito a partir de matéria inanimada, adquirir vida neste texto-tela. Vida esta que vem interromper o curso de uma História que se quis contínua ao relatar apenas a história dos vencedores, isto é, dos detentores de um poder político e/ou social, e ao ignorar a história dos vencidos, isto é, dos subjugados, dos até então obedientes. E tal irrupção não deverá ser somente obra de um ser mítico, mas também obra do homem enquanto proletário no sistema capitalista e da cinematografia enquanto aparato e representação.; Approaching Walter Benjamin to the expressionist movement in its cinematic form and its subversive attitude...