Página 1 dos resultados de 4 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Procrastinação acadêmica e autorregulação da aprendizagem em estudantes universitários; Academic procrastination and self-regulated learning in university students

Rita Karina Nobre Sampaio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
57.64%
A vida universitária é caracterizada por uma variedade de compromissos acadêmicos que exigem a gestão de múltiplas atividades, objetivos complexos, sendo preciso lidar com prazos delimitados, muitas vezes, simultâneos. Contudo, alguns estudantes procrastinam tarefas acadêmicas e atividades de estudo com frequência. Esse comportamento pode prejudicar o desempenho acadêmico e estar associado a uma dificuldade no processo de autorregulação da aprendizagem dos estudantes. A procrastinação acadêmica pode ser entendida como um fenômeno dinâmico, que envolve aspectos pessoais, comportamentais e ambientais e se caracteriza pelo adiamento não estratégico de ações. O presente estudo objetivou analisar a percepção dos estudantes universitários a respeito da procrastinação acadêmica, bem como investigar a natureza de sua relação com a autorregulação da aprendizagem e variáveis de caracterização. Participaram deste estudo 663 universitários, com idades entre 18 e 56 anos (M= 22,76; dp= 5,75), sendo que 459 (69,44%) eram do sexo feminino. Os estudantes eram provenientes de oito Universidades, das cinco regiões do Brasil, de diferentes cursos e semestres. Os materiais utilizados neste estudo foram: o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido...

Autorregulação da aprendizagem e a procrastinação acadêmica em estudantes universitários; Self-regulation of learning and academic procrastination in college students

Sampaio, Rita Karina Nobre; Polydoro, Soely Aparecida Jorge; Pedro, Rosário
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
57.46%
Todo estudante é capaz de autorregular sua aprendizagem, ou seja, monitorar, regular e controlar sua cognição, motivação e comportamento tendo em vista seus objetivos. Contudo, alguns procrastinam tarefas acadêmicas, podendo prejudicar a aprendizagem e o desempenho. A procrastinação se caracteriza pelo adiamento não estratégico de ações, decorrente da disfuncionalidade no processo de autorregulação. O presente estudo objetivou descrever e analisar a relação entre a autorregulação da aprendizagem e a procrastinação acadêmica de universitários. Participaram 663 estudantes, entre 18 e 56 anos, que consentiram responder ao Inventário de Autorregulação da Aprendizagem e à Escala de Procrastinação Acadêmica. O conjunto de resultados indicou que os universitários da amostra autorregulam a aprendizagem entre algumas e muitas vezes, bem como, apresentam índices de procrastinação entre poucas a algumas vezes. Além disso, houve correlação negativa e significante entre a procrastinação acadêmica e a autorregulação da aprendizagem.; Students areable to self-regulate their learning, in the other words, monitor, regulate and control their cognition, motivation and behavior oriented by their learning goals. However...

Procrastinação para o estudo e autoeficácia académica em alunos do 3º Ciclo e Ensino Secundário: relação com o rendimento escolar e o nivel socioeconómico

Baptista, Anabela Silva
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação; A procrastinação é um fenómeno complexo que abrange múltiplos fatores, nomeadamente fatores sociais, cognitivos e afetivos. São vários os estudos realizados nesta área, tendo demonstrado que este é um comportamento bastante frequente em diversos contextos, particularmente no contexto escolar podendo trazer consequências negativas para o rendimento escolar. A investigação procurado estudar a relação da procrastinação com outras variáveis, sendo a autoeficácia uma delas; no entanto os resultados dos estudos têm sido contraditórios. A primeira parte deste trabalho consiste na revisão de estudos empíricos enquadrados na problemática em questão. A segunda parte apresenta um estudo empírico com o objetivo de verificar a relação entre a procrastinação no estudo e a autoeficácia académica com o rendimento escolar e nível socioeconómico, assim como analisar do género, ano de escolaridade e habilitações dos pais nessas variáveis. O estudo foi realizado com 295 alunos a frequentar entre o 7º e o 12º anos de escolaridade, com idades compreendidas entre os 11 e os 19 anos. Os dados foram recolhidos através de um Questionário Sociodemográfico, da Escala de Autoeficácia Académica (EAEA) de Neves e Faria (2005) e do Questionário de Procrastinação no Estudo construída e validada por Rosário e Costa (2007). Os resultados demonstraram que os rapazes são em média mais procrastinadores do que as raparigas...

Implicações da aprendizagem experiencial e da reflexão pública para o ensino de pesquisa qualitativa e a formação de mestres em administração

Villardi,Beatriz Quiroz; Vergara,Sylvia Constant
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.86%
Na pós-graduação stricto sensu em Administração se formam professores e pesquisadores. Esperamos que os mestrandos desenvolvam sua capacidade de aprendizagem para realizar pesquisas. A procrastinação acadêmica e o choque de aprendizagem dos mestrandos, no entanto, dificultam esse processo. O estudo exploratório aqui apresentado se propôs a examinar a prática de ensino-aprendizagem durante e após o processo de aprender a pesquisar, buscando resposta para a seguinte questão: como mestrandos aprendem, por meio de prática experiencial, a realizar pesquisa qualitativa em administração? Apoiado em referencial teórico que trata de processos de ensino-aprendizagem, reflexão e pesquisa qualitativa, o estudo realizou percurso metodológico inspirado na fenomenologia e na abordagem socioconstrutivista, privilegiando a experiência vivida de professores e alunos. Chegamos à conclusão de que a vivência de pesquisa de campo e a prática de reflexão pública no e sobre o campo: (a) ampliou a consciência dos participantes sobre a sua importância no processo de ensino-aprendizagem; e (b) revelou duas implicações, quais sejam: pode auxiliar docentes de cursos de mestrado em administração na reflexão de suas próprias práticas...