Página 1 dos resultados de 1 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

O paradoxo dos gimmicks na política: por que humanizar quem já é humano?; Gimmicks the paradox of politics: Why it´s to human who already human; La paradoja de los Gimmicks en la política: ? Por qué humanizar los que ya son humanos?

Trein, Sérgio Roberto
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo não avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 16/01/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.77%
O objetivo desta pesquisa é o de compreender o uso de gimmicks na comunicação política. Na publicidade, os gimmicks servem para humanizar os produtos e, desta forma, criar um vínculo emocional com os consumidores. Por que, porém, no caso da política, humanizar quem já é humano? Para tentar explicar esta questão, inicialmente, é apresentada uma reflexão teórica sobre a desconfiança dos indivíduos nas instituições democráticas. Na sequência, são analisados os gimmicks de três políticos.; El objetivo de esta investigación es entender el uso de trucos en la comunicación política. En la publicidad, trucos sirven para humanizar a los productos y así crear un vínculo emocional con los consumidores. ¿Por qué, sin embargo, respecto a la política, para humanizar los que ya son humanos?; The objective of this research is to understand the use of gimmicks in political communication. In advertising, gimmicks serve to humanize the products and thus create an emotional bond with consumers. Why, however, regarding the policy, to humanize those who are already human? To explain this question, initially, is a theoretical reflection on the individuals' distrust in democratic institutions. Following section discusses three political gimmicks.