Página 1 dos resultados de 8329 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Ensaios sobre a redução da pobreza no Brasil: mensuração e determinantes; Esays about the poverty reduction in Brazil: measuring and decomposing

Vinhais, Henrique Eduardo Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.02%
Este trabalho analisa a pobreza no Brasil a partir dos micro-dados dos censos demográficos do IBGE dos períodos de 1991 e 2000. Na primeira parte, investiga a construção de uma Linha Híbrida de Pobreza para o Brasil, partindo da estimação empírica da elasticidade-renda da linha de pobreza. A criação desta linha permite contemplar os diferentes aspectos das linhas de pobreza absoluta e relativa, através de uma ponderação entre elas, onde os pesos relativos de cada uma dependem da elasticidade-renda estimada. Com as linhas absoluta e híbrida de pobreza, este trabalho verifica a alteração da incidência da pobreza no período analisado e, em seguida, a mudança dos determinantes desta incidência através de um modelo probit que considera os atributos determinantes da probabilidade de um indivíduo ser pobre. Na segunda parte, este trabalho examina de forma empírica a relação entre crescimento econômico, alteração na distribuição de renda e redução da incidência da pobreza. Além disto, assumindo a hipótese de log-normalidade da distribuição de renda no Brasil, calcula as elasticidades da incidência da pobreza com relação à renda e desigualdade. Por fim, estuda o efeito de variações na renda sobre a pobreza mensurada a partir de uma linha híbrida. Entre os principais resultados...

As contribuições das organizações não-governamentais (ONGS) na redução da pobreza : estudo de caso em duas comunidades rurais da Guatemala

Tzay, Gladys Yolanda Bala
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.98%
Com o objetivo de realizar uma análise das contribuições das Organizações Não- Governamentais (ONGs) na redução da pobreza, foi feito um estudo de caráter exploratório em San Gaspar Chajul e em Santa Bárbara, comunidades localizadas na região noroeste da Guatemala. Os principais informantes foram os dirigentes e os técnicos das sete ONGs estudadas - três, em San Gaspar Chajul, e quatro, em Santa Bárbara, assim como os seus beneficiários, além das principais lideranças locais. O trabalho empírico teve como base a abordagem de um enfoque metodológico qualitativo. As técnicas utilizadas para a coleta de dados primários foram entrevistas semi-estruturadas e observação participante. Nas duas comunidades de estudo, elementos físico-geográficos, bem como sociais, econômicos, políticos e históricos incidem na configuração da pobreza. Mas, também, os aspectos históricos influenciam na configuração das ONGs que atualmente trabalham nestas localidades. Em Santa Bárbara, onde o conflito armado interno limitou o processo organizativo, estas entidades são organizadas e dirigidas por pessoas externas às comunidades; enquanto em San Gaspar Chajul, onde a população apresenta uma história de maior participação sócio-organizativa...

Como crescimento e desigual afetam a pobreza; How growth and inequality affect poverty

Rodrigo Octavio Orair
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.99%
Este trabalho apresenta as fórmulas e discute os procedimentos para estimação das elasticidades-crescimento e das elasticidades-desigualdade das medidas de Foster, Greer e Thorbecke (FGT), que medem a magnitude dos efeitos das mudanças na renda média e na desigualdade sobre a pobreza. Utilizando uma análise de regressão, concluímos que os modelos com as elasticidades em relação à medida de desigualdade L de Theil pelo Método Log-normal foram capazes de explicar razoavelmente bem as mudanças observadas nas medidas de pobreza nas Unidades da Federação no Brasil (UF) de 1992 a 2004, verificando-se que esse modelo mostra desempenho significativamente melhor do que os demais. Argumentamos que a aplicação empírica das estimativas das elasticidades-desigualdade da classe de medidas de FGT pelo Método Log-normal, cuja expressão geral para foi deduzida neste trabalho, é mais adequada do que a utilização das elasticidades derivadas por Kakwani (1990) e amplamente difundidas na literatura. Recorrendo às elasticidades da medida de FGT com , demonstramos que aumentos no rendimento médio e reduções na medida de desigualdade sempre determinam reduções na medida de pobreza e que a extensão pela qual cada um destes fatores altera a medida de pobreza depende das propriedades da distribuição de renda inicial...

Pobreza absoluta e classes sociais no Brasil : o saldo do periodo de estagnação economica, 1981-2003 : uma abordagem socio-ocupacional

Everton Dab da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37%
O presente trabalho teve como objetivo principal estudar a evolução da magnitude da pobreza e da miséria no Brasil, bem como as transformações em seu perfil sócio-ocupacional nas últimas duas décadas; de outra forma, investigar como a pobreza evoluiu no período de estagnação econômica, em que classes ou camadas sociais - definidas a partir das categorias ocupacionais - a pobreza concentrou-se e em que camadas sociais mais cresceu nesses 23 anos de crescimento econômico lento. Tendo em vista essa proposta, a pesquisa desenvolveu-se a partir de dois eixos principais: em primeiro lugar, da crítica à forma como o debate teórico sobre o tema está atualmente colocado no Brasil e às propostas de políticas públicas que derivam dele. Em segundo, de uma avaliação e revisão dos métodos empíricos de abordagem do tema, as chamadas "estatísticas da pobreza". Em razão da forma como o problema foi encaminhado nas últimas duas décadas, não causa surpresa que, em termos de evolução da pobreza no período de 1981 a 2003, tenha havido um sensível agravamento dessa, com o crescimento tanto absoluto quanto relativo do problema, como demonstram alguns resultados do trabalho. À semelhança do que ocorreu no quadro nacional...

Mosaico sobre a pobreza: estudo sobre a compreensão histórica da pobreza humana

Dalagasperina, Eliana Cristina
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37%
Esta pesquisa de doutorado estuda a pobreza buscando retomar o conhecimento histórico produzido pela humanidade sobre esta temática por vezes considerada como esgotada pelos estudiosos frente as inúmeras produções que ocupam-se em explicá-la. Entretanto, ainda que as concepções sobre a categoria pobreza, elaboradas por diferentes áreas do conhecimento procurem conceituá-la, sua caracterização é marcada pela amplitude, ambigüidade e complexidade. Estas características revelam-se não somente nas produções teóricas sobre o fenômeno, mas também nos apontamentos sobre sua manifestação histórica mundial e, em especial na América Latina.Com o intuito de compreender tais características e demonstrar que as manifestações da pobreza são reveladas não apenas em produções teóricas clássicas, mas também por meio das diversas manifestações da arte, dos relatórios que discutem as privações humanas na contemporaneidade, realiza-se este estudo sobre os diferentes olhares sob a pobreza destinando especial atenção às suas manifestações históricas na América Latina. Assim, no que concerne a compreensão conceitual da pobreza, utiliza-se as contribuições dos autores clássicos de áreas do saber como economia política...

Pobreza no Rio Grande do Sul: uma análise exploratória da sua distribuição espacial a partir de indicadores multi e unidimensionais

Avila, José Flávio
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.99%
No presente trabalho, analisou-se a distribuição espacial da pobreza no Rio Grande do Sul, discutiram-se os diferentes conceitos de pobreza e se descreveram, de forma comparativa, os indicadores primários de pobreza do Brasil e do Rio Grande do Sul. Tendo como base a metodologia do Índice de Pobreza Humana (IPH) do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), criaram-se três índices de pobreza municipal. O primeiro é composto pelas dimensões habitação/saneamento, educação, saúde e renda, o segundo exclui a dimensão renda, e o terceiro é composto apenas pela renda. Com os índices criados, elaboraram-se três rankings municipais de pobreza, que foram comparados com o ranking do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal de 2010.Para a análise da distribuição da pobreza no território do estado, utilizou-se a Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE), a partir de índices de pobreza elaborados com dados do Censo Demográfico de 2010. Os dados utilizados na construção desses índices foram disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) através do banco SIDRA. O estudo encontrou evidências de um padrão de associação espacial da pobreza no Rio Grande do Sul e...

Um estudo sobre a pobreza multidimensional na Região Nordeste do Brasil

Silva, Ana Márcia Rodrigues da
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
A pobreza é muito complexa para ser restrita à insuficiência de renda. Este é um problema multidimensional que se expressa em termos de deficiência de capacitações básicas e insatisfação de necessidades humanas. Diante disso, este trabalho tem por objetivo estudar a pobreza na região Nordeste do Brasil considerando aspectos multidimensionais de privação. Para tanto, se inicia com um breve histórico sobre a pobreza. Em seguida, apresenta-se uma discussão sobre a pobreza e desigualdade e sua complexidade na América Latina e no Brasil, conforme a visão predominante. Então, destaca-se como esta questão é alarmante na região Nordeste. Ao criticar esta ótica com base na Teoria das Capacitações e das Necessidades Humanas aborda-se a pobreza como um fenômeno multidimensional. Para operacionalizar este fenômeno no contexto do Nordeste brasileiro, é realizada uma análise fatorial de correspondências múltiplas utilizando variáveis qualitativas selecionadas a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) dos anos de 1995, 1999, 2002 e 2006. Com isso, são extraídos escores fatoriais para o cálculo de um indicador sintético de pobreza multidimensional. Obtidos indicadores complexos de pobreza, são comparados com indicadores unidimensionais. Logo após...

A pobreza na Bahia sob o prisma multidimensional: uma análise baseada na abordagem das necessidades básicas e na abordagem das capacitações

Lacerda, Fernanda Calasans Costa
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.06%
Esta dissertação analisa a pobreza no estado da Bahia, sob o enfoque multidimensional de estudo da pobreza, enfatizando a necessidade de se ampliar o foco de investigação para além da insuficiência de renda e de se considerar a multidimensionalidade da pobreza na elaboração das políticas que objetivem o seu combate. Para isso, discute, inicialmente, a trajetória evolutiva do estudo da pobreza, dando destaque ao predomínio da abordagem unidimensional monetária nos trabalhos sobre a pobreza no Brasil e na Bahia. Posteriormente, realiza uma análise empírica da pobreza na Bahia nos anos 1995, 2001 e 2006, fundamentada em duas abordagens multidimensionais de estudo da pobreza: a abordagem das necessidades básicas e a abordagem das capacitações. A partir dos conceitos empregados por estas abordagens, define a pobreza como a insatisfação das necessidades humanas básicas que priva o indivíduo de desenvolver e expandir as suas capacitações. A metodologia empregada na análise empírica consiste em aplicar o método multivariado da Análise de Correspondências Múltiplas no cálculo de um indicador multidimensional de pobreza (IMP) por unidade da população analisada. Este indicador é composto por um conjunto de variáveis qualitativas...

Evolução, decomposição e caracterização da pobreza no Brasil, perío-do 1995-2004

Queiroz, Sabrina Faria de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
O presente trabalho tem como objeto geral de estudo a pobreza no Brasil. Os objetivos específicos são de avaliar a evolução de alguns indicadores de pobreza bem como realizar a caracterização de acordo com recortes geográficos e populacionais e decompor a pobreza em seus determinantes crescimento e redistribuição de renda entre os anos de 1995 (pós-implementação do Plano Real) e 2004. A análise é feita através do cálculo de índices de pobreza utilizando-se a abordagem monetária, de acordo com a qual a pobreza é avaliada como insuficiência de renda. Apesar de nos últimos anos ter ganhado impulso a abordagem multidimensional da pobreza, de acordo com a qual a pobreza é definida como carência de capacidades, sendo classificados como pobres, aqueles indivíduos que não possuem as capacidades básicas para operarem no meio social, no presente estudo a pobreza foi analisada apenas pelo seu lado monetário. Sendo assim, a renda foi tomada como uma proxy das necessidades mínimas. Por ser uma análise exploratória não foram pré-definidas hipóteses. Os resultados indicaram redução da pobreza nas áreas rurais que se apresentaram estratégicas para a implementação de políticas de combate e redução da pobreza e também porque se apresentaram bastantes sensíveis às variações no crescimento e na distribuição de renda quando foi feita a análise de decomposição para as regiões sudeste e nordeste. Além disso...

Pobreza y pensiones en España: análisis de la influencia de las reformas de pensiones sobre la pobreza de los pensionistas; Poverty and pensions in Spain: analysis of the influence of pension reforms on poverty of pensioners

Thomas Salcines, Paula
Fonte: Universidade de Cantabria Publicador: Universidade de Cantabria
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
SPA
Relevância na Pesquisa
36.99%
RESUMEN: Las pensiones determinan la situación económica de los pensionistas y son la principal fuente de ingreso que previene su caída por debajo del umbral de la pobreza una vez que cesan los ingresos por la actividad laboral activa. El objetivo de este trabajo es realizar un análisis de la influencia de las últimas reformas llevadas a cabo en el plan de pensiones sobre la pobreza de los pensionistas en España. Se comienza explicando del concepto de pobreza, su evolución histórica y el sistema de pensiones vigente; después se procede a analizar los datos. A lo largo del tiempo se han llevado a cabo estudios acerca de la pobreza de la población y tanto economistas como sociólogos han investigado sobre el tema aportando distintos puntos de vista. El Sistema Público Español de Pensiones ha ido evolucionando de manera que se intente alcanzar no sólo un desarrollo económico sino también social para sus beneficiarios. El análisis de datos se divide en tres periodos, pertenecientes a las tres últimas reformas llevadas a cabo en el plan de pensiones, correspondientes a los años 1997, 2006 y 2011. Se comparan los resultados de cada etapa para identificar los impactos ejercidos por cada reforma sobre las tasas de pobreza de los pensionistas...

Pobreza e desigualdades socioterritorias: uma problematização acerca da perspectiva territorial nas politicas públicas sociais no município de Pau dos Ferros/RN

Lima, Francisca Elizonete de Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geografia; Dinâmica e Reestruturação do Território Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geografia; Dinâmica e Reestruturação do Território
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
El presente trabajo se constituye en un estudio sobre la pobreza y las desigualdades socio territoriales en el Brasil, problematizando la perspectiva territorial de las políticas públicas sociales observando la distribución espacial del Índice de Desarrollo de las familias (IDF) en el municipio de Pau dos Ferros/RN, así como las principales políticas sociales, a ejemplo del Programa Bolsa Familia. En este sentido, el objetivo principal de esa disertación se dió en la tentativa de comprender la importancia de la lectura previa del territorio para la reflexión sobre la pobreza en su aspecto multidimensional y para la territorialización de las políticas Públicas sociales construidas en el intento de minimizar la problemática de la desigualdad social, observando la distribución espacial do IDF en el municipio de Pau dos Ferros/RN. A partir del objetivo general trazado, hicimos una revisión teórica sobre los temas, pobreza, desigualdades sociales y políticas públicas, en el primero caso atentando para el aspecto multidimensional de esta, abogando la importancia de analizarnos la pobreza no apenas por el nivel de rienda, pero considerando otras dimensiones que corroboran para la constitución del ser pobre, como habitaciones precarias...

Os professores do 1º ciclo de Águeda perante a pobreza infantil

Soares, Isabel Maria Vidal
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
A pobreza é um fenómeno complexo e multidimensional, como bem mostram os estudos nacionais e estrangeiros sobre este tema. Nos últimos tempos tem-se falado bastante sobre a pobreza em Portugal e no mundo. Mesmo em sociedades ricas e desenvolvidas o fenómeno da pobreza é uma realidade. Milhões de pessoas vivem em situação de privação e miséria. Apesar da existência dos escassos mecanismos para o combate à pobreza, a crise de 2008 instalou-se mesmo nos países europeus, provocando um empobrecimento generalizado, tendo como efeito imediato as elevadas taxas de desemprego e de trabalho precário. Para travar a expansão do fenómeno da pobreza e da exclusão social, alguns governos e algumas organizações não governamentais têm unido esforços nesse sentido. Vários estudos têm mostrado que são as camadas menos protegidas pelas políticas sociais que são as mais afetadas pela pobreza e pela exclusão social, sobretudo as crianças, embora em determinados países a taxa de pobreza infantil seja muito reduzida. O futuro anuncia pobreza para os próximos anos devido à desordem económica instalada a nível global e aos débeis mecanismos políticos para a combater. A pobreza é cada vez mais encarada como uma violação dos direitos humanos fundamentais. Os governantes e os seus povos têm de assumir responsabilidades no que respeita à pobreza...

Diseño de un programa de exportación de profesionales chilenos para la superación de la pobreza

Oyaneder Ojeda, Paul Ulises
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
36.99%
No autorizada para ser publicada en el Portal de Tesis Electrónicas de la U. de Chile.; Magíster en Gestión para la Globalización; La presente propuesta tiene por finalidad generar un modelo de intervención para superar la pobreza a nivel latinoamericano a partir de la experiencia Chilena, considerando los conocimientos adquiridos por profesionales que se formaron y especializaron en temáticas específicas de superación de pobreza en el programa Servicio País perteneciente a la Fundación para la Superación de la Pobreza. Se utilizará fundamentalmente el perfil profesional de los jóvenes profesionales que han participado del programa Servicio País, para de alguna manera, rescatar los aprendizajes específicos que han obtenido en su experiencia práctica al momento de entregar un año de sus vidas para superar la pobreza en Chile, además de considerar que frente al proceso desarrollado, luego de su egreso del programa en general vuelven a la realización de sus carreras profesionales de origen, perdiéndose la experiencia acumulada y dejando de lado las metodologías aprendidas durante su proceso de entrega social y comunitaria. Donde ésta propuesta quisiera tener los mayores alcances a modo de ampliar a Latinoamérica las metodologías utilizadas por estos profesionales para superar pobreza...

Variación geográfica del costo de vida, y su impacto en pobreza en áreas extremas : el caso de la Cuenca del río Aysén, Región de Aysén

Ortiz Saini, Valentina Sofia
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
36.99%
Geógrafo; A pesar de que la pobreza en Chile ha disminuido de manera importante durante las últimas dos décadas (de 38,4% en 1990, a 14,4% en 2011), resulta interesante mirar con detención las cifras a nivel subnacional, puesto que la manera en que se mide la pobreza puede provocar que ciertos elementos no se estén tomando en consideración y que, de hacerlo, tanto los niveles como las tendencias en pobreza podrían verse modificadas. En particular, la actual medición de la pobreza en Chile asume una canasta de consumo idéntica para todo el territorio y toma en cuenta, para su valorización, precios promedio a nivel nacional. Esto implica que no se consideren ciertas realidades específicas de los territorios, tales como la distinta composición en los patrones de consumo (dieta calórica) o el representativo costo de vida local. Este último, específicamente, resulta de gran relevancia debido que si es cierto que el costo de vida varía de territorio en territorio, aquellas localidades con mayores costos de vida tendrían niveles de pobreza más altos que los oficialmente reportados, siendo en tanto pertinente pensar en la existencia de una subestimación en las cifras de pobreza, sucediendo lo opuesto en localidades con costos de vida más bajos que el promedio nacional. De esta manera...

Análisis de las variaciones espacio-temporales de la pobreza: Chile 1990-2006

Torres Arellano, Rodrigo Ignacio
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
37.02%
Tesis para optar al grado de Magíster en Economía Aplicada; Este trabajo tiene dos objetivos esenciales y a la vez complementarios. Por una parte se cuantifica la influencia del crecimiento, la redistribución del ingreso y las variaciones de los subsidios monetarios en las diferencias a nivel regional, según zona geográfica urbana y rural de la incidencia de la pobreza en el tiempo, en Chile, entre 1990 y 2006, separando los períodos 1990-2000 y 2000-2006. El segundo objetivo consiste en la determinación del efecto que ejercen las diferencias de los ingresos medios, su desigualdad, los subsidios monetarios y la línea de pobreza, en las variaciones de la incidencia de pobreza observadas entre las regiones chilenas, separadas por zonas urbana y rural, en el año 2006. El marco de análisis está basado en el valor de Shapley de la teoría de juegos cooperativa, para su empleo en la descomposición de las diferencias de los índices de pobreza a través del tiempo y el espacio. Los análisis del trabajo se basan en microdatos provenientes de las encuestas CASEN de los años de estudio. Esta información es utilizada para la determinación de los factores de variación de la pobreza, mediante un método que prescinde de las parametrizaciones econométricas usualmente empleadas en este tipo de descomposiciones. Los resultados del trabajo en su dimensión temporal...

Nota técnica: Distribución Espacial de la Pobreza en Chile; Spatial Distribution of Poverty in Chile

Góngora, Diana Paola; Brown, Philip H.; Agostini, Claudio A.
Fonte: Universidad de Chile. Facultad de Economía y Negocios Publicador: Universidad de Chile. Facultad de Economía y Negocios
Tipo: Artículo de revista
ES
Relevância na Pesquisa
37.01%
Artículo de publicación ISI; Chile ha sido particularmente exitoso en la reducción de la pobreza durante los últimos 20 años, disminuyendo el porcentaje de la población bajo la línea de pobreza de un 38,6% en 1990 a un 13,7% en 2006. Con tasas de pobreza más bajas el esfuerzo de focalización necesario para el diseño de políticas públicas que permitan reducir aún más o erradicar la pobreza es mucho mayor y se requiere información más desagregada a nivel geográfico. Los mapas de pobreza pueden cumplir este rol, ya que entregan una descripción detallada de la distribución espacial de la pobreza, lo cual permite en forma adicional estudiar las relaciones entre la pobreza urbana y rural, y algunas variables socioeconómicas o comportamientos sociales. Sin embargo, estos estudios se ven limitados por la falta de datos suficientemente detallados y desagregados respecto a la pobreza a nivel local. De manera específica, los datos disponibles en las encuestas de ingreso no son representativos a niveles geográficos muy desagregados y los censos no tienen información sobre ingresos. En los últimos años ha habido avances importantes en el desarrollo de metodologías que permitan combinar datos de encuestas y de censos para obtener estimadores de pobreza robustos a niveles geográficos más desagregados. En este trabajo se utiliza este tipo de metodologías para producir estimadores consistentes de pobreza...

Perfil da pobreza no Brasil e sua evolução no período 2004-2009; Texto para Discussão (TD) 1647: Perfil da pobreza no Brasil e sua evolução no período 2004-2009

Osorio, Rafael Guerreiro; Souza, Pedro H. G. F. de; Soares, Sergei S. D.; Oliveira, Luis Felipe Batista de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
36.99%
Este trabalho investiga, para os anos 2004 e 2009, as características e as condições de vida dos extremamente pobres (famílias de renda domiciliar per capita menor que R$ 67 em 2009), dos pobres (renda entre R$ 67 e R$ 134), dos vulneráveis à pobreza (R$ 134 a $ 465) e dos não pobres (superior a R$ 465). Os temas abordados são o tamanho de cada estrato, a composição de sua renda, a inserção da população em idade ativa no mercado de trabalho, características demográficas, educação, condição de ocupação, qualidade e saneamento das moradias, fontes de energia para iluminação e preparo dos alimentos, acesso à telefonia, posse de bens de consumo duráveis, e distribuição espacial. Também é apresentada uma classificação dos tipos de famílias mais frequentes na extrema pobreza. A primeira conclusão é que, a despeito da notável redução na pobreza extrema e não extrema, a distribuição relativa geográfica, etária, racial e educacional da pobreza pouco mudou. A segunda conclusão é que as principais mudanças no perfil da pobreza brasileira no período 2004-2009 decorrem: i) do crescimento econômico com distribuição via inclusão no mercado de trabalho; ii) dos aumentos reais do salário mínimo, que levaram à quase erradicação da pobreza extrema e até da pobreza entre famílias com idosos; e iii) da expansão da cobertura e do valor das transferências focalizadas de renda...

Distribuição Espacial da Pobreza no Paraná

Silva, Leandro Nunes Soares da; Universidade Estadual de Maringá (UEM); Borges, Murilo José; Universidade Estadual de Maringá (UEM); Parré, José Luiz; Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Fonte: Editora UFPR Publicador: Editora UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37%
Embora haja crescente importância do estudo dos temas relacionados à pobreza, tanto no meio acadêmico, como na política com as promessas incisivas de erradicação da pobreza e o lançamento de programas de transferência de renda, os estudos de pobreza utilizando-se da técnica de análise espacial ainda estão incipientes. Dessa forma, esse artigo tem por objetivo analisar a distribuição espacial da pobreza paranaense em nível municipal, juntamente com os seus possíveis determinantes. Para tanto, utilizou-se o instrumental da Econometria Espacial. A Análise Exploratória de Dados Espaciais revelou a presença de autocorrelação espacial da pobreza entre os municípios estudados, de modo que a pobreza em um município é explicada, em parte, pela pobreza nos municípios vizinhos, além de evidenciar que o Estado paranaense apresenta uma região significativa (Centro-Sul) em que predomina a alta incidência de família pobres e duas regiões menores que apresentam pequena proporção de pobres. Além disso, os resultados econométricos demonstraram a necessidade de incorporar os efeitos da defasagem espacial para um melhor ajuste do modelo a ser estimado. Os resultados, como se esperava, indicaram que quanto maior a renda média e a urbanização...

La Determinación de Polígonos de Pobreza: Análisis metodológico

Guzmán Ramírez,Alejandro; Frausto Vargas,José María
Fonte: Universidad de La Salle Bajío A. C., Coordinación de Investigación Publicador: Universidad de La Salle Bajío A. C., Coordinación de Investigación
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 ES
Relevância na Pesquisa
37.02%
Introducción: Tanto las condiciones de pobreza como la ubicación espacial de la población, son dinámicos, por ello es fundamental determinar las áreas existentes donde habita la población con diferentes niveles y tipos de pobreza. La aportación de esta investigación consiste en la revisión de los planteamientos metodológicos empleados por las instancias que se relacionan e intervienen en la definición y análisis de los aspectos vinculados con la pobreza, así como el análisis de los diferentes criterios para la definición territorial de la pobreza empleados por dependencias e instancias de los tres niveles de gobierno dados que estos son distintos entre sí. Dada la disparidad en los criterios para valorar la pobreza, las acciones emprendidas resultan aisladas y con impactos deficientes en los distintos sectores de la ciudad; por lo que esta investigación define distintas variables para tipificar la pobreza y establecer criterios de delimitación territorial más adecuados a la realidad. Este artículo es el resultado de dos investigaciones dirigidas y coordinadas por el autor durante los años 2009 y 2011; las cuales se titulan: "La Medición de la pobreza y su delimitación territorial. Propuesta metodológica para la definición de polígonos de pobreza en el Estado de Guanajuato." (Universidad De La Salle Bajío) y "Estudio de Actualización de Polígonos de Pobreza en la ciudad de Leon...

Concepto y medición de la pobreza

López Pardo,Cándido M.
Fonte: Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas Publicador: Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 ES
Relevância na Pesquisa
37.01%
Se expone diversos acercamientos a la conceptualización de pobreza, tanto desde el ángulo de los que la definen, como el de los que la reconocen por sus síntomas: los escasos ingresos y el insuficiente acceso a servicios básicos. Las particularidades y limitaciones, tanto del método de medición a través de la línea de pobreza, como el de las necesidades básicas insatisfechas, son mencionadas. Se presenta las características del método integrado de medición de la pobreza. Se examina el problema de la exclusión social, y en particular de la exclusión en salud. Se relaciona las condiciones generales para la validación de un estudio sobre pobreza y los atributos deseables de cualquiera de sus medidas, y en particular, de un índice sintético de cuantificación de la pobreza. Se presenta la forma de cálculo de algunas medidas de la pobreza y de su desigualdad basadas en la familia de medidas propuesta por Foster, Greer y Thorbecke, y los rasgos de algunos índices sintéticos: los índices de Pobreza Humana, el índice de Exclusión en Salud y el índice de Pobreza en Salud. La relación pobreza-exclusión social-iniquidad, es abordada. Datos recientes elaborados para este trabajo sobre la relación salud-pobreza en América Latina y el Caribe son presentados. El tema abordado es complejo dada la multidimensionalidad y multicausalidad de la pobreza...