Página 1 dos resultados de 432 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Tiametoxam em plantas de cana-de-açúcar, feijoeiro, soja, laranjeira e cafeeiro: parâmetros de desenvolvimento e aspectos bioquímicos; Thiamethoxan on sugar cane, common bean, soybean, citrus and coffee plants: parameters of development and biochemical aspects

Pereira, Marcelo Andrade
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.51%
Inseticidas e fungicidas geralmente são estudados quanto a sua eficiência no controle de pragas e doenças, entretanto podem provocar efeitos fisiológicos pouco conhecidos capazes de influenciar o desenvolvimento das culturas. O tiametoxam é um inseticida sistêmico do grupo dos neonicotinóides, da família nitroguanidina, que atua no receptor nicotínico acetilcolina de insetos, danificando o sistema nervoso dos mesmos, levando-os à morte. Este inseticida, largamente utilizado no controle de pragas iniciais e insetos sugadores, apresenta efeito bioativador, uma vez que mesmo na ausência da pragas, promove aumento em vigor e desenvolvimento nas plantas tratadas. Acredita-se que os efeitos do tiametoxam em plantas são indiretos, pois atuam na expressão dos genes responsáveis pela síntese e ativação de enzimas metabólicas, relacionadas ao crescimento da planta, alterando a produção de aminoácidos e precursores de hormônios vegetais. Existem alguns trabalhos com tiametoxam com o objetivo de verificar seus efeitos no metabolismo e desenvolvimento das plantas, mas os resultados ainda não são claros, evidenciando forte interação entre cultivares, épocas, condições de estresse e disponibilidade de nutrientes. Em função da grande utilização do inseticida tiametoxam na agricultura brasileira...

Fitotoxicidade de fungicidas, acaricidas e inseticidas sobre o mamoeiro (Carica papaya L.) cultivar sunrise solo improved line 72/12

Vieira, Alcílio; Ruggiero, Carlos; Marin, Sérgio Lucio David
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 175-178
POR
Relevância na Pesquisa
36.47%
Estudaram-se os efeitos fitotóxicos de fungicidas, acaricidas e inseticidas e algumas associações entre eles, em plantas de mamoeiros (Carica papaya L.) cv. Sunrise Solo Improved Line 72/12, em condições de verão, no município de São Mateus - ES, localizado na região produtora do Estado. O experimento foi arranjado em delineamento de blocos casualizados, com 4 repetições e 03 plantas úteis por parcela experimental. Foram utilizados os seguintes produtos, com as respectivas doses, para cada 100 l de água: abamectin (Vertimec 18 CE - 50 ml); dicofol + tetradiphon (Carbax - 200 ml), fenbutatin oxide (Torque 500 SC - 60 ml); mancozeb (Dithane PM - 200g); oxicloreto de cobre (Reconil - 400g) e thiabendazole (Tecto 450 - 100ml). Analisou-se a fitotoxicidade dos produtos em relação à altura da planta, nº de folhas, número de flores e frutos ; diâmetro do caule e queimaduras ou injúrias foliares. As medições e contagens foram feitas um dia antes das pulverizações, 15 e 30 dias após. Constatou-se que o Vertimec 18 CE, associado ao Reconil ou ao Tecto 450, ocasionou leves injúrias foliares, detectadas aos 15 dias após as pulverizações, que se tornaram praticamente imperceptíveis, aos 30 dias após as pulverizações; e que Dithane PM...

Tratamento de sementes de soja com inseticidas e um bioestimulante

Castro, Gustavo Spadotti Amaral; Bogiani, Julio Cesar; Silva, Matheus Gustavo da; Gazola, Eduardo; Rosolem, Ciro Antonio
Fonte: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1311-1318
POR
Relevância na Pesquisa
36.61%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do tratamento de sementes com inseticidas e um bioestimulante na germinação no crescimento da planta e raiz de soja. Foram realizados dois experimentos em delineamento de blocos ao acaso, em que as sementes foram tratadas com aldicarb, thiametoxan, imidacloprid e duas testemunhas: uma sem produto e uma com bioestimulante. em laboratório, as unidades experimentais constituíram-se de rolos de papel toalha com sementes de soja, para avaliar o vigor, a germinação, as plantas anormais e mortas, o comprimento de radículas e de plântulas. Nos testes em casa de vegetação, as unidades experimentais constituíram-se de tubos de PVC, com volume de 16 dm³, e foram avaliados: os teores de N, P e K; a matéria seca; o comprimento, a área e o raio médio radicular; a eficiência de absorção de N, P e K; e a taxa de crescimento radicular da soja. Os tratamentos de sementes de soja com os inseticidas e o bioestimulante levam à formação de raízes mais finas, o que caracteriza um efeito tônico. O produto aldicarb, na dose empregada, prejudica o vigor e a germinação das sementes de soja. O tratamento de sementes com inseticidas e bioestimulante não proporciona maior crescimento das raízes das plantas de soja.; The objective of this work was to evaluate the effects of seed treatment with insecticides and biostimulant on soybean germination and plant and root growth. Two experiments were performed in complete randomized blocks...

Ação e doses dos inseticidas lufenuron e lambdacialotrina no controle de spodoptera frugiperda (J. e. Smith, 1797) (Lepidoptera: noctuidae)

Silva, Rosemery Ferraz da
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: iv, 50 f. : il. color., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.66%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA; Visando obter informações que possam contribuir para o melhor entendimento da eficácia de controle da lagarta do cartucho do milho, empregando defensivos agrícolas com diferentes mecanismos de ação, em diferentes doses, desenvolveu-se o presente trabalho procurando verificar o período de ação e o local de deposição na folha de milho, dos inseticidas lufenuron e lambdacialotrina, aplicados em pulverização com barra montada. Semeou-se uma área de 5.700 m2 com milho (Zea mays) do cultivar AL 25, na Fazenda Piloto do Departamento de Ciências Agrárias da Universidade de Taubaté. A pulverização dos defensivos agrícolas foi realizada aos 30 dias após a emergência das plantas, utilizando um trator com uma barra de pulverização de 12 m e pontas do tipo XR 8001 e XR 80015. O trator se deslocou a velocidade de 4 km/h numa parte da área e a 6 km/h na outra parte, de tal maneira que as subáreas receberam diferentes doses dos inseticidas, de acordo com a ponta utilizada e a velocidade de deslocamento do trator, obtendo-se 9 tratamentos. Após a pulverização dos inseticidas no campo, foi coletada a antepenúltima folha lançada de 10 plantas ao acaso em cada subárea...

Efeitos de extratos de plantas e inseticidas de segunda e terceira gerações em populações de Musca domestica (Diptera: Muscidae)

Carmen Maria Ambros Ginarte
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/07/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.54%
No presente estudo foi avaliada, no laboratório, a atividade larvicida de vinte extratos orgânicos de plantas da família Fabaceae (Leguminosae): Pongamol (derivado de dibenzoilmetano) isolado do extrato éter de petróleo das raízes de Lonchocarpus montanus A.M.G. de Azevedo-Tozzi, dez extratos aquosos de plantas de diferentes famílias e dois óleos e um sabão de Azadiracta indica A.Juss (Nim) em larvas de Musca domestica provenientes de Santa Cruz da Conceição/SP, através do método de mistura dos extratos rio meio de cultura para larvas. Dez dos vinte extratos orgânicos de planta foram tóxicos para larvas desse díptero, sendo que o extrato diclorometano de raízes de Lonchocarpus atropurpureus Benth foi o mais ativo. O Pongamol foi menos ativo que o extrato éter de petróleo de L. montanus e mais ativo que os extratos metanólico e diclorometano dessa planta. Dos dez extratos aquosos, só foram tóxicos para larvas de M domestica o extrato de folhas secas de Chenopodium ambrosioÜies L. e o extrato de folhas frescas de Allium porum L. Os dois óleos e o sabão de Nim testados tiveram efeito larvicida, sendo mais efetivo o Óleo de "Nim -2" com uma menor CLso. Bioensaios concentração-resposta e determinação das concentrações letais e fatores de resistência foram realizados com o objetivo de se detectar possível resistência de populações de M domestica à Ivermectina...

Tratamento de sementes de soja com inseticidas e um bioestimulante

Castro,Gustavo Spadotti Amaral; Bogiani,Julio Cesar; Silva,Matheus Gustavo da; Gazola,Eduardo; Rosolem,Ciro Antonio
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.61%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do tratamento de sementes com inseticidas e um bioestimulante na germinação no crescimento da planta e raiz de soja. Foram realizados dois experimentos em delineamento de blocos ao acaso, em que as sementes foram tratadas com aldicarb, thiametoxan, imidacloprid e duas testemunhas: uma sem produto e uma com bioestimulante. Em laboratório, as unidades experimentais constituíram-se de rolos de papel toalha com sementes de soja, para avaliar o vigor, a germinação, as plantas anormais e mortas, o comprimento de radículas e de plântulas. Nos testes em casa de vegetação, as unidades experimentais constituíram-se de tubos de PVC, com volume de 16 dm³, e foram avaliados: os teores de N, P e K; a matéria seca; o comprimento, a área e o raio médio radicular; a eficiência de absorção de N, P e K; e a taxa de crescimento radicular da soja. Os tratamentos de sementes de soja com os inseticidas e o bioestimulante levam à formação de raízes mais finas, o que caracteriza um efeito tônico. O produto aldicarb, na dose empregada, prejudica o vigor e a germinação das sementes de soja. O tratamento de sementes com inseticidas e bioestimulante não proporciona maior crescimento das raízes das plantas de soja.

Fitotoxicidade de fungicidas, acaricidas e inseticidas sobre o mamoeiro (Carica papaya L.) cultivar sunrise solo improved line 72/12

Vieira,Alcílio; Ruggiero,Carlos; Marin,Sérgio Lucio David
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.47%
Estudaram-se os efeitos fitotóxicos de fungicidas, acaricidas e inseticidas e algumas associações entre eles, em plantas de mamoeiros (Carica papaya L.) cv. Sunrise Solo Improved Line 72/12, em condições de verão, no município de São Mateus - ES, localizado na região produtora do Estado. O experimento foi arranjado em delineamento de blocos casualizados, com 4 repetições e 03 plantas úteis por parcela experimental. Foram utilizados os seguintes produtos, com as respectivas doses, para cada 100 l de água: abamectin (Vertimec 18 CE - 50 ml); dicofol + tetradiphon (Carbax - 200 ml), fenbutatin oxide (Torque 500 SC - 60 ml); mancozeb (Dithane PM - 200g); oxicloreto de cobre (Reconil - 400g) e thiabendazole (Tecto 450 - 100ml). Analisou-se a fitotoxicidade dos produtos em relação à altura da planta, nº de folhas, número de flores e frutos ; diâmetro do caule e queimaduras ou injúrias foliares. As medições e contagens foram feitas um dia antes das pulverizações, 15 e 30 dias após. Constatou-se que o Vertimec 18 CE, associado ao Reconil ou ao Tecto 450, ocasionou leves injúrias foliares, detectadas aos 15 dias após as pulverizações, que se tornaram praticamente imperceptíveis, aos 30 dias após as pulverizações; e que Dithane PM...

Potencial inseticida de plantas da família Annonaceae

Krinski,Diones; Massaroli,Angélica; Machado,Marilza
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.58%
A utilização de plantas para o controle de insetos tem aumentado em todo o mundo. Isto ocorre porque os inseticidas vegetais apresentam moléculas biodegradáveis, são menos tóxicos a mamíferos e potencialmente adequados para utilização no controle de pragas. As plantas da família Annonaceae estão ganhando destaque como biopesticidas por serem naturalmente bioativas, apresentando atividade citotóxica, antitumoral, vermicida, antimicrobiana, imunossupressora, antiemética, inibidora do apetite e crescimento, antimalárica e também inseticida. A atividade inseticida das anonáceas deve-se à presença de acetogeninas, substâncias que atuam nas mitocôndrias, inibindo a NADH - ubiquinona oxidorredutase, causando a morte dos insetos. Nesta revisão, relatamos a utilização de anonáceas no controle de insetos, mostrando que até o momento, apenas 42 espécies de anonáceas possuem informações de atividade inseticida contra pouco mais de 60 espécies de insetos-praga. Estas informações mostram que muita pesquisa ainda é necessária, principalmente para conhecer a atividade inseticida de outras espécies de anonáceas, além de seus efeitos sobre insetos-praga ainda não estudados. Assim, teremos como alternativa para o desenvolvimento sustentável...

Associações entre o herbicida glyphosate e inseticidas na cultura da soja Roundup Ready®

Petter,F.A.; Procópio,S.O.; Cargnelutti Filho,A.; Barroso,A.L.L.; Pacheco,L.P.; Bueno,A.F.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.77%
Este trabalho teve o objetivo de avaliar os efeitos da associação do herbicida glyphosate com 10 inseticidas de diferentes grupos químicos sobre a cultura da soja Roundup Ready® (cultivar Monsoy 8585 RR®), o controle de plantas daninhas e o controle da lagarta-da-soja (Anticarsia gemmatalis). O experimento foi realizado em lavoura no município de Nova Xavantina - MT, no período de novembro de 2005 a abril de 2006, em solo classificado como Latossolo Vermelho distrófico. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, em esquema fatorial 11 x 2, sendo os fatores constituídos por 11 tratamentos inseticidas [lambdacyhalothrin (3,75 g ha-1); permethrin (12,50 g ha-1); methamidophos (300,00 g ha-1); chlorpyriphos (240,00 g ha-1); acephate (150,00 g ha-1); endosulfan (175,00 g ha-1); methomyl (107,50 g ha-1); lufenuron (7,50 g ha-1); triflumuron (14,40 g ha-1); spinosad (24,00 g ha-1); e testemunha sem inseticida], com ou sem a adição (mistura em tanque) de 960 g e.a. ha-1 de glyphosate, formando 22 tratamentos, conduzidos em quatro repetições. Os tratamentos foram aplicados 30 dias depois da emergência da cultura. A mistura do herbicida glyphosate com o inseticida chlorpyriphos causou fitotoxicidade inicial à cultura da soja RR®. O controle das plantas daninhas Chamaesyce hirta...

Seletividade de cultivares de soja RR® submetidos a misturas em tanque de glyphosate + chlorimuron-ethyl associadas a óleo mineral e inseticidas

Maciel,C.D.G.; Amstalden,S.L.; Raimondi,M.A.; Lima,G.R.G.; Oliveira Neto,A.M.; Artuzi,J.P.
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.59%
O uso de glyphosate para o controle de plantas daninhas em soja RR® apresenta características essenciais no conceito de praticabilidade. Entretanto, apesar de não permitido na legislação brasileira, tem-se aumentado a associação com outros herbicidas para manejo de espécies de difícil controle, assim como a sua mistura em tanque em combinação com inseticidas e adjuvantes. Com o objetivo de avaliar a seletividade de cultivares de soja RR® submetidos a misturas em tanque de formulações de glyphosate (Polaris®, Roundup Ready® e Roundup WG®) com chlorimuron-ethyl (Classic®), e suas associações com óleo mineral (Joint Oil®) e inseticidas novaluron (Gallaxy 100 EC®), permethrin (Piredan®) e methomyl (Lannate BR®), um experimento foi conduzido a campo na cidade de Maracaí-SP, na safra 2006/2007. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições, em esquema fatorial 16 x 4, sendo 16 as associações das misturas em tanque entre as formulações de glyphosate, óleo mineral e inseticidas e quatro cultivares: Monsoy 7210RR®, Monsoy 7979RR®, BRS 245RR® e CD 214RR®. Sintomas visuais de intoxicação inicial dos cultivares estudados foram caracterizados por clorose e encarquilhamento nas folhas para todas as misturas em tanque das formulações de glyphosate + chlorimuron-ethyl...

Fatores que afetam a eficiência de inseticidas sobre Spodoptera frugiperda Smith em milho

Silva,Mauro Tadeu Braga da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1999 PT
Relevância na Pesquisa
36.51%
A lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) é uma praga importante do milho (Zea mays L.), sendo muitas vezes controlada com inseticidas. Nos municípios de Cruz Alta, Fortaleza dos Valos e Pejuçara - RS, há relatos de ineficiência de inseticidas. Neste sentido, foram conduzidos três experimentos a campo envolvendo, respectivamente, época, modo e volume de aplicação de inseticidas. As avaliações, baseadas no número de lagartas vivas e mortas por planta, foram realizadas aos quatro e oito dias após a aplicação dos inseticidas. A eficiência dos inseticidas variou em função da época, modo de aplicação e do volume de calda aplicado, sendo menor nas aplicações tardias (danos severos), em área total e com menor volume de calda (150l/ha). Entretanto, maior eficiência foi observada nas aplicações logo que surgiam os primeiros sintomas de ataque, apenas sobre a fileira das plantas, dirigindo-se o jato para o interior do cartucho e com maior volume de calda (300l/ha). O inseticida lufenurom (12,5g i.a./ha), usado nos três experimentos, propiciou maior nível de controle.

Atividade inseticida de meliáceas sobre Diabrotica speciosa (Col., Chrysomelidae)

Seffrin,Rita de Cássia Andrade dos Santos; Costa,Ervandil Corrêa; Domingues,Lucas da Silva; Dequech,Sônia Thereza Bastos; Sausen,Carla Daniele
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.46%
Diabrotica speciosa é um inseto-praga polífago e seu controle demanda um elevado número de aplicações de inseticidas. O uso de extratos de plantas da família Meliaceae, com atividade inseticida, surge como uma alternativa promissora de controle. Neste trabalho, a ação de extratos aquosos de frutos verdes, de pecíolos com caule, de folíolos e de casca de Melia azedarach var azedarach (cinamomo) a 10% (p/v) e do NIM-I-GO a 10mL L-1 (produto comercial de óleo de nim emulsionado) foi avaliada no controle de insetos adultos de D. speciosa em cultivos de pepino (Cucumis sativus) e de feijão-de-vagem (Phaseolus vulgaris) em estufa plástica. Foi utilizado o inseticida DECIS 25CE a 0,3mL L-1 como padrão. Foi realizada também a avaliação da estatura de plantas, após o início da colheita, e da produção. Extratos de frutos verdes, de folíolos e de pecíolos com caule de cinamomo são promissores no controle de D. speciosa, em cultivos de pepino, e apenas de frutos verdes no de feijão-de-vagem, representando alternativas de controle desses crisomelídeos. O uso desses extratos não resultou em alteração significativa na estatura e na produção das plantas, ao serem comparadas com a testemunha.

Atividade inseticida das plantas e aplicações: revisão

Corrêa,J.C.R.; Salgado,H.R.N.
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.26%
A utilização de agrotóxicos tem contribuído para o aumento da produção agrícola, entretanto, o uso incorreto e indiscriminado durante várias décadas levou à acumulação de resíduos tóxicos em alimentos, contaminação da água e do solo, intoxicação de produtores rurais, seleção de pragas resistentes, entre muitos outros problemas. Ultimamente tem crescido o interesse por substâncias que apresentem menor risco à saúde humana e ao ambiente, além da demanda crescente por produtos alimentícios saudáveis e isentos de resíduos de agrotóxicos. Felizmente são inúmeras as plantas que apresentam atividade inseticida, devendo ser estudadas e introduzidas, quando possível, nas propriedades agrícolas como forma alternativa de controle de pragas. Neste trabalho, é apresentada revisão sobre o uso de plantas com propriedades inseticidas e repelentes, evidenciando o potencial dessa ferramenta no manejo de pragas. Para a inserção definitiva e segura de produtos botânicos no mercado, mais estudos ainda são necessários.

Repelência e atividade inseticida de pós vegetais sobre Zabrotes subfasciatus Boheman em feijão-fava armazenado

Girão Filho,J.E.; Alcântara Neto,F.; Pádua,L.E.M.; Pessoa,E. F
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.23%
O objetivo desta pesquisa foi avaliar o potencial inseticida de Piper nigrum L. (pimenta do reino), Ruta graveolens L. (arruda), Laurus nobilis L. (louro), Syzygium aromaticum (L.) Merr. & L.M.Perry (cravo da índia), Chenopodium ambrosioides L. (mastruz), Piper tuberculatum Jaqc. (pimenta de macaco), Tagetes erecta L. (cravo de defunto), Cymbopogon nardus L. (citronela) e Melissa officinalis L. (erva cidreira) sobre Z. subfasciatus Boh. através dos testes de confinamento, onde os insetos foram confinados durante cinco dias em um recipiente contendo dez grãos de feijão-fava com 0,3 g do pó da planta a ser testada, e, com chance de escolha por meio de uma arena circular, os insetos tiveram a possibilidade de escolha entre grãos com os pós e a testemunha, grãos sem pó das plantas. Observou-se que houve plantas que atuaram como inseticida, outras que repeliram o inseto e não causaram a morte, e outras, que além de repelir também mataram os insetos quando em contato (cravo da índia e matruz). Concluímos que: P. nigrum, P. tuberculatum, S. aromaticum e C. ambrosioides são tóxicas à Z. subfasciatus causando-lhes a morte, L. nobilis, T. erecta, e C. nardus não apresentaram efeito tóxico sobre Z. subfasciatus, C. ambrosioides...

Tratamento de sementes de soja com inseticidas e um bioestimulante.

CASTRO, G.S.A.; BOGIANI, J.C.; SILVA, M.G. da; GAZOLA, E.; ROSOLEM, C.A.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.10, p.1311-1318, out. 2008. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.10, p.1311-1318, out. 2008.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.61%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do tratamento de sementes com inseticidas e um bioestimulante na germinação no crescimento da planta e raiz de soja. Foram realizados dois experimentos em delineamento de blocos ao acaso, em que as sementes foram tratadas com aldicarb, thiametoxan, imidacloprid e duas testemunhas: uma sem produto e uma com bioestimulante. Em laboratório, as unidades experimentais constituíram-se de rolos de papel toalha com sementes de soja, para avaliar o vigor, a germinação, as plantas anormais e mortas, o comprimento de radículas e de plântulas. Nos testes em casa de vegetação, as unidades experimentais constituíram-se de tubos de PVC, com volume de 16 dm3, e foram avaliados: os teores de N, P e K; a matéria seca; o comprimento, a área e o raio médio radicular; a eficiência de absorção de N, P e K; e a taxa de crescimento radicular da soja. Os tratamentos de sementes de soja com os inseticidas e o bioestimulante levam à formação de raízes mais finas, o que caracteriza um efeito tônico. O produto aldicarb, na dose empregada, prejudica o vigor e a germinação das sementes de soja. O tratamento de sementes com inseticidas e bioestimulante não proporciona maior crescimento das raízes das plantas de soja.; 2008

Atividade inseticida de pós de vegetais e do gesso em relação ao caruncho do feijão, Zabrotes subfasciatus (Boheman, 1833) (Coleoptera: Chrysomelidae).; Insecticide activity of powders from plants ando f the plaster related to of the weevil of the bean, Zabrotes subfasciatus (Boheman, 1833) (Coleoptera: Chrysomelidae).

Carvalho, Luiz Henrique Torres de
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.61%
Bean weevil, Zabrotes subfasciatus (Boheman, 1833) (Coleoptera: Chrysomelidae) is considered the main insect-pest of the stored beans. Currently its control is achieved through protective spray (fumigations). New techniques of alternative control are being used to minimize the use of insecticides such as the use of resistant cultivars and insecticide plants through powders, extracts and oils. This work was divided into four chapters. The first consisted of a review of literature. In the second evaluated the method of control through the use of powders plants of different parts of plants from three species of the genus Annona, seeds powders of Piper nigrum L. and plaster. In the third it has developed a method of control through the use of powders plants of different parts of plants from three species of the genus Annona; powder seeds of Piper nigrum L.; Ageratum conyzoides L. (branch and leaf); Ricinus communis L. (leaf) and Azadirachta indica A. juss associated with plaster. And the fourth was tested after four species of plants: Piper nigrum L., Chenopodium ambrosioides, Coriandrum sativum L. and Cymbopogon citratus (DC) Stapf and plaster. All experiments were conducted aiming to observe possible adverse effects of these materials on the Z. subfasciatus. In general...

Bioatividade de espécies vegetais em relação a Zabrotes subfasciatus (Boheman, 1833) (Coleoptera: Chrysomelidae: Bruchinae) em feijão (Phaseolus vulharis L. 1753); Evaluation of insecticidal activity of vegetal powders for the control of Zabrotes subfasciatus (Boheman, 1833) (Coleoptera: Chrysomelidae: Bruchinae) in common bean (Phaseolus vulgaris L., 1753)

Araújo, Alice Maria Nascimento de
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Agronomia; Produção vegetal; Proteção de plantas; Programa de Pós-Graduação em Agronomia; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.42%
The common bean Phaseolus vulgaris (Linnaeus, 1753) (Fabaceae) is a legume of great importance as a source of vegetal protein in Brazil. The insect damages bean grains and reduces its quality, affecting the appearance, palatability and acceptability by the consumers. The weevil Zabrotes subfasciatus (Boheman, 1833) (Coleoptera: Chrysomelidae: Bruchinae) is one of the main pests of stored beans. The larvae of this insect open galleries in the bean grains, attacking the cotyledons and can completely destroy them. The methods currently used to control storage pest species are the purges and treatment with residual insecticides that are not always effective to exterminate the pests or to prevent reinfestation, and may result in problems such as insect resistance and animals and humans poisoning. This work aimed to evaluate the insecticidal activity of ten different plant species for the control of Z. subfasciatus. The weevil repellence, mortality, oviposition and adult emergence were evaluated in a non-choice test and the weevil oviposition and adult emergence were evaluated in a free-choice test. The plant species used were: Anadenanthera colubrina (Vell.) (cebil), Annona muricata L (soursop), Azadirachta indica A. Juss. (neem), Caesalpinia pyramidalis Tul. ( catingueira )...

Perspectivas de uso e potencial de plantas no controle de culicíneos de importância em saúde pública; Prospects and potential use of plants in controlling culicines of public health significance

Castro Júnior, Laurindo Camilo de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical e Saúde Pública (IPTSP); Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical e Saúde Pública (IPTSP); Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.69%
The control and combat culicines have presented difficuties related to the emergence of resistant mosquito populations, ostensibly occasioned by the use of current synthetic insecticides. This reality creates the necessity of looking for new substances insecticide and constant development of new formulations. Face to this situation, phytochemical studies have demonstrated that plants are an abundant source of new active principles. In this work, a quantitative and qualitative review was carried out, between the period of 1970 and 2010, looking for plants that had presented insecticidal effect on culicines, with importance to public health. There were found 174 botanical species, distributed in 56 families, with bigger concentration of species in the Lamiaceae (15 species), Fabaceae (12 species), Asteraceae (12 species), Cucurbitaceae (9 species) and Myrtaceae (9 species) families. The main insecticidal effects founded in the related articles were: larvicidal action, mosquitocidal action, growth inhibition and repellency effect. About the insecticide activity, the Copaifera reticulata and Piper nigrum were the plants that presented the larger potentials for Culicinae. The diterpenoide, acid 3-ß-acetoxylabdan-8(17)-13-dien-15-oico...

Qualidade fisiol??gica de sementes de soja tratadas com inseticidas; Seed physiological quality of soybean treated with insecticide

XAVIER, Fernando Rodrigo
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncia e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncia e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.49%
The use of insecticide seed treatment for soybeans is a major component in pest control at the initial stage of soybeans, as they prevent the decrease plant stand. This treatment provides it with greater security and helps ensure the productivity of the crop, besides having a much lower environmental impact compared insecticide applications by air. With the large scale soy production in Brazil and abroad, some pests that are not the culture in question may start seeing it as a new source of livelihood. The main objective of this study was to evaluate the germination, seedling size and abnormal seedlings in treatments with insecticides Semevin (thiodicarb) Hurracan (Fipronil), Imitra (Imidacloprid) and Acetra (Acephate), the dosages recommended by manufacturers. Evaluations of physiological seed quality were conducted by means of germination, seedling size and abnormal seedlings in sand substrate, with the CD 202 variety of high germination and vigor. To avoid any discrepancies between the treatments all tests were used Firewalk fungicide (Thiram + Carbendazin). Treatment with insecticide Hurracan (Fipronil) proved to be superior to other insecticides because of its proximity to the witnesses and the significant difference by Tukey 5% of the other tests...

Botanical insecticides on Liriomyza huidobrensis Blanchard (Diptera: Agromyzidae) and its parasitoids in string beans cultivated in a plastic greenhouse; Inseticidas botânicos sobre Liriomyza huidobrensis Blanchard (Diptera: Agromyzidae) e seus parasitóides em feijão-de-vagem cultivado em estufa

Dequech, Sônia Thereza Bastos; Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais; Sturza, Vinícius Soares; Ribeiro, Leandro do Prado; Sausen, Carla Daniele; Egewarth, Rafael; Milani, Marília; Schirmann, Janquieli
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
The string bean (Phaseolus vulgaris L.) is one of the most cultivated vegetables in plastic greenhouses in the central region of the state of Rio Grande do Sul. Liriomyza huidobrensis (Dip.: Agromyzidae) is one of the most important insect pests occurring in this culture. This research was conducted to evaluate the effect of aqueous extracts of plants and the commercial product DalNeem on L. huidobrensis and its parasitoids, as well as to analyse the population fluctuation of L. huidobrensis and parasitoids of this insect pest. The experiment was carried out on string beans cultivated in a greenhouse, where in each of the four central lines of culture, five plots were established with five plants per plot. The experimental design was random blocks with four replications. DalNeem was the treatment that best controlled L. huidobrensis. On the other hand, the treatments did not affect the parasitoids Chrysocharis bedius (Hym.: Eulophidae) or Opius sp. (Hym.: Braconidae). In plants without the use of these treatments, the population of L. huidobrensis exhibited a sharp decline with the increase of the parasitoids C. bedius, Opius sp., Eucoilinae (Hym.: Figitidae) and Diptera.; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n2p37O feijão-de-vagem (Phaseolus vulgaris L.) é uma das olerícolas mais cultivadas em estufas plásticas na região central do Estado do Rio Grande do Sul. Liriomyza huidobrensis (Dip.: Agromyzidae) é um dos principais insetos-praga que ocorrem nessa cultura. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito de extratos aquosos de plantas e do produto comercial DalNeem sobre L. huidobrensis e seus parasitóides...