Página 1 dos resultados de 3171 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Dinâmica de configuração de regras para inovação : um olhar complexo e interteórico numa organização de pesquisa agrícola do agronegócio orizícola do Rio Grande do Sul

Dias, Marcelo Fernandes Pacheco
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.22%
Dois temas são característicos do contexto atual das organizações. Um, já consolidado, é o aumento da velocidade das inovações; o outro, é a necessidade de incorporar a perspectiva emergente da sustentabilidade nas práticas de inovação. A Teoria Neoschumpeteriana busca obter um domínio desses fenômenos dinâmicos da realidade econômica, em que a inovação, principalmente a tecnológica, é identificada como a força maior que propulsiona a dinâmica econômica. Entretanto, Hanusch e Pyka (2007) criticam a Teoria Neoschumpeteriana por entenderem que o desenvolvimento dos sistemas econômicos modernos incorpora a inovação tecnológica, assim como também a inovação organizacional, institucional e social e, por isso, os novos frameworks para estudos de sistemas econômicos, precisariam incorporar características de complexidade através do trânsito em diferentes teorias relevantes, levando em conta as raízes da Teoria Neoschumpeteriana, o que eles próprios não fazem. Assim, o objetivo geral de pesquisa foi o de propor um framework interteórico e complexo sobre a dinâmica da inovação e fazer a sua aplicação no Instituto Rio-Grandense do Arroz - IRGA. A metodologia utilizada foi de estudo de caso. Os dados foram coletados através de entrevistas e documentos. Cada uma das etapas realizadas na metodologia foi apoiada num estudo...

A constituição do círculo de cooperação de pesquisa agrícola no Brasil: nova face do uso corporativo do território brasileiro no período técnico-científico-informacional

Nascimento Júnior, Francisco das Chagas
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 138 f. : il., mapas, tabs., gráfs., quadros
POR
Relevância na Pesquisa
56.19%
Pós-graduação em Geografia - IGCE; Esta dissertação tem como objetivo compreender as especificidades da constituição do círculo de cooperação de pesquisa agrícola no território brasileiro. Parte-se do pressuposto de que o processo de racionalização das atividades produtivas nos países periféricos dá-se de forma seletiva, privilegiando aquelas atividades e aqueles lugares incorporados aos circuitos produtivos hegemônicos, diretamente subordinados à lógica do mercado mundial. Enfatiza-se a importância da ciência e da tecnologia como determinantes das possibilidades de uso dos territórios no período atual e destaca-se o papel da tecnociência como fator de dinamização dos subespaços incorporados àquela lógica. Toma-se como exemplo a atividade produtiva da soja no território brasileiro e busca-se analisar o processo de constituição do círculo de cooperação de pesquisa vinculado a essa produção agrícola. Avalia-se, especialmente, a constituição política do círculo de cooperação de pesquisa da soja e, destacando-se a atividade de pesquisa biotecnológica, discute-se a hierarquia territorial da produção científica no país.; This dissertation aims at understanding the specificities of the cooperation constitution circle of agricultural research in Brazilian territory. It started from the presumption that the rationalization process of the productive activities in peripheral countries is given through a selective way...

A organização da pesquisa agricola privada cooperativa

Marilise Pagliosa Massola
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.31%
Observa-se, desde a década de 1980, um processo de transformação que vem redimensionando as atividades produtivas em praticamente todos os setores da economia. Fatores como a globalização, as mudanças técnico-científicas e as transformações do papel dos Estados Nacionais destacam-se como os maiores responsáveis por esse processo. Inerente a essas mudanças encontram-se as transformações no paradigma tecnológico agrícola moderno. Percebese uma reorientação dos fundamentos produtivos da agricultura, indicando a formação de um novo padrão tecnológico agrícola, baseado em elementos mais qualitativos. Essas transformações apontam para a reelaboração das bases conceituais, bem como para o entendimento da evolução dessa nova dinâmica da pesquisa para a agricultura. A necessidade de adaptação das organizações envolvidas com pesquisa agrícola envolve mudanças relativas não só ao processo de geração e difusão de inovações, mas mudanças no seu processo organizacional e nas relações estabelecidas com agentes que integram o sistema técnico-econômico. Essa dissertação busca compreender como a pesquisa agrícola privada cooperativa vem se comportando diante desse quadro de mudanças, tendo como objeto de análise uma organização cooperativa que desenvolve pesquisa...

A co-evolução tecnologica e institucional na organização da pesquisa agricola no Brasil e na Argentina; The co-evolution of technology and institutions in the organization of agricultural research in Brazil and Argentina

Marcos Paulo Fuck
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.32%
A tese trata dos arranjos institucionais e das formas de organização da pesquisa agrícola no Brasil e na Argentina. A análise é focada na forma de atuação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no caso brasileiro, e do Instituto Nacional de Tecnología Agropecuária (INTA), no caso argentino. Analisam-se as principais características da indústria sementeira e do mercado de sementes referentes às culturas de soja, milho e trigo, as três principais cultivadas nos dois países. No caso da soja, observou-se nos últimos anos um forte avanço na utilização de sementes geneticamente modificadas (GM). Porém, os dois países adotaram estratégias distintas em relação à introdução dessa nova tecnologia em seu território: a Argentina adotou uma política liberalizante, apostando nos transgênicos como forma de ampliação de sua competitividade agrícola; o Brasil adotou uma postura mais cautelosa, mas acabou por liberar o plantio da soja GM em função, entre outras coisas, da já expressiva utilização dessas sementes pelos produtores rurais (que adquiriram as sementes no mercado paralelo). Ações diferentes são observadas nos casos do milho e do trigo, pelas diferentes dinâmicas técnico-produtivas dos dois segmentos de mercado. Os mercados de sementes analisados na tese passam por grandes mudanças nos ambientes técnico-científico...

Dos sistemas nacionais de pesquisa agrícola aos sistemas nacionais de inovação agrícola : a inserção dos institutos nacionais de pesquisa agropecuária; From the national agricultural research systems to the national agricultural innovation systems : the changing role of the national agricultural research institutes

Cecilia Maria Gianoni Beaulieu
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.3%
A inserção dos Institutos Nacionais de Pesquisa Agropecuária no novo contexto de pesquisa, desenvolvimento e inovação impulsado pela transição da abordagem dos Sistemas Nacionais de Pesquisa Agrícola para a de Sistemas Nacionais de Inovação Agrícola nos países em desenvolvimento, constitui o tema central da tese. As mudanças em curso desde o início do século XXI nos ambientes tecnológico, político, institucional e organizacional afetaram significativamente a forma, o grau e a direção com que se organizam os Sistemas Nacionais de Inovação Agropecuária tornando-os cada vez mais complexos e dinâmicos alterando o papel dos Institutos Nacionais de Pesquisa Agropecuária (INPAs). Neste sentido, os Institutos vêm fazendo importantes esforços para consolidar e desenvolver capacidades de organização e gestão de pesquisa, desenvolvimento e inovação tendendo principalmente a uma maior articulação com os demais atores e à construção e implementação de mecanismos de gestão mais flexíveis. O presente trabalho motiva-se pela percepção de que há hoje um desajuste entre a forma como essas instituições se organizam e a evolução dos sistemas de inovação agropecuário. Percebe-se também que os mecanismos de monitoramento e avaliação de resultados e impactos que são empregados atualmente pelos Institutos para medir seu desempenho não conseguem medir sua participação relativa nos sistemas. Desta forma...

Alocação de recursos e objetivos organizacionais : um estudo sobre a pesquisa agricola em Santa Catarina

Santos, Lucy Woellner dos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xviii, 246 f.| il., grafs
POR
Relevância na Pesquisa
66.16%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socio-Economico; Os objetivos das organizações especializadas em pesquisa agrícola, expressos no conjunto de projetos que executam, são definidos com base em um elenco de fatores, entre os quais, a disponibilidade de recursos financeiros. O objetivo desta pesquisa foi analisar, no âmbito da EMPASC - Empresa Catarinense de Pesquisa Agropecuária S/A, se as alterações na alocação de recursos, por parte das diversas fontes financiadoras, provocaram mudanças em seus objetivos operativos, no período de 1976 a 1990. Os resultados alcançados indicaram que às alterações na participação das fontes de recursos estão associadas mudanças na programação da pesquisa. O impacto dos recursos financeiros contudo, está mais fortemente relacionado ao modelo de alocação de recursos adotado, do que as características de cada fonte. Além desse fator, a origem dos recursos, a estratégia de alocação das fontes e, conseqüentemente, a alteração na composição das fontes na receita anual da empresa, constituíram fatores que condicionaram e direcionaram a definição dos objetivos operativos, ou seja, da programação de pesquisa, no caso estudado.

A fusão pesquisa agrícola-extensão rural em Santa Catarina

Santos, Lucy Woellner dos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: XIII,243f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.26%
Tese [doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Em 1991 ocorreu uma mudança organizacional no setor público agrícola de Santa Catarina, que resultou na fusão de cinco empresas ligadas às atividades de pesquisa agrícola e de extensão rural, e na criação da EPAGRI - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Difusão de Tecnologia de Santa Catarina. As entidades fundidas foram a Empresa Catarinense de Pesquisa Agropecuária - EMPASC, a Associação de Crédito e Extensão Rural de Santa Catarina - ACARESC, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Santa Catarina - EMATER-SC, a Associação de Crédito e Assistência Pesqueira de Santa Catarina - ACARPESC e o Instituto de Apicultura de Santa Catarina - IASC. O foco desta pesquisa foi o estudo desse fenômeno, tendo como ponto de partida o conceito de estratégia organizacional de Pettigrew (1987), ou seja, estratégia como processo, como uma seqüência de ações e eventos contínuos e interdependentes, por meio da qual podem ser explicados as origens, a continuação e o resultado de um fenômeno organizacional; e o conceito mudança de Pettigrew et al. (1992), ou seja, a mudança como produto de um processo que reflete...

A Embrapa/Soja em Londrina-PR a pesquisa agrícola de um país moderno

Campos, Margarida Cássia
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 124 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
56.2%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em Geografia, Florianópolis, 2010; A presente tese analisou a criação da EMBRAPA/Soja em Londrina como parte integrante do projeto nacional desenvolvimentista, idealizado a partir da década de 1930. A hipótese central que conduziu e orientou a pesquisa defendeu que a instalação do Centro Nacional de Pesquisa da Soja no Norte do Paraná em 1975, não é somente resultado do processo de modernização da agricultura. Mas foi parte de um projeto antigo que nasceu com a Revolução de 1930, idealizada no pacto de poder entre os latifundiários e a burguesia industrial nascente. A partir das argumentações teóricas e análise de dados, o trabalho evidenciou que o projeto nacional desenvolvimentista idealizado por Vargas logrou à economia nacional amplas taxas de crescimento industrial e dinamismo agrícola que permitiu lançar as bases de um país moderno, para posteriormente os militares implementarem uma nova etapa de desenvolvimento. Desta forma, o sistema EMBRAPA surge para dar suporte a essa nova etapa, com o objetivo de produzir ciência e tecnologia e garantir a continuidade do dinamismo agrícola que exigia novas demandas a partir da década de 1970. A expansão da soja no território nacional a partir da década de 1960 teve influencia direta da demanda internacional por essa oleaginosa...

A diversidade dos recursos genéticos vegetais e a nova pesquisa agrícola

Guerra,Miguel Pedro; Nodari,Rubens Onofre; Reis,Maurício Sedrez dos; Orth,Afonso Inácio
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1998 PT
Relevância na Pesquisa
66.22%
As novas demandas da pesquisa agrícola requerem a formação de recursos humanos com níveis avançados de qualificação e capazes de elaborar e executar propostas científicas, tecnológicas e políticas relacionadas ao uso, melhoramento e conservação dos recursos genéticos vegetais, domesticados ou não. Esta nova ênfase tem demandas associadas predominantemente ao uso intensivo do conhecimento. Os desafios atuais a serem enfrentados pela nova pesquisa agrícola referem-se ao estabelecimento de estratégias de caracterização e conservação in situ; a definição precisa sobre o uso sustentável dos recursos genéticos; a valoração; a regulamentação ao acesso, incluindo-se os aspectos associados à soberania da diversidade genética vegetal. O Brasil é o país com a maior diversidade genética vegetal do mundo, ainda amplamente desconhecida. Neste sentido torna-se fundamental a caracterização do material genético existente nas formações florestais e variedades crioulas, para subsidiar o manejo de determinadas populações naturais e os programas de melhoramento genético, visando ao aumento do rendimento econômico da exploração vegetal. Propõe-se o estabelecimento de programas de pesquisa conjuntos e a formação de recursos capazes de manejar a diversidade genética existente...

Bases de dados: propriedade intelectual e implicações à pesquisa agrícola.

MENDES, C. I. C.; BUAINAIN, A. M.
Fonte: In: SIMPÓSIO NACIONAL DE INSTRUMENTAÇÃO AGROPECUÁRIA, 2014, São Carlos, SP. Ciência, inovação e mercado: anais. São Carlos, SP: Embrapa Instrumentação, 2014. Publicador: In: SIMPÓSIO NACIONAL DE INSTRUMENTAÇÃO AGROPECUÁRIA, 2014, São Carlos, SP. Ciência, inovação e mercado: anais. São Carlos, SP: Embrapa Instrumentação, 2014.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 715-718.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.08%
Resumo: Este trabalho tem por objetivo discutir a proteção jurídica às bases de dados e as implicações para atividades de P&D em institutos públicos de pesquisa agrícola. A metodologia utiliza consulta documental e análise do marco regulatório de propriedade intelectual aplicável à matéria. No âmbito internacional analisa-se a Convenção de Berna, o Acordo Trips e a Diretiva 96/9/CE, sobre proteção jurídica às bases de dados. Na esfera nacional, a lei no. 9.610/1998, de direitos autorais, e a lei no. 12.527/2011 de acesso à informação. Conclui-se que o marco legal, os princípios da razoabilidade e da segurança jurídicas, se aplicados adequadamente, oferecem base jurídica para que os conteúdos das bases de dados geradas por projetos de P&D não sejam divulgados. As informações que podem ser divulgadas ao público em geral são as caracterizadas como de natureza pública e que não esvaziem a existência de outros direitos, como os de propriedade intelectual. A proteção do conteúdo das bases de dados precisa ser realizada com prudência para se promover o equilíbrio entre o nível protetivo e o princípio fundamental da liberdade à informação.; 2014; SIAGRO 2014.

Inovações institucionais na pesquisa agrícola na América Latina e no Caribe

Pedro, Edilson da Silva; Salles-Filho, Sergio; Mendes, Paule Jeane
Fonte: Simpósio de Gestão da Inovação Tecnológica Publicador: Simpósio de Gestão da Inovação Tecnológica
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.32%
PEDRO, Edilson da Silva; SALLES-FILHO, Sergio; MENDES, Paule Jeane. Inovações Institucionais na Pesquisa Agrícola na América Latina e no Caribe. In: SIMPOSIO DE GESTAO DA INOVAÇAO TECNOLOGICA, 24., 2006, Gramado. Anais...Gramado: ANPAD, 2006.; Este artigo trata das tendências e dos desafios da organização da pesquisa agrícola na América Latina e no Caribe. Ele está baseado em um recente estudoi que teve como objetivos propor um marco conceitual sobre inovações institucionais na pesquisa agrícola e entender como a institucionalidade de P&D na América Latina e no Caribe (ALC) tem contribuído para a cooperação e formação de alianças e redes entre instituições de pesquisa, visando desenvolver uma agricultura baseada no conhecimento no âmbito da Região. Com este propósito, foram feitas a descrição e análise das principais diretrizes de inovações institucionais adotadas pelos países e sistemas nacionais de pesquisa agropecuária da ALC. Como resultado, o estudo propôs uma agenda de diretrizes e ações para consolidar a cooperação regional na pesquisa agropecuária, por meio de inovações institucionais que fortaleçam organizações, redes e sistemas de pesquisa. Do ponto de vista teórico, o estudo foi baseado na literatura neo- institucionalista e neo-schumpeteriana. A partir destas abordagens...

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE: VISÕES SOBRE TRANSFORMAÇÕES DA PESQUISA AGRÍCOLA NO BRASIL

Fonte: Organizações Rurais & Agroindustriais Publicador: Organizações Rurais & Agroindustriais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.1%
Este trabalho tem por objetivo refletir sobre os rumos da pesquisa agrícola no Brasil, tendo como pano de fundo as diversas transformações que estão ocorrendo na organização do setor. Sua elaboração pautou-se por uma estratégia metodológica qualitativa, com o levantamento e análise de dados obtidos por meio de entrevistas semi-estruturadas. Os sujeitos da pesquisa foram pessoas ligadas ao setor agrícola do estado de Santa Catarina, compreendendo pesquisadores, extensionistas, dirigentes de empresas de pesquisa e extensão rural, representantes de associações de produtores, ex-secretários estaduais de agricultura, assessores de governo, entre outros. Da análise do conteúdo das entrevistas, as principais questões que emergiram dizem respeito ao papel do Estado, à participação dos produtores na definição dos objetivos e políticas de pesquisa, aos interesses da iniciativa privada e ao surgimento da figura de um “novo pesquisador”. Essas questões revelam novas demandas da sociedade...

Tendencias de reorganização institucional da pesquisa agricola : o caso do Instituto Agronomico do Parana-IAPAR

Debora Luz de Mello
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/1995 PT
Relevância na Pesquisa
66.16%
Durante os anos 80 tomou-se crescente o questionamento do papel e estrutura dos institutos públicos de pesquisa agrícola. Diversas reformulações foram realizadas variando desde a privatização de segmentos da atividade de pesquisa até a revisão da estratégia institucional de relacionamento com o ambiente. Baseados nessa evidência empírica procuramos encontrar na literatura as razões para tal comportamento e comprovar, através de um estudo de caso, a hipótese principal deste trabalho: a de que os anos 80 representam um período de reorganização institucional motivado por diferentes fatores: o esgotamento dos padrões de financiamento baseados no orçamento público; o surgimento de novas tecnologias (biotecnologia e informática); a reestruturação competitiva das indústrias a montante e a jusante da agricultura; as demandas da pesquisa em sustentabilidade. Os dados recolhidos permitem apontar as seguintes conclusões: a) alterações no padrão tecnológico vigente na agricultura conduzem à revisão das estratégias dos institutos públicos de pesquisa, como resposta aos determinantes acima descritos; b) os institutos de pesquisa regionais sofrem os efeitos das mudanças de caráter global e devem alterar seu desenho institucional para que possam "sobreviver" no novo ambiente. No entanto...

Ocupação agrícola e estrutura agrária no cerrado: o papel do preço da terra, dos recursos naturais e da tecnologia; Texto para Discussão (TD) 913: Ocupação agrícola e estrutura agrária no cerrado: o papel do preço da terra, dos recursos naturais e da tecnologia; Agricultural occupation and agrarian structure in savanna: the role of the land price, natural resources and technology

Rezende, Gervásio Castro de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
56.12%
Este trabalho propõe que a rápida expansão agrícola das regiões do cerrado, que tem se concentrado nas atividades de grãos e pecuária bovina, se deve ao baixo preço da terra nessas regiões vis-à-vis as demais regiões agrícolas do Brasil e do exterior. Esse baixo preço da terra, por sua vez, é explicado não só em função da maior distância dessas regiões do cerrado em relação aos mercados consumidores (o que, naturalmente, tende a anular a vantagem desse menor preço), mas, também, devido às limitações dos recursos naturais (extremo rigor do período seco, que restringe a atividade agrícola a grãos e pecuária bovina) e, sobretudo, às inovações tecnológicas que tornaram possível que a terra de boa qualidade se tornasse abundante na região, mediante sua “produção” a partir de terras de qualidade inferior. Para mostrar mais claramente como isso vem ocorrendo, o trabalho desenvolve um modelo de mercado de terra com “produção de terra”, especialmente talhado para a análise do cerrado. Prosseguindo nesses objetivos teóricos, o trabalho propõe um contraste com as teorias de progresso técnico de Hayami e Ruttan e de Hicks, concluindo que elas não são adequadas para a análise do cerrado. Procura-se também derivar implicações para as análises de função de produção e de produtividade total dos fatores (PTF). Finalmente...

O papel do estado na pesquisa agrícola no Brasil; Texto para Discussão (TD) 576: O papel do estado na pesquisa agrícola no Brasil; The role of the state in agricultural research in Brazil

Bonelli, Regis; Pessôa, Elisa de Paula
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
76.37%
O investimento em pesquisa agrícola pode ser considerado um investimento como outro qualquer, mas, em geral, caracteriza-se por apresentar retornos muito superiores aos de diversas aplicações alternativas. De fato, taxas de retorno da ordem de 20% a 30% são a norma, e não a exceção, nessa área de atividade. Sugerem que há insuficiência de investimento, isto é, subinvestimento em pesquisa agrícola. Graças, em parte, a isso, os países que se caracterizam por uma agricultura mais atrasada têm dedicado recursos à pesquisa e à extensão agrícola. Sua importância para a elevação da oferta de alimentos em regiões pobres é óbvia, razão pela qual diversas associações internacionais de transferência de tecnologia agrícola foram criadas nas últimas décadas. A ajuda internacional neste caso tem sido bemsucedida e pode ser responsabilizada pelo sucesso na transferência de tecnologia. Mesmo assim, reconhece-se que a tecnologia não é tão facilmente transferível entre países, o que tem historicamente estimulado a criação de centros nacionais de pesquisa em diversas nações. A experiência brasileira nessa área apresenta diversos casos de sucesso. Adicionalmente, não há nenhum sinal de que os recursos gastos em pesquisa...

PNAD 2008 : primeiras análises - o setor rural; Comunicados do Ipea 42 : PNAD 2008 : primeiras análises - o setor rural

Brasil. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.16%
Este Comunicado apresenta algumas características dos domicílios rurais, das formas de ocupação e das fontes de renda de seus moradores. Iniciando pela descrição dos dados gerais sobre a população rural – sua proporção relativamente à população total e sua distribuição pelas regiões do País –, o texto procura oferecer um quadro das condições de vida nas áreas rurais a partir de alguns indicadores sociais e de desenvolvimento humano, analisados sempre em perspectiva comparativa com a população urbana. Em seguida, são estudadas as diferenças entre os trabalhos agrícola e não agrícola, em especial quanto ao grau de formalização e aos valores médios de rendimento, sem entretanto deixar de levar em conta algumas particularidades do meio rural, como a sazonalidade da produção – cuja expressão direta é o significativo percentual de empregados temporários –, e como a existência de um grande contingente de mão de obra ocupada em atividades não remuneradas, composto sobretudo pelos trabalhadores de unidades produtivas familiares e pelos trabalhadores na produção para consumo próprio. A renda dos domicílios rurais – sua distribuição, evolução e composição – é também objeto de uma seção própria deste Comunicado. Sua última parte propõe determinar...

Produtividade na agroindústria canavieira; Productivity in the sugarcane agroindustry

Santos, Gesmar Rosa dos
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Radar - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.23%
Este artigo apresenta e discute indicadores de produtividade agrícola e industrial da agroindústria canavieira, particularmente na cadeia produtiva sucroenergética. Complementarmente faz-se um exercício do impacto na produção decorrente de possíveis ganhos de produtividade agrícola. São utilizados dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), principalmente da Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), levantamentos de safras da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e dados de produção do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com a finalidade de analisar a trajetória dos ganhos de produtividade na produção, frente ao uso de mais insumo-terra. Utilizam-se também dados da Pesquisa Industrial Anual (PIA) e do setor produtivo, com vistas a compreender o comportamento da agroindústria em diversos períodos.; p. 49-57 : il.

A política de preços mínimos e o desenvolvimento agrícola da região Centro-Oeste; Texto para Discussão (TD) 870: A política de preços mínimos e o desenvolvimento agrícola da região Centro-Oeste; The minimum price policy and agricultural development of the Midwest

Rezende, Gervásio Castro de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
56.16%
Este trabalho discute a política de fixação de preços mínimos para a região Centro-Oeste, adotada principalmente na década de 1980 e na primeira metade da de 1990, que não levava em conta, devidamente, os maiores custos de transporte entre essa região e as regiões consumidoras líquidas, comparativamente às demais regiões excedentárias. O trabalho apresenta, inicialmente, o argumento de que essa política deveria dificultar a integração de mercado entre o Centro-Oeste e as regiões consumidoras líquidas, em grau tanto maior quanto maior fosse a intensidade dessa política. Baseado nessa hipótese, procedeu-se a uma análise de integração de mercado e da atuação da política, que permitiu identificar o período 1985-1989, da “Nova República”, como aquele em que se verificou em maior grau essa inconsistência espacial da política de preços mínimos. O trabalho apresenta ainda dados inéditos sobre estoques formados naquela ocasião, que mostram a dimensão formidável que assumiu essa política; esses dados de estoques permitem também evidenciar as mudanças que ocorreram nessa política nos anos 1990. Finalmente, o trabalho apresenta o argumento de que, embora favorecendo o crescimento da produção agrícola do Centro-Oeste no curto prazo...

Mesorregiões brasileiras com expansão de área agrícola; Brazilian mesoregions with agricultural area expansion

Freitas, Rogério Edivaldo; Maciente, Aguinaldo Nogueira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Radar - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
56.26%
Visa mapear as culturas agrícolas mais representativas nas mesorregiões identificadas. Análises posteriores pretendem avaliar a oferta de mão de obra e de assistência técnica nas áreas identificadas, bem como rastrear as respectivas dificuldades e potencialidades quanto à melhoria da oferta de educação e de qualificação nas regiões de fronteira agrícola identificadas. Apresenta a estratégia empírica utilizada e os dados empregados. Os resultados deste artigo informam que a expansão de área agrícola mapeada tem sido orientada mais para culturas temporárias do que para culturas permanentes, informação que pode ser empregada como subsídio para balizar investimentos de infraestrutura e de capacitação de mão de obra nas respectivas mesorregiões de maior dinamismo.; p. 7-18 : il.

O avanço na utilização de sementes geneticamente modificadas no mundo e suas implicações para a pesquisa agrícola no Brasil

Fuck, Marcos Paulo; UFPR; Bonacelli, Maria Beatriz
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56%
A área cultivada com sementes geneticamente modificadas (GM) vem crescendo de forma expressiva nos últimos anos. Isso ocorre em diversos países, inclusive no Brasil. Mesmo sendo a liberação oficial para o plantio de soja e algodão transgênicos algo relativamente recente, o país já é o terceiro entre os produtores de cultivos GM no Mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e da Argentina. A liberação para plantio de milho, ocorrida na primeira quinzena de fevereiro último, deve dar mais suporte para a expansão desse tipo de cultivo no país. Entre outras coisas, isso levanta importantes questões para o futuro da pesquisa agrícola no Brasil, tanto pública quanto privada.